Jane Austen: A Vampira

Jane Austen: A Vampira Michael Thomas Ford




Resenhas - Jane Austen: A Vampira


8 encontrados | exibindo 1 a 8


ju 18/06/2012

Sinceramente não era o que eu esperava.Na semana passada tinha lido A Escrava Isaura e o vampiro que é mais uma crítica cômica e humorística, achei que esse livro também seria assim. Mas me surpreendi... É uma história envolvente sobre Jane Austen, na verdade Jane Fairfax, dona de uma livraria numa cidade próxima de Nova York.Gostei muito do enredo e da forma que o autor criou seus personagens vampiros, mais natural próximo da realidade, não tão fantasioso e exagerado. É um livro que nos envolve do começo ao fim e ainda fica um gostinho de quero mais. Amei e recomendo. Parece que terá uma continuação... o final ficou em aberto.. espero...
Larissa 08/04/2013minha estante
Sim, de fato a narrativa acaba meio aberta...
Ótimo livro para ler e se divertir, como dizia o comentário que li abaixo.




Li 04/01/2013

DESAFIO LITERÁRIO 2013 - JANEIRO - TEMA LIVRE * LIVRO 1
Sinopse: segundo este livro, a autora de "Orgulho e Preconceito" e outros clássicos do século XVIII não morreu, mas vive hoje numa cidadezinha no interior do estado de Nova York. Dona de uma livraria, vive frustrada por não receber os direitos autorais e ter o reconhecimento de suas obras de sucesso. Em "Jane Austen - A Vampira", ela mudou o sobrenome para Fairfax e sobrevive há 233 anos, porque foi mordida por um vampiro, quando se tornou imortal. Entre romances com o Lord Byron, que também é um vampiro, e tentativas frustradas de publicar um novo livro, Jane Austen, ou melhor, dizendo, Jane Fairfax, envolve o leitor em uma divertida viagem ao universo literário, com personagens de outras histórias, de maneira inteligente e divertida! Título original: "Jane Bites Back".

Bom, escolhi este livro porque adoro Jane Austen e tenho uma mente aberta! Rs. Gosto dos mashups literários, acho uma ideia muito interessante, e fazer um livro baseado na própria personalidade e não na obra do escritor é melhor ainda!

O livro é interessante até o meio... É até crível, se você não pensar "vampiro não existe!" A ideia de Jane ainda estar por aí e ser dona de uma livraria, indignada em não lucrar nada com a "Austenmania" e ainda penar para lançar um novo trabalho é ótima. Mas, chegando no fim, o enredo fica nonsense demais até para mim. Fora isso o livro esta cheio de erros de digitação, falta de concordância e .... "Dessangrar"?! "Desvestir"?! Não entendi o motivo destes termos! Porque não drenar e despir ou até mesmo tirar?! Enfim, eu sou chata e tem palavras que acho feias pela sonoridade... Essas aí são! rs

Além do mais, como em praticamente todo livro atualmente, sempre tem alguma coisa depressiva para que o leitor tire uma liçãozinha de vida... EU NÃO QUERO LIÇÕES DE VIDA! Estou de saco cheio de ler sobre doenças! Odeio drama, geralmente evito esses livros, mas até nos locais mais insuspeitos a gente encontra uma historinha dessas! Eu quero ter a opção de ler ou não, po!

O trecho que pesquei mostra Jane se debatendo com um problema de todo vampiro moderno: o fato de não poder se acomodar em uma localidade devido à falta de mudanças físicas com o passar dos anos...

"Nove anos, Jane pensou. Isso me dá cerca de dez anos, ou um pouco mais, antes de eu ter de pensar sobre isso. Era possível que pudesse viver ainda mais tempo em Brakeston. Afinal, os quarenta de hoje não são os trinta de ontem? Ela ouvira isso em algum lugar recentemente. Sem dúvida, quem disse isso não tinha quarenta e um anos nos últimos dois séculos. "Os quarenta de hoje não são os cento e noventa e dois de ontem?", ela perguntou ao gato, que estava enroscado sobre sua barriga, adormecido."

E outra, o livro não tem fim, ou pelo menos nada que eu chamaria de um... Alguém sabe se vai tem uma continuação?! Não que eu esteja pensando em ler... Os livros da lua de papel são bonitos, mas ainda não li nenhum que se diga "benza deus", como falamos aqui na Bahia... Ah, sim, por último, mas não menos importante: JANE FAIRFAX?!
comentários(0)comente



Gabriela 12/05/2014

Jane Austen em tom bem afiado*
Uma Jane Austen (1775-1817) ácida, crítica com sua própria obra e cheia de personalidade. Assim, o escritor norte-americano Michael Thomas Ford pinta a escritora de clássicos como Razão e Sensibilidade e Orgulho e Preconceito. O livro Jane Austen A Vampira pode ser considerado leitura de tarde de férias: tranquila e despretensiosa. Ford transforma Jane em uma vampira com 233 anos que vive nos Estados Unidos. Com isso, aproveita para alfinetar a onda de romances com temas vampirescos que inundou as livrarias desde o sucesso da Saga Crepúsculo. Ford parece criticar livros que utilizam os seres sobrenaturais apenas para atrair leitores ávidos por mais sangue e presas.

Jane Austen – A Vampira começa mostrando o lado sarcástico de Jane que, dona de um livraria em uma pacata cidade ao norte de Nova York, precisa vender e acompanhar leituras de seus antigos sucessos – os quais ela já não aguenta mais. O problema é que ela não entende por que tanta gente ainda relê seus livros. E mais: como podem até se fantasiar de senhor Darcy, o mocinho de Orgulho e Preconceito.

Ford usa trechos reais de cartas de Austen à irmã Cassandra, o que o ajuda a construir essa Jane de mais de dois séculos de vida. Talvez pelas centenas de anos, a protagonista agora esteja mais crítica ainda e um pouco impaciente com o mundo. A nova Jane tem problemas para lançar seu mais recente romance e se vê às voltas com o orçamento apertado, já que não tem como receber por seus livros, pois está morta para o mundo.

O mote ajuda a reforçar a acidez e a falta de paciência da personagem, que vai ter de lidar também com um romance do passado, um admirador que trabalha perto e uma paixão pelo seu novo agente literário. As palavras que mais definem o livro são diversão e leveza. Ford compõe um cenário inusitado: Austen achando graça e ficando impaciente com o mundo moderno.

Além de Jane Austen, o autor aproveita para falar sobre as novas gerações de autores célebres, como Lord Byron (que, acreditem, foi o responsável por transformar Jane em vampira e segue os séculos apaixonado por ela). Sem dúvida, o livro aproveita o modismo e recicla autores de maneira divertida e bem provável. Para quem gosta de “embalagens”, o livro tem, ainda, uma capa bem montada e design condizente com a história, em uma edição criativa.

O autor é especialista em comédia e histórias macabras, escreveu diversos livros juvenis e adultos nos Estados Unidos e essa é sua estreia no mercado brasileiro. Ford ganhou o prêmio de Melhor Livro de Humor e tornou-se integrante da Horror Writers Association, após ter sido premiado com o Bram Stoker Award.

*texto escrito por mim para o jornal A Notícia, de Joinville, em 2010.
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 21/09/2014

Jane Austen A Vampira_Michael Thomas Ford
O livro Jane Austen A Vampira, de Michael Thomas Ford, se resume em uma só palavra: SENSACIONAL! A obra conta a história da escritora Jane Austen, conhecida por obras maravilhosas como Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade e que faleceu há alguns séculos. Porém, na trama de Michael Thomas Ford, Jane está viva e é uma vampira.

O livro, que se passa nos tempos atuais, narra a história de Jane, conhecida agora como Jane Fairfax, que mora em uma pequena cidade dos Estados Unidos. Ela é dona de uma livraria e está revoltada por não receber os direitos autorais de suas obras que circulam no mercado editorial até hoje. Jane tenta a todo custo publicar um novo livro e a resposta é negativa, até que uma editora simplesmente adora a obra.


Jane assina o contrato de publicação e está super feliz, até que reencontra o seu criador, Lorde Byron. Eles tiveram um romance há alguns séculos atrás e ele a deixou para ficar com Charlotte Brontë. Byron ameaça a sua assistente, Lucy e o seu namorado, Walter, para que Jane fique com ele. E para completar esse emaranhado em sua vida, Charlotte Brontë reaparece, também como vampira, e alega que o novo livro de Jane é um plágio, já que ela tem em mãos o manuscrito original da história.

Jane Austen A Vampira é uma obra maravilhosa, hilariante e rica em detalhes. Confesso que dei boas gargalhadas na briga que teve na livraria de Jane, com o arremesso de livros, entre eles, os de Stephen King ( que eu também amo!). O enredo desperta a afeição do leitor pelas obras de Jane Austen e já coloquei na minha estante vários títulos dela para leitura e também das irmãs Bronte.

Pelas páginas finais, parece que o livro terá uma continuação. Eu espero que sim, pois amei! Recomendo a todos!

site: http://www.newsnessa.com/2010/09/resenha-jane-austen-vampira-michael.html
comentários(0)comente



"Ana Paula" 15/11/2014

"De fato, era demais, principalmente porque a própria Jane não estava tirando proveito nenhum dos benefícios associados ao fato de ser uma das autoras mais populares de todos os tempos. Ela não recebia nenhum cheque referente a direitos autorais. Ninguém lhe pediu permissão para publicar livros de jardinagem ou de padrões de tricô baseados nas obras dela, que eram vendidos aos montes. O fato de que, para todos os fins, ela estava morta não aliviava seu aborrecimento."

Como a sinopse acima diz, Jane Austen, a escritora inglesa mais lida no mundo todo, não está morta. Ela é uma vampira que vive ha 233 anos, mudando-se de cidade em cidade, país em país, quando alguém começa a perceber que ela não envelhece. No livro, ela está vivendo em uma pequena cidade no interior de Nova York, adotou o sobrenome Fairfax, abriu uma livraria e tenta, desesperadamente publicar seu novo livro. Mas ninguém gosta do livro, como pode isso? Já que todos os seus livros são campeões de venda?

É neste enredo que conhecemos uma Jane que não tivemos a oportunidade de conhecer. Ela ainda mantém alguns costumes do século XVIII e achei isso muito engraçado! Na busca desesperada por encontrar uma editora que publique seu livro, Jane acabará encontrando também Lord Byron, o vampiro que a transformou, enfrentará uma situação onde será acusada de plágio e se apaixonará.

"Ele era exatamente o tipo de homem que ela permitia que suas heroínas se apaixonassem: decidido, mas disposto a deixar a mulher ser ela mesma; atencioso e curioso sem assumir ares protetores; talentoso, mas sem vaidade."

Este livro foi uma surpresa para mim, gostei de como o enredo se desenrolou e dei muitas risadas. O autor sabe entreter o leitor e também como escrever como uma mulher. Colocar Jane Austen viva, como uma vampira tentando publicar um livro novo, sendo que, seus livros são considerados clássicos e não conseguir, é sem dúvida maravilhoso! Jane vai te levar para o mundo literário, literalmente! Em sua livraria, vamos conhecer Lucy, que a lembra muito de Cassie, sua irmã e Walter, um amigo que tenta muito ter algo com Jane mas nunca consegue. Também trás o sarcasmo e a língua afiada de suas personagens, cita alguns autores já mortos, outros, que deveriam estar mortos, aparecem para divertir ainda mais a trama. Só não gostei do final, queria saber se terá continuação, pois o autor deixou um leque enorme de possibilidades.

Com personagens marcantes e bem construídos, Jane Austen - A Vampira, tem tudo para deixar o leitor ávido por mais. Confesso que adorei Lucy, ela é engraçada, divertida e muito sincera. Vi um pouco de Elizabeth nela. Uma ótima amiga que vai fazer Jane e claro, o leitor, rir muito! Venha descobrir o que a Vampira tem a dizer sobre seus 233 anos se escondendo do mundo e suas obras literárias!

O livro está lindo! A capa é linda e, tirando o morcego, tem tudo a ver com o enredo, é toda fosca, com verniz na foto de Jane. A diagramação é simples, mas bem feita, encontrei alguns erros de revisão, mas não chegou a prejudicar minha leitura. Os capítulos são separados por títulos e no começo de cada um, há um quote do manuscrito do livro Constance de Jane Austen. Como nunca li nenhum dos livros que vendem absurdamente só por conter algo relacionado com Jane Austen, não posso comparar, mas confesso que gostei e me diverti. Foi uma bela primeira vez, super indicado!

"Hum, sim... Quem mandou você criar o Sr. Darcy? Ele é o ideal de toda mulher, Jane. De alguns homens também. Que homem pode viver à altura disso?"

site: http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/2014/11/resenha-jane-austen-vampira-michael.html#.VGc43PnF9Ig
comentários(0)comente



Tauan 22/09/2015

Ideia interessante
Este é o livro que transforma autora em personagem.
A renomada escritora Jane Austen agora é dona de uma livraria, e está revolta por não receber direitos autorais e pelo uso indevido de sua obra, e porque nenhuma editora se interessa por seu “novo” livro.
Quando ela, que mudou o nome para Jane Fairfax, consegue ser publicada novamente um fantasma de seu passado ressurge, aquele que a transformara em vampira, Lord Byron, com quem ela tivera um romance e que a abandonara séculos atrás.
Para consegui-la de volta ele ameaça seus amigos Lucy e Walter.
Além desse problema, Jane tem que enfrentar Charlotte Brontë, uma ressentida rival no mundo literário, que também é uma vampira. Esta acusa Jane de ter roubado sua história e pretende acusá-la de plágio.
Bom, daí a história segue o curso com um pouco de ação, ação esta que se faz pouco presente na história, o que contraria a tendência contemporânea do romances vampirescos recheados de lutar e dramas adolescentes.
Na verdade, apesar de Jane ser uma vampira, nesse livro o vampirismo não é nada mais do que um coadjuvante. O tema central é o romance, tipicamente Austen, que se revela muito mais humana do que vampira.

site: http://pausaparaaleitura.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Fabi_ZP 08/10/2015

Vídeo-Resenha da Fabiane Zambelli de Pontes, sobre a 1ª Maratona Literária!
Caso queiram assistir a apenas uma parte específica, como por exemplo, a resenha de apenas um dos livros lidos durante a maratona, logo abaixo do vídeo, colocamos quando aparece cada obra no vídeo-resenha. Além disso, também colocamos os nomes de quem teve as perguntas respondidas!

Esperamos que aproveitem!!

World Fabi Books apresenta:

Prova de Fogo (segundo livro da série Maze Runner, do escritor James Dashner, pela V&R Editoras).
– Tempo: de 01:13 a 05:29

Enders (segundo livro da saga Starters, da autora Lissa Price, pela Editora Novo Conceito).
– Tempo: de 05:30 a 08:40

A Escrava Isaura e o Vampiro (um livro da Coleção Clássicos Fantásticos, dos autores Bernardo Guimarães e Jovane Nunes, pela Editora Lua de Papel).
– Tempo: de 08:41 a 11:32

Dom Casmurro e os Discos Voadores (um livro da Coleção Clássicos Fantásticos, dos autores Machado de Assis e Lúcio Manfredi, pela Editora Lua de Papel).
– Tempo: de 11:33 a 14:49

O Alienista Caçador de Mutantes (um livro da Coleção Clássicos Fantásticos, dos autores Machado de Assis e Natalia Klein, pela Editora Lua de Papel).
– Tempo: de 14:50 a 19:03

Jane Austen – A Vampira (um livro da Coleção Clássicos Fantásticos, do autor Michael Thomas Ford, pela Editora Lua de Papel).
– Tempo: de 19:04 a 23:12

O Ladrão de Olhos – As Aventuras de Peter Nimble (autor Jonathan Auxier, pela Editora Leya).
– Tempo: de 23:13 a 26:03

Never Sky – Sob o Céu só Nunca (autora Veronica Rossi, pela Editora Prumo).
– Tempo: de 26:04 a 29:37

site: https://www.youtube.com/watch?v=hcKOUjRxo2Q
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8