De passagem por Paraíso

De passagem por Paraíso Susan Wiggs




Resenhas - De Passagem por Paraíso


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Patricia Duarte 12/04/2011

Esse é apenas o segundo livro da Susan Wiggs que leio e certamente ela já se tornou uma das minhas autoras preferidas. A forma como ela escreve faz vc praticamente entrar na história...imaginadndo cada cena, cada lugar.
Assim como a autora a história também é ótima, com muito romance e segredos.
Recomendo muito!
comentários(0)comente



Paty 21/01/2011

De Passagem por Paraíso foi o primeiro livro que li da Susan Wiggs. Primeiramente, foi impossível não compará-la a Nora Roberts, minha autora preferida.
O estilo de escrita da Susan, ao menos nesse livro, é bem fácil de ler, leve.
Quanto ao desenrolar da história... Até um certo do momento do livro eu já tinha decidido que daria 3 estrelas aos livro, mas uma revelação nas últimas páginas me fez aumentar a nota para 4.
Eu não comprei o livro novinho na livraria, o achei na loja de livros usados por 20 reais, o que foi muito legal.
Não é um livro do tipo 'must read'... Mas se você tiver a oportunidade de ler, faça isso.
comentários(0)comente



Babih Bolseiro 09/06/2011

De passagem por Paraíso
Detalhes muitas vezes considerados dispensáveis, podem mudar toda uma vida.

De passagem por Paraíso é uma história romântica diferente e nada monótona.

Victor Winslow é o político que todo cidadão ama (no sentido literal da palavra) que dedica a sua vida a jantares que possa arrecadar mais fundos para suas obras e, também, é um homem convive com um segredo que se viesse à tona, iria deixar seus tradicionais eleitores de "boca aberta".

Sandra Winslow, mulher de Victor, é a perfeita companheira de política. Escritora de livros para o público adolescente, sempre teve o desejo de ter lindos filhos para cuidar. Porém, em uma terrível noite, ambos acabam envolvidos em um cruel acidente que resulta na morte de Victor.

Sandra pensa que a vida não podia ser mais injusta... ou podia? Podia sim! Depois daquela noite, a jovem escritora passou a ser chamada de "Viúva Negra" e considerada, pela maioria dos pacatos habitantes de Paraíso, a responsável pela trágica morte do querido político, apesar do laudo pericial do processo tê-la inocentado.

Querendo fugir dos fantasmas do passado, Sandra decide restaurar e vender a histórica casa deixada por seus avós e, é aí, que surgem Mike Malloy.

Recém saído de um divórcio, Mike só queria saber de trabalhar para comprar uma casa decente, mandar o assistente social ao inferno e, ficar mais tempo com seus amados filhos. Entretanto, ao ser contratado por Sandra, para realizar um milagre em sua decadente moradiam, suas prioridades mudam.

Revolucionários! Eu peguei esse livro na biblioteca da faculdade em um impulso, sem ao menos ler a sinopse! Sim! Isso mesmo! Banquei a doida rsrsrs. Fiquei apaixonada pela capa do livro: delicada e encantadora, com os desenhos em alto relevo,bom de passar a mão. Nunca tinha lido nada da Susan Wiggs (aliás, para ser sincera, nem sabia da existência dessa adorável escritora até pegar o livro) e, uma coisa eu digo: R-E-C-O-M-E-N-D-O!!!!!!

A história é uma reunião de tudo que uma narração ótima tem de ter: suspense, romance, humor... Ou seja, não é um mero romance. A escritora descreve os personagens com perfeição, seus medos, sonhos, intrigas, modo de ser e de pensar.

Enfim, eu recomendo mesmo! Vocês não vão se arrepender. Esse livro só não ganhou um trio de nota 10 porque achei as letras um pouco pequenas, fora isso, é um A-R-R-A-S-O!
comentários(0)comente



Zana 08/12/2015

Dez considerações sobre “De passagem por Paraíso” de Susan Wiggs
Anotações para uma pseuda resenha – 8 de dezembro – terça-feira

1. Nem de passagem nem paraíso se considerarmos as pessoas que moravam na cidadezinha, ela estava mais para uma sucursal do juízo final visto todos os habitantes acreditarem ser juiz e carrasco da vida alheia e estarem não só com a primeira pedra, mas com a pedreira inteira nas mãos prontos para arremessarem numa cidadã da comunidade legalmente considerada inocente.

2. Muito irritante ler ‘Viúva-Negra da Praia da Lua Azul’, não podia ter colocado um nome mais comprido não, Susan Wiggs?

3. Todas as piadas infames e cruéis existentes que falam de sogros (as) são amenas para sogros iguais ao da protagonista.

4. Todas as referências depreciativas sobre ex-mulheres que fazem o diabo para tirar financeiramente tudo do seu ex em casos de divórcio se aplicam a mulher de Mike Malloy.

5. O contexto ambiental do livro, as personalidades e as histórias de vida sentimental e profissional dos protagonistas são atrativas e aprazíveis de ler.

6. Sandra Winslow Babcock deveria ser bem mais expressiva em demonstrar seus sentimentos para com Mike Malloy, pois ele mais do que precisava e merecia isso.

7. Mike Malloy é um UAU gostoso tudodebom!

8. O mistério do livro é facilmente desvendado, pois o dilema do armário não significa mais nada para geração atual, portanto é aconselhável abstrair para a questão.

9. Os leitores mereciam um desfecho mais vagaroso, era necessário um detalhamento maior do clímax, assim como permitir uma contemplação maior dos infelizes e dos felizes para sempre. Susan Wiggs não colaborou neste sentido portanto perdeu duas estrelas, entretanto ainda assim não perdeu a carta de recomendação. Leiam!

P.S: Se você está pensando “como assim, não era uma lista com dez considerações sobre o livro? Então respondo: se a autora pode abrir cada capitulo com dez considerações sobre alguma coisa e quase sempre terminar em três ou cinco, eu também posso, não? ; )
Érica | @aquelacomlivros 09/12/2015minha estante
Kkkkkkkkkkk...adorei sua "pseudo resenha"!!!!


Zana 09/12/2015minha estante
:D




Luciane 02/09/2010

Adorei!!
Adorei o livro. É a primeira obra da Susan Wiggs que eu leio e ela me supreendeu positivamente. O enredo é muito bom. A história vai se revelando aos poucos e há algumas surpresas. A descrição do romance é muito boa... O mocinho é maravilhoso, mas não é multimilionário como em outros romances, o que o torna mais real. O livro é bem gostoso de ler, não dá vontade de parar de ler. Recomendo muito!
comentários(0)comente



sabrina sexton 25/05/2010

ESSA FOI uma leitura que me tocou profundamente. Aliás, tocar profundamente parece ser o principal talento dessa autora maravilhosa, chamada Susan Wiggs. Seus livros trazem, em ritmo totalmente cotidiano, os problemas da "vida normal".



Claro que é uma obra de ficção, mas o enredo é tão sutil que poderia passar por uma história acontecida com o parente de um conhecido... histórias como as que ouvimos todos os dias.

Não pensem que é um livro maçante, pelo contrário: a sensação de "realidade" é o que torna o torna tão especial, e a sensibilidade com que a autora aborda os dilemas de suas personagens é comovente.



Enfim, ler um livro de Susan Wiggs é como assistir àquela novelinha que nos prende e nos mantém fiel do início ao fim. Nem preciso falar que ler um bom livro é infinitamente melhor que acompanhar qualquer novela, pois não nos torna dependentes de capítulos, podemos criar nosso próprio ritmo; e o meu foi bem doido: eu não conseguia largar o livro, que devorei em duas tardes!



Sandra é uma mulher que luta diariamente para que a gagueira, que sofreu na infância e adolescência, não retorne. Após anos de tratamento consegue dominar-se, mas em momentos de intensa emoção a dislalia ainda a atormenta. Viúva, está sob constante pressão, acusada pelos sogros e por toda a sociedade de “ Paraíso”, de ser a causadora do acidente que levou a vida de seu marido, um “tão querido” político e filho daquela pequena cidade.



Quando o laudo pericial libera Sandra da responsabilidade, ela pode receber a apólice de seguro, da qual era a única beneficiária. Mas o mal já está feito: Sandra sente que não pode mais viver naquela cidade, apontada e crucificada por toda a população. Ela resolve reformar a casa de veraneio de sua família pra vendê-la, e assim procurar outro local para sobreviver.



Sandra era apaixonada pelo marido, daria sua vida por ele, só queria algo que ele sempre lhe negava: um filho. Solitária, encontrou no marido o que supunha ser um casamento perfeito, até que conheceu Mike e descobriu o que poderia, de fato, acontecer entre um homem e uma mulher...



O empreiteiro Mike saiu de um divórcio que o deixou depenado e, ainda meio desnorteado, volta para sua cidade natal. Quando recebe o chamado para reformar uma residência não imaginava que seria a casa “dela”, a viúva que toda Paraíso adorava odiar. A viúva de seu melhor amigo de infância...



Após pouco tempo de convivência, Mike passa a admirar e enxergar as reais qualidades daquela mulher tão especial, guerreira e sofrida. Se apaixonar por ela não foi nada impossível!

Mas ainda havia um problema: Se envolver som Sandra, e seus problemas, não era bom agouro para conseguir vencer na luta pela guarda dos filhos, pois a mídia fazia o imenso favor de pintá-la como uma verdadeira viúva negra! E mais... Mike pretendia refazer sua vida alí, enquanto Sandra estava apenas "De passagem por Paraíso".



Eu gostei demais desse livro. Mike não é descrito como o homem perfeito, tal como o marido de Sandra "aparentava", mas é exatamente isso que Sandra precisava: um homem imperfeito... Mike faz de tudo por ela, é linda a forma como ele “cuida” de Sandra. Se bem que houve momentos que senti imensa vontade de chacoalhar Sandra para vida, e mostrar que o Mike estava ali e era real!

Então o que ela estava esperando?

Por que escondia tantos segredos dele, e das outras pessoas, segredos que podiam por fim no falatório em torno dela imediatamente?



Leitura de primeira qualidade, eu mais que recomendo!



http://librosdiamore.blogspot.com/

comentários(0)comente



LissBella 09/08/2011

“Os pequenos milagres de todos os dias faziam a vida valer a pena”.
Mais um adorável livro de Susan Wiggs... Em de passagem por paraíso a autora nos conta a história de Sandra, viúva, suspeita do assassinato do marido. Sandra é uma jovem escritora que passa a ser considerada em Paraíso a "Viúva Negra".

Sandra se vê completamente perdida “o mundo inteiro deslizava por debaixo dos seus pés e ela não fazia idéia de como trazê-lo de volta para o lugar certo”.

Mike Malloy é um restaurador, e acaba contratado por Sandra para a restauração da casa antiga, que pretende vender e sair da cidade assim que inocentada do crime que segundo ela, não cometera.

Malloy acaba de sair de um casamento em busca de uma vida mais segura para provar a assistente social que pode sim,viver com os filhos. Se sente revoltado com a vida, afinal: “A vida não dá uma segunda chance... quando não acertamos de primeira, não conseguimos simplesmente recomeçar do zero”.

Malloy acaba se aproximando... “O fato de ela estar tão solitária lembrava-o de suas próprias perdas, deixando-o cara a cara com uma verdade que não queria admitir”. E, para Sandra não é diferente: “ Tudo dentro dela a empurrava para ele, para a simples promessa dos seus olhos”.

A partir daí vamos viver com eles os conflitos dessa paixão, os medos, as dores passadas... sentimentos adversos e diversos, como em uma pequena frases que amei:

“Amava-o. Odiava-o. Queria apenas mais cinco minutos com ele”.

Uma linda história de paixão, suspense, romance, humor... e perdão.


Lindo livro. Recomendo!!!
comentários(0)comente



CÁRITA 12/05/2014

A MUITO TEMPO EU NÃO LIA UM LIVRO EXCELENTE COMO ESSE,AMEI A HISTORIA DE MIKE E SANDRA SÃO DUAS PESSOAS COMUM,QUE SE ENCONTRAM E VÃO SE APAIXONANDO AOS POUCOS. UMA MULHER QUE CONSEGUE VENCER TRAUMAS DE INFÂNCIA E UM HOMEM SOLITÁRIO COM O CORAÇÃO PRONTO PARA RECEBER E DAR AMOR. QUE CONSEGUE AMAR SEM SENTIMENTOS EGOÍSTAS. O LIVRO ME PRENDEU DO INICIO AO FIM TEM ALGUNS MISTÉRIOS QUE VÃO SE DESVENDANDO NO DECORRER DA HISTORIA.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8