A primeira impressão é a que fica

A primeira impressão é a que fica Ann Demarais




Resenhas - A Primeira Impressão é a que Fica


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Ogro 12/02/2012

Interessante mas limitado
Por mais de 200 páginas as autoras apresentam situações que todos nós lidamos no dia-a-dia , apontando o impacto que causa em terceiros e ao final de cada capítulo,apresenta uma tabela de auto-avaliação , baseada nos pontos discutidos previamente.

Com trechos que chegam a ser divertidos como ,por exemplo, "mancada pode ser sexy", "puxar saco no trabalho" e "gosto do jeito que você mexe" são apresentadas argumentações , de forma bem coloquial, sobre cada aspecto imaginável numa situação de relacionamento, seja pessoal ou profissional.

É uma leitura interessante.Mas limitada.Por 3 motivos:

1º)o livro nada mais é que uma releitura do Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, com algumas pitadas de neuro-linguística e um glacê de regras de livro de etiquetas. Para quem já leu algum texto de qualquer revista que fale sobre entrevista de empregos, lidar com clientes ou até, graças às salas de dentista, aquelas revistas de adolescentes e fofocas sobre "como conquistar aquele gatinho", "mulheres,como ganhá-las na balada" ou talvez "Ele acha que você é uma piriguete ao invés de ser para casar?Veja o que você pode estar fazendo para ele ter essa impressão", identificará imediatamente o estilo e o aconselhamento.

2º)esse livro é ótimo para tímidos, pois ajuda-os a trabalhar certas impressões de antipatia que geram e é excelente para pessoas-sem-noção, que são a maioria dos exemplo do livro. Infelizmente, as pessoas-sem-noção carecem da auto-crítica necessária para considerarem o texto como aplicável a eles("EU sou inconveniente?Que nada - sou é sincera , aonde eu trabalho é que só tem fingido, blablabla" - vocês certamente conhecem alguém assim), mas para a maioria das pessoas que situam-se entre os extremos , serve mais como um alerta para um ou outro ponto.

3º)o texto segue muito a linha de auto-ajuda "insista que você consegue" ignorando que muita da percepção da sociedade vem de PRÉ-percepções que você não consegue controlar como sua idade, seu biotipo, sua cor e concentrando-se APENAS nas percepções que você gera com suas atitudes. Apenas nas 10 últimas páginas aparecem algumas admissões de que "a despeito de você ter aprendido tudo pode ser que..." - deveria existir também textos mais explanatórias de como lidar e resolver a primeiras impressões "fora de nosso controle" , o que é bem pouco abordado.
Geraldo 29/05/2013minha estante
Li sua resenha e concordo com gênero, numero e grau.




1 encontrados | exibindo 1 a 1