A Dança dos Dragões

A Dança dos Dragões George R. R. Martin




Resenhas - A Dança dos Dragões


442 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Taci 16/07/2012

O livro das revelações e o princípio do fim.
Não sei o que esperava encontrar numa Dança de Dragões, mas com certeza, não foi com o que me deparei. E, de maneira alguma pensem que eu não gostei do que li, muito pelo contrário! Quando penso que George R. R. Martin já apostou todas as suas fichas no Jogo dos Tronos, ele me mostra que, na verdade, a aposta foi mínima. Em fato, a verdadeira Aranha de As Crônicas de Gelo e Fogo não é ninguém menos que o próprio Martin, que teceu uma história tão absurdamente fantástica, que é capaz de prender qualquer (des)avisado que ouse ler o primeiro livro.


Agora, deixem-me explicar o porquê do título. Escolhi O livro das revelações porque, especificamente, em A Dança dos Dragões muitos acontecimentos que sequer nos meus dias mais imaginativos passaram pela minha cabeça são jogados na cara do leitor, sem aviso prévio. Tramas e personagens que me fizeram pensar: Caramba, Martin, qual a substância alucinógena que você usa, porque, cara, eu quero um pouco! É de cair o queixo;

Com relação à segunda parte do título, seria precipitado da minha parte, já pensar no fim, mesmo sabendo que o G.R.R.M. levará mais alguns até, de fato, terminar? Pergunto isso, porque, basicamente, é assim que eu vejo. E, esse foi um pensamento constante durante minha leitura. Mais dois livros e está tudo acabado. Sinto a sombra do fim a espreita e, pouco a pouco, lançando seus tentáculos.


Continuando...


... Neste volume, descobrimos o que aconteceu fora de Porto Real, Dorne e Vilavelha. Muitas questões que foram abordadas apenas superficialmente em O Festim dos Corvos, foram agora aprofundadas e esclarecidas na medida do possível é claro, afinal Martin é Martin . Ao mesmo tempo, somos bombardeados com novas e estonteantes revelações, que nos faz orar aos Deuses Antigos, aos Novos e ao Senhor da Luz, para que Os Ventos de Inverno comecem logo a soprar.

Todos sabem que uma das coisas mais interessantes a respeito dAs Crônicas de Gelo e Fogo é que cada trama está dentro de outra trama, que está dentro de outra trama etc. E, isso nunca foi tão bem demonstrado como neste volume. Quando se está lendo, visualiza-se perfeitamente quase que em forma de flashbacks, o que aconteceu há muito tempo na história, mas que só agora veio à tona. Posso dizer com muita certeza, que nunca tantas histórias completamente diferentes foram tão magistralmente interligadas.

Outra coisa muito bacana, desta vez a respeito do Martin, é que nenhuma personagem é insignificante. Cada uma tem um papel a desempenhar. Cada uma tem seu paraíso e inferno particular, e não tem escrúpulos para fazer o que achar que for necessário para conseguir o que se deseja.

E, neste volume, nós vemos isso tão perfeitamente que chega a doer os olhos. É como se A Dança dos Dragões soprasse as névoas que atrapalhavam nossa visão e agora as coisas começam a ficar mais claras. O que não significa que podemos ter a pretensão de tentar adivinhar alguma coisa vinda do Martin, até porque acho que nem ele sabe o que se passa na sua cabeça. É mais como um maior entendimento de tudo que aconteceu para que a história chegasse até aqui.


Agora, os nossos reais protagonistas...


... Eles, os tão esperados, tão adorados e tão cruéis. Capazes de despertar o fascínio e o terror de todos. Eles cresceram. Não são mais os filhotinhos fofinhos, são criaturas da natureza, e compaixão não está entre suas características. Se um Drogon filhote fez um estrago considerável, imaginem então o que um Drogon pré-adolescente é capaz de fazer. Viserion e Rhaegal, decididamente, não ficam atrás do irmão.
Aliás, quero elogiar a capa do livro, em especial, porque ficou muito incrível. Como eu imaginava, retratava uma cena do livro A cena, na verdade e, em minha opinião foi o maior (ou talvez único, dependendo do observador) ponto positivo da Editora.


Bem longe dos dragões, cada pedacinho (conhecido ou não) de toda Westeros tem suas próprias guerras. As coisas ficam realmente negras nA Muralha, e o Martin mais uma vez soca nossos estômagos.
A Guerra pelo Trono de Ferro está longe, muito longe, de conhecer seu fim e mais um Rei se proclama.
Descobrimos enfim, o verdadeiro propósito de Lorde Varys. E as teias da Aranha são mais longas e mais fortes do que se poderia imaginar.
Tudo está tão intrincado que é difícil até sonhar o que vai acontecer a partir de agora. A única certeza, é a espera.


E como será longa a espera pelos Ventos de Inverno...


P.S.: Na pressa (acredito eu) de lançar o livro, a editora não teve o devido cuidado com a edição do livro. O que resultou no capítulo faltante que todo mundo já deve saber, e em muitos erros. Muitos mesmo. E a maioria bobos, que numa revisão simples poderiam ser vistos e resolvidos. O que não aconteceu. De qualquer maneira, fica o lembrete para as próximas edições, de que cuidado nunca é demais.
Edson 07/08/2012minha estante
Fantástica resenha! Você me deixou 200% mais ansioso pra ler esse livro. Parabéns!


Taci 07/08/2012minha estante
Obrigada, Edson! ^^


Carlos Bred 20/08/2012minha estante
Muito bem dito Taci, realmente este volume deixará um gostinho de quero mais, não vejo a hora de chegar o 6º volume e ver como se desenrolaram os eventos das muitas guerras e tramas que aí estão...


Taci 22/08/2012minha estante
Também não vejo a hora de sair The Winds of Winter! ^^


Romélio 30/08/2012minha estante
Sinceramente, não gostei do quarto livro e não estava gostando do quinto, os 3 primeiros foram os melhores. Apesar de muito bem escrito, eu fico com a impressão de que só a cada duzentas páginas, algo realmente interessante acontece; a leitura torna-se tão extensa que para chegarmos as vias de fato, parece que estamos junto aos personagens atolados na neve nos arredores de Winterfell ou numa longa travessia em algum navio na Baía dos Escravos. A importância que o autor dá a personagens secundários e a quase negligência com os principais torna a leitura um pouco angustiante, mas recompensadora, pois ... quando chega o momento, o tapa na cara, o fio da espada, a revelação. Espero que o último (será?) seja muito mais denso e coerente, neste vasto universo criado por Martin,


Lu 31/08/2012minha estante
Resenha sensacional! É a mesma coisa que eu pensava enquanto lia cada um dos livros das Crônicas. Parece que, quando vc pensa que já viu de tudo, ele dá um passo a mais. A mensagem é clara: tudo pode ficar pior.


Taci 02/09/2012minha estante
Romélio, concordo com você quando você diz que algo realmente interessante só acontece depois das 200 primeiras páginas.
E, o melhor mesmo, como sempre, são as partes finais. Já com relação ao Festim, eu acho que sou uma das poucas que, realmente, curtiu muito o livro. Depois de tudo que aconteceu n'A Tormenta, o quarto livro foi mais uma espécie de desafogo, uma rearrumação de personagens, estórias, cenários... Se não fosse pelo final d'A Dança, eu consideraria O Festim como o segundo melhor. Foi nele que o Martin mostrou, realmente, que sabe o que tá fazendo, que a trama era muito maior do que imaginávamos, e A Dança confirmou tudo isso.
Pra mim, o "pega pra capar", de verdade, começa no sexto volume. É como se tudo que aconteceu até aqui fosse só uma introdução pro grand finale. Enfim... é isso. =D


Taci 02/09/2012minha estante
E, Lu, você disse tudo com a frase: "A mensagem é clara: tudo pode ficar pior."
Não poderia concordar mais!!


Cicero Ricardo 04/10/2012minha estante
Gostei muito da sua resenha, você mostra uma compreensão ótima da história e das tramas.
Um comentário apaixonado de uma leitora apaixonada pelo que leu, acho que muito parecido com a minha própria visão deste livro e da série como um todo, apesar de ainda estarmos longe do final.
Só gostaria de lamentar alguns leitores que veem os livros como histórias individuais e não com uma parte de um todo. E é sempre bom saber que o jogo dos tronos é apenas uma pequena parte desta história, que tem seu objetivo, sua verdadeira trama, o verdadeiro inimigo já determinado no prólogo do primeiro livro.


Taci 04/10/2012minha estante
Poxa, Cícero, muito obrigada pelo seu comentário! Mais do que tudo, minha intenção ao escrever era, realmente, tentar passar, mesmo que um pouco, o que eu sinto a respeito de ASoIaF. Mais do que falar de apenas um livro, eu queria transmitir os meus sentimentos por toda a série e por tudo que a aconteceu.

Fiquei muito feliz e concordo plenamente quando você diz: "E é sempre bom saber que o jogo dos tronos é apenas uma pequena parte desta história, que tem seu objetivo, sua verdadeira trama, o verdadeiro inimigo já determinado no prólogo do primeiro livro."


joaovictorpaz 01/11/2012minha estante
Taci, sua resenha é realmente excelente, já estava com grande expectativa para ler o 5° livro agora elas triplicaram, concordo com vc ao defender o 4° livro e me junto na opinião de que o todo sem uma parte não é um todo, cada livro faz parte dessa magnífica trama e não deve ser desmerecido.


OBS: Italyan0 vc é muito escroto, só penso em vc como um filho de uma porca por ter feito esse comentário.


Taci 10/11/2012minha estante
João Victor, muito obrigada! ^^
Defendo O Festim com unhas e dentes, na minha opinião, o Martin começou a mostrar à que veio, de verdade, n'O Festim dos Corvos. Mas aí é questão de opinião e de gosto...

P.S.: Comentário do Italyan0 apagado, já que a maioria não curte spoilers, muito menos, um spoiler desse tipo :~


Michelly 14/01/2013minha estante
Adorei sua resenha, Taci!
Vc conseguiu me deixar com mais vontade de chegar ao 5º livro e teve a delicadeza de não soltar nenhum spoiler!
Adorei msm! =)


Taci 14/01/2013minha estante
Muito obrigada, Michelly! ^^


Rosani Lidia 28/01/2013minha estante
Estarei iniciando a leitura deste volume.... Vou conferir os comentários, mas a expectativa é grande.


Davi 31/01/2013minha estante
"As coisas ficam realmente ?negras? n?A Muralha, e o Martin mais uma vez soca nossos estômagos."

Bem dito, estou na esperança que seja apenas uma pegadinha do velhinho, porque está difícil de acreditar. kkkkk
¬¬'


Milton 23/03/2013minha estante
Martin como sempre um mestre em nos deixar loucos para ler o próximo! Só espero que ele termine como começou,fantasticamente bom.


Matheus 01/05/2013minha estante
Ansioso para The Winds of Winter


Monica 17/08/2013minha estante
Amei sua resenha, sem explicitar nada e aguçando mais a vontade de quem quer ler essa saga maravilhosa.
Pensei que depois do casamento vermelho eu não sofreria mais, mas Martin quase me matou com o final deste quinto volume.
Agora me sinto desesperada por não saber quando vou poder dar continuidade à essa aventura e terminar esse sofrimento.


Paula 13/10/2014minha estante
UAU! Sua resenha é simplesmente maravilhosa, aguça a curiosidade e instiga a imaginação !!!


gustavo.galvao.142 03/01/2015minha estante
Muito boa resenha. Enfim, considerei esse o melhor da série. Tive algum receio ao iniciarca leitura, pois o quarto livro da série foi o que eu menos gostei - longe de ser ruim. Enfim, o sensacional é que ninguém sabe ao certo quem ficará com o trono. Muito bom!!


Bluna 09/01/2015minha estante
Paula, você escreve muito bem! Amei a resenha.


Lívia Gomes | @maisqlivros 24/02/2015minha estante
cara, amei tua resenha! vc escreve super bem. mas até doeu meu coração quando percebi q a resenha foi feita em 2012. CARA! DOIS-MIL-E-DOZE! Eu que tô lendo esse livro em 2015 estou quase entrando em colapso pq não há previsão para o lançamento do sexto livro.. fiquei imaginando como deve estar sendo sofrida essa sua espera! enfim... parabéns de novo pela resenha! haha


Débora 26/09/2015minha estante
Já li muitas resenhas de inúmeros livros e posso afirmar que essa é a MELHOR que eu já li, parabéns!!!


Sam & Deh 26/02/2018minha estante
Fantástica resenha! Parabéns !!
Muito bem escrita.


Sam & Deh 20/03/2018minha estante
"Não sei o que esperava encontrar numa Dança de Dragões, mas com certeza, não foi com o que me deparei." Eu esperava um confronto entre os dragões e os Vagantes Brancos .... mas deixa pra próxima aventura ...
Parabéns pela resenha !!


Sidney.Alencar 08/07/2018minha estante
Ótima resenha. Acabei de ler o Festim dos Corvos e quero terminar o quinto livro antes da última temporada da série na TV.


ladymader 15/06/2020minha estante
Nossa, ótima resenha!
Estou no terceiro livro ? Game of Thrones simplesmente é viciante


Mateus.Santos 20/10/2021minha estante
Ótima resenha! E no próximo livro que a Dany definitivamente vai mostrar o que um dragão é capas de fazer. E ainda mais sobre a influência motivada de vingança do Tyrion. Caramba, sua resenha foi feita a 9 anos atrás e nada do novo livro.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Max 23/08/2012minha estante
muito bom, gostei do espoiler, mas não sei se continuarei a ler os livros desse autor. Por isso que nunca leio livros de terror, odeio suspense. Na minha opinião tudo ficou chato no momento que Robb Morreu, está tudo tão... desmembrado.


Max 23/08/2012minha estante
muito bom, gostei do espoiler, mas não sei se continuarei a ler os livros desse autor. Por isso que nunca leio livros de terror, odeio suspense. Na minha opinião tudo ficou chato no momento que Robb Morreu, está tudo tão... desmembrado.


Allef 21/11/2012minha estante
Max, Martin escreve muito bem, mas suas narrativas cansam um pouco, ainda nem terminei a leitura de O Festim
Quanto à morte de Robb, bem, foi chato mesmo, mas ele colheu o que plantou não é mesmo?
amor jovem não vence em uma luta de espadas


Edu 09/02/2014minha estante
George é foda. O próximo tem tudo pra ser um dos melhores da série.




Pedro.Yamashiro 18/10/2020

Muito Foda!
Estou feliz e puto, vou ter que esperar eternamente pelo sexto livro agora...
Thaci 18/10/2020minha estante
Comprei os livros, espero ter coragem pra ler tudo.. medo de ser uma leitura arrastada


Pedro.Yamashiro 30/10/2020minha estante
A coragem vem com o tempo kkk. A leitura é tranquila, O Martin escreve tão bem que vc realmente "viaja" na narrativa dele, dps que começa não consegue parar rs.


Thaci 30/10/2020minha estante
Aaaaah, agr tu me deixou com vontade de ler oq é um problema


Thaci 30/10/2020minha estante
É uma leitura agendada pra janeiro só


Pedro.Yamashiro 30/10/2020minha estante
Puts kkkk mas então, começa em janeiro, sem pressa rs. Provavelmente ano que vem o sexto livro já vai estar disponível! E vc não vai precisar ficar esperando... O que é um saco kkkk




elisarss 13/03/2021

"Nem todos os homens são feitos para dançar com dragões"
Surpreendente. Cativante. Reveladora.
Essas são as três palavras que mais definem a Dança dos Dragões ao meu ver.

Vou ser bem sincera, não estava tão animada para ler este livro depois de o Festim dos Corvos, pois como falei na resenha anterior, ele me decepcionou um pouquinho.

Porém, na Dança dos Dragões, G.R.R. Martin conseguiu me levar de volta às maravilhas dos povos westerosi, yunkaíta e meereense; algo que me surpreendeu muito.

O livro em questão mostrou acontecimentos que eu nunca imaginaria; esclareceu diversos fatos que eram como "pontas soltas" em O Festim dos Corvos e, além disso, o autor conseguiu demonstrar explicitamente que TUDO PODE PIORAR!!!!

Diversas tramas dentro de tramas; dúvidas dentro de dúvidas; desconfiança dentro de desconfiança, entre outros. Isso resume basicamente o livro todo. Cada detalhe teve papel fundamental nos acontecimentos do livro de um jeito que me levou a sentir como se EU estivesse dentro da história. E achei isso sensacional na escrita do Martin.

Um dos pontos mais interessantes nas Crônicas de Gelo e Fogo é que nenhum personagem pode ser considerado dispensável. Todos eles acabaram sendo essenciais, carregando suas guerras particulares aonde quer que fossem.

Agora, então, basta esperar pelos Ventos do Inverno para saber como estão os nossos queridos (ou nem tanto) personagens.

-- O único ponto negativo desse livro foi a grande quantidade de erros ortográficos. Mas em geral, a obra acabou se tornando uma das minhas favoritas.
Marcos 13/03/2021minha estante
O tão aguardado Ventos do Inverno... tomara que saia logo!


elisarss 13/03/2021minha estante
pois é, vamos torcer para que lance logo


Marcos 13/03/2021minha estante
Sim ??????????


Larica 13/03/2021minha estante
Ai, amo muito! Adorei sua resenha! Da vontade de reler ?


elisarss 13/03/2021minha estante
ahh que bom que gostou ??




Deéh 16/10/2021

A briga pelo trono de ferro continua e está longe de acabar
Muito boa a narrativa e os acontecimentos da história do quinto livro da saga de Game of Trones.
Pôde-se dizer que ?A dança dos dragões? é o extremo oposto do seu antecessor.
Enquanto o livro anterior dismiussava a história de personagens que consideramos ?secundários?, esse chama a atenção para os personagens que tanto amamos.
Não vou mentir, amo a saga de Game of Trones, porém achei alguns livros difíceis de ler, por causa da narrativa arrastada de George R. R. Martin.
Por favor, não pensem que estou reclamando, longe de mim, só acho que ele detalha muito coisas desnecessárias, e deixa a gente no escuro por muito tempo esperando saber coisas futuras dos personagens que a gente ama rsrs.
Mas mesmo assim amei ler a saga, para mim ela é nota 1000.
O quinto livro me deixou com aquele gostinho de água na boca e curiosidade extrema para saber o que irá acontecer a seguir. Porém, como sabemos o sexto livro ainda não foi terminado. Não vejo a hora dele ser lançado, para que eu possa dar continuidade a essa leitura incrível e intrigante.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



André 18/11/2012

Resenha: A Dança dos Dragões
A Dança dos Dragões é o quinto volume da septalogia prometida pelo tio George Martin. A história ocorre após os acontecimentos do terceiro livro - A Tormenta das Espadas - e em simultâneo com os do quarto livro - O Festim dos Corvos, mas somente até certo ponto, lá pela página 500 o enredo da Dança ultrapassa o de O Festim e a história segue em uma única linha novamente.

Essa característica acrescentou um aspecto bem original a trama da saga. Menções de acontecimentos ocorridos em O Festim ganham sua narração na íntegra em A Dança. É revelado o que aconteceu em torno dos personagens ausentes no quarto volume, descobre-se quais boatos eram os falsos e quais os verdadeiros.

Pra quem já acompanha a saga, percebeu que a história desenvolve-se em dois níveis: um macro, mostrando quais casas estão no poder e a relação entre elas, e um nível micro voltado para o desenvolvimento dos personagens. A Dança dos Dragões tem um foco assim como O Festim, mais voltado para o desenvolvimento em nível dos personagens, porém um desenvolvimento macro maior do que no quarto livro.

Tudo sobre os selvagens, Jon Snow e sua Muralha, Stannis e Melisandre no Norte, Davos e sua complicada negociação em Porto Branco, Bran desvendando sinistros segredos Pra-lá-da-Muralha, Daenerys e a complicada missão que é governar, a fuga de Tyrion rumo ao leste, e um personagem há muito esquecido finalmente volta a narrativa, seus capítulos se transformam em um dos melhores do livro na minha opinião.

Ver os personagens outrora presentes no quarto livro voltando a narrativa após a união das tramas me deixou muito feliz, pensei que teria que esperar pelos Ventos do Inverno - Sexto livro, ainda não lançado - pra vê-los. Além do retorno desses, há novos capítulos que abordam perspectivas de personagens ainda não exploradas: um jovem cheio sonhos de conquista, alguém julgado morto que retorna, um inexperiente nos Jogos dos Tronos forçado a jogar e um homem derrotado que busca uma maneira de ascender.

Se você for que nem eu e gostar que os nomes dos próximos capítulos permaneçam um mistério, terás algumas belas surpresas, e algumas decepções também, porque assim como alguns personagens reaparecem, outros nem sequer são mencionados, fora os que simplesmente DESAPARECEM no meio do livro. Isso me deixou um pouco frustrado. Mas acredito que isso faça parte do jeito Martiniano de construir histórias. Confio nesse velho gordo.

Nada pior do que você está lendo os capítulos finais e saber que a continuação vai demorar ainda uns dois anos pra ser lançada, principalmente quando o autor tem uma incrível capacidade em deixar as coisas nas situações mais improváveis. Isso aliado com o chá de sumiço tomado por alguns personagens deixaram-me com uma profunda angústia no peito. Quero já os próximos livros.

Creio que A Dança e O Festim funcionam como uma preparação o desfecho da saga, porque pontas soltas foi o que não faltou nesse livro.
Danny 12/02/2015minha estante
Eu devorei esse livro com uma ansiedade que não cabia em mim, para no final ficar ainda mais curiosa.Sinceramente desde que comecei a ler desde A Guerra dos Tronos até agora experimento todos os sentimentos possíveis.. aguardo com muita expectativa os próximos e que não demorem muito.




shara 05/08/2020

Simplesmente incrível
Eu ainda tô perplexa, chocada e incrédula com o que eu li. Asoiaf tem uma trama onde você consegue imergir no mundo e sentir tudo, viver tudo. Amei os dragões nesse livro e mal posso esperar para ver Daenerys e eles novamente, na verdade não sei muito bem pra quem tô torcendo porque todos os personagens são incríveis e profundos. É isso, ansiosa por Winds Of Winter. ?
comentários(0)comente



Iza Jaques 17/01/2021

Enfim, o fim?
Game of thrones é extraordinário.
É incrível como George Martin conseguiu criar um universo tão extenso.
Nos dois últimos livros, qdo acreditei que as histórias caminharam para uma finalização. Percebi que não, pelo ao contrário, personagens novos são introduzidos, assim como novas histórias.
O autor vai precisar de mais que dois livros para finalizar essas histórias.
Mas pra quem leu os cinco livros, só resta uma ressaca literária terrível, sem finalização. Estou tentando sair de todo esse universo.
comentários(0)comente



Tarci 16/05/2021

Só o fato de não ter acabado como a 5° temporada da série, para mim já é um bônus. Curiosa para ver como o tio George vai dar continuidade.
comentários(0)comente



danilo.safre 05/08/2012

Os últimos ajustes pro pega pra capar
A Dança dos Dragões é mais um livro fantástico da série Crônicas de Fogo e Gelo.

Mas assim como o 4º, é mais um livro de preparação do que de ação, dele as peças desse jogo estão se posicionando, fazendo novas alianças, determinando contra quem jogaram.

Essas partes são boas porque George R.R. Martin é incrível, mas ele é ainda mais incrível quando o bicho pega, tanto que pra mim os 3 primeiros são incomparáveis.

Existem momentos épicos, o surgimento e a volta de personagens muito queridos, com escolhas extremamente difíceis.

Mas mais do que qualquer coisa o livro deixa o gosto de quero mais, de "agora essa porra ficou séria". Para o 6º acabaram as preparações, os dois últimos tem tudo para ser o bom e velho pega pra capar com os todos aqueles personagens malditos que tem que morrer sendo punidos dolorosamente e a redenção dos que gostamos. Sim haverão perdas, mas no geral o saldo será bom porque George R.R. Martin sabe o que você quer, e vai dar de um jeito muito melhor.
comentários(0)comente



Danilo sm 08/09/2020

União dos riachos
Em uma nota no início do livro Martin comenta sobre ter dividido o que seria o quarto livro das Crônicas em dois volumes simultâneos. Também fala que até a metade deste livro, os pontos de vista de Festim retornam, o que significa que "os dois riachos se uniram em um só", deixando de serem fatos paralelos para voltar a cronologia de antes.

Sobre a primeira metade do livro, vemos os núcleos de Meereen, a Muralha e para lá dela, o Norte e mais. Foi uma surpresa vê-los depois daquele grande evento que foi A Tormenta De Espadas, e os conflitos realmente ainda vão demorar para se resolver, ainda mais devido a complicações que este livro introduz.

Assim que a cronologia é restaurada, vemos eventos que me surpreenderam, consequências do final de Festim e o clímax das tensões já apresentadas em Dança. E aquele epílogo... Enfim.

O POV de Quentyn Martell parece ser monótono, dá uma ideia de trama a parte. Mas isso porque as reais consequências estão por vir no futuro, nos próximos volumes.

Irei um dia reler esses dois últimos volumes simultaneamente, porque de fato deve ajudar na compreensão. E muitas coisas ainda estão prestes a acontecer no futuro, uma preparação para um outro grande evento como foi o terceiro livro.

OBS: venha Ventos do Inverno!
comentários(0)comente



Polyana 13/09/2020

E o próximo?
Um livro ardiloso, cheio de teias com seus personagens cativantes, sem falar da história que hipnotiza o leitor.
Amal 13/09/2020minha estante
Essa é a pergunta do milhão kkk


Polyana 14/09/2020minha estante
Kkkkllkkk o cara já fez milhões de coisas depois




Isadora Gurgel 21/08/2021

Um dos melhores, senão o melhor livro das crônicas até o momento. Martin tem o poder de manter a narrativa sempre interessante nos fazendo desejar mais e mais páginas.
comentários(0)comente



442 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR