Amigo de Infância

Amigo de Infância Donna Tartt




Resenhas - O Amigo de Infância


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Lude 04/11/2010

Mais drama, menos (muito menos) mistério.
Quando comprei esse livro, tinha em mente que se tratava de um livro de mistério. E, de fato, trata de crime. Porém, o foco aqui recai sobre as consequências e a herança de um crime, o assassinato de um menino, enforcado no quintal da própria casa em pleno dia por não se sabe quem. 12 anos depois a família continua vivendo à sombra da tragédia, e a irmã da vítima (na época apenas um bebê) decide descobrir o culpado. Parece a trama de um livro policial, mas este é mais um exemplo do tipo de drama que nos Estados Unidos se chama de gótico sulista. Não que falte ao livro emoção: existem sequências legitimamente emocionantes, por vezes até mesmo aflitivas, no livro. Porém muito mais tempo é gasto com a vida e as relações familiares dos personagens, seus dramas, etc.

A expectativa frustrada inicial tirou uma estrela da avaliação, mas quem ler sabendo o que esperar deve apreciar grandemente.
Daniel 02/03/2012minha estante
Eu gostei tanto do primeiro livro desta autora ( "A História Secreta") que esperava muito deste, e acabei me decepcionando. Embora a leitura seja bastante agradável e extremamente bem escrita, eu achei que a história central "não se resolve", o que frustrou um pouco.




spoiler visualizar
Miguelito 10/04/2013minha estante
Realmente, o ponto chave ,na minha opinião, é que a história do irmão mais velho se repetiu com a irmã mais nova. Ninguém imaginaria que tudo isso acontecera a Harriet, da mesma forma, ninguém pensaria o mesmo sobre o que quer que tivesse ocorrido com Robyn (embora ele não tenha se safado, e Harriet, sim (a não ser, pelo que entendi, que ela viesse a morrer pela overdose, ou algo parecido). E achei legal ela desconstruir esse mito do tema principal: para muitos pode ser o relacionamento (como foi para mim), para outros, que preferem um enredo mais discernível, o caso com os Ratliff. A autora foi bem fiel à realidade por dosar a ação com o cotidiano.




Gláucia 03/11/2014

O Amigo de Infância - Donna Tartt
Segundo romance da premiada autora estadunidense, o livro nos conta a história de Harriet Dufresnes uma menina de 12 anos do sul dos EUA que resolve descobrir a identidade do assassino de seu irmão Robin, morto aos 9 anos quando ela era bebê, crime nunca esclarecido.
Esse livro parece dividir opiniões e acredito que o maior problema seja a forma como a sinopse é apresentada, nos fazendo achar que se trata de um livro meio policial, cujo maior objetivo é desvendar um mistério. Assim como em A História Secreta, Tartt nos envereda por caminhos tortuosos e o livro parece (policial) mas não é.
A família de Harriet é composta por uma mãe que parece não mais viver no mundo real, vive presa ao passado em que seu filho preferido foi morto, Allison, a irmã apática, a autoritária avó Edie e algumas tias meio amalucadas. A menina luta para resgatar um mundo próspero e feliz que nunca conheceu, em contraste com seu melancólico e sombrio lar. Essa busca colocará a menina com um mundo adulto onde reina a violência.
Gostei muito do livro mas poderia ter sido menos extenso, muitas passagens são irrelevantes e não fazem diferença na compreensão da história.
Em minha opinião a personagem mais importante é a que quase não aparece: Charlotte, a mãe de Harriet, pois é a responsável por tudo que a menina se sente impelida a resgatar.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Debora.Cruz 25/04/2020

Arrastado demais, esperava que me prendesse muito pois tem um começo sensacional, mas o caso principal do livro não se resolve, o que me deixou muuito frustrada.
comentários(0)comente



Phablo Galvão 19/11/2018

Mais um Donna Tartt
Mais um de Donna Tartt pra conta! Em O Amigo de Infância somos apresentados a pequena Harriet, que vale registrar como uma das personagens mais envolvente da atualidade. Criada numa familia de mulheres, a pequena cresce nesse círculo que escolheu viver a sombra do misterioso assassinato de seu irmão. É aquela mistura de emoções com suspense e personagens densos, cativantes. Humor sombrio. Mais uma vez fica registrado o estilo de Tartt fluente e visual. Bom de verdade.
comentários(0)comente



Samanta 15/06/2019

Eu entendo que os outros dois livros da Donna são muito mais apreciados e até com razão, mas acho que esse aqui merece muito mais destaque do que tem. Tem uns momentos meio perdidos e enrolados numa descrição excessiva de lugares, mas fiquei com a impressão de que esse livro daria um filme melhor que os outros dois, a história me lembrou Fargo de certa maneira.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR