Pollyanna Moça

Pollyanna Moça Eleanor H. Porter




Resenhas - Pollyanna Moça


89 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Vanessa Sueroz 07/10/2009

Lindo
Nesse segundo livro Eleanor H. Porter traz uma Poliana adolescente, mas que ainda mantém o brilho de quando era menina.

Depois de viajarem por vários lugares para que ela pudesse se recuperar do acidente, e depois do marido da sua tia atender vários pacientes que não pagavam Poliana acaba ficando sem dinheiro e volta para a sua cidade com sua Tia em depreção e envergonhada. Poliana que ainda tenta ver o melhor em tudo e tenta arrumar um jeito de ajudar a tia, e conta com a ajuda de muitos amigos.

Com tudo isso Poliana acaba também descobrindo o amor!

Um lindo e cativante livro, que ainda traz a inocência de uma menina, e continua mostrando que as coisas sempre têm um jeito de sair bem, mesmo que pareçam que está tudo perdido!
comentários(0)comente



bi 19/04/2017

Pollyanna moça
Eu e minha amiga Júlia lemos o livro Pollyanna moça,ele dizia que Pollyanna era uma menina bonita e alegre. Jogava um jogo chamado (jogo do contente). Pollyanna foi crescendo cada vez mais bonita e continua com o seu jogo até hoje, o jogo chamado (jogo do contente).
comentários(0)comente



Tatty 09/02/2010

É fofinho!
Li tanto Pollyanna quanto Pollyanna Moça, e continuo preferindo ainda o primeiro.

A história é bonitinha, e novamente traz uma lição de moral por trás de tudo. Só acho que já poderia começar com ela crescida, enfim. O final é, ao mesmo tempo, previsível e tem partes sem lógica.

Mas mesmo assim, no meu ponto de vista, valeu quatro estrelinhas! Vale a pena a leitura!
comentários(0)comente



Barbara 20/02/2012

Pollyana devia ser leitura obrigatória, pois é um dos livros mais lindos que eu já li!

Sem dúvida é um livro que te leva a fazer um auto questionamento!

Muito muito bom!!!!!
comentários(0)comente



Eliane Maria 15/03/2014

Pollyanna Moça
É a continuação do livro Pollyanna, mantendo sempre a linha do jogo do contente, cujo o objetivo é encontrar a felicidade em todos os momentos da vida, até quando não vemos possibilidade de felicidade devido algumas adversidades .
Achei interessante a escritora ter dado continuidade a personagem, mostrando ela já adulta e enfrentando outros problemas com o mesmo otimismo.
comentários(0)comente



Josinha 19/02/2014

Pollyanna Moça
Pollyanna já bem cedo, aprende uma lição de seu pai e que por toda a sua vida, a carregou, aplicando a tudo e com todos. Conseguir ver o outro lado de uma situação , era o que Pollyanna adquiriu no decorrer de sua vida. Este livro nos ensina muito.

Uma das melhores história que já li, e que todos deveriam ler também, uma excelente opção de presente para um amigo ou familiar.
comentários(0)comente



Sarah 24/04/2013

Conta a historia de Poliana, uma menina que só vê o lado bom de tudo, mesmo que a situação seja a pior de todas, mas algo de muito especial ira acontece em sua vida e acontecimentos tristes tambem. Leiam e voces irao se surpreender com essa maravilhosa historia!
comentários(0)comente



NaaH 04/10/2012

Pollyanna Moça
A continuação de Pollyanna que no caso é Pollyanna Moça também é muito interessante gosto demais dessa coleção da Pollyanna!
comentários(0)comente



Lillian 22/04/2018

Já li mais umas 3 vezes acredito que é um livro que temos que levar para vida
comentários(0)comente



Taires.Santos 20/06/2018

Pollynna Moça
" Pollyanna Moça " e é tão encantador quanto o primeiro livro, porém nesse livro pollyanna conhece o lado triste da sociedade, descobre que tem pessoas que vivem na miséria e com isso ela fica muito triste, pois sempre trouxe alegria para todos , então ela se sente impotente, por não conseguir ajudar todo o mundo. Mas ela conhece alguém que faz ela mudar de idéia, a ajuda ela a não desistir de fazer o "jogo do contente".
Pollyanna cresce nesse livro, passa da adolescência a vida adulta, e sempre encantando as pessoas ao seu redor.
Pollyanna conhece o amor , e também através dela a vida de seus amigos também são transformadas.
Pollyanna é um livro encantador , e depois que li , estou passando a enxergar a vida e as pessoas com os olhos dela , sempre otimistas e alto astral. ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Keila 31/01/2011

Pollyanna Moça
Pollyana é uma lição de vida para todas as idades, e assim como no livro um, Pollyana ainda continua com o seu "jogo do contente", porém agora que ela já esta uma adolescente ela começa a conhecer novos lugares, novas pessoas e novos sentimentos.

Em "Pollyana moça" encontramos um pouco de romance, que não existia na primeira parte do livro.

A filosofia de Pollyanna não é apenas absolutamente linda, como é também recomendável, afinal, por mais difícil que a vida e as situações que ela impõe possam parecer nada deve acabar com nossa alegria de viver. Devemos tentar, ao máximo, fazer de nossos momentos tristes ser apenas momentos e não transformá-los em amargura, ódio ou rancor, porque esses sentimentos são terrivelmente desastrosos não apenas para os que estão perto de nós, mas, principalmente, para nós mesmos.

A menina nos ensina a ir em frente e que a vida só vale a pena se tivermos com quem dividí-la, porque o amor e a amizade são nossos bens mais preciosos; sem eles não somos nada.

"Pollyanna Moça" é um romance capaz de superar todas as expectativas.
"Pollyana moça" é um livro com uma linda história para todas as idades.
comentários(0)comente



16/02/2011

Cativante
Que leitura gostosa! Fiquei com muito pé atrás de ler a continuação de Pollyana, cheguei a me decepcionar nos primeiros capítulos porque a história continuava com a mesma ingenuidade do primeiro, as mesmas questões envolvendo os personagens. Entretanto, quando eu já havia me conformado que Pollyanna jamais iria amadurecer, o livro passa por uma reviravolta com a morte do esposo de sua tia Polly e empobrecimento de sua família. Há o retorno da Alemanha, Jimmy crescido e belo, Jamie-novo personagem que cativa muitissimo ao passar sua sensibilidade de criança e adolescente em uma cadeira de rodas e tantos outros novos personagens que se misturaram aos antigos.
Pollyanna percebe que muitas vezes o Jogo do Contente não é facilmente jogado quando existem tristezas de díficil resolução como a pobreza, abandono. E com tudo isso ela vai crescendo e tornando-se uma adolescente de fortes opiniões e demonstrando que também tem suas tristezas e incertezas.
É um livro realmente cativante!!! Ensina tanto! Com uma leitura gostosa e uma narrativa bem romântica de todos os fatos, fiquei pensando se ainda há no mundo Pollyannas Moças que sonham como a personagem de Eleonor.
Recomendo o livro. É para todas as idades, sem dúvidas!!!

http://lacosedesatos.blogspot.com/2011/02/pollyanna-moca.html
comentários(0)comente



naniedias 29/09/2011

Pollyanna Moça, de Eleanor H. Porter
O livro Pollyanna moça conta duas histórias, que estão interligadas, mas que são bem definidas.
A primeira se passa quando Pollyanna, aos treze anos de idade, vai passar algum tempo na casa da amargurada viúva Mrs. Carew. Ela perdeu o marido e o filho em um espaço de apenas um ano. E depois que o querido sobrinho, Jamie, também sumiu, não havia mais alegrias na vida da pobre mulher, que tentava de tudo para encontrar a criança. E é nesse ambiente que Pollyanna vai viver durante o inverno, enquanto a tia faz uma viagem a qual preferiu não levá-la.
A segunda história se passa quando Pollyanna retorna, com a tia, após uma longa estadia na Alemanha. As coisas estão bem diferentes, já que a fortuna dos Harrington já não existe. Assim, a vida de Pollyanna não seria nada fácil. Mas, a garota, sempre muito espirituosa, vai descobrir maneiras de seguir em frente, ajudar a tia e ser feliz!
E Pollyanna irá, como sempre, usar o Jogo do Contente durante as duas histórias.
"Ela era órfã de mãe, e filha de um pastor pobre do Oeste, criada pela Sociedade das Senhoras Auxiliadoras com doações de Missionários, vindas em barris. Quando era uma menininha quis uma boneca, e tinha confiança de que ela viesse no próximo barril de doações; acontece que nada veio, a não ser um par de muletas. Claro, ela começou a chorar, e foi então que o pai ensinou-lhe um jogo para descobrir algo de bom em todas as coisas que aconteciam. Ele disse a ela que podia começar ficando muito contente por não precisar das muletas. Esse foi o início."

O que eu achei do livro:
Propositalmente, eu não coloquei nenhum detalhe referente ao livro Pollyanna na sinopse. É possível ler Pollyanna Moça sem ter lido o outro livro, mas já vou avisando que não é a melhor ideia. Ler na sequência é muito mais interessante, principalmente porque há menções aos acontecimentos do primeiro livro durante essa segunda história.
Nesse segundo livro, Eleanor H. Porter nos mostra um pouquinho da Pollyanna crescida - aos treze e aos vinte anos. E ela continua uma pessoa adorável, claro! É um prazer enorme acompanhar a vida da garota nesses dois momentos contados com tanto carinho. E o Jogo do Contente, que em alguns momentos poderia ser irritante, é o que dá o brilho à história! É inconcebível como essa menina consegue estar sempre feliz acerca de tudo e, mesmo assim, nunca parecer pedante, ou chata, ou qualquer outra coisa que possa ser considerada um defeito! Confesso que, quando estou triste, "Pollyannas" acabam me deixando irritada (pela sua felicidade irrestrita, volta às mais simples coisas da vida), mas também preciso confessar que é só em um primeiro momento, pois logo depois me dou conta do papel ridículo que estou fazendo e acabo ficando "contente", também, por alguma coisa simples, à qual não estava dando a devida importância! Seria uma delícia encontrar "Pollyannas" por aí! Fariam as pessoas mais felizes, sem dúvida.
A escrita de Elanor H. Porter é simples, fluída e deliciosa! O livro é de leitura bem rápida! Quando me dei conta, já estava terminando a história! Quem já teve o prazer de ler a primeira história, sabe como essa autora consegue escrever de maneira encantadora!
Embora nesse livro os personagens sejam muito bem construídos e a trama seja maravilhosa, eu não o considero tão bom quanto o primeiro. Principalmente pelo final da história, que é um tanto "contente" demais - com tudo se acertando em todos os pontos. Não vou entrar em detalhes, pois não quero contar o que acontece no final do livro, mas ainda assim gostaria de apontar que esse livro apenas não ganhou uma nota máxima, como o primeiro, devido ao seu final "contente demais". Todavia, isso não é motivo para que o considere um livro ruim, muito pelo contrário. Pollyanna Moça é uma leitura deliciosa e tão recomendada quanto o primeiro livro! Afinal de contas, quem não conhece Pollyanna desconhece uma das personagens mais amáveis da literatura universal.


Nota: 9
Dificuldade de Leitura: 6


Leia mais resenhas em http://naniedias.blogspot.com
comentários(0)comente



Camilo 04/01/2010

Levemente desnecessário
Particularmente, considerei completamente desnecessária a continuação de Poliana neste livro que deixa muito a desejar. Parece uma cópia fraca da idéia original. A escritora foi muito hábil em reproduzir a personagem já adulta, e tão doce e ingênua quanto outrora, mas fora isto, as história em si não possui tanto valor.
comentários(0)comente



89 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6