O Guia do Mochileiro das Galáxias

O Guia do Mochileiro das Galáxias Douglas Adams




Resenhas - O Guia do Mochileiro das Galáxias


831 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Kakalla Bueno 15/08/2017

Tô apaixonada. Eu confesso que preciso começar a escrever falando sobre como estou louca pra ler os outros livros. Douglas Adams é genial, a forma com que ele escreve é muito envolvente, sem contar as piadas inteligentes e sensacionais que ele usa. Gosto de como ele faz parecer com que os elementos da aventura do Arthur e Ford são reais, gosto também de como consigo imaginar uma fotografia maravilhosa com suas descrições. Sem dúvidas a continuação do livro vai ser fantástica.
comentários(0)comente



Gaby.Camargo 04/08/2017

Atmosfera científica de uma forma cômica
Douglas Adams escreve de uma maneira peculiar, completamente diferente de tudo o que eu já li até hoje. Ele é engraçado, irônico e crítico. Considerado Mestre da sátira, o autor cria personagens únicos e inesquecíveis, assim como situações mirabolantes para debochar da burocracia, dos políticos e de diversas instituições atuais.
_
? Esse livro também trata da busca pelo sentido da vida, aborda temas atuais inseridos na atmosfera científica de uma forma cômica, não só diverte como também faz pensar.
_
? É uma leitura rápida, confusa em alguns momentos, com termos estranhos e situações completamente fora "da caixa". Mas agradável; Nada muito fantástico nem impressionante na minha opinião, entretanto, válida para nos inserir no mundo geek.
comentários(0)comente



Nani 01/08/2017

Talvez eu não tenha senso de humor, ou talvez fiz a leitura em um momento inadequado de minha vida, ou talvez seja só pq eu não sou fã de ficção científica. Não me surpreendeu, não me divertiu, não empogou...
comentários(0)comente



Alex 30/07/2017

Uma viajem e tanto
Ótimo livro! humor inteligente e bem divertido. O autor em cada capítulo deixa aquele suspense que faz a pessoa querer ler o livro inteiro de uma só vez.
Muito bom!
"Não se trata das resposta e sim das perguntas que você faz"
comentários(0)comente



Lucas.Souza 28/07/2017

Adorei
Adorei essa obra. Guia do mochileiros possui uma leitura dinâmica e engraçada que destacam a obra, um clássico.
comentários(0)comente



Gustavo Stein 26/07/2017

Citações interessantes
O Guia do mochileiro das galáxias / Douglas Adams; tradução de Carlos Irineu da Costa e Paulo Fernando Henriques Britto. Edição Popular – São Paulo: Arqueiro, 2010.ISBN: 978-85-99296-94-3; CDD: 823; CDU: 821.111-3

p. 33: “- Esta surpresa é injustificável. Todos os planos do projeto, bem como a ordem de demolição, estão em exposição no seu departamento local de planejamento, em Alfa do Centauro, há 50 dos seus anos terrestres, e portanto todos vocês tiveram muito tempo para apresentar qualquer reclamação formal, e agora é tarde demais para criar caso.”

p. 37: “Apenas seis pessoas na Galáxia sabiam que a função do presidente não era exercer poder, e sim desviar a atenção do poder.”

p. 43: “Após pensar e observar por alguns meses, abandonou essa teoria em favor de outra: se eles não ficarem constantemente exercitando seus lábios – pensou ele -, seus cérebros começam a funcionar.”

p. 51: ““O raciocínio é mais ou menos o seguinte: ‘Recuso-me a provar que eu existo’, diz Deus, ‘pois a prova nega a fé, e sem fé não sou nada.’ “Diz o homem: ‘Mas o peixe-babel é uma tremenda bandeira, não é? Ele não poderia ter evoluído por acaso. Ele prova que você existe, e portanto, conforme o que você mesmo disse, você não existe. QED.’”

p. 53: “- O quê? Inofensiva? Só diz isso, mais nada? Inofensiva? Uma única palavra! Ford deu de ombros. - Bem, tem 100 bilhões de estrelas na Galáxia, e os microprocessadores do livro são limitados – disse ele. – Além disso, ninguém sabia muita coisa a respeito da Terra, é claro.”

p. 58: “- Quero dizer – explicou Ford -, que isso é uma vida satisfatória pra você? Marchar de um lado pro outro, berrando, empurrando gente pra fora de espaçonaves... O vogon levantou os olhos para o teto baixo de aço, e suas sobrancelhas quase passaram uma por cima da outra. A boca entreabriu-se. Por fim, disse: - Bem, o horário é bom...”

p. 91: “Não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?”

p. 127: “- Essas máquinas têm mais é que fazer contas – disse Majikthise -, enquanto nós cuidamos das verdades eternas. Quer saber a sua situação perante a lei? Pela lei, a Busca da Verdade Última é uma prerrogativa inalienável dos pensadores. Se uma porcaria de uma máquina resolve procurar e acha a porcaria da Verdade, como é que fica o nosso emprego? O que adianta a gente passar a noite em claro discutindo se Deus existe ou não pra no dia seguinte essa máquina dizer qual é o número do telefone dele? – Isso mesmo! – gritou Vroomfondel. – Exigimos áreas de dúvida e incerteza rigidamente delimitadas!”

p. 139: “- É – disse o velho, olhando ao redor sem saber por onde começar. – Dez milhões de anos de planejamento e trabalho, tudo por água abaixo. Dez milhões de anos, terráqueo... Você concebe uma coisa dessas? Toda uma civilização galáctica pode evoluir a partir de um verme, cinco vezes seguidas, em dez milhões de anos. Tudo por água abaixo. – Fez uma pausa. – Pois é, coisas da burocracia – acrescentou.”

p. 141: “Como todos sabem, palavras ditas impensadamente podem custar muitas vidas, mas nem todos sabem como esse problema é sério.”
comentários(0)comente



Raony 21/07/2017

É difícil você encontrar um livro genuinamente engraçado, acho que a literatura não serve muito bem pra comédia, mas essa série é muito, mais muito engraçada. E cativante. E inteligente. Pretendia reler a série toda. Reli só o primeiro. A vida é muito curta para releituras e tal. Na verdade acho que tá meio cedo, eu li em 2007, só deu 10 anos, mais pra frente, certamente eu lerei tudo novamente (e rirei novamente).
comentários(0)comente



Bruce.Jones 21/07/2017

NÃO ENTRE EM PÂNICO
Genial!
Simplesmente genial!
Humor nonsense e críticas sociais são duas coisas que juntas ficam fantásticas.
Tinha momentos que eu era obrigado a parar de ler o livro por alguns segundos, pra poder rir de tão impactado que ficava com as piadas.
Obs: Slartibartfast é um dos melhores nomes já criados
comentários(0)comente



Lili 15/07/2017

Muito bom
Se pudesse dava mais estrelas. :D
comentários(0)comente



Akemi.Sasamae 23/06/2017

O guia do mochileiro galáxias
Apesar de um vocabulário bem complexo e algumas partes bem chatinhas, achei o livro interessante e engraçado(apesar de mão ter entendido algumas piadas).O livro faz várias críticas a sociedade e apesar de ser um livro bem antigo achei bem atualizado por falar tanto de tecnológica(computadores,sistemas,etc).Na minha opinião é preciso muita "dedicação para ler o livro pois o autor usa o sarcasmo e a ironia para fazer algumas críticas á cultura, política, etc. Para pessoas que curtem essa área mais nerd eu recomendo muito mais eu não leria o livro novamente.
comentários(0)comente



juanfrs 16/06/2017

Diferente mas intrigante.
Esse é aquele livro que todo nerd ja ouviu falar, é dele que nasce diversas comemorações, inclusive do dia da toalha.

Por esse motivo, iniciei a leitura com uma expectativa alta (o que sempre deve-se evitar), e diante disso tomei um baque no inicio, por o livro ser no-sense demais, pelo modo de escrita e a construção do universo, todos muito diferentes do normal.

Mas... essa é a marca de Douglas Adams, e realmente isso faz toda a diferença na história, e em algumas partes fez eu rir alto, principalmente pelo robô depressivo que é demais.

Não sou muito de escrever sinopses, pois isso tem de monte em diversas resenhas, então dou aqui minha opinião de que o livro conseguiu me conquistar a partir da metade dele e me deixou com aquela vontade embarcar na nave coração de ouro para novas aventuras, mas ainda assim esperava mais.
comentários(0)comente



Tatá 10/06/2017

Não entre em Pânico
Resenha no Blog Estante á Aversa

Link da Resenha: http://blogestanteaaversa.blogspot.com.br/2017/06/resenha-o-guia-do-mochileiro-das.html
comentários(0)comente



Victor 09/06/2017

Ao pensar em uma história de ficção científica, você já imagina uma certa dose de complexidade na criação da mesma. Apesar de ser considerado um dos clássicos da literatura do gênero, O Guia do Mochileiro das Galáxias não se destaca pela complexidade, pelo contrário, Douglas Addams escreve uma história simples, mas ao mesmo tempo genial por tamanha inventividade. Na companhia dos divertidos Arthur Dent e Ford Prefect, que mais tarde se juntam a Trillian, Zaphod Beblebrox e o robô Marvin, o autor nos leva a uma viagem pela Galáxia repleta de muita aventura, suspense e humor, na qual Addams aproveita para fazer diversas críticas a sociedade, como as instituições, política, burocracia e cultura.
comentários(0)comente



Esevania 05/06/2017

achei o livro legal, interessante e possui um vocabulario meio dificil
comentários(0)comente



831 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |