Iniciação à Literatura Brasileira

Iniciação à Literatura Brasileira Antonio Candido
Antonio Candido




Resenhas - Iniciação à Literatura Brasileira


7 encontrados | exibindo 1 a 7


André Lisboa 03/10/2020

Literatura e História interdisciplinaridade e a história da literatura no Brasil
Poucos são os livros que conseguem apresentar a literatura de forma clara, simples e objetiva sem deixar de trazer uma retórica bem explicada e sem perder o seu caráter de metodologia cronológica. Iniciação à Literatura Brasileira, livro escrito e publicado pelo acadêmico Antonio Cândido em 1999, estabelece critérios concisos, com um método de apresentação estruturado, e que dá destaque a ideia de um movimento geral da literatura, de forma a alinhá-la historicamente.

Com efeito, no momento da descoberta e durante o processo de apresentado as nuances da língua portuguesa desde conquista e colonização portuguesa, até as transformações que ela vai sofrendo ao logo dos séculos, da interação entre povos, indígenas, africanos, portugueses, italianos, e etc. Caracterizados estruturas sociais e por modelos culturais completamente diferentes, esses grupos incorporam o português, acrescentando suas formas de expressar suas culturas através da transformação da língua portuguesa no Brasil. A literatura brasileira resulta de longo processo socio-histórico, ao decorrer do qual a expressão literária foi se tornando cada vez mais ajustada a uma realidade social e cultural de um Brasil diverso. Aos poucos foi se definido uma particularidade que transformou o a língua portuguesa num “português brasileiro”.

Antonio Cândido esquematiza uma explicação cronológica da literatura brasileira três etapas: “(1) a era das manifestações literárias, que vai do século XVI ao meio do século XVIII; (2) a era de configuração do sistema literário, do meio do século XVIII à segunda metade do século XIX; (3) a era do sistema literário consolidado, da segunda metade do século XIX aos nossos dias”. “Na primeira etapa, o Barroco literário é a linha de maior interesse. Na segunda, assistimos (1) à transformação do Barroco; (2) às tentativas de renovação arcádica e neoclássica; (3) à grande fratura do Romantismo e seus prolongamentos. A terceira abrange (1) as tendências finisseculares; (2) outra grande ruptura, que foi o Modernismo dos anos de 1920; (3) e as tendências posteriores”.

Com a Independência do Brasil desenvolveu-se cada vez mais a consciência de que a literatura “brasileira” precisaria se diferenciar da portuguesa. O critério da nacionalidade ganha no mundo contemporâneo da literatura brasileira grande importância que vai além das considerações estéticas. Durante os primeiros anos do século XX, num momento de grandes transformações sociais, a vida literária, centralizada de maneira absorvente pelo Rio de Janeiro, conheceu um período de grande difusão entre as classes média. Com isso multiplicam-se a impressão de jornais e revistas, com o crescimento do número de poetas, narradores, ensaístas. O Modernismo Brasileiro traz a complexidade e o contraditório, transformando a literatura até então baseada em modelos pré-estabelecidos. Antonio Cândido enfatiza as transformações na História pra explicar a Literatura brasileira

Essa interdisciplinaridade entre história e literatura é fundamental, serve ao movimento didático e pedagógico. O livro consegue estabelecer uma linha cronológica de qualidade, com explicações simples, porém com detalhes importantes. É um livro que tem o gabarito para ser utilizado como instrumento para/didático no ensino da interdisciplinaridade entre a Literatura e a História. Como professor e historiador (e graduando de Letras), fiquei encantado com esse livro. No começo do livro há algumas análises históricas “um pouco imprecisas”, mas nada que altere o quadro geral. Recomendadíssimo para quem gosta dessas duas disciplinas.
comentários(0)comente



erika 18/11/2011

Taí um livro que eu peguei pra ler num momento em que estava de bobeira na biblioteca e não me arrependi, absolutamente! Este pequeno volume é uma compilação que vincula diretamente a Literatura às questões da História do Brasil para explicar o surgimento do nosso sistema literário, bem como as manifestações de cada escola, a partir do Barroco. Candido destaca os expoentes de cada fase, bem como as principais obras registradas nesses períodos, até o final do século XX, de forma bem didática. Leitura recomendada.
comentários(0)comente



Cíntia 12/06/2020

Ótima leitura para todos que querem compreender como seu o processo de formação da literatura brasileira
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Isa 02/09/2020

Bom livro!
Antônio Candido, autor da obra Iniciação à Literatura Brasileira: Resumo para principiantes, de maneira inteligível trabalha em seu discurso o processo de consolidação da literatura brasileira. O livro é dividido em três momentos: ?Manifestações Literárias? - século XVI até século XVIII ? ?Configuração do Sistema Literário? ? do século XVIII até final do romantismo ? e ?O Sistema Literário Consolidado? - de Machado de Assis e grandes nomes do Realismo e Modernismo.
comentários(0)comente



Iaiá 19/07/2020

Livro que resume de modo bem objetivo a história da literatura brasileira. É gostoso de ler e cumpre o que promete e me fez querer ler tantos outros livros.
comentários(0)comente



Leandro.Santana 14/07/2020

Resumo didático
Antônio Candido é um famoso crítico literário e professor brasileiro, que atuou principalmente na FFLCH/USP, tendo falecido recentemente, em 2017.

Li este livro por acaso, pois precisava fazer uma revisão sobre a história literária brasileira e, em uma breve pesquisa, essa era a principal recomendação.

Foi uma feliz surpresa, pois trata-se de um livro leve e de fácil leitura, seguindo cronologicamente os principais autores e obras literárias do Brasil colônia até o século XX.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7