Equinócio

Equinócio Lu Piras




Resenhas - Equinócio


49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


[email protected] 30/05/2020

Equinócio.
Fui a livraria pra comprar qualquer coisa que fosse, escolhi esse. É um daqueles romances água com açúcar, mas é o melhor dos xaropes. Pelo menos pra mim, na época, a atmosfera um tanto simbolista que a autora quis criar realmente deu certo. O batido romance com o anjo da guarda fica mais interessante com a Medicina, o Rio de Janeiro e a Criônoca.
comentários(0)comente



Simone 06/04/2017

Um enredo apaixonante!
Falar de um enredo da Lu Piras é sempre mágico, pois ela faz parte da minha lista de autores nacionais prediletos. Essa história, além de linda, é perfeitamente construída. Creio que a autora tenha exímio conhecimento sobre o assunto, e por isso a tornou tão perfeita. Eu senti as aflições de todos, principalmente de Clara e Nate. Uma das cenas que me deixou em êxtase foi a reunião em Malkuth, eu me senti como se estivesse dentro daquela sala... A cena é de perder o fôlego e fiquei imaginando isso adaptado para as telonas.

O final da história foi emocionante, com reviravoltas e um acontecimento lindo, além de uma cena de deixar o coração descompassado. E, por mais uma vez, encontro-me numa baita ressaca literária. Agora estou doidinha para conferir o livro dois, que se chama Polaris. E afirmo: “Eu leria até mesmo a lista de compras da Lu Piras”. o/

P.S: Confira a resenha completa no link abaixo.

site: https://simonepesci.blogspot.com.br/2017/04/falando-em-equinocio-primavera-de-lu.html
comentários(0)comente



Taynara @adamadolivro 21/03/2015

{Resenha} Equinócio - Lu Piras
O enredo gira completamente em torno de Clara, uma mortal e Nath-Aniel ou Nate, um anjo da guarda. Clara tem uma vida relativamente normal, vai a faculdade, sai com os amigos, é atenciosa com sua irmã Olivia, sua governanta Maria e com seu pai Maurício que é um cientista renomado. Só que tudo isso muda drasticamente após o súbito desaparecimento de seu pai, que traz a tona segredos sobrenaturais jamais revelados.

Maurício toda vida fora apaixonado por sua mulher Beatriz, mas após perde-la pro câncer, decide tomar um caminho extremamente delicado, como cientista ele vem trabalhando numa fórmula de criônica bioética, com essa ideia congela sua mulher já morta a uma temperatura de 196º negativos, na esperança de que um dia possa traze-la a vida novamente. Apesar de eu não ser uma religiosa a risca, tenho minha fé em Deus e minha própria crença, acredito que o ser humano é um instrumento de Deus, mas quando uma pessoa tenta se igualar ao Criador já é demasiada ofensa a Ele. Não acredito que um dia cientistas possam trazer uma pessoa a vida novamente e nem apoio essa iniciativa de maneira alguma.

Após ser ameaçado por anjos ruins, Maurício promete dar essa fórmula a eles se não machucarem sua família. E é aí que entra Nate, que por sua vez além de ser protetor de Clara é também de Maurício. Não entendi o motivo pelo qual Nate se envolveu tanto com Clara, porque no meu ponto de vista tudo poderia ser resolvido sem se revelar, mas... como isso é um romance...

Nate se revela para Clara e seu aspecto aparentemente humano e muito bonito atrai a mocinha com 21 anos, de uma maneira absurda. Não acredito que tenha sido de tudo amor e sim atração. Clara ficou enfeitiçada pela forma humana de Nate e seus belos músculos, (como é descrito no livro) de modo que esse romance foi bem superficial. Agora com Nate as coisas são diferentes, ele vê em Clara alguém importante do seu passado, por isso é que não fui fã desse relacionamento.

Falando em personagens coadjuvante, adorei Jonas, um bad boy com sentimentos, e acredito até que Olivia seja mais madura mentalmente que sua irmã. Ela por sua vez também tem um anjo, mas não fala com ele, somente ele que se pronuncia com ela. Os amigos de Clara, na minha opinião são um tanto mesquinhos, então não consegui me apegar a nenhum deles.

Infelizmente não gostei da história como a maioria das pessoas que leram, é boa, mas falta emoção, cumplicidade e principalmente amor verdadeiro. Me pareceu uma cópia nada bonita de Hush Hush, lembrando que Hush Hush é uma das minhas séries de livros que mais amo nesse mundo, sem dúvidas é um livro incomparável e insubstituível.

Outra coisa extremamente chateante no livro é que ele é narrado na primeira pessoa por Clara, coisa que se a autora não souber fazer extremamente bem acaba estragando o livro todo, outro detalhe que não gostei foi o número de páginas, são 440 páginas cheias de conteúdo excessivo, acredito que a história poderia passar muito bem com cerca de 280 páginas, ou beirando umas 340. Foi um conteúdo em vão, desnecessário.

Espero que você que tem a curiosidade de ler esse livro goste bem mais do que eu gostei, não posso dizer que não recomendo porque provavelmente várias outras pessoas se simpatizaram com o livro e pode ser que você leitor seja uma dessas pessoas. Mas no geral é isso, espero que gostem, essa resenha foi de coração, a autora escreve divinamente mas tem que moderar o excesso de conteúdo e ficar mais atenta ao escrever um romance.

Confira a resenha completa no blog!

site: http://blogeternoencanto.blogspot.com.br/2015/03/resenha-equinocio-lu-piras.html
comentários(0)comente



Lita 01/10/2014

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata... (Carlos Drummond de Andrade)
É como eu vejo você. Como o equinócio, a tenuíssima linha imaginária que separa o dia e a noite em partes iguais. O dia e a noite convivem, mas nunca se encontram. Para que um se revele, o outro precisa se esconder. O instante em que isso acontece e os astros se cruzam, é aquele em que você decide ser quem é.
Transporte-se para a cidade de Rio de Janeiro e viva uma nova aventura. Clara é estudante de medicina nessa bela cidade, onde vive com a família em uma rotina diária bem normal. Porém, mudanças estão a caminho quando seu pai desaparece e não se sabe bem o que aconteceu ou se ainda está vivo.

Mas há um problema maior por trás disso. Forças do mal ameaçam escravizar a raça humana. É proibido para os anjos alterar o destinos dos humanos, por isso não podem interferir diretamente.
Humanos não são seres comandados. Tem livre arbítrio. No entanto, há momentos em que precisamos interferir. E são estes momentos que provocamos o que vocês interpretam como acaso.
Porém, Clara recebe uma visita inusitada de um anjo. Nath-Aniel (Nate) vem à terra para alertar a sua protegida que sua vida corre grande perigo. O anjo acaba se envolvendo demasiado quando revela a ela que o trabalho de seu pai está despertando o interesse de seres maléficos. E a situação não melhora quando os dois começam a se apaixonar.
Nate, eu não sei lidar com essa sua inconstância, com esse mistério todo que cerca você. Eu já sou instável e confusa por conta própria. Não me peça para entender você.
Equinócio é um livro adorável, não tem palavra melhor para descrevê-lo. A história é muito bem desenvolvida. No início a trama não fluiu muito bem e devo dizer que não era o que imaginava no início. Entretanto, os personagens são ótimos. Clara é decidida e corajosa *coisas que andam faltando muito nas personagens femininas de atualmente*, o que é MARAVILHOSO. Sem contar nos quotes super divos da Lu em todo novo capítulo. Gosto bom não se discute

site: http://umlivroeu.blogspot.com.br/2014/09/resenha-equinocio-primavera-lu-piras.html
comentários(0)comente



Fernanda 24/05/2014

Resenha: Equinócio
Confira a resenha no blog segredos em livros:

site: http://www.segredosemlivros.com/2012/10/resenha-equinocio-lu-piras.html
comentários(0)comente



Marla 23/12/2013

Equinócio - A Primavera – Lú Piras
Sobre o livro: Desde a morte da mãe há nove anos, a jovem Clara Chevallier vive com o pai, o Dr. Mauricio, que é um cientista renomado, com Olívia sua irmã de onze e Maria a governanta ,na cidade do Rio de Janeiro. Clara que tem vinte um anos, freqüenta a faculdade de medicina, na companhia dos amigos Marcus, Jéssica e Christiane, do desafeto de infância Jonas Bauer e do trio de estranhos (Wotan, Ahriman e Leigh), conhecido como pagãos. Porém de uma hora para outra, sua vida tranqüila vira de cabeça para baixo, quando seu pai desaparece, deixando a casa bagunçada e com rastros de sangue, levando a polícia a crer, que ele possa estar morto e neste momento que Nath - Aniel ou simplesmente Nate, entra na vida de Clara para mudá-la para sempre. Nate que é o anjo da guarda de Clara, surge para lhe contar que seu pai não estar morto, porém foi corrompido, por causa do desejo de trazer sua esposa de volta.

""Papai desapareceu quando tenho tanto para lhe dizer. Hoje tenho a resposta que há três anos ele cobrava de mim. Ele queria o meu consentimento e eu demorei demasiado tempo para lhe dizer; dizer que por ele eu sou capaz de tudo: até de ignorar a minha própria fé.""

Para se entender, o Dr. Mauricio, vem desenvolvendo uma fórmula, para burlar a morte, alterando assim a ordem natural das coisas, fazendo com que a balança entre o bem e o mal seja alterada. E ai que os Renegados (anjos do mal), entram em cena, sendo capazes de qualquer coisa para se apossarem da fórmula. Mas quando a Legião consegue salvar o pai de Clara, das mãos dos Renegados e apagar suas lembranças, junto com a fórmula, tudo parece caminhar de volta aos trilhos o único problema e o sentimento puro, mas proibido que nasceu entre Clara e Nate, durante esses acontecimentos. Existirá alguma chance deles serem felizes juntos ou os Renegados utilizaram essa relação como trunfo, para obter o que tanto desejam?

""― Que espécie de guardião eu sou? Não sei responder, mas vejo-o como o único de sua espécie. É preferível pensar que não são todos os anjos da guarda que caem de amores. O céu (no sentido metafórico) estaria despovoado se assim fosse, e as humanas, em sérios apuros. Como eu estou.
― Tem que existir uma saída! Não provocamos nada disso, mas se está acontecendo é porque existe uma razão e deve haver uma solução! ""

Li muitas resenhas positivas de Equinócio antes de me aventurar em suas páginas e depois de lê-lo, posso dizer que gostei da trama, mas esperava um algo mais. Inicialmente a leitura não fluiu tão rápido quanto eu gostaria, já que achei o inicio bem parado, mas a trama criada pela autora é interessante e muitas vezes instigante, mas senti falta de um pouco de ação. Porém em compensação gostei muito dos personagens e da maneira como a autora deu destaque a todos eles, nos possibilitado a conhecê-los melhor, confesso que me surpreendi com a revelação envolvendo os personagens (Wotan, Ahriman e Leigh), já que eu imaginei que eles eram uma coisa e acabou sendo que eles eram outra, outro detalhe que chamou a atenção foi à rixa entre Jonas e Rodrigo (irmão de Marcus) e fiquei totalmente curiosa para saber o motivo dela. Falando de Clara e Nate, ela é uma protagonista decidida e corajosa, capaz de qualquer coisa para proteger aqueles que ama, adorei a relação dela com Olívia, que também é uma fofa. Já Nate se comportou muitas vezes de maneira indecisa, o que acabava confundindo tanto a mente de Clara, quanto a minha, mas no final ele conseguiu me conquistar e me convencer como personagem. Enfim Equinócio, não supriu totalmente as minhas expectativas, mas gostei de tê-lo lido e sinceramente estou bem curiosa por sua continuação, então eu recomendo que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões.

site: Resenha postada no blog Louca por Romances dia 16/12/2013 (http://loucaporromances.blogspot.com.br/2013/12/resenha-equinocio-primavera-lu-piras.html )
comentários(0)comente



Quatro Amigas 06/11/2013

Resenha feita para o blog www.quatroamigaseumlivroviajante.com
Aproveitando a divulgação da capa de POLARIS - O Norte, escrito pela linda, querida e brasileiríssima escritora LÚ PIRAS, vamos falar de EQUINÓCIO – A PRIMAVERA, ambos editados pela Editora DRACAENA.

EQUINÓCIO – A PRIMAVERA é o primeiro de uma série de 4 livros do gênero Fantasia Sobrenatural, são eles: POLARIS – O Norte, RENASCER – O Sol e MISSÃO – O Futuro.

CLARA CHEVALLIER é uma dedicada e apaixonada estudante de Medicina de 21 anos, mora com o pai, o famoso e renomado cientista Maurício Chevallier, a irmã mais nova Olívia e Maria, a doce e amável ajudante da casa. Uma família que apesar dos anos, ainda está aprendendo a lidar com a dolorosa e prematura morte de Beatriz, a mãe de Clara e da qual seu pai Maurício Chevallier nunca se conformou.

Clara está tendo uma ano intenso, como se não bastasse as aulas na Faculdade e o casamento de sua melhor amiga, Chris, seu Pai some sem deixar vestígios. O que Clara ainda não sabe, é que seu pai foi raptado e os experimentos envolvendo o estudo da criogenia desenvolvido por ele, talvez estejam indo longe demais. Maurício Chevallier está prestes a descobrir uma maneira de trazer os mortos a vida e isso quebra o pacto de equilíbrio entre as forças do Bem e do Mal que regem o universo.

É neste cenário que conhecemos NATHANIEL, ou para nós, NATE.

NATE é o anjo da guarda de Maurício e Clara, e está encarregado de ajuda-los a lidar com a confusão que se forma com a possibilidade de Maurício trazer a mãe de Clara a vida. O detalhe é que CLARA e NATE se apaixonam e por isso nem o céu e nem a terra podiam esperar.

Gente, NATE é um sonho: alto, olhos cor de esmeralda, cabelos cacheados longos e loiros, e com um amor incondicional aos seres humanos e seus protegidos.

O texto de Lú Piras é de uma harmoniosidade impressionante, poeticamente escrito você não se cansa das lindas viagem e descobertas que Clara e Nate farão em sua perigosa e dolorosa jornada.


Autora Lú Piras com Equinócio - A Primavera
E os personagens? A-D-O-R-O o núcleo dos personagens criados pela Lú Piras, os amigos da faculdade Jessica, Gustavo, Marcus e Rodrigo, e os renegados – anjos do mal - liderados pelo sombrio e misterioso Wotan. E não se iluda, preste muita atenção em cada um destes personagens, pois não estão ali de meros figurantes, no decorrer da trama você vai percebendo que TODOS ELES tem um papel importante na vida e nas decisões de Clara.

Preciso deixar registrada minha paixão por Jonas, o “Bad Boy” que apesar de ter atormentado a vida de Clara e viver aprontando confusão, mostrasse um precioso – e Charmosíssimo – amigo nos momentos necessários.

Como todo primeiro livro de série – não me canso de dizer isso – apesar da quantidade de fatores para alicerçar a história que são colocados, o texto não perde o ritmo e o que eu MAIS GOSTEI foi que quando o livro acabou, eu não sabia dizer quem entre os personagens eram Anjos ou Renegados e de que lado realmente estão jogando.

site: http://www.quatroamigaseumlivroviajante.com/2013/11/resenha-equinocio-primavera-lu-piras.html
comentários(0)comente



SahRosa 18/10/2013

Estudante de medicina, Clara vê sua vida mudar drasticamente, quando seu pai desaparece. Rastros de sangue e objetos revirados fazem parte da realidade que encontra ao voltar da faculdade, para a policia duas possibilidades: Seqüestro ou Suicido. Nada foi levado, nenhuma digital suspeita foi achada, o sangue encontrado na casa, leva apenas a uma pessoa, ao pai de Clara: Doutor Mauricio Chevallier.

Assim como a irmã Olívia, Clara tem certeza que o pai jamais teria se suicidado, afinal há algo muito mais forte que o amor pelas filhas, para mantê-lo vivo. Um segredo que vai contra as leis Divinas, que desafia tudo que é correto, Mauricio pretende com a ajuda da criônica trazer sua amada esposa de volta a vida.

“ - Criônica é um campo da criobiologia, filha. A criobilogia estuda as interações do corpo humano quando exposto á hiportemia. Estuda como a vida se comporta em ambientes frios – explicou ele diante de meus olhos esbugalhados. – A criônica é um processo de criopreservação de seres humanos, ou seja , preservação através das baixas temperaturas, com o objetivo de reanimação no futuro.” – Equinócio, página 46.

O segredo de Mauricio é a chave para uma batalha que dura desde o principio da Terra: A luta entre o Bem e o Mal... Para ajudá-la, Clara contará com Nath-Aniel (Nate), seu fiel anjo da guarda, no entanto, nem sempre o destino é cercado de flores, há espinhos por seu caminho também e os inimigos podem estar mais perto do que se imagina. E que quando Nate e Clara se apaixonam tudo se torna ainda mais perigoso...

***

Delicado e envolvente, as características perfeitas para Equinócio – A Primavera. Lu Piras possui uma narrativa repleta de sentimentos, descritiva e muito bem elaborada. Seus personagens são carismáticos, cada um se destaca, desde os principais, até os secundários, há momentos que muitas vezes somos enganados pelas suas personalidades que se tornam tão reais.

A escrita de Lu Piras é leve e envolvente, não vemos o tempo passar, quando nos damos conta, queremos ler mais e mais. Por ser o primeiro volume de uma série, terminamos Equinócio com muitas perguntas, um ponto alto para ansiar a leitura de Polaris - O Norte. Com suas 440 páginas, Equinócio é um livro remendado a aqueles que apreciam um bom romance sobrenatural, onde notamos a profundidade de seu enredo e o talento de uma ótima escritora nacional!

site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/
comentários(0)comente



S. Entre Amigas 14/10/2013

"O Amor Começa no limite da luz e da sombra."
Equinócio - a primavera, é o primeiro livro da Série de Lu Piras, narra a história de Clara e Nate, ela: uma humana que guarda um grande segredo pertencente ao seu pai. Ele: seu anjo da guarda, incumbido de mantê-la fora de problemas. Mas o segredos que Clara guarda acaba por mantê-la em constante perigo. Quando ainda era uma criança Clara perdeu sua mãe, seu pai nunca se recuperou dessa perda e acabou por se afastar dela e de Olívia, sua irmã caçula. Tudo isso porque estava envolvido em sua pesquisa a fim de descobrir uma forma de reviver sua esposa falecida, ele estava criando uma formula denominada Criônica, na qual o corpo morto tem todo o sangue trocado por nitrogênio liquido a fim de que suas características sejam mantidas enquanto pesquisadores desenvolvem a cura para a doença que a pessoa teve, mas essa pesquisa acaba por despertar a cobiça dos não bem vistos aos olhos do Criador, e isso põe em risco a vida de Clara, sua família e amigos.

Não sou muito fã de livros de anjo, mas confesso que estava ansiosa para ler esse livro, a quantidade de resenhas positivas que li foram surpreendentes. Nate e Clara são protetor e protegida, vivem em planos completamente diferentes, e um envolvimento amoroso entre eles pode gerar diversos problemas, dentre eles a banição de Nate do território celestial, fazendo-o se tornar um humano e abdicar de seus poderes. Mas esse envolvimento é quase impossível de não acontecer. A cada dia que se passa, percebem que o amor que os une não é comum entre anjo da guarda e sua protegida, Clara anseia por receber as visitas de Nate, e Nate tenta frear seus sentimentos, sem sucesso. Na ausência de Nate, Clara se dedica mais a uma nova amizade, Jonas que antes era seu grande inimigo acaba por se tornar um grande protetor e à ajudar nos momentos que não pode contar com seu guardião, já que Nate não pode estar em matéria na Terra.

A história é repleta de altos e baixos, muitas pontas ficaram soltas para serem amarradas nos próximos volumes, não se surpreenda se aquele mistério do começo não for desvendado no final. Muitos trechos do livro narram fatos da Bíblia, e em sua totalidade os fatos são verídicos bem como os nomes utilizados. Equinócio - a primavera, tem uma ótima narrativa de se ler, algumas vezes causa uma certa confusão, mas na totalidade o livro é legal. Fiquei um pouco confusa no final, pois a autora deixou algumas pontas soltas, mas espero que em Polaris - o norte, essas pontas sejam todas amarradas. Indico o livro para quem gosta de um sobrenatural romântico e detalhista!
comentários(0)comente



RUDY 24/07/2013

RESUMO SINÓPTICO:
Li esse livro em janeiro e como são tantas resenhas a serem feitas, fiquei protelando, protelando e nada melhor do que a Semana do Livro Nacional para divulgar essa obra excelente.
Os primeiros capítulos dão a impressão de que seria um romance policial com a 'morte' ou desaparecimento do Dr. Maurício, estudioso da criogenia e pai de Clara e Olívia, que se veem em busca de informações para elucidar o sumiço que é um mistério total. Entretanto, o livro vai além. Aborda assuntos interessantes e diferenciados, quase nunca utilizado em livros como a criogenia e a sincronicidade (de Jung).
Aborda o tema anjo, através da vinda de Nath-Aniel (NATE), anjo da guarda de Clara que vem a terra na forma humana para alertá-la sobre o mal e salvar a vida dela. E aí o romance se faz presente porque Clara e Nate se apaixonam de forma intensa e arrebatadora.
O livro ainda tem histórias paralelas como a de Maria, secretária do lar de Clara que vive em busca de sua filha, enfim, a meu ver o livro tem a história principal e as histórias paralelas que vão dando o tom de mistério, conhecimento, romance e continuidade ao livro.
A forma como a autora aborda os temas de maneira leve e transcorre as narrativas cotidianas, transformam o livre de ficção, em uma abordagem mais realista. Abre os horizontes para discussões científicas e ao tempo que empíricas e filosóficas sobre assuntos questionáveis.
O livro é a demonstração de que nossos autores nacionais são criativos, inteligentes, e nada ficam a dever aos mais conhecidos escritores estrangeiros.
Recomendo por demais a leitura! E parabenizo a autora por nos deixar curiosos em querer ver como a continuação se dará no próximo volume da série...


site: http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2013/07/resenha-21-equinocio-primavera-lu-piras.html
comentários(0)comente



Josy 16/06/2013

“O amor começa no limite da luz e da sombra”

Tal frase não poderia descrever melhor a história que Lu Piras nos apresenta em seu primeiro livro da série.

Equinócio começa sua história nos apresentando Clara, estudante de medicina e filha de um renomado cientista e funcionário de um grande laboratório de pesquisas, uma jovem de vida aparentemente comum, mas que começa a desconfiar ter lapsos de memória devido a acontecimentos recentes. E antes que possa se criar maiores teorias sobre o assunto, temos um novo acontecimento que muda completamente o foco da história trazendo com ele não apenas novas dúvidas, mas também uma resposta ao “problema” da jovem.

É também nesta parte que somos apresentados a Nath-Aniel, ou, como ele mesmo prefere, simplesmente Nate, o anjo da guarda de Clara. Desde o início é notória a forte ligação emocional entre os personagens, que vai crescendo e tornando-se ainda maior ao decorrer do livro. Eles se amam e esse fato é indiscutível (ainda que não admitido por parte de ambos durante um bom tempo), porém existem fatores que impossibilitam que o romance se concretize. O maior, e abordado durante praticamente todo o livro, é que Nate é um anjo e, como tal, não pode se envolver emocionalmente com humanos. Aliado a isso temos o fato de que o anjo não possui um corpo físico, pois o que Clara vê nada mais é do que um tipo de “código” de energia materializado em imagem.

Contudo, ainda que seja um fator presente de maneira forte, o romance dos dois não é o foco principal da história. Todos os acontecimentos giram em torno da descoberta feita pelo pai de Clara, o Dr. Maurício Chevallier: a fórmula da perpetuação da vida humana, chamada de criônica, que consiste no processo de preservação em baixas temperaturas de humanos que não podem mais ser mantidos vivos pela medicina contemporânea, na esperança de que a cura e reanimação sejam possíveis no futuro. Essa descoberta, capaz de mudar completamente o mundo e as leis que o regem, causa ambição em forças sobrenaturais que farão qualquer coisa pela posse de tal poder.

Um ponto interessante são as várias referências populares inseridas ao longo da história como o perfil fake de Deus no Twitter (@OCriador), Dr. House, Clark Kent e Lois Lane, Marion Zimmer Bradley e “As Brumas de Avalon”, criando assim uma ligação ainda mais próxima com grande parte do público. Um exemplo disso, e também uma das minhas passagens favoritas do livro, sem dúvida foi:

“Nate tira um aparelho celular do bolso e conecta ao vivo, não o site do JCB mas o canal 15 da Net. Acompanhamos o páreo quatro ao vivo e em cores, da tela de um iPhone. É a tecnologia a serviço da paranormalidade.” (Pág 127)


Critérios de Avaliação
a) Arte da Capa: A capa de Equinócio é um show a parte. Em uma arte belíssima temos o Cristo Redentor ao fundo e a protagonista de costas, ao centro, por entre flores de jasmim (aroma que a remete ao anjo) e penas, em uma clara menção a Nate.

b) Trama: A história toda se passa sob o ponto de vista de Clara e possui uma narrativa leve, diria até mesmo que “limpa”, capaz de te prender com facilidade. O livro é ambientado no Rio de Janeiro, com suas paisagens deslumbrantes e convidativas. Também é cheio de referências pop, criando assim uma proximidade maior com o público.

c) Caracterização dos Personagens: Devo salientar o fato de que Lu conseguiu construir (e muito bem, diga-se de passagem) os mais diversos tipos de personagens, com suas personalidades tão distintas e verossímeis. Destaque para Olívia, a irmã mais nova da protagonista, e para Jonas, um bad boy que atormenta a vida de Clara desde que ela consegue se lembrar.

d) Qualidade do Livro (papel, letra, erros, etc.):
Com folhas amareladas e não porosas, possui uma diagramação simples, porém muita boa. Pecou apenas na revisão, pois, ainda que não afete o entendimento de maneira geral, alguns erros ortográficos e gramaticais podem se mostrar um pouco incômodos para leitores mais exigentes.

e) Comparação com outras obras do Gênero:
Com certeza é o tipo de livro que pode agradar não somente aqueles que gostam de histórias de anjos com certo toque de suspense e mistério como também os apaixonados por romance.


NOTA: 4

Resenha originalmente postada em: http://edensaga.blogspot.com.br/2013/06/resenha-equinocio-primavera.html
comentários(0)comente



Coração Papel 16/06/2013

Equinócio
Oi meus amores! Faz muito tempo que sonho em ler Equinócio e quando consegui comprar, tinha leituras e mais leituras pendentes, mas olhava meu exemplar na minha estante todas as manhãs, mandava um oi e falava: Logo logo, Nate! Me espera!!
Exageros à parte, estava realmente ansiosa com a leitura e confesso que com certo medinho de me decepcionar, afinal, anjos é meu assunto preferido para literatura fantástica e algumas leituras do tema, me decepcionaram bastante. Porém, me alegra dizer que superou em demasia as minhas expectativas!

Clara é filha de um grande cientista que estuda particularmente a criogenia, que para quem não sabe, é o estudo sobre o prolongamento da vida humana através do congelamento, porém é algo que está mais para filmes de ficção que para a realidade. Mas Maurício Chevallier chega bem perto de descobrir a formula para tornar a criogenia possível e isso o coloca em uma grande encrenca, o que acaba por envolver suas filhas Clara e Olivia, em um problema maior ainda: Ajudá-lo.
Não sou adepta a spoilers, por isso não saberão aqui qual encrenca ele se meteu (apesar que a sinopse quase diz rs), por isso, leiam o livro para saber!
Devido a reviravolta em sua vida, Clara acaba conhecendo seu anjo da guarda, Nath-Aniel. A princípio ele parece mais um sonho e a narrativa da Lu Piras nos faz descobrir junto com a Clara que ele é realmente um sonho, porém tão real quanto qualquer ser humano, apenas intocável.
É inevitável se apaixonar por ele, tanto para Clara quanto para nós leitoras. A principio senti que aconteceu muito rápido a paixão dela por ele, porém conforme continuava minha leitura, percebi que estava tão encantada quanto a Clara e suspirando pelos cantos quando precisava largar meu volume.
Nate é um anjo. Um anjo de verdade! Com zilhões de anos de idade! Fiquei impressionada, pois há muito tempo não leio livros com anjos “clássicos”, nem o anjo do meu livro nasceu nos primórdios do universo e o Nate sim, ao menos é a impressão que tive lendo Equinócio e esse fator me ganhou ainda mais!
Além de anjo, ele é misterioso e nada cauteloso. Demonstra bastante seu lado humano, pois convive muito com a humanidade. Ele é o anjo da guarda de Clara e de seu pai e quando eles estão em apuros, precisa se mostrar para ajudar a estudante de medicina a resgatar seu pai e não trazer a condenação para a humanidade, pois a formula que ele tenta criar, faz os renegados (anjos caídos, demônios, nefilins) desejarem-na. A necessidade de protegê-los os aproxima ainda mais.
O que mais me encantou neste anjo, é que ele se apresenta de forma diferente. Não possui corpo físico e não pode aparecer para um humano por mais de 1h e 32 minutos, porém pode forçar que este humano sonhe com ele e assim passar horas em sua companhia. Confesso que queria muitos mais sonhos da Clara com o Nate, mas a festa de casamento da Cris me alimentou bastante quanto aos encontros sonhados que não ocorreram! (Ficarão curiosos até ler! Rs).
A Lu Piras nos apresenta também alguns Nefilins e eles não são bonzinhos, na verdade, se são filhos de demônios, eles tendem a ser maus e muito maus. Alguns personagens que ficaram sem explicação, me parecem ser nefilins e são significativos para o desenrolar da trama.
Jonas é um dos meus personagens preferidos depois dos protagonistas, pois é totalmente bipolar! Ele trata a Clara com a maldade e o desprezo de uma criança no primário que não sabe como demonstrar afeto e trata com malcriação, mas tem momentos em que é totalmente legal com ela e eu tenho quase certeza que nesses momentos, há um dedinho do Nate ali.
Tenho uma enorme ressalva quanto a escrita da Lu Piras: impecável! Me senti lendo um autor internacional! Não há erros e seu vocabulário é extenso e não cansativo ou repetitivo. Me apaixonei pela forma dela narrar e entendo bem porque o Felipe desejou escrever um livro com ela, acredito que qualquer escritor desejaria isto também! Inclusive eu.

Equinócio é o preludio de um amor intenso, improvável e impossível entre um anjo e sua protegida, mas além disso, é a premonição do que a humanidade procura enquanto busca incessantemente modos de ser imortal.

Estou ansiosa pela continuação em Polaris – O norte, que será lançado em breve pela editora Dracaena.

E ai gostou? Não deixe de ler.

Nota: 10,00
Recomendadíssimo!

Mari Scotti

http://mariscotti.blogspot.com.br/2013/03/resenha-equinocio-primavera.html
comentários(0)comente



Mari Scotti 25/03/2013

Resenha Equinócio por Mari Scotti
=== Resenha ===


Oi meus amores! Faz muito tempo que sonho em ler Equinócio e quando consegui comprar, tinha leituras e mais leituras pendentes, mas olhava meu exemplar na minha estante todas as manhãs, mandava um oi e falava: Logo logo, Nate! Me espera!!
Exageros à parte, estava realmente ansiosa com a leitura e confesso que com certo medinho de me decepcionar, afinal, anjos é meu assunto preferido para literatura fantástica e algumas leituras do tema, me decepcionaram bastante. Porém, me alegra dizer que superou em demasia as minhas expectativas!

Clara é filha de um grande cientista que estuda particularmente a criogenia, que para quem não sabe, é o estudo sobre o prolongamento da vida humana através do congelamento, porém é algo que está mais para filmes de ficção que para a realidade. Mas Maurício Chevallier chega bem perto de descobrir a formula para tornar a criogenia possível e isso o coloca em uma grande encrenca, o que acaba por envolver suas filhas Clara e Olivia, em um problema maior ainda: Ajudá-lo.
Não sou adepta a spoilers, por isso não saberão aqui qual encrenca ele se meteu (apesar que a sinopse quase diz rs), por isso, leiam o livro para saber!
Devido a reviravolta em sua vida, Clara acaba conhecendo seu anjo da guarda, Nath-Aniel. A princípio ele parece mais um sonho e a narrativa da Lu Piras nos faz descobrir junto com a Clara que ele é realmente um sonho, porém tão real quanto qualquer ser humano, apenas intocável.
É inevitável se apaixonar por ele, tanto para Clara quanto para nós leitoras. A principio senti que aconteceu muito rápido a paixão dela por ele, porém conforme continuava minha leitura, percebi que estava tão encantada quanto a Clara e suspirando pelos cantos quando precisava largar meu volume.
Nate é um anjo. Um anjo de verdade! Com zilhões de anos de idade! Fiquei impressionada, pois há muito tempo não leio livros com anjos “clássicos”, nem o anjo do meu livro nasceu nos primórdios do universo e o Nate sim, ao menos é a impressão que tive lendo Equinócio e esse fator me ganhou ainda mais!
Além de anjo, ele é misterioso e nada cauteloso. Demonstra bastante seu lado humano, pois convive muito com a humanidade. Ele é o anjo da guarda de Clara e de seu pai e quando eles estão em apuros, precisa se mostrar para ajudar a estudante de medicina a resgatar seu pai e não trazer a condenação para a humanidade, pois a formula que ele tenta criar, faz os renegados (anjos caídos, demônios, nefilins) desejarem-na. A necessidade de protegê-los os aproxima ainda mais.
O que mais me encantou neste anjo, é que ele se apresenta de forma diferente. Não possui corpo físico e não pode aparecer para um humano por mais de 1h e 32 minutos, porém pode forçar que este humano sonhe com ele e assim passar horas em sua companhia. Confesso que queria muitos mais sonhos da Clara com o Nate, mas a festa de casamento da Cris me alimentou bastante quanto aos encontros sonhados que não ocorreram! (Ficarão curiosos até ler! Rs).
A Lu Piras nos apresenta também alguns Nefilins e eles não são bonzinhos, na verdade, se são filhos de demônios, eles tendem a ser maus e muito maus. Alguns personagens que ficaram sem explicação, me parecem ser nefilins e são significativos para o desenrolar da trama.
Jonas é um dos meus personagens preferidos depois dos protagonistas, pois é totalmente bipolar! Ele trata a Clara com a maldade e o desprezo de uma criança no primário que não sabe como demonstrar afeto e trata com malcriação, mas tem momentos em que é totalmente legal com ela e eu tenho quase certeza que nesses momentos, há um dedinho do Nate ali.
Tenho uma enorme ressalva quanto a escrita da Lu Piras: impecável! Me senti lendo um autor internacional! Não há erros e seu vocabulário é extenso e não cansativo ou repetitivo. Me apaixonei pela forma dela narrar e entendo bem porque o Felipe desejou escrever um livro com ela, acredito que qualquer escritor desejaria isto também! Inclusive eu.

Equinócio é o preludio de um amor intenso, improvável e impossível entre um anjo e sua protegida, mas além disso, é a premonição do que a humanidade procura enquanto busca incessantemente modos de ser imortal.

Estou ansiosa pela continuação em Polaris – O norte, que será lançado em breve pela editora Dracaena.

E ai gostou? Não deixe de ler.

Nota: 10,00
Recomendadíssimo!

Mari Scotti

Postado em: http://mariscotti.blogspot.com.br/2013/03/resenha-equinocio-primavera.html
comentários(0)comente



Glaucia 13/03/2013

Equinócio - Lu Piras
Para iniciar essa resenha, devo primeiramente elogiar o belo trabalho da autora, porque eu simples AMEI o livro. A narrativa é incrível e fica até difícil externar em palavras, tudo o que o livro transmite.

O enredo se dá na cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Onde Clara é estudante de medicina, e vive tranquilamente rodeada por seus amigos e sua família. Porém, a história muda quando ela é obrigada a rever todos os seus conceitos, após uma visita inusitada de Nate, um anjo mais precisamente falando.

Ela descobre que através de uma pesquisa de seu pai, um renomado cientista, a humanidade corre sérios riscos, ameaçados pelas forças do mal, e caberá a ela, demover essa ideia da cabeça de seu pai.

"O amor começa no limite da luz e da sombra."

Nath-Aniel (Nate) vem a terra com o propósito de impedir tais ações, e alertar Clara - sua protegida - de que sua vida está em risco, se tal pesquisa se concretizar. Mas o que era para ser apenas uma missão, foge do controle dos dois, e eles se veem cada vez mais próximos e envolvidos, sendo impossível não se apaixonarem, o que coloca em risco a missão da legião dos anjos celestiais.

É impossível não se envolver rapidamente com a história, o que fica difícil de largar o livro, mesmo ele tendo 440 páginas. A riqueza de detalhes tanto dos lugares, quanto das pessoas, torna tudo real demais e nos faz viajar na leitura, esquecendo do mundo que nos cerca.

Para minha surpresa, descobri já no final do livro, que o mesmo terá continuação, com o título Polaris - O Norte. Só nos resta aguardar ansiosíssimos a publicação, para saber o desfecho da história. Espero que curtam a leitura, e se emocionem com o brilhante enredo construído, e apesar do preço está um pouquinho salgado, eu recomendo, porque vale a pena! Beijinhos e até breve!

Resenha escrita por Glaucia Matos – www.leitorait.com ©
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 11/03/2013

O livro conta a história de Clara, uma jovem que está prestes a se formar na faculdade de medicina, onde tudo parece ir muito bem, porém um dia chegando em casa encontra a polícia com uma notícia que muda sua vida para sempre, seu pai está desaparecido, nem a polícia sabe se foi sequestro, suicídio ou qualquer outra coisa.
Clara e sua irmã começam uma caçada para entender o que aconteceu com seu pai, uma coisa é certa, ele nunca cometeria suicídio, mas ao contrário do que as irmãs pensam, elas não estão sozinhas, contam com a ajuda de Nate o anjo da guarda de Clara que mostra para elas que seu pai foi sim sequestrado, porém não foi um sequestro comum.
“Ouvi vozes de muitos anjos em torno do trono… e o número deles era miríades de miríades de milhares de milhares”.
Entre a busca por respostas Clara e Nate acabam se apaixonando, um anjo e uma humana perdidamente apaixonados, porém só conseguem se ver em sonhos e ainda é bem arriscado.

Resenha completa: http://blog.vanessasueroz.com.br/equinocio/
comentários(0)comente



49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4