Magia ao Vento

Magia ao Vento Christine Feehan




Resenhas - Magia ao Vento


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Barbara Sant 05/08/2012

Terça Sobrenatural #33 – Christine Feehan – Magia ao Vento
Oieeeeeee Geeennnttteeeee!!!!
*blogueira feliz dançando pela index do blog*
Não sei se vocês me acompanham pelo Twitter, mas semana passada eu enlouqueci quando os livros que eu comprei na Wook chegaram.
Surtei geral.
Era eu pulando igual uma doida aqui de Belém e a @CodinomeLeitora surtando lá do Rio, já que veio também um livrinho dela.
Surtos e insanidades da blogueira a parte, preciso dizer que se vocês tiverem a oportunidade de comprar um livro da Saída de Emergência, comprem.
Sabem todas aquelas coisas que reclamamos das edições brasileiras? A falta de cuidados com a revisão, os palavrões retirados?
Bem, nada disso aconteceu nesse livro. Onde a autora tinha colocado um palavrão, a tradutora traduziu por outro.

O trabalho de diagramação é no estilo da Novo Conceito, sabem? Cheio de pequenos detalhes lindos de morrer, com um papel que é delicioso de pegar e uma capa absolutamente incrível.
Mas como não devemos julgar um livro pela capa, vou dizer porque você precisa ler “Magia ao Vento”, primeiro livro da série Irmãs Drake, da americana Christine Feehan.
Sabem aqueles livros divertidos, com uma boa dose de ação, aquela pitada generosa de romance e que não tem nem tempo de deixar você entediado?
Ele é assim.
As Irmãs Drake são sete irmãs mágicas, que cresceram em uma pacata cidade litorânea e que descendem de uma gerações de mulheres com poder.
No primeiro livro a estória da irmã mais velha, Sarah Drake.
Ela volta para Sea Haven e os sussurros sobre o seu retorno deixam o soturno Damon curioso.
Ele está lá tentando superar o próprio passado e não contava, de jeito nenhum, em se encantar por uma mulher que, todos dizem, possui poderes que ele não pode explicar.
O que eu mais gosto nesse livro é que, apesar dele ser realmente minúsculo (tem só tem 197 páginas), a Christine conseguiu iniciar a série com todas aquelas características que te fazem desejar continuar lendo.
Quem leu Cárpatos e está se perguntando se o livro é do mesmo estilo, aviso logo que não é.
Os nossos mocinhos são tão alfas quanto os Cárpatos, só que não tem toda aquela possessividade animal que eles tem. São bem mais modernos, como vocês poderão perceber ao ler “Magia ao Vento”.
Para quem não pode comprar o livro na Wook e ficou curioso, existem duas opções: a edição em inglês, que está bem baratinha no Book Depository (que não cobra frete) e uma tradução feita por um grupo de fãs.
De um jeito ou de outro, eu recomendo que vocês leiam.
É uma opção para quem gosta de romance sobrenatural, mas que não aguenta mais essa infestação de YA. tipo eu


Texto retirado do In Death. Leia mais em: In Death - Literatura e Entretenimento http://indeath.com.br/page/2/#ixzz22ikEX2uu
comentários(0)comente



Jacky 15/04/2012

Eu esperava muito desse livro, esperava que ele tivesse a mesma qualidade que a serie "Carpatos", mas não foi o que ocorreu.
A temática do livro é ótima, principalmente pq sai do modismo do momento, mas a historia é muito curta, monótona e ficou faltando aquela trama que te prende, a historia é muito arrastada, não da aquela "gana" de não querer parar de ler.
Esperava mais do livro visto que é a mesma escritora da serie "Carpatos", sinceramente não sei o que aconteceu.
Talvez eu leia os outros livros da serie, mas se seguirem a mesma linha do primeiro irei abandona-los.


2 encontrados | exibindo 1 a 2