Maus

Maus Art Spiegelman




Resenhas - Maus


279 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Renan.Lima 04/06/2019

Ótima história
Uma história pesada e bem explícita, retratada de forma bem impactante por meio da HQ, que não é desvalorizada em nenhum momento por estar nesse formato, recomendo a todos que tiverem a oportunidade de ler.
comentários(0)comente



fellipe! 02/06/2019

RÁDIO PINDAÍBA #09: "MAUS"
Mancha e Vina discutem sobre um dos Quadrinhos mais importantes de todos os tempos: “MAUS”, de Art Spiegelman. Adentrem-se nesse retrato das experiências traumatizantes do pai de Art, Vladek Spiegelman, nos Campos de Concentração, durante a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha Nazista. *

Edição e Vitrine: Mancha;
Pauta: mancha e Vina;
Contato: rabetadegalo@gmail.com

* Programa originalmente lançado em 30 de Outubro, 2018.

site: http://rabodegalo.net/radio-pindaiba-09-maus-de-art-spiegelman/
comentários(0)comente



Bruna 22/05/2019

Livro "Maus"

É um livro bastante comovente, onde Art Spielgeman (autor do livro) retrata a história real do seu pai Vladek e sua luta diária somente pelo fato de ser judeu,que naquela época não era considerado nem gente.
Trata-se de um livro contado em quadrinhos muito bem feitos, o que achei bastante interessante, pois foge um pouco da leitura habitual, Maus para quem não sabe significa "ratos" para os alemães, que era de fato como os judeus eram vistos.
Art, também coloca no livro como ele enxergava que eram vistas as pessoas, os ratos eram os judeus, gatos = alemães, porcos= poloneses, cachorros = americanos.
Retrata sobre a sobrevivência nos campos de concentração,e a presença forte do nazismo.
Apesar de triste, gostei bastante e recomento, acredito que esse livro deva ser de leitura obrigatória para quem deseja entender mais sobre o que foi o holocausto ( massacre de judeus), pois é rico em conhecimento com relação a este acontecimento.
Luiz 01/06/2019minha estante
Vou colocar na lista.




Lili 10/05/2019

Apenas Incrível!
Amei cada pedacinho desse quadrinho! É incrível como o autor conseguiu desenvolver cada personagem, cada sentimento... Eu me emocionei com a história, me senti vivendo tudo que os personagens passaram. Simplesmente incrível! Vale super a pena ler, reler, ter na estante de casa!
comentários(0)comente



Leonardo.Damascena 02/05/2019

Leitura obrigatória
Li essa obra de arte em menos de uma semana.
Leitura fácil, rápida e te prende facilmente.
Um dos meus preferidos, sem dúvida.
E historicamente indispensável.
comentários(0)comente



Adalba 01/05/2019

Uma história emocionante sobre o holocausto. Este quadrinho nos ensina muito a estar sempre atentos aos horrores cotidianos.
comentários(0)comente



jessyhehe 27/04/2019

:)
A história é simplesmente triste e linda.
Recomendo a leitura!
comentários(0)comente



AndrA.BrandAo 22/04/2019

tinha visto esse livro na casa de carioquinha anos antes de lembrá-lo e buscar para ler. li no computador porque o formato dele não era adequado para a leitura no lev.um livro fascinante
comentários(0)comente



Natália | @tracandolivros 20/04/2019

Real mas necessário
Em formato de quadrinhos o desenhista Art Spiegelman nos conta a história de seu pai, um homem judeu, que viveu no meio do Holocausto. Espero que todos saibam o que foi, mas para quem não sabe; o Holocausto aconteceu porque um alemão chamado Adolf Hitler resolveu que só a raça dele, a alemã, era humana, e que as outras não eram merecedoras de vida, assim ele começou a atacar os judeus, fazendo atrocidades inimagináveis com eles. Não quero explicar muito o que o pai do Art passou, mas muitos também já podem imaginar.

O formato em quadrinhos deixou tudo ainda mais real, bem visual e doloroso; é emocionante ver que depois de tudo isso as pessoas ainda conseguiram levantar a cabeça e tentar seguir suas vidas, mas claro que não sem cicatrizes. É muito sofrimento, realmente, mas é um tipo de história que deve ser compartilhada. Faz parte da nossa história mundial, e além de ser necessário conhecermos, é bom para que as pessoas possam se libertar um pouco desse tormento contando tudo que aconteceu a elas.

Muito do que foi contado no livro eu já havia visto em outros que se passam nessa época, ou que também são biografias. Isso serve ainda mais para mostrar que realmente foi tudo assim mesmo. Porém tem alguns pontos que foram além do que eu tinha visto, ele fala sobre Auschwitz que foi o maior e mais perigoso campo de concentração, quem entrava lá nunca mais era visto vivo.

É um livro pesado, uma história pesada, mas acredito que para nós lermos não dói nem metade do que doeu para quem viveu, e que devemos sim passar por isso em respeito a quem sobreviveu, a quem lutou, e a quem morreu. Virar a cara e fingir que nada disso aconteceu é um ultraje a todos que tiveram que passar por tudo sem nem ter uma opção. E assim nos conscientizarmos e não deixar que nada como isto aconteça novamente.

site: https://www.instagram.com/p/Bd2h2-Sg7lz/
comentários(0)comente



Abdala 19/04/2019

Maus é fenomenal!
O jeito que Art desenha os quadrinhos, deixando detalhes em cada espaço, cada pequena metáfora, e principalmente a biografia mais sincera e crua que se pode ter de alguém é retratado com premasia e excepcionalmente!
comentários(0)comente



Ana Beatriz.Alcantara 11/04/2019

Grandioso
Um trabalho delicado, detalhista e profundo. O autor aproxima por meio das imagens um tempo de imersão na escuridão na vida de milhões de judeus, durante o Nazismo Alemão. É possível ver, sentir e ouvir a devastação dos personagens durante a guerra e suas marcas ao longo da vida daqueles que sobreviveram, como testemunhas de até onde a humanidade é capaz de ir em prol de ideias e ideais. O autor deixa se perceber ao leitor como personagem de sua própria história. Leitura fundamental a todas gerações de todas culturas.
comentários(0)comente



Otto 08/04/2019

Incrível
Não há palavras suficientes para descrever esse lido... Simplesmente fantástico. Emocionante. Uma obra imprescindível para todos que têm coração.
comentários(0)comente



Micaela @ninfadomar 03/04/2019

Uma leitura impactante
Já li bons livros que me trouxeram diversas sensações e sentimentos mistos, seja ele de angústia, tristeza ou felicidade . É certo dizer que todo mundo já sentiu algo assim ao se envolver com os personagens e com o enredo de alguma história. Nenhum livro/hq/mangá/nada na minha vida me fez sentir tanta angústia e pesar como ao ler essa obra. Bem, o que difere das demais é que nessa hq os personagens são reais, ou foram.
.
.
Maus relata a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu não só ao campo de concentração de Auschwitz mas a toda atrocidade que acometeu os judeus naquela época. Escrito pelo o seu filho, Artie Spiegelman, maus com toda certeza foi uma sequência de golpes sem fim de punhos cerrados no fundo do meu âmago. Nunca li algo tão destroçador (Nem sei que palavra usar). A forma como o próprio Vladek narra a história deixa tudo mais assustador, e as ilustrações repletas de metáforas onde os judeus são representados como ratos, alemães como gatos, polonese como porcos e americanos como cachorros, contribuem para a história ser tão impactante.
.
.
Sério gente, essa hq simplesmente não dá pra ser lida numa tarde e nem uma noite pois traz cenas fortes demais. Lembro que ao terminar de ler uma delas baixei a obra no colo e fiquei fitando a parede por longos minutos, refletindo sobre o que acabara de ver/ler. Difícil digerir algo absurdo mas que aconteceu, algo tão real que se deu.
.
.
Um relato chocante que te faz pensar o quão podre a sociedade foi e ainda é, permeada de preconceito e uma superioridade invisível. E a maior ironia disso tudo é que, o próprio Vladek após ter passado pelo inferno (acho que até o inferno é um lugar melhor comparado ao que ele relata da sua experiência) que foi sua sobrevivência ao holocausto, em uma das tiras da hq comete preconceito racial.
.
.
Não sei se ler algo do tipo bem no início do ano me faz querer ser melhor na e para sociedade ou sentir ânsia por pertencer a ela.

site: https://www.instagram.com/p/BdylPaIDAIx/
comentários(0)comente



Dede Silva 19/03/2019

Riqueza nos traços e no texto
A história bem escrita e desenhada, com uma simbologia simples e cômica, críticas sociais claras e o retrato de um homem que conheceu a crueldade de perto.
comentários(0)comente



Marcos 14/03/2019

Olá, leitores!

Hoje trazemos mais uma resenha dupla do blog, sendo a primeira de uma HQ. Eu e o Tiago lemos juntos Maus do Art Spiegelman, uma história verídica sobre os horrores da Segunda Guerra Mundial. As minhas impressões ficaram em azul e as do Tiago em verde. Esperamos que gostem da resenha! =)

Existe um certo fascínio ao redor das duas grandes guerras mundiais pelo qual todos nós deveríamos nos deixar envolver. Falando assim, soa como se fosse algo bonito pelo qual se encantar. De certo modo, quando lemos sobre as guerras há um mistura de sentimentos tão grandes que, naqueles instantes, mergulhamos no que estamos lendo e o mundo ao redor fica silencioso. Pelo menos, é assim que eu me sinto e senti quando li livros como "O Menino do Pijama Listrado" e "Fique Onde Está e Então Corra". Ambos são ficção que romanceiam os horrores das guerras. Maus, no entanto, é o relato real de um sobrevivente contado de forma lúdica, através de quadrinhos. Neste livro, os judeus são representados como ratos, poloneses como porcos, alemães como gatos e os americanos são os cachorros. Há outras nacionalidades por lá, outros animais para representá-las.

Maus é uma história sensacional. A grande sacada dos quadrinhos, além de trazer uma história verídica, foi a de retratar os personagens como animais, de acordo com as suas nacionalidades. Além de trazer uma forma explicativa de como a Guerra aconteceu, esse recurso pode salientar o preconceito vivido pelos judeus, que eu muitos panfletos do partido nazista eram colocados em charges como ratos, fazendo uma absurda chacota com os traços faciais desse povo.

O livro começa com um mensagem forte sobre como Vladek Spiegelman entende o valor da amizade. Anos depois, Art Spiegelman visita o pai, com quem em algum momento deixou de ter muito contato, para biografar a história dele. Vamos conhecer Vladek momentos antes da Segunda Guerra Mundial o alcançar.

Vladek era um udeu que sobreviveu a vários campos de concentração e relata ao filho tudo o que sofreu na pele. Sua história de vida é muito tocante e dura, ao mesmo tempo, e boa parte de tudo o que ele passou acabou por moldar a sua personalidade atual, quando já está enfrentando os anos de sua velhice. Art conseguiu exprimir isso de uma forma muito eficaz nos quadrinhos, sem tender para o esteriótipo judeu e, ainda assim, embasar todas as atitudes de seu pai.

Lembro de quando assisti pela primeira vez à adaptação de "O Menino do Pijama Listrado" e fiquei chocado com a cena final. Na época, eu ainda não havia lido o livro e não sabia da capacidade humana de elaborar algo tão abominável quanto aquilo. Maus vai nos falar das famosas chaminés, do cheiro doce e de gordura queimando. Não importa a "suavidade" de vermos animais e não pessoas naquelas situações - nos é contado pelos olhos de alguém que presenciou e teve a sorte de escapar, o que torna tudo muito mais real.

Toda a parte gráfica do livro é muito importante para trazer ao leitor o horror e as condições deploráveis e sub-humanas que o Tiago levantou aí em cima. É chocante demais ver que tudo isso ocorreu com seres humanos e se torna mais forte ainda quando contada pela boca de alguém que vivenciou isso de dentro e sofreu na pele.

Podemos ler e ouvir relatos sobre a guerra, mas é incrível como sempre há algo a mais pra ser contado e descoberto. E é de suma importância que a história seja contada de todas as formas para que ela permaneça fresca na memória.

Leitura mais do que recomendada a todos que gostem de livros sobre Segunda Guerra e para quem quer se aproximar de tudo o que ocorreu por lá. Maus é leitura de um dia. Mesmo sendo publicada em dois fascículos originalmente, esse volume único que a Companhia das Letras traz fará com que você não consiga largar a história em nenhum momento. Não há como sair da leitura de Maus da mesma forma como que se entrou.
comentários(0)comente



279 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |