O Entregador de Bonecos

O Entregador de Bonecos Denis Lenzi



Resenhas - O Entregador de Bonecos


21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Lígia Colares 30/01/2017

Resenha de O entregador de bonecos
David perdeu os pais, e agora mora com sua avó, uma senhorinha adorável que tem como hobby costurar bonecos e entregá-los a crianças que os mereçam. Acontece um acidente, e um pedido estranho é feito: entregar os últimos cinco bonecos costurados para as cinco crianças especiais. Mas como ele saberia quais são essas crianças? E por que ele teria que cumprir missão tão estranha? Com as próprias dores, com o remorso de um namoro e uma amizade mal acabados, David tenta levar sua rotina, até que entende que viajar por essa missão talvez seja o que ele precisa.

Entrar nessa história não foi nada difícil. David é um adolescente com problemas complicados de adolescente. As vezes seus devaneios nos confundem, mas ao mesmo tempo nos insere na dor que ele sente pelo término de um namoro que ele considerava para a vida toda. Quando ele compreende sua missão, e a assume, aos poucos vamos vendo que ele desfoca de seus problemas para enfrentar outros piores… E esses sim são problemas de todos nós… A inocência perdida das crianças, a violência das grandes cidades, pessoas honestas com tanto sofrimento… E é nas pequenas atitudes de David que eu desejei, com todo o meu coração, que realmente existisse um entregador de bonecos nesse mundo… Melhor se fossem vários, mas um só já me faria ter mais fé no futuro!

Denis aborda todos esses fatores de forma leve, levando o leitor à reflexão sem causar aquela dor de cabeça. Afinal, David sabe que todas aquelas coisas existem, mas tenta ver o lado bom, tenta ver que esta fazendo o que pode para fazer diferença. E quando chegamos ao final da leitura somos surpreendidos por um ciclo que se fecha, como se tudo tivesse que ser daquele jeito!

A única ressalva que tenho a fazer é sobre alguns pré-conceitos que David apresenta sobre certas coisas… Pré, entendam-me, como alguma opinião sem grande conhecimento de causa. Compreendo a mensagem que ele pretende passar em cada situação, e não é nada que ofenda qualquer tipo de leitor, mas talvez seja algo a ser trabalhado nos próximos livros… Já que o ponto de vista é do próprio David, talvez seja algo em que ele possa trabalhar e crescer em personalidade, afinal, é necessário muita nobreza para não realizar julgamentos, não?

Por acaso, será uma trilogia, mas eu consegui finalizar o primeiro sem precisar matar o Denis, então se houver interesse de leitura pela mensagem, pode ler sem medo de precisar esperar o segundo!
comentários(0)comente



Flávia Carvalho 06/08/2016

Nada de demais
É um livro que, no início parece que a história teria um rumo completamente diferente.
Uma fantasia escrita para adultos com uma mensagem de bem como plano de fundo.
Como opinião pessoal, não chegou a ser um livro que me impressionou. Pelo contrário, chegou em uma parte que achei cansativo e quase me fez desistir, mas mesmo assim fui até o final.
Como é um livro de fantasias mas não direcionado para crianças, tem partes que acredito que a escrita não precisaria ser tão infantil, assim o livro ficaria mais interessante.
A idéia de uma história até interessante, sem apelos, mas que deixou um pouco a desejar no enredo e na forma escrita um pouco infantil.
comentários(0)comente



She 08/07/2016

Apaixonada por essa história!
"O Entregador de Bonecos" é um dos livros mais lindos que eu já li. Lúdico, emocionante, trama bem amarradinha e passa mensagens importantes para todas as idades. Show de história e de ideia! Recomendadíssimo!
comentários(0)comente



Cia do Leitor 18/09/2014

O Entregador de Bonecos
Foi como um imã me atraindo para perto dele, estava escrito que àquele livro seria meu, eu leria e anunciaria o grande espetáculo literário que tinha nas mãos. E assim se fez.

Conheci o autor Denis Lenzi através do Facebook, estava eu enamorando seu livro "O Entregador de Bonecos" publicado inicialmente pela editora Literata. E com muita a simpatia ele respondia as inúmeras perguntas que fazia sobre sua obra e ao saber do meu interesse de ler e resenhar seu livro, logo quis me presentear com um exemplar, para que eu lesse e desse as minhas impressões.
Pena que não fiz isso antes. É um livro mágico, com uma história mágica, com personagens cativantes, que tocaram minha alma.

O Livro se inicia apresentando-nos David, um rapaz de trinta e poucos anos em uma crise amorosa com sua ex-namorada do qual nutria um amor único e verdadeiro. Quando criança, aos 14 anos, David perdera seus pais em um trágico acidente e passando a viver com sua avó materna, D. Elena, uma senhora bondosa e sorridente, com o hábito de costurar bonecos especiais, feitos de pano e muito amor, para presenteá-los à crianças que ela dizia serem igualmente especiais. David não entendia porque ela se dava ao trabalho de costurar bonecos para se desfazer deles entregando a estranhos, mas ainda assim, admirava a atitude da boa senhora e respeitava isso. Mas, achava estranho o fato de ela passar o tempo todo conversando com os bonecos, que claro não emitia nenhum som em resposta, será que sua avó estava ficando esclerosada?

Em sua fase pós-adolescência, pós-rebeldias, pós-dor-de-cabeça ele conhece seu melhor e inseparável amigo Mike que o apoiou no decorrer de sua nova jornada, mas foi no auge de seus 20 anos na festa de comemoração da independência em um parque de diversões que conheceu e se encantou pela doce Mayra, a jovem que tornou a razão do seu viver, seu porto seguro, sua alegria e sua amada. David já imaginava seu futuro ao lado de sua Mayra, planejava tomá-la por esposa e vivia um romance arrebatador, quando algo aconteceu destruindo seus sonhos e trazendo a tona dor e desprezo pela amada.

"- Eu sei que dói. E dói porque você é bom. Conhece o amor de verdade, e esse amor foi ferido. A dor vai lhe trazer amadurecimento e, com o tempo, você irá esquecê-la e renovar seu coração. Transformar a dor em aprendizado. É isso que fazem os mais fortes. Página 230."

Em fase de isolamento e depressão, tentava esquecer sua ex a todo custo e mais uma vez David é pego pelo destino cruel, tendo que enfrentar mais uma perda. Sua avó, vem a falecer após uma nova tragédia na família, mas antes do ultimo suspiro, D. Elena lhe faz um estranho pedido. Pede a David que entregue os últimos cinco bonecos que fizera a crianças já minuciosamente escolhidas. Ele não se permitia negar um ultimo desejo de sua avó, sendo assim, mesmo contra a sua vontade segue viagem rumo as crianças especiais com cinco bonecos inacreditavelmente diferentes em sua mochila.

"Muitas vezes esse verdadeiro amor só chega depois de travessias por caminhos tortuosos e sofridos. Quando os caminhos são fáceis demais, não nos tornamos maduros o suficiente para vivenciar um amor maior." Página 230.

Caminhos tortuosos ele vai percorrer, "coisas" estranhas ele vai achar, amigos e inimigos ele vai encontrar e provas de resistência irá passar. David estaria sozinho e seguro nessa jornada?

Impressões:

Possuo em minhas mãos a primeira edição do livro que foi publicado pela Editora Literata, capa belíssima, diagramação fantástica e fonte sob medida, para a ceguinha como eu, para pessoas com dificuldades de ler livros com minúsculas letrinhas, pois são bem grandinhas e ainda no papel creme!! Tem 273 páginas divididas em 36 capítulos curtinhos que ajudou devorar o livro, não cansou, nos dá a sensação de leveza e fluidez, aliás, achei brilhante as páginas pretas que a editora fez para marcar o início dos capítulos deu um toque misterioso no livro. Denis tem uma escrita impecável e de fácil entendimento. No resumo, o termo técnico do livro está fabuloso e ao encerrar, me deu uma vontade enooooorme de reiniciar a leitura e apreciar cada detalhe que possa ter me escapado.

A segunda edição publicada pela MODO Editorial, também possui uma capa impecável, digna de uma obra-prima, bom, devo informar que a capa foi criada pelo autor, então, parabéns Denis!!

Fiquei encantada com a história, foi muito comovente todo o processo de readaptação e aceitação de David, ele tornou-se uma rapaz triste e amargo para a vida, mas como já diz o ditado "Há males que vem para o bem", as tragédias que ele presenciou de certa forma lhe serviu para amadurecer e aprender com as dificuldades. David não era um rapaz rabugento, apenas estava de olhos vendados para as coisas boas que a todo momento batia-lhe a porta, diversas vezes ele esteve tão mergulhado em seus próprios problemas que mal dava atenção nas soluções diante de seus olhos.

Precisou ir até o fundo do poço para se achar, bastou tirar a venda pra enxergar o milagre diante dele e só assim, passou a perceber que existiam pessoas em condições piores e que sobreviviam na esperança de dias melhores. A violência, fome, o desprezo, descaso, maus tratos, enfim, eram milhares de situações difíceis que as crianças encontradas por David viviam e bastou-lhes pequenos gestos, pequenas atitudes, minimas palavras para que suas vidas tornassem mais agradáveis diante das dificuldades.

A parte sobrenatural do livro veio no momento certo, toda a escuridão foi ofuscada pela luz e seres do lado negro sentiam-se incomodados com o bem, fariam de tudo pra manter-se no breu e levar alguns com eles, tentariam arrastar tudo que fosse benigno para manter o caos na terra. Cabia a David resistir e manter-se forte para ajudar as vítimas do mal.

A mensagem de amor ao próximo que esse belo livro nos transmite é de arrepiar. De fato, o mal está em todo lugar, mas o bem se sobrepõem e prevalece se tivermos discernimento, sabedoria e bom coração. Ter boas atitudes nos faz se dignos e fortes. A recompensa é sempre a melhor parte, um sorriso, uma lágrima de alegria, um abraço, que vem para cura r todas as feridas da alma. E isso David irá aprender em sua jornada chamada vida.

Precisamos de mais livros assim, que nos preencha com sentimentos bons. Faça valer a pena cada página lida. Se você não conhecia "O Entregador de Bonecos", leia sem medo de arriscar, vai sentir-se muito bem após essa fantástica leitura!

Denis, foi uma honra ler sua obra, reverencio-te. Parabéns!

site: http://ciadoleitor.blogspot.com/2014/09/resenha-o-entregador-de-bonecos-de.html
comentários(0)comente



Way to Happines 12/03/2014

[Resenha] O entregador de bonecos - Denis Lenzi (por Lígia Colares)
Gente, eu li o livro em e-book, e quando entrei em contato com Denis para conversar sobre, descobri que o físico ainda não tinha sido lançado! Dessa forma, combinamos de a resenha sair juntamente com a pré-venda! E então, que tal conhecer mais esse lançamento nacional??

David perdeu os pais, e agora mora com sua avó, uma senhorinha adorável que tem como hobby costurar bonecos e entregá-los a crianças que os mereçam. Acontece um acidente, e um pedido estranho é feito: entregar os últimos cinco bonecos costurados para as cinco crianças especiais. Mas como ele saberia quais são essas crianças? E por que ele teria que cumprir missão tão estranha? Com as próprias dores, com o remorso de um namoro e uma amizade mal acabados, David tenta levar sua rotina, até que entende que viajar por essa missão talvez seja o que ele precisa.

Entrar nessa história não foi nada difícil. David é um adolescente com problemas complicados de adolescente. As vezes seus devaneios nos confundem, mas ao mesmo tempo nos insere na dor que ele sente pelo término de um namoro que ele considerava para a vida toda. Quando ele compreende sua missão, e a assume, aos poucos vamos vendo que ele desfoca de seus problemas para enfrentar outros piores... E esses sim são problemas de todos nós... A inocência perdida das crianças, a violência das grandes cidades, pessoas honestas com tanto sofrimento... E é nas pequenas atitudes de David que eu desejei, com todo o meu coração, que realmente existisse um entregador de bonecos nesse mundo... Melhor se fossem vários, mas um só já me faria ter mais fé no futuro!

Denis aborda todos esses fatores de forma leve, levando o leitor à reflexão sem causar aquela dor de cabeça. Afinal, David sabe que todas aquelas coisas existem, mas tenta ver o lado bom, tenta ver que esta fazendo o que pode para fazer diferença. E quando chegamos ao final da leitura somos surpreendidos por um ciclo que se fecha, como se tudo tivesse que ser daquele jeito!

A única ressalva que tenho a fazer é sobre alguns pré-conceitos que David apresenta sobre certas coisas... Pré, entendam-me, como alguma opinião sem grande conhecimento de causa. Compreendo a mensagem que ele pretende passar em cada situação, e não é nada que ofenda qualquer tipo de leitor, mas talvez seja algo a ser trabalhado nos próximos livros... Já que o ponto de vista é do próprio David, talvez seja algo em que ele possa trabalhar e crescer em personalidade, afinal, é necessário muita nobreza para não realizar julgamentos, não?

Por acaso, será uma trilogia, mas eu consegui finalizar o primeiro sem precisar matar o Denis, então se houver interesse de leitura pela mensagem, pode ler sem medo de precisar esperar o segundo!

site: http://www.way-2happiness.com.br/2014/03/resenha-o-entregador-de-bonecos-denis.html
comentários(0)comente



Jéssica 06/02/2014

O Entregador de Bonecos - Narrativa Mega Cansativa
Temos a estória voltada a David, um jovem órfã que mora com sua avó uma senhora já de idade que tem como hobby fábrica bonecos e dá-los a criança, ela diz que eles podem falar com ela, mas David nunca acreditou nisso ou melhor só acreditou quando era criança. Depois de um acontecimento trágico que faz com que sua avó seja internada David escuta dela que ele terá que continua o que ela começou e levar os últimos bonecos que ela fabricou para as crianças escolhidas e que os bonecos ajudaram ele a acha-las, depois de falar isso sua avó morre e isso o abala muito, pois ela era sua única parente e ele a amava.

