Doidas e Santas

Doidas e Santas
4.0416 2596




Resenhas - Doidas e Santas


71 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Tuanny 25/07/2016

Doidas e Santas
Não diferente dos livros anteriores e com minha paixão crescendo sempre que leio mais algum livro da autora, Doidas e Santas vem com 100 crônicas escritas de 2005 a 2008 com assuntos variando entre gostos, solidão, divórcio, erros e esquecimentos, culturas, felicidade, escolha e amor. O assunto foco dessa vez é a loucura e a mulher. Adoro ler os livros da Martha quando estou um pouco mais triste, sempre dou muita risada com seus textos ou no minimo esqueço da tristeza, aprendendo sobre alguma coisa que ela fala nos textos. Acho que da Martha é o meu livro favorito, até então pelos resenhados aqui no blog, foi o que mais me identifiquei.Como toda grande artista, ela consuma o sortilégio da literatura: Traduzir e expressar o que vai na alma de sua enorme legião de admiradores. Dona de uma sensibilidade incomum, Martha Medeiros tem para tudo um olhar, uma reflexão e uma reação fresca, nova, de alguém que pela primeira vez se depara com o inesperado, seja o assunto o Dia dos Namorados, a decisão de se começar a fumar, um sentimento de desconforto por qualquer coisa, uma paranóia que se imiscui sub-repticiamente ou um amor que acaba.
Sempre terna e indignada, amantíssima da cultura contemporânea e dona de um imbatível senso de humor, em suas crônicas - assim como em sua poesia - Martha torna, para todos nós e com muita destreza, mais palatável o imponderável da vida.

site: www.omundodatutty.blogspot.com
comentários(0)comente



Gisele.Maravieski 19/07/2016

Vale a leitura
Gosto muito de Martha Medeiros. A leitura é leve e descontraída e sempre tenho algo a aprender com ela.
comentários(0)comente



Raquel 01/07/2016

Eis aí um compilado de crônicas interessantes para a leitura.
Doidas e santas é o primeiro livro da Martha Medeiros que eu li, e foi meio que acidental, pois estava procurando um livro de crônicas para um desafio literário. Por acaso, encontrei uma listinha com os 100 autores do gênero mais lidos e resolvi apostar na autora. E foi uma surpresa boa e tanto, diga-se de passagem!
O livro na verdade é uma coletânea de crônicas, que compreende o período de 2005 a 2008, e publicadas para jornais no qual ela trabalha. Nesses textos são abordados temas cotidianos como amor, amizade, relacionamento, família e o próprio eu, envolvendo situações rotineiras, muitas vezes relativizadas, mas que tem uma gotinha de sabedoria sobre viver. É interessante também, que durante a compilação, a Martha vai comentando uma ou outra coisa sobre arte, cinema e literatura, e claro, introduzindo no leitor uma curiosidade para conhecer mais sobre o assunto (várias dicas anotadas por aqui).
Algumas crônicas parecem cartas escritas diretamente pra gente, e quando fui olhar a data, recordei acontecimentos da época e pensei: poxa, eu deveria ter lido isso naquele momento. É um olhar crítico, reflexivo, com uma escrita refinada e persuasiva sobre o viver e acontecimentos de todos os dias. Aqui e ali, levamos um puxão de orelha, ganhamos um afago ou um conselho que vale a pena guardar. Outras vezes discordamos sobre o posicionamento da autora em determinado assunto, mas não deixa de ser uma leitura prazerosa.

uma reflexão bem bacana de uma das crônicas:

"Em tempos em que quase ninguém se olha nos olhos, em que a maioria das pessoas pouco se interessa pelo que não lhes diz respeito, só mesmo agradecendo àqueles que percebem nossas descrenças, indecisões, suspeitas, tudo o que nos paralisa, e gastam um pouco da sua energia conosco, insistindo."

Dando uma pesquisada, descobri uma coletânea desses compilados de crônicas, e sim, vou correr atrás para ler os demais volumes. Quando terminei a leitura, fiquei com a sensação que preciso conhecer mais trabalhos da Martha Medeiros, uma descoberta e tanto nessa vida de leitora compulsiva!
comentários(0)comente



Blog EG 14/06/2016

Doidas e Santas é o quarto livro que leio da incrível escritora Martha Medeiros, e confesso que foi bem decepcionante esta leitura.
Gosto demais dos livros dela, sempre leio-os num dia ou dois, e apoio muito suas reflexões, entretanto, achei esse livro bem fraquinho e meio que sem nexo, faltou pautas relevantes e crônicas apaixonadas, como de fato ela sempre escreve.

Desde que li Feliz Por Nada também da autora, Doidas e Santas foi o que mais me chamou atenção, ainda mais por essa capa tão alegre e diferente.
Posterguei a leitura por fim, e acho que foi até melhor assim, senão eu poderia ter perdido a vontade de ler outros livros dela.

Doidas e Santas é bem despretencioso. Leve e fluido. Com temas diversos, relatando em sua maioria sobre relacionamentos amorosos e entre amigos e familiares, problemas sociais, e um pouco sobre livros e filmes preferidos da autora.

No entanto, faltou aquela pegada gostosa da autora. Radical, de opinião forte, vívida, centrada no que é certo e justo.
Foi uma leitura morna. Em suma, positiva. Mas nada de muito reflexivo ou polêmico.

Bom pra dar uma relaxada quando se está numa ressaca literária.


site: http://elvisgatao.blogspot.com.br/2016/05/resenha-doidas-e-santas-martha-medeiros.html
comentários(0)comente



Ana Ira! 01/06/2016

Doidas e Santas é o quarto livro que leio da incrível escritora Martha Medeiros, e confesso que foi bem decepcionante esta leitura.
Gosto demais dos livros dela, sempre leio-os num dia ou dois, e apoio muito suas reflexões, entretanto, achei esse livro bem fraquinho e meio que sem nexo, faltou pautas relevantes e crônicas apaixonadas, como de fato ela sempre escreve.

Desde que li Feliz Por Nada também da autora, Doidas e Santas foi o que mais me chamou atenção, ainda mais por essa capa tão alegre e diferente.
Posterguei a leitura por fim, e acho que foi até melhor assim, senão eu poderia ter perdido a vontade de ler outros livros dela.

Doidas e Santas é bem despretencioso. Leve e fluido. Com temas diversos, relatando em sua maioria sobre relacionamentos amorosos e entre amigos e familiares, problemas sociais, e um pouco sobre livros e filmes preferidos da autora.

No entanto, faltou aquela pegada gostosa da autora. Radical, de opinião forte, vívida, centrada no que é certo e justo.
Foi uma leitura morna. Em suma, positiva. Mas nada de muito reflexivo ou polêmico.

Bom pra dar uma relaxada quando se está numa ressaca literária.


site: http://elvisgatao.blogspot.com.br/2016/05/resenha-doidas-e-santas-martha-medeiros.html
comentários(0)comente



Débora 21/02/2016

O livro é a reunião de várias crônicas; mesmo não concordando com a autora em diversos assuntos, a leitura nunca é chata, ou desinteressante. Embora, em muitos momentos achei um estilo muito auto-ajuda, e alguns temas clichê. Por isso, sempre recomendarei a Autora, mas serei mais criteriosa para escolher os próximos livros. O estilo auto - ajuda dela não me agradou, e tive a sensação que é um recurso que ela usa bastante. Mas enfim, Doidas e Santas é uma boa leitura!!!! Separei uma frase que é tema constante nas crônicas: "A única maneira de sermos idosos sem envelhecer é não nos opormos a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas." É uma leitura que muito alto astral, mesmo sem ser muito cômica, leve, mas que leva nossos pensamentos as alturas!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nat 22/01/2016

Livro show!
Eu sei que tem muita gente que não tem paciência com livros de crônicas, mas eu amo e sempre amei Martha Medeiros. s2 O que ela faz em todas as crônicas é nos mostrar que temos que ver positividade em tudo na vida e que devemos reclamar menos e ser mais felizes. Ou seja, um tapão na cara após o outro (parece até minha mãe). Super recomendo, o livro é ótimo para quem quer amadurecer.
comentários(0)comente



Nayara 27/12/2015

Livro de crônicas que trás a nossa cabeça reflexões que as vezes passam despercebidas no dia a dia.
comentários(0)comente



Mila 16/10/2015

Doidas ou Santas?
"Nossa insanidade tem nome : chama-se Vontade de Viver até a Última Gota"
100 crônicas escritas por Martha até 2008, mas que são atualissimas em seus contextos.
Conflitos dessa nossa geração, carreira, sucesso profissional, amores, cultura, filhos, solidão...
Para quem gosta de boas reflexões de forma leve, divertida, com pitadas de ironias e sarcarmo.
No final descobrimo-nos um pouco doida, um pouco santa, nem sempre na mesma medida rs, enfim... apenas mulheres!
comentários(0)comente



Mari 02/09/2015

Que livro bom
Primeiro livro que leio da autora e nossa me peguei me apaixonando por essa obra,tinha momentos em que sentia que ela estava escrevendo para mim.Amei
comentários(0)comente



Mica 28/08/2015

Ótimo
Eu adorei! Sorria alto ao ler. Um leitura bem leve que me prendeu completamente.
comentários(0)comente



Carol 23/08/2015

Não é meu tipo de leitura... As crônicas tem sempre alguma lição de moral, pra mim isso tornou a leitura repetitiva e cansativa. Por mais que o tema geral da crônica fosse, por exemplo, a resenha de algum filme ou livro ótimo, lá estava a lição de moral, sempre presente e sem graça.
Pra quem gosta ok, eu não gosto e quase abandonei o livro.
comentários(0)comente



Paula.Freitas 14/07/2015

Acho que mais Santa do que Doida !!!!
O primeiro livro que leio da autora Martha Medeiros, e acho que comecei bem, adorei.

Já tinha ouvido falar muito dos livros dela, das suas crônicas, mas nunca tinha lido nada, não sei porque na verdade, deveria ter lido antes, agora coloquei um monte de livros dela no meu kindle...rrss

Confesso que me empolguei tanto no começo da leitura que fazia marcações em todas as crônicas pra colocar os trechos aqui depois, mas foi ficando tão inviável que parei..por quê ?, porque quase escrevi um livro com trechos das crônicas da Martha só com minhas marcações...rrss

Tem cronicas muito, mas muito úteis ate, úteis no sentido da gente pensar na nossa vida, no nosso dia a dia, tem uma sensacional, pra se pensar sobre um marido que se apaixona por uma mulher num chat de bate papo pela internet, e a esposa desse homem tambem se apaixona por um homem numa sala de bate papo , e como normalmente é pra acontecer, os apaixonados marcam um encontro, e pimba, que é o homem que a mulher se apaixonou e vice versa... eles mesmos. Ele se ¨ reapaixona¨ pela mulher dele e ela pelo marido, mas não conseguem se entender por uma finalidade em comum... casamento desgastado e traição, porque a intenção foi essa mesmo... é demais.

Tem uma sobre sofrimento, tristeza, choro, vivenciar luto que chorei lendo, de tão minha cara que é.

Lógico que na minha opinião tem umas nada a ver, que não achei nem útil, nem engraçada, nem nada, mas como eu digo, vale a leitura.

Eu adorei e recomendo pra quem gosta desse tipo de leitura, crônicas cotidianas, leitura leve, com boas pitadas de riso, com certeza Martha me conquistou !!!

site: http://paixaoporleituras.blogspot.com
comentários(0)comente



Aline 26/05/2015

Achei o livro bem aquém da minha expectativa, mas, como já diziam nossos avós para não avaliar um livro pela capa... Achei muito água com açúcar e mulherzinha demais. Tá mais pra santa do que doida. Mas, como gosto é igual a c* e cada um tem o seu... rsrsrs
comentários(0)comente



71 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5