Porque eu amei

Porque eu amei Roque Neto




Resenhas - Porque Eu Amei


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Thyeri 25/07/2013

Uma história com três personagens centrais, José Lucas, Padre José Lucas, e Lucas. Bem, na verdade eles são a mesma pessoa. Roque Neto nos mostra seu personagem de duas formas, ele adulto, vivendo como o Padre José Lucas, homem engajado com os serviços da Igreja, e o preferido de Dom Castelletti para ser nomeado Bispo. Vemos, também, outra faceta dele adulto, o Lucas, e suas idas ao Eden's Garden (nome que achei muito propício), um condomínio onde ele se encontra com Thomas, seu amante. Em contrapartida ao José Lucas adulto, conhecemos ele ainda criança, no interior de Pernambuco, tendo seu primeiro contato com o caminho da Igreja e com seu desejo direcionado à pessoas do mesmo sexo.

Foi uma experiência de leitura muito interessante, pois não é uma história que eu estava acostumado a ler (aquele que lê muito ficção e fantasia...). Vamos seguindo a vida de Lucas/José Lucas de uma forma tão natural, que me fez imergir muito na trama. Essa imersão se deu muito pela narrativa do autor, me fez sentir estar nos locais descritos, principalmente quando ele falava de Pernambuco.

Quebrei um pouco a cara quando fui adentrando a história de José Lucas, pois pensei que veria seus dilemas sobre sua homossexualidade e seu papel dentro da Igreja, mas, ao contrário, vemos um Lucas muito mais convicto de sua vida, sabendo quem ele é, e conseguindo, na medida do possível, viver da forma como ele é. "Na medida do possível", porque ele têm sim suas dúvidas e medos, mas esses aparecem de forma tão natural dentro de seu contexto de vida, dentro da narrativa fluida do autor, que no primeiro momento me frustrou um pouco (já que eu estava esperando conflitos mais intensos), mas acabou me fazendo gostar mais da obra; justamente por me mostrar a naturalidade da situação (algo que a sociedade, gradativamente, está começando a ver desta forma).

As idas e vindas na vida de Lucas dá um toque especial à obra, pois podemos ver o contexto da vida dele de forma mais global, e conseguimos entrelaçar os diversos momentos de sua vida (ele criança e ele adulto), e vamos entendendo certas decisões que ele toma no decorrer da trama. E essa visão global me fez entrar em contato com os sentimentos de Lucas, sua felicidade, seus medos, suas desilusões... E tudo isso foi muito bem amarrado na segunda parte do livro (ele é dividido em duas), quando a história chega a seu clímax e vamos vendo as resoluções do personagem, chegando a um final que me agradou muito. O livro se tornou mais uma obra nacional que eu passo à recomendar.

site: http://www.restaurantedamente.com/
comentários(0)comente



Jung Angel 29/06/2012

Minha Opinião Sobre: Porque eu Amei
O Livro trás a história de José Lucas, membro de uma tradicional família católica. José torna-se Padre, apesar de suas dúvidas pessoais. Logo depois de tornar-se Padre, sem esperar que se apaixonaria e que esse amor traria problemas e mais problemas para sua vida!

Porque Eu Amei é um livro que podemos dizer 'chocante', com um tema forte que é a 'homossexualidade', e por se tratar de um Padre algo que a sociedade julga não ser comum, torna um livro polemico ou não, isso vai depender da cabeça de quem o ler.

[...]“Eu queria justiça, o bispo oferecia misericórdia. Não devia esperar outro comportamento dele. Era este tipo de atitude que o distinguia de tantas outras autoridades religiosas, às vezes, para o bem, outras, para o mal”.[...]-Pág 102


O Livro é intercalado em passado e presente, algo que eu gosto em livros, e considero um dos pontos positivos do livro. A História é interessante, diferente de muitas que já li, mas mesmo assim ela não conseguiu me agradar! Isso não quer dizer que ela não seja uma boa história, ou que o autor não seja bom. A narrativa do autor é boa, a maneira como ele escreve fui bem, mas mesmo com esses pontos positivos continuei a não gostar da história! Porque eu amei, é um história que não flui pra mim, não me agrada!

Primeiramente peço que não me 'agridam'' pela minha opinião negativa em relação ao livro, estou sendo sincera com o que eu li, e senti a respeito do livro. Vi que a maioria que leu ' Porque eu amei', gostou bastante do livro, li algumas resenhas positivas, e percebi que a minha resenha seria 'digamos' a que menos é positiva em relação ao livro! Já li alguns títulos da editora se não me engano esse é o terceiro livro que leio, mas o primeiro livro que acabo por não gostar, os outro títulos que já li da editora me agradaram muito, mas este não foi o caso, pois não consegui gostar do livro.

Quem quer ler, leia e tenha uma opinião diferente à minha, como todos bem sabem a sua opinião pode ser diferente da minha, fique a sua vontade querer ler ou não!

➟Convido vocês a conhecer o http://angelandherbooks.blogspot.com.br/ Sigam Visitem comentem para ajudar a chata Aqui! ;)
comentários(0)comente



Zilda Peixoto 30/04/2012

Porque Eu Amei
Porque Eu Amei é um livro que aborda temas polêmicos e conflitantes. O autor Roque Neto traz à tona assuntos que a nossa sociedade costuma repeli-los ou simplesmente ignorá-los. Falar sobre homossexualismo sempre é um ponto delicado a ser discutido. Apesar da sociedade atual “tentar”se mostrar receptiva ao assunto, na maioria das vezes, infelizmente isso não prevalece.

Imagine unir homossexualidade, hipocrisia entre aqueles que fazem parte da Igreja, expor descaradamente a corrupção que existe dentro da Instituição Católica(isso não é prerrogativa dessa instituição), o desvio “amoral” do celibato onde padres se aproveitam de seus fiéis (desviando verbas com fins beneficentes ou simplesmente, mantendo relações às escondidas com mulheres). Todas essas questões vêm à tona em cada capítulo escrito meticulosamente pelo autor Roque Neto. Temos como tema central, a conturbada relação homossexual de um representante da Igreja Católica. O que esperar de um livro como esse? Tudo! Uma linda história de amor, onde um padre homossexual busca sua identidade e sua própria auto-afirmação.

Nesse enredo envolvente e excitante, somos apresentados a Padre José Lucas que nascera na pequena cidade de Condado, em Pernambuco. Desde pequeno, José já fora designado ao celibato pela vontade de sua mãe Elisa Lucas.
Elisa é muito autoritária e extremamente devota à Igreja. Desse modo, o futuro de José Lucas já fora traçado desde sua gravidez. Muitas revelações são importantes para que a vida de José tome esse rumo. O tempo narrativo intercala-se entre o passado e o presente de Padre José Lucas. Nessa transição, somos levados aos questionamentos e descobertas de José, como a busca da sua identidade fora difícil desde sua infância.

Padre José Lucas vive um grande conflito existencial, pois ele tem que se dividir entre suas tarefas sacerdotais e o amor que sente pelo irlandês Thomas. Destaco, os momentos de prazer e total entrega de Lucas nos braços de seu amante. O autor descreve uma relação de duas pessoas que se amam, cada um a sua maneira. Nada de pervertido ou obsceno. Mas, friso a maneira como Lucas se entrega nesses momentos.

Algumas pessoas poderiam dizer que, a história de Roque Neto é uma afronta ou blasfêmia aos preceitos da Igreja Católica. Mas, acredite esse não é o propósito do livro. Acima de qualquer coisa, o livro fala de amor e redenção. O enfoque é o amor que José dedica à sua mãe, a família, a sua devoção à Igreja, onde ele representa o símbolo da caridade, da amizade e do comprometimento aos projetos sociais em que ele está envolvido.

Ser homossexual num país como o nosso, onde infelizmente ainda reina a hipocrisia, o preconceito e a intolerância é viver na corda bamba. Pior ainda, se esse homossexual fizer parte da Igreja. O livro de Roque Neto nos conduz a uma história onde a ficção tem laços estreitos com a realidade com que vivemos. Os sentimentos se conflitam o tempo todo. Culpa, medo, desejo, excitação, intolerância, perversidade tornam o livro de Roque Neto um livro extraordinário, uma obra-prima impecável e muito bem escrita.

Padre José ou Lucas, identidade utilizada pelo padre após seus compromissos sacerdotais fazem parte da mesma pessoa, mas cada um tem sua particularidade destacada no livro. Nessa dupla vida, Padre José Lucas precisa escolher o caminho que lhe fará feliz: realizar o sonho de sua mãe e tornar-se bispo ou se entregar de corpo e alma ao seu companheiro Thomas. O livro é recheado de revelações que trazem consigo muita emoção. Cada detalhe, cada capítulo bem narrado faz com que o leitor se envolva com a história e leia o livro de uma vez só. Esse foi o meu caso que comecei a lê-lo às 02:30h e terminei às 06:45h com uma sensação indescritível de contentamento.

Apesar de o livro abordar questões polêmicas quanto ao homossexualismo, corrupção entre os membros da Igreja e rompimento à figura emblemática sacerdotal, o tema central do livro é a grande busca da identidade de indivíduos comuns, que amam e que querem ser reconhecidos perante a sociedade. Porém, sabemos que isso não é tão fácil. Padre José Lucas é a representação simbólica de tantas pessoas que enfrentam o mesmo dilema, Antes de qualquer coisa, esse indivíduo precisa se aceitar e combater sua própria escuridão. Padre José Lucas fará suas escolhas e terá de arcar com suas consequências.

Porque Eu Amei é um livro que aborda magnificamente temas polêmicos com muita propriedade. Inserindo características que compõem uma narrativa impecável fugindo dos clichês e dos estereótipos.
Avaliando a obra como um todo, o livro merece 1000 estrelas e condecorações pela sua ousadia em narrar uma história tão polêmica, criativa e bem elaborada. Parabenizo a editora Dracaena pelo belíssimo trabalho de diagramação. Todas as etapas do livro foram construídas e finalizadas com muito capricho e respeito ao leitor. E acima de tudo, gostaria de reverenciar mais um talentosíssimo autor nacional. Roque Neto é brilhante. Sua escrita é fulminante e arrebatadora.

Indico a leitura ao público adulto por conter em sua composição uma linguagem sensual, principalmente nos encontros entre os personagens Lucas e Thomas. Contudo, é preciso frisar algo muito importante. Não devemos rotular o livro como apologia ao homossexualismo ou que o mesmo tenha a intenção de denegrir a instituição católica. O livro concentra mensagens de amor, de entrega, de luta pela vida. Nos dias atuais, onde a sociedade discute tanto sobre homofobia é muito importante que possamos ler um livro tão magnífico como “Porque eu amei.”

"Abracei, beijei, lambi e menti para tantos italianos. Entretanto, naquela noite de 1º de março, mais de três meses sem tocar alguém, me sentia como uma virgem que experimentava, pela primeira vez, o roçar da barba do amado abaixo do umbigo. Algo imenso havia acontecido. Passava das três horas da manhã. Interrompi o fluxo da excitação e rezei a Ave-Maria, sem a qual não conseguiria dormir."(pág.39)

Após sua leitura, cada leitor que ainda possua uma venda sobre seus olhos a respeito sobre o tema, possa se libertar do preconceito, abrindo a mente para que a questão seja compreendida. Vou mais além, que o leitor abra seu coração e permita-se entender um pouco mais sobre a vida e o amor. Pois quando amamos alguém, não escolhemos raça, credo ou condição social. Que possamos entender que amor e sexo caminham juntos e que respeitar um homossexual é respeitar um indivíduo como qualquer outro. Não se rotula pessoas pela sua opção sexual.

Porque Eu Amei é um livro magnífico que fala de amor e de escolhas. Não devemos nos anular perante o olhar preconceituoso da sociedade. Porque o mais importante da vida é saber amar e se aceitar. Porque a vida é uma só e cabe a cada um lutar pelo o que acredita.

"A paz, entretanto, é curta quando os relacionamentos são construídos sobre feridas e preconceitos." (pág.29)


site: http://www.cacholaliteraria.com.br/2012/04/resenha-porque-eu-amei-de-roque-neto.html
comentários(0)comente



Mateus 02/03/2012

Simplesmente, perfeito...
Um dos melhores livros que ja li. Tema atual. Leitura dinâmica. Polêmico na medida certa!
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 29/02/2012

Porque eu amei
Antes de mais nada preciso que você esta com a mente aberta e sem preconceitos para que você possa apreciar a leitura da resenha do principalmente do livro.

José Lucas é um padre que esta próximo de virar Bispo realizando o sonho de sua mãe, ser a honra da familia, porém não é exatamente isso que ele quer. Em um chat na internet Lucas conhece o grande amor da sua vida o irlandês, Thomas.

E agora o que fazer? Um padre não pode nem ao menos namorar, piorou ser homossexual. Ele deve largar a batina e desistir do sono de sua mãe, sendo assim livre para viver a sua vida como bem entender, ou deve continuar seguindo os ensinamentos que lhe foram ensinados (Igreja Católica)?

(...)

http://blog.vanessasueroz.com.br/porque-eu-amei/
comentários(0)comente



ricardo_22 06/02/2012

Resenha para o blog OverShock
Porque Eu Amei, Roque Neto, 1ª Edição, Içara-SC: Dracaena, 2011, 240 páginas.

Nascido em Esperantina, no Piauí, o autor parceiro Roque Neto sempre demonstrou o interesse pelo conhecimento. É graduado em Filosofia, pós-graduado em Psicopedagogia e Gestão Escolar, e possui ainda mestrado em Educação. Atualmente vive na Califórnia, onde continua seus estudos, ao mesmo tempo em que trabalha na divulgação de suas obras literárias, que incluem Narciso: tédio e fúria, lançado em 2010, e Porque Eu Amei, que teve seu lançamento em setembro de 2011 pela editora Dracaena.
Em Porque Eu Amei, o autor nos conta a emocionante estória de José Lucas, membro de uma tradicional família católica, que apesar de todos os seus conflitos pessoais, ordenou-se padre, sem esperar que um dia se apaixonasse, como aconteceu ao conhecer o irlandês Thomas O’Doherty. Enquanto vive intensamente esse amor, padre José Lucas tem suas funções na diocese de Campinas e é indicado para se tornar bispo de uma diocese mineira, o que era o grande sonho de sua mãe. Antes de aceitar a indicação, José precisa enfrentar as dúvidas que pairam sobre sua cabeça: assumir sua homossexualidade ou continuar seguindo os desejos de sua mãe?
Ao contrário do que pode parecer, o livro mostra muito mais do que a incerteza de uma pessoa em assumir sua homossexualidade, afinal, não estamos tratando de uma pessoa comum e sim de um padre respeitado por ser de uma família tradicional e por exercer um importante trabalho em uma diocese como é a de Campinas. Claro que se trata de uma ficção, e o autor deixa isso claro na nota em que escreve ainda nas primeiras páginas, mas como em qualquer obra que se tem a Igreja Católica como cenário, podemos esperar polêmica (detalhe: sou católico) e tenho certeza que Porque Eu Amei é um livro capaz de polemizar.

“Eu queria justiça, o bispo oferecia misericórdia. Não devia esperar outro comportamento dele. Era este tipo de atitude que o distinguia de tantas outras autoridades religiosas, às vezes, para o bem, outras, para o mal (pág. 102)”.

Por mais que uma polêmica possa ser gerada pelo livro, ele conta a estória de um personagem forte e marcante, como padre José Lucas. Mesmo que seja uma ficção, o personagem é muito real e percebemos isso em suas decisões. Ele não tem medo de esconder de si mesmo os sentimentos e sua identidade, porém, ninguém conhece o verdadeiro José Lucas, a não ser o leitor, que acompanha as dúvidas e os desejos do personagem. Ele tem medo de se mostrar, e esse talvez seja um dos maiores defeitos do padre, afinal, se ele é capaz de amar intensamente, mesmo com suas responsabilidades, por que não revelar o seu verdadeiro eu? Claro que isso envolve muito mais do que o medo, e José Lucas tem muitos motivos para não se abrir e conhecemos esses motivos com o passar dos capítulos.
Contado em primeira pessoa, o livro é dividido em duas partes (Preto e Branco; Aquarela), sendo que os capítulos são alternados, ou seja, em alguns momentos o narrador-personagem nos conta sobre sua vida sacerdotal, em outros, passagens importantes de sua infância e adolescência. Conhecemos nesses momentos, a família Lucas e personagens que têm grande importância na vida do padre, como Jurandir, e a própria mãe, Elisa Lucas.
Dos diversos personagens que estão relacionados com a vida de Pe. José, por alguns deles sentimos certo ódio e por outros um carinho especial, como é o caso de Dom Castelletti, bispo de Campinas e quem indica o nome de José para se tornar bispo da diocese mineira. Dom Castelletti tem grande importância na vida do padre, e é um personagem interessante, e serve, em alguns momentos, como o pai que José nunca teve. O avô e claro, Thomas, responsável pela grande mudança na vida do sacerdote, também são importantes.

“Mas troféus perdem o brilho, cinco minutos depois que os recebemos, quando os largamos em uma estante qualquer e saímos a procura de um outro mais valioso. E o meu estava a poucos centímetros de mim, conversando com a garçonete (pág. 159)”.

Porque Eu Amei é minha primeira experiência com os livros de Roque Neto, e é difícil encontrar palavras para descrever o estilo de escrita do autor. Ele consegue, com simplicidade, descrever cenas, sentimentos e pessoas, sem que isso se torne cansativo. Tanto que é um livro curto e em poucas horas terminamos as 240 páginas, sem nem ao menos perceber.

Mais em: http://overshock.blogspot.com/2012/02/resenha-68-porque-eu-amei.html
comentários(0)comente



Marcos 24/01/2012

Porque eu amei traz a história de José Lucas (ou simplesmente Lucas), um padre que está muito próximo de virar Bispo e realizar o sonho de sua mãe, mas que acaba encontrando num chat na internet o grande amor de sua vida, o irlandês Thomas O'Doherty. Em meio a um dos maiores dilemas de sua vida (largar a batina em nome do amor ou seguir escondendo sua orientação sexual em nome da moral e dos bons costumes da Igreja Católica), Lucas ainda tem que enfrentar a saúde debilitada de seu avó, as grandes reviravoltas nas relações familiares e uma paixão adolescente repentina de um dos seus liderados num projeto social que o mesmo desenvolve. Lucas consegue passar por tudo isso com a ajuda do Dom Castelletti, seu mentor e amigo mais próximo. Mas conseguirá Lucas lidar com todas essas expectativas alheias? Poderá ele viver esse amor ou seria isso tudo uma grande ilusão em sua cabeça?

Quer continuar a ler essa resenha? Acesse: http://capaetitulo.blogspot.com/2011/12/resenha-porque-eu-amei-de-roque-neto.html
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR