Adoração Reformada

Adoração Reformada Terry L. Johnson




Resenhas - ADORAÇÃO REFORMADA


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Julio.Henrique 10/03/2021

Culto cristão na perspectiva reformada
O autor apresenta o "princípio regulador do culto", ponto de vista reformado para a adoração cristã. Há efusiva defesa de que somente pode ser realizado no culto público aquilo que é prescrito nas Escrituras, evitando, assim, o subjetivismo na forma e estrutura cúltica. São apresentados os fundamentos bíblicos e teológicos para a perspectiva reformada de adoração, com ênfase no texto bíblico de João 4: adoração em espírito e em verdade. Também são contrastados o culto tradicional com o culto contemporâneo, na tentativa de indicar-se um equilíbrio entre a alegria e o temor na adoração dirigida a Deus. Leitura válida, especialmente para suscitar reflexões sobre o que é aceitável e agradável a Deus no culto público.
comentários(0)comente



Pr. Misael Neves 18/07/2018

3,5 estrelas. Considerado bom!
Como indica o título, os ensinamentos contidos no livro são baseados nos escritos de Calvino. Mesmo sendo Pentecostal li todo o livro e pude aprender importantes lições acerca da adoração restrita. O autor procura responder às seguintes questões: Como Deus quer ser adorado? Qual os elementos que compõem o culto? O que significa adorar em espírito e em verdade? E principalmente: o que deveríamos fazer nos cultos públicos de adoração do dia do Senhor? Recomenda este pequeno livro. Li com senso crítico e aproveitei muita coisa! Não dei mais que 3,5 estrelas pois identifiquei o autor um pouco extremista. Calma aí, Calvino não é o Espírito Santo. Rsrs
vinicius-jm 16/07/2019minha estante
Sou presbiteriano, e também achei o autor um pouco extremista.


Maxsuel 02/09/2019minha estante
Concordo! O autor cita mais Calvino do que a Bíblia!




Melqz 06/07/2021

Como Deus deseja ser adorado?
O autor traça um argumento baseado no principio regulador do culto, começa introduzindo o tema e falando um pouco sobre o principio regulador e o principio normativo, ele se mantem na discussão com respeito ao culto publico, deixa de lado os eventos ou cultos particulares e faz uma critica ao culto feito a nossa maneira e ano nosso jeito, questionando quais são os elementos principais do culto, e aquilo que não é bíblico.

Muito bom para pensar sobre momento de culto, como estamos cultuando a Deus e quais pontos são irrevogáveis... Ao longo da obra, como já dito em outras resenhas, o autor é muito enfático nos ensinos de Calvino, as vezes, até de maneira demasiada, porém isso não apaga a preciosidade do livro para aqueles que se importam em compreender mais sobre adoração no momento de culto, não apenas louvor, mas todos os aspectos e elementos que compõem um momento de celebração e adoração a Deus.
comentários(0)comente



EWERTON 30/01/2014

O Culto Teocêntrico
Gostei muito do livro, o autor conseguiu expressar, de uma forma simples e direta, como devemos nos apegar a verdadeira adoração utilizando os princípios que regulam o culto; Princípios esses que estão presentes nas escrituras e que norteiam a forma que nos dedicamos à Deus seja no campo privado, familiar ou público em culto solene
A adoração deve ser nossa prioridade e tem caráter permanente, diferentemente de outros aspectos que findarão seu tempo no momento em que Cristo retornar com toda a sua glória, devemos assim dar o valor necessário para ela em nossas vidas, englobando todo o nosso ser, em todos os momentos.
O autor explica muito bem acerca da adoração conforme as escrituras, apontando o sistema mais adequado à vontade de Deus, não aos nossos desejos, e baseando-se em João 4:24, Terry L. Johnson discute como seria o adorar em "Espírito" e em "Verdade".
Ele faz uma análise de como deveria ser a adoração no culto solene e litúrgico no antigo testamento, tomando como base os símbolos temporários, as exigências de detalhes no templo, e implicações na adoração atual, o que foi apenas sombra das coisas que viriam e como devemos entender hoje, citou também aspectos específicos da música, teatro e dança.
" Calvino afirma que a adoração legítima é aquela que o próprio Deus estabeleceu. Ele insiste na rejeição de qualquer modo de adoração que não seja sancionado ou ordenado por Deus". ( Pg. 31 )
Super indicado!
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR