Jane Eyre

Jane Eyre Charlotte Brontë




Resenhas - Jane Eyre


292 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Aline Serrão 17/08/2019

Jane eyre realmente é uma criatura a frente do seu tempo o livro é gostoso de se ler apesar de ser um leitura bem densa quando chegava no ápice dos acontecimentos não dava pra largar.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fernanda 12/08/2019

"É inútil dizer que os seres humanos deveriam contentar-se com a tranquilidade. Eles precisam de ação. E, se não a encontram, irão criá-la. Milhões estão condenados a um destino mais pacato que o meu, e milhões vivem uma reviravolta silenciosa contra sua sorte. Ninguém sabe quantas revoltas, além das revoltas políticas, fermentam na multidão da vida das pessoas na Terra. Tem-se a crença de que as mulheres, em geral, são bastante calmas, mas as mulheres sentem as mesmas coisas que os homens. Precisam exercitar suas faculdades e ter um campo para expandi-las, como seus irmãos costumam fazer. Elas sofrem de uma restrição tão rígida, e de uma estagnação tão absoluta, como os homens sofreriam se vivessem na mesma situação. É um pensamento estreito dos seres mais privilegiados do sexo masculino dizer que as mulheres precisam ficar isoladas do mundo para fazer pudins e cerzir meias, tocar piano e bordar bolsas. É fora de propósito condená-las, ou rir delas, se elas desejam fazer mais ou aprender mais do que o costume determinou que fosse necessário para as pessoas do seu sexo." (pg. 199-200)
comentários(0)comente



Laysa Mendonça 06/08/2019

?A vida me parece curta demais para ser gasta nutrindo animosidades ou recordando erros.?
Depois de ler Wuthering Heights eu queria mergulha no universo das irmãs Brontë. Jane Eyre era pra ter sido o primeiro, mas por motivos de não simpatizar muito com romances ou estar meio saturada deles eu deixei pra depois. Ainda bem, ainda bem que li Jane Eyre. Amei o ritmo da minha leitura, a história me pegou e me envolveu desde os primeiros capítulos, o envolvimento foi tanto que cheguei às 580 poucas páginas mais rápido do que imaginei, mas como disse antes; eu tava envolvida demais e quando a Jane decide... vocês sabem, deixar o local, eu gritei de raiva kkkkk e larguei o livro, eu simplesmente não queria ler aquilo, como assim??? Fiquei triste demais pra continuar, dei uma pausa de alguns dias mas a historia não saia da minha cabeça, então eu comecei a folhear o livro deseperadamente procurando o nome dele, as coisas precisavam voltar ao normal... Mesmo depois de tudo que aconteceu depois e depois, eu ainda sim fiquei triste com a escolha que ela fez, mas passa, tudo faz sentido e as coisas começam a voltar aos trilhos quando aquele nome aparece de novo. Não sei se faz sentido o que to escrevendo aqui kkk foi só um susto, eu amei, eu chorei.
comentários(0)comente



Gil 06/08/2019

Meu clássico favorito.
Acredito que jamais irei amar um clássico como amo esse. Jane Eyre é maravilhoso ao ler e profundo no sentido das palavras. Jane "pobre e obscura, pequena e simples como é", nos ensina tanto com os seus modos, com a sua mente, com as opiniões sobre as pessoas, com o amor e coragem inabaláveis, não se curvando e mudando seus princípios e jamais, perdendo a esperança.
Foi incrível ler essa história de superação frente aos desafios de cada obstáculo vencido por Jane, e o final arrebatador que nos faz derramar lágrimas, ao nos deparar com a felicidade da personagem.
comentários(0)comente



Isa 05/08/2019

Jane Eyre
O meu livro favorito da vidaaaaaaa. Eu amo.
comentários(0)comente



Laura 03/08/2019

Protagonista única!
Jane Eyre representa a força e independência que toda mulher da Inglaterra vitoriana deveria ter!

Charlotte Brontë desenvolve a história de maneira incrível, envolvente e principalmente surpreendente.

"Jane Eyre", assim como "O Morro dos Ventos Uivantes" das Irmãs Brontë, quebra diversos paradigmas da época, fazendo assim, com que o livro e a protagonista sejam únicos!
comentários(0)comente



Leticia.Fonseca 30/07/2019

Um ótimo livro, para quem gosta de ler clássicos.
A narrativa sensível de Charlotte Brontë, faz que você se transmita para aquele contexto e se empatize com os sentimentos, os sofrimentos e os conflitos internos que a protagonista enfrenta. Entretanto, em algumas partes eu travei na leitura por simplesmente não entender a narrativa da Brontë, o que é compreensível, já que se trata de uma obra do século XIX com diferentes estruturas de narrativa.
comentários(0)comente



Jeh 28/07/2019

Um belo conto de simplicidade e amor!!
Gostei muito do livro, da simplicidade que ele transmite.
Nos conta a infancia, adolescência e a vida adulta de Jane.
De cara nos solidarizamos com a historia da pequena Janeb que sofre horrores nas mãos de sua tia e seu primos.
Com 9 anos é mandada para um colegio interno de onde sai com 18 anos para trabalhar na casa do Sr. Rochesterb um homem de aparência dura e amargurado; assombrado por seus passado e consequentes pecados.
Os dialogos criados são profundos, de dificil entendimento.
Notamos a consciência correta de Jane diante de infortunios que a vida lhe proporciona e a recompensa que isso teouxe para ela.
Confesso que não esperava ficar com a repugnância q fiquei do primo dela, esperava muito mais dele.
E o final poxa, não sei como classifica-lo.
É bonito e tals mais as circunstâncias que tiveram q acontecer nos faz pensar... Janr não conseguiria vivier cerdada de luxo, então esse final simplorio foi necessário.
Mas pelo menos teve um final feliz.
comentários(0)comente



Jé Cerqueira | @contudoeentretanto 22/07/2019

Maravilhoso!
Jane Eyre é uma garota órfã que vive com sua tia e três primos, onde é maltratada e indesejada. Quando atinge certa idade e sua tia se cansa dela, Jane é mandada para uma escola de meninas órfãs. Escola essa que faz-a passar por grandes intempéries, essas de partir o coração. Após alguns anos, Jane recebe uma proposta para ser governanta de Thornfield Hall, que tem como dono Mr Rochester, e para ser preceptora de uma menina. Jane se apaixona por seu patrão, um homem bem mais velho e rodeado de segredos. Essa mocinha vai passar por muitos infortúnios e infelicidades, todos com cargas muito importantes para, quem sabe, Jane ser feliz e viver em paz.

Não tem como não se envolver com Jane e seu temperamento feminista e independente, que lutava pela sua liberdade. Jane não se curva nem ao seus sentimentos pois estes vão contra os seus valores! Olhem isso!! Jane abre mão do seu maior desejo (amor) pois ele fere sua moral! Que mulher ♥️

As personagens presentes são puramente uma crítica, recheado de mocinhas supérfluas e cabeças de vento, homens com seus retratos pesados e com características negativas, e claro as nossas heroínas, como a Jane e posso citar também uma personagem de certa forma escondida (não falarei o nome pois seria spoiler) que é puramente o reflexo da Jane, ou o que ela poderia se tornar se houvesse se submetido a tais imposições.

Mrs Rochester era o típico herói byroniano (homens da alta sociedade, inteligentíssimo e sedutor, porém introspectivo, misterioso, dominante, bipolar e com muitos conflitos emocionais mas que amam fortemente uma causa ou alguém) que ganhou o coração de Jane, e que é uma personagem importantíssima!

Outra crítica bem nítida e muito comum nos livros desse período (Regencial) era sobre as classes sociais. Jane teve muitas chances de se perder no caminho do dinheiro, e submeter a sociedade, mas nada disso importava a ela, Jane era um ser acima de qualquer sociedade. O livro também vai tratar bastante do perdão, em várias passagens podemos sentir que Jane era um ser muito evoluído e de bom coração.

Resumidamente, temos assuntos como:
- Emancipação feminina
- Moralidade
- Crítica social
- Perdão

Resenha completa no blog!


site: https://contudoeentretanto.com.br/resenha-jane-eyre-charlotte-bronte/
comentários(0)comente



Vitória 20/07/2019

Nossa, que livro! Além de toda beleza que há nesse clássico, o que posso mais levar dele para a vida é que se você tem princípios lute até o fim por eles, mesmo que isso doa até o fim de seu coração, pois como diria Mia Thermopolis: "Mantenha suas convicções e você vencerá " Fico muito feliz por adicionar esse livro incrível aos meus favoritos, é um livro que sempre relutei em ler, mas agora não me arrependo. Que leitura fantástica!
comentários(0)comente



Lima 20/07/2019

Retrato biográfico da autora
As semelhanças da personagem Jane Eyre com Charlotte Brontë são tão grandes que a obra é quase um retrato biográfico da autora. Uma personagem sonhadora e cheia de personalidade, tornou-se um clássico da literatura inglesa que, definitivamente, vale um lugar na estante. O livro pode ser um pouco difícil para quem não está acostumado com uma leitura mais densa, mas o "esforço" compensa.

site: https://stupidshift.blogspot.com/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Andréa Araújo 02/07/2019

Intensa e Verdadeira
Jane Eyre é, sem sombra de dúvidas, uma das melhores personagens escritas. Não é à toa que essa história perdura até hoje e é tida como um clássico da literatura inglesa. Mas ela é mais do que isso, ela é real, seus sentimentos são reais. E é isso que torna esse livro uma obra prima e mesmo não sendo uma leitura tão fácil, ela é bastante fluída.

Algumas vezes me incomodou as suas relações com as pessoas a sua volta, mas é bem compreensível pela época e pela posição que ela ocupava.

Mas é muito lindo vê como ela se coloca em primeiro lugar na vida dela, mesmo sabendo que muitas vezes era melhor se submeter às vontades alheias a sua. E como mesmo sem família ou amigos, ela ainda se mantém firme no que acredita, porque ela importa mais do que todos. Essa foi a maior lição para mim. E acho que todo mundo deveria ser mais como Jane Eyre.
comentários(0)comente



292 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |