O Verão Que Mudou Minha Vida

O Verão Que Mudou Minha Vida Jenny Han




Resenhas - O Verão Que Mudou Minha Vida


117 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


ka macedo 06/03/2013

O Verão Que Mudou Minha Vida
Hoje é a primeira vez que não vou fazer uma resenha positiva. E provavelmente serei uma das poucas pessoas que vocês verão falando mal desse livro. Já que todo mundo, aparentemente, está apaixonado por ele.

Em primeiro lugar: a estória não é lá muito interessante. Quase nada acontece no decorrer do livro. Nada mesmo. Nós vemos apenas Belly fazendo seus biquinhos, tentando causar ciúme no Conrad, brigando com sua mãe e reclamando da vida. Tudo em uma casa de que ela, sua mãe e seu irmão dividem, todo verão, com uma amiga de sua mãe e seus dois filhos – Jeremiah e Conrad. E, ao mesmo tempo, vemos o passado. Como eles chegaram a tal ponto, como foram os outros verões, o que faz esses verões serem tão importantes para eles.

Fora algumas poucas situações engraçadas e boas filosofadas da autora, não há nada que tenha me interessado no livro. Exceto Conrad. Quer dizer, só por um tempo. Por que, sabe aquele tipo de livro no qual você não consegue gostar de nenhuma personagem? Pois é, esse é um desses livros.

Vamos começar por Belly. A pior. Ela é a personagem mais infantil e mimada que eu já vi na minha vida. Ela literalmente faz bico quando as pessoas não fazem o que ela quer, ameaça o irmão com ‘vou contar para a mamãe’, consegue ser mais volúvel do que a Zoey de HoN, vive fazendo brincadeiras realmente infantis, não sabe argumentar – ou seja; só sabe gritar ‘cala a boca’ quando discute com alguém – e age como se soubesse o segredo da humanidade só por que, de repente, ficou bonita. E ela tem quase 16 anos de idade! Ela me irritou tão, tão profundamente que eu não sei como não joguei o livro na parede e o rasguei inteiro. E o pior: parece que ninguém liga para essa personalidade extremamente fútil dela.

Acho que não é exatamente que ninguém liga, é mais por que todos eles são tão superficiais quanto ela. Eu gostei muito do Conrad logo que ele apareceu, é impossível não se interessar por um cara como ele: meio sombrio, calado e com algum segredo que o torna um garoto-problema, mas que tem um lado sensível. Foi uma pena a estória mostrar como ele é completamente egoísta e até imaturo.

O irmão dele, Jeremiah, foi o único que não mudou no meu conceito ao longo do livro. Ele é bem-humorado, fofo, infantil, meio bobão, sem-vergonha e nada muito extraordinário. Então, sim, eu terminei o livro gostando muito mais do Jeremiah do que do Conrad.

Fora eles ainda têm as mães. Susannah foi a única personagem que me pareceu madura de verdade na estória. Ela teve e ainda tem sérios problemas, está sempre tentando ajudar os outros, raramente se irrita, é quem faz tudo na casa e sabe como controlar as pessoas ali dentro. Diferente de sua melhor amiga - mãe de Belly e Steven - que não sabe nem como cuidar dos filhos direito. Isso já é o suficiente para eu não gostar da mulher. Mas ainda tem o fato de ela agir como se ainda fosse uma adolescente (não que eu ache que pessoas mais velhas não merecem diversão, o problema é que ela extrapola).

Muita gente diz que essa estória é sobre um verão lindo, um verão onde Belly amadurece, onde ela começa a entender as coisas e em que tudo se resolve. Não. Não para mim. Eu não acho que Belly tenha realmente mudado no final do livro, ela agiu mais responsavelmente? Sim, mas só por que aquele exato momento pediu isso dela. E... ‘o verão perfeito’? Nem um pouco! É um drama disfarçado de romance, por que não tem nada de lindo.


"Às vezes é como se as pessoas fossem um milhão de vezes mais belas na nossa cabeça, como se as víssemos através de uma lente especial. Mas, por outro lado, se é assim que as vemos, talvez seja assim que elas realmente são."


Mas preciso elogiar a autora pela forma como conduz a estória. Intercalando capítulos que se passam no presente, com capítulos que se passam nos verões anteriores de Belly, Conrad, Jeremiah e Steven. É muito mais fácil entender as personagens e as situações assim. E o modo como ela os intercalou foi bastante inteligente também, deixando-nos curiosos para saber o que aconteceria nas duas estórias – a presente e a passada.

O livro tem várias idéias, filosofias e ambições muito boas, mas, por seus personagens não seguirem nenhum de seus ideais, perde a força que deveria ter e se torna algo superficial, levemente irritante e nem um pouco distrativo.


http://blogminha-bagunca.blogspot.com.br/2012/01/resenha-o-verao-que-mudou-minha-vida.html
Dand 24/04/2012minha estante
é legal ver opiniões diferentes...


Jei 12/06/2012minha estante
Concordo em gênero, número e grau com sua resenha. Achei que eu tivesse sido a única a me sentir assim com esse livro.


Laurita 24/03/2013minha estante
Cada um tem sua opinião né?
Pega outro livro e vai ler então!


ka macedo 25/03/2013minha estante
Dand: Sim. Afinal, qual seria a graça de mundo se todos dissessem a mesma coisa sobre tudo?
Jei: Fico feliz em ver que não sou um completo E.T., haha.
Laurita: Exatamente! Pode ter certeza que já li muitos outros livros depois dele (e que são infinitamente melhores do que ele).


Laura 01/04/2013minha estante
Realmente, uma resenha que foge dos "padrões" desse livro mas que descreveu exatamente o que senti. Adorei!


Monique 19/06/2013minha estante
Mais uma resenha sua que me agrada, Ka :D Escreves muito bem!
E, depois de ter lido sua crítica, desisiti dfinitivamente do livro. Mesmo porque eu estou fugindo de personagens imaturas, e olha que as dos recentes livros li e que me fizeram fazer isso não são tão irritantes assim.




spoiler visualizar
Patrícia m 11/07/2019minha estante
Obrigada pelo que escreveu porque agora não vou precisar escrever a mesma coisa hahahaha Concordo muito! Dei 3,5/5 porque enfim, é uma leitura tranquila e lembra a adolescência. Porém, realmente fanficzona.


Gabriela 22/07/2019minha estante
Lindíssima falou TUDO. Conrad é um lixoooooo, fiquei com raiva dela a trilogia INTEIRA por preferir um lixo desse. Jeremiah e Cam >>>


giovana.alvesro 31/07/2019minha estante
EXATO! AAA


Bárbara 03/08/2019minha estante
Olha, nunca me identifiquei tanto com uma resenha. No final eu também fiquei confusa e como assim eles acabam juntos?! Que ð©




Duda 23/05/2019

O verão que fiquei bonita
Contexto familiar mega forçado, personagem principal fútil, egoísta e infantil, o que nao muda nos próximos livros, enredo entendianta em que nada muda, boy lixo (Conrad) enaltecido no livro, mas na verdade não passa de mais um fuc*boy tosco que precisa de médicos e aprender como tratar as pessoas. Péssimo livro. Péssima trilogia.
Gio 03/07/2019minha estante
Conrad boy lixo MESMO. Jeremiah e até mesmo o Cam são melhores e tratam a Belly melhor. Conrad é possessivo, egoísta, grosso, além de ser um tremendo filho da puta a maior parte do tempo (e não me importo com os motivos que ele tinha, Jeremiah tinha os mesmos motivos mas não foi um pé no saco).


Duda 04/07/2019minha estante
Exatamente isso!!!




Beatriz 21/03/2019

O verão que mudou minha vida - Jenny Han
O verão que mudou minha vida foi escrito por Jenny Han, publicado pela Intrínseca e possui 240 páginas.

Belly viaja todo verão para uma casa de praia de uma amiga da família. Ela, a mãe e o irmão sempre vão e encontram Susanah e os dois filhos, Conrad e Jeremiah em Cousins Beach.

A viagem de férias acontece desde quando Belly era criancinha e agora que ela já é adolescente e tem interesse por garotos mas ela não consegue tirar Conrad da cabeça. Esse ano ela quer que as coisas sejam diferentes. Seu corpo está mudado, sua cabeça também e tudo que ela quer é aproveitar essa viagem ao máximo.

Ela encontra então um garoto chamado Cam numa festinha na praia e os dois começam a ter ali um amor de verão. O grande problema é que Belly sabe que está mentindo pra si mesma achando que está apaixonada por Cam enquanto a cabeça dela só consegue pensar em Conrad.
“... foi um verão que eu nunca mais esqueci. Foi o verão em que tudo começou. Foi o verão em que fiquei bonita. Porque, pela primeira vez, me senti assim, bonita. A cada verão até este, eu acreditava que as coisas seriam diferentes. A vida seria diferente. E naquele verão finalmente foi. Eu fiquei diferente”.
Eu estava super ansiosa para ler a trilogia verão e já gostei bastante desse primeiro livro. Foi uma leitura gostosinha e divertida, ótima para passar o tempo. Mas apesar de ter gostado bastante alguns pontos me irritaram um pouco.

A paixão que Belly tem por Conrad as vezes chega a ser uma coisa tóxica porque ele se aproveita do sentimento dela para fazer burradas achando que está tudo bem já que ela gosta dele. Além de Belly ele também trata a mãe muito mal e isso me irritou bastante. Mas tirando isso eu amei esse clima de verão e férias sem preocupações. Jeremiah é um fofo e eu estou torcendo freneticamente para esse ship dar certo, hihihi.

Espero que nos próximos livros a Jenny Han abra os olhos da Belly e ela esqueça o boy lixo.

site: https://www.prateleiracolorida.com.br/2019/03/o-verao-que-mudou-minha-vida-jenny-han.html
Bella Nine 21/03/2019minha estante
Os dois primeiros livros são muito bons, mas o terceiro ....


Beatriz 22/03/2019minha estante
Eita! Já vi uns comentários de que essa série não é tão boa quanto para todos os garotos que já amei, mas estou curiosa para ver como tudo vai se resolver. hehe




Blog MVL - Nina 05/12/2011

Minha Vida por um Livro | www.minhavidaporumlivro.com.br | Marina Moura

Escrito em primeira pessoa, "O Verão que Mudou Minha Vida" possui uma narrativa realista sobre amadurecer,e destinada a ser uma leitura obrigatória para as meninas brasileiras no verão que se aproxima!

Belly está em certo ponto da adolescência em que começamos a realmente amadurecer. Olhar para trás,lembrar da criança que fomos e começar a ter vislumbres da pessoa em que estamos nos tornando. É assustador. Especialmente para as mulheres. É uma época confusa e complicada. A autora soube como escrever sobre tais emoções de forma sutil, delicada e tocante.

O título do livro em inglês é “The Summer I Turned Pretty” ou seja “O Verão em que fiquei bonita”,pode parecer superficial e fútil,entretanto acho que os mais críticos perdem a noção do que realmente significa para uma mulher se sentir bonita. E notem que eu não disse ser e sim se sentir bela, desejável e bem consigo mesma. Para a protagonista do livro, com apenas quinze anos, é a primeira vez em que ela realmente se descobre como mulher. Talvez seja difícil para os homens imaginarem esta sensação, mas tenho certeza que as meninas vão concordar comigo que é um momento inesquecível.

Jenny Han escreve sobre personagens tão bem construídos que nos fazem lembrar as pessoas queridas em nossa vida. Familiares e amigos de infância. O relacionamento distante entre Belly e sua mãe, cercado por sentimentos nunca pronunciados, sua relação com Susannah, a mãe de Conrad e Jeremiah,seus dois amores. Conrad é distante, sério, misterioso e o típico primogênito. Jeremiah é engraçado, espirituoso e divertido. Conrad é o primeiro amor de Belly,mas é com Jeremiah que ela troca o primeiro beijo. Enfim, é uma situação complexa. Todos se conhecem muito bem, estão vivenciado uma tensão emocional em virtude do câncer de Susannah, e apesar de o verão ser o melhor momento para se esquecer dos problemas, nem sempre nos é permitido esse refúgio. Belly adentra a maturidade em um momento de grande caos pessoal, o que de certa forma (falo por experiência própria) nos faz amadurecer ainda mais, o que não quer dizer que não haja muito sofrimento envolvido. Segundo J.k Rowling as pessoas só “crescem” quando sofrem, e eu concordo.

Uma escritora que sabe como escrever para os adolescente, e não de uma forma leviana e clichê. Não tem idade para apreciar a leitura. Se você é adolescente vai se identificar com os conflitos, se já passou faz tempo dessa fase vai relembrar com muito carinho dos verões inesquecíveis, e que mudaram a sua vida. O fim do livro ainda deixa uma prazerosa brecha para a continuação. Para nos contar a história de Belly, a autora ainda escreveu mais dois volumes. “It’s not Summer without you”(2010) e “We’ll always have Summer” em tradução livre “Não há verão se você” e “Sempre teremos o verão”. Não percam a oportunidade de acompanhar esse belíssimo trabalho sobre a adolescência e uniões eternas como a amizade, amor e família.
Dand 24/04/2012minha estante
Foi amor a primeira vista com essa capa.Eu simplesmente amei,tem algo,não sei oq,q me prendeu.Me imagino nessa capa aí no meio desses dois,LOL




spoiler visualizar
Môni 10/07/2016minha estante
E o melhor de tudo é a ansiedade e o nervosismo que a gente fica pra saber que ela vai escolher. Eu amei todos os três ??




Rê_Carradore 20/03/2019

Série verão
Leitura fácil e dinâmica. Linguagem simples que nos faz "devorar " cada livro.
Em relação à história:
- o verão que mudou minha vida eu adorei, não pelo enredo, mas pelo fato de todos termos um amor de verão ou alguma coisa que nos ligue a Belly;
- sem você não é verão: peguei um abuso da Belly por tanta infantilidade;
-sempre teremos o verão: li por ler, só p terminar a série.
Com o passar dos livros, ela se comprova ser uma menina mimada, egoísta e egocêntrica.
Enfim, li os 3 livros em 3 dias, mas com um abuso cada vez maior da Belly.
Nanny.Ribeiro 08/04/2019minha estante
To no primeiro e já não to aguentando ela. Vim ler as resenhas pra ver se continuo, tá difícil rs




Dani Feitosa 11/07/2014

Resenha do livro: O verão que Mudou minha vida. - Jenny Han
É verão o período do ano mais esperado por Belly, pois foi no verão que as coisas aconteceram com Belly, agora prestes a completar 16 anos Belly acredita que aquele é o ultimo verão onde estarão todos reunidos além de ser o verão onde todas as coisas podem mudar.
Belly, seu irmão Stephen, e sua mãe Laurel passam todos os verões na casa de verão em Cousins Beach, onde mora Susannah e seus filhos Conrad e Jeremiah. Belly sempre foi apaixonada por Conrad e ela espera que nesse verão as coisas mudem entre eles.
O livro é uma mistura entre fatos do presente e do passado dos verões em Cousins. Nesse ano Belly mudou muito todos notam o quanto ela mudou, ela não é mais a menina mimada de antes, quer dizer um pouco.
Nesse verão Belly nota o quanto Conrad está diferente, ele por sua vez é muito fechado, mais aparentemente aparente ter problemas que todos desconhecem. Mais apesar de tudo isso ele é muito protetor com Belly, não do jeito que ela queria.
Jeremiah por sua vez é muito brincalhão e se torna o melhor amigo de Belly. Steven irmão de Belly é como todos os outros irmãos mais velhos, meio chato, adora tirar sarro de Belly, porém ele é muito protetor com ela.
Outra fato super importante do livro é a amizade verdadeira entre Laurel e Susannah, uma linda amizade.
Nesse ano Belly conhece Cam, garota que tem uma “romancezinho” meio que para deixar o Conrad com ciúmes.
Fatos muito importantes acontecem no livro e que fazem com que todos os envolvidos na história mudem de uma certa maneira naquele verão.
Os capítulos livros são pequenos o que facilita a leitura, confesso que gostei muito do livro tanto que li ele todo em apenas 2 dias, apesar de achar que Belly é muito infantil em alguns momentos é um romance de verão com triangulo amoroso uma vez que Jeremiah tem uma paixonite por Belly, você percebe com o decorrer do livro que os personagens vão amadurecendo com o decorrer dos fatos.

site: http://www.inspiracaofeminina.com.br/2014/07/resenha-do-livro-o-verao-que-mudou.html
comentários(0)comente



Vitória 28/05/2019

História linda e muito bem contada. É bem o tipo de livro que eu gosto, sobre adolescentes, romance e drama. Bem água com açúcar mesmo, mas uma delícia de ler, tudo bem detalhado mas nada cansativo.
Entendo a personagem principal, Belly, ser um pouco infantil, afinal ela está contando vários momentos ao longo da sua vida, crescendo com seu irmão mais velho Steven, e os irmãos Fisher (Jeremiah e Conrad), imaginem você crescer sendo a única menina com 3 meninos e ainda ser a mais nova, ela sempre quis fazer parte desse grupinho de garotos que às vezes deixava ela de lado e sempre escolhia as brincadeiras. Todos esses momentos se passam no verão, na casa de praia da família Fisher, desde que Belly nasceu é a mesma coisa, mas nesse verão específico ela quer que as coisas sejam diferentes, tudo começa a mudar, ela vai fazer 16 anos e acha que pode ser o último verão com todos juntos afinal seu irmão e Conrad, sua paixão não tão secreta desde que tinha 10 anos, estão indo para a faculdade.
comentários(0)comente



Kari 09/03/2019

Olá queridos, como estão? Hoje trouxe uma leitura que não é minha zona de conforto, pois quem me conhece, sabe que não sou de ler muitos romances, mas as vezes nem eu resisto e acabo me rendendo e descobrindo histórias que aquecem o coração e me trazem ótimas horas de leitura.


Bom, eu já conheço a escrita da autora, então não posso dizer que foi uma completa surpresa meu agrado com essa leitura. Em "O Verão Que Mudou Minha Vida" temos ótimos momentos passados ao verão, estação que não detesto por motivos óbvios de calor excessivo, suor, e mal estar (sou carioca e aqui pega fogo!). Amo dias nublados, chuvinha e aquele friozinho mara para dormir que temos no inverno, mas admito que algumas histórias se passam melhor no verão, parece que tem certa magia quando são contadas por autores cativantes e talentosos, que me fazem até tentar curtir um pouco a estação.


Belly passa seus verões com sua família na casa de veraneio da amiga de sua mãe e são nessas ocasiões que vamos vendo duas famílias muito unidas e amigas vivendo momentos incríveis no verão. Com isso Belly, seu irmão Steve e os filhos de Susannah (amiga de sua mãe), vão crescendo juntos e aproveitando as férias, com toda beleza e alegria que o verão trás. Porém Belly é uma jovem tímida e que sempre foi um pouco excluída por ser a única menina e a mais nova do grupo, mas isso vai mudar naquele verão que ela completa dezesseis anos. Acontece que Belly sempre amou Conrad, um dos filhos de Susannah, desde que ela tinha apenas dez anos de idade e Jeremiah, o outro filho de Susannah é seu melhor amigo. mas ele não se sente apenas um amigo, ele quer mais.


Conrad e Jeremiah, apesar de irmãos, são o oposto um do outro; enquanto Jerimiah é mais solto, divertido e meigo, Conrad é o típico adolescente mal humorado, muitas vezes grosseiro e tem aquele ar misterioso que as garotas costuma curtir.


A história segue nos apresentando as mudanças que uma garota passa quando está passando de um ciclo a outro em sua vida. Sua personalidade, gostos, indecisões, certezas, incertezas e descobertas; tudo isso nos é mostrado com vislumbres do passado intercalando o presente e vamos traçando assim a Belly em nossa mente e toda a família que a acompanha durante os verões. Sendo assim, passado e presente servem como complemento perfeito nessa história e Janny Han consegue fazer isso com maestria. A história trás muita leveza e vai nos conquistando a cada página.


Nesse primeiro volume, como temos o ponto de vista de Belly, não temos uma clareza sobre os outros personagens o que nos faz terminar a história íntimos de Belly e ansiosos por saber mais sobre os demais personagens.


O Verão Que Mudou Minha Vida trás uma história cheia de amor e com aquela sensação de quero mais. Uma história deliciosa do começo ao fim!

site: http://www.alempaginas.com/
comentários(0)comente



JessMo - @livratario 29/05/2019

Romance que me tirou da ressaca!
"A cada ano, eu sempre achava que o verão seria diferente, que minha vida ia mudar. Naquele, ele finalmente mudou. Porque eu mudei."

Belly passou todos os verões de sua vida com a mãe e o irmão, na casa de praia de Susanah - melhor amiga de sua mãe - com a mesma e seus dois filhos: Conrad e Jeremiah. Depois de muitos verões excluída pelos meninos, mas nesse verão, Belly sente que algo mudou.
.
Amando Conrad desde que pode se lembrar, Belly se pergunta se esse será o verão em que vai poder mostrar que não é mais uma menininha para os irmãos.. Só não dá pra garantir que vai atingir o irmão certo.

"Eu amava e provavelmente sempre amaria. Passaria minha vida inteira o amando, de um jeito ou de outro. [...]Porque um pedaço do meu coração, o pedaço onde os verões ficam guardados, sempre seria dele"
Eu simplesmente amei esse livro! Jenny Han mais uma vez me conquistou tanto que li em um dia esse começo da trilogia que, certeza, vai ser a minha preferida dessa autora!
.
História rapidinha de deixar a gente rindo como boba e emocionada. Torcer e ficar com raiva e no final você só PRECISAR do próximo pra entender tudo que aconteceu.. pra saber o que vai acontecer!
.
Esse livro é pra quem gosta de ler romance, quem ama ficar com um sorrisinho bobo, quem quer ver uma personagem ir crescendo e como isso muda o seu redor. Eu estou apaixonada pela história, pelos personagens - cof pelo Conrad cof -.. Eu só preciso ler os próximos logo!
comentários(0)comente



Rapha Knupfer 14/09/2014

O verão que mudou a minha vida- Jenny Han
O livro já me conquistou pela capa e o conteúdo também não me decepcionou. O verão que mudou minha vida é o primeiro livro da trilogia Verão da autora Jenny Han.

A história é na 1º pessoa e a protagonista é a Belly. Os capítulos variam entre passado e presente. Gostei bastante dessa dinâmica, pois podemos conhecer a personagem desde a infância e poder observar o crescimento dela.

A Belly é loucamente apaixonada por verão, ela conta os dias, as horas e os minutos pra chegar essa época do ano. Por que apesar do clima e da casa de praia que ela simplesmente adora, é nesta estação que ela revê a Suzannah a dona da casa de veraneio e amiga de sua mãe, que ela considera sua segunda mãe, por ser tão adorável!

A doce Suzannah tem dois filhos o Jeremiah e o Conrad. O Jeremiah é doce e divertido, já o Conrad é mais sério e misterioso...
A vida dela toda, ou seja, os 15 anos dela e até antes dela nascer, todos os verões foram passados naquela casa de praia, juntamente com todos eles, acrescentando o irmão dela o Steven. Então é como se fosse um ritual, todos os anos eles se encontram e se divertem juntos. Mas, este verão tudo vai ser diferente. As novas descobertas, novos sentimentos, mudanças tanto fisicamente como psicologicamente, não só na vida da Belly, mas de todos. Terá um triângulo amoroso, porém o que me cativou na história é que não gira em torno apenas desse triângulo...

Tem outras coisinhas que me emocionaram muuuuuito mais. Como pessoas especiais que temos em nossa vida, que temos que dar valor, e cuidar delas enquanto estão aqui entre nós.

Amei o livro. É uma leitura super rápida e leve, assim como o verão é. Classifico como um dos meus preferidos e estou louca pra ler o segundo! Sem você não é verão (:
comentários(0)comente



Luana 19/12/2012

Pequeno lindo poema do livro <3
— Maggie e Milly e Molly e May Foram até a praia (um dia, brincar)
E Maggie achou uma concha que cantava
Tão docemente que ela não conseguia se lembrar de seus problemas
E Milly ficou amiga de uma estrela perdida
Cujos raios eram cinco lânguidos dedos...

Jeremiah sorriu.

— E Molly foi perseguida por um, monstro horrível
Que corria de lado, borbulhando borbulhas,
E May voltou para casa com uma pedra redonda
Tão pequena como um mundo e tão grande quanto a solidão...

Juntos, Conrad também, cantamos:

— Pois seja o que for que percamos (como um você ou um eu)
Sempre encontraremos a nós mesmos no mar...


Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplismente se vão. - Belly
comentários(0)comente



Nicole F. Nudel 20/05/2013

O Verão Que Mudou Minha Vida - Jenny Han
Quinta-feira, 16/05/2013
RESENHA: #1
Resenha do livro: O Verão Que Mudou Minha Vida

“A vida de Belly é medida em férias de verão. Todas as coisas boas – absolutamente tudo o que vale a ser lembrado – só acontecem entre os meses de junho e agosto”. Belly é uma garota de quase 16 que passa todos os verões na casa de Susannah que é a melhor amiga da mãe. Para Belly, a casa é muito importante e ela ama muito. O verão começa em junho nos Estados Unidos e Belly fica muito ansiosa para a chegada do verão, pra poder passar as férias com seu irmão Steven, a mãe e seus dois amigos, companheiros e irmãos postiços Conrad e Jeremiah e é claro, Susannah, que também é uma tia e que serve de exemplo.
O tão esperado aniversário de 16 anos de Belly pode ser o fim do último verão em que tudo o que aconteceu jamais será esquecido.
O verão se passa na casa da praia da família Fischer: Susannah Fisher e Sr Fischer, com os dois filhos Conrad e Jeremiah em uma cidade litorânea chamada Cousnis Beach e é lá que tudo acontece. Cada capítulo é medida em verão que vai contando a vida de Belly em partes.
Em certos momentos Belly também começa a sair em lugares que nunca pode frequentar e assim acaba conhecendo Cam um garoto muito fofo e que chama muito a atenção de Conrad e que com isso Conrad começa a perceber que fica com ciúmes e protege Belly. Por trás disso tudo, Jeremiah acaba se apaixonando por ela e que vai tendo mais sentimentos que nunca percebeu antes. O que acaba formando uma espécie de triangulo amoroso entre os três.
A história de Belly me deixou muito aflita quando ela tenta chamar a atenção de Conrad, ela tenta conquistá – lo, pois parece que ele não demonstrava muito interesse nela o que me deixava muito com raiva, pois eu torci muito para que eles ficassem juntos desde o começo.
O Verão Que Mudou Minha Vida de Jenny Han me surpreendeu bastante, gostei muito da escrita, os capítulos são curtos e é uma leitura fácil de ler, a cada capítulo, a cada medida de verão que vai contracenando a história da vontade de ler mais ainda. Vale muito a pena. É uma trilogia, que com certeza vou ler até o fim.
comentários(0)comente



Mad28 17/10/2015

Este livro fez-me adorar simplesmente a Jenny Han, ela tem uma escrita tão viciante e umas ideias tão boas que eu fiquei fã.
A história segue um grupo que todos os anos se reúne para passarem o Verão juntos. Então, à medida que vão contando o que se está a passar no verão que se segue na história, vão pondo memórias de verões anteriores, e eu realmente gostei desse toque.
Eu gostei bastante das personagens, mas algumas ações da Belly foram demasiado infantis para mim e irritaram-me muito. Algumas ações de um dos irmãos, do Conrad também me irritaram imenso, mas eu simplesmente adorei o Jeremiah, muito amor por esta personagem.
O livro lê-se em poucas horas, e é super bom para se ler.
No entanto, achei o final demasiado aberto, o que me obrigou a ir logo a seguir ler o 2º livro, e eu não sou fã de finais abertos.
A história é ainda bastante esperada, mas de uma forma doce, então nós meio que ignoramos isso. Achei que o triângulo amoroso arrastou demasiado, mas como tem mais dois livros eu meio que entendo, ainda relacionado com o triângulo amoroso, achei que a Belly arrastava demasiado a sua paixão pelos irmãos e nunca mais se decidia.
Apesar de todas estas coisas de que não gostei, a escrita da autora é viciante, a história é boazinha, o livro lê-se muito depressa e a capa é simplesmente linda, o que me levou a dar 3,5 estrelas (arredondando para 4).
Recomendo muito.
Resenha completa e frases/quotes no site a seguir

site: http://presa-nas-palavras.blogspot.com/2015/10/the-summer-i-turned-pretty-resenha.html
comentários(0)comente



117 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |