O tesouro da casa velha

O tesouro da casa velha Cora Coralina




Resenhas - O tesouro da casa velha


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Tania Regina 30/09/2018

O Tesouro da Casa Velha
Nos contos de Cora Coralina "O Tesouro da Casa Velha", o cenário sempre é de cidades do estado de Goiás como Goiânia e Três Estrelinhas. Conta histórias do cotidiano de um povo simples e pobre da cidade e também do interior. Faz uso de algumas palavras que não são habituais.
O que achei em comum em vários contos é o fato de que quem encontra ouro enterrado ou perde logo a vida ou tem azar.
comentários(0)comente



isa.dantas 30/08/2017

Histórias divertidas, trágicas, tensas ou belas. Em todas elas, Cora nos encanta com sua prosa.
comentários(0)comente



CMVRCS 17/05/2012

A voz que ficou
Em sua obra, Cora Coralina narra seus contos sobre a sua vida e questões do passado da forma mais simples possível, uma verdadeira máquina do tempo. É uma leitura fácil, envolvente como se fosse contado pelas nossas avós. Vários temas são presentes na obra como a infância, a educação, os cuidados e principalmente a nostalgia da época.
Mesmo escrevendo desde moça, foi o seu primeiro livro publicado aos 76 anos, que ficou marcado pelo seu estilo único na memória como "a voz que ficou".
Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
CONTAS DE DIVIDIR E TRINTA E SEIS BOLOS
conta a historia da tia laudemiria que tinha se separado do marido ,foi para a fazenda paraíso Goiás com seu filho zezinho que tinha um cavalinho que casou inveja as primas fala da historia do tio fidelfino mas conhecido por tito que perdeu seu irmão Antônio por um tilo de espingarda casou-se com uma mulher na mesma noite devolveu para seu pai laudemiria pediu ao tito ensinar a seu filho zezinho, que levava surra de palmatoria todas vez que errava a lição .Depois de um tempo a mãe com pena de zezinho decidiu ir para a cidade e matricular (assentar) numa escola publica E ele se destacou se tornado decurião aos 10 anos.


Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
A MENINA, AS FORMIGAS E O BOI
conta a historia de uma menina que brincava com as formigas ,tinha medo que o capeta entra-se no corpo dela acreditava que as bonecas de viravam gente á noite sua tia veio falar com ela dizendo que ela era orfan de pai ,ela sentiu pena de si mesmo e chorava sozinha. deu muita ênfases ao trabalho das formigas


Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
O tesouro da casa velha
A história fala de uma enchente, a igreja da cidade foi arrancada, a fábrica de pano tecido, comício e casas rodou com a enchente... Existia na cidade uma árvore enorme, que por estar na frente da casa do padre era conhecida como árvore do padre Confúcio. E embaixo dessa árvore que várias pessoas se abrigaram da enchente. Um senhor chamado recebedor ele tinha um escravo esse senhor bebia muito e o escravo levava o senhor pra casa um dia o senhor se mato e mato o escravo que teve um enterro ruim já o sinhô um enterro melhor quem tentasse procura o ouro na casa do senhor morria


Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
Das Coisas Bem Guardadas e suas Consequências
os adultos escondiam coisa das crianças em lugares autos ou em armários as crianças tinham fome desesperada de doce as mulheres daquele tempo vestiam saias e paletó e em Goiás tinha um artesanato de camisetas


Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
O capitão-mor
a historia fala de um capitão chamado capitão-mor que tinha desaparecido inesperada mente de pois de um tempo todo mundo tinha se esquecido dele um século mais tarde encontraram o corpo do capitão-mor com a sua farda.


Arthur.Sousa 31/07/2017minha estante
Zé SINDRACH E dico Foggia
o livro vala de um homem que era farmacêutico de um hospital nessa época não avia agulha e nem ingestão. esse homem era querido por todas mulheres que viam ele. o homem perdeu seu cavalo e seu amigo veio falar a ele que tinha encontrado o cavalo dele mas não era o cavalo dele era uma égua




3 encontrados | exibindo 1 a 3