Cidade dos Anjos Caídos

Cidade dos Anjos Caídos Cassandra Clare




Resenhas - Cidade dos Anjos Caídos


246 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Desi Gusson 19/10/2012

O tipo de amor que pode incinerar o mundo ou erguê-lo em glória.
Acontece que Cidade dos Anjos Caídos é o livro que menos me gusta na série. Isso provavelmente é devido ao medinho que eu tinha da Cassandra se perder nesse volume, afinal, Os Instrumentos Mortais seria uma trilogia (como tudo nesse mundo, pelo visto) que foi estendida para uma sextologia(??).

Para provar que ela merece o lugar cativo que tem no meu coração, Cassandra manteve o nível sem sair do contexto! O enredo segue oito semanas depois de onde paramos em Cidade de Vidro e, apesar dos antigos antagonistas terem ido dessa para pior é impossível encontrar alguém que não lembre deles constantemente ou tire de Clary e Jace o peso do legado de Valentim Cão-Chupando-Manga Morgenstern.

Achei muito interessante o foco não se concentrar apenas em Clary e Jace dessa vez, com mais pontos de vista temos mais problemas, outras intrigas e muito mais mistério.

Mas foi a parte do Jace estar na tensão pré-menstrual me irritou um pouco. Todo mundo sabe que o lema da vida dele é Amar é destruir, mas essa coisa dele se afastar da Clary porque acha que assim irá protegê-la dele mesmo (para variar) foi muito fofa no primeiro livro, interessante no segundo e de partir o coração no terceiro. Agora já deu. Poxa, eles demoraram tanto tempo para finalmente ficarem juntos e quando conseguem, quem vai empatar tudo é ele?? Entendo os motivos do moço e as razões por trás disso, só que foi demais pro meu coração!

Mas é aquela mágica à la Jace, certo? Num minuto ele está fazendo coisas extremamente irritantes que te dão vontade de bater nele, no outro ele está dizendo alguma coisa completamente linda que te leva de volta ao estágio I *heart* Jace 4ever.

Fora isso, achei incomodo o pouco destaque que deram aos Caçadores Mortos (tão mencionados na sinopse) e o after party da grande batalha de Idris. Senti que poderíamos saber mais sobre isso

De qualquer forma, Cidade dos Anjos Caídos conserva o bom humor e a rapidez características da escrita de Cassandra Clare, sua grande habilidade de interligar eventos sem deixar a peteca cair e todo lamour que a gente poderia esperar.

Eu tinha um mini ataque do coração toda vez que uma menção à série As Peças Infernais era feita. Só de pensar que Clockwork Princess dará o ar da graça apenas ano que vem já seria o suficiente para deixar qualquer fã com os nervos a flor da pele, mas insinuações a Will e o que elas podem significar ou não são de enlouquecer um! Isso com certeza deixou a leitura ainda mais especial para mim.

Não te recomendo Cidade dos Anjos Caídos, prescrevo, e ainda aviso para tomar cuidado com os efeitos finais da dose. Você não vai conseguir pensar em outra coisa.


P.S.: Eu descobri uma coisa stalkeando observando a autora nas redes sociais. Cassandra Clare é má. Ela quer ver as pessoas com os corações feitos em pedacinhos. Eu. Tenho. Medo. Do. Final. Dessa. Série.


Para essa e outras resenhas na íntegra, acesse:
www.desigusson.com
Lu 20/10/2012minha estante
Ótima resenha, Andhromeda!


Desi Gusson 30/10/2012minha estante
Obrigada, Lu! ^^


Tali @letrasmaislivros 10/01/2013minha estante
A mágica a lá Jace sempre funciona xD


Nalice 27/01/2013minha estante
Podes crer, Andhromeda! Muito malvada essa Cassandra... Tenho muito medo pelo Jem também! Se ele morrer eu morro junto! D=
Ai, ai, pois é, essa mágica à la Jace que me faz derreter...
Super diva malvada, essa Cassandra Clare.

haha, ótima resenha, como sempre. ^-^


ThiagoBR 07/02/2013minha estante
Me surpreendi com o 4° livro. Não esperava que a autora iria conseguir um enredo até melhor - vilões, personagens e tramas. Não dei 5 estrelas pq o início dele foi meio cansativo(principalmente depois de descobrir que o último seria o terceiro).


Karine 21/04/2013minha estante
Sua resenha é a melhor! E bateu totalmente com a minha opinião! Fiquei em êxtase com os três primeiros, e CDAC me deu um banho frio, sinceramente. Mas ainda assim ela não caiu no meu conceito. Já conquistou meu coração.
E sim, eu tbm queria bater em Jace!!!!


Char 23/07/2013minha estante
Concordo plenamente com tudo que foi dito na sua resenha, principalmente quando você diz: "Eu tinha um mini ataque do coração toda vez que uma menção à série As Peças Infernais era feita." É exatamente o que sindo. Como li As peças antes, toda a referencia feita a ela me enche de emoção, e desespero, quando penso na demora para lançarem A Princesa Mecânica...


Veneella 12/09/2013minha estante
Esse P.S. me deixou nervosa


Bruna 22/09/2013minha estante
Fiquei nervosa


Manu Araujo 24/09/2013minha estante
Nus, se eu já não consigo parar de pensar nesse livro e no tão apaixonante Jace (


fernandasarzano 29/03/2015minha estante
Nossa nem me fala, me falaram sobre o final da serie e eu não quis acreditar agora estou lendo tão rápido para chegara ao final da serie e provar q a pessoa q estava certa era eu, pois o final q me falaram q teria eu fiquei mto chocada e c medo!!
Tirando esse pequeno detalhe eu amooo essa serie de livros perfeitos


vivian.carbolin 24/04/2015minha estante
Faltam poucas páginas para terminar... Isso há dois dias, porque sim, eu tenho medo de terminar esse livro!!! (Jace é um merdinha fofo).


amanda.nunes.13 27/06/2016minha estante
Eita que to lendo essa resenha só com 50 páginas lidas do livro hehe, muito bom o jeito que você descreveu os fatos e compartilho o medo de chegar ao fim dessa saga que mal comecei.
Sem contar que como já estou aqui no futuro kkkk já tem peças infernais e dama da meia-noite afffeeee.
Cassandra é má mesmo menina!
:D




spoiler visualizar
Matt 11/02/2012minha estante
Não vou ler por causa do spoiler, masss
JÁ LANÇOU?


Leticia 19/02/2012minha estante
oii!! Vc disse que ja leu cidade dos anjos caidos.. ja saiu aqui no brasil???? me responde por favor como vc consiguiu ler..


Jules 22/02/2012minha estante
Baixei o livro hj e estou ansiosa p devorá-lo... Dei uma espiada e vi q foi revelada a carta de despedida de Jace p Clary no livro 3... Linda..rs




Gabrielle | @gabrielleverni 03/02/2014

Decepcionante em dose tripla
O que "Cidade de Vidro" tem de relativa perfeição, "Cidade dos Anjos Caídos" tem de profundamente decepcionante. Tanto que, minha empolgação para permanecer lendo esvaiu-se completamente. A historia poderia ter terminado em "Cidade de Vidro". E teria terminado muito bem se tivesse parado por ai. Mas, não parou; Cassandra Clare quis acrescentar mais três livros à sua trilogia original - fato que, para mim, estragou com aquela trama encantadora. Perdi a vontade de ler e direi os motivos.

Em primeiro lugar o romance de Clary e Jace torna-se tão doce - e enjoativo, para nao dizer clichê - que beira o exagero, pior que romance de segunda linha. O quarto livro tem como característica principal o melodrama - sem citar o fato de que é um romance totalmente "água com açúcar".

Em segundo lugar, o que mais me irritou até o último fio de cabelo foi o modo forçado com o qual Cassandra tentou fazer com que o romance de Clary de Jace continuasse com aquele ar de impossível e proibido. CHEGA, CASSANDRA. Os dois já sofreram por três livros; não há motivo para prolongar. Aliás, ficou feio; evidentemente e indubitavelmente forçado e anti-natural. Até me permito dizer que saiu pior que a encomenda.

E o terceiro e último fato, é o subterfúgio - ou seja, o pretexto evasivo de desvio - que a história sofreu. Até parece que nem é Clary a personagem principal, e sim Simon, seu melhor amigo, recentemente transformado em vampiro. Confesso que não faz mal a ninguém desviar um pouco o foco para os personagens coadjuvantes, desde que isso seja feito propositadamente e profissionalmente, e não como uma mera e visível tentativa de enrolar - mais ainda - o enredo.

Por fim, declaro que Cassandra Clare errou não uma, mas três vezes, me decepcionando em dose tripla. Vou continuar com a leitura dos próximos livros, apenas porque não sou capaz de largar as coisas pela metade. Não lerei os próximos livros com vontade, e muito menos com empolgação.
Lucas 13/02/2014minha estante
O seus 1º e 2º motivos para achar o livro decepcionante são idênticos aos meus! Cassandra não está sabendo lidar/escrever o romance da Clary e do Jace. Como você disse, "CHEGA" haha Já o 3º motivo pra mim foi um alívio, apesar de adorar o 3º livro e ele ser apontado pra ela, acho que a Clary prova neste 4º que é bem chatinha, e colocar as coisas mais voltadas para o Simon foi uma ótima ideia. Boa resenha :)


Gabrielle | @gabrielleverni 13/02/2014minha estante
Nossa, muito difícil encontrar alguém que concorde comigo! haha Ainda bem que não sou a única a achar que a Cassandra não está sabendo lidar com o enredo. Na verdade, do meu ponto de vista, ela se perdeu na própria história. Quis prolongar e deu mais errado do que certo.




Agnes 11/02/2013

Perfeito, assim como os outros livros.
TEM SPOILERS DOS OUTROS LIVROS.

Cidade dos Anjos Caídos foi uma surpresa para todos os fãs da (suposta) trilogia de The Mortal Instruments. Quando eu soube que havia sido lançado no Brasil, corri para comprar, porque precisava mais do (Jace) mundo dos Caçadores de Sombras. CdAC (vamos abreviar assim, para ser mais fácil) é um livro incrível.

Apesar de que Clary narrar a maior parte dos livros anteriores, nesse livro nós temos uma participação muito maior do Simon em especial, o nosso vampiro preferido. Cassandra Clare havia deixado várias brechas para uma continuação, e uma delas é o que vai acontecer com o Simon, agora que ele tem aquela maldição sobre ele.

Simon não deixa de ser o personagem que amamos agora que virou protagonista (como acontece algumas vezes nos livros). Ele já começa metido numa enrascada feia, namorando Isabelle e Maia ao mesmo tempo (e nenhuma sabe, é claro). Além disso, temos cenas engraçadas de Simon e Jace com aquele humor cômico que só Cassie sabe escrever (a fruta manga nunca mais será a mesma - quem leu vai entender).

O livro intercala com narrações do Simon e da Clary, mas por vezes temos narrações do Jace, da Isabelle e do Alec, o que torna o livro muito mais completo.

Jace continua sendo aquele garoto irresistível e irônico e perfeito. Agora, ele está treinando Clary para ser uma Caçadora de Sombras como os Lightwoods, e também está livre para namorá-la em paz, finalmente. (Infelizmente, toda vez que eles tentam fazer sexo alguma coisa de errado acontece e isso me irrita profundamente porque eu acho que eles são o único casal nos livros que tenta tenta tenta e nunca consegue).

Bem, não é como se a nossa querida Cassandra Clare fosse nos deixar te um momento de paz com o nosso casal mais batalhado de todos os tempos (por causa daquela coisa de eles serem “irmãos).. Claro que ia surgir algo para complicar.

Jace se torna um pouco chatinho no livro porque ele se sente muito culpado com as coisas que ele fez (não chato a ponto de estragar o personagem, não se preocupem!) e começa a se afastar da Clary. Isso deixa a garota lotada de perguntas, ao mesmo tempo que uns assassinatos estranhos começam a acontecer pelo Submundo. Ou seja, o livro não para em nenhum momento. Tem sempre coisas acontecendo.

Alec e Magnus, na maior parte do livro, estão viajando juntos, mas eles aparecem no final para dar a boa pinta. A verdadeira surpresa do livro é a Camille, uma vampira mega antiga porque está interessada na “situação especial” do Simon, o vampiro que pode andar na luz do sol e que tem a Marca de Caim (Camille, pra quem não sabe, aparece no Anjo Mecânico (o prequel de TMI, de 150 anos antes) e era a namorada de Magnus) Até agora, não sabemos o que houve que terminou o namoro dos dois, mas eles parecem não se suportar. Alec passa a odiar Camille, é claro, e é engraçado e ao mesmo tempo me irrita, porque eu shippo Maguns/Camille).

Isabelle continua mega fodona como sempre foi, conhecemos mais do passado da Maia e do Kyle (um novo personagem), temos um gosto do Simon em sua versão vampira (é, ele vai matar alguém), continuamos com grandes cenas de luta, suspense, emoção e romance.

Resumindo, CdAC é um livro imperdível, para você, fã de TMI. Tá com dúvida em comprar? Não precisa ter.

Ah, o final é troll. Mega troll, porque acontece umas coisas que você simplesmente PRECISA saber o que vai acontecer depois, tipo o final de Filho de Netuno. Só vou dizer que um personagem dos outros livros vai voltar, e ele vai trazer problemas. Apenas.

Nota: ***** Maravilhoso!

Resenha por books-4-you.tumblr.com

Autora: Agnes, que adorou a vilã desse livro. Adorou o final também. E a batalha final. Só fica se perguntando PORQUE A CLARY NÃO PODIA TER OUVIDO O JACE E FEITO O QUE ELE PEDIU - TERIA DADO TUDO CERTO.
tiffany 27/08/2014minha estante
É o irmão de Clary?




12/10/2012

ATENÇÃO! SPOILERS SE VOCÊ NÃO LEU OS OUTROS LIVROS DA SÉRIE!

A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.

Depois dos acontecimentos e da luta contra o exército de Valentim, que acabaram por forjar uma aliança entre os do Submundo e a Clave ideia de Clary, e com um feitiço dela), Clary e cia. estão novamente em NY, enquanto a cúpula da Clave se reúne em Alicante para discutir um novo Acordo.

Clary agora treina para se tornar Caçadora de Sombras (com ninguém menos que Jace, nham!), está feliz da vida e bem atarefada, ajudando sua mãe nos preparativos para o casamento com Luke. Clary continua a mesma, mas amadureceu, e não é mais aquela menininha frágil do primeiro. Mas claro que as coisas não duram, e quando alguém começa a matar Caçadores, tudo vem a baixo. Para piorar, Jace começa a se afastar sem motivo aparente, fica mais distante e não consegue olhá-la nos olhos. Ela sabe que ele a ama, e o sentimento é mútuo, mas ainda assim, não consegue evitar as dúvidas. Só que ela não é garota de ficar remoendo as coisas, e parte para investigar o que anda matando Caçadores, bem como outras aberrações que aparecem. Mas como ela não pode contar totalmente com Jace, ela parte para a ação, mas aprendeu a lição e chama Isabelle.

Jace também aproveita os momentos que tem antes de começar a se afastar. Ele tem seus motivos: começou a ter pesadelos em que mata Clary, ou a machuca de alguma forma. E ele tem medo que venham a se realizar. E ele volta a achar que talvez seja mais como Valentim do que gostaria. Ele teme se tornar mais um Valentim, e só por isso já mostra como ele é diferente do homem que o criou até os 10 anos. Só que ele não vê dessa forma, e, sendo Jace, prefere se atormentar como forma de punição. Mas por Clary ele é capaz de tudo. E na tentativa de evitar Clary, ele se junta a Simon, porque é o que ele acha que a deixa mais perto (mas eles não são amigos, viu! ;D). Uma coisa não muda (ainda bem): ele continua sarcástico e com um humor afiado delicioso.

Simon é que está numa enrascada, se equilibrando para manter duas namoradas: Maia e Isabelle.Simon ainda tenta de tudo para parecer normal. Continua ensaiando com sua banda, que sabe que ele é vampiro, mora com sua mãe e fazendo as mesmas coisas de sempre. Só que por ser Diurno, ele é disputado por Rafael e uma nova personagem: Camille, a antiga chefona dos vampiros de NY antes de deixar Rafael no comando. E tem mais gente atrás dele também, por sua combinação única de vampiro com sangue de Nephilim .Esse livro é mais centrado nele, mas Clary também tem sua parte. Mas Simon agora é mais forte e aguenta bem os trancos, menos o de ter duas namoradas ao mesmo tempo.

Outro personagem novo aparece: Kyle, o novo vocalista da banda de Simon. Kyle é um jovem prestativo e simpático, mas que tem um segredo (que eu não vou revelar, pra não estragar). Gosto de Kyle, ele é um bom contraponto em relação aos outros personagens masculinos do livro. E acho que ele retorna no próximo (eba!). Só posso dizer que ele é mais um ser fantástico que eu gostei (esse ser já existe, mas não sou muito fã deles. Quem me segue há algum tempo pode ser que já tenha sacado ;D).

Não posso falar muito do inimiga deste livro, porque senão vou dar spoiler. Mas que assistiu a terceira temporada (e melhor) de Supernatural não vai se decepcionar. Posso dizer que agora Clary, Jace e cia estão para enfrentar os grandes mesmo. Valentim perto desses é fichinha. E também há a volta de alguns personagens. De novo, não vou revelar.

O livro é novamente bastante ação, o romance está presente, mas é elemento secundário, e a trama está ficando cada vez mais intrincada. E, como sempre, Cassandra Clare deixa um excelente gancho para o próximo volume. O livro tem um ritmo bom, dá para ler bem rápido e a trama é envolvente. Não dá vontade de soltar o livro. E ele vai virar filme, estrelando a nossa bitch favorita, Queen Cersei. E também o lindo, maravilhoso, gostoso e um Henrique VIII sexy pra burro, Jonathan Rhys-Meyers (be still my heart!), previsto para agosto do ano que vem. Confira na página do filme do IMDB, aqui. Não tem muitos detalhes porque ainda estão filmando. Mas digitando o nome da série no Google dá pra ver um monte de fotos e se você quiser mais informações sobre a série, veja em Mortal Instruments Brasil, site oficial reconhecido pela autora. Enquanto isso, aproveite os livros.

Trilha sonora

Sympathy for the devil, do Guns ´n´Roses. Stand my ground, do Within Temptation bate direitinho com Simon. Good enough, do Lifehouse cai como uma luva para Jace, e não só neste livro. Mess of me, do Switchfoot, Running blind, do Godsmack e Send the pain below, do Chevelle.

Se você gostou de Cidade dos Anjos Caídos, pode gostar também de:
•Harry Potter – J. K. Rowling;
•A batalha do Apocalipse – Eduardo Spohr;
•série Fallen – Lauren Kate;
•série Hush, Hush – Becca Fitzpatrick;
•saga Crepúsculo – Stephenie Meyer;
•Vampire Academy – Richelle Mead;
•série Os filhos do Éden – Eduardo Spohr;
•coleção Percy Jackson – Rick Riordan;
•coleção Os heróis do Olimpo – Rick Riordan;
•série House of Night – P. C. e Kristin Cast;
•Jogos Vorazes – Suzanne Collins.
comentários(0)comente



Thay Moreira 30/12/2012

Cidade dos Anjos Caídos
Acabei por desistir da série. Eu realmente devia ter parado em Cidade de Vidro.

Nessa nova fase de Os Instrumentos Mortais, Clary finalmente consegue o que quer - Jace. Após descobrir que eles não são irmãos coisa nenhuma, eles finalmente podem namorar. Mas Jace começa a agir estranho e a se afastar, então surgem pequenos problemas no paraíso. Sem contar que Caçadores de Sombras são encontrados mortos e ninguém sabe ao certo o que fazer. Por sua vez, Simon começa a ter seus próprios problemas: uma vampira anciã vem atrás dele com a proposta de uma aliança. E sem contar, que ele está saindo com Isabelle e Maia - mas uma não sabe da outra.

Agora vou explicar o que estava me enjoando. Primeiro que eu demorei a ter coragem de pegar no livro, porque pra mim, o desfecho da história foi no livro anterior. Então fiquei com medo dela fugir da história. Nisso ela está de parabéns, porque não fugiu. Mas não foi o suficiente para me manter no livro.

Segundo, Jace fugindo de Clary DE NOVO. Sério, Clare? É muito chato de ler Jace fugindo dela, Amar é destruir e bla blá blá. Podia ter cortado essa parte da história.

Terceiro, fiquei feliz de Simon aparecer mais - eu AMO o Simon, sério - e gostei do triângulo doido dele. Mas fiquei triste com a história sobre Camille e como ele foge demais da realidade dele ser um vampiro. É meio frustrante.

Soma-se minha impaciência e frustração com o fato de eu ter ganho um livro novo que está me corroendo por dentro, acabei por abandonar. Não sei se vou ter paciência de ler depois, mas eu realmente não imagino isso. O que contou as três estrelas é que: 1)Clare manteve a história sem se perder; 2)A narrativa ainda está perfeita; 3)Os personagens são incríveis. Se ela mostrasse mais a Maia e o Kyle, eu ficaria feliz.
comentários(0)comente



Quatro Amigas 25/08/2013

Cidade dos Anjos Caídos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 4 - Cassandra Clare
Bom, todo mundo sabe que é absolutamente impossível resenhar o quarto livro de uma série sem spoilers, certo? ENTÃO, partindo dessa premissa, NÃO LEIA ESTA RESENHA se NÃO QUISER ser atropelado de informações que eventualmente não as tenha!

Não sei se vocês sabem, mas a série OS INSTRUMENTOS MORTAIS em sua concepção original, seria composto por apenas três livros (vide a morte de Valentim no final de CIDADE DE VIDRO"), embora essa fosse a ideia original da autora CASSANDRA CLARE, para a nossa sorte ela mudou, e isso talvez explique o fato de CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS ser um claro divisor de águas nesta série.

CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS, é sem dúvida o meu livro preferido ("until now", porque CoLS é muito bom!!) da série. Os segredos mais relevantes a trama já foram desvendados e você já não está mais tateando no escuro, mas não se iludam, Cassie guardou na manga algumas bombásticas revelações e reviravoltas surpreendentes que é sua marca registrada em TODOS os seus livros. Mas vamos ao que interessa...

Os acordo decretados pela Clave depois da invasão de Alicante e a luta em Idris, onde Caçadores de Sombras e Criaturas do Submundo uniram-se em nome de um bem maior e comum a todos, estão em vigor e funcionam bem, ou melhor, funcionavam. O corpo de um Caçador de Sombra foi encontrado completamente mutilado e este é apenas o começo de uma série de assassinatos aos filhos do Anjo Raziel, fato que não só ameaça a segurança de todos, como pode desencadear uma guerra entre Caçadores de Sombras e Criaturas do Submundo sem precedentes.

Quem está matando Caçadores de Sombras? E por quê? Estas são as hastes que fazem de CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS um livro intenso, irresistível, violento e surpreendente sombrio.

Clary e Jace estão juntos, a pesar da marcação cerrada de Jocelyn, e de volta ao Instituto de Nova York. Lá Clary irá aperfeiçoar seus treinamentos como Caçadora de Sombra e aprimorar o uso de seu grande, e único, poder.

Apesar de Clary estar feliz com seu namoro, algo não está bem com Jace, ele anda a cada dia mais perturbado, distante e retraído, Clary, e todos ao redor, acredita ser por conta do tenso clima que se instaura em razão dos assassinatos a Caçadores de Sombra, mas está não é a verdadeira razão única razão.

Alec e Magnus estão viajando em lua de mel (e as fotos que eles mandam são hilárias!!!), os Lightwoods ainda estão se refazendo da prematura morte de Max, e isso ainda irá assombrar os ânimos e trará átona segredos desconhecidas da família que explicam e muito, a personalidade de Isabelle Lightwood.

E pode tirar o vestido mais lindo e o terno mais bem cortado do armário, porque LUKE e JOCELYN vão se casar!!! E vai ser um casamento e tanto, com direito a romance, bate boca, barracos e boas - e péssimas - surpresas.

Ahhhhhhhhh e este é o livro da primeira das famosas Dirty Scenes, está é a conhecida DSAS: Dirty Sexy Alley Scene, que é a pegação FORTÍSSIMA de Clare e Jace em um beco. Melhor ainda é o comentário de Izzy ao surpreendê-los: Whats wrong with bedrooms?

Mas é preciso deixar claro que em CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS, o cara é SIMON LEWIS, o dono da marca de Caim e no qual ninguém pode encostar um só dedo sem que sofrer a irá direta de Deus. Boa parte da trama gira em torno dele ou de assuntos que lhe dizem respeito. O submundo quer seu apoio, os Caçadores de Sombras reivindicam sua amizade, mas a cada dia, e de maneira mais intensa, a escolha inevitável se aproxima: Quem Simon deve apoiar?

Para ajudar piorar a situação, Simon está envolvido amorosamente com duas das mulheres mais lindas e perigosas desta série: Isabelle Lightwood uma Caçadora de Sombras e Maia Roberts, uma Licantrope que trabalha diretamente com Luke na orientação do bando de Nova York. Aliás, neste livro vamos conhecer mais sobre a história de Maia e de como de tornou uma criatura do submundo.

Quanto a novos personagens você ira conhecer o misterioso e muito gato (segundo Clary), Kyle, o novo integrante da banda de Simon que vai aos pouco mostrando suas reais intenções e trará novas revelações sobre as organizações do Submundo.

E claro, Camille Belcourt, Vampira-chefe do Clã de Manhattan. Camille foi pouquíssimas vezes mencionada na série, se você tiver uma boa memoria deve se lembrar que Raphael explica ser a pessoas encarregada do Clã dos vampiros na ausência de seu líder. Pois bem, Camille está de volta e é personagem de extrema importância na trama, quem já leu Anjo Mecânico já a conhece, quem já leu Príncipe Mecânico, sabe BEM do seu passado com alguns dos personagens da trama.

Dica: Gente, os que estão lendo esta resenha mas ainda NÃO LERAM Anjo Mecânico e Príncipe Mecânico, eu REALMENTE recomendo que o façam, para os que leem em inglês, MAIS AINDA lerem CLOCKWORK PRINCESS, pois MUITOS dos acontecimentos de CIDADE DE VIDRO , CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS e principalmente "CIDADE DAS ALMAS PERDIDAS", tem sua origem nestes livros e enriquecem por demais o entendimento da trama.

Cassandra Clare redige como poucos, é uma escritora que descreve cenas com requinte de detalhes, e estas se entrelaçam no decorrer da trama com exímia perfeição, as vezes uma simples frase perdida pode ser a resposta de uma questão importante que você nem notou. Epa, mas espera aí, e o Jace? Meus queridos, MUITA ATENÇÃO, ao comportamento de Jace, apenas nos últimas capítulos você entenderá o que está acontecendo, e acredite, vai preferir não ter sabido.....

Resenhado por: Alê Lendo


site: http://quatroamigaseumlivroviajante.blogspot.com.br/2013/08/resenha-cidade-dos-anjos-caidos.html
comentários(0)comente



Ynara 27/01/2012

esperar o vol. 5...droga!
só uma palavra: excelente!
Matt 11/02/2012minha estante
Já LANÇOU? Pela Galera??! :O


Ynara 29/04/2012minha estante
só em agosto de 2012...


Nalice 10/07/2012minha estante
Ai, ai, mal posso esperar para ler Cidade das Almas Perdidas! D=




Larissa Portela 04/09/2012

City of Fallen Angels, de Cassandra Clare
City Of Fallen Angels (Cidade dos Anjos Caídos), assim como todos os outros livros da série The Mortal Instruments (Os Instrumentos Mortais), é MA-RA-VI-LHO-SO.

No quarto livro da série há um novo vilão no pedaço e ele está assassinando Caçadores de Sombras, mas o nosso grupo preferido de Shadowhunters entra em ação para descobrir quem está cometendo esses assassinatos e por que. Quando o problema é solucionado a gente pensa “Ah, não acredito que é só isso!”, mas todo mundo sabe que a Cassandra Clare ama torturar os leitores com aqueles finais escandalosos que nos deixam morrendo de vontade de saber o que vai acontecer no próximo livro; e é exatamente isso o que acontece em City of Fallen Angels.

Como o esperado, Simon, o vampiro diurno está sendo caçado por alguns membros do submundo, e por isso a vida dele é mais focada nesse livro do que nos outros. No início eu pensei “Que chato!” porque eu nunca gostei muito dele, mas a gente consegue ver que ele não é mais aquele mundano sem sal com uma quedinha pela melhor amiga. Esse é um novo Simon, com novos amigos e novos problemas amorosos – e eu confesso, eu amei.

E quem já leu City of Glass (Cidade de Vidro) deve estar morrendo de curiosidade para saber o que está acontecendo com os nossos Anjinhos: Clary e Jace.

Bom, Jace Wayland, Morgenstern, Herondale, Lightwood e Clary Fray finalmente descobrem que não são irmãos, então vocês devem está se perguntando “Por que o Jace está se afastando da Clary?”, bom, vocês terão que ler para saber, mas o que eu posso dizer é que sim, o livro tem cenas super-hiper-MEGA quentes tanto em sonhos quanto na realidade do casal, tipo a DSAS.

As últimas páginas me deixaram com aquela vontade de gritar, chorar, tudo e só de lembrar já fico com vontade de jogar o computador longe. Acho que estaria fazendo coisa muito pior se eu não soubesse que estou com City of Lost Souls pertinho de mim esperando para ser lido.

http://universoparadisiaco.blogspot.fr/
comentários(0)comente



Keila 21/07/2014

Depois daquele susto do final de Cidade dos Ossos e com a enfim conclusão de Cidade de Vidro eu achei que finalmente tudo estaria bem para Clary e Jace. Mas é claro que a Cassandra Clare ficou com os dedos coçando e um pouquinho de suspense e misterio nunca é demais.

Este livro me conquistou como todos os outros!

A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Jace e Clary estão felizes juntos, Jocelyn e Luke estão terminando os preparativos para o casamento e Alec e Magnus estão curtindo férias muito merecidas na Europa.

Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Então as coisas começa a complicar a partir daqui e descobrimos que a situação não anda lá muito boa para o lado do Jace que, desde que voltou da morte pelas mãos do Anjo Raziel, anda tendo pesadelos muito reais e isso acaba mexendo com a cabeça dele.

Deixando a história cada vez mais intensa, mais sombria e viciante. Clary começa aos poucos desvendar a terrível cadeia de eventos capaz de lhe roubar tudo que ama. Inclusive Jace.

"Jamais desistiria de você. Jamais. O que sinto por você... É a coisa mais importante que já senti."

Nesse livro a Cassandra dá um destaque maior em Simon e aos seus problemas, vemos ele amadurecer e crescer.

"Sentiu o coração, que não batia mais, se contrair, e ficou imaginando se havia alguma coisa no mundo tão dolorosa quanto não poder proteger as pessoas que amava."

A relação de Alec e Magnus foi melhor explorada e Isabelle como sempre divertida mais ativa e presente.

Os medos e inseguranças de cada personagem foi explorados - Cassandra se dedicou a explorar outras visões deixando esse quarto livro divino! Com mais reviravoltas que Cidade de Vidro.

O romance entre Clary e Jace, nesse livro é lindo as declarações dos dois, cada momento juntos é único e perfeito mas também é onde ele é realmente testado. De todas as maneiras possíveis e impossíveis!

"Eu te amo e sempre vou amar, e fingir que poderia ser diferente é perda de tempo."

Uma palavra que possa descrever esse livro com certeza seria cativante, ele me fez rir, ficar irritada, triste e apaixonada...

Eu realmente não posso ter o suficiente dos personagens e suas histórias. Misturando mistério, ação com uma pitada de romance -"Cidade dos Anjos Caídos" é tão bom quanto os três primeiros.

Recomendo com toda a certeza!!!
comentários(0)comente



thais 22/08/2014

Cidade dos Anjos Caidos
Achei esse livro bem chatinho, um inicio sem grandes acontecimentos, a partir da pagina 230 é que o enredo se desenrola e finalmente tem alguma emoção.
comentários(0)comente



milena 29/03/2013

Contrariando a maioria...não gostei!
Me pergunto na verdade qual o objetivo desse livro. No final do terceiro a historia teve seus mistérios revelados, o vilão teve seu fim, Claire e Jace chegaram a um "denominador comum" então esse quarto livro provou que vei realmente "fazer volume" a série. São páginas e páginas de repetições,Claire na mesma questão, Jace no mesmo dilema,até o enredo que segura o livro se torna repetitivo. O vilão quando revelado para o próximo livro me fez pensar "que saco, vai ser isso mesmo?" E Jace e Claire simplesmente continuam na mesma situação em que começaram o livro ou seja, com uma relação absurdamente frágil. Com relação a escrita, acho que a autora exagerou completamente saindo do padrão de uma leitura jovem e passou a escrever para os amantes de Supernatural porque não se falava mais nos Nephilins somente se lia a palavra "demônio" a cada página e por mais bizarro que isso seja temos uma nova personagem que existia também na série sobrenatural.Ficou pesado demais,cansativo demais e o final não me anima a esperar pelo próximo. E se você está esperando "cenas quentes" entre Jace e Claire... ai ai!
comentários(0)comente



RGroetares 14/01/2017

Intrigante
O livro é bom, mas na minha opinião deveria ter parado no terceiro. Vamos ver como vai desandar os dois próximos.
Rebeca 30/08/2017minha estante
Concordo com vc, deveria ter parado no 3. Esse volume foi pura encheção de linguiça...




spoiler visualizar
comentários(0)comente



René 08/01/2013

Realmente legal...
Após ler Cidade de Vidro tive certeza que esse livro não tinha o menor sentido... Mas mesmo assim queria mais um pouco dos shadowhunters. Bem o livro faz sentido sim! Não era exatamente necessário, porém muito bom e superior aos dois primeiros livros da série. A trama de Clary e Jace era um pouco desgastante... Eu simplesmente não gosto muito de Jace. Porém esse livro teve muito mais foco em simon, acho que ele apareceu mais que Jace. E Simon é meu personagem preferido, logo depois de Izzy. Achei super legal o drama que teve neste livro. Não foi tão cheio de ação mas mesmo assim a história flui bem. Mesmo sendo uma continuaçao dispensável achei super legal e o final foi inesperado! Não é aquele livro que lhe faz perder a cabeça mas mesmo assim é o segundo melhor livro da série, só atrás de Cidade de Vidro.
René 11/01/2013minha estante
Visitem meu canal no youtube! https://www.youtube.com/watch?v=AuBXZcOOwho&feature=plcp




246 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |