Se Eu Morrer Antes de Você

Se Eu Morrer Antes de Você Allison Brennan




Resenhas - Se Eu Morrer Antes de Você


85 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Janise Martins 27/04/2020

Se Eu Morrer Antes de Você
Lendo esse livro me senti em um episódio de Criminal Minds, ou seja, suspense, ação, uma série de assassinatos, uma pitada de romance e todas aquelas pesquisas e buscas atrás do assassino.
Lucy mesmo depois de ter sido brutalmente atacada, não se deixou abater, mas passou a lutar por outras mulheres e crianças, para que não tivessem o mesmo fim que ela. E ela batalha para conseguir entrar no FBI.
Nesse meio tempo, um dos homens que atacaram e a mantiveram em cativeiro, é solto e morto. A partir daí começa um trabalho de investigação. Por que ele foi morto? Por que ele foi morto naquele local? Quem o matou? Por que Lucy não sabia que ele havia sido solto? Por que a promotoria fez uma acordo para soltá-lo tão breve? E assim a trama se desenvolve e não conseguimos mais largar a leitura.
Tudo bem dosado, mas a tensão é constante, porque há mais um perseguidor que ninguém sabe.
Lucy é bem carismática, conseguiu seu equilíbrio apesar de tudo e no meio do caminho conheceu Sean, um investigador particular. Ulalá! Quero ser investigada.
Amei ler. Não é uma leitura leve, mas é rápida devido a história que nos impulsiona na leitura. Um romance policial com uma série de assassinatos envolvidos e personagens fortes e apaixonantes. Com tensão, suspense, ação, uma pitada de amor e alguns “ai meu Deus!” do leitor.
Se você gosta de romance policial, vai amar este.
E foi assim a coisa.
Bjoo.


site: http://janiselendo.blogspot.com.br/2016/12/se-eu-morrer-antes-de-voce.html
comentários(0)comente



Tati Correa 24/03/2020

Lucy é uma mulher forte, que prova que não deixa o passado te moldar.
O livro é um romance policial, então temos as pitadas de romance, e uma bela trama policial.
O livro é bom, mas apresenta um excesso de informações, que às vezes, te fazem se perder no meio da história.
comentários(0)comente



Rosi C. Caleffi 18/02/2020

Seis anos atrás, Lucy Kincaid foi atacada e quase morta por um predador que conheceu online. Ela sobreviveu. Seu agressor não. Agora o objetivo de Lucy é juntar-se ao FBI e lutar contra o cyber-crime, mas nesse meio tempo, ela é voluntária em um grupo de direitos das vítimas, navegando na internet disfarçada para enganar e atrair agressores sexuais para as mãos da lei. Mas quando os predadores que ela caça começam a aparecer como vítimas de assassinatos, o FBI tem todo um novo interesse por Lucy.

Com seu futuro e possivelmente até sua liberdade em perigo, Lucy descobre que ela é um peão na história de alguém para obter justiça. Ela junta suas forças com o especialista em segurança Sean Rogan e, juntos, eles traçam seu caminho desde salas de chat online até as ruas de Washington, DC. Mas outra pessoa está seguindo-os: um perseguidor tem os olhos em Lucy. O único jeito de ela escapar de sua brutalidade pode ser outra luta até a morte.

Essa é a sinopse de SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ, um livro tão envolvente que te faz sentir dentro de uma investigação policial, ver todas as pontas soltas, analisar aparências e duvidar de todos, tentar pensar como os criminosos e entender as vítimas. Recomendo. 4?
comentários(0)comente



Mina 18/02/2020

Bom
Com um enredo intrigante, é uma leitura boa, q prende a gente! Achei q a autora solta as informações de maneira meio aleatória as vezes, o que me fez questionar inclusive se o livro era sequência de um livro anterior que desconhecia (e não, não é). Apesar de um pouco previsível, é uma boa leitura do gênero!
comentários(0)comente



priscila.wenzel 16/01/2020

Gostei!

O livro deixa você intrigado e a história te prende.
Diferente do que eu costumo ler, gostei!
comentários(0)comente



Pipoca Nerd 07/10/2019

Resenha do livro “Se eu morrer antes de você” de Allison Brennan
Se eu morrer antes de você é o livro número um da série “Love me to Death” publicado pela Editora Universo dos Livros. A série conta ainda com o livro Beije-me antes de morrer. Embora pertença à mesma série, são histórias diferentes com personagem diversos.

O tema central da história é o crime de estupro, inclusive Lucy que é a protagonista, foi vítima de um golpe, conhecido como “boa noite cinderela”, seguido de sequestro e estupro. Para quem nunca ouviu falar do “boa noite cinderela”, é um artifício criminoso que ocorre quando alguém droga uma vítima com o intuito de roubar ou estuprar. São utilizadas drogas que geralmente são colocadas em bebidas alcóolicas sem que a vítima tenha ciência do iminente perigo. Há casos também de drogas que podem ser absorvidas pela pele.

Na nossa história, o golpe do “boa noite cinderela” é intrinsecamente ligado aos crimes cibernéticos, pois os criminosos buscam suas vítimas em salas de bate papo, marcam encontros e depois drogam as vítimas para cometer estupros.

O caso de Lucy Kincaid foi muito grave, ela conheceu um cara na internet quando tinha 18 anos e acabou marcando um encontro em um parque para que eles pudessem se conhecer. Lá ela foi surpreendida com um cara que a drogou com um lenço que continha drogas e ela simplesmente apagou na hora. Depois ela foi sequestrada, estuprada e seus sucessivos estupros eram transmitidos online. O pior de tudo é que muitas pessoas pagavam vultosas quantias para assistir ao seu estupro. Soa completamente doentio pagar para assistir um estupro.

“Queria morrer, ali, naquele instante, porque alguns destinos eram piores que a morte”.

Em decorrência dos vários crimes praticados, a história é uma teia de aranha com muitas investigações. Em certo ponto da história, parece que todos são investigados e todos investigam alguém. Bem, isso ocorre por causa dos agentes envolvidos na trama. Temos a família Kincaid – Kate que é agente do FBI casada com Dillon que é psiquiatra forense, Lucy que está em seleção para ser agente do FBI que tem um envolvimento amoroso com Sean, sócio de seu irmão Patrick, eles são investigadores particulares. Sean é especialista em invadir sistemas, mas apenas quando é pago por isso. O trabalho de Sean anda na linha tênue entre a legalidade e a ilegalidade.

Lucy é uma sobrevivente que tenta fugir do estigma de vítima. Ela estudou psicologia e ciências da informática e almeja ingressar na carreira do FBI ajudando a desvendar crimes cibernéticos, precipuamente o crime de estupro para impedir que haja outras vítimas.

“Só porque uma mulher foi estuprada não significa que tenha de carregar esse estigma pra sempre, que isso tenha de limitar as suas opções”.

Lucy segue bem a vida depois do trauma sofrido, ela faz estágio em um centro que é responsável por monitorar estupradores após receberem o benefício do sursis e saem da prisão em condicional. Segundo os estudos, esses estupradores tendem a voltar a cometer o mesmo crime. O papel de Lucy é rastrear esses caras em salas de bate papo e marcar falsos encontros para levá-los de volta para a prisão.

Após seis anos do ocorrido, Lucy vê sua vida virar de ponta à cabeça, após a morte do segundo cara que a estuprou (Morton), pois o primeiro cara foi morto por Lucy. A morte de Morton vai trazer tantas perguntas que é quase impossível desvendar esse mistério e tudo o que envolve esse assassinato. A priori, todos podem ser suspeitos de ter cometido esse crime, inclusive a própria Lucy.

A história ainda conta com capítulos de um misterioso voyeur que persegue Lucy. O fato de ter um voyeur na história torna tudo mais intenso e intrigante. Um voyeur é um perseguidor e esse foi um grande trunfo na história.

“Ninguém entende a noção de tempo como eu. Durmo exatas seis horas todas as noites. Nem mais, nem menos. Faço exercícios por vinte e dois minutos todas as manhãs, seguidos por quatro minutos no chuveiro”.

O livro também é um prato cheio para operadores de Direito e de informática, os crimes cibernéticos são muito complexos e o tema também é muito importante. O livro traz uma crítica muito pesada ao sistema penal, em determinado momento a autora atribui a culpa da precariedade do sistema penal aos advogados e políticos. É público e notório, todos os problemas do sistema penal, tanto nos EUA como no Brasil, entretanto ressalvo o papel dos advogados que são os responsáveis pela justiça no processo. Além do mais, os problemas do sistema prisional são decorrentes de vários fatores: carência de políticas públicas, legislação branda, corrupção nos três poderes, sistema carcerário que é uma verdadeira escola do crime e muito mais. No contexto brasileiro, comparar advogados com políticos pode ser muito ofensivo. (risos)

Allison merece apenas uma crítica, ela não foi parcial em suas reflexões sobre o sistema penal. Claramente, exclui os policiais como responsáveis pelos problemas, tornando-os quase heróis. Todos sabemos que muitos policiais não são exemplares em seu papel, portanto não os tiraria do pacote que é responsável pelas mazelas enfrentadas pelo sistema penal e prisional.

Seguindo, gostaria de fazer um alerta. Não temam a espessura do livro. É um volume bem grande, são 479 páginas, entretanto a leitura é muito mais rápida do que alguns livros de 200 páginas. Em um piscar de olhos você lê 100 páginas, porque Allison escreve de forma leve um assunto que é tão pesado e prende completamente a atenção do leitor. No final do livro, a história torna-se pura ação e não tem como largar a leitura.

A melhor palavra para descrever o livro é intrigante, são muitas histórias paralelas e intrinsecamente interligadas que tornam o livro um grande mistério. Allison fez um trabalho brilhante, porque além de ter construído uma ótima história, ela ainda nos entrega essa história de uma forma impecável.

O barato do livro é que o leitor pode ser mais um dos investigadores, querendo desvendar o mistério em cada página virada. Essa investigação agradaria nossa Rainha do Crime, Agatha Christie.

site: http://pipocanerd.com/livros/resenha-livro-se-eu-morrer-antes-de-voce-de-allison-brennan/
comentários(0)comente



Geovanats 25/08/2019

O livro não é ruim.
Um bom enredo, bem contado, simpatizei com os personagens, mas pqp que família azarada!!! forçaram demais a barra e com isso perdeu uma estrelinha.
comentários(0)comente



Simone.Yamati 21/06/2019

Policial
Trama bem elaborada, no começo achei um pouco confuso, depois a estória ficou mais clara e envolvente
comentários(0)comente



Gabi Ruggin 28/05/2018

Muito bom
Ainda bem que não desisti de ler!! Narração um pouco confusa, muitos personagens com nomes complicados mas quando o bicho pega, pega pra valer, te deixa enjoada e com vontade de terminar logo rs super recomendo!!
comentários(0)comente



Isa 10/05/2018

Um dia pensou, que o amava, mas ela não sabia o que era amor. Só sabia o que o amor não era.
O livro é sensacional. Indico para qualquer pessoa de tão bom que ele é. Personagens muito bem construído. Um suspense do começo ao fim. Um romace que ti deixa apaixonada.
Sean é apaixonante, mesmo que eu tenha sido iludida por shippar Lucy e Noah no começo.
A cadeia de acontecimento foi muito bem construída, cada dúvida foi sanada até o ultimo capítulo.
Quem matou Morton? Quem segue Lucy? Quem está matando os molestadores? Quem está envolvido na morte daquele personagem especial? Em quem confiar? Em quem não confiar?
Ohhh quase fiquei lokaaaa!
A escrita é na 3° pessoa, e a diagramação é muito bem feita. Folhas amareladas, mas nem tanto. Só a capa, que não me agradou muito. Mas nada é perfeito, não é?
Vale muito a pena ver. O final é muito esclarecedor e nos deixa com um gostinho para o proximo livro que já está no meu desejado.
comentários(0)comente



Lana Wesley 09/03/2018

Um Romance Policial Tocante e Profundo
Deparei-me com este livro no ano passado, quando estava procurando obras que abordassem um tema forte e dramático. Ao ler o título, já me peguei bastante entusiasmada, e apesar de não ter visto muitos leitores dialogarem sobre esta estória, lendo as opiniões de algumas pessoas e blogueiros no Skoob, percebi que eram bastante positivas, e resolvi dar uma chance. E posso afirmar com toda certeza que me arrependo é de não ter lido antes.
Este livro narra a estória de Lucy Kincaida, que aos 19 anos foi sequestrada, abusada sexualmente, psicologicamente, e fisicamente, por um psicopata maníaco, que sentia prazer em cometer este tipo de atos horrendos. No entanto, após passar por este momento infeliz, isto não a fez abater pela situação, muito pelo contrário, a tornou uma mulher forte, decidida, que almeja por justiça. Não só para si, mas por todas as mulheres vítimas desse abuso e violência. Porém a obra vai, além disto e mostra como este tipo de crime é desenvolvido em rede, e como estes homens agem, ou pensam, e como marcam a vida das suas vítimas, as fazendo cometer atos impensáveis. O livro é narrado em terceira pessoa, e mostra vários ângulos de duas tramas cheias de suspense que estão correlacionadas, intercalando entre o passado, para que possamos compreender o presente, e nos proporcionar entrar nos pensamentos do criminoso, que mexe de forma profunda com nossos pensamentos e sentimentos, a cerca do que é descrito. E desta forma vamos nos envolvendo diretamente com esta investigação, tentando compreender, e descobrir o porque, ou quem esta por trás dos desses eventos.
Quando comecei esta leitura, me deparei com uma enxurrada de informações, desde a forma como a personagem Lucy estava levando sua vida pessoal, considerando seu passado, intercalando com as investigações que estavam sendo ocorridas pelo FBI, e como ela estava relacionada indiretamente, pelo menos a principio, por ela trabalhar como voluntária na PMC. Esta é uma instituição que através da internet, especificamente pelas redes sociais, tende a encontrar criminosos agressores sexuais. Admito que neste começo fiquei um pouco perdida, pois tinham palavras das quais eles se referiam que dentro do meu contexto eu não consegui compreender, até mesmo referente as siglas policiais. Porém no decorrer da estória quando as peças do quebra cabeça começaram a se encaixar, e tomei consciência da proporção da situação, a leitura ficou totalmente eletrizante, eu só queria saber qual séria o desfecho, e me surpreendi completamente com a conclusão.
Como deu para perceber, a obra trata de assuntos bastante delicados como sequestro, tortura, abuso sexual, psicológico, físico (como citado acima), estupro, violência, pornografia, psicopatia, e investigação policial. Claro, que tudo isto englobado em um contexto americano, mas de maneira nua e crua, e isto foi o que mais gostei. Outro ponto que me chamou muito a atenção foi a relação com a psicologia, e como esta ciência tem ajudado a compreender melhor a personalidade, e o perfil dos criminosos, e a existência de uma psicopatia, ou doença mental, e é abordada claramente a forma como o contexto em que a pessoa está inserida, pode ser propicia a desencadear este tipo de comportamento, e pensamento distorcido, que não condiz com a nossa realidade. Como estudante de psicologia foi possível tirar um ótimo proveito da estória para poder aprender um pouco mais sobre esta atuação.
Contudo, não fique pensamento que a trama foca apenas nestes pontos dramáticos, muito pelo contrário, teve um romance de fazer inveja na mulherada, pois admito que este personagem masculino tem bastante carisma, já que é companheiro, atencioso, compreensivo, romântico, e sabe conquistar uma mulher. Acredito que este relacionamento deu uma equilibrada em toda a estória, fugindo dos momentos tensos, para ocasiões leves, e cativantes, que me arrancou leves suspiros. Os familiares de Lucy, principalmente seus irmãos, a amam, e isto é demonstrado o tempo todo na estória, a forma como fizeram tudo e fazem do possível ao impossível para protege-la, no entanto sempre a apoiando, e dando força para que ela consiga conquistar o que deseja.
Lendo esse livro, percebi o quanto gosto deste gênero literário, e por isto pretendo ler com mais frequência, acredito que desta forma irei me familiarizar com este contexto e linguajar. Recomendo a obra para todos que gostam deste tipo de estória, ou que tem interesse de ler, mas não sabe por onde começar, acredito que o livro Se eu Morrer Antes de Você, é uma ótima dica. Fiquei muito chateada com um ponto, que foi a revisão muito mal feita da editora, mesmo o livro tento sua publicação no ano de 2011, ainda sim não justifica, pois eram muitas as palavras sem espaço, ou com erro ortográfico visível. E acreditem que não sou de reparar nessas coisas.

site: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ca Agulhari @literario_universo 30/01/2018

Legal.
Bom plot, livro interessante na temática policial, alguns personagens cativantes embora eu não tenha amado a protagonista. De toda forma eu recomendo. Quem gostou de A garota no gelo provavelmente vai gostar desse!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Roberta Galdino 26/01/2017

Se eu morrer antes de você
Título: Se eu morrer antes de você
Autor: Alisson Brennan
Série: Love me to Death
Editora: Universo dos livros
Ano: 2011
Páginas: 480
Gente, esse livro... humm, muito bom!!!
Embora não se trate do melhor livro que li deste gênero, me agradou muito, o bastante para classificá-lo como tendo cumprido perfeitamente sua função de romance policial.
Fiquei envolvida pela história desde o início e a leitura foi bastante fluida e prazerosa, não tendo me dispersado em momento algum, pelo contrário, conforme avançava a leitura, fui criando hipóteses, tentando inferir sobre o que estaria acontecendo paralelamente à ideia núcleo!!!
Eu gosto muito do gênero policial, e esse tem um “Q” a mais, o enredo aborda temas bem atuais, o que a meu ver serve-nos de alerta, principalmente em relação à exposição de crianças na internet, sem supervisão de um adulto, pois devemos estar conscientes de que esse tipo de crime realmente acontece. (eu sei que isso soa redundância, mas é tão sério e recorrente, que vale a pena repetir sempre).
A trama permeia temas tais como crimes sexuais (contra crianças e mulheres), assassinatos e pornografia ilegal, em meio virtual. Predadores virtuais, crimes sexuais e pedofilia são assuntos indigestos, mas contribuíram para deixar a história mais realista e instigante. Embora a autora aborde temas bem densos que causam uma certa inquietude, a escrita não é apelativa, Brennan não precisou lançar mão de narrações bizarras e cenas sangrentas e chocantes, o livro não se trata de uma obra degradante com cenas horríveis. É um livro adulto, mais não é um livro erótico, a autora faz um paralelo entre a ''ação'' e o romance, que faz com que o livro fique mais leve, pois consegue contrabalancear uma história horrível e trágica com um romance lindo, potencializado por uma história de superação.
A narrativa é em terceira pessoa (em algumas situações aparece uma narração em primeira pessoa por um narrador personagem), o que faz com que a história possua duas tramas de suspense paralelas. Essa alternância é instigante e muito misteriosa, não fui capaz de desvendar do que se tratava até o desenrolar dos fatos.
Um ponto negativo é em relação à revisão, percebi muitos erros ortográficos e de digitação (falta ou excesso de espaços em algumas sílabas e ou palavras).
Os personagens são maravilhosos, taí um livro que pode-se dizer, recheado de mocinhos e bandidos, também tem algo que eu adoro, duas grandes famílias (Os Kincaid’s e os Rogan's, são tudo de bom, todos exercem profissões perigosas: Policias, agentes do FBI, mercenários, seguranças particulares), imaginam o bang bang??? Os protagonistas são ótimos, e os coadjuvantes não deixam nada a desejar, não seria capaz de apontar um preferido. Não pera, tá vai o Sean Rogan é perfeito
Tatids 26/01/2017minha estante
Quero ler!!!! Ótima resenha!!!


Roberta Galdino 26/01/2017minha estante
Obgada, Lindeza!!! Eu adorei, super recomendo!!! Vou ler o 2, acredito que ainda esse mês.


Roberta Galdino 14/04/2017minha estante
Leia Tatids... vai gostar!!! :)




Joyce Oliveira 05/10/2016

Podia ser mais...
Mta coisa poderia ser tirada, poderia ser mais objetivo...
O romance do casal foi leve...
E já que teve tantos personagens secundários, poderia ter romances secundários...
O maluco do livro só fiquei sabendo no final mesmo, puts pq n tinha pista nenhuma que seria ele...Confesso que pulei folhas, acho q mas adiante lerei ele de novo pra ver se mudo de opinião :(
comentários(0)comente



85 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6