Calafrio

Calafrio Sandra Brown




Resenhas - Calafrio


34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Cris~ 24/01/2021

Calafrios e Tensão em meio a um Mistério Gelado...
Calafrio foi o sexto livro da Brown que li. Alguns, eu não apenas gostei como se tornaram meus favoritos, por causa do cuidado com a construção do plot e de seus personagens. Outros, eu definitivamente preferi esquecer ter lido e em respeito aos outros leitores não vou perder tempo com críticas negativas a eles.
Mas ainda assim, eu tinha interesse em ler este livro há tempos. Neste ano, ele entrou em minha meta de leitura e desde o início me prendeu.
A sinopse diz que é a história de uma mulher que fica presa em um uma cabana no alto de uma montanha, durante uma terrível nevasca, na companhia de um serial killer. Achei o plot interessantíssimo e apesar de parecer muito com um livro de Brown que li anteriormente, "Caminhos Sombrios", temi por um lado que o final fosse desconcertante como em 'Caminhos...' e por outro, esperei que o desenrolar da história fosse chocante.
E foi. Ambos.
Tanto chocante e satisfatório quanto desconcertante.
Ainda me pergunto o que a personagem principal feminina fazia nesta história, além das cenas calientes de sexo. Porque no todo, ela não era o real motivo de o plot ter sido criado e se desenrolar.
Este livro é sobre dois personagens principais, seus desejos e angústias e a rivalidade que cresce exponencialmente entre eles.
Calafrio é tão somente sobre Dutch e Tierney. Ou Tierney e Dutch. Eles são o motivo da história se desenvolver e a mulher entre eles é apenas uma desculpa para se odiarem e tentar se destruir mutuamente.
Assim, Tierney é o suspeito ideal de ser um serial killer que pode ter sequestrado e matado cinco mulheres. E, de qualquer forma, as primeiras páginas do livro o colocam no local da desova olhando para as covas preenchidas e para uma recém-aberta.
Ao longo da história não há como não desconfiar dele. Todos os indícios apontam para aquele homem forte, experiente em montanhismo e frio, entre outras habilidades. Ele é o suspeito perfeito.
Porém, no extremo oposto está o ex-marido da mulher que acompanha Tierney na espera pela nevasca passar. Um homem violento, descontrolado, egocêntrico, ciumento, extremamente agressivo, inseguro, com uma baixa autoestima tão grande quanto o tamanho de seu ego ferido e de quem a ex-esposa tem medo.
Este é Dutch, o chefe de polícia que precisa chegar a cabana antes que sua ex-mulher se torne a sexta vítima do psicopata que anda matando as mulheres de sua cidade.
E a história mostra o desenrolar das ações destes dois homens. Fala de uma pequena cidade ao pé da montanha com seus moradores cheios de segredos e ódios e nos leva a supor, a cada página que não é apenas de Tierney que devemos suspeitar, mas também dos que se beneficiariam com ele ser o serial killer; e mesmo se não fosse, de ser morto por aquilo; desviando as atenções de outros crimes que são cometidos dentro da pequena Clearly: como tráfico de drogas, adultério e aliciamento de menores de idade.
A cidade é bela e aparentemente pacata, mas é tudo menos um lugar onde a paz existe. Os moradores são moralistas mas nos bastidores, agem de maneiras piores do que a "gente da cidade grande" e mostram que, diferente do que se pensa, os pecados de uma cidade maior podem existir em uma pequena e superfícialmente tranquila localidade.
E quanto a personagem feminina principal, Allison, a história é bem simples. Ela se separou de Dutch e conhece Tierney há anos e eles sentem uma atração evidente um pelo outro. E isto, mesmo ela suspeitando dele ser um assassino de mulheres.
A história se desenrola com a espera do fim da nevasca e a chegada de ajuda para socorrer as duas pessoas presas na cabana, ou aparentemente, resgatar apenas Allison das mãos de Tierney; e até o fim da história não se sabe se é realmente um salvamento ou se o assassino não terminará o serviço na cabana.
Foi um livro que me prendeu e que eu o devorei em pouco tempo. O ritmo intenso das cenas foi admirável. Aplaudo Brown pela competência nesta obra! Mas, como sempre ocorre (e eu não entendo porque as autoras mulheres não saem da caixinha sexista de criar personagens femininas que necessitam serem salvas por sua estupidez ou completa incapacidade de ação), Allison é uma "mocinha no alto da torre esperando ser salva do dragão". Ela, no começo, parece decidida e ativa, capaz de ser a pessoa que pegará o assassino em série de mulheres. Eu passei boa parte da história esperando algo deste tipo, no melhor estilo Lisbeth Salander. Se temos uma referência tão incrível da capacidade das mulheres de serem mais do que a sociedade sempre espera delas, esta é a personagem principal de 'Os Homens que Não Amavam as Mulheres'. É claro, Lisbeth não é a única.
Mas Allison, a corajosa Allison, a destemida Allison que fazia canoagem descendo um rio perigoso inclusive, revela-se uma mosca morta, que incrivelmente transa com o principal suspeito de ser um psicopata serial killer (ISTO PARECE UM BAITA SPOILER DE UMA CENA QUE POR LÓGICA TODO MUNDO ESPERAVA ACONTECER, NÃO?).
Enfim, ela não é a principal da história. É uma desculpa para dois machos alfa entrarem em uma disputa de egos até o fim. Até que um deles seja morto. E isto fica evidente diante do fato de que o cara mais do que desesperado corre todos os riscos possíveis, quase morrendo, fica todo machucado para tentar salvar a protagonista feminina e a mulher ao invés de estar ao lado dele no fim, fica em casa, esperando que ele se recupere, se livre dos problemas que arrumou e venha atrás dela para afinal ficarem juntos.
Essa na verdade, foi a parte que fez o livro perder uma estrela para mim. Em geral, eles perdem quando ocorre um assassinato. Morte natural, não perde, mas assassinato, sim. Porém, neste, a estrela se foi porque a personagem principal feminina que a Brown criou é uma MOSCA MORTA!
Então, tirando a "mosca", este livro me envolveu e me causou muita satisfação pela leitura. É uma romance policial de suspense que eu recomendo. E em todo livro da Brown rola uma (umas) cena quente de sexo. É puritanismo pensar que não poderia haver (apesar de que foram cenas demais, na verdade, para uma história tão gelada e que praticamente recomendava que as pessoas se mantivessem bem aquecidas em suas proprias roupas. kkkk). E, de qualquer forma, as cenas de ação eram tão intensas que as de cenas de sexo ficaram meio perdidas sem gerar tanto interesse, pois os assassinatos e outros problemas que apareceram roubaram toda a atenção.
Calafrio foi uma obra bem escrita e que eu recomendo a todes que desejam um bom livro de suspense. Não é esperado descobrir a verdade até o final, mas é salutar desconfiar de todos os homens deste livro que parecem desprezar as mulheres com quem convivem e mesmo as com quem não tem muito contato.
Foi uma leitura arrepiante, gelada e digna de seu título.

site: http://muitoagriquasedoce.blogspot.com/2021/02/calafrios-e-tensao-em-meio-um-misterio.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Tati.Lima 27/07/2020

Sobre este livro...
Pense em um livro com uma história q se desenvolve maravilhosamente bem, q consegue te prender até até o fim, e q no final ainda te apresenta uma reviravolta incrível na história, q me fez vibrar horrores com a sua excelente conclusão. Esse é o meu segundo contato com a escritora Sandra Brown. A primeira maravilha q li dela foi o excelente " Letal". Então, quando resolvi ler o tão bem classificado "Calafrio", minhas expectativas estavam lá no pico, e sinceramente, correspondeu exatamente a altura do q eu esperava.Q livro excelente! Tem de tudo um pouco em sua trama, personagens extremamente intensos, alguns despertam raiva, outros inesperada empatia, mesmo diante daquilo q a trama nos apresenta. Não dá pra falar muito, porq dar spoiler é muita maldade, principalmente em relação a este livro. Só posso dizer q recomendo demais, e q é um ótimo livro. Nota : 5 / 5
comentários(0)comente



Deia 27/02/2020

Leitura concluída.
A história nos traz uma tempestade de neve, um homem e uma mulher confinados num chalé na montanha, alguns corpos espalhados por aí e um gênio do mal asqueroso, porém fraquinho.
Tudo isso dá liga, só não gostei do jogo de empurra que a autora faz, hora fazia eu acreditar que sim, hora que não, foi angustiante, até se ter certeza. Bom, meu pai diria que ela deu seu recado.
Teve duas coisinhas previsíveis, mas não deixou de ter seu brilho.
O gênio do mal...... já li melhores.
Valeu a leitura.
comentários(0)comente



Jansen 27/12/2016

Um serial killer sedutor que nos deixa divididos. Brown nos conduz com muita competência por três suspeitos. Já atacava a três anos e havia matado três mulheres mas não deixava pistas que levassem a um suspeito. Cada corpo era estrangulado com uma fita azul e o criminoso era conhecido como azul. O FBI é envolvido o que causa ciúme no delegado local, figura que vamos descobrindo que era um mau caráter. Sua ex mulher fica presa com um forte suspeito identificado pelo FBI e aceito pela Polícia local. Um clima terrivelmente frio e uma tempestade de gelo isola a casa e a pobre da mulher fica nas garras do criminoso e se envolve com ele. Era atraente e bonito. No final tudo se esclarece de maneira convincente, sem muita fantasia. Um livro bem conduzido e escrito com competência.
comentários(0)comente



Monica 02/12/2016

Achei a história muito confusa e truncada. Não sei se pela grande quantidade de personagens, mas não curti. A Sandra Brown me surpreendeu com esse tipo de livro, adorei quase todos, mas esse não desceu. Melhor sorte na próxima vez...
Hester 02/12/2016minha estante
Tb nao gostei. Mas é normal. às vezes acontece de nao gostarmos mesmo quando adoramos o autor.


Monica 02/12/2016minha estante
Verdade e a Sandra escreve mais livros bons do que ruim, nesse formato.




Albertini 29/03/2016

Lily e Ben Tierney
Cleary, uma pacata cidade da Carolina do Norte, foi abalada pelo desaparecimento de cinco mulheres em dois anos e meio. Não há corpos, pistas ou suspeitos, apenas uma misteriosa fita azul abandonada no local onde cada mulher foi vista pela última vez...
Lilly Martin regressa a Cleary para concluir a venda da sua cabana de montanha e pôr um ponto final ao casamento com Dutch Burton, o chefe da polícia local. Depois de fechar as portas ao seu passado, não imaginava voltar atrás tão cedo. Mas, ao deixar a casa, sob um temporal, Lilly perde o controlo do carro e atropela um homem que emergia inesperadamente do bosque. Trata-se de Ben Tierney, que ela conhecera no Verão passado. Os dois são então forçados a regressar à cabana para esperarem pelo fim da terrível tempestade de neve.
Incontactáveis, com poucos víveres e quase sem aquecimento, Lilly e Ben vão aproximar-se um do outro, ao mesmo tempo que cresce a atracção e o desejo entre ambos. Mas, à medida que o isolamento se prolonga e os dois se envolvem, Lilly receia que a maior ameaça não seja o temporal, mas sim o homem ao seu lado...
Quem será o misterioso Ben Tierney: o raptor ou o homem capaz de salvar Lilly da tragédia que a assombra?
Calafrio é um romance intenso, no qual confiar na pessoa errada pode marcar a diferença entre a vida e a morte.
comentários(0)comente



Virgílio César 07/10/2015

Acho que este é o sexto livro que leio da autora. Achei o mais fraco deles até agora, com uma história previsível, mas mesmo assim é uma excelente leitura.
comentários(0)comente



Silvana 04/05/2015

Simplesmente M A R A V I L H O S O!!!
Grudei no livro, não queria mais largar!!! Primeiro livro que li de Sandra Brown! Não poderia ser melhor... Escrita ágil, desembaraçada e super agradável!! Ação, tensão e romance não faltam nesse livro. Lilly, como diz na sinopse, fica presa no chalé na montanha devido ao mau tempo, com Bem Tierney, após atropelá-lo. Estórias paralelas vão acontecendo enquanto Lilly vive 48 horas de pura tensão e emoção na companhia de Tierney. Não dá para escrever muito pois poderá comprometer a leitura daqueles que ainda irão ler... Mas fica a dica para quem gosta desse gênero: LEIAM, é excelente e o final é fantástico!!!
Silvana 09/05/2015minha estante
Em breve vou ler outro da Sandra Brown!




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lorena 22/05/2014

Trama inteligente e surpreendente
Adorei! Os personagens são muito bem construídos e desenvolvidos, a trama te conduz de forma que aos seus olhos quase todos viram suspeitos exceto o verdadeiro assassino. O final te surpreende e emociona.
.
.
.
.
SPOILER
Essa foi uma das poucas vezes em que uma personagem coadjuvante mexeu tanto comigo. Realmente fiquei triste com a história da Marilee, com pais horríveis e um irmão pior ainda, na única vez que ela encontrou amor, não era feito pra durar, apenas uma ilusão, e depois ela vai embora sozinha. Gostaria que a Sandra Brown escrevesse uma bela história pra ela, depois de tanto sofrimento.
comentários(0)comente



Michelle 12/04/2014

Nossa devo dizer que surpreendeu um pouco os acontecimentos.

O livro começa nos induzindo a pensar que sabemos quem é o assassino, mas no decorrer do livro vai prosseguindo os acontecimentos de um modo que nos faz duvidar. Até a sinopse nos faz crer em um assassino errado.

Gostei do modo como foi escrito esse livro, ele vai dando as pistas aos poucos, mas como 'fomos induzidos' para tal personagem, não pegamos o contexto todo do livro.

É uma cidade onde todos tem segredos. Só acho que não precisava desenvolver tanto outros personagens, mas tirando isso foi um livro muito bom de ler.

comentários(0)comente



Lívia 12/12/2013

Eletrizante
Assim como em "Corte Súbito", Sandra Brown deixa o leitor pendurado nas páginas desse livro. Os personagens são intensos, o desenrolar da história é tenso, angustiante e absolutamente perfeito. A cada hora as coisas ficam mais suspeitas. Os passionais vão ficando descontrolados, os frios e calculistas vão deixando escapar fiapos de "ali tem coisa". E o final não decepciona em nada! Vale muito a leitura!

Muito muito muito bom!
comentários(0)comente



Rosélia Reis 07/11/2013

Recomendo!
Uma história emocionante, com suspense, surpresas, emoções conflitantes e um ótimo final, uma receita completa para um livro bom. Não há como não ficar preso com a leitura e não se sentir dentro da cabana.
comentários(0)comente



Ione 18/08/2013

Indico!!!!!!
Adorei o livro!!!! Sou suspeita com relação à romances com toque policial, rsrsrs. O livro prende a gente, principalmente porque ficamos imaginando quem será o serial killer e ao mesmo tempo torcendo pelos romances... Para quem gosta deste tipo de livro, super indico!!!!
comentários(0)comente



34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3