Quando retorna a sua casa David percebe alguns acontecimentos estranhos, barulhos que ele não sabe de onde vem até descobrir que são os bonecos e que eles realmente podem falar e assim ele recebe a missão de levá-los as crianças escolhidas e parte em uma viagem pelos Estados Unidos(país onde se passa a estória).

O livros nos traz varias lições de vida e mensagens a cada criança e acontecimento que David passa, não é bem o tipo de livro que eu gosto, mas a estoria é legalzinha.

A leitura no começo foi bem difícil pois o autor foi muito detalhista no livro, cada minimo detalhe de uma cena ou de um acontecimento foi narrado, mas depois do meio do livro você já esta acostumado a esse detalhismo, não sou muito fã de narrador em terceira pessoa, pois não temos um grande vinculo com o emocional do protagonista, mas o autor conseguiu fazer com que as emoções dos personagens ficassem bem visíveis.

O final da estoria acabou sendo bem previsível, pelo menos eu já sabia oque ia acontece, também teve uma parte que me deixou um pouco sem vontade de ler, que foi a parte onde tinha uma "luta" entre o bem e o mal sem meio termo, ou você era do bem e enviado por deus ou era do mal.

Esse é um dos poucos livros que até agora ganharam apenas 2 estrelas, mas não conseguir da uma nota melhor para ele.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2014/02/resenha-o-entregador-de-bonecos.html
comentários(0)comente



Fabiana Madruga 21/01/2014

Fábula Moderna
Li e achei a história muito bonita, uma fábula moderna com pontos que emocionam (especialmente, pra mim, as passagens com a avó e a primeira criança escolhida). Vou inclusive deixar uma avaliação no Skoob porque acho super importante, não só o feedback para o autor, como a resenha para quem pensa em comprar. Afinal, autores nacionais sabem bem o quanto o caminho é árduo e deveriam sempre apoiar e reconhecer um bom trabalho feito por um colega. Parabéns, Denis!
comentários(0)comente



warley torres 27/12/2013

Surpreendente!
Felizmente, consegui baixar o livro gratuito no Amazon. E adorei ter lido o livro. Me emocionei e me diverti muito.
O Entregador de Bonecos conta a história de um rapaz que ao perder a avó que é assassinada, encarrega-se de continuar a missão da avó que é entregar os bonecos mágicos a crianças (n me lembro agora o número exato). E cada criança é simplesmente escolhida do nada, cada uma tem uma história de vida que serve de exemplo para as pessoas. Mas sempre quando ele ia entregar, aparece algum empecilho que tenta impedir o rapaz de entregar esses bonecos. Mas só no final que é revelado a causa desses empecilhos, do qual, pelo menos pra mim, veio a surpreender bastante, já que nem imaginava essa hipótese. E mal é revelado esse incidente, quando chegando no final, deparamos com outra cena comovente e que nos deixa de boca aberta.
É um livro gostoso de ler, bem escrito e recomendo.
Parabéns ao autor e escreva mais aí pra gente que ficarei aguardando.
comentários(0)comente



Dayana 09/12/2013

Mini resenha
O entregador de bonecos é um conto de fadas atual.Nele podemos perceber toda a tragédia que é cercada nossa realidade, mas que mesmo assim, esperança e aquela velha magia da infância ainda pode existir.Acabei de ler, estou orgulhosa da obra do Denis, ouso dizer até que merecia uma continuação...
comentários(0)comente



Kari 24/08/2013

David Forlin é um jovem comum que perdeu seus pais quando ainda era bem pequeno e foi morar com sua avó; uma amável senhora que confecciona bonecos mágicos, assim ela acredita. David não acredita nisso e acha que sua avó conta isso apenas para entreter ou impressionar. Algumas vezes sente-se incomodado com a crença de sua avó chegando a ser um pouco rude.


"-Eu não acredito! - disse voltando a cruzar os braços
- já ouvi essa sua história dezenas de vezes antes, mas,
sinceramente, não dá para creditar muito nisso, vovó.
Bonecos mágicos? Convenhamos, está muito longe
da nossa realidade, não acha?"
(pág.19 - David Forlin)


David, está passando por um momento delicado onde perdeu ao mesmo tempo sua namorada e seu melhor amigo. Ambos o traíram e David vive amargurado pelos cantos remoendo o ódio por eles.
Sua avó, muito sábia, tenta mostrar-lhe que não vale a pena viver com tanto rancor dentro de si.


"- David meu querido, você precisa deixar o passado
ir embora, pensar nas coisas boas que estão por vir.
Deve seguir, com plena confiança, a trajetória de sua vida
conforme ela se apresenta. Só desta maneira conseguirá
evoluir. Não deve deixar que o passado perturbe sua vida,
entendeu? Se ficar preso a ele, aos momentos desagradáveis
que lhe causaram desgostos, atrairá para si sentimentos
ainda mais sombrios. Não vale à pena, meu querido. Deixe
o passado lá para trás que é o lugar dele. Chame pela vida."
(pág.25 - Avó de David)

Apesar do conselho da avó, é muito difícil para David esquecer a traição, porém ele promete que sempre irá lembrar de suas palavras.

É nesse clima de descrença quanto aos bonecos mágicos de sua avó e ao rancor guardado por sua ex e seu melhor amigo que David é surpreendido após o fatídico episódio onde sua avó leva um tiro e tem sua vida ceifada deixando-o com uma missão nada comum que é entregar os Cinco bonecos restantes a crianças especiais.




" - Chegou a hora de você acreditar em mim, quer você
goste ou não. E, quando tudo acontecer, não sinta medo.
O que irá ver é real e não fruto da imaginação. Eles querem
que você os leve para as crianças. Saberá onde encontrá-las.
Os bonecos irão lhe mostrar. Confie neles. São seus amigos.
Criei-os com todo amor, muito mais do que você pode imaginar.
Se os bonecos pedirem sua ajuda, não recuse.
Compartilhe-a com eles."
(pág.44 - Avó de David)



Mesmo incrédulo David logo percebe que sua avó não estivera enganada e que existe magia nos bonecos e decide seguir seu destino.
Em sua primeira parada, David encontra Susie, uma menina doce e que está muito doente ao presentear-lhe com o boneco mágico, David sente a beleza de sua ação e percebe que está trazendo alegria aquela pequena jovem já marcada pela vida e tão cheia de amor e esperança. Isso faz com que David tenha ainda mais motivação para seguir em sua jornada!


Bom já contei um pouco da história e agora vou compartilhar minhas impressões:

O entregador de bonecos não é exatamente o que eu esperava. Através da sinopse e nome do livro, imaginei uma história cheia de magia sobrenatural e coisas fantásticas. A história é recheada de magia, mas não a magia do sobrenatural, e sim uma magia que está enraizada nos gestos, na bondade em ajudar o próximo, na força de vontade, esperança, amor, amizade, compaixão, no acreditar, na fé e até mesmo no perdão!

As páginas de O entregador de bonecos irá levar o leitor por caminhos belos e dolorosos a cerca da vida de David, de suas escolhas e da missão que recebeu. Poderemos perceber com clareza a luta de David consigo e com as circunstâncias que o cercam, bem como seu amadurecimento e evolução.

Em sua jornada há momentos difíceis e conturbados.

Dennis Lenzi, criou uma história linda que encantará muitos leitores por sua delicadeza e tato para lhe dar com situações impensadas!

Um choque de compaixão, amor ao próximo e muito mais!

Dennis você foi agraciado com o dom de escrever com a alma e tocar o leitor fundo o fazendo repensar sobre o mundo e as pessoas a sua volta! Parabéns e muito obrigada por este presente!
Sinto-me como se tivesse recebido um presente muito especial. Seu livro! o Entregador de Bonecos! Que ficará em minha estante e será passado como herança aos meus filhos muito em breve!

O final dessa linda história cheia de realidade, sonhos, magia.. É inesperado! David verá que muitas vezes assim como no mundo real, deixamos de ouvir algo, ou perdoar alguém por mero rancor e que podemos julgar errado as situações mais inusitadas. E que o amor tudo supera, tudo pode! Basta crer!


Dispeço-me com palavras sábias retiradas do livro que muito diz sobre a trajetória de Davi:

"... Durante a sua jornada, você acabará descobrindo
quem realmente é e qual sua missão no mundo.
E, a partir de então, nada mais irá afastá-lo de sua
trilha, onde a verdade, a fé e a justiça caminham
de mãos dadas."

(pág.255)



site: http://www.mixliterario.com/2012/10/resenhao-entregador-de-bonecos-dennis.html
comentários(0)comente



P.S. 12/08/2013

O ENTREGADOR DE BONECOS, DE DENIS LENZI
O Entregador de Bonecos, de Denis Lenzi chegou até mim graças ao book tour que a Val, do Brilho das Estrelas, organizou junto com o autor, o Denis. Eu fiquei feliz em participar, de ser aprovado em uma seleção dessas, agradeço pela escolha e já peço desculpas pelo atraso em postar a resenha. Obrigado por acreditarem em mim e no que eu escrevo!

Sinopse: "Chegou a hora de acreditar em mim, quer você goste ou não. E, quando tudo acontecer, não sinta medo. O que irá ver é real, e não fruto de sua imaginação. "Eles" querem que você os leve para as crianças. Saberá onde encontrá-las. Os bonecos vão lhe mostrar. Confie neles. São seus amigos. Criei-os com todo amor, muito mais do que você pode imaginar. Se os bonecos pedirem sua ajuda, não recuse. Compartilhe-a com eles."

Depois do estranho pedido feito por sua avó, pouco antes de morrer, David Forlin, agora sozinho no mundo, se vê diante de uma importante missão. Custasse o que custasse, cumpriria a promessa feita à avó: entregar os cinco últimos bonecos criados por ela às crianças eleitas, que viviam em diferentes estados da América do Norte.

Nesta longa e obscura jornada de David, sempre acompanhado pelas lembranças de sua vida e de seu grande amor, ele tem a oportunidade de, na breve convivência com cada uma das crianças escolhidas para receber os bonecos, emocionar-se com elas e aconselhá-las, chamando sua atenção para os verdadeiros valores humanos e para o poder do amor, da fé, da esperança e do sonho. Uma verdadeira lição de vida.

David Forlin, David Forlin, David… o que vou fazer com você?

David é um cara que mora com sua avó. E eu acho isso muito louvável, ele cuidar dela nessa fase da vida. É uma obrigação de neto, mas nem todos a cumprem e David sim, o que já mostra um pouco do caráter dele. Embora ele seja órfão e tenha sido acolhido pela avó, continua com ela mesmo agora, quando sua namorada o "traiu" com seu melhor amigo e tudo o que David mais quer é ir embora daquela cidade úmida e chuvosa.

Sua avó faz bonecos. Bonecos com os melhores sentimentos que ela consegue ter. Mas David, apesar de ter tido seu próprio boneco quando criança, não acredita neles, o que é profundamente irritante, em todos os aspectos possíveis. Até que sua avó morre e ele tem que levar os cinco últimos bonecos feitos para cinco crianças em cinco lugares diferentes.

São cinco crianças especiais, cada uma com sua história, com sua carga de sofrimento e dificuldades pra carregar. Eu não vou falar sobre cada uma para não estragar a surpresa, mas, como não me controlo, digo que a primeira é uma garota que sofre de leucemia. Há todo um potencial que poderia ser explorado nessa criança, mas é a que tem o encontro mais rápido de todos. Até parece não ser algo extremamente vital à história pela maneira como é narrado. Conforme cada boneco é entregue, David vai passando por um desafio diferente, que o deixam mais forte e experiente a cada etapa.

Se eu esperasse um entregador de bonecos sensual, charmoso, viril (são meus hormônios, gente) e extremamente charmoso, eu me decepcionaria muito. Davi Forlin, Davir Forlin, David… o que vou fazer com você? Você é tão sem graça, tão sem graça, que chega a dar nojo. Qualquer um dos bonecos, que aparecem minimante e de forma muito besta, tem mais personalidade e faria um trabalho melhor que você. Poxa meu, tu tá entregando bonecos de pano que falam, andam e que influenciam sonhos! Como você consegue ser tão entediante assim? Sem falar que passou a história toda com o seu boneco trancado dentro de uma caixa poeirenta sob o armário. Como você pôde conviver tanto tempo com bonecos tão fascinantes e esquecer o seu próprio? Porque é muito fácil pra você dar lições e conselhos àquelas crianças sendo que foi a sua avó que deu um duro danado pra criar você, enquanto você, ou curtia uma boa rebeldia adolescente, ou vivia corroído por uma traição que só estava na sua cabeça e que foi tão mal explicada no final do livro que chegou a me enojar. Poxa cara, você quer melhorar o mundo, mas não deu nem chance da tua namorada, que você amava e que estava grávida de você, se explicar? E o seu melhor amigo? E mesmo quando a situação é finalmente esclarecida, você insiste em manter a culpa sobre o melhor amigo. É um ego muito grande pra um personagem mal desenvolvido que não estava pronto pra carregar o peso de um livro como esse #prontofaleitôleve.

Outra coisa, a capa é deslumbrante, feita pela Marina Avila, mas o boneco que aparece na capa parece um boneco de ventriloquismo e não os bonecos de pano que a avó produzia. Mas essa é só minha opinião, claro. Outra coisa — sim, mais uma —, acho que, e isso é só um conselho, é que o livro teria uma história muito melhor se Denis se soltasse melhor e transitasse livremente por uma história de terror, o que não é possível, já que o autor parece se retrair toda vez que esse lado seu surge, acredito eu, que na esperança de criar um livro infanto-juvenil, algo que, a meu ponto de ver, não foi uma tarefa bem sucedida. A história não necessitava desse molde infantil à la Crônicas de Nárnia. Nem a história e nem o autor.

E também, se o personagem central fosse melhor desenvolvido, os conselhos e lições que o livro traz seriam melhor aplicados. Há falas e diálogos tão bonitos, trechos realmente emocionantes, mas que não conseguiram me tocar, ao menos, não como eu queria. Mas admito que é mais uma falha minha do que do livro em si.

O Entregador de Bonecos é um livro encantador, delicado e sensível. Mas… que não funcionou comigo e que, admito, fiquei feliz de ter acabado.

Eu recebi o livro da Pâmela, do Interrupted Dreamer que é uma fofa, e me mandou um marcador de Garota Exemplar, da Gillian Flynn, que eu adorei. Obrigado linda!

Esse aqui é o twitter do Denis e esse aqui é o site dele. Além de escritor, o cara também é capista e suas capas tem uma sensibilidade e um profissionalismo incríveis. Se você clicar na aba portfólio ou aqui, vai poder comprovar o que estou falando.

P.S.: As fotos que tirei pra esse livro ficaram muito ruins e eu só consegui salvar essa. Minha câmera não está boa das pernas e eu não quis atrasar o livro comigo por mais tempo. Prometo que compenso no próximo!

É pra ser as cinco crianças, cada uma com suas próprias
particularidades. Dá pra entender a ideia, não?

Ilu.

site: http://www.duasgotas.com.br/2013/06/o-entregador-de-bonecos-de-denis-lenzi.html
comentários(0)comente



Will 28/06/2013

Chegou a hora de acreditar em mim...
Nunca li nada igual... Não tenho dúvidas de que essa bela história tornou o livro um dos meus favoritos. A capa maravilhosa seduz qualquer um a primeira vista e a narrativa muito bem elaborada nós transporta para um mágico mundo imaginário. Li o livro em dois dias ansiando para conhecer cada uma das cinco crianças escolhidas. O final foi maravilhoso superando todas as minhas expectativas. O entregador de bonecos é mais do que um conto de fadas original e inovador é o tipo de livro que faz refletirmos sobre nossas atitudes. Eu simplesmente amei.
comentários(0)comente



Suellen 27/03/2013

http://www.bempramente.com.br/2013/03/resenha-bpm-booktour-o-entregador-de.html
David Forlin é um rapaz simples, que foi morar com sua avó, na cidade de Solvang, após a morte de seus pais.
D. Elena confeccionava bonecos de pano e distribuía à crianças de vários locais. Desde pequeno, David ouvia as histórias de sua avó sobre os bonecos serem mágicos e terem vida própria, porém, nunca lhe dava crédito.
Todavia, uma tragédia o faria acreditar em tudo, mudando sua vida e incumbindo-lhe de uma preciosa missão.
"Ao cruzar o corredor, notou estranhos movimentos. O coração voltou a disparar. Além do gato intrometido, quem mais poderia estar ali, àquela hora? Ao adentrá-la, foi tomado por uma sensação de total perplexidade. Não acreditava no que via. Apertou os olhos, por diversas vezes, para se certificar de que a cena era real. Um dos cinco bonecos de pano se movimentava como gente, como por encanto. Seus olhos piscavam como se tivessem vida. E de sua boca vinha uma voz mansa a cumprimentá-lo:
- Bom dia, David! Estava aguardando por você." [p.56]
David inicia, então, sua jornada, arriscando-se por todo o país atrás das crianças especiais que deveriam receber os bonecos, transformando as vidas destas e a sua própria.

Minha opinião

O livro é realmente encantador, fazendo com que o leitor não queira largá-lo. A capa é linda! As páginas são amarelas e a linguagem bem simples.
Os acontecimentos do presente misturam-se com as lembranças do passado do personagem, porém, o autor os descreve de forma clara, fazendo a leitura fluir facilmente.
A narrativa possui poucos erros de revisão e alguns parágrafos extensos, mas que não atrapalham na leitura. As páginas que iniciam os capítulos são pretas com o texto em branco, o que torna o livro ainda mais bonito.
Assim sendo, O Entregador de Bonecos leva a nota máxima!
comentários(0)comente



Rose 19/03/2013

Infelizmente a estória deste livro não me conquistou. Não tive um envolvimento com os personagens e acabei não me identificando com o livro. Uma pena, pois ele foi bem inscrito e eu adorei as páginas pretas que a editora fez para marcar o início dos capítulos. Bom, deixa eu falar agora do livro:
David Forlin foi criado pela avó após seus pais morrerem em um acidente de carro. Sua avó vivia criando bonecos mágicos e contanto estórias sobre eles. Ele cresceu e passou a não levar mais a sério estes contos mágicos.
David estava passando por uma fase difícil após o término de seu namoro, e para piorar logo em seguida acabou perdendo sua avó. Foi justamente a morte de sua avó, o seu porto seguro, que o levou a uma jornada onde suas escolhas entre o bem e o mal nos levam a várias reflexões sobre nossas próprias atitudes e decisões.
David aceitou fazer o último pedido de sua avó, entregar seus últimos 5 bonecos para 5 crianças escolhidas. Esta viagem em companhia dos bonecos mágicos e em busca de crianças que ele nem imaginam como sejam, mudará para sempre a vida de David, de um forma que nem ele e nem os leitores poderiam imaginar.

Aproveito para agradecer à Val por mais este voto de confiança e me deixar participar deste BT. Apesar de não ter me empolgado com o livro, tenho certeza que em outras mãos fará o leitor ter uma viagem de descobertas.
ADTF 19/03/2013minha estante
Pena que não curtiu tanto do meu livro, mas afinal, é seu gosto pessoal e eu compreendo perfeitamente. Mas fico feliz que tenha cedido seu tempo para ler meu livro até últimas páginas, e isso já me deixa feliz. Grande abraço!


Yassui 01/04/2013minha estante
É bem chato quando criamos expectativas e acaba não sendo o que imaginávamos. Mas, a capa é linda!


Anna 30/05/2013minha estante
Pelo Menos A Resenha Me Conquistou e fiquei com muita vontade de ter esse livro e devorar ele. Por ter muitas coisas que eu adorei nesta resenha como David aceitar realizar o ultimo pedido da avo, e a capa tambem me conquistou muito .




Vanessa Meiser 11/03/2013

http://balaiodelivros.blogspot.com/
Quem aqui se apaixonou pela capa levanta a mão!!!! Todo mundo né? Ela é linda mesmo e com uma capa destas fica praticamente impossível não querer ler o livro.

Assim que comecei a leitura eu percebi que a trama não era nada do que eu imaginava, mas isto foi ótimo, na verdade fiquei contente pela surpresa. Eu esperava que a história fosse algo de suspense puxado para o lado macabro, não sei porque isto me passava pela cabeça, mas quando me deparei com a linda e emocionante história de David Forlin fiquei muito feliz com a oportunidade de poder ler este belo "conto de fadas moderno" repleto de ensinamentos e lições de vida.

O cenário todo é uma delícia, as personagens são cativantes e é muito bom poder acompanhar a evolução de David no decorrer da trama.

David foi criado pela avó desde que seus pais morreram num acidente de carro e durante um tempo foi um jovem rebelde e arredio, mas conforme os anos foram passando e com os sábios ensinamentos da carinhosa avó, David foi tornando-se um rapaz mais paciente e carismático mesmo que não acreditasse nas histórias que sua avó contava sobre bonecos mágicos que andavam e se comunicavam com as pessoas, isto para David era coisa de gente velha e só.

Porém os fatos mudam quando sua avó em seus últimos momentos de vida lhe pede que entregue cinco bonecos para cinco crianças especiais. David aceita o pedido mesmo que completamente incrédulo. Qual não foi a sua surpresa ao chegar em casa e se deparar com os bonecos falantes lhe dando instruções de como e onde encontrar as crianças.

Finalmente David acredita na avó e a partir de então se empenha em cumprir sua jornada. Jornada esta que lhe reserva momentos inesquecíveis e que irão lhe deixar marcas eternas.

Mas nem tudo o que se passar na jornada de David será simples e fácil, muitos acontecimentos inexplicáveis irão ocorrer e pôr em dúvida o que o rapaz prometeu à avó no seu leito de morte. Atentados e acidentes irão cercar David e caberá só a ele decidir se cumprirá sua meta na entrega dos bonecos ou não.

É incrível como esta história é bem casadinha e tudo tem um porque, tudo o que acontece na trama tem um motivo e remete a algum acontecimento do passado. Outro fator que me chamou muito a atenção foi a presença do espiritualismo, na verdade foi um fator surpresa que me agradou bastante.

Os personagens foram muito bem criados e cada um tem sua parcela de importância na trama. O livro todo é uma delícia do início ao fim e a mensagem maravilhosa que ele passa é emocionante. Afinal, onde ficou a nossa inocência? Onde a perdemos? É possível recuperá-la?

Eu obviamente adorei o livro e com certeza recomendo a leitura a simplesmente todos meus leitores, de qualquer idade. Absoluta certeza de que irá agradar até mesmo aqueles que por um motivo ou outro não leem fantasia.

Adorei!!!
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2