O Pássaro

O Pássaro Samanta Holtz




Resenhas - O Pássaro


118 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8


Pedro Almada 17/08/2012

O Pássaro, o orgulho da literatura nacional!
De todos os romances que já li até hoje, nenhum deles me atraiu tanto quanto O Pássaro. Se isso soar como rasgação de seda, pode saber que você está enganado. com certeza a obra de Samanta Holtz tornou-se minha favorita no gênero, seu talento supera minha admiração por ela como pessoa, e se a sua obra conquistou um lugar especial na minha bagagem de vida como leitor, isso certamente é um mérito unico e exclusivo da Samanta. Mas se tá difícil entender porquê, então vamos nos aprofundar mais na obra. Tenho certeza que posso te convencer =)

Europa. Século XIII. Quando o baronato exercia forte influência na sociedade, uma família, os Mondevieu, era administrada por Enézio, um barão de pulso firme e de coração duro como pedra. Sua família era composta por três lindas mulheres: a esposa Antonelle, a filha mais velha Elizabeth, e a caçula Caroline. De todas as três, Enézio jamais conseguira total submissão da mais nova. Caroline era uma figura única, cheia de sonhos e um impulso por viver a liberdade plena, um sentimento muito à frente de seu tempo.
O romance envolve Filip, o jovem nobre prometido em casamento - cuja admiração de Caroline por ele não passava de amizade - e o filho do domador, Bernardo. Ainda que Filip amasse a menina, ela não podia corresponder e,por outro lado, não sabia quem poderia amar. Mas as dificuldades da vida jamais lhe prometeram uma trégua, e ela se viu na difícil decisão de abandonar uma vida de conforto para se livrar da mão de ferro do próprio pai.
Tomando decisões cada vez mais desesperadas, Carolina começa a descobrir um pouco de si mesma a cada dia. Suas escolhas, fossem elas inconsequentes ou não, acabam colocando a jovem donzela num caminho rumo a segredos que rondam sua vida, desde muitas gerações passadas. Não apenas isso, Caroline vai descobrir como escolher o amor pode trazer consequências dolorosas.
Motivada por um desejo febril por liberdade, Caroline se envolve com ciganos, mercenários e um romance intenso, tudo isso vivido em incríveis 477 páginas!O final é estarrecedor, com uma reviravolta assombrosa. O real drama da história apenas toma forma no fim, mas o romance e o ar de aventura permanecem com o leitor da primeira até a última página.

O Pássaro serviu para mostrar que a nossa literatura, mais do que nunca, está livre e desimpedida par conquistar as prateleiras mundo afora. Samanta Holtz criou um enredo com personalidade própria, além de personagens bem estruturados e cenários de encher os olhos! Não posso dizer tantos detalhes, pois cada capítulo aguarda o leitor com uma surpresa, mas posso dizer que a escrita da autora, além de fluir facilmente, possui um ritmo delicioso, com passos leves nos momentos certos, seguidos de trotes e tropegos quando a cena de ação exige. Sim, amigos leitores, o romance possui cenas de ação bastante intensas, não são muitas, mas o suficiente para dar ritmo à leitura nos momentos que pedem por uma mudança no compasso.
O enredo não possui apenas um único clímax. Houve vários momentos em que eu pensei que a história estava no fim, mas algo mais intenso sempre acontecia depois, como uma progressão de clímax. De todos os personagens, a que mais gostei foi a cigana anciã, mas não direi nada a respeito, digo isso apenas para deixar a galera curiosa. Isso mesmo, uma aventura longe do luxo e ostentação, é assim que Caroline passa uma boa parte de sua jornada em busca da liberdade e da descoberta de si mesma.
A Samanta também teve um cuidado que eu admirei, o de mostrar as sutilezas no amadurecimento de Caroline. No início a jovem é apenas impetuosa e, convenhamos, bastante arrogante, pensando que por ser diferente das outras pessoas isso poderia torná-la melhor do que as outras garotas da nobreza. Mas, depois de uma árdua jornada, ela se descobre uma pessoa diferente, revigorada.
Samanta soube fazer os desfechos de cada capítulo como um verdadeiro mestre, assim fica difícil fechar o livro e pensar 'beleza, vou deixar o próximo capítulo para depois'. Além disso, os diálogos são sempre intensos quando a situação exige, ou suaves e profundos, e em boa parte das vezes bastante divertido.
O Pássaro conseguiu me despertar alegria, conseguiu me fazer dar aquele sorriso no canto do rosto, senti raiva das crueldades do barão, e compaixão pelas escolhas difíceis que Caroline precisa tomar ao longo da trama. A narrativa da Samanta é leve, em terceira pessoa - o que prefiro - e quase poética, levando não apenas à descrição dos acontecimentos, como também auxilia o leitor na reflexão de cada situação, como se estivéssemos ao lado de Caroline pesando as decisões ao seu lado.
Vale lembrar que a forma como ela escreve me lembrou muito Ana Karenina e algumas obras de José de Alencar, sem necessariamente parecer o eco dos clássicos, mas apenas uma inspiração com sua atmosfera única e original.
A única queixa que tenho a fazer - pequena e que passa despercebida por ser uma obra tão tocante - é a seguinte: embora a história se passe no período medieval, século XIII, consegui notar sutis falhas na temporalidade. Em alguns momentos, a impressão que tive é de estar lendo uma história do período colonial e não do período feudal. Caroline, em alguns capítulos, estava mais para 'Sinhá Moça" do que uma nobre medieval. Mas isso não significa quase nada em relação a todo o resto. Julgar O Pássaro por isso é como jogar fora uma pedra de rubi por causa de um arranhão sofrido.
Numa visão ampla: considero O Pássaro um dos livros mais cativantes que li esse ano, e não é a toa que o coloquei na minha lista de preferidos! Samanta Holtz escreve com a imaginação de mil pensadores românticos, impossível não ficar admirado com a originalidade de sua obra.

Recomendo a leitura de O Pássaro!

Uma ótima leitura! Fiquem na Paz!
Samanta 17/08/2012minha estante
Pedro!! Sem palavras para essa resenha tão linda... fico imensamente feliz que o livro o tenha agradado tanto!!!

Também agradeço pelos "toques" no final a respeito da correta adequação à época na qual o livro se passa. É ótimo ter alguém expert em História por perto rs rs rs


Beijãooo!




Fabi 03/05/2017

MELANCÓLICO DEMAIS
'' — Quando a tristeza cresce dentro da gente, ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade.''

Sabe quando a personagem central do livro não te agrada?
Foi o que aconteceu com a personagem deste livro: Calorine Mondevieu . A mocinha da vez, é filha de um barão, tem quantos vestidos que quiser, fome ela nunca passou.
O cenário do livro é baseado na época em que as mulheres eram submissas aos homens, que não podiam expressar sua opinião. Caroline desde pequena, demonstrou ser o oposto de tudo isso. Seu pai, um homem bruto e sem sentimentos, sempre desprezou o jeito da menina.
Quando ela se encontra com 17 anos, o barão propõe dela se casar com Filip, um rapaz que a conhece desde criança, que a ama de todo o coração, porém um pouco tímido.
Mas ela o quer? Nãooooooooo, só vê ele como amigo. Ela quer ser livre, ter liberdade, não viver sobre o domínio do seu pai autoritário.
Poxa vida, Filip é um amor de pessoa, porque não podia gostar dele? E já que ela queria ser livre, se casasse com o noivo que o barão propôs, de certa forma, ela não estaria mais sobre o domínio do pai neh. Odeio personagens que tem tudo à disposição, nada de errado, mas acha que tem motivos para ser rebelde; a chatinha da história; que gosta de fazer revolta.
Caroline não quer nada disso. Ela quer viver uma aventura e para isso conta com a ajuda de Bernardo. Um domador de cavalos, que sonha também ser livre, mandar em sua própria vida.
A fuga de Caroline foi bem da atrapalhada. Tem um momento que ela relata estar quase a arrancar os próprios cabelos. Eu também fiquei assim hahaha a menina parecia que não ia conseguir fugir, pois o tanto de problemas que ela encontrou. Me deu vontade de tacar o livro na parede ( caso eu estivesse lendo livro físico), muita enrolação, mais uma parte que eu estava frustrada na leitura.
O resto vocês já podem imaginar. Depois de um tempo se apaixonam blábláblá.....
Não me conformei mais ainda no final, quando Caroline quer fazer Filip de segunda opção. Ahhhhhh, haja paciência com esta mocinha. =(
Filip foi o que mais sofreu neste livro, mas foi primeiro personagem que me agradou, depois veio em seguida Elizabeth e o marido.
Eu não consegui gostar dela com Bernardo, então quando é revelado o grande segredo que envolve os dois, eu fiquei: Ah, ta.Tipo, para mim tanto faz.
Se o casal central, fosse trocado por Elizabeth e seu marido, eu teria gostado deste livro sem dúvidas, a declaração do marido da Elizabeth foi tão lindaaaa, dizendo que se apaixonou por ela, que a quer em sua vida. S2
No final, achei O Pássaro, um misto de Romeu e Julieta e O morro dos ventos Uivantes, centrado no tema amor impossível.
Quem gostou deste livro, beleza. Eu não senti conexão com ele. A autora que me desculpe, não foi dessa vez.
Não leria de novo. Foi muita melancolia num livro só. Deixo a sua disposição ler e tirar suas conclusões ;)

''- O amor transparece os olhos de quem o sente.''

''O amor não é feito de ouro, embora meus olhos brilhem como tal quando eu o vejo.''
Mi 05/05/2017minha estante
Palmas kkkkkk
Amei o final : " Quem gostou desse livro, beleza (...) " kkkk cara deu até um orgulho kkkkk

"Sabe quando a personagem central do livro não te agrada? "
Acho que eu tenho um certa experiência, não muita claro ;) kkkkkkkkkkkkkk


Fabi 05/05/2017minha estante
hahaha nao gostei d livro, entao nao tinha como esconder a opiniao kkkkkkk


Diandra 09/01/2018minha estante
Odiei esse livro, a protagonista é insuportável e sem nexo. Quer fugir e nem pensa como vai sobreviver lá fora.




Jéssica R. 24/06/2012

O livro nos conta a história de Caroline.A trama se passa em 1227, filha do barão Enézio Mondevieu,um homem rígido , rico , austero e arrogante, Caroline não aceita a subordinação daquela época.
Ela é uma jovem de espírito livre.Que poder escolher seu próprio marido,ter a liberdade de não dizer a todo momento onde está, o que está fazendo,que ser livre como um pássaro.
Caroline tem uma irmã mais velha,Elizabeth , que ao contrário dela acata todas as ordens do pai com obediência e delicadeza.Caroline se mostra muito teimosa e atrevida com ele,que em muitas vezes desconta com brutalidade em cima dela.Em são esses fatores que fazem ela a cada dia ter mais determinação e força para se tornar livre dessas leis que tanto a desagradam.
Filip La Frièt, um jovem rico , leal , honesto,de bom coração,melhor amigo de Caroline e apaixonado por ela desde a infância.Ele tem uma personalidade meiga, gentil , que me fez sentir muita pena dele,pois Caroline não é apaixonada por ele.Gosta dele como amigo e sofre por magoá-lo.
Bernado Rachlev, filho do domador de cavalos que trabalha na propriedade do barão Mondevieu.Ele é um pouco arrogante com Caroline em certos momentos,pois acredita que ela é apenas mais uma garota mimada e riquinha.Mas depois ele se mostra um verdadeiro cavalheiro.Podemos conhecer seu lado educado , protetor,carinhoso e apaixonante.
Dois garotos que fazem Caroline tomar atitudes e escolhas que mudam o contexto da história.E depois de ser prometida para Filip ela se vê diante de uma escolha:Casar-se com ele e tem uma garantia que será bem tratada e até mesmo feliz ou fazer algo para impedir isso.
As escolhas que ela toma nos deixam com expectativas para saber o desenrolar da história.E isso vai tomando estradas sem volta e apenas encarar os problemas ou fugir deles são o que podem fazer.
Caroline passa muitas aventuras , contendo perigo , medo,segredos.E Bernado estará junto dela para seguirem o mesmo caminho.E ambos vão descobrir que essa missão despertará sentimentos que estão guardados dentro de si e que se abriram de forma intensa e apaixonante.
A narrativa da autora é bem marcante.Viajamos na história de tal maneira que não cessamos até terminar a última página.Toda a jornada de Caroline é lida com expectativa ,e cada sentimento que povoa dentro dela faz com que sentimos o mesmo.Confesso que quando as últimas páginas foram chegando meu coração sofreu demais.A cada revelação que me fazia sofrer derramava lágrimas.E no final da história percebi que mesmo que as coisas aconteceram de forma que eu não queria, tudo é feito de escolhas.E esses personagens escolheram o que acharam ser o certo , mesmo que doesse muito.
Foi difícil escrever essa resenha,pois não sabia como escrever o que senti lendo esse livro.Foi bem marcante pra mim e eu recomendo.Leiam,leiam!

http://leitorasempre.blogspot.com.br/2012/06/resenha-premiada-o-passaro.html
Samanta 24/06/2012minha estante
Muito obrigada pela linda resenha, querida ^^

Fico muito feliz que tenha gostado tanto da história!


Um super beijo ;)




spoiler visualizar
Samanta 16/10/2014minha estante
Olá, querida!

Muito obrigada por escrever sua opinião sobre O Pássaro aqui no Skoob :)

Que pena a história não seguiu o rumo que você esperava! Mas fico muito feliz em saber que, apesar disso, você gostou da minha narrativa!!

Beijos no coração!!


Camila 17/10/2014minha estante
Samanta
Você é muita atenciosa com seus leitores e aprecio muito isso.
Tenho seu outro livro, Renascer de um Outono, depois de ler te conto o que achei!
abraços!


Samanta 17/10/2014minha estante
:) Obrigada, querida!!

Vocês merecem mesmo toda a minha atenção e carinho, por mais que o pouco tempo torne às vezes difícil acompanhar tudo o que postam e me enviam rs...

Vou adorar saber sua opinião sobre Renascer de um Outono!! Espero que goste muito da história :)

Beijos!




Marjebooks 07/08/2015

Resenha: O Passáro - Samanta Holtz
" — Sim, filho. Pobres. Mas eu não fico tão surpreso assim. Fico é feliz, por saber que ainda existem pessoas que enxergam além do ouro que um homem possui." Pag. 30

A história começa contando a história de Caroline Mondevieu, filha de Enézio, um poderoso barão, ela desde de sua infância se perguntava sobre os motivos das diferenças econômicas entre as pessoas que de certa forma conviviam consigo. Caroline é uma personagem forte, determinada, independente e bondosa, ou seja, uma mulher totalmente diferente das outras do século XIII, que quando começa a entender que como mulher dever ser submissa, deseja acima de qualquer coisa poder ser livre do seu pai autoritário e agressivo, e de seu destino já trilhado.

" — Feliz é você Bernardo — sussurrou — Feliz é você, que é livre para buscar sua felicidade onde quer que ela esteja. " Pag. 58

Bernardo é um homem que vive nas terras do Barão Mondevieu e trabalha como domador de cavalos, ele é uma pessoas leal e sonhadora, que em um belo dia vê a oportunidade de finalmente realizar seu sonho de fugir das terras de Enezio Mondevieu, só que há um porém nessa oportunidade, pois ela é proposta pela garota rebelde e riquinha (visão dele não minha) a Caroline, então para que possa fugir o trato é levar a Milady consigo para onde quer que o destino os levassem. E o plano deles é iniciado com sucesso.

" — Quando a tristeza cresce dentro da gente. ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade." Pag. 242

Quando estava iniciando a história imaginava que ela seria cansativa e clichê, mas como sempre me enganei e peço que não façam o mesmo que eu. Samanta Holtz nos apresenta uma escrita impecável e e ela consegue variar de uma escrita rebuscada a uma escrita de fácil leitura. O Pássaro é um romance, uma aventura, um mistério cheio de reviravoltas que nos ensina um novo conceito do que é ser livre. Uma narrativa surpreendente e cheia de emoções, Samanta consegue lidar com algo forte de uma forma sutil que deixa o leitor com a garganta fechada e com vontade de chorar, ela nos dá um final cheio de emoções e corajoso. Esse livro é brilhante! Nota: 4,5/5,0

" O amor não é feito de ouro, embora meus olhos brilhem como tal quando eu o vejo."
Pag. 117

site: http://marjebooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-o-passaro-samanta-holtz.html
Samanta 18/08/2015minha estante
Querida Marje,

Acabei de escrever um comentário em seu blog, mas também quero registrar aqui meu agradecimento às belíssimas palavras dedicadas a meu livro!

Fico muito feliz que a história a tenha surpreendido de forma positiva! Obrigada por dividir suas impressões aqui no Skoob :)

Beijos no coração,
Sam




Gíh Santos 15/06/2012

Resenha do Blog Livros Lovers
A leitura do exemplar foi realizada através do book-tour que a própria autora disponibilizou. Não sabia bem o que esperar de O Pássaro, e talvez isto tenha sido uma boa pedida. Pois a leitura me surpreendeu.
O Pássaro é um romance de época que vai muito além de vestidos e alta sociedade, pois há um “peso” emocional no enredo. Não, não é exatamente uma dama amando loucamente, e sim um desejo imenso de liberdade!
Na Europa do século XIII vive Caroline Mondevieu uma jovem de 17 anos, filha do poderoso e cruel Barão Enézio Mondevieu. Esta sendo uma moça nada tradicional para sua época, aqual mulheres eram submissas, suas vidas eram traçadas por seus pais, a felicidade pouco importava, o que valia era o bom negocio realizado entre famílias através de casamentos.

“Quanto à tristeza cresce dentro da gente, ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade.”

CONTINUE LENDO>>> http://livroslovers.blogspot.com.br/2012/06/o-passaro.html#more
Samanta 16/06/2012minha estante
Já li a resenha toda ;D
Adorei, querida!!! Muito obrigada!

Fico muito feliz que tenha gostado do livro!

Beijooooo =*




@EqualizeLeitura 19/03/2013

[RESENHA] O Pássaro
RESENHA ESCRITA PARA O BLOG http://equalizedaleitura.blogspot.com.br/ PROIBIDA COPIA TOTAL OU PARCIAL

Em outubro/2011 eu escrevi aqui no Equalize as minhas primeiras impressões a respeito do livro O Pássaro. Na época, eu tinha acabado de conhecer a Sammy através do Skoob e por causa ainda de compartilharmos a mesma profissão, acabamos nos aproximando. Claro, teve muito mais do que isso, porque a autora é um ser muito querido, simples, humilde e com um coração enorme. E a Sammy acabou passando isso para suas palavras, refletindo no seu livro de estreia e trazendo uma história que me surpreendeu e que apesar dos dois capítulos iniciais que eu li há tanto tempo, foi uma surpresa concluir e descobrir tudo que a sua mente astuta imaginou para finalizar a história da Carol.

Enézio é um respeitadísssimo Barão, casado com Antonelle e pai de Elizabeth e Caroline. Carol será a protagonista da nossa história, lutando contra as regras rígidas de seu pai, contra o destino que está sendo traçado pelo mesmo para ela, contra as injustiças e lutará, principalmente, em busca da liberdade que sempre desejou. Em ser feliz fazendo o que desejasse, indo onde tivesse vontade, vestindo - se e portando como quisesse. Mas, como alcançar isso quando se tem o barão como pai, o homem que pensa que as mulheres são meros enfeites? Bernardo é o domador de cavalos que sempre a azucrinou. Mesmo sabendo das diferenças sociais, ambos acabam se apaixonando, e esquecendo disso, vivem em busca de um objetivo em comum, descobrindo o amor e lutando contra essa paixão arrebatadora. E não apenas contra ela, mas também contra as dificuldades que aparecerão. Com um toque de magia, você se envolve e devora o livro em algumas horas, mas contando as páginas e pedindo internamente que 'por favor, não acabe agora'.

É um livro surpreendente, em primeiro lugar. Quando eu comecei a ler não esperava tantas reviravoltas nem que a autora trouxesse a cultura cigana para dentro do contexto. Eu já estava apaixonada - é um romace histórico -, mas os elementos que são poucos utilizados na literatura em geral sempre me atrai e aqui não foi diferente. Eu particularmente adoro esse tipo literário (mas infelizmente são poucos os que têm), sou encantada com as vestimentas, o modo de viver, os tratamentos, como as famílias eram constituídas e a importância a determinados valores. Apesar de achar completamente ilógico (e odiar, na maioria das vezes) adoro ver como é retratado o modo como as mulheres deveriam agir: a submissão explícita para com o marido, a pressão para se ter um filho homem, a beleza e delicadeza que se era esperada das mulheres, a dedicação total e completa para a família. E tem todo esse balanceamento de fatores como riqueza/pobreza, patrões/empregados, segredos/mentiras, amores/impossíveis que me intriga e indigna... e encanta.

- Sim. Mas você se enganou. Meu nome não é Milady, é Caroline! – replicou, risonha.

- Meu pai me ensinou como tratar corretamente uma garota de posses. – dizia o garoto, numa formalidade que soava quase cômica em sua voz indefinida de quase-rapaz – Não recebem o mesmo tratamento que outras meninas. E a senhorita certamente é uma delas.

- Oras, se meu pai nunca me chamou assim, você também não precisa! Basta me chamar de
Caroline...

- Acontece que nós somos diferentes.

- Diferentes? Óbvio que não! – agora, ela ria com vontade – Você é igualzinho a mim! Só tem a pele um pouco mais escura, mas deve ser porque fica muito tempo debaixo do sol, como as jardineiras...

- Se somos iguais, Milady, então me diga: qual o tamanho da sua casa?

- Minha casa? É aquela ali. – apontou para o castelo, animada.

- Pois a minha casa é aquela.

Seguindo o olhar dele, ela viu o velho casebre de madeira ao qual ele se referia. Seu coração ficou apertado, como ela nunca sentiu antes.

- Lá, eu moro com meu pai e meu irmão mais velho. – ele explicou, com os olhos marejados.


O sucesso de O Pássaro se deve a forma delicada da escrita da autora, do tema, do reconhecimento com a personagem principal e com a descoberta de como a vida pode ser injusta, como as pessoas interferem nas nossas escolhas e mudam nossos destinos e principalmente, como tentamos de todas as formas encontrar a liberdade em nossas vidas, em vários estágios diferentes e para situações distintas. A Caroline lutou, desobedeceu, brigou e lutou por aquilo que ela acreditava ser verdade. Se ela consegue tudo? Ah, como eu gostaria de poder responder essa questão para vocês, queridos leitores.

Tem cenas levemente engraçadas e altamente triste. Mas não é aquele triste para você querer abandonar o livro. É triste pela situação em que se encontra. Eu recomendo o livro porque foi uma história linda... mágica, envolvente. Quando eu terminei , apenas tentei me colocar no lugar da Caroline e fico pensando que eu seria completamente igual a ela. Se a minha liberdade é algo que eu prezo agora fico imaginando como serei a minha vontade de viver como eu desejo na época da Caroline. Algo que eu destaco: ela era apenas uma garota de 17 anos descobrindo a vida, mas nem por isso ela era fraca como muitos pensavam. Autoras que escrevem livros com personagens principais femininas fortes, corajosas e determinadas já garantem o meu respeito e juntando com o conjunto inteiro? Pronto, tem o meu coração.

Sammy, queria dizer que meu coração literário é seu.
Samanta 19/03/2013minha estante
Querida Rapha!!

Já deixei um comentário na resenha em seu blog, porém deixarei aqui também meu agradecimento pelas lindas palavras em relação a "O Pássaro"!!! Fico muito feliz que tenha gostado!

E saiba que, em meu coração de escritora, também tem um cantinho todo especial para você!!! ^^


Um grande beijo,
Sam




Nilson 25/01/2013

Aventure-se e se surpreenda!
O Pássaro!

Filha de um autoritário senhor feudal, Caroline Mondevieu decide trilhar seu próprio destino e se aventura em busca de sua liberdade. Essa intrigante jornada muda para sempre o seu destino e o de todos a sua volta.

"Quatrocentos e oitenta páginas de muito romance, de muita aventura e de muitas surpresas. Quem se aventura a ler?"

Samanta Hotz escreveu um romance que prende o leitor. Um romance de encher os olhos. Logo nos primeiros capítulos viramos prisioneiros por vontade própria e embarcamos nesse voo.

Um livro de fácil leitura que emociona, envolve e surpreende a cada capitulo. A Samanta tem uma maneira de contar história que hipnotiza e encanta.

Engana-se ao pensar que é só mais um livro de romance, “é um livro para se apaixonar“. Aventure-se nessa leitura entre paixões antigas, amores proibidos e os não correspondidos.
Samanta 25/01/2013minha estante
Nilson, querido!

Que alegria saber que a leitura foi tão boa para você!!! Obrigada por suas palavras e por dividir sua opinião aqui no Skoob ^^

Um abração!
Samanta


Juh 26/01/2013minha estante
Poxa a resenha foi tão contagiante que fiquei com vontade de ler.
A jovem parece corajosa, aventureira e indomável... Dessas pessoas que já nascem com asas.




Carolina Lopes 09/08/2012

Emocionante...
No anos de 1227, na Europa, existe um grande senhor feudal chamado Barão Enézio Mondevieu, casado com a doce Antonelle, com quem teve duas filhas: Elizabeth e Caroline.
Caroline ao contrário da irmã não é submissa, e sim uma menina com vontade própria que não deixa ser intimidada facilmente. Aos sete anos percebe pela primeira vez a desigualdade entre sua família e os servos. Seus olhos são abertos pelo filhos mais novo do domador de cavalos, e essa nova percepção da sociedade a faz questionar ainda mais as regras da sociedade e ansiar mais fortemente pela liberdade.


"Na verdade, milady, a maior diferença entre nós é que meu pai sempre trabalhou e sempre foi pobre. Já o seu, nunca fez nada, e tem isso tudo..."


E é depois do encontro com o filho do domador e cheia de perguntas na cabeça, que Caroline questiona seu pai na frente das visitas, Duque La Friet e seu filho, Philip.
Por causa desse desatino, o Barão lhe dá um surra quando estão sozinhos, surra essa que marca Caroline no corpo e na alma não deixando que ela esqueça nunca. Depois disso, Caroline nunca mais foi a mesma.


O tempo passa, Caroline cresce, mas essa ânsia por liberdade permanece em seu coração. A diferença é que agora Caroline sabe que tem que controlar a língua e não expor seus pensamentos, mas ela aprende como ninguém a se expressar pelos olhos não deixando dúvida ao Barão o que é que ela realmente pensa.


Bernardo, o filho do domador é o menino que lhe abriu os olhos quando criança, também quer se ver livre da tirania do Barão. E quando Caroline o encontra, além de muitos desentendimentos e briguinhas, sabe que ambos têm algo em comum: anseiam pela liberdade.
E agora, Caroline tem que decidir. Ou ela se casa com Philip e tem uma vida comum com um homem que gosta, porém, não ama; ou ela foge com o Bernardo e corre atrás da vida que tanto quer. E é claro que ela escolhe fugir com o Bernardo.


Durante a fuga, vão acontecendo muitas coisas e algumas acaba os levando para um acampamento cigano. E neste lugar, Caroline e Bernardo precisam fingir que são noivos para que os ciganos solteiros não acabem dando em cima de Caroline.


"Nenhum deles constatou essas frações de segundo em que tudo foi tão verdadeiramente intenso. Caroline associou à novidade. Bernardo, ao impulso. A nenhum dos dois ocorreu a possibilidade de associar aquela loucura toda ao amor."


Porém, esse fingimento acaba não sendo tão falso assim. E dessa forma, um sentimento mais intenso vai surgindo entre eles. O mais difícil é fazer com que esses dois teimosos aceitem e reconheçam esse sentimento.


"- Não podemos decepcioná-los! - observou, bem-humorado. Aproximando-se mais um passo, estendeu a mão para ela. - Importa-se de ser o amor da minha vida esta noite?"


O Pássaro me envolveu completamente, a cada página fui ficando mais presa ao livro. É quase impossível não ler e ficar com um sorriso nos lábios e lágrimas nos olhos.
E que final!!! Foi um pouco difícil para aceitar, mas ele só deixou o livro ainda mais encantador.
Não dá para expressar como esse livro é emocionante e nem esquecer facilmente. Já terminei há um tempão e ainda lembro perfeitamente da sensação que senti durante a leitura.
Amei o livro. É lindo demais, inesquecível. Super recomendado!
Obrigada Samanta pelo ótimo romance e espero ler mais livros seus.

>>> Mais resenha: http://cantinhocarolina.blogspot.com.br/
Samanta 21/05/2012minha estante
Querida!

Já deixei um comentário gigante em seu blog, né? rs rs rs...

Mas vou, NOVAMENTE, parabenizá-la por sua resenha tão bem escrita e agradecer por cada linda palavra que reservou ao meu O Pássaro!

Tocar o coração dos leitores, como toquei o seu, é o meu maior sonho... sempre!


Um grande beijo! ^^




Patricia 27/12/2013

"Quando a tristeza cresce dentro da gente, ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade." Pág.317

Bom, como começar a falar de um livro tão especial?

A história se passa em 1227. Caroline mora num castelo feudal com o pai, que é muito rígido; a mãe muito submissa e a irmã, igualmente mal tratada pelo pai. O fato é que Caroline Mondevideu tem personalidade forte, nunca gostou de seguir as regras impostas sobre ela.
Certo dia, um novo empregado chega ao feudo para cuidar dos cavalos novos, e com ele leva seus dois filhos. Um deles, Bernardo, é um pouco mais velho que Caroline, que ainda é criança, e na primeira conversa dos dois, o garoto planta a duvida em sua mente: por que nem todas as pessoas tem os mesmos privilegios que ela? Por que ela tem que viver presa, ser destinada a casar com alguem mesmo sem querer?
A partir daí, Caroline tem o desejo de se ver livre.
Anos depois, ambos já estão maiores e reencontram-se no feudo. Com pouco tempo, já não suportam ficar perto um do outro. Caroline representa tudo o que Bernardo detesta- os privilégios da nobreza. Já ela o acha impertinente demais, orgulhoso.Quando então, percebem que juntos podem conseguir a tão sonhada liberdade, a única coisa em comum que os dois tanto desejavam, veem-se trabalhando juntos por um plano.

Começam as complicações: casamento marcado, mentiras, fuga, ciganos, romance, outros casamentos e segredos, muitos segredos revelados. Devo dizer que me surpreendi em algumas partes. Não só gostei da ideia, mas também da narrativa, do desenrolar da história, da capa, dos assuntos abordados no livro, do Bernardo então...
Quanto ao final... não vou dizer, claro. Apenas digo que valeu a pena. Comecei a ler o livro sem expectativas boas ou ruins, apenas mergulhei na história, e foi demais!
Resumindo, eu adorei o livro e recomendo a quem gosta de romances e aventuras. Espero que também sintam-se como pássaros, livres para voar, quando lerem esse livro lindo!

site: http://wesaysomething.blogspot.com.br/2013/12/resenha-o-passaro-samanta-holtz.html
Samanta 14/01/2014minha estante
Olá, Patrícia!

Muito obrigada pelas lindas palavras que usou para descrever meu livro :) Fico feliz que a história tenha se tornado tão especial para você, especialmente porque começou sem quaisquer expectativas - boas ou ruins!

Que você voe alto e alcance todos os seus sonhos ;)

Beijos carinhosos,
Samanta




Lua 20/01/2013

Um voo para a liberdade!
Em um tempo que as mulheres eram tratadas como meros souvenirs, sem direito a opinião e sujeitas a serem apenas expectadoras de suas próprias vidas, conhecemos a forte, ousada e por vezes orgulhosa, Caroline Montevieu que diferente das mulheres do século XIII tem o desejo de decidir os próprios rumos e ser protagonista de sua própria vida.
Filha de um homem muito influente, um Barão a quem nada mais importava a não ser o dinheiro, o poder e a posição social, Caroline vai crescendo e percebendo que apesar de todo luxo essa não é a vida que ela desejava levar. Ela queria viver fora da redoma de vidro que na qual vivia presa, e é esse sentimento de liberdade que guia toda a história de Caroline que vê essa liberdade e a admira no empregado da fazenda Bernardo.
Bom, logo nos primeiros capítulos conhecemos os personagens principais. Caroline, Bernardo, Filip e Elizabeth, por exemplo, iniciam o livro na infância, onde Caroline começa a prender como a vida pode ser cruel com aqueles que ousam contradizer as ordens dos poderosos e viver contra as regras que a sociedade impõe principalmente aos pobres e as mulheres.
É na infância que Caroline conhece Bernardo que virá a ser seu grande amor. Acontece que eles tendem a brigar praticamente todas as vezes que se encontram, pelo simples fato de que Bernardo julga Caroline pela posição social, acha que ela é mimada e que despreza os outros como muitas "mademoiselles" da época, por ser um trabalhador junto com o seu pai. Já Caroline o acha um bronco, sem nenhuma educação (às vezes ele é mesmo), mas tudo isso muda com o passar do tempo e a convivência meio que "forçada" em certas partes da história.
Depois de muitos acontecimentos: um casamento frustrado, uma fuga, uma perseguição, uma aldeia de ciganos... E a descoberta de uma paixão, não há como não estar completamente vidrado e apaixonado pela trama de O Pássaro que nos trás ensinamentos muito belos em cada folha lida.
O Barão Enézio me deixou com um asco tão tremendo que mesmo sendo uma pessoa piedosa eu quase me regozijei com seu fim (ahahahaha, soei tão maquiavélica agora). A mãe de Caroline, a baronesa Antonelle, me pareceu durante boa parte do livro uma mulher sem pulso e sem graça, mas no fim ela mostrou por que estava ali, assim como a irmã, a servil e delicada Elizabeth. Muitos personagens tiveram o seu lugar e mesmo não sendo principais como a Dinamene, serva da baronesa que ajuda a todos. Afinal, o que seria dos personagens principais sem bons coadjuvantes?
O desenrolar da história é impressionante e jamais torna-se monótono ou previsível. A mistura da crítica social, romance e uma cultura diferente como a cultura cigana, fez desse livro a excelente leitura que ele é. Samanta não peca em nada quando você para de chorar e percebe as grandes lições passadas para cada leitor.
Samanta Holtz é uma das belas promessas da literatura Brasileira. Em seu romance de estreia mostrou sua capacidade de escrever um livro lindo, tocante e bem escrito, com personagens bem estruturados, elementos novos para a maioria dos leitores como por exemplo, um romance que envolve a cultura cigana e que não se atém apenas a faceta romântica da história e sim nos faz pensar sobre o modo de vida de ambas as classes sociais daquela época, os nobres e os pobres.
Poeticamente falando, o livro está repleto de passagens que derramam mel de tão doces e espalham faíscas de tão cheias de força e gana de liberdade. Parabéns pela grande história que você nos proporcionou Sammy, acredito que isso vem de dentro, para mim só belas pessoas são dotadas do talento de contar belas histórias.
Parabéns ao excelente trabalho da editora para fazer desse livro uma obra completa. Dando uma roupagem perfeita para essa trama, proporcionando aos leitores juntamente com a autora um conjunto lindo e bem produzido. A capa é maravilhosa e traduz completamente a liberdade que o livro trás como ponto principal. E eu creio que todo mundo ainda acha que é a Sammy... (risos) Será?
Samanta 20/01/2013minha estante
Luuuuu!! Que resenha mais linda *-*

Nem preciso dizer que AMEI, né??? :)

E a capa, será que sou eu??? hahahahahah
Deixa o mistério continuar mais um pouquinho rs rs rs

Beijão!




Iris 27/02/2017

O Pássaro - Resenha
Oi Povo, tudo bem?
Vocês já devem ter observado que amo um romances de época, né? Rsrs
Hoje vamos falar de “O Pássaro” um romance de época de uma autora nacional! \o/ \o/ \o/
Antes de começar a falar do livro em si, preciso comentar desta capa. Que capa mais linda é essa?! Confesso, que quando vi simplesmente me apaixonei.

Barão de Mondevieu é o um dos grandes senhores feudais da época, era conhecido por seus amigos (senhores de terras) por ser uma super educada e amável. Porém, por seus empregados era conhecido com um homem sem coração. Enézio Mondevieu era casado com Antonelle e tinha duas filhas, a mais velha chamada Elizabeth e a mais nova Caroline. Nem com a própria fámilia ele era uma pessoa amável, tratava a esposa e as filhas muitas vezes pior do que os empregados.
Sua filhas foram criadas das mesma maneira, mas tinham gênios completamente diferentes. Elizabeth era calada e não contestava nenhuma decisão do pai. Já Caroline, era questionadora desde de criança.

Ainda olhava a pequena casa, transtornada. Sempre pensou que todos tivessem a mesma vida que ela, todas as famílias com seus castelos, todos felizes. Era a primeira vez que alguém lhe apontava a realidade com o dedo.
Pág: 15

Conforme foi crescendo Caroline não gostaria de ter a vida de qualquer mulher de sua época, ela deseja ser livre e descobrir o mundo. É claro, que esse comportamento não era compatível com o que barão esperava, e o deixava furioso. Ao ver sua irmã sendo obrigada a se casar sem ao menos ter direito de opinar sobre seu futuro esposo, ela bate de frente mais uma vez com o seu pai e acaba sendo punida.

- Com a sua escolha - explicou séria. - Não perguntou se ela aceita, perguntou?
Ela não precisa aceitar o que cabe a mim decidir!!
Pág: 26

Pouco tempo depois ela conhece Bernardo, filho do domador de cavalo e descobre que ele foi o menino que lhe “contou” a realidade a anos atrás. Ela fica impressionada como desprezo que ele tem com as pessoas de sua classe social. Ambos, trocam diversas farpas, mas acabam encontrando um objetivo em comum, eles sonham com a liberdade. Ambos, são prisioneiros da vontade do Barão, ele por ser um mero empregado e ela por ser filha.

Pouco tempo depois Caroline descobre que ficará noiva e se casará em breve, é nesse momento que resolve fugir. Ela pede a ajuda de Bernardo, no principio ele não acredita que ela realmente irá fugir e com isso acaba ignorando Caroline. Quando percebe que ela vai sozinha, ele resolve ajudá-la. Afinal, ela não sobreviveria um segundo sozinha na floresta.

Após horas de espera por um casamento que não aconteceu, o barão dispensou seus convidados. Com votos de boa sorte e promessas de apoio nas buscas, deixaram a propriedade levando consigo a informação oficial: Caroline Mondevieu estava desaparecida.
Pág: 163

A partir desse momento é impossível largar o livro até saber o que vai acontecer com os personagens. Eles passam por tantas coisas e ainda vão parar num acampamento cigano, tendo que lidar com todos os preconceitos que Caroline tinha com eles. Os preconceitos dela vinham do que aprendeu com o Barão, ele os chamava de malditos, pois alegava que não tinham religião e praticavam roubos.

Não gosto de soltar spoilers, mas tenho que dizer que o caminho que o livro toma é completamente surpreendente e o final é de arrancar muitas lágrimas. Apesar, do livro ter um começo lento, quando toma o ritmo é impossível de largar. O pássaro é o primeiro livro da Samanta que li e devo dizer que virei fã.

site: http://www.fadasliterarias.com.br/2016/01/o-passaro-resenha.html
comentários(0)comente



Sophia.Merkauth 14/10/2015

Apaixonada pelo livro! Tem um final muito triste, mas a história é linda demais!
a autora é nacional e é maravilhosa! Tem uma escrita fantástica, que prende o leitor do inicio ao fim! E o fim... de chorar litros!
"Embora não trocassem uma palavra, eles sabiam, de alguma forma, que sentia, o mesmo."
Os personagens que movem o livro são Caroline e Bernardo. Ela, filha do dono de um feudo próspero e rico; Ele, o domador de cavalos do feudo. Caroline tem tudo que Bernardo sempre almejou: Uma casa confortável, uma cama macia, comida a vontade... Bernardo tem tudo o que Caroline sempre quis: liberdade! O que ambos não sabem, é que a vida de cada um não é tão perfeita quanto parece ser.
Bernardo despreza Caroline por quem é, pelo que é. Já Caroline não entende porque Bernardo a trata como se ela fosse a responsável pela sua miséria! Porém as desavenças não serão suficientes para barrar a linda história de amor que irá florescer no coração dos dois, um amor lindo, mas proibido!
"Foi como se as aves tivessem parado de cantar e o vento não mais soprasse, nos segundos em que os olhares deles se prenderam."
O enredo do livro é sustentado por drama e romance. Mentiras que alteram o destino, mentiras que roubam o essencial da vida, segredos que escondem verdades capaz de destruir um amor puro e livre, de acabar com uma vida. A ganancia e o poder subjugando e humilhando o menos favorecido.
"Foi assim que aquele dia que prometia ser tenebroso transformou-se em uma grande diversão. Ela se sentia viva, plena, feliz! A nuvem escura que pairava sobre sua alma simplesmente desmanchou-se."
O livro é magnifico e transborda emoção. Esse livro não me tirou lágrimas, me arrancou prantos! Super recomendo! Mas aviso: leiam com lenços à mão!

Meu blog: http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

site: http://colecionandoromances.blogspot.com.br/
Samanta 11/01/2016minha estante
Querida Sophia,

Que palavras mais lindas!! Muito obrigada por compartilhar sua resenha tão tocante aqui no Skoob :) Fico feliz demais em saber que a leitura foi tão marcante e emocionante!

Vou amar saber sua opinião sobre meus outros livros, quando tiver a oportunidade de lê-los :)

Beijos no coração!
Samanta :*


Sophia.Merkauth 23/04/2016minha estante
Que lindas palavras! Obrigada
Quando um livro nos toca, a resenha flui! Estou ansiosa para ler os outros!


Patricia Chame 05/10/2016minha estante
Amiga terminei de ler, claro que eu não consegui dormir antes de terminar e amei


Patricia Chame 05/10/2016minha estante
Lindo??????????


Sophia.Merkauth 06/10/2016minha estante
Esse livro quero ler de novo um dia, ainda não sei quando, me destruiu quando li, mas quero ler de novo mesmo assim! Sei que vc não lê o mesmo livro duas vezes, mas meus favoritos eu leio, uma, duas, três, não importa quantas vezes, importa que eu leia de novo! rsrsrs




Irinia Zachello 09/03/2013

O Pássaro Samanta Holtz
Caroline é uma menina doce e esperta, tem um sentimento de liberdade muito grande, uma vontade de alçar voo daquela fazenda, viver muito mais do que casamentos arranjados. Enquanto sua irmã é mais resignada e aceita o casamento arranjado sem reclamar. sua mãe uma mulher doce também, mas que esconde uma fibra muito intensa por baixo da resignação para com o marido, fiquei muito surpresa!

Ela conhece Bernardo e depois de muito tempo o reencontra, um belo domador de Cavalos e descobre que ele também tem o mesmo sentimentos que o seu: ser livre! Unindo a fome com a vontade de comer, Caroline persuadis o moço a seguir seu plano de fuga. E eles vivem uma história emocionante. Resumindo é isso, mas eu podia comentar do amor secreto da Antonelle mãe de Caroline, da irmã Elisabeth que enfrenta seu marido mesmo sendo educada para abaixar a cabeça para tudo e como isso dá tão certo... Como o Enézio me fez sentir uma raiva tão grande dele e como me senti sufocada com toda essa pressão de homem pomposo perante a sociedade... Um falso.

Com um final surpreendente em que eu esperava um momento clichê. E o que veio foi uma certeza e um tapa na minha face (positivamente) de que nada é da maneira que queremos ser, nada é da maneira que planejamos, a Samanta escreveu em linhas o que nós já sabemos e no mínimo desconfiamos de que a vida segue o curso natural dos sentidos e não adianta querermos mudar o curso, que não é e pronto!

O Pássaro para mim foi um livro muito gostoso de ler, passa a sensação de querer lutar pelo o que é nosso, de viver sem medo, de não refrear o que sente. De lutar pelo seu amor, pelo seus ideais. E isso é muito importante. Caroline consegue o seu objetivo de uma forma linda. E mesmo que não seja do jeito que eu queria que fosse, ou até mesmo do jeitos que os personagens queriam que fosse. O final foi perfeito!

Agradeço por ter lido esse livro e por estar lendo coisas boas que me trazem mensagens boas...

Irinia Zachello - Meu blog: http://livroseuquerolersempre.blogspot.com.br
Samanta 11/03/2013minha estante
Querida Irinia,

Muito obrigada por dividir sua opinião sobre o livro aqui no Skoob!!! Que delícia ler palavras tão lindas sobre o meu livro :)

Um beijo enorme!!!

Samanta




Daniele Nhasser 14/08/2012

O passaro - Samanta Holtz
Um romance medieval que ira prender sua atencao do inicio ao fim !
Samanta Holtz conta a historia de Caroline uma filha de um poderoso barão , que não concorda como seu pai manda e desmanda na vida de todos ao seu redor inclusive da sua !
Ela aos 7 anos esteve frente a frente com a realidade dura das outras pessoas , pessoas que nao nasceram no berco de ouro que ela !
Ela cresce inconformada como o pai era rico tinha um castelo , varias propriedades sem trabalhar , enquanto as outras pessoas trabalhavam debaixo de sol e chuva e morava em um casebre ....
Seu pai foi longe demais quando no casamento de sua irma Elizabeth anunciou o noivado de Caroline , a menina ficou revoltada como o pai poderia tomar essa decisao sem ao menos consulta-la ?
A vontade de querer ser livre , tomar as redeas de sua propria vida faz ela se aproximar do filho do domador Bernardo , onde decide fugir no dia do seu casamento com Felip filho do duque para quem seu pai prometeu a mão !!

Eles fogem e passam dias na floresta , Bernardo e Caroline tem algo em comum , os dois por terem crescidos educados diferentes , tem uma energia que os faz descutir por tudo ate que um acidente com Caroline , eles vao parar em uma tenda de ... não vou contar voces vao ter que ler !
haha ..
Lá percebem que não só cumplices de fuga , mas a algo mais forte que e os toma por inteiro ... Mas segredos que com o enredo são desvendados que Caroline e Bernardo percebem que as barreiras que os empedem de serem felizes juntos para sempre é bem maior do que só a diferenca de classe social !!

Eu li em tempo recorde é uma historia linda que confesso no final , meus olhos se enxeram de lagrimas !!

http://amantesdelivros-2012.blogspot.com.br/2012/07/o-passaro-samanta-holtz.html
Samanta 14/08/2012minha estante
Obrigada pela resenha, querida Danny!




118 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8