Lilac

Lilac Deise Müller




Resenhas - Lilac


47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Sandy 30/10/2020

Lilac
Vou ser bem sincera em dizer que eu esperava que fosse um livro bem mais de fantasia do que realmente foi. Digo isso porque eram tantas cenas de sexo explícito que chegou a me incomodar, não por ter cenas de sexo, mas por ser em excesso sabe. O desfecho da história eu gostei muito e o livro teve um super movimento mesmo pro final do livro. É um final que me fez querer ler a continuação, coisa que eu não pensava que iria querer por conta do incômodo que já citei anteriormente, mas, pelo desfecho da história, creio que será diferente no próximo livro, por isso tenho esperança de gostar de ler Silver.
comentários(0)comente



Andy 31/07/2020

Feitiçaria e mistérios
Neste livro vamos conhecer a Meg, uma mulher que procura esquecer o seu passado, principalmente depois do assassinato de sua irmã que a abalou profundamente. Ela decide tocar sua vida em uma cidade nova onde procura aproveitar o resto de sua vida e longe do ex.
Mas tudo parece diferente na noite de seu aniversário em que sai com a prima para se divertir e acaba conhecendo um cara, chamado Craft, um homem muito seduzente e tem algo em comum com ela, ele é feiticeiro.
Meg é muito poderosa e que por algum motivo alguém a quer morta. Ela está em busca de respostas e se aventurar nesse novo mundo com certeza será uma aventura e tanto.
Este livro é incrível! A história é bem desenvolvida fazendo com que o leitor se envolva de uma forma muito intensa ao longo do livro.
comentários(0)comente



JulianaCalvelli 11/12/2016

Amooo!
Amo, e quero muito ler o próximo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Emy 14/06/2016

Muito mais que maravilhoso...??
Eu tenho essa maravilha de livro....Ele é tão intenso,mágico e instigante...te faz querer rir...chorar...gritar..e principalmente querer amar!!!?
Quando eu estava lendo não pude deixar de não rir em cada página...esse livro contém uma essência que poucos tem..te faz querer viver...ou melhor te faz querer entra no livro e não volta nunca mais!!!???
comentários(0)comente



Jordana 18/11/2015

Apaixoneeei!
A resenha pode ser conferida no link:

site: http://addictionforbooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-lilac-deise-muller.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



"Ana Paula" 15/08/2015

"Eu nunca conheci alguém que pudesse ser tão agressivo e tão carinhoso ao mesmo tempo. Craft despertava em mim sensações que eu nem pensava que fossem possíveis."

É minha gente... preparem-se para sentir as mesmas sensações de Meg... porque, sério, não tem como ser indiferente ao charme de Craft!

A sinopse é muito bem detalhada, então vamos logo pular para o que eu achei do livro: 392 páginas de ação, romance, suspense, sensualidade e claro magia! Nunca li um livro tão bem escrito, que pudesse juntar tudo isso e não ser cansativo. Eu sou fã de bruxas, adoro ler sobre, me considero uma bruxinha perdida, que ainda não encontrou seu clã! rsrsrsrrsrs Claro que fiquei super empolgada para ler este livro quando li a sinopse, mas nada, absolutamente nada do que eu pensava, encontrei aqui, o que não foi ruim, porque a autora conseguiu me conquistar e desejar ardentemente a continuação!

"Ok, eu estava quase implorando, admito. Mas tentem acordar com um rei feiticeiro, de quase dois metros de altura, um corpo monumental, mechas prateadas em um longo cabelo negro, olhos prateados e a boca mais gostosa que já provaram, estando esse mesmo cara em um roupão negro, com os cabelos molhados e um olhar de quem quer te devorar, e não se sentir subindo pelas paredes... Imaginou? Agora vocês me entende não é?"

Em Lilac, vamos conhecer Meg, uma mulher que tenta desesperadamente esquecer seu passado, depois do assassinato de sua irmã, Meg não é mais a mesma, largou a faculdade e entrou em depressão, ela tenta viver cada dia como se fosse o último. Descendente de feiticeiros, ela sabe que tem o dom, mas quer ser normal. Seus olhos são lilases e suas tatoos, poderosas... Mesmo sem ela saber o motivo. No dia de seu aniversário, sua intenção é sair e se divertir com sua prima, mas ela não poderia prever que o destino colocaria em sua vida, um feiticeiro lindo e maravilhoso chamado Craft. Entre descobrir esse novo sentimento e tentar entender porque querem matá-la, Meg descobrirá que pode sim tocar sua vida. Que ela estava praticamente morta antes de conhecer Craft e sua família. Agora, Meg lutará para manter suas promessas e tentar encontrar a verdadeira felicidade.

"Eu não uso rótulos, apenas sou o que sou. E hoje, especialmente hoje, eu sou alguém com o coração pesado, em pedaços... Tudo o que eu queria era uma bebida e o bom e velho sexo casual. Não há nada melhor para levantar o astral."

Eu já havia lido algumas resenhas deste livro, e confesso que não sei porque não o li antes. Simplesmente perfeito! A autora abusa de cenas quentes, mas nada vulgar a ponto de você desistir do livro. Tudo isso misturado a um enredo fantástico, onde os feiticeiros são uma linhagem própria, diferentes dos humanos. Divididos por clãs, cada um tem seu rei e seu povo. A autora aborda a Inquisição e a Era das Fogueiras, explica como a linhagem foi criada e permaneceu até os dias atuais, tudo narrado com perfeição e sem pontas soltas.

E que narrativa!!!! Feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de Meg, muito sensual e bem feminina, e, quando eu não esperava mais nada, a autora nos brinda com algumas narrações de Craft (morri *0*).
A tensão sexual entre eles chega a ser palpável... é muito gostoso de ler. Nada muito romântico, que chegue a ser doce demais, mas bem realista do ponto de vista atual. Meg é uma mulher comum, que tenta esquecer seu passado e se livrar de uma depressão, sabe que é bonita e atraente e sua isso ao seu favor. Gosta de beber socialmente, adora andar de moto, tem um coração bom, possui um gênio que eu amei! É uma mulher completa, só faltava um homem no mesmo estilo para completá-la.
Craft é todo charme... Um homem de quase dois metros de altura, com olhos prateados e cabelos compridos, negros como a noite e com mechas prateadas...Um homem completo, ele precisa ser, já que é o Rei de seu clã. Possui uma família linda, mas desestruturada, Meg chega para abalar a todos e, ao mesmo tempo em que resolve problemas, ela os atrai.

"(...) Depois da Anya, eu não pensei que fosse conseguir confiar assim em alguém, mas a Meg... Eu não posso te afirmar que ela me ama, mas ela certamente me quer por perto, portanto, eu não vou desistir dela."

Todos os personagens são muito bem construídos, cada um com sua participação especial na trama. As descrições dos lugares também não deixou a desejar, a autora te leva para o enredo, e te força a sair de lá quando o livro acaba. Infelizmente, a editora deixou a desejar na revisão, erros bobos foram deixados passar, mas nada que prejudique a leitura. A capa é muito bonita, mas confesso que gostei mais da capa da nova edição. Esta capa, ao meu ver, ficou um pouco infantil perto do enredo que é mais adulto. A nova capa trouxe um ar mais sensual.... muito melhor!

Bem, acho que esta é a maior resenha que já fiz, é impossível não gostar desta obra. Parabenizo a autora e desejo muito sucesso. Apesar de ser fantasia, Deise usa sentimentos verdadeiros, como o amor, amor por sua família, por seus amigos... amor simples e puro. O que você faria para salvar as pessoas que ama? Quebraria promessas? Deixaria de ser quem você é? Descubra junto com Meg e delicie-se nas páginas de Lilac! Super Recomendado!
Se vc, leitor, gosta de uma boa aventura, recheada de mistério, suspense, sensualidade e muito mais, não pode deixar de ler este livro. Tenho certeza que se apaixonará pelos personagens e pela trama toda. Agora é só esperar Silver neh? Bem, ele já esta batendo na nossa porta! Vou deixar aqui embaixo as capas novas e o link para a promoção de pré-venda do livro!

site: www.livrosdeelite.blogspot.com
comentários(0)comente



ViagensdePapel 15/07/2015

Lilac, de Deise C. Muller
Apesar de ainda sofrer com os constantes pesadelos da morte de Lauren, Megan conseguiu reconstruir sua vida. Alugou um apartamento, tem um emprego, e vive com o apoio de sua querida prima Jodie. Ela está relativamente bem, até que, na noite de seu aniversário ela foi comemorar com sua prima em uma boate, e lá, depois de um episódio embaraçoso com seu ex-namorado Lucas, ela conhece Craft.

Craft é 1,90 m de pura gostusura, auto confiança e poder. Instantaneamente Meg se sente atraída pelo cara, mesmo que ela nunca o tenha visto na vida. E é nesse ponto que sua vida muda completamente. Logo Meg é arrastada para um mundo que não conhecia, e ainda por cima, correndo perigo.

De repente Meg descobre que há todo um submundo escondido do seu, que tem uma sociedade cuidadosamente construída, onde todos têm o seu papel, todos pertencem a algum lugar, e ela faz parte desse novo mundo que ela nem imagina existir. E pior: mesmo nesse novo mundo ela não é como os outros.

Em sua jornada para descobrir o que ela é e o porquê dela ser, Meg acaba se envolvendo com todos a sua volta e descobre mais do que gostaria sobre seu passado e como ele está entrelaçado com o passado tenebroso desse novo mundo. E, com isso, ela corre ainda mais perigo do que ela imaginava. Ela e todos a sua volta.

A história envolve muito romance e muita ação. Ela tem um ritmo eletrizante, do tipo que não deixa você largar o livro antes de terminar de ler. Craft é simplesmente apaixonante, Delion (seu irmão), é muito divertido, e dá um toque de leveza e humor ao livro. E não tem como não se emocionar com a relação de Meg e Helen (uma menina muito doce e amável).

Eu já amei o livro por se tratar de um tema sobrenatural, já que tenho uma enorme queda por livros assim, e amei mais ainda porque é HOT, daqueles bem quentes. Mas a história não é só isso, e esse foi o ponto definitivo pra mim. A história é muito mais do que a gente pensa.


Continue lendo a resenha aqui:

site: http://www.viagensdepapel.com/2015/07/lilac-por-deise-muller.html
comentários(0)comente



SahRosa 28/03/2015

Resenha exclusiva do blog Da Imaginação à Escrita
Desde a sua primeira publicação, Lilac estava na minha lista de desejos e futuras leituras, o enredo chamava minha atenção, pois prometia elementos que gosto muito em boas obras sobrenaturais: Magia, bruxas, feiticeiros e etc. Várias vezes tentei adquirir meu exemplar, mas o livro sempre esgotava, claro que essa situação só me deixava ainda mais curiosa para ler, afinal, quanto mais um livro vendo, maior deve ser sua aceitação. Minha chance de ler Lilac veio finalmente com a Amazon. Quando eu decidi testar o serviço de aluguel Kindle Unlimited, vi que a obra da Denise estava dentre os e-books que eu poderia alugar, não pensei duas vezes, Lilac tinha que ser lido agora!

Decida a aproveitar o momento e deixar a depressão de lado, Megan sai acompanhada da prima para um das boates mais baladas. Vestida para conquistar, a jovem sabe que esta na hora de seguir em frente e esquecer o passado. Ao esbarrar em um desconhecido, Meg sente uma atração descontrolada, o homem era incrível e mostrava que também a queria. O que deveria ter sido apenas uma noite, mostra-se muito mais do que isso.

Quando Lucas seu ex-namorado some sem deixar pistas, Meg tem uma única suspeita: Craft seu misterioso acompanhante. Antes dos dois saírem da boate, Craft discutiu com Lucas e após isto, Meg não o viu sair da boate.

Querendo respostas e disposta a ajudar o ex-namorado, a jovem se arrisca, principalmente agora que os sequestradores a querem a todo custo. Mesmo desconfiando de Craft, ela acaba percebendo que ele jamais poderia ter feito aquilo e quando Meg é pega pelo seu algoz, é Craft que a salva, mas o modo como ele a salvou foi completamente surreal, mágico...

Revelando ser de um poderoso clã de Feiticeiros, Craft afirma que Meg possui traços de magia, há algo em seus olhos violetas que o deixam intrigado. Mesmo sendo uma realidade diferente do que estava acostumada, Meg sabe que é verdade, seu pai já havia tentado convence-la a praticar magia, afinal, sua família é descente de uma ancestral que realizava o ocultismo.

No entanto, as raízes de Megan são muito mais obscuras do que ela poderia imaginar, sua vida está condenada, mas Craft jamais deixará que algo aconteça a sua escolhida, Meg mudou todo o seu mundo e ele nunca a perderá. Inimigos poderosos querem Megan morta, ela é um risco a todo o clã de Feiticeiros e há aqueles que querem o sangue da jovem, pois somente assim Lilin voltará à vida.

Com personagens apaixonantes, descrições na medida, muita sensualidade, momentos hot e narrativa em primeira pessoa feita por Meg e algumas partes por Craft, Lilac tornou-se uma surpresa mais do que agradável. Minhas expectativas eram altas e confirmo que felizmente elas foram superadas! O enredo criado por Denise é envolvente, fluido e marcante. As cenas eróticas apimentam a história e é nítida a química entre Craft e Megan, os dois são perfeitos juntos, suspirei a cada momento romântico entre os dois, impossível não gostar deles. Meg é uma personagem forte, que não deixa nada lhe tirar lhe aborrecer, assim como Craft. Os personagens secundários também ganham espaço tornando a trama ainda mais empolgante. O que realmente me deixou um pouco incomodada foi o linguajar usado na obra, havia muitas palavras de baixo calão, o que me deixou um pouco desconfortável, mas isso não me impediu de tirar o máximo de Lilac, que sem dúvidas foi uma ótima leitura.

Como li a versão digital que era vendida na Amazon (atualmente Lilac não consta mais no catalogo, já que o mesmo terá uma nova reedição pela editora Madras), não há muito que dizer sobre a diagramação, pois era bem simples, a revisão estava impecável, não notei nenhum erro. Quanto à arte da capa, eu sinceramente gostei, combinou bastante com o enredo e a Megan, como a obra está de casa nova, estou ansiosa para saber como ficará a nova versão e espero que também seja vendido na Amazon uma nova versão digital, pois quero Lilac em minha biblioteca virtual.

site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/2015/03/resenha-lilac.html
comentários(0)comente



Camilla 15/12/2014

Resenha no blog Segredos e Sussurros entre Livros
Lilac é mais um exemplar nacional fantástico que tive a honra de conhecer. Publicado pela editora Literata e escrito pela Deise Müller, autora parceira do blog, a história é ambientada no mundo em que conhecemos, mas nos apresenta ao universo dos demônios e feiticeiros através de uma trama frenética e deliciosa.

A história é narrada sob o ponto de vista de Meg, uma descendente de feiticeiros que nunca quis saber de aprender sobre suas habilidades, assim como sua irmã gêmea, Lauren. Infelizmente, o mundo bizarro que ela tenta ignorar acaba por surpreendê-la em dado momento após uma tragédia familiar. Logo, em uma busca por respostas e um resgate inesperado, os dois mundos de Meg acabam colidindo, levando-a não só a conhecer mais sobre sua herança mágica, mas também a descobrir uma nova razão para viver.

Por se tratar de um romance fantástico mais hot, Lilac contém muitos trechos românticos, sensuais e, até cômicos. Os personagens são divertidíssimos e encantadores. A própria Meg é uma boa personalidade feminina que, mesmo tendo vivido alguns dramas dolorosos, não se apega a frescuras. Craft, líder de um clã muito poderoso de feiticeiros, além de bonito consegue alcançar um lugar muito especial no coração de Meg, assim como alguns membros de sua família. Em pouco tempo, ela se vê emcoionalmente presa a essas pessoas, o que acaba lhes trazendo sérios problemas. A verdade é que o perigo maior que cerca a realidade deles pode não estar tão distante quanto pensavam...

Basicamente, o enredo é cheio de mistérios, sendo que a maioria deles são desvendados até o fim do livro, algo muito bom, diga-se de passagem. Todos os personagens surgem, aos poucos, com uma certa aura de mistério, mas tal aura é muito bem definida no decorrer da história. Não há pontas soltas ao final da leitura, mas sim um belo gancho para a sequência, com uma nova batalha pela frente.

A leitura das 291 páginas é deliciosa, frenética e muito rápida, deixando bem evidente o que encontaremos no próximo volume, Silver (que já estou lendo). Gostei muito da escrita da autora, leve, mas cheia de piadinhas sarcásticas. A nova edição do livro trouxe uma nova capa, muito bonita, com minha cor preferida tonalizando a imagem. Leitura mais do que recomendada para quem gosta de romances sobrenaturais e personagens sexies.

site: http://ssentrelivros.blogspot.com.br/2014/11/resenha-lilac-da-deise-muller.html
comentários(0)comente



Paula 28/11/2014

"Eu descobri o que rola entre..." - Lilac
A dois anos eu me interessei por esse livro e só a pouco tempo consegui obtê-lo e nossa, sem palavras para descrevê-lo. Sinceramente eu estou in love com Lilac e toda sua trupe. Megam é uma garota intrigante e dona de si. Craft é muito misterioso e putz... é de tirar o fôlego. E Delion.... Meu Deus o que é esse homem??? Nossa autora nos deu um presente escrevendo esse personagem que tanto me fez parecer doida aqui com suas, digamos, criancice kkkkkkkkkkk Sua leitura é fácil e o enredo simplesmente te prende do início ao fim. Lilac é simplesmente fascinante e intrigante. O mistério que ronda todo o clã Domovoi não te permite fechar o livro, pois a cada passo dado, mais a nossa curiosidade é aguçada. Parabéns a autora Deise C. Müller por nos proporcionar uma estória tão fascinante, intrigante e maravilhosa de degustar. Leiam, leiam e leiam pois eu estou em cólicas para sua sequência #Silver.
comentários(0)comente



Ana 28/07/2014

Resenha por Ana Zuky
Lilac foi um livro que me conquistou de forma surpreendente. Levei tempo para ler este livro, e para quem não sabe ou conhece esta obra é nacional. Eu ganhei este livro em uma promoção realizada no blog de uma amigona, né Máh.
Voltando a resenha... Lilac é do gênero fantasia, com uma pitada de erótico. A autora Deise soube como fazer com que a historia dele não entrasse na mesmice, pois ela esta bordando neste enredo demônios e feiticeiros. Soube encaixar perfeitamente cada um, nos dando a cada pagina aquele gostinho “quero-mais”.
Lilac começa com um prologo bem interesse, onde acontece a expulsão de um demônio do inferno. Já neste inicio temos algo a imaginar do que está por vir.
Já no primeiro capitulo conhecemos Megan uma jovem que esta completando seu 24º aniversario. A autora nos mostra que Megan é uma personagem depressiva, o que saberemos o porque desta depressão lá pelas meadas do meio da leitura. Confesso que achei esta depressão um tanto exagerada, os motivos são validos, mesmo assim achei esta personagem um tanto cansativa por causa disso.
Porem tudo muda quando Megan topa ir a danceteria com sua prima, lá tudo acontece e começa a historia ficar mais emocionante. Conhecemos o Craft, um personagem sinistro, mas que a autora conseguiu fazer o charme dele fosse transportado das paginas para nos, meros leitores.
A partir deste momento o envolvimento de Megan com Craft faz com que tudo seja encantado e maravilhoso ao leitor – o que acho, que isso serve para as mulheradas de plantão -, além dos acontecimentos, Megan se descobre ser uma feiticeira, e que nosso lindo Craft se mostra o rei dos Feiticeiros - UAU - .
A jornada não para ai, começa os mistérios envolvidos, onde descobrem que Megan não pertence a nenhum Clã, e para descobrirem isso, tanto ela como Craft enfrentaram até os demônios.
O livro realmente me encantou, pois sempre serei uma fanática por estes gêneros fantasia, mas o que mais me surpreendeu foi que: Não era um livro internacional a me surpreender – o que é sempre -, mas sim um Nacional, ao terminar de ler tive que me levantar e bater palmas. Exagero? Não. Simplesmente a verdade.
Contudo sempre a uns “porem” que sempre acompanham uma historia, e o porem desta foi, que a autora deixou nossos personagens muito tarados, é, acabou que para tudo – mesmo a personagem se fazendo de difícil, o que não era – tinham que fazer sexo. E meu povo, as cenas de sexo são bem detalhado, pura emoção. Então por causa disso, achei um tanto forçado e acaba que fazendo a historia perder um pouco do foco. Outro assunto a ressaltar é: A autora tentou deixar a historia um tanto dramática, tanto no assunto envolvendo a Megan como aquela que envolve a Craft, tipo: achei muito dramática e melosa. Claro eu não direi o que é, mas acho que o leitor que leu ou vai ler entendera o que disse.
Mesmo tendo estes “porem”, a autora conseguiu deixar ele com uma ação impecável, que aos olhos e imaginação de uma leitor é essencial para um livro desta magnitude, gente as cenas são muito macabras, mas para o lado de ser bom, pois eu cheguei a ficar com meu estomago um tanto embrulhada com uma das cenas. Fora a angustia, a vontade de roer as unhas e assim por diante, então devo parabenizar a autora pelas ações do livro.

Bom pessoal, eu acho que acabei exagerando, mas o livro é realmente muito bom. Acho que por pegar a primeira edição, o livro veio com alguns erros de gramaticas e concordância, nada que atrapalhe ao leitor, até por que são pouquíssimos, e a capa do livro que não me cativou muito. Juro que se não tivesse ganhado o livro, acho que até hoje não teria conhecido esta obra e com toda certeza eu me arrependeria e muito.
Mas se alguém ai não comprou por este motivo a nossa querida Deise mudou de capa, e gente, esta magnifica. E pessoal, lembrem-se: Nunca julgue um livro pela capa – culpada! -, mas nada como um percalços para aprendermos não é!

Ultima coisinha que quero muito falar e fazer com que mudem. Meus queridos autores, sei que o mundo lá fora é mais bonito e interessante que o nosso Brasil, por favor, tendem a mostrar o nosso pais como cenário ao mundo que vocês querem tanto nos apresentar, pois lá de fora já conhecemos com são os livros internacionais.Gostaria muito de ter o prazer de ler uma obra desta magnitude que é o Lilac, mas com o cenário de nosso pais.
Galerinha vou ficando por aqui, espero que tenham gostado, comentem, falem, nos diga o que achou da resenha, se já leu o livro nos fale de sua experiência, iremos adorar saber mais. Beijokas para quem fica... até a próxima.

site: http://www.sanguecomamor.com.br/2014/05/resenha-lilac.html
comentários(0)comente



@cheiade9h 03/07/2014

Essa semana o Livroterapias fechou parceria com a autora Deise Müller e finalmente tirei Lilac da minha Estante de Não Lido, ufa, e porque demorei para ler? Socorro.

Primeiro preciso avisar que a Deise não está mais na Novo Século e sim na Literata, e Lilac mudou de capa.

E em segundo lugar preciso avisar que Lilac é uma leitura com um toque erótico e sobrenatural, o erótico não é a prioridade do livro, mas há cenas do casal de forma beeeeeem sensuais ou até mesmo chulas (depende de como você gosta de ler uma cena de sexo num livro).

Lilac é narrado em primeira pessoa, pela personagem Megan. Ela luta diariamente para não entrar em depressão pela perda de sua irmã e o afastamento de seu pai, e além disso Megan cresceu acreditando que fosse possuidora de magia, e tem mesmo. Nisso ela só quer viver normalmente mas, o seu destino não é esse. Até que sua prima a convida para ir em uma boate, sua vida muda completamente.

Megan conhece Craft, o rei do Clã de feiticeiros Domovoi. O primeiro contato deles foi de pura luxúria, Craft é um cara que chama atenção de qualquer mulher, com cabelo longos (e mechas prateadas, sério, achei um charme, sos) e toda sua sensualidade (sim, estou apaixonada). E nessa mesma situação o ex-namorado de Megan, o Lucas, aparece na boate atrás dela e no dia seguinte Megan descobre que ele foi sequestrado. Tudo indica que os sequestradores do Lucas sejam os mesmos responsáveis pela morte de sua irmã e nisso ela pede ajuda de Craft... Ou melhor, ele se oferece para cuidar de Megan.

"'Craft, por que você iria querer se envolver nessa bagunça?'
'Por você. Eu não quero que você se machuque, e pelo visto, entre nós dois, eu sou o único preocupado com isso.'"
Página 45

Então Megan conhece o universo dos feiticeiros, descobre um pouco mais sobre os seus poderes (que são extremamente fod@s), sobre os clãs e tenta de toda forma descobrir quem é que está organizando essa busca ft. sequestro por ela e porque ela é tão importante para esses desconhecidos. Não vou entrar em detalhes sobre o mundo criado pela Deise porque senão perde a graça .-. Mas digo com todas as letras que o desenvolvimento do enredo principal do livro foi certamente escrito seguindo uma lógica mas com uma mega dose surpresas.

Nosso casal principal, Megan e Craft, tem uma bruta química, nunca vi! Eles juntos são interessantes mas separados também, e isso que é o melhor de tudo.

"'Você fica encantadora quando bebe.' (...)
'Em outras palavras, você está tentando me embebedar'".
Página 99

Lilac não ficou só focado no romance entre Megan e Craft, a autora explorou todos os personagens, não da mesma forma que o nosso casal, mas mesmo assim não os deixou de lado. Delion é o charminho em pessoa, é o irmão (adotado) de Craft, ele tem o seguinte papel no enredo: deixar as coisas mais leve e se tornando um bom amigo para Megan. Outra personagem super interessante é Helen, que é uma das surpresas de Lilac, Helen é uma criança quieta e que vive amedrontada mas Megan a salva e se tornam boas amigas. Como disse, são vários personagens apresentados e nisso, vários problemas que interage com o problema central do livro.

Gente vocês não tem A noção de quanto gostei desse livro, primeiro de tudo a Megan é uma personagem forte, ela sabe ter o mimimi na hora certa e isso tá perfeito. Craft é um gostoso, pra falar a real, ele sabe ser um cara apaixonado mas também sabe ser um Rei digno do clã.

"Craft cometeu dois erros, em uma única só vez. (...)
O segundo foi querer me marcar como um território, sem conquistar nenhum direito para fazer isso."
Página 112

A história de feiticeiros e demônios foi fantástico, Deise montou um desenvolvimento sem pressa e todas as cenas no enredo teve importância, t o d a s. E essa linda maravilhosa autora, terminou o livro de uma forma QUE NÃO PODESSSSSER, agora estou a chorar para ler Silver ;-;

Sobre a edição (vou falar a edição da Novo Século), gostei da capa mas a atual é bem mais "Megan" HAUEHAUEHUAEHU, a diagramação, espaçamento e fonte é aquela padrão da NS para os Novos Talentos.

Em suma, Lilac foi uma bela obra inicial da autora, conheci a narrativa dela e confesso que adorei, ela sabe dar uma palhinha de respostas e ao mesmo tempo nos trás mais dúvidas e apreensão. Lilac é um livro que te mostra o valor da família, do amor, as responsabilidades que os personagens devem tomar (sempre pensando no próximo).

site: http://www.livroterapias.com/2014/07/resenha-lilac.html
comentários(0)comente



ELB 16/05/2014

Depois de muito tempo do livro lançado, eu resolvi pegar para ler Lilac. Não me levem a mal, não é que a capa seja feia ou a sinopse ruim. É pelo simples fato da autora ser uma amiga minha, conhecemos há alguns anos, acho que uns 5 anos, e eu tive receio para ler o filhote dela.
Mas eu fico muito feliz por ter lido, e de ver o sucesso que Lilac é. Consigo ver muitas influencias de séries que nós todas costumávamos ler e passar horas fofocando no Orkut (é isso mesmo, Orkut.).

O começo do livro é puramente intrigante, conta uma história ocorrida há muito tempo, de uma succubus que foi banida do inferno e transformada em feiticeira na terra. Esse pequeno Prólogo te dá uma dica do que te espera.

(...) Leia mais no blog!

Resenha feita pela Lud, postada no ELB!


site: http://www.everylittlebook.com.br/2013/06/resenha-lilac.html
comentários(0)comente



47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR