A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa Risa Green




Resenhas - A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Ana 12/03/2012

Resenha postada em www.euleitora.com.br

| RESENHA EM POESIA |
Erin, é uma jovem de vida maçante,
até que uma viagem, talvez a tornasse interessante.
Filha de médicos e uma boa aluna,
se encontra em uma situação, que não imaginaria de forma alguma.

A morte de sua tia,
foi uma surpresa da noite para o dia.
Da mesma forma foi a herança,
que não passava de um brinquedo de criança.

O objeto só a deixou mais curiosa,
afinal, por que uma bola de cristal cor-de-rosa?
Uma lista com enigmas indicava o que ela fazia,
foi aí que Erin descobriu que era magia.

A bola respondia desejos de quem pedia,
mas a realização deles, só para Erin permitia.
A viagem continuava em mente,
mas decidiu por fim, pedir por um amor adolescente.

Ótimos personagens são apresentados,
confusões que te deixam animado.
Uma escrita leve e envolvente,
mandando para longe qualquer lado carente.

A história é original,
a ponto de arrancar elogios da critica.
Não espere por um livro inesquecível,
Relaxe, e deixe que ele te mostre um lado incrível.
comentários(0)comente



Psychobooks 28/01/2012

O mais gostoso em uma obra é quando você senta pra ler e ela atende a todas as suas expectativas.
Com o livro "A sociedade da bola de cristal cor-de-rosa" foi exatamente assim que me senti. Comecei a leitura sabendo que a história não iria de forma alguma mudar minha vida ou que com nela eu encontraria um novo modo de encarar a leitura no geral. O livro é direcionado ao entretenimento. E cumpre o seu papel.
Erin é uma menina de 15 anos que está no colégio e vive todas os dramas dessa fase: se acha deslocada, a não ser quando está com as duas melhores amigas - Samantha e Lindsay -, vive se questionando sobre sua aparência e sobre a chatice de sua vida. A única coisa que tem absoluta confiança é em sua inteligência e na total crença de que o "sobrenatural" não existe. Bem, tudo isso muda quando sua tia Kiki morre e deixa para ela uma misteriosa bola de cristal cor-de-rosa com aparentes poderes mágicos.
O enredo está criado e a partir daí há uma sucessão de mal-entendidos e descobertas superdivertidas.
O narrativa do livro é em primeira pessoa, enxergamos o desenrolar dos fatos sob a visão da protagonista - Erin. Já cansei de falar por aqui que essa não é minha forma preferida de montagem de texto, mas acredito que ela funcione bem para a proposta de um jovem-adulto sem grandes pretensões.
Durante todo o enredo as três meninas e suas características marcantes são apresentadas. É bem divertido acompanhar o crescimento de cada uma e o ganho que a bola trouxe para a vida delas. Toda a história é lotada de clichês e visita o lugar comum das dúvidas dos adolescentes e os problemas enfrentados durante essa fase, que às vezes pode ser cruel, mas Risa trata tudo com tanta leveza que a leitura fica divertida e flui superbem.
Claro que como todo jovem-adulto que se prese, há lugar também para o romance. Jesse, um antigo amigo de Erin, entra em sua vida para dar um toque apimentado e colocar um pouco de ação em sua vida.
No geral o livro é bem interessante e seu final deixa possibilidades para uma continuação. Procurei saber se o livro era uma série, mas não encontrei nada no site da autora. Tomara que ela se empolgue e dê continuação à saga das três amigas.

Link: http://www.psychobooks.com.br/2011/12/resenha-a-sociedade-da-bola-de-cristal-cor-de-rosa.html
comentários(0)comente



Gil 30/07/2012

Erin acha que sua vida é normal e certinha, quando surge a oportunidade de ir para a Itália em uma excursão da escola ela não sabe o que escrever em sua dissertação, pois com sua vida maçante ela não teria nada a contar. Quando sua tia Kiki morre, ela recebe uma bola de cristal cor de rosa e que de acordo com sua tia era mágica, mas Erin não acreditava, diferente de suas duas melhores amigas Samatha e Lindsay. Erin tem que fazer um trabalho em dupla com Jesse, o garoto no qual ela deu seu primeiro beijo, mas não falava com ele há dois anos. Esse trabalho seria parte da nota que a qualificaria ou não para a viajem. Em meio a isso, na escola Lindsay sofria pequenas humilhações da garota popular, Megan. Erin passa a acreditar nos poderes da bola e com isso têm um auto benefício, ela tenta ajudar suas amigas, mas a bola tem suas regras e dai começa uma grande confusão.

É uma leitura leve, divertida e despretensiosa, na qual você vai torcendo para que realmente dê certo as coisas. A Erin no começo achei um pouco paradinha, mas também ela é bem certinha. Já suas amigas são bem divertidas. O Jesse é bem fofinho, do tipo own (será que todos os Jesse's são?rs). A diagramação do livro favorece a leitura (páginas amarelas, capítulos curtos). A capa eu acho super gracinha. As constantes intrigas da Megan para com a Lindasy, a autora aborda como um bullying, tirando uma coisa, achei que eram só provocações entre garotas. Ela levanta a questão da amizade e sua importância, onde a personagem tenta ajudar de todas as formas suas amigas, deixando de lado até outras questões de sua vida. Também é interessante ressaltar o madurecimento da personagem principal. Mesmo que haja magia e influências cósmicas ainda sim, somos nós que controlamos nossas decisões. A leitura é recomendada para quem deseja uma leitura leve e divertida.
comentários(0)comente



Leandro 26/04/2012

http://leandro-de-lira.com/
Este livro foi uma grande surpresa. Ao começar a leitura, preferi não criar muitas expectativas. Mas ele me surpreendeu de uma forma tão positivamente, que pretendo relê-lo algum dia — não sei quando exatamente. Foi realmente uma leitura muito prazerosa.

"Na companhia das duas melhores amigas, Erin vive feliz. Quer dizer, não completamente, porque acha sua vida totalmente sem graça. Para que fique mais interessante, ela faria qualquer coisa para ganhar um concurso cujo prêmio é uma viagem à Itália. Mas para isso precisa escrever uma dissertação explicando por que ela deveria ser escolhida... Mas escrever o quê? Se nada nunca acontece em sua vida... Bem, quase nada. Quando sua tia favorita morre, Erin recebe de herança uma misteriosa bola de cristal cor-de-rosa. Quando viva, tia Kiki (também conhecida como titia Eskikisita) sempre viveu fora dos padrões convencionais. Mas agora Erin e suas duas melhores amigas estão convencidas de que a bola de cristal cor-de-rosa é a chave do futuro das três – ou pelo menos a chave para arranjarem um namorado e viverem incríveis aventuras. E o que garotas adolescentes poderiam desejar? Peitos maiores? Um encontro romântico? Livrar-se das colegas de escola que as atormentam? No início elas encaram tudo como uma grande brincadeira e não levam a sério os pedidos mirabolantes que fazem à bola... Até que as coisas que queriam começam realmente a acontecer. Será magia ou apenas coincidência? Em meio a tudo isso, elas começam a sofrer bullying, ameaças e as coisas começam a ficar sérias e fora de controle. A magia também tem sua lógica e suas explicações, e talvez essa seja a principal questão. Coisas divertidas podem acontecer quando você se envolve com magia, principalmente quando elas não saem da forma como você esperava..."

A história gira em torno de Erin — uma garota comum, que mora com seus pais, é muito estudiosa e tem duas grandes amigas ao seu lado: Lindsay e Samantha. Erin sempre achou sua vida um pouco tediosa, pelo fato de que, quase nunca, algo surpreendente acontecia. Até que o seu professor — Sr. Wallace — anuncia um concurso sobre a história da arte, em que escolherá cinco estudantes para estudarem na Itália. Erin fica muito entusiasmada. Porém, para ser escolhida, ela precisa escrever uma dissertação, falando porque deve ir.

Mas algo inesperado acontece...

Sua tia Kiki, foi encontrada morta por um raio. Ao saber que sua tia havia morrido, Erin não imaginava que aquilo poderia acontecer — muito menos naquele momento. Ela também não imaginava, que sua tia havia deixado uma bola de cristal cor-de-rosa para ela e junto com a bola, uma lista completamente sem sentido.

"Chacoalhei a bola e mordi o lábio, ansiosa:
— 'Vou beijar Jesse Cooper esta noite e ver seu corpo sarado?'
— Uau! Essa é boa! — exclamou Samantha. — Mas, espere aí, Jesse Cooper tem um corpo sarado? Não dá para saber com aquelas roupas que ele usa...
Eu fechei os olhos e mentalizei a camiseta azul-clara que ele estava usando.
— Saradíssimo!"
Pág.:86

Erin e suas amigas se envolvem em muitas trapalhadas — que me renderam boas gargalhadas. O livro é hilário. E ainda surge um romance muito fofo, entre Erin e Jesse. Eu achei bem interessante o surgimento do romance na história. E a personagem que mais gostei foi a Samantha! Ela é super divertida.

"— Perfeito?! — gritou Samantha. — Tá brincando? Você tem esta coisa... esta... esta... bola de cristal, que teoricamente pode fazer qualquer coisa que você queira, e pergunta sobre um trabalho de inglês? Ah, fala sério! Isso é como achar o gênio da garrafa e pedir a paz mundial. Quer dizer, meu Deus, Erin! Use a imaginação! Pergunte a ela se o Bill Gates vai eleger você a única herdeira do seu patrimônio. Se o Zac Efron vai aparecer lá na escola amanhã e anunciar que vai se casar com você. Qual é? Pergunte alguma coisa boa. A viagem à Itália já era um começo. Pelo menos..."
Pág.:146

Contudo, o livro é ótimo! Eu adorei poder conhecer personagens tão agradáveis e divertidas. O livro já está entre os meus favoritos. A narrativa é ótima também e flui naturalmente. Mal posso esperar pela continuação. Enfim, leiam e vivam a magia contida na tão falada bola de cristal cor-de-rosa!

Recomendo!
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 17/11/2016

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa - Risa Green
O livro A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa, de Risa Green, nos traz um romance juvenil divertido e empolgante envolvendo misticismo, histórias de amor adolescente e muitas confusões. Com um enredo irreverente e que se assemelha de certo modo ao dos filmes Meninas Malvadas e Jovens Bruxas, o livro conseguiu me cativar, entreter e me proporcionar uma ótima leitura de feriado.

Erin é uma adolescente como outra qualquer e tem uma vida bem pacata e da qual ela considera até mesmo sem graça. Para que sua vivência se torne mais interessante, ela decide participar de um concurso estudantil cujo prêmio é uma viagem para a Itália. Porém, para isso, ela precisa escrever um texto dissertativo explicando por que ela deveria ser escolhida entre tantos alunos, mas essa tarefa se mostra um tanto quanto difícil, já que nada de empolgante acontece em sua vida...

No entanto, sua tia Kate (conhecida como Kiki, de Eskikisita) morre e Erin recebe de herança uma misteriosa bola de cristal cor-de-rosa. Tia Kiki sempre foi bem aficionada por esoterismo e magia oculta e o estranho presente deixado por ela deixa Erin bastante intrigada.

Porém, depois de algumas brincadeiras e pedidos aleatórios, Erin e suas melhores amigas, Lindsay e Samantha, se convencem de que a bola de cristal cor-de-rosa é realmente mágica e especial e resolvem planejar seu futuro em torno do instigante objeto. Em meio a encontros amorosos, peitos maiores e tentativas de se livrar do bullying imposto pelos colegas do colégio, as três amigas acabam se envolvendo em muitas confusões e descobrindo que a magia também tem suas lógicas e explicações...

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa se mostrou um livro divertido, envolvente e absurdamente contagiante. A julgar pela sua sinopse, imaginava se tratar de mais uma história tipicamente juvenil, com elementos pré-carimbados deste gênero e me surpreendi com um enredo cômico, cheio de descobertas e aventuras hilárias. Narrado em primeira pessoa por Erin, o que tornou a trama ainda mais descontraída e fluída, o livro se mostrou uma grande surpresa e apesar de ter uma tez bem juvenil, possui muitos traços de chick-lit.

Erin é aquele tipo de garota certinha, que só pensa em estudar e não se arrisca em sair da sua zona de conforto. Com a descoberta da bola de cristal cor-de-rosa, ela passa a "enxergar fora da caixa" e vive incríveis descobertas, como surfar em um mar de gente num show de punk rock, nadar seminua em uma fonte termal e o principal, vivenciar o amor em toda sua plenitude. Admirei a personagem pelo seu forte senso de justiça e pela maneira como ela se desdobra para ajudar suas amigas. Seu romance com o Jesse tornou a história ainda mais bela e convidativa e apreciei bastante a química entre o casal.

Lindsay e Samantha também não ficaram de fora das aventuras propiciadas pela bola de cristal pink. Lindsay sofre bullying no colégio durante há algum tempo e usa os poderes místicos do artefato para se vingar de suas opressoras. No começo, tudo acaba saindo como o planejado, mas depois o caldo entorna e o feitiço acaba virando contra o feiticeiro. Samantha está a fim de um garoto que a acha inconveniente e praticamente nem nota que ela existe e com a ajudinha da cristal ball consegue chamar a atenção dele e ir mais além, mas também não escapa das consequências devastadoras de seu desejo, o que nos propicia divertidas aventuras.

Em síntese, A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa se mostrou uma grata surpresa e conseguiu se sagrar uma leitura divertida, dinâmica e repleta de confusões e presepadas. Gostei da forma como a autora compôs o seu enredo, envolvendo bastante originalidade e uma dose gostosa de magia e misticismo e ouso dizer que o resultado final foi incrivelmente satisfatório. A capa é bonita e nos traz uma garota vislumbrando uma bola de cristal rosa e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho, diagramação caprichada e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

site: http://www.newsnessa.com/2016/11/resenha-sociedade-secreta-da-bola-de.html
comentários(0)comente



Babi 03/02/2012

Mais resenhas no blog-> http://tintapink.blogspot.com
Penso que todo livro, sem exeção, tem uma mensagem, uma moral da história, uma lição a ser aprendida.

Estou prestes a ouvir vocês falarem que eu estou viciada em YA contemporâneo, e estão certos, como devem ter percebido em The Karma Club sou grande fã do gênero, e talvez no momento em que me encontro (tenho 16 anos, e passo por boa parte do que é relatado nesses livros) esses livros tem ainda mais significado pra mim.

Me apaixonei por essa história, é exatamente o tipo de livro que você precisa ler quando quer espairecer, relaxar e rir um pouco (no meu caso rir muito), a história do livro, como puderam conferir na sinopse, não é lá muito original, esse lance esotérico me lembrou The Karma Club, e não é uma comparação sem funamentos, mas deixo a critério de quem ler, mas isso não é uma crítica negativa, gostei tanto desse livro que se tornou um dos meus favoritos.

No livro A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa você encontra um leque de personagens bem desenvolvidos, profundos até, inclusive os mais secundários foram trabalhados pela autora, e no inicio do livro você encontra vários flashbacks da personagem principal, e neles é explicada a relação dela com as amigas, com o seu interesse amoroso na trama e com a sua falecida tia Kiki.

O que me deixou apreensiva se tratando desse livro é que como eles tem que lidar com a morte de um ente querido, pensei em várias coisas que poderiam acontecer, as principais:

-Estava com medo de que o livro tomasse um rumo insensível, uma pessoa importante morreu e eles não vêem mais além de sua própria vida.

-Estava com medo de que o livro tomasse um rumo sensível demais e de um livro engraçado passasse a ser algo como "vivendo o luto".

Fiquei feliz quando me deparei com o perfeito equilíbrio entre eles, o livro mostra muito do luto, mas mostra que quando uma pessoa morre o mundo não para, e as coisas tem que continuar.

A história em si é muito bonita e conta com boas reviravoltas, Erin de uma garota maçante e totalmente normal passa a ser imprevisível e a pensar "fora da caixa", e adorei suas amigas, Lindsay é a amiga "zen" e Samantha é a garota que é linda maravilhosa tudo-de-bom, tem um ar blasé, e é desencanada com as convenções, inclusive é minha personagem favorita.

E sabe o que é melhor? Nenhum personagem nesse livro me irritou, sério, eu consegui gostar de exatamente todos eles, até das mean girls (garotas populares e malvadas), então esse livro me conquistou totalmente.

A bola de cristal age de acordo com o princípio do karma, coisas boas serão recompensadas e coisas más punidas, tanto que me diverti muito com as reviravoltas e situações que a bola colocou as três amigas.

— Pensei que tias malucas deixassem de herança rios de dinheiro que ninguém sabia que elas tinham — disse Lindsay baixinho.
—Ei, essa frase estampada daria uma bela camiseta — exclamou Samantha — "Minha tia maluca morreu e tudo o que me deixou foi uma bola de cristal fajuta".

De fato, A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa não é um livro previsível, eu me surpreendi com muitos dos temas que o livro levanta, e não deixei de me perguntar se a magia existe, há uma boa possibilidade, a vida não é feita só de massa e matéria, não é?

E como eu disse há lições a serem aprendidas, a principal de todas é: a vida é curta demais e devemos viver da melhor forma possível, e que se arriscar pode ser bem divertido, e...nunca ficar no mosh pit...Se você é uma garota, é claro.

Recomendo!
nota:5 de 5 ♥favorito

-> http://tintapink.blogspot.com
comentários(0)comente



Blog da Poli 21/04/2012

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa
Resenha:
Ao iniciar este livro, um trio de amigas me chamou logo a atenção e me fez recordar meu tempo de escola. Que tempo bom, onde os problemas eram passar de ano, só que para nossas protagonistas esse não é nem de perto o problema!
Erin é uma garota realista e tem duas grandes amigas totalmente diferentes uma da outra e até de si mesma, mas que não atrapalham a amizade, só aumenta.
Uma viagem a Italia deixa ela fora do normal, é a aluna mais aplicada na sua turma, mas a viagem é muito concorrida, mas olha a sorte da menina, ela terá que fazer seu trabalho com o seu antigo amigo, o qual seu coração ainda dispara toda vez que o vê.
O que tinha para ser uma história tranqüila muda, quando a tia de Erin ( Tia Kiki ) morre e lhe deixa uma bola de cristal, que contem mistérios e prevê mesmo o futuro.
As amigas junto com a bola de cristal entram de cabeça em uma aventura e acabam fazendo loucuras e se metendo em muitas encrencas, romances e vinganças, patricinhas e nerds malucos entram na história e o futuro?
Só a bola de Cristal cor-de-rosa sabe!

Amei muito este livro, li ele em um dia, e fiquei com saudades dessas amigas e dos momentos de Erin com o gato do Jesse, das botas da Samantha, das loucuras da lindsay e principalmente da carta que ela escreve no final para a competição da viagem para Italia. Personagens marcantes e estilosos, que no final viram uma sociedade secreta, recomendo e muito.
E ai você conhece o seu futuro?
comentários(0)comente



Vivi 06/01/2012

Comecei a ler esse livro sem muitas expectativas, pois ultimamente não tenho me dado muito bem com livros juvenis, mas esse superou minhas expectativas e é o primeiro livro que entra pra lista de favoritos do ano.

O livro é narrado em primeira pessoa por Erin e é um dos poucos que foi realmente envolvente pra mim sendo narrado pelo personagem. A leitura é leve, engraçada e flui muito bem.

A arte gráfica do livro também é algo que não posso deixar de falar, a Jangada caprichou muito na diagramação e só por aí já conquistaria compradores (rsrs).

Erin é uma adolescente de 16 anos com uma vida totalmente sem graça, é centrada e lógica e gosta de ser assim, ou pelo menos gostava até o dia em que o Sr. Wallace anuncia um concurso do curso de História da Arte em que cinco estudantes seriam escolhidos para ir à Itália estudar as obras dos grandes mestres italianos.
E uma das regras consiste em escrever uma dissertação explicando por que ela deveria ser escolhida para ir.

"Estou dizendo, sou a garota mais maçante, normal e comum deste mundo, com a vida mais maçante, normal e comum deste mundo. Sério! Olhem pra mim." Pág 12

Só que algo realmente inesperado acontece a Tia Kiki (Eskikisita) e uma bola de cristal cor-de-rosa vai parar na mão de Erin. Junto com a bola vem um papel com um lista sem sentido algum.

" * O conhecimento absoluto não é ilimitado; deixe que os planetas sejam o seu guia até o número.
* Existem dezesseis maneiras de morrer, mas quatro delas você nunca verá.
* O futuro só a você pertence. Outras vozes ficaram desapontadas.
* Uma rotação é tudo o que você pode ver. Só há indefinição mais além.
* Você saberá tudo quando nada mais for conhecido; então é hora de escolher outro." Pág 50

A partir daí Erin e suas duas melhores (e únicas) amigas irão passar por momentos maravilhosos e alguns péssimos por influência da bola. E até que elas descubram como usá-la vão aprontar muitas confusões.

Um enterro de outro mundo, um show da pesada, namorados novos, seios que crescem e desaparecem, uma mãe surtada, três adolescentes malucas, as tão esperadas megeras do ensino médio e muito mais no primeiro livro dessa série que já conquistou o coração dessa que vos fala.

"Eu: "Sereias não existem de verdade, Lindsay. Elas são só uma coisa que os marinheiros entediados inventaram para passar o tempo quando estão, sabe, desesperados".
Lindsay: Silêncio. Olhar horrorizado.
Graças a Deus que não fui eu quem contou a ela que Papai Noel não existe. Embora eu tenha certeza absoluta de que a pessoa que disse recebeu o mesmíssimo olhar." Pág 84

Bjokas!!!
comentários(0)comente



Raíssa Lis 16/04/2012

Bom, para mim ler sinopse não funciona, o que me chama atenção é a capa e toda primeira impressão que ela me passa, quando vi a capa desse livro fiquei muito curiosa pra saber do que se tratava essa bola de cristal cor-de-rosa.

Uma leitura que flui desde a primeira página, com uma ótima diagramação, com letras em tamanho excelente e todo um cuidado com inicio de capítulos e numeração de paginas.

Erin é um adolescente de 15 anos que estuda em uma escola normal e leva uma vida sem graça. Sempre tirando as melhores notas da turma devido a seu esforço e facilidade, nunca foi popular apenas a nerd da turma. Tudo muda no dia em que o professor de História Sr. Wallace lança um concurso sobre Historia da Arte e o premio será uma viagem à Itália para estudar as grande obras dos mestres italianos. Para concorrer ela deva escrever uma dissertação convencendo aos professores o motivo de querer conhecer a Itália.

Lançado o desafio Erin começa a trabalhar para fazer sua dissertação, mas tudo tem um novo rumo quando descobre que sua Tia Kiki faleceu e acaba de deixar um presente muito estranho para ela: uma bola de cristal cor-de-rosa.

Junto com suas amigas Samantha e Lindsay ela começam a pesquisa para entender qual a magia está dentro da bola de cristal. Depois do primeiro teste elas percebem que a bola realmente funciona e que algumas coisas estranhas começam a acontecer.Pedidos de novos namorados, vingança contra outras alunas, são os primeiros pedidos mais o que elas não sabem é que todos os pedidos tem consequências, e nem sempre as consequências são boas.

Com tanta paquera, vingança e magia no ar, as três amigas iniciam uma aventura muito engraçada com algumas trapalhadas mais que nos fazem perceber que nem tudo aquilo que queremos pode ser realizado e para toda ação existe uma reação !

Um livro com uma leitura rápida e muito gostosa, super recomendo essa aventura hilária de Erin e suas amigas

Resenha no Blog Flor de Lis
http://florderaissalis.blogspot.com.br/2012/03/o-que-vamos-ler_28.html
comentários(0)comente



Brenda 06/04/2012

A sociedade secreta da bola de cristal cor-de-rosa
Erin vive feliz. Quer dizer, não completamente, porque acha sua vida totalmente sem graça. Para que fique mais interessante, ela faria qualquer coisa para ganhar um concurso cujo o prêmio é uma viagem a Itália. Mas para isso ela deveria escrever uma dissertação explicando porque ela deveria ser escolhida... Mas escrever o quê? Se nada nunca acontece em sua vida...
Bem, quase nada. Quando sua tia favorita morre, ela recebe como herança uma misteriosa bola de cristal cor-de-rosa. Quando viva, tia Kiki (também conhecida como tia eskikisita) sempre pareceu ser meio doidona.
mas agora Erin e suas duas melhores amigas estão convencidas de que a bola de cristal cor-de-rosa é a chave do futuro das três - ou pelo menos a chave para arranjarem um namorado e viverem incríveis aventuras.

"você conhece o seu futuro?"
comentários(0)comente



Jessie 22/09/2017

Ahhhhhh, como eu adoro começar uma leitura sem expectativa quase nenhuma e ter meu coração arrebatado, arrancado do peito, etc.
Quando iniciei esta leitura imaginei que seria mais um livro infanto juvenil chatinho que possui apenas a edição bonita, e gente eu estava redondamente enganada, completamente enganada, quadradamente enganada, nem sei se existe outras palavras para descrever o quão enganada eu estava.

Antes de começar a falar do livro em si deixo um recado aos meus queridos leitores, apenas leiam este livro caso se interessem por uma literatura infanto juvenil, pois apesar de eu ter adorado o livro, ele ainda é infanto juvenil.

Na minha cidade de vez em quando tem uma feira do livro, e a livraria principal da cidade coloca alguns livros na promoção, este exemplar foi adquirido desta forma, em julho de 2016. Fiquei adiando a leitura por medo de não gostar da mesma.

Mas este ano falei: "É agora ou nunca".

Aqui temos a história de Erin uma adolescente que acredita ter a vida mais maçante e tediosa do mundo, para ela nada de interessante acontece em sua vida, principalmente agora que ela precisa escrever uma redação para concorrer a uma viagem para Itália.

Mas tudo muda quando sua tia preferida a Kiki acaba morrendo em um terrível acidente. No funeral da Kiki, Erin recebe um presente que sua tia guardou a ela, e este presente nada mais é que uma bola de cristal cor-de-rosa juntamente com uma lista de instruções de como a usar.

A partir daí acontece pequenas mudanças na sua vida e na das suas duas amigas, Sam e Lindsay. As três se envolvem em algumas aventuras que nenhuma imaginava ser possível. Com direito um show mega divertido, um namorado gato, e uma grande amizade.

Este livro é mega divertido, perfeito para se ler em um dia. Adorei e super indico.

Além da escrita ser maravilhosa, a história é cativante e a edição é muito linda...

Caso alguém já tenha lido, me conte o que achou.

Beijinhos e até a próxima aventura....

site: https://livrosmeusmimos.blogspot.com.br/2017/09/a-sociedade-secreta-da-bola-de-cristal.html
comentários(0)comente



Adriana 13/05/2012

Leve, inteligente e muito engraçado, A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa cumpre totalmente o papel ao qual se propõe: ser um infanto-juvenil carismático, voltado ao público feminino e que tem tudo para agradar o mesmo.

O livro já começa lindo pela edição rosa pink da Editora Jangada. Adorei o interior colorido, a capa, o subtítulo “Você conhece o seu futuro?”, e a diagramação! Além de não ter encontrado erros de revisão, fato raro e que adoro!

Erin é uma adolescente comum, que em suas próprias palavras é comum até demais. Suas amigas Samantha e Lindsay ajudam nisso, sempre dispostas a incitar alguma ação na vida da garota!

Mas a maior ação está prestes a acontecer, com a morte da sua tia Kiki ou Eskikisita, como seu pai chama. Ela deixa para Erin uma Bola de Cristal Cor-de-Rosa, aparentemente apenas um brinquedo, mas que logo prova ser muito mais do que isso.

Agora, junto com Sam e Linds, ela vai revolucionar a forma de viver o ensino médio, tendo como arma uma bola que dá uma ajudinha com o futuro… Os garotos que se preparem, porque não são apenas flores, mas também muita confusão que vem por aí.

O livro é uma lição de amizade, superação e amor. A história é super fofa, além de contar com um mocinho tão legal e descolado como Jesse. Não há nada além de uma trama simples, mas que traz tudo que o leitor espera e justamente por isso terminei de ler super satisfeita!

Como eu expliquei no vídeo dessa semana, este livro incialmente era para ser uma leitura do DAC, porém, a edição é de 2011 e portanto não seria válida para o desafio, mesmo que esteja na lista que a Pam divulgou no início do ano. Por isso, vou considerar A Lista Negra (resenha em breve) como leitura de Abril e tenho que correr pra achar outro Debut para Maio o.O

Por fim… Com certeza recomendo para quem gosta do gênero, a obra é uma delicinha de se ler e tem um final muito interessante.

Resenha em: http://mundodaleitura.net/?p=3629
comentários(0)comente



Marcos 30/03/2012

A sociedade secreta da bola de cristal cor-de-rosa traz a história de Erin, uma garota que acha sua vida completamente sem graça. Se sente excluída das demais pessoas do colégio, não arruma um namorado e não convive com mais ninguém, além de suas duas melhores amigas inseparáveis: Samatha e Lindsay. Ao receber de sua tia uma bola de cristal cor-de-rosa, que supostamente tem o poder de prever o futuro, sua vida muda completamente. A partir daí as três, juntamente com seu amigo Jesse, acabam se envolvendo em inúmeras situações: um show de rock completamente inusitado, um enterro de outro mundo e as relações com seus pais e seus namorados. Mas teria essa bola algum poder de influenciar a vida de alguém? Porque sua tia a deixou como herança?

Quer continuar a ler a resenha? Acesse: http://capaetitulo.blogspot.com.br/2012/03/resenha-sociedade-secreta-da-bola-de.html
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 30/07/2012

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa
Quando vi o nome do livro e a capinha imaginei que seria um livro bem leve e divertido, e é exatamente isso que ele é. Um livro juvenil super fofo, carismático, e claro, totalmente voltado para o publico feminino, um chick-lit.

O livro conta a história de Erin uma adolescente comum e estudiosa, como ela mesma diz, comum até demais. Erin tem duas grandes amigas Samantha e Lindsay. A história realmente começa quando a tia Kiki morre deixando uma herança para Erin, uma herança bem estranha, uma bola de cristal cor de rosa, mas porque Kiki deixaria um brinquedo para Erin?


- Não é coincidência. Foi magia. Aquela bola de crista é mágica. De verdade.

Porém as meninas descobrem que não é só um brinquedo, a bola de cristal cor de rosa é realmente uma bola de cristal e agora elas vão causar no ensino médio, e se preparem porque vem muita confusão por ai, rincipalmente
com garotos.

O livro traz lições muito fofas de amizade, superação e amor. E claro, um mocinho fofo, Jesse Cooper seu “ex-amigo” e agora parceiro em um trabalho de artes (será eu é só o nome? Mas ele me lembrou o Jesse do livro A
Mediadora e o sobrenome do mocinho do Tamanho 42 não é gorda, ambos da Meg Cabot)

Resenha completa: http://blog.vanessasueroz.com.br/a-sociedade-secreta-da-bola-de-cristal-cor-de-rosa/
comentários(0)comente



Cia do Leitor 31/01/2012

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-rosa
Narrado pela primeira pessoa, Erin, com uma linguagem bem juvenil e engraçada em algumas situações.
O livro conta a estória de Erin, uma adolescente de 16 anos que tem uma vida feliz ao lado de sua família e amigos. É modelo de boa moça, nunca deu aborrecimentos para seus pais, tem bom comportamento em casa, na rua e na escola, é boa estudante e tem ótimas notas.
Mas, no seu íntimo, Erin vive uma monotonia que a desagrada, a deixa “diferente” diante dos outros estudantes, sendo assim, para quebrar um pouco a sua rotina “sem graça” almeja ganhar a viagem para a Itália que sua escola esta oferecendo ao aluno que tirar as melhores notas e fizer uma ótima dissecação dizendo “porque é merecedora da viagem”.

Contudo, seus planos tomam outro rumo quando sua querida tia Kiki (Eskikisita), vem a falecer de uma forma trágica e anormal, deixando pra Erin de herança uma estranha Bola de Crista Cor-de-rosa e um manual de instrução que parecia mais um enigma a ser decifrado.
Incrédula, Erin a princípio faz pouco caso da bola de cristal, mas convencida por suas melhores amigas Samantha e Lindsay a fazer um teste. Coisas realmente começam a acontecer, não da forma que gostaria, mas, acontecem.
Eufóricas começam a fazer todo tipo de pedido, como fazer uma paquera se apaixonar por uma delas, vingança contra uma aluna que comete bullying com a outra e até uma trapaçinha... Tirar boas notas para tal viagem para a Itália.
Sendo que, nenhuma delas sabe que pra todo o pedido há conseqüências e tudo vem à tona com muita confusão e arrependimentos.

Como eu disse no inicio é um livro muito divertido, a aventura que as três amigas vivem é hilária, a amizade que sentem uma pela outra é comovente, pois cada uma tem seus problemas familiares e na escola e ambas sofrem pela dor ou aborrecimento da outra.
Uma estória mágica de amor, amizade e perdão.
Devo ressaltar que, é um livro pra entreter todo tipo de leitor.
Eu admito que precisava rir com as confusões de Erin e suas amiga e não me arrependi de ter apostado neste livro.
Indicadíssimo.
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2