Desaparecido Para Sempre

Desaparecido Para Sempre Harlan Coben
Harlan Coben




Resenhas - Desaparecido para sempre


270 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |


Amanda 21/10/2015

Surpreendente.
“O que está acontecendo?” foi uma pergunta que eu me fiz bastante durante a leitura desse livro. Foi uma narrativa tão cuidadosamente trabalhada que eu simplesmente não conseguia parar de ler. A cada fato que era revelado, vinha em seguida uma reviravolta de tirar o fôlego e todas as certezas que você achava que tinha caem por terra no simples ato de virar a próxima página. Os personagens crescem de acordo com o envolvimento de Will e sua investigação particular, dando espaço para muitas revelações que ele sequer imaginava descobrir.

Resenha completa no blog:

site: https://fuiexpulsadalivraria.wordpress.com/2015/10/21/desaparecido-para-sempre-harlan-coben/
comentários(0)comente



André 15/10/2015

Harlan Coben no seu melhor
Comecei lendo os livros de Harlan Coben, pela série do detetive Myron Bolitar. Gostei bastante das tramas de suspense e da forma direta de Coben escrever. Mas foi com Seis Anos Depois que virei fã do autor. Quando achava que Seis Anos Depois seria seu auge, li este Desaparecido para Sempre. Um livro cheio de reviravoltas que só deixa você largar o livro quando chega no seu final. Imperdível
comentários(0)comente



Flah 17/09/2015

Ainda apaixonada!
Sou suspeita pra comentar sobre os livros do Harlan. Sempre vejo algumas críticas e até as compreendo, mas não consigo deixar de amar esse cara. A cada livro eu o mais e mais. Em Desaparecido Para Sempre ele elevou o nível de suas tramas e um "fim" que eu não esperava de jeito nenhum. Sempre assim e nunca deixo de tentar adivinhar. Dessa vez todas as tramas são interligadas de um modo mais íntimo. Tudo é realmente conectado. É um livro que vale a pena ler. Li em menos de 24 horas. Achei incrível ele tocar no relacionamento de irmãos. Pessoas que cresceram conosco, tiveram a mesma educação que nós e se tornam pessoas completamente diferentes. E, claro, por ser do mesmo sangue acreditamos que sabemos tudo da vida deles, mas aí vem o Harlan e mostra que na verdade não é bem assim. Estou ainda em fase pós-leitura e sentindo falta do Will. Meio bobo, mas quem leu e entrou no "clima" sabe do que estou falando.
comentários(0)comente



Ana 17/09/2015

Desaparecido Para Sempre, Harlan Coben
Aviso aos navegantes: Tem crise de ansiedade?! Fica tensa rápido?! Então toma um Maracujina antes de começar o livro e embarque nessa emoção!!

“Uns quatro meses depois do assassinato de Julie, encontrei meu pái no porão com as costas voltadas para mim, exatamente como agora. Ele pensara que a casa estivesse vazia. Aninhada em sua mão direita estava uma pistola Ruger calibre 22. Ele a acariciava ternamente, como se fosse um pequeno animal, e nunca senti tanto medo em toda a minha vida. Fiquei paralisado, congelado. Ele continuou com os olhos no revolver. Depois de alguns longos minutos, voltei depressa, na ponta dos pés, até o alto da escada e fingi que havia acabado de chegar. Depois de me arrastar escada a baixo, a arma tinha sumido.”

Admito, esse é meu primeiro livro de Thriller do Harlan Coben. Sempre ouvi muito desse autor, mas nunca tinha me aventurado. Não tenho uma base sólida para comparar porque nunca tive uma infância regada a leituras com a série Vagalume ou Agatha Christie; sou uma leitora consideravelmente nova e o máximo desse estilo que eu havia lido era Dan Brown.
Quanto tempo perdido....

No início a leitura foi meio lenta... Estava sofrendo de DPL (Depressão pós Livro), após ler Amante Eterno (Acho que ouvi alguns gritinhos?! Huahuahua), e também estava com essa insegurança inicial de mudança de ares com tema e autor, tudo muito novo pra mim; mas depois de algumas doses cavalares de chocolate e algumas páginas lidas, juro gente! Não desgrudei o olho e matei o livro em um dia! Juro! UM DIA!!


“Quando dois garotos saíram atirando em Columbine alguns anos antes, McGuane ficara fascinado pela reação da mídia. O mundo procurava justificativas confortáveis. Os garotos não conseguiam se enturmar. Eles haviam sido constantemente provocados e intimidados. Tinham pais ausentes e jogavam videogames. Mas McGuane sabia que não era nada disso. É verdade que se tratava de uma época diferente, mas aqueles garotos poderiam ter sido eles – Ken, John e McGuane -, porque a verdade é que não importa se um jovem leva uma vida financeiramente confortável ou se é amado pelos pais ou se vive isolado ou se luta para fazer parte do grupo. Algumas pessoas simplesmente possuem essa fúria dentro de si.”


Esse livro conta a história de Will Klein. Will vivia com sua família numa cidadezinha classe média. Pais amorosos, uma irmã mais velha e seu irmão... Seu herói... Ken Klein. Contudo, há 11 anos Ken desapareceu após ser acusado de matar Julie Miller... Ex namorada de Will e vizinha da família... Há 11 anos a família Klein acredita na inocência do filho... Há 11 anos acreditam que Ken está morto... Há 11 anos atrás, essa harmonia desmoronou.

Agora, em seu leito de morte, Sunny, o apelido carinhoso no qual todos chamam a mãe de Will, revela que Ken está vivo. E tudo, mesmo aquela estabilidade monótona decorrida de 11 anos de sofrimento, se abala, e partir de agora, nada mais será como antes.

“...Eu tinha dois companheiros de cela. Um deles era um travesti que chorava muito e parecia confuso, sem saber se devia sentar ou ficar de pé para usar o vaso sanitário de metal. O outro era um negro que dormia o tempo todo. Não sofri maus-tratos, não fui roubado ne estuprado. A noite foi inteiramente desprovida de emoções.”

De início fiquei um pouco perdida. É muita gente e muita historia paralela que você acha que não tem nada a ver com o tópico central da história. Mas com o decorrer das páginas me encontrei maravilhada com a maestria de Harlan Coben ao fazer tudo! Cada pessoa, cada frase falada, cada história paralela cruzaram de maneira fantástica!

Meio piegas isso que vou dizer, mas esse livro foi um carrossel de emoções! Eu senti empatia com o Will, pela sua dor da perda, pela sua eterna esperança de encontrar sempre o melhor nas pessoas, na sua covardia, às vezes, de enfrentar a vida, Sua vontade de ajudar o mundo...

Eu chorei, me emocionei, tive taquicardia, fiquei tensa, tive esperança, ri de piadas sarcásticas que eu adoro e chorei... juro gente, EU CHOREI!

Desaparecido Para Sempre é um livro que me surpreendeu do começo ao fim. Literalmente até o fim porque aviso logo: quando você acha que acabou e você já descobriu e ficou chocada com tudo que deveria, as duas últimas páginas mudam tudo! Sério gente! É muito bom! Super recomendo esse livro e prevejo novas aquisições do Tio Harlan!!! (Ai meu bolso....)

site: http://www.viciadosemleitura.blog.br/2015/09/resenha-82-desaparecido-para-sempre.html#comment-form
comentários(0)comente



deia 06/09/2015

No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, está vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência. Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente. O FBI suspeita que ela esteja envolvida no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado. Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que eram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will. Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares – seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a todo tipo de pessoas e de informações.

Já li vários livros do Harlan Coben, mas ele ainda consegue me surpreender, não só surpreender, mas dar um nó na minha cabeça. Primeiro ele me convence de que fulano não poderia ter feito aquilo em questão, dai ele muda tudo e me mostra que sim ele podia ter feito.

Não é apenas um livro de suspense policial, é um enorme quebra cabeça, que conforme você vai lendo vai descobrindo as peças, tudo vai se encaixando, os mistérios vão sendo revelados.

Esse livro me tirou o fôlego em diversos momentos, principalmente no final, que fez o meu queixo bater no chão! Harlan Coben faz você pensar que a história já foi toda desvendada, que você já descobriu tudo, mas, nas últimas páginas, revela coisas que você nunca imaginou. Sem sombra de dúvidas esse foi o melhor livro do Harlan que já li.
comentários(0)comente



Cintia.Miquelon 04/09/2015

Adoro
Gosto de todos os livros do Harlan Coben, esse em específico narra a história de Will que não é um detetive particular, muito menos policial, mas se vê em ambas as funções depois da morte da sua mãe. Ele tem um irmão desaparecido que acreditava estar morto, na narrativa muitos personagens vão aparecendo e é essa teia que se forma que deixa a história interessantíssima.
comentários(0)comente



Maysa 31/08/2015

Nossa, esse autor é FANTÁSTICO! Eu fico impressionada como ele consegue criar um enredo com tantos personagens e um suspense incrível para, no final do livro, se convergirem em um final impressionante e revelador. E isso acontece com todos os seus demais livros, A leitura é espontânea, te prende do começo ao fim, te surpreendendo sempre, e te deixando com uma curiosidade insanável até a revelação de todos os enigmas. A palavra que me descreve melhor o livro é SURPREENDENTE.Por fim, o subtítulo "No fim, a mais desagradável das verdades, é preferível à mais bela mentira", carregue-o consigo durante toda a leitura; é uma dica.
comentários(0)comente



Elba 30/08/2015

Super recomendo!
Mais embaralhado que uma teia de aranha , o mestre das noites em claro nos prende até a ultima pagina , e nos surpreende até ela também. nos deixa com milhões de teorias e nos da um final inimaginável.
Will é um personagem mais contido que carrega arrependimentos mas segue com a vida , acaba vendo que quem ele achava que tava do seu lado e quem estava contra , na verdade estão com os papeis invertidos.
Como fã sou suspeita para falar o quanto os livros dele são bons, mas esse realmente se supera, na minha opinião um dos melhores livro dele.
boa leitura !
comentários(0)comente



Lili Costa 30/08/2015

Uau
"Às vezes encontramos pessoas cuja bondade inata nos atinge como um raio de luz quase ofuscante. Mas outras vezes deparamos exatamente com o oposto – alguém cuja mera presença nos asfixia, nos encobre com uma pesada nuvem de putrefação e de sangue"

O livro já começou na maior adrenalina.
Franzi as sobrancelhas.
Arregalei os olhos.
Fiz um O nos lábios.
Odiei com todas as minhas forças um personagem.
Me arrependi.
Chorei com uma confissão do Squares.
Achei o culpado.
Mas Coben é Coben.
Quando tudo estava quase resolvido algo pior vinha à tona.
Entrei num livro do Tio Nicholas Sparks.
Saí em CSI Nova York.
Transferi a culpa para sicrano.
Coben é Coben.
Joguei a culpa em beltrano.
Franzi as sobrancelhas.
Arregalei os olhos.
Fiz um O perfeito nos lábios.
Meu queixo ficou caído.
Fiquei sem ar.
E a última coisa que consegui pronunciar ao ler as últimas palavras foi,
Uau.

Livro mais que recomendado. 👏
Michele 26/10/2015minha estante
Resenha PERFEITA.
Foi exatamente isso, rs. Sensacional essa escrita. Tem de tudo e mais um pouco. E mais um pouco. E mais. Acha que as revelações acabaram? Toma aqui um soco, leitor. Se aquiete aí que não é nada disso que você estava pensando.

Uau mesmo, Sr. Coben.




Truta 15/08/2015

Blow your mind!
Um vídeo vale mais que mil palavras: https://www.youtube.com/watch?v=9CS7j5I6aOc
HUAHUA
Renan Rey 06/09/2015minha estante
Harlan Coben é show! mas uma resenha dessas n vale uhehuehuehu


Truta 06/09/2015minha estante
Vale sim KKK




Walt 09/08/2015

Passado e Caos
Não gostei de como ficou o título traduzido. Tenho problemas com a palavra sempre, pra mim raramente soa bem. A história parece uma teia, acontecimentos diversos, aparentemente sem nenhuma conexão, começam a se misturar e você fica perdido sem conseguir montar uma teoria. Gosto disso, e o final é inimaginável. Porém, não gostei muito do protagonista. Will Klein é cara muito contido e cauteloso com as palavras, pensa demais e se nega a verdade. De forma geral, mais um bom livro do Harlan Coben
comentários(0)comente



Ester 06/08/2015

Épico!!!
Se tivesse que definir esse livro em uma palavra seria: Chocante. Esse livro me tirou o fôlego em diversos momentos, principalmente no final, é aquele tipo de livro que faz você surtar de tão bom que é, que fez você ficar falando toda hora: Caramba,caramba!! Sou uma grande fã do Harlan Coben, já li diversos livros dele e sem sombra de dúvidas esse foi o melhor livro do Harlan que já li. Sério, esse livro é muitoooo perfeito, são tantas revelações que fazem o leitor ficar de queixo caído, um tipo de livro que se lê em um ou dois dias de tão bom que é, você simplesmente não consegue parar de ler, é viciante e o final é simplesmente incrível.Muitoo bom mesmo, super recomendo.
comentários(0)comente



Thammy 25/07/2015

GENIALIDADE resume esse livro!
Harlan Coben me conquistou no primeiro contato que tive com sua escrita e desde então, mesmo estando acostumada com seu estilo de conduzir a narrativa, ele consegue me surpreender. E Desaparecido para sempre não foi diferente! Fazem algumas semanas que terminei o livro, mas ainda assim estou sem palavras, em choque e totalmente estarrecida com tudo que aconteceu.
A narrativa se alterna entre primeira pessoa, quando estamos vendo o ponto de vista do personagem principal, Will Klein, permitindo assim que o leitor tenha contato com todas as suas angustias, dúvidas, medos e sensações; e entre terceira pessoa, com um narrador onisciente que mostra as ações de personagens não tão próximos a Will. Gostei bastante dessa alternância e com o término do livro percebi o quão essencial foi essa estratégia de Coben.
Apesar de um pouco mais de 300 páginas, a leitura é bem tranquila e fluída, com diálogos diretos e simples, proporcionando dinamismo a cada página e não cansando o leitor. Os personagens são todos bem construídos e desenvolvidos ao longo da história, principalmente Will. Nosso personagem principal cresce absurdamente durante o livro. Ele deixa de ser apenas um personagem estagnado, sem muita atitude, fraco e medroso, e torna-se um homem de muita coragem e firme em suas ações.
Mas não basta fazer o personagem chave da história crescer, tem que fazer com que isso ocorra juntamente com a obra. Exatamente! A trama presente nesse livro cresce e se desenvolve de maneira impressionante a cada página. Muitas das resenhas que li criticavam o inicio da narrativa que realmente é bem parado quando comparado a outras obras do autor. Porém, para mim, esse início só mostrou o quanto Harlan Coben é um mestre. Não sei se foi proposital ou não, mas a narração lenta inicial reflete exatamente o estado de espírito do nosso protagonista, que após a acusação de assassinato e o desaparecimento de seu irmão, fizeram com que ele ficasse decepcionado com a vida, já que este era seu herói. Isso muda completamente com o decorrer da história, juntamente com Will, que se vê determinado a provar que o irmão é inocente. É admirável ver um autor entrelaçar seus personagens com sua trama e fazer cada acontecimento refletir na narrativa.
Com relação a trama em si, não tenho o que falar!!! Perfeita, incrível e fantástica do início ao fim, com um desfecho impecável. Todos os pontos são amarrados com maestria, sem deixar nada passar.
Desaparecido para sempre é um livro de construções e reconstruções, de verdades e mentiras, e onde nada é o que parece ser. Melhor trama de Harlan Coben, com certeza!!!

site: lercontar.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Jaque - Achei o Livro 22/07/2015

"No fim a mais desagradável das verdades é preferível à mais bela mentira."
UAU! Foi a minha palavra assim que terminei!
Primeiro que li do autor e posso dizer que lerei outros mais dele. Acho que posso virar uma grande fã :-)
Já tinha começado a ler "Não conte a ninguém" e cheguei quase na metade mas parei porque estava reconhecendo a estória. Eu já havia assistido ao filme. E gostei muito! Só não continuei por que lembrei do final e então resolvi dar preferência aos outros que tenho pra ler.
Adoro o estilo suspense policial e essa estória me agradou em vários quesitos.
O primeiro deles é a total falta de palavrões. Num livro cheio de gente mal caráter e policiais seria até mesmo cabível, mas não tem! Honestamente não gosto, acho desnecessário e isso foi um ponto a favor.
Sei que uma boa estória não precisa desses recursos e falo isso como leitora assídua de Agatha Christie. Quem já leu sabe que isso é ausente nos livros dela e nunca fez falta.
São muitos personagens, cada um com uma carga emocional muito grande.
Muitas estórias vão aparecendo e conforme a trama avança, algumas questões são resolvidas mas outras ainda mais confusas surgem.
Will começa uma investigação por conta própria, com a ajuda do amigo fiel Squares para descobrir quem é o assassino de Julie e inocentar seu irmão.
Cada vez que eles descobrem alguma coisa que esclareça uns fatos, se metem ainda mais em problemas e sua vida começa a correr perigo.
Outros personagens vão aparecendo dando mais drama à estória e no final o autor consegue amarrar bem as pontas soltas.
O final foi surpreendente porque aconteceu de uma maneira não esperada. Mas fiquei mais surpresa com a maneira que tudo aconteceu do que propriamente com o(a) culpado(a).
Só não dei 5 estrelinhas porque as primeiras 70 páginas foram muito cansativas na minha opinião, muita narrativa e muitos detalhes pelo livro tão desnecessários como a cor do guardanapo do café, o que estava escrito na camisa de fulano, a cor do boné, a música que tocava no rádio quando parou no sinal vermelho... cansou. Mas depois que a estória engatou e ganhou força, li tudo num embalo só até o final.
Cris Paiva 23/07/2015minha estante
Sempre vejo ele na promoção das Americanas aqui de prudente, acho que vou dar uma chance pro livro.


Jaque - Achei o Livro 23/07/2015minha estante
Sim, comprei na promoção do Submarino. Paguei super barato mas é edição econômica.




Gaby 24/06/2015

Grande Mestre Coben!
Sou suspeita a falar, pois tio Harlan é meu autor favorito! Cada livro é uma emoção diferente, mesmo já acostumada com o estilo dele, sempre me surpreendo (e muito).
Agora, vamos ao livro!
Desaparecido Para Sempre foi o livro do Harlan que mais me deixou sem fôlego, li há alguns meses e ainda não superei o final. Recheado de reviravoltas impressionantes, que te deixam cada vez mais envolvido na história e LOUCO para saber qual será o desfecho.
O livro conta a história de Will Klein, que vive feliz e apaixonado por sua noiva, Sheila Rogers, até que um dia ela simplesmente DESAPARECE! Além disso, sua mãe, no leito de morte lhe revela que seu irmão mais velho, Ken, desaparecido a 11 anos e acusado de um crime terrível, está vivo. Á medida que as investigações avançam, o desaparecimento de Ken e de Sheila vão se interligando, assim como muitos outros fatos. Tio Harlan se superou nesse livro.
SUPER INDICO para quem gosta de suspense policial (e bota suspense nisso!).
comentários(0)comente



270 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |