Se Eu Morrer Antes de Você

Se Eu Morrer Antes de Você Allison Brennan




Resenhas - Se Eu Morrer Antes de Você


86 encontrados | exibindo 76 a 86
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Helana O'hara 17/03/2012

Se eu morrer antes de você
Antes de mais nada, devo dizer a você que a capa linda desse livro engana quando você começa a ler. Depois que você capta a história percebe que a capa têm a ver sim com a história do livro.
Muitas pessoas chegaram pra mim e perguntaram se o livro era um romance ou um drama.
“Se eu Morrer Antes de Você” é um romance, é um drama… Policial. Aliás é o 1° volume da série Love Me To Death.

Allison nos apresenta Lucy, uma jovem com um passado devastado devido a um estuprador que a prendeu durantes dias e por pouco não a matou.
Durante anos Lucy tenta viver uma vida normal. Mas nada na vida dela é normal, sua família foi totalmente destruída psicologicamente por causa disso, tanto ela quanto os irmãs e parentes estão de algum modo trabalhando envolvidos ao lado da polícia.
Lucy sonha em ser agente do FBI por isso estudou sua vida toda para esta razão e boa parte do seu tempo tralhando para colocar na cadeia estupradores, pessoas mal intencionadas, seja com mulheres adultas seja com crianças.
A vida da moça muda quando um desses caras está em condicional e ela consegue armar uma armadilha para ele ser preso, naquela noite em diante sua vida vira um “meio inferno”, o cara que a estuprou aparece morto perto da casa dela, e todos, inclusive a própria Lucy são suspeitos de ter matado-o.
E uma série de crimes contra molestadores e estupradores são descobertos.

Ex agentes do FBI, policiais, detetive particular, todos envolvidos para proteger Lucy de alguma forma. Pois acreditam que alguém está atrás dela.

A autora escreveu esse romance policial tão bem que em certos pontos dos livros tive a sensação que ela mesma foi uma agente do FBI. Os detalhes dos acontecimentos, como os agentes e detetives de comportaram durante o livro todo me deixou muito surpresa.
Allison Brennan escreveu Lucy muito bem, uma moça de 24/25 anos que apesar de todo trauma que tem na vida, seguiu em frente, apesar de toda dor,das lembranças que ela tem na própria pele quer ser uma pessoa normal.

Alguns capítulos do livro são bem fortes, principalmente aqueles que são retratados os pensamentos um maniaco,o modo que ele fala de Lucy e trata qualquer mulher é nojento, é doloroso e forte – isso fez com que o livro tivesse uma pitada de realismo o deixando mais interessante. Do que adianta escrever um livro sobre uma vitima se não existir um pouco da cabeça de um estuprador? A coragem da autora foi grande nesse aspecto.

Quando você for ler Se eu Morrer antes de você – lembre-se, esse livro não é cheio de frases legais, bonitinhas e ele tem uma continuação o que me deixou roendo unhas.

Gostei muito dele. A história me prendeu muito, o tema abordado é muito interessante, os detalhes de cada acontecimento na medida certa. Porém é um livro que muita gente vai torcer o nariz. Aqueles que gostam de um bom Thriller com certeza vão adora.. Não sei se indicaria a todos.
“Se eu morrer antes de você” é um livro bem diferente. Peço que leiam e tirem suas próprias conclusões. ♥ Eu amei!!!
Aliás raramente meus leitores vão ler resenhas de livros que não gostei, não acho justo escrever uma resenha de algo que não tenha curtido.
Monique 17/12/2012minha estante
Achei exatamente isso da capa: me enganei total. Pensei que era estilo Nicholas Sparks o.O
#ListaDeDesejadosGanhaMaisUm
u_u


Liv 20/05/2013minha estante
O grande problema do livro foi a tradução que a editora a deu, ou a revisão que esta teve, pois faltam muitos espaços entre palavras o que tornou a leitura um pouco desagradável e cansativa, mas a história não deixa que tal erro o canse de verdade, praticamente virei página atrás de página até chegar aonde estou atualmente. Comecei a ler o livro após ter lido a segunda parte, a qual adorei.

Concordo plenamente que foi muita coragem por a cabeça do perseguidor de Lucy, sinceramente chegou a me deixar nervosa em pensar que aquilo pode se passar pela cabeça de alguém.

Quanto a parte da autora lhe parecer uma agente do FBI, ela fez pesquisas bem profundas sobre os assuntos, consultando membros da força aérea americana, visitando a sede do FBI, Quântico e, de acordo com a autora, ela tirou várias dúvidas sobre o assunto com todos que estavam ao seu alcance. Ela não deixa de agradecê-los por tê-la ajudado a escrever o livro.

Acredito que a série No Evil resolva algumas dúvidas que tenho sobre a série, mas só vou saber isso após ler a série... Ainda vou procurar os livros em inglês e também quero saber mais sobre Sean, que ainda me deixa cheia de dúvidas (já soube que no livro Stolen falará mais sobre ele). A série tem me deixado bem entretida e mal posso esperar para ler o resto da série.




tiagoodesouza 15/03/2012

Se eu morrer antes de você | @blogocapitulo
Hoje eu vou comentar sobre o livro Se eu morrer antes de você, uma cortesia da editora Universo dos Livros em parceria com o blog. Se eu morrer antes de você é o primeiro livro da série policial Love me to death, formada por quatro livros.

Lucy Kincaid precisa ser treinada. Preciso domá-la. Ela é o problema. Eu sou a solução.
Pág. 382

Se eu morrer antes de você trata de um assunto bastante sério - crime de violência sexual e física contra mulheres, embora as crianças também sejam citadas. Lucy Kincaid há seis anos passou por momentos de horror nas mãos de um homem que conheceu pela internet, tendo as imagens de sua violência trasmitidas para quem quisesse ver, e sobrevivendo ao contrário de outras vítimas. Longe de se sentir derrotada, seis anos depois Lucy tenta levar de volta para a cadeia esses agressores, mas logo ela percebe que todas essas pessoas que ela tentou incriminar acabaram morrendo.

A narrativa do livro e focada no ponto de vista de vários personagens, fazendo com que a gente veja em alguns pontos as mesmas divagações já feitas por outros personagens sobre os acontecimentos que eles buscam desvendar. Isso é uma característica da literatura policial que eu particularmente não gosto. Sinto que estou sendo enrolado e não levado a lugar algum. Também não gosto quando a narrativa muda muito de visão, porém não é algo problemático neste livro pois temos uma separação clara de quem é o personagem da vez. Em alguns momentos, temos a troca de narrador, saindo da terceira pessoa e indo para a primeira quando um dos criminosos aparece em cena.

Sou o guardião da verdade e não vou me esquecer da traição dela. Não esquecerei traição alguma. Todas serão disciplinadas quando chegar a vez delas. Todas serão nada, nem mesmo um traço de DNA. O que me parece apropriado uma vez que não passam de fêmeas; pior, de fêmeas desobedientes.
Pág. 102

Eu gostei bastante da capa do livro. Em mãos, é mais bonita do que em fotos. A revisão foi um ponto crítico no livro, aparecendo várias palavras juntas fazendo com que a leitura desacelerasse um pouco.

Lucy e Sean ganharam minha empatia. Ultimamente, nenhum casal principal anda chamando minha atenção; na maioria das vezes, ocorre de eu não gostar do mocinho da história. Mas Sean é atencioso e respeita Lucy e não a despreza pelo que ela passou nas mãos de outro homem. E Lucy, por sua vez, aceita o carinho de Sean exatamente por ele ser esse cavalheiro, ter uma atitude nobre e uma preocupação genuína pela vida dela.

Se eu morrer antes de você é recomendado para os fãs de literatura policial que gostam de uma temática mais polêmica e forte, porém não tão pesada de ser lida. Creio que apreciarão bem mais o livro do que eu.

– Eu não teria lhe enviado rosas vermelhas.
Ela abriu os olhos e o fitou. Ele esticou a mão e tocou na face, depois passou os dedos pelos cabelos dela.
– Eu teria lhe mandado margaridas multicoloridas, dúzias delas em amarelo, branco, azul, violeta e rosa e todas as outras cores disponíveis.
– Por que margaridas? – Ela sussurrou.
– Porque elas a fariam sorrir, depois rir, e você voltaria a sorrir todas as vezes que as olhasse. Toda vez que visse uma margarida, você pensaria em mim. Porque ninguém mais lhe mandaria um buquê de flores tão excêntrico.
Pág. 228
comentários(0)comente



Jacqueline 24/02/2012

Resenha publicada originalmente em : www.mybooklit.blogspot.com
Este livro pertence a uma série de 4 livros, e eu comprei especialmente pelo título, que me chamou bastante atenção. Eu esperava um maravilhoso livro do gênero policial imprevisível, mas não foi bem o que encontrei.
Posso dizer que tiveram momentos em que curti bastante a leitura (por conta do romance) e outros que fiquei entediada pela falta de mistério, e ainda mais pelo final, que foi óbvio demais.

O livro é narrado em terceira pessoa, o que nesta história foi totalmente necessário, por conta do número de personagens. O assassino também tem seu ponto de vista narrado em primeira pessoa, o que tornou a leitura mais dinâmica e interessante.
Aos 18 anos Lucy Kincaid conhece pela internet um homem com quem marca um encontro. Só que neste primeiro encontro, ela é atacada e estuprada brutalmente pelo maníaco.
Lucy consegue sobreviver, e após 6 anos do ataque, ela trabalha como voluntária no PMC (Prioridade para Mulheres e Crianças) e aguarda sua carta de aprovação para entrar no FBI. O trabalho de Lucy, é atrair os predadores que estão em condicional, nas salas de bate-papo monitoradas pelo PMC, e fazer com que os maníacos sexuais sejam pegos e presos.
Mas algo estranho acontece, quando vários maníacos que Lucy ajudou a localizar, aparecem mortos, inclusive o homem que a atacou e destruiu sua vida. Uma nova ameaça surge, quando Lucy sente que está sendo observada: um maníaco esta à espreita, sem que ela desconfie de sua identidade.
Lucy conhece Sean Rogan, que trabalha com o irmão dela Patrick, na empresa Rogan-Caruso-Kincaid (RCK), e mesmo com receio de se envolver com alguém, eles começam um relacionamento, e Sean se mostra super protetor em relação a Lucy e faz de tudo para ajudá-la a encontrar o assassino de seu algoz.

Até a página 200 o mistério da trama estava interessante, mas depois tudo ficou óbvio demais. O suspense que eu pensei que seria o ponto alto do livro, não fluiu. Em alguns momentos eu achei a escrita de Allison, e a temática do livro, bem parecidos com a de Stieg Larson no primeiro livro da trilogia Millennium: Os homens que não amavam as mulheres. Mas diferente de Stieg, Alisson não soube trabalhar bem a questão do suspense, e o final ficou evidente nos primeiros capítulos.
Em determinados momentos, a narrativa se torna cansativa por soar repetitiva em muitas vezes.
O ponto alto do livro, fica por conta do romance entre Lucy e Sean, apesar de achar o romance dos dois um pouco "forçado", me agradou muito o instinto protetor do Sean, e o seu jeitão: pode contar comigo.
O livro tem uma super cena hot, e acho que a autora leva jeito para o gênero, porque com o suspense ficou devendo e muito.
Lucy apesar de ser uma vítima, é uma personagem forte, corajosa e decidida, e me lembrou a Lisbeth de Stieg (sem os piercings e tattoos característicos).

"- Eu não teria lhe enviado rosas vermelhas. (...)Eu teria lhe mandado margaridas multicoloridas, dúzias delas em amarelo, branco, azul, violeta e rosa e todas as outras cores disponíveis.
- Por que margaridas? – Ela sussurrou.
- Porque elas a fariam sorrir, depois rir, e você voltaria a sorrir todas as vezes que as olhasse. Toda vez que visse uma margarida, você pensaria em mim. Porque ninguém mais lhe mandaria um buquê de flores tão excêntrico." (pág.228)


A revisão do livro deixou a desejar. Existem vários erros como a falta de espaço entra as palavras, que atrapalham bastante. No final do livro, possui uma degustação do próximo livro Kiss Me, Kill Me.
Apesar da falta de suspense, foi uma leitura agradável, e espero que o próximo livro tenha mais ação e mistérios.
comentários(0)comente



Rafaela Regis 23/02/2012

Se Eu Morrer Antes de Você - Allison Brennan
Lucy Kincaid é uma sobrevivente! Há seis anos ela passou por uma experiência terrível, uma experiência que eu não desejaria nem para a minha pior inimiga.

Ela foi seqüestrada e estuprada por um homem que ela conheceu na internet, mas depois de toda dor e sofrimento ela conseguiu dar a volta por cima e descobriu um jeito de evitar que outras mulheres sejam vitimas desse tipo de crime, trabalhando como voluntária no PMC (Prioridade Mulheres e Crianças), um departamento responsável por investigar esse tipo de crime pela internet!

Lucy desenvolveu um programa que facilita o rastreamento de psicopatas e maníacos sexuais, sejam eles reincidentes ou de primeira viagem, pela internet fazendo com que eles sejam presos.

Mas tudo muda quando ela descobre que vários dos psicopatas que ela ajudou a prender estão sendo mortos! E ela só descobre porque o homem que destruiu a sua vida foi morto por no mesmo estado que ela, e o FBI a procura, e a partir daí ela começa a investigar o que está acontecendo.

Com a ajuda da família (confesso que eu adorei a família dela, principalmente a cunhada!), de Cody (um ex-namorado que trabalha na policia), do FBI (Noah Armstrong #suspira) e do lindo e fofo Sean (sócio do irmão dela) ela vai atrás das respostas, mas as coisas não saem bem como o esperado!

Com todo o seu passado voltando para assombrá-la, mesmo com todo o apoio da família, e o medo de ver tudo acontecendo de novo, Lucy não está completamente segura porque apareceu um novo perseguidor na jogada e o jogo está apenas começando.

A primeira coisa que me chamou a atenção nesse Livro foi o titulo: “Se eu morrer antes de você” e como quem me conhece sabe que eu sou super curiosa, fui atrás da sinopse, aí já viu né!

Se eu morrer antes de você é o primeiro livro da serie Love me to Death de Allison Brennan publicado pela Universo dos Livros e devo confessar que me surpreendi com a escrita da autora! Allison soube criar uma historia que envolve elementos para prender o leitor do inicio ao fim! Quando eu pensava que era uma coisa, a autora me confundia totalmente! Eu adoraria saber mais sobre os irmãos de Sean e é claro do irmão de Lucy, Patrick.

Mas é claro que sempre tem que ter alguma coisa que não agrade tanto assim né! E isso mais uma vez fica por conta da diagramação, que infelizmente teve muitas palavras "coladas", muitas mesmo! Não prejudica na leitura ... mas da uma agonia tremenda quando você vê essas palavras juntas. O que é uma pena =/

Se você está atrás de um suspense, Se eu morrer antes de você é uma boa pedida!

Recomendo!
comentários(0)comente



Paty 18/01/2012

Se eu morrer antes de você – Allison Brennan
Publicado originalmente em: http://aspiranteliterata.wordpress.com/2012/01/18/livro-se-eu-morrer-antes-de-voce-allison-brennan

Título do Livro: Se eu morrer antes de você
Título original: Love em to Death
Autor: Allison Brennan
Série: Love me to death
Volume: 01
Gênero: Romance policial
Editora: Universo Livros
Páginas: 479
Valor: R$44,90

Lucy Kincaid é uma jovem mulher que há seis anos foi sequestrada, estuprada e quase morta por homens que divulgaram ao vivo as agressões pelas quais ela passava e promoviam uma votação via internet, ela deveria ou não morrer?

Sendo de uma famíllia de agentes do FBI, militares e mercenários, ela conseguiu ser resgatada com vida.

Embora tenha passado por uma situação traumática, com o passar dos anos Lucy deixa cada vez mais a posição de vítima e se especializa em crimes virtuais, caçando molestadores e estupradores que fazem suas vitímas a partir de contatos em chat. O trabalho começa a surtir efeito, e Lucy, com a ajuda da polícia, manda diversos predadores para a prisão. Até que ela descobre que alguns dos predadores que ela caçou morreram misteriosamente, antes de ser possível a polícia capturá-los.

Com a ajuda de seus familiares e de Sean Rogan, um detetive particular sócio de um de seus irmãos, Lucy investiga os crimes buscando qual a ligação entre eles e os responsáveis, afinal estão usando seu trabalho de identificação para achar e matar esses predadores.

Totalmente envolvida na investigação e no romance que inicia com Sean, ela pouco percebe que corre risco, um dos predadores que tentou prender vem agora atrás dela, e quer vingança.

O livro é envolvente, não dos mais envolventes que já li, mas é bem amarrado e leva o leitor a se deliciar com a história.

O modo da narritiva é interessante, feita a partir da visão de diversos personagens, como alguns outros livros, porém nem sempre há uma separação clara de quem está contado a história, em mais de uma vez, principalmente em passagens onde a Lucy e o Sean estão conversando, a autora passa dos pensamentos de um ao pensamento do outro, dando uma idéia exata de quais são as inteções das personagens.

Diferente da muitos livros policiais não há grande reviravoltas, o leitor acaba sendo preso pela curiosidade de como os fatos irão se desenrrolar.

Como em outras narrativas onde há uma heroína e não um herói, não sei como o público masculino veria esse livro, os principais temas abordados, estupro e abuso sexual são muito fortes, principalmente quando conduzidos por uma mulher que sofreu com isso, mas o estilo do livro me soa algo mais feminino. Existe cenas de romance em algumas partes que talvez desagradariam os que gostam puramente da ação.

Sobre o título em português acredito que não foi uma boa escolha, não soa como romance policial, e sim como algum livro que retrata uma história do estilo “Doce Novembro”, quase não foi atraente para mim e acredito que é mais um ponto contra a leitura masculina.

Minha avaliação: É um bom livro. Indicaria para quem gosta de romances policiais. É uma leitura forte, porém não muito pesada.
3 estrelas
comentários(0)comente



Adriana 10/01/2012

Adorei este livro! Fazia muito tempo que não lia um bom romance policial e Se eu morrer antes de você preencheu muito bem essa lacuna! A série Love me to death começa com este livro empolgante, onde conhecemos Lucy Kincaid. Ela é uma protagonista forte, por já ter passado por situações horríveis e marcantes.

Quando tinha 19 anos foi sequestrada, espancada, abusada sexualmente e mantida refém por dois dias com um psicopata doentio que filmava todas as agressões e postava ao vivo na internet. As pessoas pagavam, de casa, para opinar no que deveria ser feito com Lucy. Doentio é uma boa palavra para descrever o que eu penso sobre isso!

Com a ajuda da família composta por muitos policiais do FBI, ela conseguiu sobreviver, mas seu irmão ficou em coma por um longo tempo após ser ferido no resgate e sua família nunca se recuperou completamente.

Agora, seis anos depois, Lucy luta para conseguir um cargo no FBI. Todo o estudo e preparação que ela fez são para este objetivo. Mas, por enquanto, ela trabalha no PMC (Prioridade para Mulheres e Crianças), um programa que visa analisar e, se possível, recapturar, ex-detentos que estão em condicional e que foram acusados de pedofilia ou crimes de cunho sexual. Ou seja, ela trabalha colocando atrás das grades pessoas iguais as que fizeram da sua vida um inferno na juventude.

Mas sua vida está prestes a entrar em um novo redemoinho de mistério, suspense e medo, pois um dos responsáveis pelo seu sequestro é encontrado morto na cidade onde Lucy mora, em circunstâncias muito suspeitas. Ao mesmo tempo a moça descobre que os condenados que ela ajudou a encontrar estão sendo mortos sistematicamente. Estaria alguém seguindo seus passos e fazendo justiça com as próprias mãos?

Para tentar resolver o mistério e descobrir quem anda perseguindo a moça, ela irá contar com a ajudar de Sean. Ele tem uma grande empresa de investigações e é sócio de um dos irmãos de Lucy.

E ele também é quem irá tira-la da zona de conforto e mostrar que o amor pode surgir em qualquer pessoa, mesmo a mais marcada pelas tragédias da vida!

O livro tem um estilo policial bem clássico. Temos os agentes do FBI por toda parte, investigação, a participação de um psicopata que narra alguns capítulos e, de quebra, um belo romance. Sean me lembrou muito de Roarke, o protagonista mais sexy, masculino, rico e perfeito da história da literatura!!

Já Lucy é uma guerreira, ela encanta por tudo que já passou e por não desistir de seus sonhos.

Aliado à eles, temos vários personagens secundários bem descritos. Infelizmente, no início do livros somos apresentados a muitos deles de uma só vez, o que faz com que seja confuso identifica-los até certa altura do livro.

Alguns pontos da narrativa foram maçantes e até mesmo desnecessários, as coisas demoram um pouco a engrenar, mas quando engrenam… Você não vai querer parar de ler até o final!

A história é ótima e a narrativa foi muito bem construída, mas não posso deixar de citar aqui o motivo principal que faz do livro um 4 estrelas e não 5. A tradução e revisão da editora Universo dos Livros deixou muito a desejar nesta obra. Algumas palavras ficaram fora de contexto, há frases sem sentido e o principal, muitas palavras foram escritas juntas. A falta de espaços entre cada palavra é nítida e repetida a cada duas páginas durante quase todo o livro.

Isso atrapalhou a leitura e também me deixou bastante chateada porque o livro é bastante caro. Tá certo que eu ganhei de presente, mas não acho justo alguém pagar quase R$ 50,00 num livro cujo texto visivelmente não foi revisado.

Ninguém tira o mérito da editora no quesito capa e projeto gráfico, mas essas são coisas que ficam em segundo plano em comparação ao texto, que deve ser revisado minuciosamente antes da publicação. É impossível que alguém tenha lido todo o manuscrito e não tenha visto tantas falhas de digitação!!!

Tirando essa parte, com certeza é um livro muito recomendado. Espero que a editora revise melhor o livro na próxima edição e que os próximos leitores que comprarem não tenham este mesmo problema. E com certeza pretendo ler Kiss me, Kill me assim que for lançado por aqui!!!

Resenha em http://mundodaleitura.wordpress.com/2012/01/06/allison-brennan-se-eu-morrer-antes-de-voce/
comentários(0)comente



Vivi 05/01/2012

Dizer que esse livro me surpreendeu é pouco, geralmente fujo dos livros policiais, não sei o motivo, mas sempre sei quem é o "vilão" da história.
Se eu Morrer Antes de Você é um livro policial cheio de suspense e depois que você começa a ler, é quase impossível parar.

Lucy Kincaid é sobrevivente de um sequestro, onde durante 24 horas foi agredida sexual e fisicamente tendo as imagens de sua agressão veiculadas na net para pervertidos dispostos a pagar para assistir e Lucy quase morreu nas mãos de seus agressores.

Hoje, após seis anos, Lucy tenta levar sua vida adiante e decide ajudar uma instituição que auxilia vitimas e parentes de violência sexual, monitorando agressores em condicional e conseguindo por meio da internet provas que os levem de volta a prisão.

Mas em seu último caso, Lucy descobre que o criminoso que deveria ter sido preso foi assassinado e todas as provas apontam para ela, logo ela se verá no meio de uma investigação do FBI e novamente sob o terror dos acontecimentos de seu passado. em quem confiar e como agir dependerá exclusivamente de sua intuição e seus reflexos.

Nesse meio tempo ela descobrirá em Sean, um porto seguro, amigo confiável e talvez um pouco mais. O misterioso e atraente investigador e sócio de seu irmão despertará em Lucy sentimentos e sensações que há muito imaginou estarem esquecidas.

Achei muito interessante que em algumas partes temos a narração do perseguidor de Lucy e conhecemos de uma foma surpreendente sua mente doentia e o que ele pretende fazer a ela.
E realmente nesse livro eu não consegui descobrir quem era o "Perseguidor" algo que é realmente muito raro acontecer.

"Preciso ouvir os pedidos de clemência dela. Preciso saborear as lágrimas do rosto dela. Preciso vê-la se partir ao meio. Preciso sentir o cheiro do medo dela. Preciso que ela obedeça." Pág 191

"Lucy Kincaid precisa ser treinada. Preciso domá-la. Ela é o problema. Eu sou a solução." Pág. 382
comentários(0)comente



Naty 16/12/2011

www.meninadabahia.com.br


Lucy Kincaid precisa ser treinada. Preciso domá-la.
Ela é o problema. Eu sou a solução
Pág. 382


Lucy Kincaid foi seqüestrada e estuprada durante dois dias por vários homens e tudo que lhe acontecia eram filmado e divulgado na internet. Os usuários que pagavam para ver seu desespero é quem escolhia o que e como fariam com ela. Até sua morte.

Mas Lucy não morreu. De uma família de mercenários, agentes do FBI, Lucy conseguiu ser resgatada ainda com vida.

Seis anos se passaram. Ela tenta viver a vida sem medos, mas o medo de ser seguida, ainda a assombra. Mas ela é corajosa e decidida, fez cursos de defesa pessoal, se engajou na luta por mulheres que sofreram abusos e agora está determinada a dar um fim aos maníacos de internet.

Ela está tendo muito êxito no fato, até que começa a perceber que os maníacos que caíram em sua cilada começam a morrer, incluindo o rapaz que a seqüestrou.

Lucy está com medo. O horror ainda não acabou. Alguém está à sua espreita, ela não sabe quem e nem por que. Mas se recusa a ser apenas uma vítima, novamente. Por sorte, ela pode contar com o sócio de seu irmão, Sean e contar com a ajuda de seus poderosos irmãos, que podem ajudar tanto de maneira lícita quanto ilícita, para desespero do FBI.

À medida que vão chegando mais fundo na verdade, o companheirismo, o carinho e amor vão se desenvolvendo entre Sean e Lucy (e é lindo!).

Muita ação, suspense psicológico e romance, assim é Se eu morrer antes de você, de Allison Brennan (Universo dos Livros, 496 páginas, R$ 44,90). Penetramos na história e sentimos o medo de Lucy, aquela angústia de saber que a qualquer hora o assassino irá lhe pegar. Estudamos o caso juntamente com o FBI e torcemos por Lucy e Sean.

Falando em Sean...


E não havia nada de superficial em Lucy Kincaid, e absolutamente nada de superficial quanto ao seu desejo por ela.
- O que está se passando por essa sua mente? Ela perguntou.
- Quero beijar você ele disse antes de perceber que as palavras saíam da sua boca.
- Você normalmente pede antes?
- Não.
Ela inclinou o queixo para cima em um desafio e pareceu zangada, com as pupilas se dilatando.
- Então não peça.
Pág. 174

- Eu não teria lhe enviado rosas vermelhas.
Ela abriu os olhos e o fitou. Ele esticou a Mao e tocou na face, depois passou os dedos pelos cabelos dela.
- Eu teria lhe mandado margaridas multicoloridas, dúzias delas em amarelo, branco, azul, violeta e rosa e todas as outras cores disponíveis.
- Por que margaridas? Ela sussurrou.
- Porque elas a fariam sorrir, depois rir, e você voltaria a sorrir todas as vezes que as olhasse. Toda vez que visse uma margarida, você pensaria em mim. Porque ninguém mais lhe mandaria um buquê de flores tão excêntrico.
Pág. 228


Roarke, se cuide!

Allison Brennan escreveu um história fantástica e entrou pra lista das favoritas.


Love Me to Death
1. Se eu morrer antes de você
2. Kiss Me, Kill Me
3. If I Should Die
4. Silenced
Flaveth 29/12/2011minha estante
Oi. Me pergunto: "porque não 5 estrelas?"




Hérida Ruyz 15/12/2011

“SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ” (Allison Brennan)
“Se Eu Morrer Antes De Você” é o primeiro livro da série Love me to Death escrita pela autora Allison Brennan. Quando iniciei a leitura fiquei com a sensação de que havia lacunas a serem preenchidas no enredo. A história passada de Lucy é citada, porém as circunstâncias em que ocorreram ou como foi solucionada são pouco descritas. Mas o conhecimento desse passado me pareceu ser fundamental, principalmente para entender todas as implicações do que está ocorrendo no presente. Descobri que o sequestro de Lucy foi retratado em outra série, no livro “Fear No Evil”, protagonizado por seu irmão Dillon Kincaid. “Se Eu Morrer Antes De Você" parece mais uma sequência do que o primeiro livro de uma série. Isso não atrapalha a compreensão do enredo, mas me incomodou um pouco.


O círculo familiar e de amigos de Lucy é predominantemente composto por membros do departamento de polícia, FBI e investigadores particulares. Essa característica potencializa o poder da diligência policial, por outro lado restringe os relacionamentos. O romance entre Lucy e Sean possui vigor, mas não é o foco principal do livro. Eu prefiro que os policiais sejam assim, sem desvios do foco principal da trama que é investigar a autoria de um crime.

Se Eu Morrer Antes De Você” possui duas tramas de suspense paralelas. A primeira se refere ao assassinato dos condenados em liberdade condicional; a segunda trata de um indivíduo misterioso que observa e persegue Lucy.
Durante 2/3 do livro não sabemos quem é o assassino dos condenados e o enredo prioriza esse assunto. Porém no ápice da trama, o assassino é descoberto e a história muda o foco da investigação para o perseguidor de Lucy. Essa alternância instiga o leitor, porém achei que contribuiu para esfriar um pouco o suspense. A trama paralela, na qual Lucy é uma vítima em potencial, teve um desenvolvimento corrido. Achei que foi solucionado rápido demais.

Uma ressalva deve ser feita… a revisão do livro deixou muito a desejar. O livro possui vários erros de digitação, principalmente a falta de espaço entre palavras.

Resenha completa aqui:http://www.lendonasentrelinhas.com.br/2011/12/se-eu-morrer-antes-de-voce-allison.html
comentários(0)comente



Jaqueline 22/11/2011

Lançado nos Estados Unidos no ano passado e chegando agora ao Brasil pela editora Universo dos Livros, Se eu Morrer antes de Você é o primeiro volume da saga Love me to Death, formada por quatro livros.

Protagonizando a história, temos Lucy Kincaid, uma jovem mulher que há seis anos foi sequestrada, estuprada e quase morta por psicóticos que transmitiam ao vivo pela internet todas as violações que infligiam em Lucy. Em uma tentativa de superar seu passado traumático, ela atualmente trabalha como voluntária do PCM, uma organização de defesa dos direitos de mulheres e crianças que procura colocar maníacos sexuais que estão em condicional atrás das grades antes que novas vítimas sejam recrutadas pela internet. A reviravolta acontece quando bandidos investigados por Lucy, inclusive o homem que quase a matou no passado, começam a ser mortos após saírem da cadeia– alguns deles exatamente no dia em que deveriam ser novamente presos em flagrante.

Admito que desconhecia o trabalho da autora Allison Brennan antes de ler este livro, mas gostei muito do domínio que ela apresentou sobre sua história e seus personagens, todos muitíssimo bem desenvolvidos e coerentes. Pesquisando antes de ler o livro, descobri que a série Love me to Death tem seu início, que inclui o cativeiro de Lucy e seu irmão, o psiquiatra criminal Dillon Kincaid, abordado em outra saga.

"Se eu Morrer antes de Você" é um suspense policial que não prioriza o envolvimento entre os personagens, então fuja deste livro se você não gosta do gênero. O romance entre a protagonista e o investigador Sean Rogan, rende bastante em termos de superação psicológica para Lucy, fica em segundo plano, perdendo prioridade para a busca de possíveis suspeitos que desprezam as falhas do sistema penal norte-americano e decidem fazer justiça com as próprias mãos.

A leitura se torna um pouco pesada em certos momentos em grande parte devido às reviravoltas, blefes e muitas conjunturas feitas pelos personagens principais, que são todos policiais, agentes do FBI e/ou investigadores particulares. Afora isso, o próprio tema da série causa desconforto: maníacos sexuais e assassinos que desprezam as mulheres não formam um grupo fichinha. O livro é narrado em terceira pessoa, com exceção de algumas passagens narradas por um criminoso que se divide entre perseguir Lucy e torturar física e psicologicamente mulheres que mantém em cativeiro. Levei mais de duas semanas para terminar esta leitura não pelo número de páginas, mas pela temática que não costuma me agradar muito.

Na parte gráfica, dois pontos me desagradaram bastante: além da capa da edição brasileira ser bem mais feinha do que a capa da edição norte-americana, a falta de espaços entre algumas palavras no início do livro deixou clara a falha da revisão feita no livro. Alô, alô, Universo dos Livros!


>>> Resenha publicada no site www.up-brasil.com
comentários(0)comente



86 encontrados | exibindo 76 a 86
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6