Escritos sobre mito e linguagem

Escritos sobre mito e linguagem Walter Benjamin




Resenhas - Escritos sobre mito e linguagem


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Joachin 02/12/2012

Com textos traduzidos pela filósofa Jeanne Marie-Gagnebin, essa obra apresenta aos leitores brasileiros os escritos do então jovem Walter Benjamin. São ensaios de díficil compreensão, porém apresentam uma nítida coerência com a produção intelectual restante desse autor.

Particularmente, me fascina o texto sobre a violência. Na perspectiva benjaminiana, a violência mítica estabelece fronteiras, enquanto a violência divina as suprime. Isso quer dizer que a violência mítica é sangrenta e violenta, ao passo que a violência divina – na cosmovisão judaica – busca moralizar e cooptar o indivíduo de forma ética e não cruenta.

O direito ocidental, assim sendo, está fundamentado no poder da violência mítica. Essa forma de configuração da ordem social é frágil e suas contradições podem ser percebidas quando a violência conservadora do direito é rejeitada, enfraquecida e questionada por outras violências de amplo aspecto simbólico. Para Benjamin, somente a violência divina, uma forma pura de violência, pode sublimar a violência conservadora do direito.
comentários(0)comente



Fabricio.Macedo 06/06/2020

"(...) a linguagem é a essência espiritual das coisas." p. 58

Benjamin citando Hamann: "Tudo o que, no princípio, o homem ouviu, viu com seus olhos [...] e tocou com suas mãos, era [...] palavra viva; pois Deus era a palavra. Com essa palavra na boca e no coração, a origem da linguagem foi tão natural, tão próxima e fácil como uma brincadeira de criança...". p. 65
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2