Se Eu Morrer Antes de Você

Se Eu Morrer Antes de Você Allison Brennan




Resenhas - Se Eu Morrer Antes de Você


85 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Roberta Galdino 26/01/2017

Se eu morrer antes de você
Título: Se eu morrer antes de você
Autor: Alisson Brennan
Série: Love me to Death
Editora: Universo dos livros
Ano: 2011
Páginas: 480
Gente, esse livro... humm, muito bom!!!
Embora não se trate do melhor livro que li deste gênero, me agradou muito, o bastante para classificá-lo como tendo cumprido perfeitamente sua função de romance policial.
Fiquei envolvida pela história desde o início e a leitura foi bastante fluida e prazerosa, não tendo me dispersado em momento algum, pelo contrário, conforme avançava a leitura, fui criando hipóteses, tentando inferir sobre o que estaria acontecendo paralelamente à ideia núcleo!!!
Eu gosto muito do gênero policial, e esse tem um “Q” a mais, o enredo aborda temas bem atuais, o que a meu ver serve-nos de alerta, principalmente em relação à exposição de crianças na internet, sem supervisão de um adulto, pois devemos estar conscientes de que esse tipo de crime realmente acontece. (eu sei que isso soa redundância, mas é tão sério e recorrente, que vale a pena repetir sempre).
A trama permeia temas tais como crimes sexuais (contra crianças e mulheres), assassinatos e pornografia ilegal, em meio virtual. Predadores virtuais, crimes sexuais e pedofilia são assuntos indigestos, mas contribuíram para deixar a história mais realista e instigante. Embora a autora aborde temas bem densos que causam uma certa inquietude, a escrita não é apelativa, Brennan não precisou lançar mão de narrações bizarras e cenas sangrentas e chocantes, o livro não se trata de uma obra degradante com cenas horríveis. É um livro adulto, mais não é um livro erótico, a autora faz um paralelo entre a ''ação'' e o romance, que faz com que o livro fique mais leve, pois consegue contrabalancear uma história horrível e trágica com um romance lindo, potencializado por uma história de superação.
A narrativa é em terceira pessoa (em algumas situações aparece uma narração em primeira pessoa por um narrador personagem), o que faz com que a história possua duas tramas de suspense paralelas. Essa alternância é instigante e muito misteriosa, não fui capaz de desvendar do que se tratava até o desenrolar dos fatos.
Um ponto negativo é em relação à revisão, percebi muitos erros ortográficos e de digitação (falta ou excesso de espaços em algumas sílabas e ou palavras).
Os personagens são maravilhosos, taí um livro que pode-se dizer, recheado de mocinhos e bandidos, também tem algo que eu adoro, duas grandes famílias (Os Kincaid’s e os Rogan's, são tudo de bom, todos exercem profissões perigosas: Policias, agentes do FBI, mercenários, seguranças particulares), imaginam o bang bang??? Os protagonistas são ótimos, e os coadjuvantes não deixam nada a desejar, não seria capaz de apontar um preferido. Não pera, tá vai o Sean Rogan é perfeito
Tatids 26/01/2017minha estante
Quero ler!!!! Ótima resenha!!!


Roberta Galdino 26/01/2017minha estante
Obgada, Lindeza!!! Eu adorei, super recomendo!!! Vou ler o 2, acredito que ainda esse mês.


Roberta Galdino 14/04/2017minha estante
Leia Tatids... vai gostar!!! :)




Rose 18/06/2015

Lucy Kincaid vem de uma família estruturada e unida. Mas isso não impediu que há seis anos atrás ela fosse brutalmente atacada por uma pessoa que ela conheceu pela internet. Lucy apanhou e foi violentada. Toda sua humilhação e sofrimento foi assistido ao vivo por milhares de pessoas via web. Este ataque quase a matou, assim como a seus irmãos.
De alguma forma ela seguiu em frente e não quis para si o rótulo de vítima. Hoje seu maior desejo é entrar para o FBI como seu irmão e sua cunhada. Ela é voluntária do PMC (Proteção a Mulheres e Crianças) em que monitora predadores virtuais que foram soltos e ainda são uma ameaça para a sociedade. Seu trabalho já devolveu para a cadeia muitos destes criminosos.
Quando Roger Morton, um de seus agressores, aparece assassinado bem na cidade em que Lucy e sua família moram, ela torna-se a principal suspeita. É bem verdade que sua família também entrou para a lista. Devido as implicâncias do crime, pois seu irmão Dillon e sua cunhada Kate são agentes do FBI, a agência destacou Noah e Abigail para investigarem o crime.
Inconformados com a situação e inseguros quanto a segurança de Lucy, sua família começa a investigar junto com o FBI o caso, e contam com a ajuda de Sean Rogan, sócio de um dos irmãos de Lucy e especialista em segurança. Ele conhece todo o caso de Lucy, e sabe todo o sofrimento que ela e sua família passaram.
Paralelo a isso, Lucy pede ajuda a seu ex namorado policial para que ele investigue a morte de um outro predador sexual que ela estava prestes a devolver para a cadeia. Ele também foi morto de forma semelhante a Roger Morton.
É justamente esta investigação que leva Lucy descobrir uma grande trama de vingança onde ela e seus conhecimentos são usados sem que ela soubesse. Um vingador, (ou seriam vingadores?) tem matado muitos dos criminosos que Lucy estava prestes a colocar na cadeia.
Agora o que estes crimes tem ligação com Roger Morton e porquê Lucy está sendo usada para estas vinganças são fatos que precisam ser investigados.
Durante este processo, Lucy e Sean acabam se aproximando além da amizade, e ele quer mais do que nunca garantir a segurança e felicidade de Lucy.
O que ninguém imagina é que Lucy está na mira de um psicopata que acha que as mulheres são animais inferiores que precisam ser domesticados. Lucy está correndo um grande perigo. Há seis anos seus irmãos conseguiram salvá-la, mas será que serão capazes de conseguirem isso de novo?
Quem tem matado os predadores virtuais? Por que Lucy é usada para esta série de crimes? Quem são os vingadores? Quem está por trás desta rede de assassinatos e vinganças?
Em um enredo de tirar o fôlego e prender o leitor até o fim, vamos não só acompanhando as investigações como também a mente perturbada que tem Lucy como seu próximo alvo. O que deixa tudo ainda mais tenso é saber que apesar de todo o preparo de Lucy e de estar rodeada de policiais e agente do FBI, inclusive dentro da própria família, a ameaça está mais próximo dela do que se possa imaginar e ninguém nem suspeita disso.
Se você gosta de enredos policiais cheios de suspense, não deixe de conferir este.


site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br/
Clarice.Castanhola 18/06/2015minha estante
Caramba parece ter uma trama bem traçada que instiga a curiosidade do leitor até a última página. curti vou procurá-lo , amei a resenha, e com certeza não vou deixar de conferir ... :]


Kemmy 20/06/2015minha estante
Eu adoro enredos policiais cheios de suspense! haha
A premissa é bem interessante e fiquei me perguntando se Lucy não está mesmo por trás do assassinato de um de seus agressores. Afinal, creio que pelo menos a maioria das pessoas ficaria com um enorme desejo de vingança depois de um ocorrido desses, né?
E esse tal psicopata que acha que mulheres são inferiores? Nojento, morra!
Adorei a resenha e já coloquei o livro na lista de "preciso ler"


Sil 21/06/2015minha estante
Confesso que no decorrer da trama cheguei a desconfiar de todos, da Lucy, do Sean. Torci muito pra que o Coby não fizesse parte dos vingadores. Gostei da bravura da Lucy, o Sean é um fofo.
O livro é sensacional, nota dez! Ótima resenha.




Helana O'hara 17/03/2012

Se eu morrer antes de você
Antes de mais nada, devo dizer a você que a capa linda desse livro engana quando você começa a ler. Depois que você capta a história percebe que a capa têm a ver sim com a história do livro.
Muitas pessoas chegaram pra mim e perguntaram se o livro era um romance ou um drama.
“Se eu Morrer Antes de Você” é um romance, é um drama… Policial. Aliás é o 1° volume da série Love Me To Death.

Allison nos apresenta Lucy, uma jovem com um passado devastado devido a um estuprador que a prendeu durantes dias e por pouco não a matou.
Durante anos Lucy tenta viver uma vida normal. Mas nada na vida dela é normal, sua família foi totalmente destruída psicologicamente por causa disso, tanto ela quanto os irmãs e parentes estão de algum modo trabalhando envolvidos ao lado da polícia.
Lucy sonha em ser agente do FBI por isso estudou sua vida toda para esta razão e boa parte do seu tempo tralhando para colocar na cadeia estupradores, pessoas mal intencionadas, seja com mulheres adultas seja com crianças.
A vida da moça muda quando um desses caras está em condicional e ela consegue armar uma armadilha para ele ser preso, naquela noite em diante sua vida vira um “meio inferno”, o cara que a estuprou aparece morto perto da casa dela, e todos, inclusive a própria Lucy são suspeitos de ter matado-o.
E uma série de crimes contra molestadores e estupradores são descobertos.

Ex agentes do FBI, policiais, detetive particular, todos envolvidos para proteger Lucy de alguma forma. Pois acreditam que alguém está atrás dela.

A autora escreveu esse romance policial tão bem que em certos pontos dos livros tive a sensação que ela mesma foi uma agente do FBI. Os detalhes dos acontecimentos, como os agentes e detetives de comportaram durante o livro todo me deixou muito surpresa.
Allison Brennan escreveu Lucy muito bem, uma moça de 24/25 anos que apesar de todo trauma que tem na vida, seguiu em frente, apesar de toda dor,das lembranças que ela tem na própria pele quer ser uma pessoa normal.

Alguns capítulos do livro são bem fortes, principalmente aqueles que são retratados os pensamentos um maniaco,o modo que ele fala de Lucy e trata qualquer mulher é nojento, é doloroso e forte – isso fez com que o livro tivesse uma pitada de realismo o deixando mais interessante. Do que adianta escrever um livro sobre uma vitima se não existir um pouco da cabeça de um estuprador? A coragem da autora foi grande nesse aspecto.

Quando você for ler Se eu Morrer antes de você – lembre-se, esse livro não é cheio de frases legais, bonitinhas e ele tem uma continuação o que me deixou roendo unhas.

Gostei muito dele. A história me prendeu muito, o tema abordado é muito interessante, os detalhes de cada acontecimento na medida certa. Porém é um livro que muita gente vai torcer o nariz. Aqueles que gostam de um bom Thriller com certeza vão adora.. Não sei se indicaria a todos.
“Se eu morrer antes de você” é um livro bem diferente. Peço que leiam e tirem suas próprias conclusões. ♥ Eu amei!!!
Aliás raramente meus leitores vão ler resenhas de livros que não gostei, não acho justo escrever uma resenha de algo que não tenha curtido.
Monique 17/12/2012minha estante
Achei exatamente isso da capa: me enganei total. Pensei que era estilo Nicholas Sparks o.O
#ListaDeDesejadosGanhaMaisUm
u_u


Liv 20/05/2013minha estante
O grande problema do livro foi a tradução que a editora a deu, ou a revisão que esta teve, pois faltam muitos espaços entre palavras o que tornou a leitura um pouco desagradável e cansativa, mas a história não deixa que tal erro o canse de verdade, praticamente virei página atrás de página até chegar aonde estou atualmente. Comecei a ler o livro após ter lido a segunda parte, a qual adorei.

Concordo plenamente que foi muita coragem por a cabeça do perseguidor de Lucy, sinceramente chegou a me deixar nervosa em pensar que aquilo pode se passar pela cabeça de alguém.

Quanto a parte da autora lhe parecer uma agente do FBI, ela fez pesquisas bem profundas sobre os assuntos, consultando membros da força aérea americana, visitando a sede do FBI, Quântico e, de acordo com a autora, ela tirou várias dúvidas sobre o assunto com todos que estavam ao seu alcance. Ela não deixa de agradecê-los por tê-la ajudado a escrever o livro.

Acredito que a série No Evil resolva algumas dúvidas que tenho sobre a série, mas só vou saber isso após ler a série... Ainda vou procurar os livros em inglês e também quero saber mais sobre Sean, que ainda me deixa cheia de dúvidas (já soube que no livro Stolen falará mais sobre ele). A série tem me deixado bem entretida e mal posso esperar para ler o resto da série.




Livretando 17/01/2014

Resenha: Se eu morrer antes de você
Lucy Kincaid é uma jovem que há seis anos foi sequestrada e mantida sob custódia de estupradores. Foi molestada por diversas vezes durante o período de confinamento, mas o que tornou a situação ainda mais degradante, foi o fato de que todos os abusos eram exibidos ao vivo pela internet, sob condição de pagamento. As meninas sequestradas eram usadas como objeto de negócio.

Mas contrariando o histórico do todas as vítimas desses criminosos, Lucy conseguiu escapar. E, até então, briga com seus medos tentando esquecer, a qualquer custo, esse passado tão devastador. Com sede de justiça, Lucy entra em um grupo especializado nesse tipo de crimes e lá sua função é rastrear, através da internet, e mandar de volta para a prisão criminosos sexuais, afinal, o sistema falhou em seu julgamento e eles não deveriam estar a solta, oferecendo risco à sociedade.

Mas as coisas começam a sair dos trilhos, Lucy percebe que os estupradores com que ela vêm se comunicando estão sendo mortos, incluindo o homem que participou de seu sequestro. E para deixar as coisas ainda mais tensas, ela tem a sensação de estar sendo observada há dias. Será que, depois de tanto sofrimento, o pesadelo de Lucy ainda não acabou? Será que ela está realmente sendo perseguida, ou é apenas fruto de sua imaginação devastada pelo passado? É possível!

Assim que li a sinopse deste livro, fui fisgado. Como muitos sabem, este é o gênero literário que mais aprecio, e a história me pareceu muito interessante. A leitura supriu minhas expectativas. Allison Brennan possui uma narrativa fantástica. Ela consegue prender o leitor, mantendo o mistério sempre em nível elevado, o que é fundamental nesse tipo de leitura. A obra é narrada em terceira pessoa, na maior parte da história. Alguns capítulos, ou parte deles, são narrados por um psicopata que dedica seu tempo a "domesticar as fêmeas". Daí já podem sentir o nível de loucura do cara, né? hehe...

Apesar do número excessivo de personagens, O livro me agradou muito durante toda a leitura, mas o final não tanto. Sinceramente, foi tão... normal! Esperava algo mais revelador. Sim, teve ação, foi empolgante e tudo o mais. Mas não teve aquele "quê" que sempre esperamos no final desse tipo de obra.

Se eu morrer antes de você é o primeiro livro da série "Love me to death" (adorei esse nome!). O próximo, Kiss me, Kill me (título original), ainda não tem previsão de lançamento aqui no Brasil. Mas ao final da leitura do primeiro volume, temos uma prévia do que vem por aí. Estou curioso.

P.S. Não recomendo a leitura para menores de 16 anos, algumas cenas são bem picantes. São poucas, mas existem. hehe...

site: http://livretando.blogspot.com.br/2012/03/resenha-se-eu-morrer-antes-de-voce.html
Juliana Teixeira 15/04/2014minha estante
O Segundo livro já foi lançado se chama beije-me antes de morrer.


Breno Rodrigues 15/04/2014minha estante
Sim, obrigado por informar. É que essa resenha não é recente, é de Março de 2012. Inclusive já estou com a sequência pra ler aqui na minha estante.




Naty 16/12/2011

www.meninadabahia.com.br


Lucy Kincaid precisa ser treinada. Preciso domá-la.
Ela é o problema. Eu sou a solução
Pág. 382


Lucy Kincaid foi seqüestrada e estuprada durante dois dias por vários homens e tudo que lhe acontecia eram filmado e divulgado na internet. Os usuários que pagavam para ver seu desespero é quem escolhia o que e como fariam com ela. Até sua morte.

Mas Lucy não morreu. De uma família de mercenários, agentes do FBI, Lucy conseguiu ser resgatada ainda com vida.

Seis anos se passaram. Ela tenta viver a vida sem medos, mas o medo de ser seguida, ainda a assombra. Mas ela é corajosa e decidida, fez cursos de defesa pessoal, se engajou na luta por mulheres que sofreram abusos e agora está determinada a dar um fim aos maníacos de internet.

Ela está tendo muito êxito no fato, até que começa a perceber que os maníacos que caíram em sua cilada começam a morrer, incluindo o rapaz que a seqüestrou.

Lucy está com medo. O horror ainda não acabou. Alguém está à sua espreita, ela não sabe quem e nem por que. Mas se recusa a ser apenas uma vítima, novamente. Por sorte, ela pode contar com o sócio de seu irmão, Sean e contar com a ajuda de seus poderosos irmãos, que podem ajudar tanto de maneira lícita quanto ilícita, para desespero do FBI.

À medida que vão chegando mais fundo na verdade, o companheirismo, o carinho e amor vão se desenvolvendo entre Sean e Lucy (e é lindo!).

Muita ação, suspense psicológico e romance, assim é Se eu morrer antes de você, de Allison Brennan (Universo dos Livros, 496 páginas, R$ 44,90). Penetramos na história e sentimos o medo de Lucy, aquela angústia de saber que a qualquer hora o assassino irá lhe pegar. Estudamos o caso juntamente com o FBI e torcemos por Lucy e Sean.

Falando em Sean...


E não havia nada de superficial em Lucy Kincaid, e absolutamente nada de superficial quanto ao seu desejo por ela.
- O que está se passando por essa sua mente? Ela perguntou.
- Quero beijar você ele disse antes de perceber que as palavras saíam da sua boca.
- Você normalmente pede antes?
- Não.
Ela inclinou o queixo para cima em um desafio e pareceu zangada, com as pupilas se dilatando.
- Então não peça.
Pág. 174

- Eu não teria lhe enviado rosas vermelhas.
Ela abriu os olhos e o fitou. Ele esticou a Mao e tocou na face, depois passou os dedos pelos cabelos dela.
- Eu teria lhe mandado margaridas multicoloridas, dúzias delas em amarelo, branco, azul, violeta e rosa e todas as outras cores disponíveis.
- Por que margaridas? Ela sussurrou.
- Porque elas a fariam sorrir, depois rir, e você voltaria a sorrir todas as vezes que as olhasse. Toda vez que visse uma margarida, você pensaria em mim. Porque ninguém mais lhe mandaria um buquê de flores tão excêntrico.
Pág. 228


Roarke, se cuide!

Allison Brennan escreveu um história fantástica e entrou pra lista das favoritas.


Love Me to Death
1. Se eu morrer antes de você
2. Kiss Me, Kill Me
3. If I Should Die
4. Silenced
Flaveth 29/12/2011minha estante
Oi. Me pergunto: "porque não 5 estrelas?"




Semiramis 22/02/2013

Romantico Policial
Só pelo final essa história já merece 5 estrelas,rs.
Lucy é uma personagem marcante, determinada, corajosa, que luta pra ajudar as vitimas de abuso sexual, pois sentiu na pele todo o horror desse crime cometido contra a mulher.
Apesar de todas as tecnicalidades (existe essa palavra?), entre FBI, agentes particulares, um monte de tecnologia, a autora se esmerou em criar um ambiente familiar unido, com a presença dos irmãos da Lucy, seus erros e acertos, e toda aquela interação fraterna que gosto tanto nos livros.
E não posso deixar de falar de Sean, mocinho TDB, apaixonado, carinhoso, compreensivo... (é não existe, mas o que isso importa, não é?rs), que fez tudo pela Lucy, ai, ai... Os momentos finais, foram lindos, eletrizantes, a cada palavra parecia que o pior iria acontecer, nossa!
Ah, e dá uma tristeza tão grande pelas vítimas... =(
Agora, indo para a continuação.
Silvana Barbosa 10/07/2013minha estante
Ih , esses é daqueles livros que dá um medão de ler e depois ficar acordada no meio da noite com os zoião arregalado de medo . Ando tão impressionável rsrs !!! Fico naquela : ler ou não ler , eis a questão .




Jacqueline 24/02/2012

Resenha publicada originalmente em : www.mybooklit.blogspot.com
Este livro pertence a uma série de 4 livros, e eu comprei especialmente pelo título, que me chamou bastante atenção. Eu esperava um maravilhoso livro do gênero policial imprevisível, mas não foi bem o que encontrei.
Posso dizer que tiveram momentos em que curti bastante a leitura (por conta do romance) e outros que fiquei entediada pela falta de mistério, e ainda mais pelo final, que foi óbvio demais.

O livro é narrado em terceira pessoa, o que nesta história foi totalmente necessário, por conta do número de personagens. O assassino também tem seu ponto de vista narrado em primeira pessoa, o que tornou a leitura mais dinâmica e interessante.
Aos 18 anos Lucy Kincaid conhece pela internet um homem com quem marca um encontro. Só que neste primeiro encontro, ela é atacada e estuprada brutalmente pelo maníaco.
Lucy consegue sobreviver, e após 6 anos do ataque, ela trabalha como voluntária no PMC (Prioridade para Mulheres e Crianças) e aguarda sua carta de aprovação para entrar no FBI. O trabalho de Lucy, é atrair os predadores que estão em condicional, nas salas de bate-papo monitoradas pelo PMC, e fazer com que os maníacos sexuais sejam pegos e presos.
Mas algo estranho acontece, quando vários maníacos que Lucy ajudou a localizar, aparecem mortos, inclusive o homem que a atacou e destruiu sua vida. Uma nova ameaça surge, quando Lucy sente que está sendo observada: um maníaco esta à espreita, sem que ela desconfie de sua identidade.
Lucy conhece Sean Rogan, que trabalha com o irmão dela Patrick, na empresa Rogan-Caruso-Kincaid (RCK), e mesmo com receio de se envolver com alguém, eles começam um relacionamento, e Sean se mostra super protetor em relação a Lucy e faz de tudo para ajudá-la a encontrar o assassino de seu algoz.

Até a página 200 o mistério da trama estava interessante, mas depois tudo ficou óbvio demais. O suspense que eu pensei que seria o ponto alto do livro, não fluiu. Em alguns momentos eu achei a escrita de Allison, e a temática do livro, bem parecidos com a de Stieg Larson no primeiro livro da trilogia Millennium: Os homens que não amavam as mulheres. Mas diferente de Stieg, Alisson não soube trabalhar bem a questão do suspense, e o final ficou evidente nos primeiros capítulos.
Em determinados momentos, a narrativa se torna cansativa por soar repetitiva em muitas vezes.
O ponto alto do livro, fica por conta do romance entre Lucy e Sean, apesar de achar o romance dos dois um pouco "forçado", me agradou muito o instinto protetor do Sean, e o seu jeitão: pode contar comigo.
O livro tem uma super cena hot, e acho que a autora leva jeito para o gênero, porque com o suspense ficou devendo e muito.
Lucy apesar de ser uma vítima, é uma personagem forte, corajosa e decidida, e me lembrou a Lisbeth de Stieg (sem os piercings e tattoos característicos).

"- Eu não teria lhe enviado rosas vermelhas. (...)Eu teria lhe mandado margaridas multicoloridas, dúzias delas em amarelo, branco, azul, violeta e rosa e todas as outras cores disponíveis.
- Por que margaridas? – Ela sussurrou.
- Porque elas a fariam sorrir, depois rir, e você voltaria a sorrir todas as vezes que as olhasse. Toda vez que visse uma margarida, você pensaria em mim. Porque ninguém mais lhe mandaria um buquê de flores tão excêntrico." (pág.228)


A revisão do livro deixou a desejar. Existem vários erros como a falta de espaço entra as palavras, que atrapalham bastante. No final do livro, possui uma degustação do próximo livro Kiss Me, Kill Me.
Apesar da falta de suspense, foi uma leitura agradável, e espero que o próximo livro tenha mais ação e mistérios.
comentários(0)comente



Vivi 05/01/2012

Dizer que esse livro me surpreendeu é pouco, geralmente fujo dos livros policiais, não sei o motivo, mas sempre sei quem é o "vilão" da história.
Se eu Morrer Antes de Você é um livro policial cheio de suspense e depois que você começa a ler, é quase impossível parar.

Lucy Kincaid é sobrevivente de um sequestro, onde durante 24 horas foi agredida sexual e fisicamente tendo as imagens de sua agressão veiculadas na net para pervertidos dispostos a pagar para assistir e Lucy quase morreu nas mãos de seus agressores.

Hoje, após seis anos, Lucy tenta levar sua vida adiante e decide ajudar uma instituição que auxilia vitimas e parentes de violência sexual, monitorando agressores em condicional e conseguindo por meio da internet provas que os levem de volta a prisão.

Mas em seu último caso, Lucy descobre que o criminoso que deveria ter sido preso foi assassinado e todas as provas apontam para ela, logo ela se verá no meio de uma investigação do FBI e novamente sob o terror dos acontecimentos de seu passado. em quem confiar e como agir dependerá exclusivamente de sua intuição e seus reflexos.

Nesse meio tempo ela descobrirá em Sean, um porto seguro, amigo confiável e talvez um pouco mais. O misterioso e atraente investigador e sócio de seu irmão despertará em Lucy sentimentos e sensações que há muito imaginou estarem esquecidas.

Achei muito interessante que em algumas partes temos a narração do perseguidor de Lucy e conhecemos de uma foma surpreendente sua mente doentia e o que ele pretende fazer a ela.
E realmente nesse livro eu não consegui descobrir quem era o "Perseguidor" algo que é realmente muito raro acontecer.

"Preciso ouvir os pedidos de clemência dela. Preciso saborear as lágrimas do rosto dela. Preciso vê-la se partir ao meio. Preciso sentir o cheiro do medo dela. Preciso que ela obedeça." Pág 191

"Lucy Kincaid precisa ser treinada. Preciso domá-la. Ela é o problema. Eu sou a solução." Pág. 382
comentários(0)comente



Rafa 28/02/2021

Há seis anos, Lucy Kincaid conheceu pela internet um homem que parecia ser o tipo ideal. Porém, após ser atacada brutalmente no primeiro encontro, ela viu que tinha se envolvido com um psicopata muito perigoso. Anos depois, ela começa a trabalhar como voluntária no departamento encarregado de investigar esse tipo de crime, rastreando pela internet psicopatas e maníacos sexuais para que eles sejam presos. Mas esses homens estão sendo mortos e Lucy se vê envolvida numa trama que poderá deixá-la novamente face a face com um psicopata!!

Gostei de como a autora criou o começo da história. Ela cria uma boa base, com dois mistérios bem montados em seus inícios e que prometiam bastante!! Mas na hora de finalizar tudo, ela não foi muito feliz...

Na minha opinião, faltou exatamente o que um thriller pede na resolução de suas tramas: emoção!! Quando li os desfechos das tramas de suspense, não senti emoção alguma. Não me surpreendeu. A história ficou bem fechada, sem pontas soltas, mas não causou o impacto esperado!! Acho até que em uma das tramas, a autora escolheu um caminho muito difícil pra encerrar uma história de suspense.

A parte do romance também não me convenceu muito. Começou meio forçado e não evoluiu no resto do livro. Lucy foi construída com muita insegurança por tudo que passou, então o romance ali proposto pareceu desnecessário demais!!

Se Eu Morrer Antes de Você é o primeiro livro de uma série, mas não empolgou muito para que eu queira ler o próximo!!
comentários(0)comente



Hérida Ruyz 15/12/2011

“SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ” (Allison Brennan)
“Se Eu Morrer Antes De Você” é o primeiro livro da série Love me to Death escrita pela autora Allison Brennan. Quando iniciei a leitura fiquei com a sensação de que havia lacunas a serem preenchidas no enredo. A história passada de Lucy é citada, porém as circunstâncias em que ocorreram ou como foi solucionada são pouco descritas. Mas o conhecimento desse passado me pareceu ser fundamental, principalmente para entender todas as implicações do que está ocorrendo no presente. Descobri que o sequestro de Lucy foi retratado em outra série, no livro “Fear No Evil”, protagonizado por seu irmão Dillon Kincaid. “Se Eu Morrer Antes De Você" parece mais uma sequência do que o primeiro livro de uma série. Isso não atrapalha a compreensão do enredo, mas me incomodou um pouco.


O círculo familiar e de amigos de Lucy é predominantemente composto por membros do departamento de polícia, FBI e investigadores particulares. Essa característica potencializa o poder da diligência policial, por outro lado restringe os relacionamentos. O romance entre Lucy e Sean possui vigor, mas não é o foco principal do livro. Eu prefiro que os policiais sejam assim, sem desvios do foco principal da trama que é investigar a autoria de um crime.

Se Eu Morrer Antes De Você” possui duas tramas de suspense paralelas. A primeira se refere ao assassinato dos condenados em liberdade condicional; a segunda trata de um indivíduo misterioso que observa e persegue Lucy.
Durante 2/3 do livro não sabemos quem é o assassino dos condenados e o enredo prioriza esse assunto. Porém no ápice da trama, o assassino é descoberto e a história muda o foco da investigação para o perseguidor de Lucy. Essa alternância instiga o leitor, porém achei que contribuiu para esfriar um pouco o suspense. A trama paralela, na qual Lucy é uma vítima em potencial, teve um desenvolvimento corrido. Achei que foi solucionado rápido demais.

Uma ressalva deve ser feita… a revisão do livro deixou muito a desejar. O livro possui vários erros de digitação, principalmente a falta de espaço entre palavras.

Resenha completa aqui:http://www.lendonasentrelinhas.com.br/2011/12/se-eu-morrer-antes-de-voce-allison.html
comentários(0)comente



Erica Martins 05/04/2012

Resenha Se Eu Morrer Antes de Você por Erica Martins

Esta resenha está no Blog Leituras & Fofuras: http://www.leiturasefofuras.com.br/2012/01/resenha-principe-sombrio-de-christine.html

É PROIBIDA A CÓPIA TOTAL OU PARCIAL DESTA RESENHA.

Lucy Kincaid é uma sobrevivente. Seis anos depois de passar por um grande trauma ela está determinada a se tornar uma agente do FBI. Mas começam a ocorrer assassinatos que podem estar ligados ao trabalho dela. Com a ajuda de Sean ela vaitentar desvendar esse mistério.

Fazia tempo que não lia um livro policial tão bom. As perguntas como, por que e quem mudava de resposta a cada novo fato que surgia da investigação.
Lucy sabe ser bem determinada quando quer, não fica no comodismo. Ela sabe que as coisas não vão mudar se ela não fizer a sua parte.

Normal. alguém que sofreu tale tipo de abuso poderia voltar a ser normal? As vítimas dificilmente se esqueciam da violência sofrida, mas podiam desenvolver estratégias para conviver com isso, para tolerar a dor e as lembranças, nada fácil, mas essencial se desejavam encontarr um mínimo de paz no futuro. [Página 101]


Sean trabalha na empresa de segurança do irmão de Lucy, gosta dela, entre uma ajuda e outra tenta conquistá-la. Até gostei do agente do FBI Noah Armstrong, achei que a participação dele ia ser maior mas me enganei.

Sean: -Talvez eu só precise ouvir o quanto você gosta de mim - ele deu um sorriso maquiavélico. -Tenho um ego sensível que precisa de constantes lembretes de que estou à sua altura. [Página 229]


Apesar do livro ter mais de 450 páginas, a história me prendeu o suficiente para eu ler rápido o livro. E tem alguns trechos especiais em que o assassino com sua mente insana descreve alguns dos seus planos. E algumas situações me fizeram pensar sobre a justiça criminal em geral e de como algumas vezes não é justiça que é feito, não só no Brasil.

Ele não queria pesar na balança o que era certo ou errado, dando aos criminosos mais direitos que às vítimas. Para ele, pessoas como Roger Moore eram a escória e não mereciam os direitos que tomava como certos. Por que no sistema eram os criminosos que tinham todos os direitos? Onde estava a justiça? [Página 87]


O livro também dá um alerta sobre confiar em estranhos na internet. Por mais que uma pessoa pareça ser confiável nem sempre as coisas são o que parecem. Se pessoalmente já é difícil confiar em uma pessoa, imagine ter confiança em alguém que você nunca encontrou pessoalmente? Ela pode fingir ser qualquer pessoa e esconder quem realmente é. Eu já fiz alguns amigos pela internet. Apesar de não conhecê-los pessoalmente, a amizade vem com o tempo, em que se adquire confiança. Não se pode marcar encontros com estranhos sem cuidado algum. Existem muitas histórias tristes principalmentes de adolescentes que não terminaram bem.

-Só existe um tanto que podemos fazer para proteger a nós mesmos e às pessoas a quem amamos. A menos que vivamos em um quarto do pânico 24 horas por dia, sete dias na semana, nunca estaremos cem por cento seguros. Mas sabe que nos coloca em perigo?
-O quê?
-As mentiras. A falta de informação. As boas intenções. [Página 249]


Para quem curte um bom romance policial, eu recomendo muito!

Curiosidades:

A história de Lucy na verdade começa em outra série da autora chamada "No Evil". Na trilogia, cada livro é protagonizado por um personagem diferente. Carina Kincaid (citada rapidamente em "Se Eu Morrer Antes de Você") é protagonista do livro 1 "Speak no Evil". No livro 2 "See no Evil" tem Connor Kincaid (irmão de Lucy) como protagonista. E no livro 3 "Fear no Evil" conta a história do sequestro de Lucy tendo a Kate e Dillon (outro irmão de Lucy) como protagonistas tentando desvendar o crime. Esse livro se passa 6 anos antes de "Se Eu Morrer Antes de Você".

E na trilogia chamada "FBI Trilogy" conta a história de Jack Kincaid, irmão de Lucy (livro 1 - "Sudden Death") e no livro 3 ("Cutting Edge") conta a história de Duke Rogan, irmão do TBD do Sean.

A série Lucy Kincaid tem atualmente 4 livros publicados nos EUA: Love Is Murder (Lucy Kincaid #1.5), Kiss Me, Kill Me (Lucy Kincaid #2), If I Should Die (Lucy Kincaid #3) e Silenced (Lucy Kincaid #4, com previsão de publicação para 24/04/2012).

Aliás, Love is Murder conta o que aconteceu depois de Lucy terminar o namoro com Cody, é antes de "Se Eu Morrer Antes de Você".

A capa brasileira ficou bem bonita mas eu gostei da capa americana também. Difícil escolher entre as duas.

Torço muito para que a editora publique esses livros relacionados a série Lucy Kincaid.

----Erica Marts----
~~Leituras & Fofuras~~
comentários(0)comente



Literatura 05/07/2012

Supere os seus medos
Oi queridos, como é que estão?

Bom, Se Eu Morrer Antes De Você (479 páginas – Universo dos Livros) foi um livro que me irritou em vários níveis diferentes, por vários motivos diferentes.

1º – Que tipo de título é esse?

Quando li a sinopse achei o livro muito interessante, afinal a história fala de uma garota que sofre um inferno e conseguiu dar a volta por cima e passou a ser o pesadelo dos seus pesadelos, ou pelo menos é isso que a sinopse dá a entender. Mas mesmo assim eu não entendi qual é a do título, afinal mesmo depois de ler o livro, não entendi o que tem a ver com a história, a não ser que em inglês ele tenha algum significado especifico que se perca em português.


2º – Essa coisa é uma série!
Comecei a ler o livro e fui gostando da história, a mocinha se fode pra caralho, já sabe como é, né?
O livro conta a história de Lucy, uma garota de vinte e poucos anos, que há seis anos sofreu um trauma que definiu sua vida. Quando adolescente ela foi sequestrada quando saiu para encontrar com um cara que conheceu pela internet, acontece que esse cara era o cabeça de uma organização que distribuía vídeos pornográficos na internet.

Pior! Ele cobrava para que internautas o assistissem estuprando e às vezes matando garotas.

Com ajuda da sua família, Lucy consegue escapar do cativeiro antes de ser assassinada em frente às câmeras, e acaba matando seu agressor. Depois disso Lucy faz do lema de sua vida caçar predadores que se aproveitam do anonimato da internet para atacar inocentes, claro que tudo isso “pela forma da lei”.

Veja resenha completa no Literatura de Cabeça:
http://bit.ly/KVS60A
comentários(0)comente



Paty 18/01/2012

Se eu morrer antes de você – Allison Brennan
Publicado originalmente em: http://aspiranteliterata.wordpress.com/2012/01/18/livro-se-eu-morrer-antes-de-voce-allison-brennan

Título do Livro: Se eu morrer antes de você
Título original: Love em to Death
Autor: Allison Brennan
Série: Love me to death
Volume: 01
Gênero: Romance policial
Editora: Universo Livros
Páginas: 479
Valor: R$44,90

Lucy Kincaid é uma jovem mulher que há seis anos foi sequestrada, estuprada e quase morta por homens que divulgaram ao vivo as agressões pelas quais ela passava e promoviam uma votação via internet, ela deveria ou não morrer?

Sendo de uma famíllia de agentes do FBI, militares e mercenários, ela conseguiu ser resgatada com vida.

Embora tenha passado por uma situação traumática, com o passar dos anos Lucy deixa cada vez mais a posição de vítima e se especializa em crimes virtuais, caçando molestadores e estupradores que fazem suas vitímas a partir de contatos em chat. O trabalho começa a surtir efeito, e Lucy, com a ajuda da polícia, manda diversos predadores para a prisão. Até que ela descobre que alguns dos predadores que ela caçou morreram misteriosamente, antes de ser possível a polícia capturá-los.

Com a ajuda de seus familiares e de Sean Rogan, um detetive particular sócio de um de seus irmãos, Lucy investiga os crimes buscando qual a ligação entre eles e os responsáveis, afinal estão usando seu trabalho de identificação para achar e matar esses predadores.

Totalmente envolvida na investigação e no romance que inicia com Sean, ela pouco percebe que corre risco, um dos predadores que tentou prender vem agora atrás dela, e quer vingança.

O livro é envolvente, não dos mais envolventes que já li, mas é bem amarrado e leva o leitor a se deliciar com a história.

O modo da narritiva é interessante, feita a partir da visão de diversos personagens, como alguns outros livros, porém nem sempre há uma separação clara de quem está contado a história, em mais de uma vez, principalmente em passagens onde a Lucy e o Sean estão conversando, a autora passa dos pensamentos de um ao pensamento do outro, dando uma idéia exata de quais são as inteções das personagens.

Diferente da muitos livros policiais não há grande reviravoltas, o leitor acaba sendo preso pela curiosidade de como os fatos irão se desenrrolar.

Como em outras narrativas onde há uma heroína e não um herói, não sei como o público masculino veria esse livro, os principais temas abordados, estupro e abuso sexual são muito fortes, principalmente quando conduzidos por uma mulher que sofreu com isso, mas o estilo do livro me soa algo mais feminino. Existe cenas de romance em algumas partes que talvez desagradariam os que gostam puramente da ação.

Sobre o título em português acredito que não foi uma boa escolha, não soa como romance policial, e sim como algum livro que retrata uma história do estilo “Doce Novembro”, quase não foi atraente para mim e acredito que é mais um ponto contra a leitura masculina.

Minha avaliação: É um bom livro. Indicaria para quem gosta de romances policiais. É uma leitura forte, porém não muito pesada.
3 estrelas
comentários(0)comente



Rafa 15/05/2012

Resenha - Se eu morrer antes de você - Allison Brennan
Se eu morrer antes de você é um livro maravilhoso, denso e frio entre amor e suspense. Não se trata de qualquer clichê superficial de um episódio de CSI ou de Dexter, se trata de uma denúncia psicótica, abuso sexual, de tráfico de pessoas, pornografia, crimes fantasiados... É bom preparar os olhos para uma boa dose de vômitos. Prontos?

Lucy Kincaid é a personagem principal da história, 24 anos atualmente, mas não contada por ela, mas por uma voz na terceira pessoa, a autora, ela foi abusada sexualmente após marcar um encontro pela internet com ‘Morton’, ela resiste ao tempo e enfrenta o trauma até os dias de hoje que é retratado a seguir no livro. Lucy trabalha no PMC, um grupo fechado para combater os criminosos que abusavam e estupravam garotas (os), eram sempre os que saiam em condicional. O PMC trabalhava e ajudava e muito a comunidade mandando-os de volta para o lugar deles, eles trabalhavam da seguinte forma: marcavam encontros pela internet, disso eles tinham acesso a todos os encontros, Lucy fazia seu papel de vítima aliciando-os para conhecê-los pessoalmente, com isso tinham provas suficientes para detê-los de novo.

Lucy não é uma mulher comum, ela é forte ela sobreviveu ao estupro de anos atrás, ela soube o que é viver num cativeiro, ser tratada como um animal, esperando alguma benção divina para socorrê-la, ela mal tinha 10 anos, sua consciência sobre a vida estava se formando, como seria o futuro dela, não sabia, só conseguiu superar tudo aquilo por milagre, parecia, sua família foi muito importante para o sucesso disso, talvez por isso Lucy esteja viva e continue trabalhando para combater os estupradores e ajudar as vítimas, visto que já passou por isso.

Lucy mora com sua cunhada, Kate, no qual sempre a ajudou até no momento em que tinha pesadelos quando se lembrava do estupro algumas noites.

O pior momento da leitura foi ler as partes dos pensamentos dos loucos por sexo infantil ou então por sentir o prazer na dor alheia, foi nojento demais e por vezes devastador, o que eu poderia fazer? Eu tinha que continuar a leitura... Parecia que eu mesmo estava assistindo a tudo àquilo, e não podia ajudar as vítimas, era apenas uma história, mas que muita gente viva aquela realidade nos dias de hoje.

A autora mostrou tão bem a mente de um psicopata louco que acha que mulheres só devem obedecer os homens, que pensei o quão machista era o personagem oculto da história. Esse personagem chamava as mulheres de “fêmea”, como será a cabeça de um ser desses?

Ele seria um tipo de misógino? Quantas mulheres havia ferido? O que ele fazia com elas? pág. 406

Mas não se trata apenas disso, visto que o livro é um suspense e policial, eles (Noah Armstrong e sua parceira do FBI), investigam quem foi o possível assassino de Morton, o estuprador de Lucy. Morton recebeu uma sursis, isso não entendi muito bem, mas parece um acordo, no qual não deu muito certo. Lucy não acreditou que Kate tinha escondido isso dela, Noah e sua parceira tentam desvendar esse mistério que parece novelo de gato, Morton tinha vários parceiros e ele queria montar outro grupo para fazer dinheiro com pornografia, seus comparsas são citados no livro, mas descobrir seu assassinato é o que dá o desfecho do livro uma salva de palmas.

O livro é realmente excitante em relação à descoberta do assassino. Lucy ainda continua sofrendo, mas aparece um amor na vida dela, bem, ela não estava acreditando que Sean, um parceiro do irmão dela, fosse realmente o amor de sua vida, eu gostei muito de saber que Lucy estava seguindo com sua vida, tentando ter uma vida normal, porque geralmente quem sofre com estupro não consegue nem chegar perto de outras pessoas... Mas enfim, Lucy faz sua parte muito bem no livro, foi minha personagem favorita até o fim da leitura, se mostrando forte e firme em suas ações.

Contando com a diagramação, garanto que está impecável, mas não posso omitir os vários erros de digitação, a falta de pontuação, uma boa revisão seria imprescindível para deixar o livro perfeito. Achei umas coincidências muito aleatórias, o que me deixou tonto por certo momento. A capa é linda, os dois personagens, me lembram Sean e Lucy. Adorei o espaçamento, a divisão dos 46 capítulos que não deixou minha leitura cansada, e também dá uma prévia do próximo livro, pois se trata de uma série, mas com uma história diferente, com o mesmo tema policial, chama-se Kiss me, Kill me, a tradução já dá pra perceber, pelo pouco que li parece ser um assassino em série que mata garotas que saem da balada, em seguida matam-na e tiram um só sapato, chamando-o asfixiador de Cinderela...

Garanto que tem muita ação para o final de Se eu morrer antes de você, fiquem com vontade, porque quando você pega a página 350 para ler, você não consegue mais parar porque tudo acontece muito rápido, e outras coisas vão se revelando, é tudo muito trágico e você quer saber mais, mais e mais...

Tem tudo para se tornar um sucesso aqui no Brasil e já estou mega ansioso para a leitura desse segundo volume. Gostei demais do primeiro, narrativa maravilhosa, personagens super diferentes e marcantes, enfim, vale a pena ler...

Fonte: Leituras Vivas - leiturasvivas.com
comentários(0)comente



85 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6