Hana

Hana Lauren Oliver




Resenhas - Hana


11 encontrados | exibindo 1 a 11


Claris Ribeiro 03/10/2017

Hana é um spin off do livro Delírio, a série conta a aventura de Lena em um tempo em que o amor é considerado uma doença, e as pessoas são curadas quando fazem 18 anos através de uma intervenção cirúrgica. Hana é a melhor amiga de Lena, uma garota de opinião e bem aventureira. No primeiro livro da série somos apresentados a ela de uma forma bem carinhosa, eu me apeguei muito à personagem, mesmo não conhecendo ela como gostaria.

Nesse pequeno livro descobrimos o que ela passou durante a pré intervenção, durante suas saídas, e sobre suas escolhas. A escrita continua bem conduzida e bem explicativa, e nos faz entender o que passa na cabeça dela.

Faltando alguns meses para a intervenção das amigas, Hana começou a se interessar por coisas proibidas, mesmo sendo pareada com o filho do prefeito, e ter uma vida boa garantida, ela achava que precisava fazer alguma coisa antes de toda a transformação, e começou a sair às escondidas, ir à festas proibidas, beber, e até deu o seu primeiro beijo.

Com isso Hana e Lena se afastaram, mas enquanto as duas buscavam uma forma de voltar a se falar e ainda sim esconder os seus novos segredos, Hana descobre o relacionamento escondido entre Lena e Alex. Lena sempre foi um exemplo da garota certa e perfeita, mas agora Hana via sua amiga ‘infectada’ com a doença amor deliria nervosa. Hana sente um turbilhão de emoções, seria felicidade pela amiga? Inveja? Ciúmes? Nojo pela doença?

Como todos esses short story, Hana é uma parte do primeiro livro vista de outro ponto de vista, mas o final pode ser definido como SURPREENDENTE! Lauren de fato me pegou de surpresa!

Não acho que seja um livro para ser lido sem ler Delírio, mas para quem já leu e gostou da série, com certeza deve ler!

PS: Infelizmente o livro não foi lançado no Brasil, mas é de extrema importância para o melhor entendimento do terceiro livro da série, Réquiem.

site: http://www.plasticodelic.com/2013/07/resenha-hana-delirium-story.html
Amandinha 10/01/2019minha estante
Onde tu achou pra ler? Não consigo em lugar algum




spoiler visualizar
comentários(0)comente



AmadosLivros 22/11/2014

Resenha no blog Amados Livros
Não deixe de conferir nossa opinião sobre este livro no nosso blog! E lá também tem muitos outros livros legais! Dê uma passadinha lá! ;D
Link no final da postagem! ;]

site: http://amadoslivros.blogspot.com.br/2014/09/livro-hana-delirio-vol-15.html
comentários(0)comente



Carol 30/07/2014

Para fãs ( E uma revelação bombástica)
Esse conto pertence ao universo distópico criado por Lauren Oliver em sua trilogia "Delírio" É o livro 1,5; ou seja, só leia se você já acabou o primeiro volume da série.
O conto é narrado em primeira pessoa por Hana, e ela descreve um pouco de suas aventuras nas festas clandestinas das quais participou no verão antes de sua cura. Conta também sobre o afastamento entre ela e Lena, sobre suas dúvidas em relação à cura e ao amor, tem novas experiências e até envolve-se com um garoto chamado Steve.

Só posso dizer que mudei minha visão sobre Hana depois desse conto, acho que nunca vou perdoá-la pelo que ela fez. Fiquei revoltada e indignada, sem mais. O que ela faz no final é... Aff.

Acredito que, no último livro, a autora vai revelar essa atitude de Hana. Afinal isso é muito, muito importante para a história (talvez não mude o curso da narrativa, mas esclarece umas coisas que já se passaram) Enfim, só lendo para descobrir.

Para os que são fãs...
E para aqueles que querem ser.
comentários(0)comente



tracie 26/07/2014

Hana - Lauren Oliver
Já estava com vontade de ler essa história desde que terminei de ler Delírio. Hana foi uma das personagens que mais me cativou no livro e, quando soube que haveria uma história do ponto de vista dela, logo me interessei.
Hana (apesar dos pesares *sem spoiler*) é incrível, gosto muito dela como personagem, talvez até mais do que gosto da protagonista de Delírio, a Lena. Foi bacana ver a perspectiva de Hana sobre uma parte da história.
Gostei muito, e me deixou com vontade de ler Pandemônio, coisa que Delírio não conseguiu fazer.
comentários(0)comente



anasazi 25/07/2014

Mais uma história avulsa da Série Delírio. Dessa vez a "melhor amiga" da protagonista nos conta seu ponta de vista de alguns acontecimentos do 1o. livro.
Assim como na história "Annabel" o estilo da autora nos faz pensar que é sempre a mesma pessoa contando a história. Lena, Annabel, Hana todas "pensam" de forma parecida, o que diminui um pouco o interesse nessas histórias avulsas.
Até conferi de novo se a autora era a mesma pq em certos momentos pensei que estava lendo uma fanfic.
Acho que o papel dessas histórias é criar material para sustentar a provavel série de tv. Neste caso, cumpriu seu papel.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Amanda Viana 22/09/2013minha estante
Alguém sabe onde posso encontrar o livro pra vender ou baixar em portugues??




Nana 08/07/2013

Já teve vontade de chinelar alguém na cara? Então, Hana.
Essa Lauren Oliver me surpreende.
suuh 07/11/2013minha estante
Também to com uma vontade de chinelar a Hana que só Deus sabe ! Tô passada até agora com o que ela fez.


Zeffa 02/01/2014minha estante
Só eu que saquei que tinha sido ela lendo Delírio?




MiCandeloro 30/05/2013

Surpreendente!
Esta resenha é sobre o livro Hana, spin off da trilogia Delírio. Ele foi escrito depois de Delírio e conta sobre a história da amiga da Lena. É o volume 1,5.

ATENÇÃO. Essa resenha pode conter spoilers sobre o primeiro livro da trilogia: Delírio. Se vocês ainda não leram Delírio, confiram a resenha dele AQUI.

Quem quiser, confira a resenha de Pandemônio, segundo livro da série AQUI.

Não deixem de ler também a resenha sobre o livro 0,5 da trilogia, o spin off Anabell. AQUI.

Hana e Lena sempre foram melhores amigas, desde a infância, mas naquele verão as coisas começaram a mudar. Faltavam alguns meses para que ambas sofressem a intervenção e fossem curadas e elas sabiam que dali para frente não seriam mais amigas.

Hana foi pareada com o filho do prefeito, teve muita sorte, seria uma mulher importante e teria muito dinheiro. Deveria ficar feliz por isso, não deveria? Mas quanto mais a data de sua intervenção chegava, mais ela sentia dentro do seu coração que algo estava errado.

Ela começou a se interessar pelas coisas proibidas. Depois de Hana e Lena se afastarem, Hana começou a sair com Angélica para festas escondidas, bebeu álcool, deu seu primeiro beijo, ouviu músicas ilegais, tudo numa tentativa de tentar viver antes de ser curada, antes daquilo perder sentido.

Mas Hana sentia falta de Lena e numa tentativa de reaproximação descobriu o envolvimento de Lena com Alex. Até então Hana sempre viu Lena como a "certinha", comunzinha, que seguia todas as regras, mas quando descobriu que Lena estava doente, com delíria, começou a enxergá-la de forma diferente, com mais respeito e principalmente com inveja, uma inveja que começou a consumi-la lentamente.

Será que a inveja pode contaminar até a amizade mais verdadeira? Leiam e descubram.

***

Achei que não fosse encontrar nada de novo nesse spin off, porque ele basicamente dá a versão dos fatos de Hana sobre a história narrada em Delírio. Mas o final foi bombástico e revelador, a gente descobre coisas que não imaginava e me obriguei a ler novamente o final de Delírio para ver as coisas sob uma nova perspectiva, e confesso que fiquei muito furiosa!!

Isso me fez ansiar ainda mais por Requiem, já que parte dele é narrado por Hana. O que será que vai acontecer? Teremos que esperar para saber. Antes disso, quem já leu Delírio, leia este spin off Hana e descubram o que Hana tem para nos revelar!

Resenha originalmente publicada em: http://www.recantodami.com/2013/05/resenha-hana.html
comentários(0)comente



Clóvis Marcelo 18/02/2013

Resenha Curta de um conto singelo
Bom, se você estiver lendo essa resenha, provavelmente já deve ter lido “Delírio” o primeiro volume da série criada por Lauren Oliver. Hana e Lana são melhores amigas desde a infância e ambas cresceram na expectativa do futuro onde seriam finalmente curadas. Mas o tempo passa e antes que o processo vingue, acontecem muitas surpresas no meio do caminho.

Esse é um livro curto, um conto que narra alguns trechos já vistos no livro anterior, só que na perspectiva de Hana. É interessante ver o outro lado da história, por que em muitos momentos antes dessa leitura pensamos que Hana é um tanto irresponsável e rebelde, não se importando com as consequências de suas visitas ao submundo dos inválidos-ainda-não-curados.

Lembro que na resenha anterior comentei que senti falta de um par romântico para ela, mas é justamente isso que a gente ver nesse livro. A interação dela com os rapazes, um em especial, com sua nova amiga que Lena detesta e o que mais me agradou: o que aconteceu com ela durante a blitz em que Lena foi alertá-la. Além disso, também mostra como ela se sente em relação ao amor deliria nervosa, sobre o garoto escolhido para se parear e como o Governo está chegando perto de descobrir a existência dos Inválidos.

Foi uma leitura simples que, diferente de Delírio, não mexeu muito comigo. Não é obrigatório para entender os próximos volumes, mas serve para aqueles que são curiosos em ver a história por diferentes pontos de vista. Uma história complementar.
comentários(0)comente



Sandi 25/07/2012

Hana- Lauren Oliver
Dizer que me surpreendi com essa short story seria mentira. Já conheço o potencial da Lauren Oliver de Delírio e fragmentos de Pandemonium que já li. Então, o que tenho a dizer, é que a escritora faz juz a sua fama em Hana.

Nessa história, temos o ponto de vista de Hana, melhor amiga de Lena, sobre os acontecimentos do verão que antecederam sua cura. Logo, nem preciso dizer, é fundamental ter lido Delírio antes. Em um mundo no qual o amor e todos os eventos que podem motivá-lo, como música, festas, contato entre jovens de sexos diferentes, são reprimidos, Hana se vê completamente sufocada. E buscando aproveitar o último verão em que essas coisas terão sentido para ela, vemos os passos que ela tomou enquanto Lena conhecia Alex.

É incrível o modo como a autora desenvolveu a mente e a vida de Hana, de modo quase oposto as experiências de Lena. Enquanto, em Delírio, vemos o desenvolver do amor e as dúvidas e certezas por ele suscitadas, em Hana, vemos que viver em um mundo com sentimentos tem seus riscos e suas dores. Afinal, amor, desejo, solidariedade e egoísmo, são complementares, e onde existe um, certamente é possível que exista o outro. E Lauren soube muito bem brincar com todos esses elementos.

(O único fato para eu deixar de dar uma estrela para esse livro é que senti falta das citações que vi em Delírio. Sei, que como são pontos de vista diferentes, não teria muito sentido, mas mesmo assim não teve como eu dar as 5 estrelas).

Sem querer me estender para não gerar spoilers, já que essa é uma história bem curta, recomendo Hana para todos os fãs de Delírio. A última frase contém uma revelação estrondosa sobre a trilogia. E claro, você não vai querer deixar de saber!

"Do que mais eu vou lembrar, se eu não me lembrar de nada?"
Juliana Kita 24/08/2012minha estante
Quando li Hana, ainda estava impactada com Delírio, li logo depois, então foi um choque quando terminei ele. Meio que já imaginava, mas acredito que a história fique mais empolgante dessa maneira...


Sandi 26/08/2012minha estante
Sim, é bem impactante. Acho que os fatos que acontecem em Hana serão importantes no 3° Livro quando a narração for dividida entre ela e Lena.




11 encontrados | exibindo 1 a 11