A Prisioneira

A Prisioneira L. J. Smith




Resenhas - A Prisioneira


27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


CooltureNews 20/07/2012

Publicada no www.CooltureNews.com.br
E estamos de volta para falar sobre o segundo volume desta série, que do meu ponto de vista é a melhor de L.J. Smith. Tentarei deixar de lado comparações com a cancelada série e parafraseando minha resenha do primeiro volume (corre pra ler!), continuo achando o livro muito melhor do que a série, e olha que quando a mesma foi cancelada pela CW lancei algumas maldições contra a emissora.

Algo que me incomoda um pouco nos livros de L.J. Smith são os finais, geralmente terminam logo após um ápice, como todos autores geralmente fazem, entretanto esse ápice quase nunca é algo grandioso e as poucas linhas que a autora dedica para relatar o que acontece depois acaba criando uma expectativa enorme para os próximos livros, o problema é que o começo destes não conseguem manter essa emoção, justamente por essa nova história, ou parte dela, estar no começo e possuir alguns elementos que precisam ser explicados, infelizmente com esse livro aconteceu o mesmo, entretanto a trama de A Prisioneira é mais madura e envolvente.

Cassie acaba se vendo em uma situação complicada e sua ingenuidade, que as vezes chega a irritar, acaba complicando ainda mais sua situação colocando-a cada vez mais sob o domínio de Faye, que assim como na série (olha eu de novo!) acabou se tornando uma das minhas personagens favoritas mesmo sendo egoísta, adoro a complexidade e força desta personagem e não acredito que venha a se tornar a vilã da história, apesar de trilhar esses passos.

O fato do Circulo, no livro chamado de Clube, ter mais personagens do que aquilo apresentado na série (me façam parar!) acabou relegando alguns a simples coadjuvantes, focando principalmente no triangulo (ou quadrado) Diana-Adam-Cassie(-Nick) e em Faye e realmente gostaria de poder conhecer um pouco mais sobre os demais e de preferência logo, pois tenho a impressão que a morte ronda a todos.

Outro ponto importante para este livro é que apesar de ser considerado um romance e do casal principal estar definido desde o princípio, toda essa parte da história acaba sendo um pano de fundo bem superficial para toda a história, a magia e feitiços dominam a história e a descrição dos feitiços são espetaculares prendendo sua atenção e fazendo com que você se esqueça de respirar, em alguns momentos pulei algumas linhas só para controlar minha ansiedade de saber aonde tudo aquilo estava levando para depois voltar e ler com calma (e fôlego).

Se você, assim como eu, foi um dos que ficaram órfãos da série essa é uma leitura obrigatória. Agora se simplesmente gosta de um bom livro sobrenatural, recheado de mistérios e personagens sinistros e está a procura de um livro que te satisfaça pode entrar de cabeça nesta leitura, mesmo que a autora continue terminando suas histórias de uma forma que eu não seja fã.
Nilson 20/07/2012minha estante
Li "A iniciação" e estou ansioso para ler "A prisioneira", o ponto negativo que eu achei no primeiro livro foi a falta de ação, mas a sua resenha me convenceu e me deixou insano para ler a continuação logo! Parabéns pela resenha!!


Girrrrr 04/08/2012minha estante
Li apenas até a metade da sua resenha.
Comprei "A Iniciação" e dei de presente pra minha prima, já que eu era apaixonada pela série.
Ainda pretendo ler o livro.
Também amaldiçoei a CW por cancelar a melhor série de todos os tempos, kkkkkkkk.
Valeu pela resenha.
Beijú.


Ykaro Feliphe 10/07/2013minha estante
Adorei sua resenha, pretendo ler em breve.


Henning 06/12/2016minha estante
poxa vc nein falou nada de que vai acontecer fiquei boiando




Bruna Canella 08/02/2013

Círculo secreto - A prisioneira
Tem como dar uma outra estrela?

Ainda tô procurando o fôlego, que livro perfeito. Junte bruxaria, rituais, chantagem, morte, cemitério e coisas sinistras. E então você vai ter esse livro.

Sem comparação com o primeiro, esse é muito melhor. Eu achei o primeiro um pouco parado, não houve muitos acontecimentos que você ficava prendendo a respiração. Mas é como todo primeiro livro, serve mais pra apresentar os personagens, o enredo, então é normal ser um pouco parado mesmo.

No entanto, o segundo livro da série é ação do começo ao fim, literalmente. O livro já começa bombando e termina bombando. Eu adoro o jeito como a autora finaliza os livros dela. Em diários do vampiro também é assim, ela sempre termina em uma parte que você fica ansioso pra ler o próximo. E nesse não foi diferente. Eu mal vejo a hora de começar o próximo.

Eu li bem rápido. Até porque a história não é nada cansativa e você fica o tempo todo querendo saber o que acontece. Juntando ao fato de que eu AMO histórias que são totalmente irreais, né? Já viu.

Eu fiquei a história toda me perguntando "Por que prisioneira? Não tem ninguém preso". Mas a gente descobre bem no finzinho mesmo. No começo a Cassie me irrita um pouquinho, porque ela fica fazendo aquele papelzinho chato de "a culpa é minha, eu sou má, as pessoas precisam saber, e etc", quando, no entanto, você sabe que ela está sendo chantageada e não fazendo porque é má, mas no fim do livro ela se mostra totalmente corajosa ao enfrentar o que já deveria ter enfrentado. Adam e Diana sempre naquela melação né, o casal perfeito, ou, não tão perfeito assim. Tenho que admitir que a Diana me irrita com aquele jeito dela de ser sempre boa e não fazer nada errado nunca. Cassie e Nick, APROVO TOTALMENTE. Os dois são ótimos juntos, e espero que ele beije logo ela no próximo livro. Embora tenha toda aquela história entre a Cassie e o Adam, eu não gosto dos dois juntos, não me perguntem porque, simplesmente acho sem graça nenhuma os dois.

É perfeito mesmo. Amei o livro do início ao fim. Leiam. Ainda mais se gostarem de histórias sobre bruxas. O livro é um prato cheio.
Bárbara 22/02/2013minha estante
Uau! Já estava ansiosa para ler, agora com essa resenha então!
Só pelo 1º livro concordo com você que Cassie e Adam não tem graça juntos.
Adam não é tão interessante assim como Cassie o descreve. Ele faz o tipo certinho e eu acho que tudo o que Cassie não precisa é um garoto certinho!
Não é dito, mas da pra perceber que ela sonha em ter uma relação perfeita com o cara dos sonhos e tal.
Ela é tímida e ingênua... Acho que precisa mesmo é de um cara que a faça arriscar novas aventuras, sei lá... Que seja romântico, mas não daqueles que dê nojo. Só o jeito em que Cassie pensa em Adam já da nojo. Ela precisa de alguém que a ajude a ser mais segura.


Bruna Canella 26/02/2013minha estante
hahaha, que bom *o*
Né? Concordo com você. A Cassie precisa de alguém que a coloque em perigo e a proteja ao mesmo tempo, ia dar uma apimentada na história. Eu não gosto do Adam, acho que ele muito paradinho, sem falar que tadinha da Cassie né, carrega o fardo sozinha por ter ficado com o Adam sendo melhor amiga da Diana




Padronizado 04/11/2014

RESENHA: A PRISIONEIRA - CÍRCULO SECRETO, L. J. SMITH
Antes de fazer a resenha para A Prisioneira, preciso explicar brevemente o que ocorre no primeiro volume da série: A Iniciação.
Cassie, contra a sua vontade, sentia-se atraída por Adam, namorado de longa data de Diana, sua melhor (e talvez única) amiga na nova cidade onde foi morar. Essa atração, que parece existir de ambos os lados, se torna muito perigosa, pois nenhum dos dois quer magoar a doce Diana. Então, em uma atmosfera de angústia e traição, Adam e Cassie fazem um juramento juntos, prometendo que nunca mais sentiriam aquilo novamente. Esse juramento envolveu magia. Magia poderosa e antiga, e as consequências seriam graves, caso eles desfizessem o juramento.
Cassie, achando que no mínimo esse problema de sua vida estaria resolvido, percebeu que nada seria tão fácil assim. Faye, sombria e misteriosa integrante de seu Círculo, descobriu sobre o romance proibido dos dois, e colocou Cassie sob uma ameaça.
Agora vamos ao que interessa: A Prisioneira. Nesse segundo volume, Cassie se vê em uma atmosfera de conflito interno. O que fazer? Entregar um objeto mágico poderoso (que ela tem uma intuição forte sobre o mesmo ser malévolo) para Faye, que é tão imprevisível?
Ou contar seu grade segredo a sua amiga, Diana, e se ver livre dessa chantagem?
Presa e dividida entre essas duas possibilidades, Cassie se vê perdida e sem saber o que fazer. Além de tudo isso, seu Círculo corre grandes perigos e forças muito antigas vão começar a agir na cidade, causando mortes e quem sabe mais o quê.
É uma leitura fácil e rápida, eu mesma fiz em menos de quatro horas, e nos deixa ansiosos para o próximo volume.
Conheci o Círculo Secreto por uma série de televisão, que infelizmente já foi cancelada, na primeira temporada. No entanto, me interessei pela história e tive que ler os livros. O próximo volume da série está na minha estante só esperando para ser lido!
L. J. Smith também é conhecida por escrever Os Diários do Vampiro (The Vampire Diaries), que deu origem a série, muito famosa. Nunca me interessei em ler esses, acho que não sou realmente uma fã de vampiros!
Até a próxima!

site: http://blogpadronizado.blogspot.com.br/2014/11/resenha-prisioneira-circulo-secreto-l-j.html
comentários(0)comente



Aline Coelho Cury 06/09/2012

Esperava mais!!!
Não sei dizer o que sentir ao ler esse livro, quer dizer, tentei ao máximo não pensar na série de tv que é bem diferente em vários pontos e até mais acelerada que nos livros. Na primeira temporada e parece que única, acontecem mais coisas que nos dois primeiros livros. Enfim esperava mais desse livro e do desenvolver da história.
Nesse segundo volume encontramos Cassie lutando contra seu sentimento
por Adam para não magoar Diana, além de passar por situações bem dificeis com Faye e ser pressionada a tomar decisões que influenciarão todos os seus amigos.
Gostei da proximidade dela com a Deborah e com o Nick, sempre é bom conhecer um pouco mais de outros personagens e ver como eles influenciam nas atitudes da protagonista.
Nesse livro fica claro que decisões erradas levam a consequencias inimagináveis. E no fim da história Cassie tem uma revelação sobre o passado dos pais de seus amigos e o papel que o grupo tem a cumprir na cidade de New Salem, além da missão que ela terá que realizar para trazer o equilibrio de volta.
Isso tudo faz com que ela termine esse livro mais confiante e pronta para enfrentar o que for preciso para vencer o mal.
"Não há nada de assustador nas trevas, se você as enfrentar."
O livro termina em um ponto que nos faz querer ler o próximo logo.
Agora será preciso esperar seu lançamento!!!!
comentários(0)comente



Camila 18/09/2012

A Prisioneira
Infelizmente essa série está se tornando um pouco massante para mim já nesse segundo volume. Acho que estou definitivamente cheia da narrativa de Lisa Jane Smith. Não consegui sentir o menor carisma pelos personagens e nem me envolver com o mistério apresentado. Acho que o primeiro e o segundo volume poderiam ter sido resumidos em um único volume. Começo a ter minhas dúvidas se vou continuar acompanhando a série.

www.leitoracompulsiva.com.br
comentários(0)comente



Humb 17/12/2012

Melhor em relação ao primeiro
A trama melhorou em relação ao primeiro livro. A Cassie deixou de ser tão avoada e passou a interagir mais com os outros membros do coven. Outros pontos positivos: o envolvimento de Cassie com Faye ajudou a mudar o comportamento da protagonista; neste volume, conhecemos um pouco mais dos outros personagens. Um pouco mesmo.

Infelizmente, como no 1° volume, não houve aprofundamento nos rituais, na magia em si. Por serem doze integrantes, faltou apresentar aos leitores os outros personagens. Tudo continua focado em Cassie, Adam, Faye e Diana. E houve poucos momentos de ação.

O final causa surpresa e causa ansiedade pelo próximo - e último - volume da trilogia original. Parece que "O Poder" será bem mais emocionante. Parece. Espero que o último livre supere os outros dois em termo de ação.
comentários(0)comente



Jéssica 05/07/2013

Cassie está sendo chantageada por Faye para roubar a poderosa Caveira de Cristal descoberta por Adam. Ao ter o objeto em mãos, Faye libera uma força maligna que irá despertar uma onda de assassinatos em New Salem. A chantagem que prende Cassie a Faye, fará com que a primeira precise se envolver cada vez mais em uma rede de intrigas e corrupção, traindo por fim a confiança de Diana.
comentários(0)comente



Li Castro 28/06/2013

DESAFIO DESAFIANTE - TEMA 5 - LIVRO CUJO AUTOR TENHA A MESMA INICIAL QUE A SUA
Sinopse: Cassie é chantageada por Faye para roubar o poderoso Cristal Skull, e, por acidente, as duas liberam uma força maligna, que Cassie acredita ser responsável por vários assassinatos que imitam os torturosos atos dos julgamentos das bruxas de Salem. Enquanto isso, o Círculo chega à um ponto crucial na história, no qual deve ser escolhida uma nova líder, e, com Faye ameaçando revelar os segredos mais profundos de Cassie, pode significar desastre para todos os envolvidos.

Mais um livro do LV, empréstimo de minha amiga Diele!!

Nem gostei do primeiro, não gosto da autora, acho os enredos dela muito bobinhos... Comecei a pensar isso depois da série the vampire diaries, que não consegui passar do primeiro livro.
Como me servia para um dos temas do Desafio Desafiante, resolvi continuar a série mais nova, pelo menos por enquanto.
Mas o livro é tão bobo quanto o primeiro... Desculpe, Di!
comentários(0)comente



Rafael 12/09/2015

Onde se esconde o verdadeiro mal?
Eu era viciado na série The Secret Circle e até hoje, não aceito que a CW cancelou a mesma com o fim da 1ª temporada. Mas como nada podia ser feito, o jeito era continuar a acompanhar a série pelos livros, mesmo sabendo que elas possuíam diferenças. Então, comprei o primeiro livro e com o fim do mesmo, só queria correr o mais rápido possível para a continuação. Coisa que só aconteceu quase um ano depois - li o primeiro em outubro de 2014 e o segundo só agora, em setembro de 2015.

Sem dúvidas, sou apaixonado por essa série seja nos livros ou na adaptação. Mesmo com todo esse tempo de diferenças entre as leituras, os acontecimentos de A Iniciação ainda estão frescos em minha mente, de modo que não precisei reler o livro para ler A Prisioneira. E que continuação! Esse livro é tão bom quanto o primeiro, a narrativa de L.J. Smith é maravilhosa. Ela também soube narrar muito bem sua trilogia inicial de Diários do Vampiro e em ambas, o ritmo é frenético. Você passa as páginas e quando se dá conta já está na metade ou até perto do final.

Faye é minha personagem favorita tanto no seriado quanto nos livros, então a felicidade foi dobrada já que ela e Cassie que movem esse volume. E o melhor é que assim como Damon de TVD, a autora consegue manter um meio-termo entre a maldade e o sarcasmo de Faye, tornando-a uma personagem irresistível. E mesmo tendo muitos personagens no livro - o Círculo possui 12 pessoas aqui, enquanto no seriado eram apenas 6 -, Nick e Deborah também ganham seus momentos além das duas. Adam e Diana também têm destaque, mesmo que menos se comparado ao anterior. Porém, é inegável que Cassie é chata em alguns momentos. Sua idolatria por Diana muito exagerada, além dela ficar repetindo para si mesmo em vários momentos que é uma má pessoa.

Mas esse comportamento da protagonista é o único ponto negativo. E quando o livro começa a se aproximar do final, várias fatos vão se ligando e para quem assistiu a série de TV, é impossível não ligá-los com os eventos da mesma. E esse é outro ponto bem positivo: ambas obras são bastante parecidas se comparadas e o leitor fica sem ar com o final deixado para o próximo livro, que é tão bom quanto o de A Iniciação, além de parecidos. Fica óbvio o quanto O Poder vai ser tão bom quanto esse (espero não estar enganado)..

E como já sei que já é costume da L. J. deixar esses finais para arrancarmos os cabelos, comprarei o terceiro e quarto juntos para não sofrer tanto. Se você não gosta de Diários do Vampiro mas tem curiosidade quanto a escrita da L. J., Círculo Secreto é mais do que recomendada!

site: http://crushforbooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Nanda 19/08/2012

Mais magia e uma história menos convincente
A Prisioneira me surpreendeu de muitas formas, minha avaliação em relação a ele é média. O início do livro é bem parado, até meio entediante, mas depois de certos acontecimentos ele consegue prender a atenção.
A base do livro é a chantagem que Faye faz com Cassie e como isso reflete em Cassie. A menina se encontra em estado total de negação e isso fica muito claro nos pensamentos dela, a autora consegue nos colocar dentro da mente de Cassie e entender os sentimentos dela.
O interessante desse livro é a importância dada a Nick, que até então era um personagem de retaguarda. Nesse livro nós pudemos ver que não é bem assim. Nick, apesar do jeito calado e meio rude, é uma pessoa boa que até ajuda Cassie. O livro ainda tem várias partes engraçadas, como as meninas do coven arrumando Cassie para o primeiro baile dela, e a tentativa de Cassie de convidar Nick para o baile de Halloween.
Como se não bastasse toda a chantagem de Faye, Cassie ainda tem que lidar com o juramento que ela e Adam fizeram, e que nenhum parece ser capaz de cumprir. Faye, claro, se aproveita disso para chantagear mais ainda Cassie. O mistério central da trama é o poder da Caveira de Cristal que pertenceu a Black John (eu ainda prefiro o nome John Blackweel da série de TV) e o que esse poder é capaz de fazer.
Cassie descobre a relação da caveira com os assassinatos da cidade em uma "excursão" que ela faz a um museu com os irmãos Henderson. Confesso que, apesar de Chris e Doug serem "bad boys", eles são engraçados e a parte antes da visita ao museu é engraçada, embora meio assustadora.
Eu gostei de ver uma mudança em Cassie, no primeiro livro ela fazia a linha boa moça e que só iria fazer mágica para o bem, nesse segundo livro ela passa por uma transformação poderosa (em parte por causa da Faye) e que pode ser o que vai guiá-la no final da trilogia e em suas escolhas. Ela finalmente encontra seu cristal de trabalho, mas a forma como ela encontra e o significado real do cristal são bem estranhos, ainda mais porque o cristal opera em favor da transformação dela.
Nesse livro também é mostrada a votação para líder final do coven, é uma votação surpreendente e mostra bem o poder que Faye tem em cima de Cassie.
O final do livro é bom, meio triste por causa de um acontecimento, mas tem partes reveladoras, vindo principalmente da avó de Cassie. Eu achei o livro mediano e é preciso um pouco de paciência no início dele, pois os acontecimentos se desenvolvem de forma lenta, mas mesmo assim eu recomendo a leitura.

http://www.entrelinhascasuais.com/2012/08/resenha-mais-magia-e-uma-historia-menos.html
comentários(0)comente



John 15/01/2013

Agora sim!
Apesar do primeiro livro um tanto sem ação, o Circulo Secreto retornou com força total! A história de "Prisioneira" foi muito bem elaborada, de modo que o leitor é capaz de acompanhar a mudança gradual que vai acontecendo dentro da protagonista, Cassie, ao longo da trama, de modo a entender o quanto a mentira pode comprometer alguém. a linguagem do livro se manteve levemente poética e suave, mas ainda assim repleta de diálogos, o que agiliza a leitura. Além disso, Lisa Jane Smith arrasou no suspense e no modo como justificou as mortes que ocorreram ao longo desse volume, com referências às perseguições executadas pela igreja, o que contribuíram para a consistência e textura da história de um modo bem original e interessante. Além disso, as revelações a respeito da geração passada à dos bruxos do Círculo Secreto, mostram a profundidade da história, bem como promovem a extrema curiosidade sobre o leitor a respeito do que está por vir agora que um inimigo inimaginável foi libertado.
Agora sim, estamos falando em literatura fantástica!
comentários(0)comente



AndyinhA 10/03/2013

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Acho que o grande dilema do primeiro livro foi a inevitável comparação com a série de tv que acabou saindo na mesma época. E para aqueles que acham que a série de livros é nova, aviso de antemão que não, ela data de 1992.

Continuei achando a Cassie uma mala e dessas sem alça. Esse dilema com a Diana que faz com que ela coloque a menina em um pedestal me irritou profundamente e confesso que a enorme quantidade de personagens (os 12 que fazem parte do círculo) acaba sendo desnecessário, pois alguns não abrem a boca para falar mais do que 2 ou 3 frases durante as 200 páginas da história.

Para saber mais, acesse: http://www.monpetitpoison.com/2012/11/poison-books-prisioneira-l-j-smith.html
comentários(0)comente



Giane 14/09/2013

A Prisioneira - Círculo Secreto
Neste livro Cassie está lutando contra os seus sentimentos por Adam para não magoar a sua amiga. Ela continua a passar por situações nada legais com sua inimiga declara desde o primeiro dia de aula. No final da história Cassie terá uma grande revelação sobre o porque de estar em New Salem.

A parte boa é que quando termina o livro, a personagem principal, está mais confiante e pronta para enfrentar o que virá pela frente. O livro, como sempre, deixa um gosto de quero mais e a sensação de que faltam algumas páginas. Agora será preciso esperar o próximo lançamento!

site: www.blogdagicasvp.blogspot.com
comentários(0)comente



Lly 04/08/2017

LIDO : 1 vez
DATA : ??/??/201? - ??/??/201?
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 19/10/2012

Círculo Secreto 2 A Prisioneira_L. J. Smith
Em A Prisioneira, segundo volume da série Círculo Secreto, de L. J. Smith, temos uma visão mais profunda acerca da cidade de New Salem e sobre seus habitantes, em especial, Black John. Há algumas décadas atrás, antes do nascimento de Adam, Cassie, Diana e outros membros do Círculo, um forasteiro, Black John, escondeu uma energia poderosa e altamente maléfica em um crânio de cristal. Esse tal forasteiro era mais perigoso do que muitos poderiam supor e sua história está intrinsecamente ligada aos dos demais ancestrais do Círculo Secreto.

Adam encontra o misterioso objeto em uma de suas andanças, e desde então, fatos de natureza maligna passam a assombrar New Salem, causando medo e muitas mortes. Cassie é peça fundamental para manter a união do Círculo, e assim impedir que o mal se alastre. Mas não será fácil conciliar isso sob a custódia de Faye, que desde o momento em que pegou a moça beijando Adam, a chantageia, pedindo favores sem fim, em troca de não revelar para Diana a traição dos dois. E o pior de tudo: Cassie precisa impedir que a herança maléfica de Black John caia nas mãos erradas e provoque ainda mais caos e destruição, ou seja, que permaneça longe de Faye e de sua ambição desenfreada.

A Prisioneira evoluiu bastante perto do volume anterior, A Iniciação, e se constituiu em uma história mais encorpada e desenvolvida. A trama foi melhor trabalhada, com muito mais ação e suspense. Porém, alguns personagens não acompanharam tal crescimento do enredo, como por exemplo, Cassie. Ela não está tão mais dependente de Diana, porém continua sendo uma pessoa sugestionável facilmente e de personalidade muito fraca, se tornando bem chatinha.

"Dançar é muito coisa de bruxa - ah, Laurel tinha razão. Cassie podia imaginar bruxas em épocas do passado dançando sob as estrelas ao som de uma música extravagante e doce, então deitando-se na relva verde e macia."

Nas mãos de Faye, ela se torna mero fantoche, sucumbindo as suas vontades, devido a chantagem, sem nem ao menos lutar ou pestanejar. Por mais que Faye esteja sendo cruel e articulando em cima de sua fraqueza, esperava mais ânimo e coragem da Cassie, uma personalidade mais firme e decidida.

Faye, como vilã, rouba todo o charme da trama, continuando uma personagem maquiavélica e firme em seus propósitos. Com suas risadinhas cruéis e tiradas sarcásticas, ganha cada vez mais destaque no enredo. Adam não consegue chamar atenção na história, assim como Diana, e ambos passam por personagens secundários, sem brilho ou encanto algum, simplesmente normais, sem grandes atrativos.

No mais, A Prisioneira trouxe mais adrenalina à série, porém, faltou um pouco mais de construção nos personagens, com exceção de Faye, claro. Gostei do livro, apesar de alguns elementos não me convencerem, e não deixo de recomendar.

http://www.newsnessa.com/2012/10/resenha-circulo-secreto-2-prisioneira-l.html
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2