A Origem das Espécies

A Origem das Espécies Charles Darwin




Resenhas - A origem das espécies


26 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Zed Nerd Book 23/02/2019

A Origem das Espécies
Bem no meu caso que não sou da área de Biologia a leitura foi mais demorada que o normal. A linguagem é simples porém algumas espécies e partes de plantas precisavam ser pesquisadas foi uma leitura que ensina porém cansativa.
comentários(0)comente



André 10/02/2018

Neil Degrasse Tyson
"Para compreender como estamos relacionados com todos os outros seres da Terra"
Bradley 14/02/2018minha estante
tá falado.
U.U




Vinicius.Freitas 06/12/2017

Todos tinham que ler...
Pelo menos o último capítulo que é onde ele resume os assuntos principais e expõe as conclusões de cada capítulo do livro. Só com a leitura desse capítulo já da pra começar a refletir sobre bastante coisa.
É uma leitura mais densa, não recomendo ler várias partes no mesmo dia, demorei cerca de 5-6 meses para terminar de ler, mas tenho uma outra visão sobre as origens das espécies e até mesmo uma breve noção de geologia. Um livro sensacional, apesar de eu não ser biólogo, o achei indispensável.
comentários(0)comente



Luna 25/08/2017

A Origem das Espécies
Charles Darwin e a seleção natural. O homem que mudou a história da humanidade, atestando a evolução e mudando os rumos da ciência, revolucionando as áreas da biologia, sistemática, classificação, geologia, paleontologia. ..
A gente aprende na escola a Teoria da Evolução e, obviamente, aprende sobre Darwin e o seu A Origem das Espécies. Mas ler o livro... tsc, tsc! Não foi essa coca cola toda! E olhe que sou apaixonada por biologia! Leitura absurdamente massante, pesada, recheada de exemplos sem fim. Achei que eu nunca fosse terminar de ler. É uma tese. Só que nada mais do conteúdo é novidade, são coisas que hoje temos como certas, mas pela época ele estava tentando provar que era verdade. Muitas vezes eu tinha a sensação de estar assistindo um documentário pela centésima vez! Porém, tudo isto não tira o brilhantismo do livro, o desenvolver das ideias, a argumentação.
Sugiro paz de espírito, paciência e boa vontade para quem quer ler este volume.
comentários(0)comente



AlexandreBarril 10/07/2017

Origem do evolucionismo
Um clássico, eleito um dos livros mais influentes de todos os tempos.

Através de décadas de pesquisas, Darwin coloca no papel todo o conhecimento sobre a natureza, adquirido com suas viagens, estudos e vivências, mesmo muitas vezes indo contra aos preceitos básicos da igreja.

Recomendo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Vítor Gomes 18/06/2019minha estante
Oq vc achou da edição q vc leu?


Vítor Gomes 18/06/2019minha estante
É q eu tenho ela mas n sei se é boa




Volnei 11/11/2016

A origem das espécies e a seleção natural
"Este é sem duvida a obra que marcou o século XIX, pois seu autor ficou mais conhecido a partir deste livro. Darwin demonstra humildade na apresentação do livro ao se colocar como apenas mais um a escrever sobre o assunto. Podemos notar já no inicio que suas observações são de grande pertinência"
No primeiro capitulo nos é apresentada a teoria sobre o desenvolvimento dos animais domésticos desde os tempos mais antigos e as consequências da domesticação para algumas espécies
De acordo com o autor muitas modificações que aconteceram tanto nos animais quanto em vegetais foram provocadas pelo homem já a milhares de anos.
"Conforme evoluímos na leitura percebemos que o autor descreve a forma como algumas plantas se comportam na natureza para garantirem a continuidade da espécie. Ha a seguir uma descrição de plantas e animais e suas varias formas de se manter e se reproduzir. A principio a natureza age de forma a manter um equilíbrio em relação a todas as espécies, mesmo que essas se reproduzam anualmente. De tempos em tempos há certo acontecimento que interrompe essa reprodução e extingue algumas espécies. O auto não diz que o homem se encontra nessa lista mas com certeza podemos incluí-lo. há entre animais e plantas uma colaboração recíproca de forma bem equilibrada. As plantas fornecem o alimento aos insetos que em troca polinizam as flores, permitindo assim que essas se reproduzam."
Os ecossistemas dependem um do outro para continuarem existindo. Darwin comenta sobre as mais variadas formas que os animais buscam para se proteger de predadores, se misturando a vegetação como se a ela pertencessem, não só para se proteger como também para capturar suas presas. A obra descreve também as consequências de locais que por um motivo ou outro acabam se isolando e formando assim um ecossistema diferente e independente dos demais. Esse isolamento dará com o tempo uma nova variedade de seres que se adaptam ao seu novo lar É nesta mesma situação que se faz presente a extinção de algumas espécies que não se adaptam ou se tornam presa fácil de outros seres maiores.Nesta parte da obra já é citada a seleção natural e a forma como essa age na natureza, selecionando somente os mais fortes e os mais adaptados"
Temos casos de algumas espécies que por algum motivo acabam se isolando das demais e este isolamento dará tempo para uma nova variedade ser aprimorada em marcha lenta e isso pode ser muito importante para algumas espécies. Isso serve para todos. Estes também sofrem a influencia do clima em seu desenvolvimento.
O mero intervalo temporal não faz nada sozinho. O uso de alguns órgãos em algumas espécies dura apenas algumas gerações. O desuso faz com que estes se atrofiem e as gerações que virão, tendem a não possuir mais tais órgãos. A autora sita vários exemplos neste sentido. Em alguns casos podemos atribuir ao desuso modificações de estrutura completamente, ou parcialmente, causadas pela seleção natural. Um caso interessante citado é o caso de animais que vivem em regiões de total escuridão e acabam por perder a visão completamente, atrofiando os olhos. Seus filhotes já nascem sem os olhos. As adaptações com relação ao meio não se restringem ao mundo animal, mas se estendem também aos vegetais, onde plantas se adaptam ao meio em que vivem para tirar um melhor proveito do meio em que vivem e muitas vezes tendo os insetos como auxiliares na polinização."
O próprio autor reconhece a dificuldade em esclarecer melhor sua teoria sobre a evolução das espécies, devido a algumas lacunas apresentadas por algumas espécies que não deixaram marcas significativas em sua escala evolutiva. Em um trecho de sua obra Darwin afirma que acreditar em atos da criação separados e inúmeros pode dizer que nesses casos Deus quis fazer com que um ser de um tipo subsistisse um ser de outro tipo.
Em outro parágrafo o autor descreve as mais variadas adaptações de alguns animais para conseguirem sobreviver em determinados habitat. Darwin também afirma que a teoria da seleção apresenta dificuldade relação a alguns órgãos . Tudo esta de certa forma interligado ao meio mesmo que em reinos distintos . A preservação de cada espécie raramente pode ser determinada por apenas uma vantagem, mas pela união de todas de grande e pequenas. Comum em diversos animais o embrião costuma trazer a forma de seus ancestrais passados na escala evolutiva.Outra discussão interessante é o desenvolvimento dos mamíferos e de que forma adquiriram tal habito.E assim o ato de sugar torno-se essencial ao mamífero.São apresentados também casos de animais que tiram proveito de outros animais como é o caso do pássaro cuco que bota seu ovo em ninho alheio e seu filhote chega a expulsar o filhote do dono do ninho. Interessante também é o caso de formigas que escravizam ouras formigas"dando sequencia a leitura chegamos a parte que trata do hibridismo e as mais variadas situações de cruzamento entre raças , tanto no reino animal quanto no reino vegeta. Enquanto alguns apresentam a esterilidade como uma característica entre os híbridos, outros apresentam um quadro completamente inverso e isso vale para ambos os reinos. As causas de tal situação é ainda um segredo. Na sequencia são apresentados as características referente as regiões onde determinados animais ou plantas vivem ou viveram e quais as possíveis influencias sobre estes . O autor lembra que as proporções dos fosseis encontrados e estudados em todo planeta Terra, é insignificante e temos ainda muito que explorar e muitos materiais são perdidos sem nunca passarem por qualquer estudo, justamente por estarem em locais que não os preservam de uma forma adequada para futuros estudos.
O surgimento e a extinção de algumas espécies de plantas e animais, está diretamente ligada as modificações geológicas pelas quais passou o planeta no ultimo milhão de anos. Alguns animais conseguiram se adaptar e por meio de mudanças em suas estruturas, se mantiveram vivos, passando suas características de uma geração à outra. Os animais maiores foram os primeiros a desaparecer. O mesmo aconteceu com as plantas. As modificações aconteceram de forma mais lenta na vida marinha em comparação com a vida terrestre onde as mudanças foram mais bruscas e significativas. A teoria da seleção natural fundamenta-se na crença de que cada nova variedade de espécie são produzidas e mantidas por terem alguma vantagem sobre aquelas contra as quais compete; e a consequente extinção das formas menos favorecidas é inevitável, porem a extinção completa de um grupo é, em geral, um processo mais lento do que sua produção. A maioria, se não todos, os embriões lembram seus ancestrais em seu formato primitivo.
Quando Darwin publicou esta sua obra no século XIX , ainda não se cogitava nada com relação a deriva continental. Isso explica sua dificuldade em entender de que forma plantas e animais aparecem em diversas partes do globo.
Uma teoria encontrada foi de que muitas pequenas ilhas foram sendo ocupadas aos poucos tanto pela flora como pela fauna. Em alguns casos ambas eram separadas por mares muito rasos e muitas sementes foram levadas por correntes marinhas ou pássaros. Hoje sabemos que tudo se deu por conta da deriva continental, que no século XIX até poderia existir como teoria mas sem comprovação que se deu apenas à pouco tempo por meio de pesquisas e medições precisas.
A variedade de das plantas que existem no mundo e sua dispersão por toda costa foi facilmente explicada, usando-se a teoria da flutuação das sementes , bem como a dispersão das mesmas por intermédio de pássaros e outras aves. O autor defende também a teoria de que essa dispersão possa ter ocorrido por meio de icebergs nas diferentes eras glaciais.
Na parte final de sua obra Charles Darwin faz uma explanação mais detalhada sobre o desenvolvimento dos animais de pequeno, médio e grande porte, tanto matinhos quanto terrestres. São muitos detalhes para serem apresentados em um mero resumo. Por meio da leitura deste livro podemos ter uma ideia de como o homem do século XIX pensava com relação à ciência. O autor usa como base vários outro nomes significativos do meio cientifico de seu tempo e que serviram como base para seus estudos.

site: http://toninhofotografopedagogo.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Iza 24/08/2015

Só para esclarecer...avalei com apenas 3 estrelas, não por que a leitura seja ruim ou algo do tipo mas, por esta versão da Editora Escala deixar a desejar nos quesitos tradução e uso correto da língua portuguesa do Brasil.
comentários(0)comente



Túlio 12/02/2014

Essencial
Darwin começa esse livro mostrando como as variações entre indivíduos estão presentes dentro das espécies, seja na natureza ou nas seleções que o homem faz com suas criações. Essas pequenas variações, quando acumuladas no decorrer do tempo podem fazer com que surjam "novidades" nessas espécies.

Uma característica nova que possibilite uma amplitude maior de habitats ocupados, ou que restrinja os indivíduos a regiões menores são características importantes que surgem e que são decisivas na luta pela sobrevivência. Quando fala desse assunto, o autor mostra que os seres vivos estão eternamente envolvidos numa luta pela vida. E cada "arma" que eles possam ter é essencial para sua vitória. Essas armas são essas características que eles desenvolvem, que vão permanecer ou não na espécie pela ação da seleção natural.

Essa é a grande chave desse trabalho. Na luta pela sobrevivência, apenas os mais aptos a suportarem as pressões do meio irão continuar vivos, passar suas características para a geração seguinte e garantir a sobrevivência de sua espécie. A partir desse princípio, Darwin mostra que todos os seres vivos passam por esse processo, as alterações vão surgindo na espécie e continuam ou não presentes se o indivíduo sobreviva; se essa alteração o tornar apto a determinada situação em determinado momento.

Definida a seleção natural, o livro ainda aborda as leis de variação, mostrando como elas podem surgir nos organismos,como, por exemplo, pelo uso e desuso. Darwin ainda mostra muitas situações dos seres vivos que com certeza vieram de uma longa composição de caracteres selecionados: o instinto e comportamento diversos.

Embora na época os estudos de Mendel sobre genética ainda não tinham sido divulgados, Darwin já sabia que algo ligado à reprodução permitia a transmissão das variações, hibridismo e outros assuntos relacionados. Por fim, o livro fala da distribuição geográfica dos seres vivos, deixando claro que o lugar onde eles vivem hoje está claramente relacionado com sua capacidade de adaptação e migração em épocas remotas.

Polêmico e com uma linguagem difícil, A Origem das Espécies é um livro de leitura obrigatória para todos aqueles que se interessam por evolução. Afinal, a partir dessa obra deu-se início a uma série de estudos nesse campo da Biologia, mostrando que todos os seres vivos descendem de um ancestral comum.
Vítor Gomes 18/06/2019minha estante
Gostei muito da resenha mas gostaria de saber oq vc achou da edição? Pq eu tenho e n sei se é boa pra leitura


Túlio 19/06/2019minha estante
Ah, as folhas são bem finas e as letras são bem pequenas. Isso é ruim de ler um pouco. Depois que li fiquei sabendo que a tradução tem acusação de plágio.


Vítor Gomes 20/06/2019minha estante
Iiii então n vou nem ler


Vítor Gomes 20/06/2019minha estante
Vou compra uma melhor




Luciano Luíz 07/02/2014

A ORIGEM DAS ESPÉCIES de CHARLES DARWIN foi um livro que abalou o mundo na época de seu lançamento.
Pois muitas dúvidas acerca da vida foram elucidadas.
Mas também muitas outras brotaram.

Graças as suas viagens, mais precisamente ao arquipélago de Galápagos, Darwin chegou a teoria de que os animais passavam por evoluções devido a mudanças climáticas.
Onde quer que vivessem, eles se adaptariam para dar continuidade a espécie.

Não é apenas o mais forte, mas sim o mais inteligente que segue em frente. Tanto para sobreviver ao cenário quanto para sobreviver em meio aos predadores.

A obra contém em muitos pontos, linguagem técnica, o que geralmente acaba por afastar leitores.
Mas assim mesmo é uma leitura interessantíssima.

Não há muito o que comentar sobre as pesquisas de Darwin, a não ser alguns erros que as pessoas cometem ao afirmar que ele tenha dito em algum momento de sua vida que o homem evoluíra de algum macaco.

É comum ver muitas capas onde aparecem macacos se transformando em homem. Porém, o mais curioso de tudo é que no miolo do livro nada disso existe.

Quem disse pela primeira que vez que o homem seria um descendente de primatas, foram vários inimigos de Darwin, justamente pelo fato de que o biólogo conseguira provar a evolução em pássaros que se adaptavam ao meio.
Como a Pomba Cambalhota que é exaustivamente citada no livro...

Portanto, Darwin nunca disse isso.
Não existe qualquer registro.
Mas continuam a insistir em lhe atribuir tal alcunha.
Além de ainda fazerem capas que acabem por disseminar tal lenda de forma sem fim...

Em muitas edições, apesar de na capa ter macacos evoluindo para homem, consta a informação na orelha ou na contracapa de que Darwin jamais falara sobre isso...

Aí me pergunto: então pra que diabos fazem isso?!

Bom...
É um livro que muita gente deveria ler.
Ainda mais para desmistificar sobre o que eu citei...

Mas fora isso...
É algo mais profundo para quem quer mesmo ir além no assunto.

L. L. Santos

site: https://www.facebook.com/pages/L-L-Santos/254579094626804
Guilherme Amaro 21/11/2017minha estante
undefined




Tainá 10/04/2013

A origem das espécies
Assim como minha professora falou esse livro é leitura OBRIGATÓRIA para os estudantes de Biologia...
Simplesmente fascinante!!!!!!!!11
comentários(0)comente



Fabiano 20/02/2013

Má tradução
Essa edição tem diversos erros, por isso abandonei a leitura!
comentários(0)comente



Charline 24/11/2012

Nunca é o fim
Não o abandonei por inteiro. Apenas percebei que a leitura deste livro não se faz de forma contínua. O livro se encontra em minha estante feita de caixas de banana. Desta forma, em qualquer momento posso pegá-lo e tornar a ler por um determinado tempo, algumas páginas. Enquanto isso, vou me divertindo com outras história mirabolantes.
Aline 20/09/2017minha estante
Exatamente como eu estou fazendo. Tentar fazer leitura integral dele é massante, mas ler um capítulo por vez é interessante.


Vítor Gomes 18/06/2019minha estante
Oq vc achou da edição q vc leu?




Phelipe 09/11/2012

Teoria ou fato: A evolução das espécies
Charles Robert Darwin sem dúvidas um homem brilhante, que convenceu a comunidade científica a aceitar sua teoria a respeito da evolução das espécies, que até então era aceita apenas a teoria da criação e a teoria da catástrofe, porém ainda sem fundamentos concretos.
Darwin fez um relato extremamente datalista sobre suas observações e fatos que provam a teoria da evolução, que até os dias atuais são aceitos sem nenhuma contradição.
O livro traz textos rebuscados, com linguagens técnicas. Leitores sem experiências com textos do tipo podem ficar um tanto confuso em certas partes. Entretanto esses fatores não tiram o brilhantismo do livro.
comentários(0)comente



Ale 25/09/2012

Foi uma leitura meio "penosa" bom era de se esperar né!?...
É uma teoria q prevalece até hj, detalhista em toda extensão da palavra!
Mas bem satisfatória digo, e mostra o grande conhecedor Darwin, e como tal faz comparações, deduções e exemplos (muitas vezes não muito claros para este leigo). Mas sempre foi difícil entender/compreender pessoas q nasceram a frente de seu tempo, então me perdôo por essa falta! Rs... Não digo que seja uma leitura obrigatória (ao menos para simples curiosos como eu), mas é muito interessante saber o porquê, o como se chegou a tal conclusão, e isso sempre me motivou a ler, essas pessoas que realmente revolucionam sempre me causaram encanto, espanto e admiração, sensações que se tornaram muito raras nos tempos atuais, mas que pra mim não perdem o valor, e são reavivadas quando me deparo com livros como este!! ;]
comentários(0)comente



26 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2