O Inimigo Secreto

O Inimigo Secreto Agatha Christie
Agatha Christie




Resenhas - O Inimigo Secreto


87 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Mad Jr 14/12/2009

O Inimigo Secreto
"Para todos aqueles que levam vidas monótonas, na esperança de que possam experimentar em segunda mão os prazeres e perigos da aventura"

Somente pela dedicatória no início do livro já dar para se ter idéia da aventura que se vem pela frente.

Nesse livro, Agatha Christie apresenta seus mais jovens detetives: Tommy e Tuppence!

Tudo começa num restaurante chamado Lyons... onde depois de um longo tempo afastado se encontram e conversando sobre suas situações financeiras depois da guerra, decidem montar uma parceria, os "jovens aventureiros Ltda", onde eles topam qualquer desafio ou aventura, se forem bem pagos, claro.

O acaso os coloca no caminho o Sr. Whittington. Ele oferece uma quantia generosa para Tuppence, mas novamente o acaso se faz presente na vida dos jovens aventureiros. Ela mente ao dizer o nome dela ao Sr. Whittington, diz ser Jane Finn, o que o deixa apavorado e depois de um longo interrogatório, eledecide lhe dar uma quantia e pede que volte no outro dia. Como se pressupõe, na manhã seguinte o Sr Whittington não estava mais em seu lugar.

Após esse acontecido nossos detetives decidem agira... querem saber informações a respeito de Jane Finn a qualquer preço, chegando, inclusive a colocarem um anúncio nos jornais e receberem duas cartas: a carta de Julius Hersheimer, dizendo ser primo de Jane Finn, e de Sr. Carter, dizendo ser trabalhador do governo.Mas será que estão dizendo realmente a verdade?

Eles logo descobrem que uma das partes interessadas em Jane Finn é uma misteriosa organização comandada por um certo Sr. Brown (que ninguém nunca viu), que quer causar uma grande revolução na Inglaterra.

Isso aguça a curiosidade de nossos detetives: quem será Jane Finn? Onde ela está? O que tem Jane Finn a esconder? E por que parece que todos estão à sua procura e não somente eles? E, o mais importante: quem é Sr. Brown???

Em mais um best-seller, Agatha Christie mostra que sabe unir mistério ao bom humor juvenil.
comentários(0)comente



Malanovicz 09/03/2011

Engraçado... Quando li este livro, na adolescência, consegui descobrir quem era o culpado. Mas ontem, quando reli, já não lembrando mais da história, caí na pista falsa! heheheheh Agatha Christie é mestra!!!
Marina 13/11/2012minha estante
eu fiquei de um lado para o outro - mas acabei adivinhando de ultima hora rs...




anabê @anabialeiroz 10/10/2018

Mediano
O adversário secreto, Agatha Christie (2.5/5)

Continuando meu projeto pessoal de ler todos os livros de Agatha Christie em ordem cronológica, foi a vez de ler O adversário secreto.
Confesso que estava muito animada porque apesar de ter lido mais de 25 livros da autora, infelizmente nenhum deles era de Tommy e Tuppence.
O livro tem um quê político ao iniciar-se no começo da Primeira Guerra Mundial durante o ataque a um navio chamado Lusitânia. Um homem, ao perceber que a embarcação afundava e ele não tinha chances de se salvar, decidiu confiar a uma jovem americana documentos que tinham relação com acordos internacionais durante a guerra.
Há um avanço no tempo pra alguns anos depois quando dois amigos que acabavam de retornar da guerra chamados Tommy e Tuppence reencontram-se e estão interessados em arranjar formas de ganhar dinheiro. A partir daí por uma série de coincidencias, acabam sendo responsáveis por investigar o paradeiro de Jane Finn, a jovem sobrevivente do naufrágio.

O livro é ágil e, diferentemente da maioria dos outros livros da autora, neste caso tem uma investigação de porte maior.

Percebe-se que ainda é uma escrita imatura de Agatha, caindo em alguns lugares-comuns e deixando mais evidente o grande vilão da história. Foi uma das poucas vezes que consegui adivinhar, inclusive.

Tommy e Tuppence são personagens divertidos, mas nesse momento ainda caricatos e pouco complexos. Com o passar do tempo e do amadurecimento da autora acredito que seja possível aprofundar mais em outros aspectos dos detetives por acaso.

É um livro mediano, que irá divertir o leitor mas que não possui nada de memorável em comparação a escritos posteriores de Agatha. É interessante para aqueles que planejam mergulhar mais profundamente em sua obra, mas é um livro dispensável.
Murillo 13/10/2018minha estante
gostei da ideia, por acaso, qual a ordem dos livros? este estaria em qual posição?

Tenho uma opinião meio dura sobre a Agatha... quando leio é 8 ou 80
Alguns livros dela estão entre os meus favoritos no geral, outros estão na minha lista de "corre, negada"
Inclusive, to há séculos tentando começar "Noite das Bruxas" hahaha


anabê @anabialeiroz 13/10/2018minha estante
Ainda o segundo da cronologia!
Eu amo Agatha, mas não creio que seja uma unanimidade não...


Murillo 14/10/2018minha estante
hahaha de fato
o lance é lembrar que existem títulos e títulos dela e acima de tudo reconhecer a forma como ela foi importante pra consolidação do gênero


Evelize Volpi 09/03/2019minha estante
Olá estou com o mesmo desejo, ler a Ágatha em ordem cronológica, este será meu desafio literário desse ano( com certeza de outros anos a frente também né).
Quantos vc já leu?




Dri F. @viajecomlivros 01/03/2019

Tuppence e Tommy são dois amigos que depois da guerra, estão desempregados e precisando muito de dinheiro.
Eles se encontram casualmente um dia, e conversando sobre essa necessidade, resolvem fazer um anúncio de que eles fariam qualquer trabalho caso fossem bem pagos. Sua agência de serviço se chamaria Jovens Aventureiros Ltda.
Depois de um encontro misterioso, eles saem em busca de descobrir quem é Jane Finn e porque existem pessoas muito interessadas nela.

Seguindo a ideia de ler Ágatha Christie em ordem cronológica, resolvi pegar os romances que tenham seus personagens mais famosos: Mr. Hercule Poirot, Miss Jane Marple e Tommy e Tuppence, um casal de aventureiros protagonistas dessa história.
Esse foi o primeiro livro que li com o casal, e achei o ritmo um pouco diferente dos outros livros. Por serem jovens e em busca de dinheiro e diversão, eles se arriscam bem mais que Miss Marple e não usam qualquer tipo de processo dedutivo como Poirot. Muito pelo contrário! Eles vão fazendo e tentando sem muita ideia do que realmente vão achar, ou se vão achar algo.
É uma história divertida e cheia de bons momentos. A escrita da autora me encanta demais então sou suspeita pra falar de algo que não tenha gostado.
E o que achei incrível foi que finalmente, depois de varias livros da autora - que eu pretendo ler novamente - eu desconfiei e acertei sobre o culpado hehe. É um tipo de jogo que gosto de fazer, tentando seguir as pistas pra ver se descubro que é o culpado heheh.


site: Instagram viajecomlivros
Evelize Volpi 09/03/2019minha estante
Olá, também estou lendo a Ágatha em ordem cronológica, estas leituras serão meu projeto literário de 2019.
Você já leu mais livros?




We're All Mad Here 23/02/2015

É um Livro de Aventura!!!
Parece um livro de aventura para adolescentes ou público jovem.... A autora consegue contagiar o leitor sem que este saiba bem o porquê.

Não há um assassinato a ser investigado como nas novelas policiais mais conhecidas, mas uma aventura de investigação.

Os jovens detetives Tommy e Tuppence se arriscam demais, te deixam nervoso de apreensão pelo que virá....

Uma morte ocorre na metade do livro e a partir dela o leitor facilmente descobre a verdade sobre quem é o misterioso senhor Brown.

Se eu consegui descobrir quem era na metade do livro, é porque era realmente muito fácil, mas o fato de o leitor saber e os detetives não só serve para deixar quem lê o livro ainda mais apreensivo.

Não é um livro difícil, não oferece muito, mas também não cobra nada do leitor, afinal, bastam um ou dois dias e pronto, você terá uma aventura emocionante, inverossímil sim, mas contagiante mesmo assim.....

às vezes parece um filme desses que os EUA produzem em massa, uma aventura para distrair mesmo... nesse sentido, é bem bacana...

Não entendo a razão pela qual falam mal do livro: ninguém vai ao cinema assistir a um blockbuster e sai reclamando que não é um filme "cabeça".... a mesma coisa esse livro....

comentários(0)comente



Matheus Peres 08/03/2013

Uma ovelha negra. Um dos piores de Agatha.
A meu ver, um dos piores da autora. A premissa de jovens desempregados, cheios de frases cômicas e de certa forma atrapalhados (ao mesmo tempo em que são gênios da investigação!), envolvidos na caça a um magnifico criminoso de mente brilhantes é simplesmente absurdo. Mais parece algo feito para o público adolescente. Comparado as melhores e medianas obras da autora, "O Inimigo Secreto" não passa de uma experiência fracassada. O fato de gostar deste romance atesta uma coisa: o leitor ainda não conhece as outras obras da autora, pois se conhecesse, descartaria este com toda urgência do mundo. Duvidas a este respeito? Então leia um dos abaixo citados:

O caso dos 10 Negrinhos
Assassinato no Expresso do Oriente
A mão misteriosa
Morte no Nilo
O Assassinato de Roger Ackroid
Cai o Pano
Os Cinco Porquinhos
Os elefantes não esquecem
Luana Gomes 18/11/2013minha estante
Ai Theo, pegou pesado eu acho.
Acho que esse foi um dos livros mais engenhosos da autora, não por suas linhas de raciocínio, mas em como se desenrola os fatos no livro. Eu já li muitos outros dela, e acho que esse livro é uma forma de "quebra-gelo". Todos os demais envolvem muito mais assassinato CSI do que uma trama de aventura.

Sou uma fã-coruja, julgada a dizer também. kkkk
Mas, se fosse citar livros dela na qual não curti muito foi "Por que não pediram á Evans?" e "Punição para a Inocência", ambos muito arrastados e que te cansam logo no começo da leitura.

Bjs.

E com certeza, concordo com vc em todos os que vc considera ser os melhores. ;)




diego_pamplona 02/04/2010

Perfeito!!!
Li esse livro pela 1º vez aos 9 anos de idade, realmente
marcou minha infância e o grande responsável por eu
ter me tornado viciado em leitura. Ainda hoje, continua
sendo meu preferido, batendo de frente com "Stone of Tears",
do Terry Goodkind.
comentários(0)comente



Mateus 23/04/2019

A estreia da dupla dinâmica
Conheci os personagens Tuppence e Tommy na ordem errada, em “Sócios no Crime”, segunda obra de Agatha Christie protagonizada pela dupla. Apesar de não ter conferido suas primeiras aventuras, me encantei com os dois graças ao tom leve e divertido de suas histórias, verdadeiras caricaturas de uma sociedade comum e entediada que sonha em enfrentar perigos e perseguir vilões. Mas apesar de agradáveis, as narrativas estão longe de ser as melhores da autora.

Em “O Inimigo Secreto”, Tuppence e Tommy são dois amigos sem dinheiro e sem grandes perspectivas de vida, que se juntam para formar a “Jovens Aventureiros Ltda” – uma empresa em que prometem fazer qualquer coisa em troca de dinheiro. Com o primeiro cliente, a dupla já se envolve em uma trama de espionagem internacional, investigando o desaparecimento de uma jovem e de um documento secreto e sendo perseguidos por um grupo de vilões, liderado pelo misterioso Sr. Brown.

Escrito em 1922, este é o segundo livro de Agatha Christie após sua brilhante estreia na literatura com “O Misterioso Caso de Styles” (1920), o que traz pontos positivos e negativos. Por um lado, “O Inimigo Secreto” pode ser uma decepção por não chegar perto da qualidade do primeiro livro da autora, já que traz uma história simples, rasa e clichê. Por outro, podemos desculpar a imaturidade de Christie, pois mesmo no início de sua carreira, ela já apresentava uma narrativa interessante, envolvente e irônica (suas características principais).

Não considero “O Inimigo Secreto” um livro ruim, principalmente por Tuppence e Tommy serem personagens tão cativantes. Mas para leitores acostumados a obras policiais mais elaboradas, ou mesmo para os amantes das histórias de Agatha Christie, pode não atender às expectativas. Por isso, antes de iniciar a leitura, é melhor ter em mente que este é um livro puramente de entretenimento e bem próximo a narrativas infanto-juvenis.
comentários(0)comente



Gláucia 16/06/2014

O Inimigo Secreto - Agatha Christie
Fiquei curiosa com esse livro por nos apresentar o casal de detetives Tommy e Tuppence, do qual nunca tinha ouvido falar apesar de ter livro muitos livros da autora. E o que dizer dos Jovens Aventureiros, nome dado à empresa formada pelos dois?
Temos aqui uma trama mirabolante envolvendo grandes nações no período pós segunda grande guerra, mandantes extremamente poderosos, inescrupulosos, frios e cruéis, um documento que se cair nas mãos erradas (dos russos por exemplo) trariam consequências desastrosas e de proporções globais. Tudo isso nas mãos de uma mocinha inofensiva.
O grande mistério é a identidade do Inimigo Secreto, conhecido por sr. Brown, temido e onipotente. Desvendei essa identidade tão logo ele aparece no livro.
Totalmente inconsistente, me lembrou aquela velha história da infância que existia um botão vermelho guardado por uns dois ou três elementos e, que quando acionado implodiria o mundo.
Pior, no livro quem vai salvar o mundo de um novo grande conflito? A dupla de detetives que mal sabem o caminho de casa Tommy e Tuppence. Nada convence nesse livrinho.

site: https://www.youtube.com/watch?v=vkLkI44mIEM
Joubert 16/06/2014minha estante
Até Agatha Christie tem seus dias de Paulo Coelho...


Mardem Nunes 14/02/2015minha estante
Tommy e Tuppence são personagens criados pela Agatha que vão envelhecendo de um livro para o outro. Nesse primeiro livro, temos a seguinte situação: eles são jovens, inexperientes, estão desempregados e cheios de idéias malucas, uma delas, a Jovens Aventureiros SA.. Como a própria autora descreve em algumas passagens, a história desses dois se deve a coincidências, o livro está repleto delas, algumas sutis, outras grotescas. Durante esse primeiro livro, a dupla assume o papel de detetives, mas eles são, como eu disse, inexperientes, são pegos, fazem burrada, e várias vezes são levados a fazerem uso de truques e de "conversa mole" para conseguirem o que querem, ou mesmo se safarem de situações difíceis. Quem leu os demais livros protagonizados por eles sabe que ambos acabam se tornando ótimos no que fazem. Mas, como o que está em julgamento é O Inimigo Secreto, vamos lá. Não é a melhor obra da autora, nem um terreno (espionagem) que ela dominasse por completo, mas está longe de ser um livro ruim. Discordo quando você diz se tratar de um livrinho, e que o mesmo nada convence. Os personagens são bem delineados, existe sim um clima de tensão. Só lembrando que o livro se passa ao redor de 1920, e que durante períodos de grande conflito, ações políticas, militares, em geral tomam maior proporção e impacto. Mas, respeito a sua opinião, só não concordo.




Felipe 16/06/2015

fraco.
comentários(0)comente



Gui 23/05/2009

Minha primeira agatha,o suficiente para comprovar o quão boa é a autora.Espero poder ler mais e mais os seus livros. A aventura é ótima e a leitura fluida.Um dos melhores passa-tempo.
comentários(0)comente

diego_pamplona 02/04/2010minha estante
Li esse livro pela 1º vez quando tinha 9 anos e é um dos que marcou minha infância. Continua desde então sendo meu livro preferido.




Bruno 20/04/2019

Tommy e Tuppence são o casal mais divertido de toda a Inglaterra.
Isso que nesse livro eles ainda não casaram. Calma, isso não é spoiler. Pois já é sabido que Agatha escreveu outros quatro livros com eles protagonizando, e óbvio que pela química que os dois tem você já saca que eles vão desenvolver algum relacionamento.
Só que o livro não é um romance bobo. Longe disso. É um dos melhores suspenses de Agatha, um de seus mais divertidos, mesmo eliminando um elemento que eu julgava essencial em seus livros, que era o assassinato.
Aqui não existe um assassinato guiando a trama, só uma busca incessante em descobrir a entidade de Mr. Brown, que está por trás de toda uma trama maior de espionagem que vai se tecendo incrivelmente a cada página. O livro nunca para. A todo capítulo há algo acontecendo, há algo que te prenda, que te mantenha fisgado. E por mais que os livros tratem de apenas um caso específico na vida de Tommy e Tuppence, há coisas que eles fazem que são decisivas para o futuro dos dois, ou seja, eles são os detetives que mais se envolvem nas investigações. Não que os maravilhosos Poirot e Miss Marple não o façam, mas Tommy e Tuppence se jogam, arriscam a vida várias vezes, e todas as suas ações são características de Agatha Christie. Não sei porque, mas se o nome da autora não viesse escrito na capa, eu ainda assim saberia que foi ela que escreveu. Dá para notar os elementos Agatha, os traços de seu estilo que nunca perde a graça. Bem escrito pra caramba, o livro vai se encaminhando para um final muito bom, que apesar de eu ter previsto, não deixa de ser surpreendente, pois a maneira com que ela revela isso é sensacional.
E não há leitura mais estimulante que Agatha Christie. Como o primeiro livro que li na vida foi dela, sempre que leio mais um dela sinto um gosto de nostalgia, que por si só já fez valer a leitura toda. É lógico que o livro é ainda mais maravilhoso por si só, mas...
Enfim, uma perfeita iniciação no mundo de Agatha Christie, isso se você não se importar com o assassinato sendo eixo da história.
comentários(0)comente



Laura Soares 02/01/2019

O adversário secreto (#1 de 2019)
Com uma trama fácil e rápida, narrada em terceira pessoa, O adversário secreto de Agatha Christie é o primeiro livro que apresenta a dupla de detetives Tommy e Tuppence.

Após o fim da primeira guerra mundial, os amigos Tommy e Tuppence estão em dificuldades financeiras e prontos para realizar o que for necessário por dinheiro. Acabam, então, se envolvendo em uma missão importante para o governo britânico ao saírem em busca da desaparecida Jane Finn.

Como li várias histórias da autora, tive dificuldade para me habituar aos detetives desta trama, por já estar acostumada aos outros. Tuppence é uma garota prática, incisiva e impulsiva. Já Tommy parece ser o mais sensato dos dois, mas é corajoso e não hesita em colocar seus planos em prática. Ainda que muito diferentes, parece impossível não torcer por eles, pois acabam se complementando e servindo de apoio um ao outro.

Além disso, os protagonistas formam uma ótima dupla, mas diferentemente de Hercule Poirot e Miss Marple, são mais animados e propensos à ação e menos a simplesmente sentar e usar as “células cinzentas”, como diria Poirot. Devido a isso, estão quase sempre envolvidos em enrascadas. O que mais me impressionou foi a sagacidade e audácia que ambos se utilizam para saírem das situações inusitadas propostas.

"Ele é lento para resolver problemas, e quando enfia algo na cabeça, não arreda pé e nunca muda de opinião. A moça é bem diferente. Mais intuição e menos bom senso. Juntos, formam um belo par trabalhando juntos. Cadência e vigor."

No entanto, se comparado a histórias mais famosas de Agatha, o livro perde um pouco sua cor. Algumas situações beiram o impossível e parecem resolver-se rápido demais ou de modo muito fácil, colocando em dúvida até mesmo a capacidade dos vilões. Além disso, a maior parte da resolução do mistério é um pouco previsível, o que talvez se deva ao fato de este ser um dos primeiros trabalhos da autora.

Em linhas gerais, o livro traz uma trama de espionagem interessante, mas não impecável, boa no sentido que é bem diferente e permite conhecermos os protagonistas, que são revisitados em outras histórias da autora.

"Nunca diga tudo o que sabe, nem mesmo à pessoa que a senhorita melhor conhece"
comentários(0)comente



Emilia Yumi 02/03/2019

Segundo livro de AC e estreia dos personagens Tommy & Tuppence
Tommy e Tuppence é um casal jovem que resolvem criar uma agência de aventuras. Trombam com o caso de desaparecimento da Jane Finn. É um caso delicado em que tanto o governo como uma organização criminosa estão a procura da moça. Ela tem em seu poder uns documentos que se virem a tona pode estourar uma crise que pode acabar com o governo britânico. Tommy, Tuppence, Julius (primo da Jane) e Sir Edgerton terão que trabalhar com espionagem para resolver o caso. Mas a todo momento, todos sentem a presença do misterioso Sr Brown, o chefe da organização criminosa, sempre um passo a frente. É uma corrida para chegar primeiro no paradeiro de Jane Finn e finalmente colocar as mãos nos tais documentos. Vale conferir!!
comentários(0)comente



Flavia 27/01/2019

Básico
Livro de romance policial simples e fácil de ler. Na história ouve uma reviravolta, mas nada muito surpreendente.
comentários(0)comente



87 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6