Persuasão

Persuasão Jane Austen




Resenhas - Persuasão


272 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Livros e Abraços 14/07/2019

[RESENHA EM DUPLA]
[RESENHA EM DUPLA]
No passado, Anne Elliot apaixonara-se por Frederick Wentworth, que, embora belo e inteligente, não tinha conexões familiares importantes - e assim fora persuadida pela família a romper com ele. Em 1815, a generosa e sensível Anne continua solteira, mas pensa com mais autonomia e maturidade. Quase oito anos após o rompimento, Anne se verá novamente convivendo com seu grande amor, agora um capitão da Marinha, e reflexões e arrependimentos serão inevitáveis.
💙
Título: Persuasão
Autora: Jane Austen
Editora: @editoramartinclaret
💙
@rm.pri
Há muito tempo queria ler esse livro, já que gostei muito do filme. A leitura é maravilhosa, fala desse lado que as pessoas têm de ostentar, principalmente uma falsa ostentação. O pai e a irmã mais velha de Anne vivem uma vida de aparências que se negam a abandonar e continuam julgando tudo sem perceber que a vaidade os engana a todo o instante.
Anne foi prejudicada com tudo isso e embora não compartilhando desses ideais se deixou levar e vive esse arrependimento. Quando reencontra o agora comandante Wentworth não acredita em uma nova chance, mesmo que dessa vez esteja disposta a seguir suas próprias convicções, fazendo com que ele deseje esse amor com a mesma intensidade de antes.
O livro nos mostra que as pessoas podem sim se envolver em nossas vidas, mas a decisão sempre cabe a nós mesmos.
Vale 4 abraços.
💙
@josyoliveira88
As principais características de Jane Austen são histórias ricas em detalhes e cheias de bom humor, com uma leve dose de ironia, já que autora descreve de forma minuciosa a futilidades da sociedade inglesa do século XIX. Esse livro foi uma surpresa, uma escrita mais madura. Logo no início, deparamos com uma avalanche de emoções: saudade, perda, preconceito e principalmente o ressentimento, fato que me surpreendeu, pois em suas obras anteriores os sentimentos não foram narrados com tanta intensidade. A carga de emoções presente no livro foi o suficiente para me encantar, a parte da carta foi linda e emocionante. Qualquer livro da Jane sempre será uma boa leitura, é linda a forma como ela retrata suas heroínas em seus livros.
Vale 3 abraços 🤗🤗🤗

site: https://www.instagram.com/p/ByVaaAKDspN/
comentários(0)comente



Dayane.Franca 25/06/2019

Encantador
Um livro leve, simples e encantador. Amei a Anne e compreendi seus motivos por ser persuadida a tomar tal decisão. O final é lindo. Simplesmente encantada.
comentários(0)comente



Patty.Minie 16/06/2019

Persuasão
Jane Austen narra a história de Anne Elliot. Filha de um baronete falido, que além de Anne tinha outras duas filhas a mais velha Elizabeth e a mais nova Mary, está única filha casada com um bom partido Charles Musgrove. Anne perdeu a mãe muito cedo, e foi criada por uma amiga de família senhora de boas posses e solteira Sra. Russell. Esta foi a mentora e amiga fiel de Anne. Os Elliot tinham um bom prestígio na sociedade Anne com sua juventude se apaixonou e se enamorou por Sr. Wentworth, cuja família era simples e não detinha nenhum título nobre e nem boa convivência na sociedade aristocrata. Anne muito jovem e inexperiente por pressão e persuasão de sua tutora mentora e amiga foi obrigada a terminar o relacionamento com o jovem Wenwort que não lhe traria benefícios futuros. Passaram se oito anos após o ocorrido e muita coisa mudou na sociedade, os Elliots perderam valores e acabaram falindo, Anne continuava sua vida dividida entre sua casa e da Sra. Russell, nesse tempo apareceu um jovem de boa posse que pediu a mãe de Anne Elliot que prontamente negou o pedido. E continuou sua vida cuidando de Russell. Seu pai e sua irmã mais velha tiveram que deixar a propriedade deles que era o único bem que ainda tinham pra alugar o imenso casarão pra um casal cujo o homem era um militar. Não muito contente em alugar sua residência tão imponente para um casal sem títulos de nobreza, o Sr. Elliot e Elizabeth foram morar num lugar mais simples e sempre estavam acompanhados pela Srta. Cray, que diziam as más línguas estava muito interessada em se casar com o viúvo Sr. Elliot. Com os novos moradores da propriedade dos Elliots apareceu um velho conhecido o Sr. Wentworth, agora mais velho judiado pelo tempo mas com um título de capitão e uma boa quantia de dinheiro acumulada o que mudou a sua posição na sociedade. Foi inevitável um encontro entre os antigos enamorados, Anne e Wentworth. Sr. Wentworth estava mais frio , duro... Anne sentiu seu coração balançar com o encontro e envergonhada das atitudes do passado começa e repensar sua vida. Será que o Sr. Wentworth perdoará Anne? Será que ele ainda pensa nela? E a Sra. Russel, terá ainda poder para persuadir novamente nossa doce Anne? Só lendo esse romance pra entender e se apaixonar por Anne.
comentários(0)comente



DaniBooks 12/06/2019

Persuasão
OA história se passa no século XIX e tem como protagonista Anne Elliot, filha de um baronete, Walter Elliot. A mãe morreu e o pai, vaidoso ao extremo e perdulário, nunca lhe deu atenção e valor. Suas irmãs, Elizabeth e Mary, são preconceituosas, orgulhosas e frívolas. Anne sempre foi ignorada pela família, nunca recebeu amor de seus parentes. Lady Russel, uma viúva amiga da família, é a única amiga de nossa protagonista e tida por ela como uma mãe. Qdo era muito jovem, Anne se apaixonou por Frederick Wentworth, mas foi persuadida por Lady Russel a não se casar com ele por achá-lo muito impetuoso e por diferença de nível social. Oito anos se passam, e agora Anne é uma mulher de 27 anos. Ela e o agora Capitão Wenworth se reencontram. Ele ainda guarda muita mágoa de Anne e de sua família. Será que o amor vai conseguir derreter as barreiras de oito anos de mágoas acumuladas e de preconceitos arraigados na sociedade?
Mais um livro maravilhoso de Jane Austen em que ela expõe a hipocrisia, a frivolidade e o preconceito da sociedade de sua época. Os costumes sociais estão em primeiro plano nessa história centrada na família Elliot. A família de Anne é odiosa: o pai é de uma futilidade absurda e as irmãs não ficam atrás. Anne é o único integrante da família com valores diferentes. O romance aqui é muito bem construído. E tem uma pequena carta escrita por Wentworth de derreter corações. A gente passa o tempo todo torcendo por eles. Claro que há intervenções de diversos outros personagens que criam alguns obstáculos pelo caminho. Acompanhamos, com o coração apertado, todos os sentimentos que fluem de Anne quando seu antigo amor está por perto. Mais uma vez, Jane Austen deu aula com um romance de costumes de leitura fluida e impecável. Como gostei mais de Orgulho e Preconceito, dei 4 estrelas. Porém, este livro é muito bom e merece seu tempo.
comentários(0)comente



Duda 09/06/2019

Quanto tempo não lia Jane Austen! Tinha até me esquecido do estilo aguçado e talentoso com que ela expõe a sociedade da época, sempre de maneira sutil e com uma escrita fluída. Agora estou na dúvida: não sei se prefiro esse ou Orgulho e Preconceito!! Curiosa pra ler as duas novelas de bonus!!
comentários(0)comente



Raissa kethreen 02/06/2019

Um tanto decepcionada...
Adoro Jane Austin, amo seu modo de escrita único e sensível aos pensamentos de sua época e, principalmente, no tocante à mulher.
Em Persuasão, porém, esperava bem mais do que li e acabei me decepcionando.
Mesmo assim recomendo este livro como complemento do acervo dos livros dessa autora que, sem dúvida, não deixa de ser enigmática e única! :)
comentários(0)comente



Sany 01/05/2019

Lindo! Amei!
Esse foi o último livro escrito por Jane Austen, e eu fiquei muito tocada com a sua sensibilidade, delicadeza e força ao decorrer da leitura.
A trama se passa na Inglaterra, no Século XIX e temos a personagem Anne Elliot, filha de um homem extremamente vaidoso, que a trata de forma fria e distante, deixando bem claro a sua preferência pela filha mais velha, Elizabeth.
O fato é que a família está passando por grandes dificuldades financeiras, razão pela qual, o pai de Anne decide se mudar com as filhas e alugar a antiga residência.
Não se sentindo animada para a mudança, Anne decide ir passar um tempo com a sua outra irmã, Mary, que mora próximo ao antigo lar. Porém, ela nunca esperava dos novos inquilinos serem da família de Frederick Wentworth, o homem que conquistou o seu coração, porém, após uma terrível decisão tinha se afastado de sua vida.
Tudo aconteceu oito anos antes, quando, persuadida por sua madrinha e grande amiga Lady Russel, recusou o pedido de casamento feito por Wentworth, decisão que lhe causou grande arrependimento, e que acredita ser irreversível, por ter ferido os seus sentimentos.
Agora, terá de conviver novamente com o seu grande amor, mantendo-se afastada, porém sendo obrigada a respeitar toda a cordialidade exigida pelas formalidades da época.
Não há muito diálogo entre os dois durante a leitura, o que torna o livro não muito emocionante, porém, é lindo e ao final entendemos o tamanho do amor que os envolve.
Eu amei e super indico! Anne é encantadora e altruísta.. uma personagem incrível!
"fora obrigada a ser prudente na juventude, e aprendera o romantismo à medida que envelhecia: a sequela natural de um começo antinatural".
comentários(0)comente



Thai Zavadzki (@meowbooksblog) 30/04/2019

Levemente decepcionada.
Anne Elliot, filha do vaidoso baronete Sir Walter, está chegando na casa do 30 sem se casar. Quando mais jovem, a mesma chegara a noivar com o Capitão Frederick Wentworth, mas foi persuadida a quebrar o compromisso graças ao futuro do rapaz, que já era pobre e aparentemente nunca deixaria de ser. Oito anos depois disso, ele volta rico, tendo de reencontrar Anne nos tempos em que corteja sua amiga.
Acho que esse foi um dos livros da Jane que menos gostei. Mesmo com a premissa parecendo fantástica, o desenrolar não foi tão intrigante quanto eu imaginava. Não que tenha sido ruim, só achei que faltou alguns momentos mais épicos, sabem? Tipo Mr. Darcy e sua carta para Lizzy ou Emma se tocando que gostava Mr. Knightley ou até mesmo Catherine vasculhando a Abadia de Northanger. Faltou uma coisa assim para mim, algo que ficaria marcado na minha mente por dias.
Se fosse eu na posição da autora com uma premissa dessas, exploraria melhor as emoções, as situações, isso desde o noivado até o momento do reencontro, senti uma falta verdadeira desse desenvolvimento. Mas quem sou eu, mera mortal, perto da Jane, né nom?
Anne é uma figura interessante, forte, benevolente, até que gostei dela apesar de ter sido bastante tola ao rejeitar Frederick quando jovem. Já ele demorei para criar uma percepção justa quanto à sua personalidade, achei um mocinho legal no fim das contas, porém, nada se comparado aos outros da Jane.
Também reservei algumas reclamações para a diagramação. Bagunçada, com falhas no alinhamento, na digitação...
Enfim, a escrita da Jane segue me prendendo mesmo com o linguajar mais rebuscado e estilo de fala dramático(só reclamarei que têm muitos personagens com o mesmo nome, sério, tem uns 10 Charles!), adoro isso e não tem como dar uma nota ruim para esse livro, mesmo com a leve decepção que me trouxe. Apesar de tudo, leiam, é uma história que peca, mas traz uma moral legal sim.

Mais resenhas em: meowbookblog.wordpress.com
comentários(0)comente



Bruna 24/04/2019

Jane Austen nunca decepciona
A oito anos atrás, Anne Elliot foi persuadida por sua família e por sua amiga mais íntima, Lady Russell, a desistir de seu relacionamento com Frederick Wentworth. Anne vinha de uma família rica, enquanto Wentworth era pobre, e naquela época (séc. XIX), um casamento entre pessoas com condições financeiras desiguais era mal visto pela sociedade. Agora, com Wentworth de volta com uma carreira consolidada e fortuna feita, Anne é obrigada pelas convenções sociais da época a lidar com o que a sua presença causa nela, já que eles acabam por fazer parte do mesmo grupo de amigos.

A interação entre os dois protagonistas é pouca, apesar deles estarem muitas vezes juntos, o negócio só acontece mesmo lá pelas últimas 50 páginas do livro, já que Anne faz o que pode pra evitar encontros com Wentworth, e Wentworth se mantém sempre afastado quando estão no mesmo ambiente, fazendo questão de manter somente a formalidade dos cumprimentos, pois ele se sente ressentido por ela te-lo abandonado no passado.

Anne ainda o ama (inclusive há uma parte bem bonita no livro em que ela diz que nenhum outro homem despertou nela o que ele despertou), e passou todos os últimos anos arrependida de te-lo deixado por achar ser o certo para um futuro incerto, e sofre ao vê-lo seguir em frente em busca de uma esposa, tentando desvendar se ele ainda possui algum sentimento do passado por ela.

Eu fiquei extremamente apaixonada pela Anne, Jane Austen a descreve como "a ternura encarnada", e pra mim não tem uma descrição que caiba melhor nela do que esta. Anne tem um coração bondoso, totalmente inclinado á afeição, pra ela não importa a sua posição social se seus sentimentos de amizade e amor são sinceros. Seu pai é um homem fútil, vaidoso, que só liga para as aparências, e sua irmã mais velha vive a desmerecendo (meu Deus, eu queria muito bater nela, as coisas que ela dizia sobre e para a Anne me tiravam do sério), eles a vê praticamente como um nada, nem a sua opinião importa, mas em momento algum Anne reclama de como é tratada, nunca se ressente, pelo contrário, sempre foi educada e generosa com a família. Ainda bem que existem tantas outras pessoas no livro que a tem em alta conta. Por pouco ela não tomou o posto de Elizabeth Bennet como minha heroína favorita da Jane Austen.

Se formos fazer uma análise superficial, poderíamos dizer que falta romance e interação entre os protagonistas, mas quando você termina o livro e entende tudo o que eles sentiram no caminho que percorreram até chegar ao final feliz, você pensa: "caraca, Jane Austen é incrível", ela escreveu um livro perfeito pra uma estória simples, tirando o final que foi meio abrupto, mas a gente já tá acostumado.

Tem muita gente que não gosta de Persuasão, mas eu amei, ele tem uma pegada meio diferente dos outros livros da autora, provavelmente por ter sido o último a ser escrito e quando ela estava doente. A escrita irônica e crítica dela continua aqui, mas ele não é tão "profundo" quanto os outros livros. Me sinto blasfemando Jane Austen ao dizer isso, mas eu não achei outra palavra pra descrever a comparação entre ele e as outras obras. Foi o livro de leitura mais fácil e rápida que li dela, não demandou tanta concentração quanto os outros.

Inclusive, pra quem não sabe, tem muito da história da Jane Austen nesse livro, isso porque como a Anne, ela também se apaixonou por um rapaz de condição social inferior ao dela e também foi persuadida a desistir dele, mais tarde sendo pedida em casamento por outro rapaz e não aceitando por não o amar, assim como a nossa heroína. A quem diga que Persuasão é o final feliz que Jane Austen queria pra ela e que Anne Elliot nada mais é que seu alter ego.

Ah, esse livro "possui dois finais". Jane Austen não satisfeita com o final original, trocou por outro, e graças a Deus por isso, porque caso contrário não teríamos aquela carta linda de Frederick Wentworth para Anne Elliot.
comentários(0)comente



Dri F. @viajecomlivros 18/04/2019

Jane Austen é rainha
"Persuasão" foi o último romance publicado de Jane Austen. Foi publicado em 1818, após sua morte por uma doença desconhecida na época.
Anne é a filha do meio de Walter Elliot, baronete que está vivendo muitas dificuldades financeiras. Ele é um homem extremamente vaidoso e que só se preocupa com sua imagem e com sua filha mais velha, Elizabeth.
Anne foi pedida em casamento a 7 anos atrás por Frederick Wentworth, na época um rapaz pobre, e foi persuadida pela família e pela amiga Lady Russel a não se casar com ele. Mas ela nunca o esqueceu, e quando ele reaparece, agora como um capitão muito rico, seus sentimentos voltam à tona mas ela não sabe o que esperar.

A heroína de "Persuasão" é diferente de todas as outras heroínas que li de Jane Austen até hoje.
Ainda não li toda a obra da autora (mas estou caminhando pra isso heheh), mas Anne é centrada, muito bem quista por todos que a conhecem, realista, forte e inteligente.
Embora tenha se deixado ser envolvida por opiniões com as quais não concordava anos antes, isso não fez dela uma pessoa amarga ou ressentida. Muito pelo contrario, das três irmãs Elliot ela é com certeza a mais fácil de lidar e com melhor visão de tudo ao seu redor.
Não foi meu romance preferido da autora - por enquanto esse posto pertence a Emma - mas a escrita de Jane Austen é sempre encantadora.
O que talvez não gostei tanto foi que essa história traz um excesso de personagens que leva um tempo para se lembrar de todos. Além disso há um tanto de personagens chamados Charles que realmente eu tinha que parar a leitura para tentar me lembrar quem era esse naquele momento.
De qualquer maneira foi uma história que me encantou, e que por ser Jane Austen vem com a garantia de ser muito bem escrita.


"Um caráter franco, espontâneo e impetuoso era algo que ela prezava mais do que qualquer coisa. Sentia que podia confiar muito mais na sinceridade daqueles que as vezes faziam ou diziam algo de maneira impensada e abrupta do que daqueles cuja mente fosse impassível, que jamais pronunciavam uma palavra fora do lugar."

site: instagram @viajecomlivros
Lu 11/06/2019minha estante
Verdade tinha quatro charles na história kkkk


Dri F. @viajecomlivros 11/06/2019minha estante
Não é??? Tinha horas que eu misturava tudo hehe


Lu 27/06/2019minha estante
Sim kkkk




Janielly Rodrigues 08/04/2019

Como não amar? ?
Eu não poderia estar mais encantada com a bela história de amor Frederick e Anne... Nem o tempo ou a distância foram empecilhos para esse amor!
Apaixonada ????
comentários(0)comente



Jeh Xavier @leiturasdajeh_24 08/04/2019

Anne é uma dama sempre disposta a ajudar o próximo. Ela vive com seu pai e uma de suas irmãs, infelizmente a família de Anne não lhe dá o devido valor. Durante a história podemos perceber o quanto sua família a menospreza constantemente e sua irmã que é casada está sempre aproveitando da bondade de Anne.

Algum tempo atrás Anne se apaixonou por Frederick, um rapaz que trabalha na marinha mas sua família foi contra esse relacionamento e Anne foi persuadida a terminar com Frederick.

Mas o destino resolve colocar Frederick novamente na vida de Anne, quando sua família passando por problemas financeiros decide alugar a sua casa, Anne fica surpresa ao saber que será alugada pela irmã de Frederick.

Então Anne começa a conviver com a presença constante de Frederick que ainda guarda mágoa de Anne por tê-lo rejeitado no passado.

Eu posso dizer que esse se tornou um dos meus favoritos da Jane Austen, Anne é uma personagem bondosa, que está sempre ajudando as pessoas e Frederick por um momento quase roubou meu coração de Darcy.
comentários(0)comente



Mallú 23/03/2019

J'ai lu...
Queridos leitores...
"Persuasão" passa os limites da boa compreensão sobre o amor que Austen usufruiu em seus outros romances e nos pega de surpresa ao abordar a vida de uma protagonista que circula a casa dos 30 anos e que ficou solteira por intervenção do seu círculo privado. Austen também critica a força que a opinião alheia pode exercer na juventude, abrindo um panorama sobre o quanto ela deixa de valer a pena ao decorrer dos anos.
Já perto de sua morte, Austen finalizou este livro com a noção de que seu impacto seria feroz em uma sociedade que ainda estava aprendendo a desamarrar as cordas ao redor dos limites que havia imposto sobre a figura feminina.
Adoro as perspectivas dessa narrativa e sempre abraço Anne Elliot como uma guerreira na batalha do amor.
(Eu falo mais sobre esse livro lá na resenha original dele, no meu blog. Se você quiser saber um pouco mais sobre isso, clica no link aqui embaixo...)

site: https://malluamabili.blogspot.com/2018/02/jai-lu-persuasao-jane-austen.html
comentários(0)comente



Veruska 24/02/2019

Persuasão (por @rukanomundodoslivros)
Meu marido me flagrou no exato instante em que fechei o livro, e acredito que minha decepção estava muito evidente porque ele logo perguntou: ?o que foi? Não gostou??.
O livro foi, duplamente, decepcionante: em primeiro lugar, porque era Jane Austen (gente, Jane Austen!), e, em segundo, porque tinha tudo para ter um desfecho arrebatador (mas não teve).
Anne Elliot, filha do vaidoso baronete Sir Walter, quando muito jovem, foi persuadida e terminar seu noivado com Frederick Wentworth, que não tinha um futuro promissor e confortável a lhe oferecer.
Anne não era ambiciosa ou vaidosa, mas deu ouvidor aos conselhos de uma senhora amiga a quem tanto amava.
Oito anos depois, Frederick retorna como o rico e bem sucedido Capitão Wentworth. E reencontra Anne.
A partir de então, dores, arrependimentos e lembranças do passado avassalam Anne, enquanto Frederick faz a corte a outra moça.
Outros personagens são apresentados como obstáculos à reconciliação do casal ou como interesseiros, como a Sra. Clay. E a faceta ardilosa deles poderia ter sido mais trabalhada e aprofundada, assim como a reconciliação do casal, principalmente pelo histórico de ressentimento que havia entre os protagonistas.
De repente, tudo se resolve.
Deixou muito a desejar.
denis 07/03/2019minha estante
Também não gostei. Dei 2 estrelas. Chega de Jane Austen para mim. :O)




Luh Monteiro 21/02/2019

Um clássico de aquecer o coração.
Anne Elliot pertence à aristocracia britânica, filha de baronete que possuía terras e dinheiro, se apaixona pelo jovem e ambicioso Frederick Wentworth, porém sem tradições ou conexões importantes, por isso foi persuadida pela família e por Lady Russell (amiga da familia) a romper o relacionamento. Oito anos e meio se passaram, e a crise pós guerra atinge a família Elliot, sendo obrigados a alugarem sua casa e mudar para uma menor. A casa é alugada pelo Almirante Croft, cunhado de Wentworth, sendo inevitável o reencontro dos dois. O agora então rico capitão Wentworth começa a fazer parte do convívio social dos Elliot's, agora mais madura e com mais automia Anne percebe que seus sentimentos não mudaram, e tem a esperança que ele também sinta o mesmo.

💬Persuasão foi o ultimo romance de Jane Austen, sendo publicado apos sua morte. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora, eu sei isso é um pecado, mas estou em grupo de leitura coletiva onde temos o objetivo de ler um clássico por mês, e estou amando. Voltando ao assunto, me surpreendi com a escrita da autora, já sendo considerada uma das minhas favoritas. O livro em si pinta a situação econômica da Grã Bretanha pós guerra, as dificuldades financeiras da aristrocacia, e como os mais humildes tiveram oportunidades de ficarem ricos com seus esforços. Apesar de Anne ter uma natureza pacífica eu a considero umas das personagens femininas mais fortes que já vi, sendo negligênciada pelos vaidosos e esnobes pai e irmã mais velha, tem Lady Russell como mãe e melhor amiga, se vê separada de seu grande e único amor, e após sua volta é obrigada a ve-lo cortejar sua vizinha Louisa Musgrove. E Anne observa tudo sem julga-lo (Não sei se conseguiria ser igual ela).. Mas ao fim tudo da certo. Não irei contar para não dar spoiler 😉

📚 A leitura flui super bem, você se sente no século XIX, e confesso que li em 3 dias. Li em e-book, porém já quero um físico para a minha estante.. Super recomendo 😍

site: https://www.instagram.com/p/BuJLykdlODx/?hl=pt-br
comentários(0)comente



272 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |