Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura

Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura Erin Blakemore




Resenhas - Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura


14 encontrados | exibindo 1 a 14


Queria Estar Lendo 29/03/2016

Resenha: Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura
Esse é um livro que aborda uma literatura que acho incrível: aquela que empodera. São livros que mostram que você não é a única no mundo, essas coisas não acontecem só com você, outras pessoas entendem sua dor, você não está sozinha e não são apenas as personagens que podem superar. Lições de Vida de Grandes Heroínas da Literatura te dá companheiras com as quais se identificar, mesmo que você nunca tenha passado e nunca venha a passar pelo mesmo que elas.

Nesse livro a Erin Blakmore uniu diversas heroínas e dissecou suas histórias, bem como as de suas autoras, em busca de uma qualidade que se sobressaísse as demais e que ensinasse as leitoras alguma coisa. Esse livro é a prova viva de que você aprende lendo ficção e "literatura de massa" também.

O livro foi publicado lá fora em 2010 e descobri bem por acaso, em um passeio no sebo, e não pude resistir aos meros 10 reais. A primeira coisa que chamou minha atenção foi a capa e o título, delicados e sugestivos, e depois o fato da autora citar a srta. O'Hara. Comprei com grandes expectativas e li morrendo porque muitas das heroínas eu havia ouvida falar muito pouco ou nada e terminei apaixonada por todas elas. Já até comprei alguns títulos indicados no livro e não me arrependo nem um pouco.

A forma com a qual Erin entrelaça criadora e criatura é incrível e também é algo que pouco fazemos hoje em dia -- parar para pensar se os autores são sinceros no que colocam nas páginas e quanto deles existem naquelas palavras.

No livro, passeamos por heroínas que vem desde o século XVIII, como Elizabeth Bennett (Orgulho e Preconceito) e Scarlett O'Hara (E o Vento Levou), até mulheres marginalizadas pela sociedade como Celie (A Cor Púrpura), Janie Crawford (Seus Olhos Observam Deus) e Franci Nolan (Laços Humanos) e ainda algumas crianças, como Scout Finch (O Sol é Para Todos) e Anne Shirley (Anne). E todas elas tem lições importantíssimas para nos ensinar sobre identidade, fé, família, luta, dignidade, mágica...

Mas a Erin não se contenta em apresentar as heroínas, ela constrói sua história fundamentando a criação de cada personagem com o histórico de seus autoras. Margaret Mitchell foi tão rebelde e endiabrada quanto sua heroína, Scarlett em E o Vento Levou, chocando a sociedade de Atlanta ao tornar-se jornalista e escritora e casar-se com o homem que havia escolhido para si.

Alice Walker foi uma mulher negra, em uma casamento inter-racial no sul dos Estados Unidos nos anos 60, uma mulher no meio de uma política de apartheid, lutando por direitos civis e feministas. Uma estudiosa que criou uma personagem que é empoderada ao longo das páginas. Em A Cor Púrpura, Celie passa de uma mulher negra, pobre e abusada para uma mulher entendida que se enxerga como merecedora de dignidade. Uma mulher que lutou para trazer novamente reconhecimento ao livro Seus Olhos Observam Deus, de Zora Neale Hurston.

Jane Austen precisou publicar seus livros anonimamente para não envergonhar a família, uma vez que mulheres de bem cuidavam da casa e do casamento e não eram solteironas escritoras. Charlotte Bronte e Louisa May Alcott tiveram de usar pseudônimos masculinos para publicar suas obras e terem reconhecimento -- mesmo em casos como o de Louisa May, onde a própria autora apontava baixa qualidade em sua obra mais famosa, Mulherzinhas.

Todas essas mulheres lutaram ou para terem seus livros publicados ou para terem suas vozes ouvidas. Elas lutaram por um espaço e criaram personagens que fazem o mesmo, que se recusam a serem apagadas da própria história. Todas essas mulheres criaram personagem que enfrentam e sobrevivem ao tempo, onde muitas mensagens estavam anos a frente do próprio tempo.

Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura é um livro que fala de outros livros, um livro que vai te inspirar a ler todos aqueles ali citados e que vai te confortar quando você se sentir triste ou precisar de uma forcinha daqueles personagens que nunca vão te abandonar.

Estou mais do que feliz em poder ler e indicar ele, porque vale super a pena! Estou eu aqui, aguardando uma 2 versão do livro, porque acredito que existem milhares de excelentes livros por ai, prontos para te ensinar e apoiar como esses fazem.
comentários(0)comente



Edy 11/04/2020

Gdes pensamentos
Leitura leve, dinâmica q mostra nuances da vida e pensamento de gdes autoras. Gostei de saber mais sobre a vida por trás das páginas, um pouco das lutas, das dores e sabores dessas mulheres.
comentários(0)comente



Mi Hummel 24/04/2013

Atrás de uma grande protagonista existe uma grande mulher.
Encontrei " Lições de Vida das grandes heroínas da Literatura" espremido na estante. Era a seção destinada à língua Portuguesa e eu, realmente, não o procurava...Mas, este é o caso em que é o livro quem acha você.

A capa, toda cheia de florzinhas, algo meio...Papel de parede da vovó, logo me chamou a atenção e, bem, dei uma espiada. Uma espiada que logo se tornou uma leitura ávida. E, me vi ali, sentada no banquinho da livraria imersa na vida de algumas das criadoras de minhas personagens femininas favoritas.

Com as costas doendo, só conseguia pensar em como Erin Blakemore fora feliz com aquele pequeno manual florido sobre autoras e personagens. Aquela combinação de vidas - da própria Erin, inclusive - me tomou por completo. Foi um arrastão.

Eu não havia me dado conta de como todas aquelas histórias tinham feito parte da minha própria existência e como todas aquelas autoras, algumas emocionalmente em frangalhos, ousaram exorcizar os seus demônios através da caneta e do papel.

O livro junta alguns dos elementos que amo: uma análise da vida das autoras com base na sua produção literária.
Eu realmente gostei muito do livro. É uma pena que Erin tenha conduzido sua análise em apenas 200 páginas...

É uma verdadeira terapia literária. E conta positivamente o fato de que eu estou tentando encontrar a minha própria protagonista.

" Lições de Vida" é um guia, uma luz, um incentivo.
"Conforme reflito sobre vidas tão heroicamente vividas, sou lembrada de que é ligeiramente fácil observar um livro amado deixar de ser impresso, esquecer alguém que jamais poderá ser substituído. Ao passar os legados de gente que amamos, heroínas e parentes, nós reconhecemos seu valor e sua influência." pg. 201
comentários(0)comente



Fabi 28/11/2015

Conversa de amigas
Heroína preferida: Janie Crawford (Seus olhos observam Deus), de Zora Neale Hurston.

Comentários: Você gosta de ler? A autora também. E de escrever? A autora mais ainda (rs). E de conversar? Todos nós amamos, não é verdade? Pois é isso que você encontrará em Lições de Vida, uma conversa entre autora e leitor(a).
Sério, por muitas vezes, me imaginei em um restaurante bem aconchegante, tomando um café delicioso e batendo altos papos com a Erin Blakemore (a autora). Não tem como ser de outra forma.
Ela é despretensiosa com a obra e você acaba sendo despretensioso com a leitura. Ela flui que é uma beleza. Bati esse papo bem rapidinho.
Mas vamos ao que interessa...
Não é uma obra de OH MEU DEUS, ISSO É O SUPRASSUMO DA CRÍTICA LITERÁRIA! Não, não é. E a autora sabe disso. São impressões, meramente.
O viés é a partir de situações vivenciadas pela autora. Ela inclusive indica que você leia (ou veja filmes/ séries) em certos momentos de sua vida: quando você estiver se sentindo deslocada, quando você estiver pronta para largar o seu emprego, ou quando você não tem certeza se consegue lidar com outra crise pessoal, por exemplo. Fato é que a narrativa é feita para mulheres (ou pelo menos a tradução dela o.O).
Falando em tradução e me esmiuçando nos aspectos mais textuais em si, o livro precisa de uma boa revisão. Peguei várias coisinhas, bobeiras, mas que para um leitor mais crítico podem parecem hecatombes. O livro merece uma revisão mais delicada. Pente fino galera!!! Hehehehe.
Mas vamos ao que interessa, o livro é dividido em capítulos e cada um deles traz um resumo da vida da heroína escolhida: Identidade - Lizzy Bennet (Orgulho e Preconceito, de Jane Austen), Fé – Jannie Crawford (Seus olhos observam Deus, de Zora Neale Hurston), Felicidade – Anne Shirley (Anne, de Lucy Maud Montgomery), Dignidade – Celie (A Cor Púrpura, de Alice Walker), Laços de Família – Francie Nolan (Laços Humanos, de Betty Smith), Indulgência – Claudine (Claudine, de Sidonie-Gabrielle Colette), Luta – Scarlett O’Hara (E o vento levou, de Margaret Mitchell), Compaixão – Scout Finch (O sol é para todos, de Harper Lee), Simplicidade – Laura Ingalls (O longo inverno – Laura Ingalls Wilder), Determinação – Jane Eyre (Jane Eyre, Charlotte Brontë), Ambição – Jo March (Mulherzinhas, de Louisa May Alcott) e Mágica – Mary Lennox (O jardim secreto, de Frances Hodgson Burnett).
O desenrolar de cada capítulo mescla um pouco da biografia das autoras com seus personagens em si, bem como quais aspectos a autora Erin acredita serem pertinentes para transformá-las em heroínas.
Erin também conta um pouco de suas experiências ao longo dos capítulos e de como tais heroínas a ajudaram a enfrentar determinadas situações.
Interessante é que a autora correlaciona outras personagens não citadas como “irmãs” das descritas, ou seja, ela dá dicas literárias de onde encontrar outras heroínas.
Enfim, foi uma leitura agradabilíssima e que, com certeza, lerei novamente.
Vale ressaltar que foi uma aquisição da Bienal e estava com um preço super camarada: R$ 15,00.
Muito bom.
comentários(0)comente



day 19/10/2016

bom
O livro é bem interessante!
A autora é uma leitora apaixonada pelos grandes clássicos e suas heroínas como por exemplo: Celie ,de a cor púrpura.
A autora conta um pouco da vida de cada autora que ela selecionou ,e nos mostra como os personagens criados tinham muito haver com momentos que essas mulheres passaram na vida.
É um livro cheio de lições de superação e brilhantismo das mulheres,além de mostrar o lado real da vida de cada uma,com seus sucessos e fracassos.
Eu amei,porque até pude saber sobre autoras que ainda não li ,e me fez despertar empatia e admiração por mulheres que muitas vezes pagaram alto o preço de serem educadas e pensantes em um mundo arcaico e machista.
Eu achei o livro muito interessante,vale muito a pena ler.

site: http://escreverdayse.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Tamires 15/05/2018

Liçoes de vida das heroínas da literatura, de Erin Blakemore
Eu sempre tive a literatura como um refúgio. Há alguns anos, era bem difícil encontrar alguém que compartilhasse — e amasse — as mesmas leituras que eu. Eram algumas amigas, a bibliotecária da escola… e só. Felizmente, as redes sociais têm aproximado pessoas com os mesmos interesses e gostos e é bem legal viver uma época como esta. Basta não se ligar muito em polêmicas e discussões sem sentido que você consegue tirar muita coisa boa do facebook, por exemplo.

Mesmo assim, tem momentos que eu gosto de me encontrar com as amigas de outro tempo. Amigas de 200 anos ou mais. Amigas do meu próprio tempo ou do futuro. Amigas da ficção. Elas são tão únicas e ao mesmo tempo tão iguais a mim ou a você que está lendo que é até assustador constatar esse fato. É mais ou menos sobre isso que trata o livro Lições de vida das grandes heroínas da literatura. Pode parecer um título bem simples de autoajuda, mas na verdade o livro é uma espécie de declaração de amor — e gratidão — à algumas de nossas grandes amigas literárias.

Dividido em doze ensaios temáticos, o livro de Erin Blakemore fala também sobre as heroínas de carne e osso que deram vida a personagens como Elizabeth Bennet, Jane Eyre, Scarlett O’Hara, Anne Shirley, Jo March, dentre outras. Cada capítulo mostra fatos da biografia das autoras e de suas personagens, apontando diferenças, mas, principalmente, semelhanças.

O livro é muito bem escrito e a edição da Casa da Palavra é uma gracinha. O único ponto negativo é que, a meu ver, faltou algo a mais nos ensaios. Um pouco mais de paixão nos textos, algo que nos prendesse mais ao livro. É importante salientar que, para quem não leu os romances citados neste livro, são feitas revelações significativas sobre os enredos deles. No entanto, particularmente, não acredito que podemos falar de spoiler a respeito de livros antigos e consagrados. Certos livros valem a pena mesmo que você saiba o enredo de cor e salteado, o que é o caso dos livros citados por Blakemore. Na verdade, o que ela diz em lições de vida das grandes heroínas da literatura só faz ter mais vontade de ler os romances, seja pelas personagens ou por suas autoras.

É um livro de autoajuda? Sim, em essência pode-se dizer que sim. Mas um livro que fala sobre livros, sobre lições de identidade, fé, felicidade, dignidade, laços de família, indulgência, luta, compaixão, simplicidade, determinação, ambição e mágica retiradas de grandes clássicos da literatura mundial e de suas autoras, verdadeiras heroínas em seus tempos! É uma leitura mais que recomendada e também um ótimo presente para leitoras e leitores amantes dos clássicos.

site: http://www.tamiresdecarvalho.com/resenha-licoes-de-vida-das-grandes-heroinas-da-literatura-de-erin-blakemore/
comentários(0)comente



Cecília 14/12/2020

Histórias de vida das nossas escritoras preferidas e de suas criações. Demorei para concluir a leitura devido ao teor biográfico que não me agrada, mas não deixa de ser uma leitura inspiradora.
comentários(0)comente



Vânia 13/08/2012

Pausa para Reflexão
É um livro de análise, biográfico e, de certa forma, de auto ajuda.
Doze heroínas de clássicos da literatura inglesa e americana foram eleitas pela autora como suas "confidentes". A cada heroína, ela dedicou uma qualidade e/ou uma forte característica de suas personalidades: identidade, fé, felicidade, dignidade, laços de família, indulgência, luta, compaixão, simplicidade, determinação, ambição e mágica.
De todas as heroínas, pelo menos metade eu as conhecia. Mas mesmo que não fosse o caso, de nada atrapalha a sua leitura. Bem ao contrário, a forma descrita pela autora sobre os feitos das personagens (e consequentemente de suas autoras), nos faz querer aprofundar, conhecer a leitura...

Leia mais em meu blog A Borboleta que Lê.

comentários(0)comente



Lua 04/03/2013

Para Refletir, Aprender e Instigar
Livros como Jane Eyre e Orgulho e Preconceito sempre foram para mim uma espécie de auto-ajuda. Afinal, o que é de mais valia para uma garota do que lições sobre identidade, obrigações e como se manter fiel à si mesma e à seus próprios valores?
Em Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura, Erin Blakemore trabalha justamente em cima dessa lógica. E faz isso muitíssimo bem!
Heroínas como Jo March, Lizzy Bennet e Scarlet O'Hara, reconhecíveis para qualquer fã de clássicos, além de outras personagens marcantes como a protagonista de A Cor Púrpura contribuem com sua característica mais forte e sua história de vida (além de uma breve história da vida de sua autora, o que contribui para uma compreensão mais profunda das personagens) a fim de refletirmos em pontos chave da nossa vida, como fé, carreira e família.
Um livro inteligente, para se ler grifando. E também um ótimo incentivo a conhecer outra heroínas valorosas e que têm muito a acrescentar em nossas vidas, em qualquer momento.

http://www.palavrasdepapel.com.br/2012/11/resenha-licoes-de-vida-das-grandes.html


Adriana Souza 01/08/2013

Resenha - Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura
Em Lições de Vida a autora faz um tributo ás suas autoras favoritas e relata como elas ajudaram a construir o seu próprio caminho com suas personagens heroínas!
Eu fiquei sem palavras quando folheei o livro e vi o trabalho lindo que a Editora Casa da Palavra realizou com a sua diagramação, simplesmente encantador!

Na leitura percebe-se que cada heroína é associada a uma qualidade. Por exemplo, a Scarlett O'Hara, de "O Vento Levou" simboliza a luta. Lizzy Bennet, de "Orgulho e Preconceito" do famoso clássico de Jane Austen, simboliza a identidade e assim por diante acontece essa simbolização entre mais outras 10 heroínas da literatura, no total são 12 protagonistas.

Cada uma das protagonistas representam cada sentimento sentido e vivenciado por Erin.
Todos os títulos da seleção para este livro foram criados por mulheres.

"Pode me chamar de covarde, se quiser, mas quando o limite entre o dever e a sanidade embaça, você geralmente me encontra encolhida com um livro gasto, lendo como se minha saúde mental dependesse daquilo. E depende, pois dentro dos livros que eu amo eu encontro alimento, repouso, fuga e perspectiva. Também encontro outra coisa: heroínas e autoras, centenas de mulheres cujas vidas reais e fictícias percorreram o caminho que eu também tenho de trilhar." Pág. 13

Durante a leitura dos capítulos, Erin coloca citações de momentos das obras, que representam grandes lições de vida!
Se você procura um livro onde possa se encontrar e consiga vivenciar ou se identifique com sentimentos e emoções vivenciadas por Erin, eu super recomendo a leitura!
Não perca a oportunidade de encontrar e se encantar com as emoções expostas em cada capítulo do livro, ou até mesmo se encontrar em cada capítulo!

"Ler livros costumava ser algo tão transgressor quanto escrevê-los. Afinal, bons livros semeiam as ações futuras." Pág. 18

site: http://umbestsellerchamardemeu.blogspot.com.br
comentários(0)comente



S. Entre Amigas 14/10/2013

Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura
Erin Blakemore conseguiu reunir o que há de melhor nas grandes heroínas da literatura nessa grande obra. De LIZZY BENNET a MARY LENNOX , passando por JANIE CRAWFORD, ANNE SHIRLEY, CELIE, FRANCIE NOLAN, CLAUDINE, SCARLETT O'HARA, SCOUT FINCH, LAURA INGALLS, JANE EYRE e JO MARCH. Cada uma com sua característica específica, com seu ponto de vista relevado.

Nesse livro temos os perfis dessas belas moças bem destrinchados, de forma que aprendemos as valiosas lições que elas passaram através de suas histórias. A obra traz também uma comparação entre o perfil da personagem e da autora, revela se existiam cateterísticas em comum, ou se tudo foi feito exatamente o oposto do que a autora é, ou era, em sua vida real.

A escrita de Erin é sublime, cada página é como uma poesia, ela trata cada personagem como sua confidente, avaliando as qualidades e defeitos delas. As letras dançam para nós, e gente, que coisa maravilhosa. O trabalho de diagramação é lindo. Devo confessar que a parte que mais me chamou atenção foi a de LIZZY BENNET, por estar mais familiarizada com a obra e escrita de Jane Austen. E como imaginava, a descrição da personagem e da autora são bem próximas. Quanto as outras personagens e autoras, o sentimento que despertou em mim foi o de curiosidade, uma enorme vontade de ler as obras e me encantar com as personagens.

Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura é uma obra que deve ser apreciada numa tarde de sol, de preferência ao ar livre, com uma boa xícara de chá ou café ao lado. Uma obra que fará o leitor reviver a Londres do Século XVII e se transformar em uma dama ou cavaleiro da época. Um livro deverás prazeroso e emocionante. Declianado a emoção, deixa o leitor surpreso, afoito, triste, feliz... Mas que só deve ser lido por quem aprecia uma boa biografia disfarçada.
comentários(0)comente



Coruja 07/11/2013

Este ano andei lendo uma série de livros sobre livros, volumes e volumes de ensaios e declarações de amor à leitura. Este título faz parte da coleção – que a essa altura, já está chegando a uma inteira prateleira na minha estante.

Blakemore intitula cada um de seus ensaios com uma virtude, relacionando-as, por sua vez, com uma personagem literária. Elizabeth Bennet é o auto conhecimento; Scarlet O’Hara representa a luta; Jo March é a face da ambição; Mary Lennox e seu jardim secreto são a magia.

Estes são apenas exemplos – personagens mais amplamente conhecidos pelo grande público no Brasil. Há outras autoras cuja apresentação me deixaram, naturalmente, curiosa e com isso é claro que minha lista de leituras aumentou...

E este é o ponto chave do livro: as autoras. O título nos faz pensar que se trata apenas das heroínas-personagens, mas a realidade é que as lições de vida apresentadas neste volume são aquelas protagonizadas por cada uma das autoras apresentadas – todas mulheres, todas tendo de lutar para ter o trabalho reconhecido, para não serem deixadas de lado por sua própria condição feminina.

Lições de Vida das Grandes Heroínas da Literatura não é um livro excelente, do tipo que alcance grandes expectativas ou inspire grandeza – o que é um tanto contraditório em relação ao título. Blakemore escreve bem, mas lhe falta algo que nos tire o fôlego, que nos arrebate. A despeito disso, como introdução biográfica – e bibliográfica – ele funciona muito bem.

Para quem tem curiosidade de conhecer um pouco da vida de escritoras consagradas – como porta de entrada para leituras mais aprofundadas – é um livro interessante, definitivamente.

site: http://owlsroof.blogspot.com.br/2013/11/gazeta-de-longbourn-licoes-de-vida-das.html
comentários(0)comente



Nat 01/02/2014

Lizzy Bennet, Janie Crawford, Anne Shirley, Celie, Francie Nolan, Claudine, Scarlett O’Hara, Scout Finch, Laura Ingalls, Jane Eyre, Jo March, Mary Lennox. O que todas essas heroínas têm em comum? Além do fato de serem heroínas literárias, são personagens quem tem muito a nos ensinar, através de suas fraquezas, problemas, angústias, felicidades e escolhas. Cada uma delas,de alguma forma, espelhando as vidas de suas respectivas autoras.

Erin Blakemore utiliza as vidas das autoras e suas personagens para nos servir de inspiração e modelos femininos de conduta e sentimento frente as adversidades da vida. Através da vida de cada uma destas heroínas literárias, as mulheres atuais podem se inspirar e valorizar suas famílias e personalidades. Um livro muito indicado, não só porque mostra a vida das escritoras, mas porque mostra a força e as lições que ainda hoje podem ser tiradas dos clássicos.

site: http://meucantinholiterario.blogspot.com.br/2014/02/licoes-de-vida-das-grandes-heroinas-da.html
comentários(0)comente



Jhosy 27/06/2015

Inspiração e força de autoras e suas heroínas!
Um livro pra lá de inspirador!
Erin Blakemore nos leva a conhecer melhor várias das heroínas mais famosas e conhecidas da literatura através das autoras que as criaram.
Em cada heroína é possível notar um valor e aprender uma lição única e inesquecível.
Além disso, na sua apresentação simples sobre a vida pessoal,familiar e profissional das autoras, é possível alcançar uma compreensão maior e mais clara de livros clássicos que muitos lêem apenas por ler.
Eu adquiri o livro por indicação de uma amiga e não me arrependi nem um pouco.
Achei maravilhoso refletir sobre obras como Jane Eyre, Orgulho e Preconceito, O Sol é para todos entre outras, a partir de um valor destacado na vida da autora.
Muito bom! Recomendo para aqueles que gostam de se aprofundar mais no conhecimento de autoras e personagens que foram marcos na literatura universal.
Samuel 27/06/2015minha estante
Gostei jhosy, me deixou com vontade!!!


Jhosy 27/06/2015minha estante
É muito bom Samuel! Estava procurando ele a um tempão e não achava. Encomendei na Lume e eles conseguiram para mim. Vale a pena! ;)




14 encontrados | exibindo 1 a 14


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR