Genealogia da Moral

Genealogia da Moral Friedrich Nietzsche




Resenhas - Genealogia da Moral


31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



C9 02/11/2020

Reflexivo e complexo.
Por que temos essa vontade pela verdade? afinal o que é a verdade? O bom é o que se assemelha ao perfeito? mas a perfeição não seria a negação da vida como ela é? negar a própria humanidade e com criar isso uma divida eterna com a perfeição?
Obra grandiosa, ele nos faz refletir se todas as nossas bases morais não são artificiais, será que existe um ressentimento dos fracos para se vingarem dos fortes? Leiam meus amigos, vale a pena para quem gosta de colocar a prova todos os seus conceitos sobre as questões da vida.
comentários(0)comente



Cdmm 22/10/2020

Chatíssimo
Apesar de ter avançado no pensamento filosófico a escrita é chatíssima, arrogante, pedante, insuportável. Acho que é o homem mais chato do mundo. Foi um suplício.
comentários(0)comente



Lais Isabelle 19/09/2020

É abordado nesse livro:o ressentimento, a má consciência, a oposição entre a moral de senhores e moral de escravos, o mundo como hospício. De fato,pode-se dizer que Genealogia da moral é o mais "psicanalítico" dos textos de Nietzsche.
Mas não se contenta em simplesmente diagnosticar, ele pretende ser médico e salvador, e assume esse papel de uma forma que é peculiar.
comentários(0)comente



Frank 04/09/2020

Minha introdução ao pensamento de Nietzsche. Admito não ter entendido em sua totalidade e devo retornar a este livro de tempos em tempos, principalmente após ler outras de suas obras. Não vou me arriscar a fazer uma resenha da obra sem ter absorvido bem sua essência.
comentários(0)comente



Palestrinha 01/09/2020

Talvez seja um dos melhores livros que li dele. Este livro é uma forma nova de se ver o que é certo e errado, o que é bom e mau, o que é bem e mal, todas essas questões são esmiuçadas de forma única através de uma escrita um pouco narcisíca, porém certeira. Confesso que após a leitura deste livro a forma como a qual me perguntava sobre as coisas, sejam elas quais fossem, foi levemente modificada para uma posição mais crítica.
comentários(0)comente



Renata 01/08/2020

Alavanca
Como sempre que adquirimos uma obra desse autor ficam questionamentos difíceis de serem respondidos.
comentários(0)comente



Micael 13/07/2020

Vale a pena
Vale a pena, obra prima!
comentários(0)comente



paulosoler56 20/06/2020

Tirou tabus
Li este livro quando era novinho, há uns 17 anos atrás. Lembro que se criava uma imagem de Nietzsche em minha mente de alguém cruel, que não acredita em Deus, sem sentimentos bons. Obs: Nessa época eu lia romances espiritas e livros semelhantes, ou seja, o foco era algo tranquilo naquele mundo fechado. Porém, lembro que me surpreendi com este livro. Ele tratava da moral com seriedade e entrega. O oposto daquela imagem propaga deste filósofo. E aquela leitura, causou naquele jovem uma alegria, pois aquele filósofo tão temido tratava de uma questão tão boa e importante, que é a moral e uma reflexão em torno desta. Recomendo a leitura. Não li outros livros dele de lá pra cá, então não sei se ele depois em outras obras focou em temas que eu consideraria mais radicais quando jovem. Mas este marcou pra mim por este motivo, que pra mim quebrou uma barreira e imagem que o mundo propaga de Nietzsche, e que neste livro não tem nada disso.
comentários(0)comente



Fabi 24/05/2020

Meu primeiro livro de Nietzsche e também meu primeiro livro sobre filosofia. Gostei das reflexões que o livro traz, apesar de me encontrar em certos momentos um pouco confusa sobre algumas passagens... Mas acho que é assim que um livro de filosofia funciona. Sem mais delongas, é um livro bom, se você curtir esse assunto, acredito que gostará dessa leitura.
comentários(0)comente



Léo 16/05/2020

A 'Genealogia da Moral' está situada na terceira fase do pensamento nietzscheano - escrito em 1887 -, primeiramente como um complemento e esclarecimento da obra 'Além de bem e mal'.
Dividida em três dissertações, a obra traz algo fundamental para o pensamento nietzscheano: o método genealógico. A partir deste método, Nietzsche não só se propõem a entender o desenvolvimento moral na história, mas também julgar, tendo a vida como parâmetro, o valor dos valores morais.
Obra fundamental para se aprofundar no pensamento de Nietzsche, entender como este vai antecipar algumas discussões freudianas e ver conceitos fundamentais nas percepções morais, como culpa, consciência, responsabilidade e afins.
comentários(0)comente



Ana Duarte 25/03/2020

Por que fazemos o bem?
Livro absurdamente reflexivo, nada de surpreende se referindo a Nietzsche!

Mas o modo como ele disseca a moral nos trás indagações importantíssimas, e com extrema didática e repleto de referências, o livro é complexo e merece ser lido mais de uma vez para que se consiga compreender todos os pontos e argumentos que ele trás em sua tese.

Leitura fundamental caso você goste de filosofia
comentários(0)comente



JC_Sevenfold 22/02/2020

O terceiro período da obra de Nietszche denominado 'Transvaloração dos Valores' é marcado por uma crítica dos valores morais, quebrando preconceitos e libertando o homem de princípios vãos. Necessita-se perguntar: em que consistem os valores, como são instituídos, onde se acham fundamentados, que valor têm eles mesmos? Partindo da investigação do conceito dos juízos de "bom" e "mau", o filósofo quer saber como e que momento eles foram criados. Esses juízos aparecem em duas concepções morais opostas: a dos nobres e a dos escravos, que travaram uma batalha milenar pelo predomínio de seis ideais. Priorizando a moral escrava, o livro aprofunda nas três figuras em que essa moral se apoiou para vencer: ressentimento, má-consciência, e ideal ascético.
comentários(0)comente



Dan 20/02/2020

Um manuscrito infectoso
Nietzsche critica a propagação da autodesvalorização do homem, e de que o nosso lugar como centro do universo é esmagado pela ciência - e eu de fato prefiro enxergar a realidade, eu e vc, materiais orgâncios rastejando sobre a terra.

O mais ridículo ao meu ver é o impulsionamento do indivíduo a viver empregando unicamente a vontade de potência em todas as esferas
comentários(0)comente



matlima 29/12/2019

Denso e complexo
Livro pequeno composto de aforismos reunidos em três dissertações interligadas: 1) bom e mau; 2) culpa é má-consciência; 3) ideais ascéticos. O livro é pequeno, mas de leitura pesada, dada a complexidade do pensamento desse culto autor. De um modo geral, a obra tenta descrever que interesses estão por trás da ideia de moralidade. Para o autor, o pecado não seria necessariamente uma ação má em si, pois a própria noção de mau é discutível. Para ele, na concepção católica/cristã dominante no mundo ocidental, a moral foi criada com o objetivo de aprisionar o homem, invertendo a lógica de valores que deveria verdadeiramente imperar.
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3