Sob a Luz dos Seus Olhos

Sob a Luz dos Seus Olhos Chris Melo




Resenhas - Sob A Luz Dos Seus Olhos


78 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Carolina Gama 28/08/2017

Amei!
Elisa é uma jovem que vivia em São Paulo e tinha uma vida aparentemente confortável. Confortável e um tanto comodista. Já tinha conseguido publicar um livro e trabalhava em uma revista. Sua saga, literalmente, começa com as impressões dela sobre a própria vida, seus planos e a própria família. Ela conta que uma pessoa, alguém que um dia significou muito, estava de volta. E ela sente. Ela sente essa notícia, mesmo não querendo sentir. Tive a impressão de que ela é como eu, pois quando quero muito alguma coisa e sei que nem sempre é a melhor opção, continuo. E é justamente quando percebo que minha intuição está certa. O tempo todo Elisa se mostra interessada em rever Paul. Isso mesmo. Ela teve alguma coisa com ele e ele está de volta. Ele é uma celebridade, agora. Nesse meio tempo, conheço Carolina. Que surpresa! Uma versão do meu nome que representa a melhor amiga de Elisa, médica e um tanto preocupada. Continuo o primeiro capítulo e começo a ser levada para longe.

A narrativa agora é focada na história de Elisa. Ela começa a contar o que aconteceu para que estivéssemos ali, lendo suas considerações no primeiro capítulo. Apesar dos e-mails já passados por Paul desde o começo, só consegui visualizá-lo quando esse momento chegou. Gostei dele. O típico inglês apaixonado. Mas era só o começo. Entendi a necessidade de intercâmbio de Elisa e logo percebi no que daria aquela oportunidade. A autora descreve bem os detalhes e isso envolve o leitor. Para mim, funcionou. Por mais que eu não conheça Londres, me senti no quarto de hóspedes. Isso ajudou porque achei que Elisa falaria mais dela mesma e de suas impressões ao chegar lá do que desenvolver sua saga. Mas essa impressão logo se apagou. E surgiu Paul. O Paul que eu queria ler. Aos poucos, vamos descobrindo como os dois se apaixonaram e como ele tinha valores a discutir com a própria família. Pouco depois da interação com o lado brasileiríssimo de Elisa, o primeiro acontecimento. Aliás, o único que me permito contar: os dois passam a desejar viver juntos.

A leitura é fácil e, por ser em primeira pessoa, tudo fica mais acessível. Parece que é muito mais fácil se identificar com os personagens. Não há cenas desgastantes, mas há bastante diálogo. Gostei, porque acho que diálogos fazem toda a diferença em alguns momentos, sejam eles propícios ou não. Enquanto Elisa trabalhava na filial de sua empresa em Londres, eu enxerguei uma mulher nascendo, pelo menos na perspectiva do amor. Ela deixou de sonhar e ficar sentada, acomodada em sua vida, para viver algo novo. Uma boa ideia para mim mesma, até. Mas, enfim. Paul e Elisa não se desgrudam, apresentam novos personagens e a vida vai mudando. É pouco antes deste momento que a própria personagem revela o motivo de sua fuga repentina para o Brasil.

Até o final do livro, a história prende o leitor de um jeito angustiante e isso é bárbaro. O livro conta o amor, a amizade, a sonhada alma gêmea, o amor incondicional pelos filhos, pela família e a incrível sensação de eternidade. Ou seja, por mais que a autora escreva livremente, não teve hora melhor para escolher demonstrar o olhar de Paul e todo o desenvolvimento da história depois deste momento. Isso sem contar com a presença de Cadu e com o fato de um dos capítulos não ser narrado por Elisa. Eu não quis desgrudar do livro e praticamente chorei no final. É tocante. Quem curte romances tem que ler.


site: Resenha postada nos tempos de Entre Livros
comentários(0)comente



Kamila 22/08/2017

Sob a luz dos seus olhos vai contar a história da Elisa, uma brasileira que viaja a Londres a trabalho. Ela trabalha numa editora e, graças a um programa da empresa, fará um intercâmbio de um ano na capital da Inglaterra. Mas, antes de chegar a Londres, ela passa em York, cidade fofinha e cheia de paisagens medievais. E é lá que ela vê pela primeira vez um belo rapaz de olhos azuis, que a deixa muito impressionada.

Agora sim, em Londres, ela vai morar na casa dos Hendson, onde é bem recebida e imediatamente se integra à família. E ela finalmente vai encontrar o dono do par de lindos olhos azuis. É o Paul, um dos filhos do casal Hendson. O sentimento nasce de maneira imediata, para desespero dos pais e encantamento dos jovens.

Mas, se a Chris Melo é considerada a "Nicholas Sparks de saia" (socorro), não é a toa. Paul e Elisa vão ficar juntos, claro, só que algo grave vai acontecer na vida da jovem, fazendo com que ela volte ao Brasil imediatamente, sem sequer se despedir direito do namorado. Seis anos se passam, Elisa tem 29 anos e Paul é um ator famoso. E finalmente ele vai reencontrá-la.

Como ela precisou largar tudo, Elisa precisou praticamente recomeçar do zero. Cadu é um doce de pessoa, seu vizinho, não sabe do passado da jovem, mas depois vemos seu lado machista e imbecil - e ainda estou indignada com o fato de que ele protagonizará o livro seguinte, Sob um milhão de Estrelas - e Carol, médica e melhor amiga de Elisa, que sabe tudo da moça, menos sobre Paul - amo e irei protegê-la.

Paul está muito mudado. Famoso, não namora mais do que dois meses, volta e meia está com uma mulher diferente, completamente irreconhecível para Elisa. Até pensamos que vai rolar um triângulo amoroso entre Paul, Elisa e Cadu, mas como eu já disse que Cadu é um imbecil, graças aos deuses da Literatura isso não acontece. Não à toa, o casal demora, mas fica junto.

Com o casal junto e feliz, vai passar mais um tempo e vai acontecer outra tragédia. E é aí que o amor do casal será posto à prova, isso porque, quando mais ninguém acreditou, Elisa foi até o fim. Com ela, só mesmo Philip e Rachel. Uma história de amor e superação, mas que não me encantou tanto assim.

Vamos lá, é um ótimo livro, mas não é tão encantador assim. Me irritei com o Cadu (e ainda não superei o fato de que ele ganha um livro só pra ele), fiquei triste com os fatos e amei o casal principal, mas não acho que a Chris seja um Nicholas Sparks feminino, tá mais pra Dani Atkins da América do Sul, isso porque a autora conduz os fatos de tal modo que nos faz acreditar que alegria infinita é uma coisa suspeita. Sob a Luz dos Seus Olhos é uma mistura de "A Escolha" (tio Nick, resenha aqui) com "A História de Nós Dois" (da Dani, resenha aqui). Aliás, essa história é bem parecida com as que citei.

Foi uma história bem escrita, detalhando bem as paisagens londrinas e americanas (onde o casal vai viver, em Santa Monica, Califórnia), mas o livro mais parecia bipolar: por um lado, felicidade em excesso, fiquei esperando acontecer coisas ruins. Aí elas aconteceram. E, olha, Chris pegou pesado, houve duas vezes que levei a mão à boca pra conter um grito (eu estava no ônibus), o que gostei muito, porque quebrou bem o doce da trama.

Um casal que amei demais, torci e shippei foi Philip, que é irmão de Paul, e Rachel, que vai aparecer no fim, então não direi nada sobre ela. FICO NO AGUARDO DE UM LIVRO SÓ DELES, OBRIGADA. Quem me recomendou o livro foi a Ana, do EC&M, que chorou com a obra (e ela raramente chora com livros). Não cheguei a chorar, mas gostei de ter conhecido a escrita da Chris. Como eu disse, não morri de amores pelo casal principal, mas não significa que não gostei, pelo contrário, amei bastante, apenas não me senti convencida por Paul e Elisa.

Cada capítulo começa com um nome de música, que vai de Elton John a One Direction, nenhuma faz meu gênero, mas a galera vai gostar bastante das sugestões. No Spotify tem a playlist que a autora montou com músicas que a inspiraram durante o processo da obra, a lista é diferente das canções que estão no livro, mas acredito que vocês vão gostar também. Li no Kindle, aproveitando um dia em que a Rocco disponibilizou a obra gratuitamente na Amazon. Não vi nenhum erro na obra, agora vou dar um tempinho para ler Sob Um Milhão de Estrelas - devidamente autografado, rs. Recomendo a leitura.


site: http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/2017/08/resenha-sob-luz-dos-seus-olhos.html
comentários(0)comente



Maristela.Pinheiro 26/07/2017

Uma linda história... fiquei encantada
comentários(0)comente



Ani 15/07/2017

Sob a Luz dos Seus Olhos foi meu segundo contato com a escrita da Chris Melo e nossa... O livro foi lançado pelo selo Fábrica 231, da Editora Rocco e ficou uns 15 dias gratuito na Amazon.




A obra traz a história de Elisa, uma jovem que decide fazer um intercâmbio na Inglaterra e finalmente ter sua vida de adulta. Já Paul, é um ator que está tentando aproveitar o máximo que a vida tem para oferecer. Eles se encontram uma vez casualmente e isso mexe com Lisa mais do que ela queria, e quando ela pensa que nunca mais encontraria os olhos azuis mais profundos que já conheceu, ela descobre que Paul pertence à família que ela está hospedada no intercâmbio e isso faz com que ela mude diversos planos.

"Sentir falta é notar a ausência de alguma coisa. Saudade é quando o peito aperta, quando falta o ar, é quando parece díficil continuar vivendo. Saudade é a ausência de alguém."

Chris Melo é conhecia como Nicholas Sparks de saia, não posso afirmar essa sentença pois nunca li nada do autor, mas posso dizer com todas as letras que a autora é incrível e não veio para brincadeira.
O livro começa com Lisa já mais velha, bem-sucedida e fechada, durante um temporal ela fica presa no escritório e resolve olhar os e-mails pessoais quando percebe que recebeu uma mensagem de alguém que virou sua vida de cabeça para baixo.




É depois desse e-mail que o enredo decola e nós conhecemos o passado de Elisa e o que a fez se fechar para o mundo. Ela e Paul tiveram momentos lindos e diversos planos que uma doença levou. Ele segue sua vida de ator, dessa vez muito famoso e rodeado de fãs, enquanto ela se fechou para tudo que traga felicidade.
Podemos conhecer cada detalhe do passado desses dois adultos quebrados e obviamente começamos a torcer para que o presente traga um pouco de paz para os corações dos personagens.

"Às vezes, os ponteiros se arrastam e nos castigam ao prolongar momentos ruins. Outras vezes, o tempo voa como um cometa e nos faz sentir roubados por ter andado tão depressa."

Depois de um determinado momento, podemos acompanhar a felicidade deles, sonhos realizados, o casal perfeito. Confesso que fiquei até um pouco enjoada de tão doce que o enredo estava se tornando, até que PAH! A autora foi lá e colocou um pouco de ação no enredo, e assim, não foi pouca coisa... Eu adorei a mudança de rumo, tanto que fiquei até as 3:30 da manhã até descobrir qual o desfecho a obra tomaria e meu Deus, eu chorei. E como eu chorei. A autora tocou em cada parte do meu coração e me deixou tão triste e tão feliz ao mesmo tempo. Acredito que as cenas finais foram as mais lindas que já li – apesar de tristes – e isso fez com que Chris Melo entrasse na minha lista de autores favoritos.




Sob a luz dos seus olhos me deixou apaixonada, feliz, triste, encantada... foi um misto de emoções que há tempos não sentia. Agradeço muito a autora por criar algo tão lindo e incrível. A Rocco acabou de lançar Sob Um Milhão de Estrelas e eu já estou com o livro aqui! Em breve, teremos resenha.
Por favor, leiam e se apaixone por essa obra tão linda. Mais que aconselhada!



site: http://www.entrechocolatesemusicas.com/2017/02/sob-luz-dos-seus-olhos-chris-melo.html
comentários(0)comente



Barbara Lima 06/07/2017

"Esta é a nossa vida, a parte que vale a pena ser contada. Toda a transformação que um ser humano sofreu porque disse sim, toda a magia que só existiu porque, em um dia qualquer, nossos olhos se cruzaram."

Eu prometo, estou tentando ser o mais respeitosa possível enquanto escrevo essa resenha! Não está entendo porque comecei assim? Bom, continue lendo.

Sob a luz dos seus olhos está ganhando por enquanto o troféu de pior livro que li em 2017. São tanto problemas que me faltaria espaço nessa resenha para descrever todos, mas vamos lá, vamos falar dos principais.

Sob a luz é um romance nacional que conta a história de amor entre Elisa e Paul, ela brasileira e ele inglês. Tudo começa com a mocinha relembrando o começo desse romance 6 anos após seu último contato com Paul.

Uma jovem Elisa consegue um estágio em uma editora na Inglaterra, é lá que ela conhece o amor de sua vida, Paul é um jovem aspirante a ator que está lutando para ser reconhecido. É na chuvosa Londres que o amor deles floresce... A vida segue, muitas coisas acontecem e vamos acompanhando a vida de ambos até sua morte.

Parece bonito não? Mas não é.

O livro é fraco, tem diversos problemas de narrativa e um drama excessivo que me fez revirar os olhos quase o tempo inteiro.
O primeiro conflito é a separação forçada do casal. No início o leitor pensa que aconteceu algo muito importante que separou os dois, mas não. O motivo da separação deles é tão nonsense que... mas até isso da pra comprar. É um motivo com justificativa idiota sim, mas relevamos.
Recapitulando: casal se conhece, se apaixonam, juram amor eterno, um problema acontece, eles se separam, seis anos depois se reencontram e aí já foi metade do livro. Quando cheguei a metade da história e vi que o conflito inicial tinha se resolvido na velocidade da luz meu primeiro pensamento foi: ferrou, o que vão inventar agora?!?!

Não vou mais falar sobre a história pra evitar mais spoilers, mas o que senti enquanto ia lendo é que a cada página ia ficando pior. A história vai correndo, os anos vão passando e o final é quase um tiro de misericórdia, eu não aguentava mais ler e só fui até o final porque era o livro do mês do BR das GeLs!

Eu preferiria que a relação do casal fosse melhor desenvolvida, se víssemos as pequenas coisas do dia a dia do que anos e anos de uma narrativa do tipo: "Ele era compreensivo, conseguíamos nos entender em tudo. Ele era minha alma gêmea" bla bla bla bla bla. Já entendemos que o amor de vocês é incrível, mas até os perfeitos brigam!!! E são essas brigas, CONFLITOS, que tornam um livro interessante.

Não consegui me apaixonar pelo casal, tem até umas frases bem bonitas mas que não conseguiu me fazer entrar na história. Eu não acreditava na Elisa e no Paul como um casal que não suportaria viver afastados um do outro.
Li um YA bem bobinho enquanto lia esse livro e nele eu consegui sentir mais a angústia de ambos quando o amor deles foi provado do que quando o mesmo aconteceu entre Elisa e Paul.

Duas estrelas porque consegui ler até o final e por causa de algumas quotes. Mas não indico, odeio dizer isso mas não indico mesmo. - Barbara

site: https://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2017/02/resenha-183-sob-luz-dos-seus-olhos.html
comentários(0)comente



Rillismo 21/06/2017

Paul e Elisa viveram algo único e exclusivo deles.

Sempre ouvi muitos elogios sobre os livros da Chris Melo, antes de ler Sob a luz dos seus olhos, li somente O bom do amor. Toda a sutileza e carisma que vi no livro, pude constatar ser uma marca da autora. Sob a luz dos seus olhos é um livro singelo e muito apaixonante. Me peguei em vários momentos tentando me colocar no lugar dos personagens, mas falhei miseravelmente pois a estória foi feita exclusivamente para ser vivida por Elisa e Paul, e afirmo que viveram intensamente.

Elisa é uma personagem que passa por duas fases em sua vida que são um divisor de personalidade. Primeiro vemos uma garota radiante e cheia de vida que quer aproveitar cada intensamente. Ela ama, ri, sonha e se entrega com todo sua alma. É muito difícil não gostar da personagem e toda sua aura vibrante. Em segundo ela passa por uma fase sombria e tranca tudo dentro de si, porém sua essência é a mesma. Meio apaga e sem vibrações, mas a mesma. Não posso dizer o que acontece com ela, mas Chris Melo merece a fama que tem de ser a "Nicholas Sparks" de saia.

Já Paul é uma constante. Do jeito que ele se apresenta á nos no começo da estória ele permanece. Quando digo isso, é de uma forma boa pois na segunda fase da Elisa, ela precisa justamente de todo amor e dedicação que ele tem a oferecer. O livro é basicamente isso, as passagens da vida dos dois e todo o sentimento e reciprocidade que recebem um do outro. O casal é daquele tipo que nos faz invejar a vida que tem. Não pelo luxo e glamour, mas sim pela coragem que tem de serem completos juntos. É até difícil falar sobre a relação, eles chegam a ser algo quase inatingível. Se formos colocar na nossa realidade é um caso de um em mil, e talvez seja esse o maior ponto negativo da estória.

Os dois vivem um verdadeiro contos de fadas que poderia ser um filme da Disney, e grande parte do que vivem em nada se assemelha a vida real. Também acontecem tantas coisas com eles que fiquei meio chocada, mas que me levaram a torcer ainda mais pelo final feliz deles. Creio que foi justamente isso que a autora quis despertar ao leitor, mas é difícil terminar a leitura e pensar "Hum, um dia viveria esse amor". Terminei a leitura pensando que presenciei algo único e extremamente raro.

Os personagens secundários da estória são muito bem construídos, porém pouco explorados. O foco é única e exclusivamente o romance de Elisa e Paul. Os familiares deles aparecem, mas só nos momentos que o enredo pedia, e, logo sumiam novamente. Assim como também os amigos que poderiam ter um papel mais importante na vida deles. Adoraria ter um livro só sobre o irmão do Paul e saber como ele encontrou o amor nos braços de uma personagem que aparece bem no finalzinho do livro.

O enredo da estória é algo crescente. Acompanhamos as fases ao longo da vida do casal. A única coisa que me fez tirar uma estrelinha foi o fato de achar que algumas coisas foram corridas. Anos se passam em duas linhas, enquanto dias levam páginas e páginas. A escrita da Chris Melo é viciante e muito gostosa de ler, é daquelas que você lê cem páginas sem nem perceber. Algumas partes chegam a ser poéticas e lindas com reflexões profundas. Serio, marquei tantos quotes que meu livro ficou todo coloridinho de marcadores ♥.

A parte física do livro dispensa elogios. A Rocco fez um trabalho extremamente caprichado e belíssimo. A capa trás toda a alegria da personagem e ainda nos remete ao frio de Londres. Internamente o exemplar vêm com folhas amarelada e ásperas. A fonte utilizada está num tamanho perfeito deixando a leitura ligeira e fácil. Todo começo de capítulo temos o nome de uma música que serve de trilha sonora para aquela capítulo em especifico, o mais legal é que são músicas conhecidas, e mesmo senão ouvirmos naquele momento ela logo vem a mente.

Enfim, Sob a luz dos seus olhos foi um livro que me surpreendeu. É lindo, apaixonante e trás um sentimento maravilhoso ao decorrer da leitura. Adorei a estória e já desejo poder conferir outros livros que a autora publicou. Recomendo livro para todos que amem um livro de romance arrebatador e bem amorzinho em todos os sentidos.

Resenha postada no blog Rillismo

site: http://rillismo.blogspot.com.br/2017/06/resenha-sob-luz-dos-seus-olhos-por.html
comentários(0)comente



Eric.Silva 14/06/2017

Bem escrito, mas clichê
Não sou fã de histórias românticas por uma série de motivos que prefiro listar em uma postagem exclusiva para isso. Contudo, procuro ser uma pessoa aberta e, como bom amante da literatura, procuro sempre ler de tudo. Assim, consigo com que minha antipatia não seja mero preconceito, mas fundada na minha experiência literária com o gênero. Por isso, muito de vez em quando, vocês verão por aqui alguma resenha de um livro de história romântica. Hoje falarei de um deles e que entrou como o sétimo livro da nossa campanha do #AnoDoBrasil.

Sob a Luz de Seus Olhos é um livro muito bem escrito, com uma qualidade narrativa que torna a leitura fluida e natural. A forma como a autora trabalha a palavra torna a escrita envolvente e mergulhada nos pensamentos e sensações dos personagens. Além disso, a autora opta por escrever em tempo presente, o que nos dá a sensação de que a narrativa acontecesse simultaneamente à leitura.

Narrado quase que inteiramente pela perspectiva de Elisa, Sob a Luz de Seus Olhos conta a história de uma personagem decidida e forte, que mesmo sendo um pouco estabanada sabe muito bem o que quer e o que não quer, ainda que os seus sentimentos as vezes lhe traiam. Elisa é o meio termo entre uma mulher jovem e madura, por vezes louca, espontânea e impulsiva. Paul, por sua vez, é bem mais contido, mas se encontra igualmente em um meio termo entre ser maduro e ser jovem. Com certeza a marca de ambos os personagens é a entrega total ao que sentem recorrendo inclusive ao sacrifício de si pelo outro.

Contudo, não seria honesto se eu dissesse que o livro não está povoado pelos famosos clichês das histórias de amor. Sim, ele está, e em muitas passagens eu conseguia antecipar o que aconteceria no capítulo a seguir. Eram pequenos sinais, pequenos ápices, mas tão comuns e corriqueiros no gênero que não havia como errar.

Percebi um esforço da autora para tornar a história de amor do casal algo mais verossímil e real, mas, ainda assim, toda a narrativa estava envolta por aquela atmosfera ?sublime? dos amores perfeitos, incondicionais, inexplicáveis e eternos. Não é que eu seja contra as histórias de amor, juro que torço para o casal na maioria das histórias que leio, mas quando o foco é o casal e o amor deles a história me causa enfado.

No gênero das histórias de amor as passagens que descrevem a intensidade do sentimento dos personagens, suas juras e divagações são as que mais me cansam, e digo que por isso pulei um parágrafo ou outro na leitura de Sob a Luz de Seus Olhos. Contudo, principalmente a reta final, quando ocorre o acidente e o mistério envolta dele avivou-se em mim um novo interesse pela história e me fez vê-la com outros olhos. Não obstante reconheço o talento inegável da autora para a literatura, sobretudo no que consiste a sua escrita, o que certamente me faria ler outro de seus livros caso a mesma se aventura-se em outros gêneros e temas.

Eric Silva, resenhista do blog Conhecer Tudo

Confira no blog a resenha completa do sexto livro da campanha anual de literatura e que nesse ano homenageia a literatura do Brasil.
http://conhecertudoemais.blogspot.com.br/2017/06/sob-luz-dos-seus-olhos-chris-melo.html
Fernando Lafaiete 14/06/2017minha estante
Muito boa a resenha Eric. Expôs muito bem os motivos que te fizeram dar a nota que deu. :)


Eric.Silva 14/06/2017minha estante
Obrigado




Fan Page FB Romântico Assumido 21/05/2017

Habituada aos dias óbvios, alinhados e perfeitamente quadrados, seguindo horários rígidos e noites previsíveis, Elisa aos 29 anos é editora de revista e conseguiu publicar seu primeiro livro.

Presa em um relacionamento morno com Cadu, com quem insiste em não rotular a relação, recebe um e-mail que a faz voltar a sua época de adolescente.

Nessa época, Elisa saiu do país para tentar a vida em Londres, mas é em York que ela conhece um rapaz dono de belos olhos azuis. Paul e Elisa tem seus destinos cruzados e traçados desde esse encontro e eles vivem uma linda história de amor.

Mas nada na vida é sempre um mar de rosas, e ela é obrigada a voltar para o Brasil, sem dá explicações a quem ela mais queria. Na pior época da sua vida, ela conhece sua melhor amiga Carol. Carol é médica e lhe ajuda quando todos já perderam as esperanças, inclusive a própria Elisa.

Mas o e-mail veio para lhe cobrar satisfações. Paul está no Brasil e quer vê-la. Ela estará preparada para responder todas as suas perguntas?

OPINIÃO: Chriiiiiiis... Como você pode escrever uma história assim? Você não sabe se tem leitor doente do coração, moça! Tô escrevendo essas palavras com os olhos cheios de lágrimas, gastei todos meus lenços de papel e mesmo assim, não consigo colocar aqui como esse livro mexeu comigo! Foi 'a história'! Ainda estou processando a beleza das suas palavras, a emocionante história de Paul e Elisa e o turbilhão de sensações que esse livro me fez sentir. Perfeito, adorável e muito surpreendente! #Amei

site: https://www.facebook.com/pg/RomanticoAssumido/photos/?tab=album&album_id=832812616840561
comentários(0)comente



GeL 11/05/2017

Resenha postada no blog Garotas entre Livros
Resenha tripla

"Esta é a nossa vida, a parte que vale a pena ser contada. Toda a transformação que um ser humano sofreu porque disse sim, toda a magia que só existiu porque, em um dia qualquer, nossos olhos se cruzaram."


Então, sabe aquele livro que você começa a ler cheio de expectativas e acaba com a sua paciência? Pois é. Sinceramente, eu não tenho nem palavras. Sim, eu sei que costumo dizer isso quando o livro é muito bom, mas o que dizer diante de tanta incoerência? Posso falar várias coisas aqui e tentar, com todas as minhas forças, dizer que não é tão ruim assim, mas não seria verdade. - Raquel

Eu prometo, estou tentando ser o mais respeitosa possível enquanto escrevo essa resenha! Não está entendo porque comecei assim? Bom, continue lendo. - Barbara



Entendam, nosso objetivo como blog não é insultar autor nenhum, nem desfazer de sua obra, mas sim analisar de maneira crítica. Fazer o leitor pensar. É claro que opiniões divergem, e essa é a beleza de ser humano: a divergência. Se você leu e amou, respeitamos sua opinião, mas não aconteceu o mesmo conosco. Então, concordemos em discordar. - Raquel

Sob a luz dos seus olhos está ganhando por enquanto o troféu de pior livro que li em 2017. São tanto problemas que me faltaria espaço nessa resenha para descrever todos, mas vamos lá, vamos falar dos principais. - Barbara

Olha, esse livro começou com 3 estrelas e foi perdendo elas pelo caminho, vou contar pra vocês rs.
Comecei a leitura de Sob a luz dos seus olhos achando que se tratava de um romance leve, fofo sem muito drama com personagens queridinhos e tal. Já comecei errado kkkk
Tenho que dizer que não li a sinopse e não conhecia até então a fama da autora como “Nicholas Sparks de saia”, se soubesse eu teria me preparado para o que iria encontrar. - Michelli

E vamos ao que interessa. - Raquel

Elisa é uma mulher de 29 anos que parece ter uma vidinha meio sem sal e sem pimenta, com um peguete legal mas que ela não pretende tornar nada sério, uma vida sem muitas expectativas até que um email muda tudo e da uma boa sacolejada nela. O email é de um cara chamado Paul que ela conheceu a uns anos atrás e é aí que o leitor fica curioso pra saber o que rolou entre os dois pois a Elisa que conhecemos atualmente não é a mesma Elisa que conheceu o Paul, então senta que lá vem história. - Michelli

Sob a luz é um romance nacional que conta a história de amor entre Elisa e Paul, ela brasileira e ele inglês. Tudo começa com a mocinha relembrando o começo desse romance 6 anos após seu último contato com Paul. - Barbara

Uma jovem Elisa consegue um estágio em uma editora na Inglaterra, é lá que ela conhece o amor de sua vida, Paul é um jovem aspirante a ator que está lutando para ser reconhecido. É na chuvosa Londres que o amor deles floresce... A vida segue, muitas coisas acontecem e vamos acompanhando a vida de ambos até sua morte. - Barbara

Parece bonito não? Mas não é. - Barbara

Então gente... eu odiei o livro.
Eu tentei comprar a história do casal sabe, tentei mesmo. O inicio pareceu super fofo apesar de fraco. Como eles se conhecem, o fato do cara não sair da cabeça dela e depois o breve reencontro.... aí a autora colocou algo tão bobo pra fazer esses dois terem a chance de conviver e se conhecer que perdeu um pouco o encanto. Ok, daí pra frente temos o casal em uma eterna lua de mel até que... BOMBA! Agora aparece o primeiro contratempo na vida do casal, falo contratempo poque foi assim que a autora tratou disso, um CONTRATEMPO. Ela despejou uma noticia bombástica mas o modo como desenvolveu isso foi tão superficial que mais pareceu um joelho ralado, soprou, passou. - Michelli

O livro é fraco, tem diversos problemas de narrativa e um drama excessivo que me fez revirar os olhos quase o tempo inteiro.
O primeiro conflito é a separação forçada do casal. No início o leitor pensa que aconteceu algo muito importante que separou os dois, mas não. O motivo da separação deles é tão nonsense que... mas até isso da pra comprar. É um motivo com justificativa idiota sim, mas relevamos.
Recapitulando: casal se conhece, se apaixonam, juram amor eterno, um problema acontece, eles se separam, seis anos depois se reencontram e aí já foi metade do livro. Quando cheguei a metade da história e vi que o conflito inicial tinha se resolvido na velocidade da luz meu primeiro pensamento foi: ferrou, o que vão inventar agora?!?! - Barbara

Não falarei nem da história em si, pois minhas amigas já falaram até demais. Apontarei apenas os pontos críticos do livro como um todo.
A autora começou bem. A história era crível enquanto eles se conheciam, mas ela levou o casal a um nível clichê demais! Para piorar a situação, ela jogou uma situação bombástica logo no início, tratou como algo banal, e arrastou as consequências disso por boa parte do livro. Sim, arrastou! O casal não despertou nenhum tipo de simpatia, eu torci contra algumas vezes. E no final, meu Deus, que drama! - Raquel

Aí as coisas vão acontecendo super rápido que você para e pensa: Ué, se esse não era o grande conflito na vida do casal que merda ainda vem por aí? É como se o livro te pegasse pela mão e então você entra em uma corrida na vida desse casal até o final. E no meio disso tem declarações de amor o tempo todo que chega a cansar, além das bombas de drama uns mini dramas bem desnecessário e incoerentes envolvendo terceiros que você fica... - Michelli

Cheguei no capitulo 18 e o que era para despedaçar o coração do leitor me levou a uma onda de risadas por uns dois minutos, sério gente, eu ri alto. O jeito que a autora joga os dramas no livro sem mais nem menos e como desenvolve isso é tão superficial que eu não consegui imergir na história, me agarrar aos personagens, não consegui torcer e me emocionar, passou tudo muito batido. - Michelli

Não vou mais falar sobre a história pra evitar mais spoilers, mas o que senti enquanto ia lendo é que a cada página ia ficando pior. A história vai correndo, os anos vão passando e o final é quase um tiro de misericórdia, eu não aguentava mais ler e só fui até o final porque era o livro do mês do BR das GeLs! - Barbara

Um ponto eu dou pra ela que conseguiu me surpreender bastante mas não de forma positiva. Eu realmente não esperava os rumos que essa história tomou, foi tanta coisa kkk começou um romance gostosinho e depois quase virou um livro policial. - Michelli

Eu preferiria que a relação do casal fosse melhor desenvolvida, se víssemos as pequenas coisas do dia a dia do que anos e anos de uma narrativa do tipo: "Ele era compreensivo, conseguíamos nos entender em tudo. Ele era minha alma gêmea" bla bla bla bla bla. Já entendemos que o amor de vocês é incrível, mas até os perfeitos brigam!!! E são essas brigas, CONFLITOS, que tornam um livro interessante. - Barbara

Foi excessivamente chato. Boring. Eu torci muito para que o rumor do fim do livro fosse verdade. I wish! Me explica como alguém consegue arrastar tanto uma história? Tudo que eu conseguia fazer era revirar muito os olhos.
A verdade é que a história tinha elementos muito bons, mas faltou desenvolvimento. Foi algo corrido, que não deu importância a situações que exigiam isso e que, se tratadas com atenção, despertariam outro tipo de sentimentos no leitor.
Faltou química, faltou desenvolvimento, faltou tudo! - Raquel

Não consegui me apaixonar pelo casal, tem até umas frases bem bonitas mas que não conseguiu me fazer entrar na história. Eu não acreditava na Elisa e no Paul como um casal que não suportaria viver afastados um do outro.
Li um YA bem bobinho enquanto lia esse livro e nele eu consegui sentir mais a angústia de ambos quando o amor deles foi provado do que quando o mesmo aconteceu entre Elisa e Paul. - Barbara

Quando cheguei ao finalzinho a história ficou extremamente deprimente, a autora teve a chance de finalizar esse livro em vários momentos, poderia ter terminado no capitulo 16 e ficado com duas estrelas kkk mas continuou com o drama forçado e isso foi se desgastando tanto que no fim eu já não suportava a Elisa. - Michelli

Duas estrelas porque consegui ler até o final e por causa de algumas quotes. Mas não indico, odeio dizer isso mas não indico mesmo. - Barbara

Algumas quotes foram muito boas, mas só algumas mesmo. Nem dá para colocar uma estrela por isso. O epílogo é um destaque. Acredito que seja a única coisa que se salve de tudo, e foi o responsável por uma estrela a mais do que eu pretendia. Infelizmente, não recomendo. - Raquel

Essa foi uma história que não me ganhou, geralmente ao final de um romance a gente se pega desejando esse tipo de amor, conexão, comprometimento por mais merdas que aconteçam pelo caminho mas o romance de Paul e Elisa não conseguiu isso.
Ano passado ou retrasado eu diria: Ué se quiser ler, leia. Mas hoje eu digo pra passar longe desse livro.
Resumindo a pessoa aqui se sentiu trollada por esse livro kkk - Michelli

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2017/02/resenha-183-sob-luz-dos-seus-olhos.html
Anderson 06/07/2017minha estante
Achei a resenha sem fundamento, não entendi o motivo de não terem gostado, muito menos de as 3 terem exatamente a mesma opinião.


GeL 15/07/2017minha estante
Anderson, obrigada por comentar! Quando fazemos resenhas triplas, as vezes comentamos nossas opiniões sobre a leitura durante o andamento da mesma e as vezes não. Claro que em alguns casos as nossas opiniões divergem, se você ler outras de nossas resenhas triplas vai perceber. Mas acredito que deixamos bem claro os motivos de não termos gostado do livro, mas vou citar alguns trechos da resenha:

"O livro é fraco, tem diversos problemas de narrativa e um drama excessivo que me fez revirar os olhos quase o tempo inteiro."

"A verdade é que a história tinha elementos muito bons, mas faltou desenvolvimento. Foi algo corrido, que não deu importância a situações que exigiam isso e que, se tratadas com atenção, despertariam outro tipo de sentimentos no leitor.
Faltou química, faltou desenvolvimento, faltou tudo!"

"Quando cheguei ao finalzinho a história ficou extremamente deprimente, a autora teve a chance de finalizar esse livro em vários momentos, poderia ter terminado no capitulo 16 e ficado com duas estrelas kkk mas continuou com o drama forçado e isso foi se desgastando tanto que no fim eu já não suportava a Elisa"

Nossa opinião sem spoilers. Claro que eu poderia destrinchar vários outros motivos do pq não gostei da história, mas aí teria que contar pontos fundamentais do livro, coisa que não fazemos para não spoilar. Bom, espero que tenha ficado claro agora.


Mi 15/07/2017minha estante
Eu sou uma das três e não entendi o pq de você não entender que nós três nos sentimos da mesma forma com esse livro, até pq na maioria das vezes nossos gostos batem. Tem um monte de resenhas super positivas aí de pessoas que tiveram a mesma opinião. Não é pq são três pessoas que vai ter sempre três opiniões diferentes. Eu achei um drama forçado que beirou ao ridículo, comentei que justo na parte que deveria me chocar eu ri. O romance não conseguiu me emocionar como emocionou a maioria das pessoas. Cuidado com o spoiler gente! Acho que pra um livro único a autora poderia ter escolhido um grande drama, a doença ou o acidente e a louca e trabalhar bem as questões, achei que ficou tudo muito jogado de um superficial, a parte da doença foi uma coisa tão rápida que até cheguei a esquecer que tinha acontecido em um momento durante a leitura.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Daisy 24/03/2017

"Falar de amor é difícil, eu sei. Mas não podemos deixar de falar."
COMO SOBREVIVER DEPOIS DESSE LIVRO????


#DEVASTADORAMENTE_LINDO.


Esse merece o carimbo "Choro livre".


-----------------------------------------------------------------------

Nossa, nem sei por onde começar!!!
Quem me conhece, sabe o quanto amo um bom drama. Choro, me descabelo odeio perdidamente as autoras, mas o coração masoquista sempre vai em busca de outros


Já conhecia a escrita da autora, li Sob um milhão de estrelas e amei. Resolvi dar sequência e embarquei nesse. ( parabéns para mim, por pouco não afogo meus rins kkkk).


O livro tem tudo para ser super clichê:Mocinha vai para o exterior fazer intercâmbio,no caminho topa com um boy lindo e maravilhoso, chegando à casa onde ficará hospedada descobre que o boy lindo mora lá também. Ela é meiga, inocente e delicada... Ele o maior galinha, safado de repente se vê apaixonado perdidamente por ela, muda e blá blá blá.

Tá, o livro têm tudo isso, MAAAAS... não é clichê!!

NÃO?... Não coleguinha! O negócio é mais tenso. Por trás de toda essa estória previsível, a autora conseguiu encaixar detalhes incríveis, apaixonantes e viciantes. O livro tem uma narrativa muito deliciosa, tanto que largar se torna um tanto difícil.


Quando ao fato de chorar ou não... Sim, chorei, confesso que não foram poucas as lágrimas derramadas não. O livro é do tipo que te pega desprevenida. Quando você acha que tudo está perdido, a autora aparece com uma solução impressionante, daí do nada te dá uma rasteira.

Não pense você que o final é triste, um final que te deixa eternamente de luto, NÃO!!!


O fim é belíssimo. Eu mais do que ninguém indico demais, demais.


Finalizo com o última frase do livro...


"Falar de amor é difícil, eu sei, mas
não podemos deixar de falar.
Não falar é fingir que não
aconteceu, mas foi real, eu vi, existiu.
Existe."


Leia, vale super a pena... Bjs, bjs!!!
Leila 25/03/2017minha estante
Sua resenha despertou minha curiosidade.
Não conheço a autora.


Daisy 25/03/2017minha estante
Lindo Leila, os livros dela são maravilhosos.




Gladys 10/02/2017

Altas doses de drama!
A escrita da autora é boa, consegue envolver o leitor já na primeira página.
Os personagens vivem dramas reais para o contexto criado, mas achei demasiado. Poderiam ter sofrido um pouco menos e não alteraria a mensagem da trama.
O final é de arrancar lágrimas dos mais sensíveis, prepare-se antes de iniciar a leitura.
comentários(0)comente



Jah/@jaynenayany19 02/02/2017

Um romance sem explicação
Como nos colocar sobre o anor como saber o que sentimos e comi provar da verdadeira felicidade eu nao sei mas se um dia experimentar 1% do amor de Elisa e Paul retratado e criado pela Chris Melo sei que em mim reina a verdadeira felicidade assim e este livro nos ensina que o amor se reencontra sempre pir mais distante que esteja
comentários(0)comente



nunagaltieri 01/02/2017

Apaixonante e Surpreendente
Quem nunca sonhou com aquele amor arrebatador, tipico de conto de fadas?
É isso que acontece na incrível história criada por Chris Melo.
Sob a Luz dos seus Olhos conseguiu arrancar de mim choro, riso, aflição além de muita torcida para o casal principal.
Por falar neles, a história de Elisa e Paul tem um quê de "amor além da vida", destinados a ficarem juntos superando e enfrentando qualquer obstáculo que atravesse o caminho deles.
Elisa e Paul nos mostram o verdadeiro sentido do verbo AMAR e que as pessoas que cruzam a nossa vida, estão destinadas a se encontrarem no caminho!
Livro com um quê de romantismo, espiritismo e drama (muito drama).
Por que como diz no livro esse tipo de AMOR existe e quando encontramos com ele não podemos dispensá-lo e sim seguir os comandos do seu coração!
comentários(0)comente



Fê Souza 30/01/2017

Lindo ?
comentários(0)comente



78 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6