Quem vai dormir com quem?

Quem vai dormir com quem? Sophie Kinsella




Resenhas - Quem vai dormir com quem?


28 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Mai 06/02/2021

Sentimentos confusos em relação a essa leitura.
Eu não sei muito bem como definir essa leitura em palavras. "Quem vai dormir com quem?" com certeza foi uma livro bem diferente do que eu imaginei que seria começando pelo inusitado fato de que eu NÃO torci pelo casal principal. Inclusive, me apeguei mais aos demais personagens e tive mais empatia por eles do que por Hugh e Chloe. Mas isso não me surpreende. Essa, mais do que uma história de "amor", é uma história onde se enxerga as injustiças da traição. Não foram poucos os momentos em que me vi enojada e revoltada com Chloe e Hugh, inclusive no final...
Não, eles não são culpados pela forma como se sentiam, mas com certeza são culpados pela forma como agiram. Bem, essa é minha visão.
Ainda estou num processo para decidir se gostei ou não do encerramento da história, mas certamente gostaria de mudar algumas coisas se pudesse.
A escrita da autora é aagradável e fácil de ler, nesse quesito, não me recordo de nenhuma reclamação.
Por fim, foi uma experiência "diferente".
comentários(0)comente



Camila 28/01/2021

Decepcionada
Estava esperando bem mais desse livro. Apesar de a leitura ser rápida não consegui me conectar com nenhum personagem todos muito sem sal e chato. O enredo foi péssimo, sem propósito algum, pelo titulo do livro esperava outra coisa, mas ele não tem nada haver com história. E o final foi péssimo.
comentários(0)comente



guidix3 16/12/2020

Com certeza o mais fraco que eu li até agora da Sophie (sob seu nome Madeleine Wickham), mas nada muito negativo a ponto de não indicá-lo para leitura. Leitura super fluida e rápida. Da pra ler em pouquíssimos dias.
comentários(0)comente



Tati.Grutt 11/09/2020

Poxa!
Bem, por onde começar?
Eu esperava mais.
Desejei esse livro por tanto tempo, amo essa autora mas normalmente leio seus livros com o pseudônimo Sophie Kinsella, é a primeira vez que leio algo da "Madeleine Wickham"

É claro que o livro acaba por ser diferente do que imaginei, não um diferente legal, um diferente dececionante.

Normalmente o livros da "Sophie" são mais Chick lit, e acreditei que "Madeleine" escreveria livros mais maduros, e foi mesmo, de um certo ponto de vista, mas houveram coisinhas que não convenceram.

Foi meio enganoso, comecei o livro envolvida com a sinopse e estava imaginando uma situação recheada com muitos capítulos embaraçosos, engraçados, apaixonantes... Enfim, não foi assim que aconteceu.

A história teria ficado melhor se os personagens fossem mais velhos, não acho que pessoas aos 35 anos não são a melhor escolha para esta história, aos 35 anos as coisas são diferentes, pelo eu acho assim. Acaba sendo meio triste entender a visão que eles têm da vida.

E seria bem mais fácil e até compreensível se Phillip e Amanda fossem diferentes de quem são, achei que fossem, mas eles não são, comecei o livro com essa ideia de malas sem alça, quem me dera teria sido pelo menos lógico.

Imaginei sim que seria um livro diferente
Não vou entrar em mais detalhes pra não dar spoiler.
Mas não vá com muitas expectativas.
comentários(0)comente



Livinha 03/09/2020

Esperava mais
Eu esperava mais do livro! A história tinha tudo para ser legal mas acho que não foi bem explorada. As mentiras que a Chloe e o Hugh contam me deixaram enojada. Enfim, já li muitos livros bons da Sophie mas esse não foi um desses.
Kathrein 03/09/2020minha estante
Há eu também não gosto de livros onde os personagens são mentirosos. Da Sophie eu gosto dos livros leves que se passam no verão com um romance fofo e ambientações incríveis


Livinha 03/09/2020minha estante
A história se passa no verão durante a Espanha, cheguei até sentir vontade de ir pra praia! Kkkkkk mas fora isso o restante do livro foi bem ok.


Kathrein 03/09/2020minha estante
Hahahhahaha então a ambientação é bem do tipo que eu gosto




Mari 08/08/2020

Este é o primeiro livro de Sophie que não me agrada muito. Senti raiva dos personagens do início ao fim, e a forma como as coisas se desdobram não é muito orgânica. É fácil e rápido de ler, mas não leria novamente.
comentários(0)comente



Maria 22/07/2020

Ah muito sem graça
Duas famílias,vão passar férias em uma casa do Gerard,(amigo dessas famílias).
O que essas famílias não sabiam que eles iam passar juntos na mesma casa!

Phillip e Cloe estão nervosos por causa dos trabalho de Phillip,que está quase sendo desempregado!
Hurg e Amanda,estão tendo uma reforma e Hurg mal sabe direito da sua família !

Até que esses casais se encontram e mal sabem por o que esperar!
Dois amantes em uma confusão,será que eles vão voltar ou continuar com seus casamentos horríveis?


Realmente achei esse livro razoável,uma história meio sem graça!Não da vontade de saber o que vai acontecer!Muita lenga-lenga!
Não recomendo este livro a ninguém!
comentários(0)comente



Tamyres 22/06/2020

Quem vai dormir com quem? – Madeleine Wickham (Sophie Kinsella)
Quem vai dormir com quem? – Madeleine Wickham (Sophie Kinsella)

A leitura veio em bom momento: eu queria um livro pra ler rapidinho e sem precisar refletir demais. Nesse ponto, ele cumpriu minha pequena exigência.
A história nada mais é do que um romance onde duas famílias tiram férias e acabam dividindo a mesma casa de um amigo em comum. O que era para ser uma semana sem estresse, acaba se tornando um problema, isso porque dois integrantes das famílias não só se conheciam, como ainda eram bem jovens quando se apaixonaram um pelo outro, mas o relacionamento terminou de forma abrupta e ambos nunca superaram de verdade. O reencontro dos dois, depois de tanto tempo, pode trazer questionamentos e dúvidas sobre vida que estão levando.

Se eu não tivesse lido com o único propósito de passar o tempo e esvaziar a mente, talvez eu nem tivesse gostado. Analisando de forma mais rigorosa, a história é superficial, assim como os protagonistas. No fim, fiquei com a impressão que nem saímos do lugar.
Mesmo sendo a mesma pessoa, Madeleine e Sophie Kinsella tem um estilo muito diferente. Com seu pseudônimo (Kinsella), as histórias são mais leves e divertidas, como “Becky Bloom”, “Fiquei com seu número” ou “Menina de Vinte”. Como Madeleine, ela tende mais para o romance com um leve toque de humor e conflito familiar.

Apesar da primeira impressão, pelo menos dá pra ler rapidinho e a leitura não enrola.

Instagram literário @umamordelivro


site: https://www.instagram.com/umamordelivro/
comentários(0)comente



Nad' Openthebook 01/06/2020

Chloe safada !
Pense numa salada de frutas ..

De um lado uma mulher hiper cansada, precisando relaxar, um marido prestes a perder o emprego, um adolescente precisando transar, um pré adolescente que vai na onda de seu irmão. Uma família.

Do outro lado um homem viciado em trabalho, que não conhece direito suas próprias filhas por causa disso, uma mulher controladora, e duas crianças que não param um instante. Uma familia, que de lambuja tem uma babá temporária que fuma um baseado, toma uns gole e fala verdades como se fossem brincadeiras!

Ambos vão parar na Espanha, de férias, na casa de um amigo, do qual emprestou a propriedade para eles sem se atentar que iam todos na mesma semana.

Para piorar .. Chloe a mulher cansada do seu trabalho é ex namorada do homem que só pensa em trabalho o Hugh. E ninguém sabe. Ambos vivem um martírio dentro daquela casa durante uma semana.


Minha visão ?

Tem sexo, drogas, segredos, bebedeiras, brigas, inundação, tudo que a história merece. Senti falta do toque de humor que só essa autora tem, e de um final arrebatador .. mas a trama é maravilhosa!! ??
comentários(0)comente



Livia.Oliveira 22/04/2020

Leitura rápida, bom para passar o tempo....
Quando comecei o livro, vi que havia muitas resenhas negativas e a nota do livro não era muito boa e acho que por isso acabei me surpreendendo positivamente com uma boa leitura. O que mais gostei da história é que ela nos mostra que as vezes precisamos nos confrontar com algo que não ficou solucionado no passado para podermos realmente seguir em frente sem qualquer remorso ou qualquer tipo de pensamento duvidoso. Adorei o final que não foi nem um pouco clichê. Nota: 3,5
comentários(0)comente



18/04/2020

Esperava mais
É um livro bom, com uma história intrigante, mas esperava mais. Poderia ter desenrolado um pouco mais.
comentários(0)comente



Karen 11/04/2020

Um livro bom pra passar o tempo, leitura rápida e uma história sem final clichê
Amei!
comentários(0)comente



Aione 05/11/2016

Sleeping arrangements foi o último livro que Madeleine Wickham publicou com seu nome, antes de assumir o pseudônimo Sophie Kinsella, adotado a partir do lançamento de Os delírios de consumo de Becky Bloom. No Brasil, foi o primeiro livro assinado pelo verdadeiro nome da autora que a editora Record publicou, traduzido para Quem vai dormir com quem.

Nele, temos a história de duas famílias que acabam se conhecendo ao serem convidadas a dividir uma casa na Espanha por uma semana durante as férias, já que o anfitrião aparentemente se confundiu ao convidar ambas para a mesma semana. No entanto, aos poucos, o erro parece ter sido intencional, já que dois dos convidados – Chloe e Hugh – foram namorados no passado, antes de terem construído suas atuais famílias.

Assim como os demais livros de Madeleine Wickham, Quem vai dormir com quem é narrado em terceira pessoa (diferentemente das obras assinadas por Kinsella), de acordo com as perspectivas das diferentes personagens presentes na trama. Ainda que haja essa alternância e o distanciamento característico da terceira pessoa, a narrativa é muito próxima de cada personagem, de forma a termos seus pensamentos e emoções trazidos até nós, dando uma maior sensação de proximidade – o que permite, também, maior compreensão de seus conflitos internos e atitudes.

Já havia visto muitas críticas negativas a esse livro, principalmente porque foi o primeiro de Madeleine lido pelos fãs de Sophie, e há inúmeras diferenças nos estilos das “duas” autoras, o que pode gerar frustrações quando se espera encontrar o mesmo tipo de história e escrita (isso aconteceu comigo quando li Louca para casar, minha primeira leitura de Wickham). Porém, por já estar ciente de seu estilo, pude aproveitar Quem vai dormir com quem em sua essência, sem expectativas divergentes a sua realidade. Assim, amei a leitura e me envolvi com ela desde as primeiras páginas.

Como nos demais livros de Madeleine, Quem vai dormir com quem traz temáticas mais amadurecidas, tanto por seu conteúdo quanto pela maneira de serem trabalhadas. As personagens vivem situações complexas, no sentido de seus conflitos internos afetarem diretamente seus relacionamentos a ponto de haver as diferenciações entre o eu, o outro e o nós. Também, elas se vêem questionando suas muitas escolhas de vida e as consequências de cada uma delas, o que gera ainda mais reflexões a elas e a nós. Contudo, tudo isso é trazido com a hábil leveza da escritora por trás das duas autoras, permitindo uma leitura rápida e envolvente, com momentos que variam de mais bem humorados a outros mais permeados de emoções, sem que haja exagero em nenhum deles: o livro é sutil, não podendo ser considerado nem como muito engraçado nem como muito tocante.

De modo geral, Quem vai dormir com quem me proporcionou horas deliciosas e envolventes de uma leitura leve e bem humorada, mas contendo também seus momentos mais reflexivos. Compreendi as personagens, mesmo tendo me deparado com situações que, normalmente, são difíceis de me agradar, e gostei de como a história foi desenvolvida, principalmente pelas questões terem sido trabalhadas com sensibilidade e sutileza. Não espere da obra o conteúdo das assinadas por Sophie Kinsella e aproveite o que Madeleine Wickham também tem a oferecer.

site: http://minhavidaliteraria.com.br/2016/11/03/video-resenha-quem-vai-dormir-com-quem-madeleine-wickham-sophie-kinsella/
kleris aqui, @textosdecapa no ig 03/03/2019minha estante
Exatamente! É essa a sensação!




Hsc_Aju 11/08/2015

Quem vai Dormir com Quem?
É difícil falar do seu autor favorito. Neste livro iremos conhecer dois casais que não estão nos seus melhores dias, e para melhorar a vida de casado eles resolvem fazer uma viajem para ficar um tempo juntos, o problema é que a pessoa que empresta a casa acaba emprestando nos mesmos dias para dois casais que não se conhecem.

Restante da resenha no link.

site: http://blogpapeletas.blogspot.com/2015/08/quem-vai-dormir-com-quem-sophie.html
comentários(0)comente



28 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2