O Pássaro

O Pássaro Samanta Holtz




Resenhas - O Pássaro


129 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9


Mariane 30/11/2014

Um livro que fica marcado na sua vida de leitor para sempre
Um romance histórico que inclui elementos que o diferenciam de qualquer romance histórico que você já tenha lido , faz com que o rumo, os personagens da história se tornem únicos, e isso faz a escritora Samanta Holtz a minha favorita. O Pássaro é um livro surpreendente, riquíssimo em pesquisa, um livro que consegue ao mesmo tempo ser de comédia, romance, drama, aventura, é uma mistura de todos elementos e gêneros, e o final, esperem algo que você nunca imaginou. Preparem;se para um livro que te fará rir, se tornar alguém romântico torcendo loucamente pelo casal, sentir muito ódio de alguns personagens, se tornar um leitor extremamente curioso por inúmeros segredos que rondam a história e com toda certeza a maior das sensações desse livro: TE SURPREENDER, te revoltar e chorar compulsadamente sem acreditar no rumo que a história teve que tomar.

O Pássaro é um livro de época, passa no século XIII, idade média, onde vemos servos, garotas que são comprometidas em casamento logo cedo e que não tem direito nem de escolherem os rapazes que vão casar, mas sim seus pais que escolhem. Somos apresentados à Caroline, comprometida a um grande amigo, um rapaz chamado Filip, melhor amigo de Caroline, um moço respeitoso, bondoso, ele é perfeito, realmente ama Caroline, mas Caroline não o ama, ela está cansada da vida que leva, tem um pai extremamente severo que não demonstra amor a família, que trata mal seus funcionários e se importa apenas nas aparências da sociedade, uma sociedade que dita exatamente tudo que Caroline deve fazer como uma boa menina da alta sociedade. Caroline teria tudo para ser feliz, rica, com lindos vestidos, um bom casamento, mas uma personalidade como Caroline não se contenta com uma vida assim, o desejo dela é ser livre de tudo isso, de todos prescritos morais, e aí retomamos ao título do livro, O pássaro, livre como um pássaro é o que a Caroline deseja, onde as pessoas são todas iguais sejam pobres ou ricas, livres para amar quem quiserem, livres para fazerem suas escolhas, realizarem seus sonhos, livres para serem elas mesmas.

A personalidade de Caroline é simplesmente a melhor personalidade que já vi em um livro, muito audaciosa, teimosa, forte, corajosa, quer criar sozinha o seu próprio destino. Conhecemos então um domador de cavalos que vive na terra do pai de Caroline, chamado Bernardo, ele é o tipo bem grosseirão, fala o que pensa, os dois logo de cara não se dão bem e vivem brigando, brigas que te fazem definitivamente torcer para que o casal fique junto...O Bernardo quer sair daquela terra, ele não quer ter uma vida de servo, onde a todo mundo corre risco de levar castigos de chicotes e repressões, então mesmo que Bernardo e Caroline não se deem bem inicialmente, os dois possuem interesses em comum, sair dali. Os dois fogem em um cavalo e aí a história começa a ser definitivamente EMOcionante. Um universo com diversos temas abordados, inúmeras sensações e sentimentos. Além do tema ser diferente idade média, escrito por uma escritora brasileira, ela cria no livro histórias secundárias que te fazem ficar apaixonada além da história principal, não tem como enjoar do romance dos personagens principais.

Os livros da Samanta não vemos uma linguagem chata ou parada, o livro, a historia realmente nos arranca do mundo real, nos leva ao passado, a uma história de amor, com muitas aventuras, ciganos, fuga, amor e ódio, surpresas hiper mega secretas. Ela conseguiu nos surpreender, do início ao fim, e se chega alguma cena que você acha que o que vem aí você já imagina, a escritora te engana, não faz isso que você imaginou. E o final, a criatividade daquele final, a audácia, a coragem daquele final, você fica de boca a aberta, porque você nunca esperaria aquele final, por isso se torna para mim um livro perfeito.
Samanta 11/12/2014minha estante
Querida Mari, que lindas palavras sobre O Pássaro!!!

Fico muito feliz em saber que foi uma leitura marcante em sua vida e que Caroline é uma protagonista que você admirou tanto :D Você captou toda a essência que eu quis passar e, para uma escritora, não há nada melhor rs... :)

Beijos no coração!!!




Gíh Santos 15/06/2012

Resenha do Blog Livros Lovers
A leitura do exemplar foi realizada através do book-tour que a própria autora disponibilizou. Não sabia bem o que esperar de O Pássaro, e talvez isto tenha sido uma boa pedida. Pois a leitura me surpreendeu.
O Pássaro é um romance de época que vai muito além de vestidos e alta sociedade, pois há um “peso” emocional no enredo. Não, não é exatamente uma dama amando loucamente, e sim um desejo imenso de liberdade!
Na Europa do século XIII vive Caroline Mondevieu uma jovem de 17 anos, filha do poderoso e cruel Barão Enézio Mondevieu. Esta sendo uma moça nada tradicional para sua época, aqual mulheres eram submissas, suas vidas eram traçadas por seus pais, a felicidade pouco importava, o que valia era o bom negocio realizado entre famílias através de casamentos.

“Quanto à tristeza cresce dentro da gente, ela precisa sair. Senão, não sobra espaço para a felicidade.”

CONTINUE LENDO>>> http://livroslovers.blogspot.com.br/2012/06/o-passaro.html#more
Samanta 16/06/2012minha estante
Já li a resenha toda ;D
Adorei, querida!!! Muito obrigada!

Fico muito feliz que tenha gostado do livro!

Beijooooo =*




estantedasuh 20/12/2012

O Pássaro - Samanta Holtz
Caroline Mondevieu era filha de um poderoso Barão, com todas as sua regalias e riquezas, mas fora isso era diferente das outras meninas da realeza. Ela pensava diferente e discordava em tudo que vi o seu pai fazer na fazenda e na forma que ele tratava as pessoas. Seu maior sonho era ser livre pra decidir o seu próprio destino. Mas naquela época era impossível uma mulher ser levada em consideração.

Por outro lado temos Bernardo Rachlev um domador de cavalos, muito charmoso, mas com uma personalidade muito forte. Seu maior sonho é ser livre pra ser um grande corredor de cavalos, assim como seu avô foi.

A história gira em torno da liberdade que os dois almejam. Por serem de um temperamento forte Caroline e Bernardo vivem as turra um com o outro. Mas no fundo, bem lá no fundo algo de muito lindo está pra acontecer com eles.

Eu nunca tinha lido uma história de época, o mais perto que cheguei dessas histórias foi vendo novela, então não sabia o que esperar do livro, mas me encantei com a história, chego a me atrever a dizer que foi um dos melhores livros que li esse ano.

Cada página que avançava, com mais ódio, essa é a palavra exata, eu ficava do Barão Enézio, pai de Caroline. Ele é a pessoa mais ruim, sem alma que já conheci, se assim posso dizer. E creio que naquelas épocas tenham vivido homens assim.

A autora nos prende do começo ao fim cada capítulo que você lia era uma baque que você levava, digo isso porque ela vai te impressionado com informações novas que você jamais desconfiaria do que iria acontecer. Cada informação nova que ela dava sobre um personagem te surpreendia.

Eu fiquei pensando, se eu vivesse naquela época seria igual a Caroline, não me curvaria aos mandos e desmandos de meu pai o qualquer um que o fizesse. Seria uma menina rebelde como Caroline é chamada.

E o que dizer dos últimos capítulos!! Bom vai acontecendo coisas que você fica de boca aberta. Você para e pensa: "Jamais imaginaria que a historia iria dar essa reviravolta". Quanto ao final propriamente dito é lindo e muito emocionante. Eu chorei muito. Não consegui conter minhas emoções.

O livro é lindo do começo ao fim. Ele transborda de emoção. E adorei a citação que ela deixou na última folha do livro. "Campeão, vencedor... Deus dá asas, faz teu voo. Essa fé que te faz imbatível te mostra o teu valor." Beno César. Então é isso, nunca desista dos seus sonhos, mesmo que isso lhe custe um preço. Lá na frente vem a recompensa de alguma forma.

Espero que tenham gostado da resenha.
Samanta 20/12/2012minha estante
Querida!!!

Muito obrigada por sua lindíssima resenha!! :) Fico muito feliz que tenha gostado do livro, especialmente por ainda não ter lido muitos livros de época ^^ E que legal saber que meu livro foi um dos melhores do ano, para você!

Um beijo enorme!




spoiler visualizar
Samanta 15/05/2012minha estante
Nanda!

Muito obrigada pela linda resenha sobre meu livro! Fiquei emocionada com suas palavras, com o quanto o livro a empolgou... enfim!! Como disse em seu blog, agora foi a sua vez de me deixar sem palavras :)

Um beijo enorme!




Daniele Nhasser 14/08/2012

O passaro - Samanta Holtz
Um romance medieval que ira prender sua atencao do inicio ao fim !
Samanta Holtz conta a historia de Caroline uma filha de um poderoso barão , que não concorda como seu pai manda e desmanda na vida de todos ao seu redor inclusive da sua !
Ela aos 7 anos esteve frente a frente com a realidade dura das outras pessoas , pessoas que nao nasceram no berco de ouro que ela !
Ela cresce inconformada como o pai era rico tinha um castelo , varias propriedades sem trabalhar , enquanto as outras pessoas trabalhavam debaixo de sol e chuva e morava em um casebre ....
Seu pai foi longe demais quando no casamento de sua irma Elizabeth anunciou o noivado de Caroline , a menina ficou revoltada como o pai poderia tomar essa decisao sem ao menos consulta-la ?
A vontade de querer ser livre , tomar as redeas de sua propria vida faz ela se aproximar do filho do domador Bernardo , onde decide fugir no dia do seu casamento com Felip filho do duque para quem seu pai prometeu a mão !!

Eles fogem e passam dias na floresta , Bernardo e Caroline tem algo em comum , os dois por terem crescidos educados diferentes , tem uma energia que os faz descutir por tudo ate que um acidente com Caroline , eles vao parar em uma tenda de ... não vou contar voces vao ter que ler !
haha ..
Lá percebem que não só cumplices de fuga , mas a algo mais forte que e os toma por inteiro ... Mas segredos que com o enredo são desvendados que Caroline e Bernardo percebem que as barreiras que os empedem de serem felizes juntos para sempre é bem maior do que só a diferenca de classe social !!

Eu li em tempo recorde é uma historia linda que confesso no final , meus olhos se enxeram de lagrimas !!

http://amantesdelivros-2012.blogspot.com.br/2012/07/o-passaro-samanta-holtz.html
Samanta 14/08/2012minha estante
Obrigada pela resenha, querida Danny!




Tazio 13/07/2012

"[...] a obra de estreia de Samanta é mais que um simples livro! É uma recordação de um AE, ou seja, um Amor Eterno."
No seu livro de estreia, Samanta Holtz mistura um misto de sentimentos e despeja nas páginas de ‘O Pássaro’... Tornando-o uma leitura maravilhosa e obrigatória.


O livro conta a história de Caroline Montevideu, uma garota que nunca aceitou ser mandada pelo seu pai, o então barão, Enézio Montevideu. A fim de ser livre, traçar seu próprio caminho, ela conta com a ajuda de Bernardo, o filho de um domador de cavalos. Os dois partes rumo a um caminho de liberdade que pode ser mais perigoso do que eles jamais imaginariam.

De início, o leitor pensará que é um livro bem clichê (a mocinha que se apaixona pelo cara, cujo não tem afinidade, e, após certo tempo, ambos começam a se gostar), não pense que O Pássaro segue a linha da mesmice, muito pelo contrário! No seu livro de estreia, Samanta Holtz mistura um misto de sentimentos e despeja nas páginas de ‘O Pássaro’... Tornando-o uma leitura maravilhosa e obrigatória.

Acabei de lê-lo e não sei descrever o que sinto. Certo, posso admitir que me deu vontade de falar umas verdades ao Bernardo e à Caroline, que fizera meu sangue pulsar sangue nas veias de tanta raiva deles, em determinados pontos. Mas não pense que foi raiva de verdade, fora apenas como eles não conseguiam se aturar, mas tudo bem... E contrapartida, a narrativa da Samanta torna o livro tão leve, tão único, que houve momentos em que eles me deixavam com raiva, mas eu nem ligava. O que pude perceber é que a Samanta tem algo que poucos autores têm: expor seus sentimentos no decorrer das páginas. O livro tem 480 páginas, e eu pense: “não terminarei a tempo”, mas que nada! A leitura flui de maneira tão leve, que o leitor devora as páginas.

Ao começar a leitura, imaginei como seria o final, e posso dizer que é um dos dolorosos que li, embora não leia muitos romances. E Holtz foi além das minhas expectativas, ultrapassou a minha imaginação. Tudo o que eu tinha teoria, que pensei que seria ela mexia os pauzinhos e fazia um rumo diferente. Embora o final um tanto doloroso, concordo com a ideia da autora, pois se colocasse o mesmo de sempre, seria clichê total.

Os personagens possuem um carisma que suga quem está lendo, fazendo com que nós, leitores, leiamos o livro, sem hipótese alguma de larga-lo. O impressionante é que todos os personagens tinham características próprias, seus medos, suas conquistas, seus sonhos, e, principalmente, seus segredos...

Não restam dúvidas que O Pássaro é um dos melhores livros que li! Com uma narrativa viciante, um enredo bem amarrado, e um final avassalador, a obra de estreia de Samanta é mais que um simples livro! É uma recordação de um AE, ou seja, um Amor Eterno.

Era livre. Eternamente livre. Até o dia em que se encontrariam novamente para, juntos, alcançarem um novo voo em direção ao infinito.
(Pág. 477)
Samanta 14/07/2012minha estante
Tazio!! Muito obrigada pelas palavras tão lindas sobre meu livro..... fico feliz em saber que o enredo o surpreendeu, os personagens cativaram, o final o emocionou... enfim, tudo o que um bom livro deve nos provocar, né! ^^


Obrigada por dividir sua opinião!!!!


Um beijo!




Mari 25/12/2012

"Ninguém se importa em saber a verdade, quando algumas pessoas já inventaram uma explicação conveniente o bastante"

Estamos nos últimos dias do ano e eu não imaginaria que me emocionaria tanto com uma obra na altura do campeonato. O Pássaro me encantou já nas suas primeiras quarenta páginas e já fiquei impressionada com a maneira que seus personagens me encantaram.

Em seu romance de estréia, Samanta Holtz nos apresenta a Caroline Montevieu, uma jovem que sonha com a liberdade. Em pleno século XIII, a menina se sentia escrava de seu pai, o barão Enézio Montevieu, um homem que como os outros de sua época, eram arrogantes e viviam de aparência. Caroline, ao contrário de sua mãe, Antonella; sua irmã, Elizabeth e das demais mulheres da época é teimosa, perseverante e corajosa. Ela enfrenta o pai de cabeça erguida e mesmo diante das barbaridades que ele faz, ela não desiste de ter sua sonhada liberdade.

Caroline, quando criança, descobriu da forma mais bruta a realidade : nem todos tinham a mesma mordomia que ela e, ao contrário de seu pai, trabalhavam muito para sobreviver. Depois desse dia ela passou a olhar tudo com outros olhos, menos seu amigo de infância, Filip, que é um jovem tão rico quanto ela que é educado, gentil e seu melhor amigo. Filip acaba despertando um outro tipo de sentimentos em relação a menina. Sentimentos esses que não são recíprocos, mas que não os impedirá de seguir amigos.

Já com dezessete anos, Caroline vem a conhecer Bernardo, um domador de cavalos das terras de seu pai e que com o tempo descobrirá que foi ele o menino que a alertou sobre a realidade de sua vida hà muitos anos atrás. Bernardo se tornou um homem de temperamento forte, porém muito charmoso. Os dois compartilham seus desejos: Caroline quer se ver livre das ordens de seu pai e poder fazer o que quiser, já Bernardo, quer ser livre para virar um grande corredor de cavalos, como seu avô foi, e assim eles se vêem unidos pelo mesmo desejo: liberdade.

Não sei nem como começar a explicar como o livro me encantou. De primeira, o que mais me chamou a atenção do livro foi a capa. Comprei meu exemplar depois de conhecer a autora pessoalmente em outubro e só vim a lê-lo agora, em dezembro (o que me fez ficar um pouco arrependida por ter demorado tanto a conhecer essa belíssima obra). Foi o primeiro romance histórico que li e esse, com certeza, despertou meu interesse em ler outros.
Fazia bastante tempo que um livro não me encantava nas suas primeiras 40 páginas e Samanta, com sua escrita impecável, me faz passar dois dias seguidos só lendo, comendo, lendo, tomando banho, lendo, lendo e lendo. Não encontrei nenhum erro gramatical no livro e a narrativa é totalmente envolvente. Samanta merece meus calorosos aplausos por ter me impressionado tanto.

Os personagens me encantaram, e não pense que o livro gira em torno de Bernardo e Caroline. Conhecemos a cultura dos Ciganos, conhecidos até certo ponto como "Malditos", conhecemos mais sobre a vida naquela época, sobre as regras e mentiras da igreja e principalmente, sobre o verdadeiro amor.

O desenrolar da estória é tão envolvente quanto impressionante. Atualmente é raro ler um livro que você não imagine o que acontecerá no final e essa mesma coisa acontece, e acho que esse é mais um motivo que fez O Pássaro se tornar um dos meus favoritos de 2012. Chega um momento que segredos são revelados - quem já leu vai entender - e quando O SEGREDO é descoberto tive que sair do sofá, ir até a cozinha pedir atenção de minha mãe e minha avó que estavam preparando a ceia de Natal, para poder mostrar minha indignação com tal acontecimento. Eu não acreditava que o livro poderia terminar assim, mas ainda mais de 50 páginas para o término e eu me perguntava o que Samanta poderia fazer para mudar aquilo. E pela milésima vez, em um só livro, ela me surpreendeu. Admito ter relido as duas últimas páginas três vezes e chorando.


CONTINUE LENDO EM: http://magia--literaria.blogspot.com.br/2012/12/o-passaro-samanta-holtz.html
Samanta 03/01/2013minha estante
Querida!

Que bom saber que O PÁSSARO a tocou tão profundamente logo nos "45 minutos do segundo tempo" do ano de 2012 rs.........

Um beijão!




Luh Figueiredos 30/12/2012

[Resenha - Book Tour] O Pássaro - By Biblioteca da Luh
[Resenha - Book Tour] O Pássaro
Por Luh Figueiredos


Oi Gente,

Hoje trago para vocês mais uma resenha da participação da Biblioteca em um Book Tour… O Pássaro – Samanta Holtz.

E este livro é espetacular!

A Samanta fez algo muito dificil de acontecer comigo. Ela me fez chorar ao ler o seu livro!

Nunca chorei pela historia de um livro, já fiquei emotiva com um e outro e isso na TPM, mas com esta historia, isso mudou.

A historia se passa em um tempo bem diferente do nosso, é no seculo XIII em algum lugar na Europa.

A nossa protagosnista é Caroline, garota bem diferente das daquela época.

Caroline Mondevieu, desde criança já era diferente, com aqueles olhos que conseguiam dizer muito, sem que ela precisasse abrir a boca, e isso sempre chamou atenção dos que estavam a sua volta, inclusive Filip, filho de um grande amigo da família, que por ela ser tão diferente, ficava encantado…

Os Mondevieu eram muito respeitados naquela época, o Barão que sempre cuidou ao máximo de sua reputação na grande sociedade, sempre recebia visitas em seu majestoso castelo. E ele se orgulhava por poder exibir uma linda esposa e suas lindas filhas.

A mais velha era Elizabete, com seus olhos e cabelos claros e sua eterna obediência, e Caroline, o contrario da irmã, com seus olhos e cabelos pesados e escuros, e com a sua grande curiosidade. O que a sociedade não sabia era que, Enézio Mondevieu não era nada bondoso quando estava a sós com sua família, ele se transformava em um homem frio e maldoso.

Caroline conheceu esta maldade bem cedo, e isso foi algo que a marcou profundamente, mas foi o ponta-pé para que seu sonho se formulasse em sua mente tão agitada. O sonho de ser Livre!

Naquela época isso era muito difícil, na verdade praticamente impossível, mas ainda assim Caroline não desistiu de seu sonho… Cresceu e não o esqueceu…

E o Barão parecia que conhecia o sonho da garota, pois sempre que podia dava um jeito de mostrar a ela que era ele o dono da sua vida, que era ele que decidia tudo, que dava tudo a ela, e inclusive escolheria o seu futuro marido… Algo que só fez a sua revolta crescer ainda mais…

Gente, neste livro tem partes que te deixam abismadas, você lê e pensa: “Pronto. Esta ai a solução dos seus problemas Caroline, não complique as coisas!”, mas a história vai se desenrrolando diante de nossos olhos, e nos faz repensar, só que depois voltamos a pensar: ”Aquela era a melhor solução!”, só que a Caroline é tão teimosa, que nos faz até acreditar que ela teima com a gente, nós, que só estamos lendo a sua história…

As coisas vão acontecendo, os personagens vão crescendo, suas histórias sendo desvendadas e vai se surpreendendo cada vez mais, e em cada página, você se vê aflita com o personagem, sente as sensçãoes com ela, as alegrias e tudo mais, a história nos envolve de tal forma que basta ler duas linhas que você se esquece de onde esta, e quando acaba… Ah, quando acaba você pensa: “Nossa como a Samanta foi perfeita em nos contar esta história.”

Eu sempre coloco nas resenhas os pontos positivos e os negativos, mas desta vez não tenho como fazer isso…

O motivo: Não tem ponto negativo! E sim vários positivos…

Se eu realmente fosse escrever os pontos positivos, esta resenha ficaria gigantesca, pois eu amei o livro, a história, os personagens…

Resumindo: Eu amei tudo! ♥ O inicio, o meio e o fim! ♥

Esta com certeza vai para os meus favoritos e chegou a ganhar de alguns que já estão nesta lista…

“À Samanta…

Samanta eu não sei Como, lhe agradecer!

Mas sei o Quê, devo agradecer… Como por exemplo:

Obrigada pelo momento em que você decidiu escrever e nos contar esta maravilhosa história.

Obrigada por ter dado assas ao seu sonho e com isso me presentear com o grande prazer de conhecer Caroline.

Você tem um dom, e este dom tem que ser cultivado e espalhado para todos!”

Contatos da Autora…

Site: http://www.samantaholtz.blogspot.com.br/

PS: (Rolando Promoção do Dia dos Namorados no site)

Twitter: @SamantaHoltz

Facebook: Samanta Holtz

No Skoob: Samanta Holtz

E-mail: [email protected]


Gente, então, acho que vocês já notaram…

Este livro é mais do que indicado… Recomendo a todos!

Nota 10!
Bjos e me fui!

Luh Figueiredos

Mais na Biblioteca - http://bibliotecadaluh.wordpress.com/
Samanta 03/01/2013minha estante


Samanta 03/01/2013minha estante
Querida Luh

Obrigada por postar aqui a sua linda resenha :)

Fiquei muito feliz em saber o quanto gostou do livro e que ele foi o primeiro a fazê-la chorar de verdade rs rs...

Beijooos!




Máh xD 21/09/2012

Se vocês gostam de historias imprevisíveis...
eis o livro aqui!!Todas as vezes que me adiantava em uma conclusão, lá vinha à Sam, e fazia com que a história tomasse rumo diferente, não acertei uma! oO"E olha que geralmente acerto!

Vou começar falando da Elizabeth Mondevieu, dois anos mais velha que sua irmã Caroline, é uma moça serena, recatada e submissa a seu pai, diferente de sua irmã, mas apesar disso e de toda sua delicadeza, não se enganem ela é forte!
E quem tiver lendo nem adianta tentar supor como ela vai agir, a moça sabe esconder muito bem seus pensamentos.
Em minha opinião ela apareceu pouco, mais todas as vezes que aparecia me emocionava, por isso queria que tivesse mais del

“Há vezes em que o silencio é nossa melhor arma”... pág 56


O quê falar do Philip La Frièt? O que melhor se encaixa para dizer é que ele é um perfeito "Gentleman". Em suas passagens à Samanta o descreveu de tal forma, que acho difícil encontrar um Philip nos dias atuais, para quem está procurando por um claro. Sam, sua malvada!


Todavia os personagens principais são Caroline Mondevieu , uma moça carismática, curiosa e traquina, desde criança. Tem opinião própria e contesta o que lhe falam, se é proibida de falar, mesmo no silencio das palavras, consegue transmitir seus pensamentos través do olhar...
Não suporta injustiça, sendo esse um dos motivos que a faz ir tanto contra o carrasco de seu pai o Barão Enézio. Porém, sua maior luta é a busca de sua tão sonhada liberdade, afinal a moça nasceu com o “Espírito Livre”, e não irá medir esforços até tal coisa conseguir...

“É essa vida, padre! Essas pessoas, essas regras, este lugar.Sinto como se eu fosse um grande torrão de açúcar infestado de saúvas..." pág 36


E Bernardo Rachlev, filho mais moço e como seu pai Gerson, também é um domador de cavalo, se a Caroline é teimosa, nele achou seu par perfeito, pois esse rapaz consegue ser ainda mais, rs, característica demonstrada desde o início da leitura. E quando os dois estão juntos, há muitas farpas e faíscas.

“... - Na verdade, milady, a maior diferencia entre nós é que meu pai sempre trabalhou e sempre foi pobre. Já o seu, nunca fez nada, e tem tudo isso ...” pág. 17

E o que poderia unir essas duas pessoas tão diferentes?
Ora, pois, e não é que os dois querem liberdades, mesmo que seja por motivos opostos.

E juntos embarcam numa jornada, nos presenteará com suas peraltices, momentos engraçados, outros tristes, contudo os emocionantes são incontáveis!
... Depois de muitas emoções, não acabam aí não, tem mais, rs, e no acampamento dos ciganos, ou malditos segundo Caroline ou melhor Dayah, nome que lhe deram lá, significando nada menos que “O Pássaro”.

“ Pássaros não nasceram para se prenderem a lugar nenhum, sua estação aqui passará, e então rumará para outros hemisférios.” pág 265

Não poderia deixar de citar, Dinamine, serva de confiança da Antonelle Modevieu, ela é uma figura, ia citar suas famosas frases, mas achei melhor deixar vocês lerem para captarem... No fim descobrirão o que quero dizer. ( shuahsuhaus risada máh).
Aii, meu Deus, vou parar por aqui ou irei matracar sem parar, pois esse livro tem muito que falar e muitos segredos inesperados os aguardam, confiram, com certeza irão se emocionar. E o final, e o final, que final, que final, Sam!!
Livro mais que recomendado!
Samanta 21/09/2012minha estante
Oi, Mah!! :)

Muito obrigada por dividir sua opinião aqui com os leitores do Skoob!

Fico imensamente feliz em saber que gostou tanto da minha história ^^


Um beijo enorme!


Máh xD 14/12/2012minha estante




ricardo_22 12/03/2012

Resenha para o blog OverShock
O Pássaro, Samanta Holtz, 1ª Edição, Osasco-SP: Novo Século (Novos Talentos da Literatura Brasileira), 2012, 480 páginas.

Publicitária e autora de alguns romances – ainda não publicados –, a autora Samanta Holtz estreia no mundo literário com a obra O Pássaro, lançado pela editora Novo Século. Neste livro, encontramos uma história romântica e envolvente do inicio ao fim, que mostra o potencial da autora e que ela está pronta para voar cada vez mais alto.
Nessa obra de estreia, Samanta nos conta a história de Caroline Mondevieu, uma jovem filha de um poderoso barão e que tem tudo para ser feliz, exceto a liberdade de escolha. Cansada de ser obrigada a fazer todas as vontades de seu pai, Enézio Mondevieu, a jovem Caroline percebe que precisa tomar alguma atitude antes que seja tarde demais e isso se confirma ao conhecer Bernardo, um domador de cavalos que assim como ela também possui sonhos e precisa lutar por eles. Juntos, Caroline e Bernardo enfrentam dificuldades e passam por aventuras na busca da tão sonhada liberdade.
A história se passa no século XIII e possui características únicas de um bom romance de época, com todos os detalhes necessários para uma história nesse tempo. A história se diferencia – não apenas pela história – de romances atuais, principalmente por ser algo leve e ao mesmo tempo emocionante. Ao contrário do que pensava, em O Pássaro nem tudo o que parece realmente é, e por isso o livro se torna surpreendente, superando todas as expectativas – que já eram altas.
Apesar de simples, o enredo possui reviravoltas do inicio ao fim, e quando tentamos encaixar alguns pontos, somos logos surpreendidos por mais informações sobre as personagens e as histórias que as rodeiam. Tudo isso causando emoção, alegria e em alguns momentos inclusive revolta.
Por mais inesperadas que sejam essas informações não ficam confusas e tudo ganha um sentido conforme os capítulos. Mérito da autora, que construiu tudo sem que a história se perdesse em qualquer momento do livro. Uns dos aspectos mais interessantes usados por ela foram os ciganos, algo inovador e que deu um toque novo a obra, além de que eles são importantíssimos para o desfecho. A cultura dos ciganos, exposta pela autora, é simplesmente fantástica, por diversos motivos.
Todas as personagens de O Pássaro são marcantes - por suas qualidades ou defeitos -, no entanto nenhuma é tão rica em detalhes quanto Caroline, personagem principal e uma verdadeira guerreira, que acredita em seus ideais, mas também possui seus defeitos, afinal, ninguém é perfeito. Elizabeth, irmã de Caroline, de certa forma é seu oposto, porém também é uma personagem querida. Ao contrário do pai das jovens, que tem tudo de ruim que um barão possa ter e chega a se tornar insuportável em trechos – o que não deixa de ser parte de sua personalidade e de seu status perante a sociedade. Outra personagem marcante é Bernardo, que não poderia ficar de fora. Mesmo com seus defeitos, Bernardo passa segurança à Caroline e toma atitudes arriscadas pelo bem da jovem, conquistando assim o leitor com o desenrolar da história. Contudo, a cigana Nuha é uma personagem ainda mais excepcional, por ter características simples e com uma bondade incomparável, se tornando assim minha personagem favorita.

Mais em: http://overshock.blogspot.com/2012/03/resenha-73-o-passaro.html
Samanta 13/03/2012minha estante
Ricardo, eu amei sua resenha e fiquei surpresa por eleger Nuha como sua personagem favorita!! Foi muito original, mas também muito merecido... ela é uma personagem muito determinante no destino de Caroline! :)

Um grande abraço e OBRIGADA!!!




Bia Rodrigues 24/01/2013

Se tem uma coisa que a Samanta sabe fazer como ninguém é emocionar. Desde que vi blogs resenhando O Pássaro quis saber o motivo de todos citarem uma coisa em comum, que é o fato de chorar com o final. Depois que tive o prazer de conhecer a Samanta essa vontade só aumentou, pois nunca havia conhecido alguém tão doce e simpática. E Finalmente a alguns dias O Pássaro chegou as minhas mãos. A leitura foi rápida, me surpreendi ao constatar que li ele em oito horas, sem nenhuma pausa. Motivo? Não só o meu vicio, mas o fato dessa historia ser tão viciante e envolvente a ponto de não conseguir largar.

"Na verdade, milady, a maior diferença entre nós é que meu pai sempre trabalhou e sempre foi pobre. Já o seu, nunca fez nada, e tem isso tudo..."

Sua escrita é tão envolvente e bem trabalhada que ela conseguiu fazer uma historia passada em tempos tão antigos parecer que aconteceu hoje, mas ainda assim mostrar aquela época seus problemas e suas dificuldades. Trabalhou uma temática sobre a qual a tempos eu não lia algo tão bom, ela conseguiu trabalhar até aqueles pequenos clichés e torna-los Encontrar palavras para escrever essa resenha é uma das coisas mais difícil que já fiz. Descrever o quanto O Pássaro é um livro bom para mim é o mesmo que tentar descrever o amor. Impossível. Tento então expressar um pouco do que a leitura desse livro significou.

"Nenhum deles constatou essas frações de segundo em que tudo foi tão verdadeiramente intenso. Caroline associou à novidade. Bernardo, ao impulso. A nenhum dos dois ocorreu a possibilidade de associar aquela loucura toda ao amor."

Seus personagens são encantadores, ambos com uma personalidade extremamente forte garante um romance intenso e avassalador. Caroline ao desde a infância é contra a forma como seu pai lida com tudo e sempre demonstrou isso, nunca teve medo de enfrenta-lo. Sempre com seu olhar conseguia mostrar que não concordava e não tinha medo de desafia-lo. Já Bernardo se mostra sempre corajoso e leal, em alguns momentos presunçoso, mas isso não fez com que se torna-se menos encantador.

Ler esse livro foi só emoção, em determinados momentos achei que iria joga-lo na parede, e no final eu estava chorando feito uma criança e simplesmente não me contendo e querendo contar para todo mundo. O Pássaro é um livro que você não pode passar a vida sem ler, é o tipo de historia que tem que fazer parte da sua viagem pelo mundo literário. Só tenho a agradecer a Samanta por escreve-la.
Samanta 25/01/2013minha estante
Querida Bia,

Preciso repetir o quanto gostei da sua resenha?? Ficou tão sensível, tão linda!!! Fico feliz que a história tenha tocado seu coração :)

Um beijo!!!
Samanta




Silvia 04/12/2012

MARAVILHOSO!
Que livro, sensacional, quando comecei a lê-lo não consegui mais parar. Um aviso importante para quem quer ler este livro: deixe tudo o que está fazendo, pois ele é VICIANTE. Já estou com saudades dos personagens, principalmente da minha heroína a Carolina e também de Bernardo. Muitas emoções e segredos, se escondem em cada página, só esperando para serem desvendados.

A história se passa no século XIII, onde os donos dos feudos tem total poder em suas terras: sobre os seus vássalos e os familiares, as mulheres ficam abaixo de tudo. Mas existe uma jovem que não aceita as regras de seu tempo e lutará com todas as suas forças para se libertar das mãos de seu pai autoritário e sem coração. Uma mulher a frente do seu tempo, que a única coisa que deseja é ser a dona do seu próprio destino, o nome dela Caroline.
Samanta 04/12/2012minha estante
Silvia, querida!

Muito obrigada pelas palavras tãããão lindas sobre o meu livro :) Eu já havia visto alguns comentários em seus históricos, de que a leitura estava viciante rs... fiquei imaginando se gostaria do rumo dos acontecimentos e do final, e fico muito, muito feliz em ver que sim!

Obrigada por ter nos permitido acompanhar seus sentimentos ao longo da leitura e coroar sua opinião com essa resenha linda!

Um forte abraço!


Telma 05/12/2012minha estante
Silvinha, coisa linda
eu amei a resenha, fiquei curiosa e instigada. Felizmente tenho "O Pássaro" e suas palavras me deixaram com uma imensa contade de furar fila.
Vendo o cmentário da SAmanta abaixo, já percebe-se que ela é uma fofa o que anima ainda mais a leitura.
Um beijo carinhoso em você, amiga. Depois que eu ler te conto o que achei.
:-)


Samanta 06/12/2012minha estante
Telma, querida, espero que também ame a leitura!!!

Obrigada pelas palavras :)


Telma 07/12/2012minha estante
que linda!!!! :)
Vou ler com muito carinho, Samanta.
Beijos em ambas!




Gi 05/05/2012

O PÁSSARO - Samanta Holtz
Estive fora esses dias, pois viajei para muito longe!
Voltei a meados do século XIII, na época dos grandes senhores feudais e seus vassalos que praticamente pagavam para morar em condições de extrema pobreza.
Nessa viagem, conheci Caroline, uma menina muito teimosa e cheia de idéias, coisa que me surpreendeu muito para uma garota daquela época, que como todos sabem, devem ser submissas ao pai/marido e são tratadas apenas como uma linda peça de enfeite.

E é sobre a história de Caroline que quero lhes contar hoje.
Caroline Mondevieu teve a sorte (ou azar) de nascer em berço de ouro, e em uma das mais prestigiadas famílias da época.
As festas e tardes de chá dos Mondevieu são sempre muito concorridas! Todos querem estar em meio a todo aquele luxo e extravagâncias proporcionadas pelo grande Barão Enézio Mondevieu, um homem que vive de aparências. Perante a sociedade, mostra-se um homem sorridente, gentil, compreensivo e um grande amigo, tudo para manter sua preciosa reputação de grande senhor feudal, marido atencioso e pai exemplar, mas só quem vive sobre o mesmo teto sabe realmente o quão terríveis podem ser suas atitudes de castigos.
Uma pessoa que conhece bem o coração de pedra de Enézio é sua esposa Antonelle, uma senhora muito bonita por fora, mas que por dentro é só tristeza.
Vive com um homem que sequer a olhava nos olhos e de quem só recebe desprezo, agressões físicas e palavras dolorosas. Suas únicas alegrias são suas duas filhas maravilhosas: Elizabeth e Caroline. Mas como são diferentes!
Elizabeth tem traços muito delicados, é meiga, educada e tem o mesmo ato e olhar submisso de sua mãe.
Já Caroline é totalmente o contrário! Tem um rosto mais expressivo, fala, ri, pergunta e vai contra todas as regras de etiqueta exigidas as moças de boa educação.

Numa bela tarde de chás na mansão do Barão, enquanto todos conversavam animadamente, Caroline foi dar um passeio pelas terras do pai.
Ela ficou encantada pelos belos cavalos que estavam sendo domados por um senhor e seus filhos.
Caroline ficou lá pendurada na cerca observando atentamente os movimentos do animal e do domador, até que foi surpreendida por um garotinho sujo e de pele queimada pelo sol, que lhe mostrou a dura vida real dos que moram em volta ao castelo de seu malvado pai.
Caroline ficou muito perturbada por descobrir que gente que trabalha tanto mora em condições tão terríveis, e que muitas vezes não tem nem o que comer, enquanto seu pai que não faz nada vive no mais puro luxo, e vai questioná-lo sobre essa injustiça.
Mal sabia a inocente menina que suas perguntas poderiam enfurecer o Barão daquela maneira, e como resposta ganhou uma surra de vara e palavras horríveis.
As marcas no seu corpo sumiram em algumas semanas, mas a mágoa e o terror ficaram gravados em sua memória para sempre. Ela nunca mais foi a mesma Caroline sorridente e feliz.

Muitos anos se passaram e o ódio de Caroline por seu pai só cresceu, pois dias após dia ela o via maltratar e castigar seus empregados.
Outra coisa que crescia era a vontade de fugir daquele horrível lugar.
Seu refúgio era a igreja e seu amigo de fala engraçada Padre Reynald.
Por várias vezes procurava consolo nas palavras de Deus, mas o que padre Reynald lhe dizia não era o que ela queria ouvir, e em um dia de “busca por respostas da alma” Caroline não encontrou o padre, mas sim um livro muito grande e velho, e que por sorte, estava escrito em sua língua. Mesmo sabendo que aquilo era errado, leu e descobriu o que sempre quis saber!
Deus nos deu o livre arbítrio! Podemos fazer de nossas vidas o que considerarmos correto!
Foi então que a vontade de ser livre estourou em seu coração e Caroline decidiu de uma vez por todas que não ficaria ali nem mais um minuto.

A menina fez seu plano da maneira que pensou que ia funcionar, e com a ajuda de seu amigo briguento Bernardo (um dos filhos do domador de cavalos), que também queria se ver livre do terrível barão, fugiu na noite em que ia se casar. O pobre noivo, que é um bom moço ficou muito triste, mas por amar Caroline a deixou ir. Ela estava finalmente partindo para ser feliz da maneira que sempre quis... Livre como um pássaro.

Seu pai se enfureceu e, preocupado com sua preciosa reputação, afirmou que a filha havia sido raptada. A mãe de Caroline, Antonelle arrependeu-se profundamente de ter contado a filha sobre a historia de sua bisavó Antonieta, que fugiu de um marido tirano e acabou abandonando até mesmo seus filhos para viver uma vida feliz ao lado do homem que realmente amava.

Começa ai a grande aventura de Caroline e Bernardo, rumo a liberdade e a vida que tanto sonharam!!!

Segredos do passado serão revelados, novas atitudes serão tomadas e um final inesperado nos aguarda nessa aventura rumo a VIDA.

Discussões, beijos roubados, emoções a flor da pele, novas descobertas e toda a magia do povo cigano fazem parte dessa história que nos surpreende a cada página virada.
Seus costumes e amor pela vida nos ensinarão a enfrentar as dificuldades para seguir com sabedoria por caminhos que muitas vezes vão exigir sacrifícios.
Também nos encantarão com suas danças, festas, nomes e toda a magia que os envolve.

O Pássaro nos ensina não somente que devemos lutar por um amor. Mas que devemos lutar por nós! Por nossas idéias e vontades, mas sem esquecer de que podemos afetar todos a nossa volta.

"Sacrifícios são necessários, pois nunca se alcança um sonho sem perder algo no caminho."
(Giani Plata)

@AnnyPlata
aestranhaestantedagi.blogspot.com.br
Samanta 07/05/2012minha estante
Olá, querida!

Awnnnn, eu já tinha lido essa resenha LINDA em seu blog!!!

Muito obrigada por postar aqui também e dividir sua opinião com os demais leitores e "aspirantes a leitores" de O Pássaro! rs...


Fiquei muito feliz por saber que O Pássaro realmente tocou seu coração e pelas emoções que a história despertou em você!

Seja muito feliz, sempre!


Beijos!
Samanta




Ceile 17/05/2012

Resenha retirada do meu blog - www.estejali.com
Filha do temido barão Enézio Mondevieu, Caroline sempre foi uma menina diferente das outras da sua época (século XIII) - tinha o espírito livre, era determinada e era questionadora. Ao se encontrar com um menino pouco mais velho que ela, mas em condições bem diferentes das quais ela vivia, ela perguntou ao seu pai o por quê dele não trabalhar e ter tantas coisas enquanto outros que tanto trabalhavam eram pobres. Seu pai, como estava na frente de outras pessoas da mesma "classe", tentou desconversar, mas não conseguiu responder à menina e desde então Caroline ficou com isso na cabeça.
Seu pai era um homem muito cruel, frio, arrogante. Sua mãe e sua irmã eram submissas e acatavam tudo que o barão mandava, diferente de Caroline que as vezes o enfrentava e, aos olhos dele, o fazia passar vergonha na frente dos outros. Naquela época, a reputação era muito importante para um homem de posses como ele.

Tudo que Caroline sonhava era relacionado à liberdade. Ela abominava qualquer coisa que a deixasse presa. Com todas as imposições do seu pai, ela se vê na pior delas: o anúncio de um casamento arranjado, do qual ela não foi nem comunicada. Sabendo que não haveria saída, ela resolve fugir e traça seu plano contando com a ajuda de Bernardo, filho do domador de cavalos, um vassalo. Assim como ela, Bernardo também sonhava com sua liberdade. Apesar de estarem fugindo juntos, os dois não se entendiam muito bem, mas com a longa jornada que tinham juntos, aos poucos foram se entendendo e...

Já vou avisando que atrasei esta resenha, porque não consigo falar muito bem do livro. Não estou satisfeita com o que estou escrevendo, porque sei que não vou conseguir chegar nem à metade do que este livro conta, do que este livro é, do que ele proporciona.

Pegar este livro é se deixar comandar por algo maior. As páginas viram sozinhas. Você não consegue parar de ler. Não é exagero pelo menos não pra mim.

O livro é narrado em terceira pessoa, nos permitindo ver toda a situação e vários ambientes - ao contar sobre Caroline e Bernardo na floresta, também vemos o que está acontecendo nas terras dos Mondevieu.
Fui envolvida por uma história de liberdade, ideais, valores, amor incondicional, sacrifício. Esta história linda me deixou com sorriso nos lábios, nó na garganta e muitas lágrimas rolaram. É impossível não se envolver com Bernardo e Caroline. Sério, deixar o livro de lado por 8 horas (pra trabalhar hehe), já dava saudades.
E foi assim que fiquei ao terminar - além das lágrimas que não cessavam - com muitas saudades deste romance.

Um livro que deixa os sentimentos quase palpáveis - é mágico!

Samanta 17/05/2012minha estante
Olá, Ceile :)

Já comentei na resenha, em seu blog, mas vou comentar aqui mais uma vez para dizer: OBRIGADA pelas lindas palavras sobre meu livro!

(aliás, você sabe usar as palavras muito bem... parabéns!)


Fico imensamente feliz quando sei que alguém ficou apaixonada pelo livro e teve essa sensação de que "as páginas viram sozinhas" :)

Afinal, é o que mais desejo! Proporcionar uma leitura maravilhosa a todos que pegarem O Pássaro nas mãos!


Um beijo, querida!




129 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9