@mor

@mor Daniel Glattauer




Resenhas - @mor


188 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Letícia 03/06/2019

Divertido e envolvente
Amei a experiência de ler esse livro. Um formato diferente, apenas em formato de e-mail, mas que consegue te prender do início ao fim.
Dois personagens complexos e ao mesmo tempo tão misteriosos, que permitem que os segredos vão se revelando aos poucos e fazendo você se encantar mais com os personagens.
Você fica mais curioso a cada página e torcendo por um romance que não deveria sair do virtual.

Amei cada página.
comentários(0)comente



Adriana @livrosedevaneios 25/05/2019

Eu sou uma completa apaixonada por romances epistolares, acho um charme trocar correspondências e quando encontro isso na literatura logo me jogo.
Em @mor a estrutura é um pouco mais moderna, pois todo o livro acontece na troca de emails entre Leo Leike e Emmi Rothner.
Na tentativa de cancelar sua assinatura com a revista Like, Emmi erra uma letra do endereço de email e o correio eletrônico acaba chegando para o Sr. Leike, que a responde de maneira espirituosa e a partir daí eles estabelecem uma ligação que não entendem muito bem, tampouco sabem como lidar com o sentimento despertado.
Além de Léo ter saído recentemente de um relacionamento que o machucou profundamente e a Emmi ser casada (!!!), outro empecilho para que eles se encontrem é o receio de perderem o encanto na imagem que projetaram um do outro.
Gostei bastante da leitura, é leve e descontraída. Ótima pra curar uma ressaca literária, por exemplo. Porém, volta e meia se tornava um pouco massante, pois os protagonistas ficavam em um eterno chove-não-molha que acabou atrapalhando o ritmo de leitura.
Outro fato que descobri da pior maneira possível é que o livro tem continuação, como estava lendo pelo kindle não notei que já havia chegado nas últimas páginas, estava eu toda empolgada na cena e brotou um CONTINUA... Sinceramente? Estou sem acreditar até agora! Hahaha. E também não acho que precisaria de uma continuação para finalizar essa história. É isto.
comentários(0)comente



Rafa 03/10/2018

Argh... frustrante
Este livro te passa a premissa de um romance fofo e engraçado, porém ledo engano.
Quem é que nunca mandou um e-mail ou mensagem por engano? Isso acontece com Emmi assim que tenta incansavelmente cancelar sua assinatura de uma revista. Foi uma letrinha que colocou Léo na sua vida.

Narrado por trocas e-mail, de começo simples e desinteressantes, para conversas intimas e familiar, vemos através desses e-mail duas pessoas se apaixonarem.

Porém pare por aí, Amor por vezes é cansativo, veja bem quando eles finalmente decidem se encontrar um sempre dá para trás, e vice-versa. Isso o livro todo, então sim é frustrante, decepcionante e por vezes idiota, ao passo que queremos que ele evoluam, porque vamos combinar, quanta imaturidade para personagens de seus 30 e tralala.

Existe aquela coisa de a e se a gente não se entender pessoalmente, não for atraente e acabar com a amizade virtual? e por aí vai...e por sorte que não havia Facebook, WhatsApp e c****** a 4 pq se fosse hoje o livro não funcionaria nunca.

Não vou dizer que torci pelos personagens, pq sinceramente achei que eles tentavam encontrar essa coisa de desconhecido um conforto pra sua rotina e vida...e por isso entendi seus receios. Porém de resto faltou aquela química que só dá pra gente da saber na real interagindo.

E o final... francamente 0 curiosidade pra esses dois, como pode?????
Pâm 03/10/2018minha estante
Já comecei a ler esse livro umas três vezes e desisti agora então, nem vou tentar mais rs. Valeu pela dica




Mislene 24/08/2018

Aquele livro que a gente lê no desespero, pq quer saber logo como acaba! Muito amor por Emmi e Léo.
comentários(0)comente



Andy 18/06/2018

Os e-mails são a forma de narração utilizados neste livro pelo autor e isso foi fundamental para eu conseguir estar imersa nesse novo mundo. Sempre acreditei que as palavras escritas de alguém dizem muito mais sobre essa pessoa do que qualquer atitude e Leo e Emmi provaram que eu estava correta. Envolvi-me com essa história e fiquei com o coração na mão com o final.
comentários(0)comente



Daih 07/04/2018

Particularmente ficava ansiosa pelo próximo e-mail.
O livro mostra como pode surgir um amor entre duas pessoas apenas trocando e-mails. Narra muito bem as angústias e a montanha russa que costuma ser estes relacionamentos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



anne 23/02/2018

Diferente...
Forma de escrita totalmente diferente. Porém conforme o diálogo vai se desenrolando você se acostuma e logo se apaixona por ambos os personagens. Já quero ler o segundo livro
comentários(0)comente



Bruninha 03/02/2018

@mor
Essa é a história de Emmi, uma mulher, que ao mandar um email errado, conhece Leo, um cara interessante, e acabam trocando emails todo dia, e ficam tentando imaginar como o outro é.
comentários(0)comente



Laura 14/11/2017

Eu esperava mais destes emails todos
A ideia do livro é interessante, já que ele é todo escrito através de email. mas não gostei muito. O livro flui bem, mas depois a leitura ficou arrastada, me desmotivou muito as brigas e repetições das mesmas questões, vamos nós ver fisicamente ou não? devo ou não? posso ou não? Agora, o bendito final que não é final, me fez pensar, vejam bem, pensar em se vou ler o não o próximo (risos!) Pelo menos fiquei curiosa.
Mariana 14/11/2017minha estante
Achei bem mediano... só li o segundo por curiosidade tbm. Hehehe


Laura 14/11/2017minha estante
Pois é Mariana, estou aqui tentando criar coragem para ler o próximo por mera curiosidade.




Talita 23/10/2017

Morri no final!!! Eu não chorei, eu urrei!! Me deu forças para fazer a leitura da sequência.
comentários(0)comente



Fabi 04/05/2017

VOCÊ TAMBÉM VAI DESEJAR TER UM LEO EM SUA VIDA S2
''A proximidade não é o fim da distância, mas sua superação. A ansiedade não é a falta da completude, mas sim a constante procura por ela e a repetida insistência em obtê-la.''

Pensa num livro leve, descontraído e super rápido de ler? Pensou? Este é @mor.
O livro narra a história de Leo Leike e Emmi Rothner. Em uma improvável brincadeira do destino, Emmi envia um email para Leo por engano.
Leo ainda meio na fossa, após um término de um relacionamento, responde com gentileza a mensagem de Emmi. Ela enviou a mensagem por engano. Pensando que era o email que cancelava uma assinatura de uma revista.
No terceiro email que Emmi envia sem querer a Leo, os dois começam a trocar mensagens sobre cada um, e eles acabam sentindo uma atração, começam se afeiçoar pelo colega de email, por qual nunca viu pessoalmente. Cada um idealiza a Emmi e o Leo em sua imaginação.
Os dois começam o dia desejando Bom dia a cada um, e segue até as madrugadas conversando por troca de emails.

''Assunto: Falta algo
Caro Leo, quando você fica três dias sem me escrever, duas coisas me ocorrem: 1) Sinto saudades. 2) Falta-me algo. Ambas não são nada agradáveis. Faça algo a respeito!
Emmi''

Após alguns meses de conversa, Emmi e Leo desejam marcar um encontro, para ver a face do seu amigo íntimo, a sua voz interior, como cada um diz que o outro é.
O problema é que eles ficam inseguros, de cada um, não corresponder à pessoa idealizada em sua mente. ( Ah, eu achei um motivo muito bestinha esse deles hahaha.)
Emmi é casada, diz ser feliz no casamento, mas Leo está cada vez mais fazendo parte de sua vida. Será que o envolvimento virtual irá transpor o mundo real?
O final, bem.... quando eu esperava, é agora que acontece, não foi. ( Esta parte só vai entender quem ler o livro). Ao terminar o livro, você fica com a sensação de correr e ler a continuação.
@mor é um livro que você consegue ler em apenas um dia. Uma leitura leve, baseada em diálogos por troca de emails entre os personagens. Nada de trechos enormes descrevendo cenas, esquece isso. Eu amo diálogos, então a falta de trechos descritivos não me incomodou, somente mais para o final do livro, pois queria tipo pelo menos alguém narrando certas cenas.....
Enfim, recomendo o livro, você finaliza ele querendo ter um Leo em sua vida também S2 *.*

''Quando vejo um e-mail seu chegar, meu coração palpita. Isso é assim hoje, como ontem e há sete meses.'' (Leo)

''Escrever é como beijar, só que sem os lábios.'' (Leo)

comentários(0)comente



Josiane 17/10/2016

Mal posso esperar por Emmi e Leo

Observação inicial: se eu faço uma referência a Um Dia é porque pode confiar.

O que torna uma leitura (para mim) merecedora de alguns parágrafos é a capacidade de me sugar para fora de mim mesma. Isso é possível? É sim, e Daniel Grattauer faz isso com uma espontaneidade admirável.

A história de Emmi e Leo se cruza ou melhor dizendo, se conecta, quando Emmi, em uma das muitas tentativas falhas de cancelar uma assinatura de revista ela acaba enviado as mensagens para o Leo, que responde-as sem saber que aquele é um inicio de uma grande cumplicidade.

Logo o engano inicial transforma as mensagens trocadas por esses dois em um ritual. Um habito que dá lugar a uma troca continua de e-mails espirituosos e reais.

Os dilemas que esses dois terão de enfrentar começa a dar um novo sentido a história, um novo e tão esperado caminho que me desconcertou de diferentes formas.

Emoções, ansiedades e medos. Esses dois começam a me fazer voltar um pouquinho no tempo e me lembrar de alguns momentos.

Eles começam a quebrar as barreiras de um relacionamento improvável. E como não pensar na Emm e no Dex de Um Dia e não me sentir tentada pra escrever essa resenha em forma de e-mail, já que com a de Um Dia foi em forma de desabafo?

Não me senti, nem por um segundo, que eu estive invadindo a privacidade desses dois. Na verdade eu nem ao menos me senti como se eu estive "estauquendo-os." Jamais. E a eu agradeço totalmente essa sutileza e harmônia de todos esses emails a esse escritor recém descoberto. Fantástico.

Uma diagramação que não poderia ter sido mais conveniente e com uma capa que deu vida (além dos próprios e-mails) aos personagens. Okay que isso acabou influenciando bastante, mas me diz se não tem totalmente um ar, um toque europeu? Me deixa, essa foi a minha impressão :P.
comentários(0)comente



Almerissa 14/10/2016

Fim surpreendente, mas totalmente decepcionante. Patético até.
comentários(0)comente



Cristina 25/09/2016

“A proximidade não é o fim da distância, mas sua superação. A ansiedade não é a falta da completude, mas sim a constante procura por ela e a repetida insistência em obtê-la.”

“Se algo funciona bem, então não deve ser tão ruim, certo? Só é ruim quando não funciona bem. Daí a pessoa deveria se perguntar: por que não está funcionando mais tão bem? Ou ainda: será que ainda pode funcionar melhor?”

“Mas música é vida, enquanto ela soar, nada morre para sempre.”

“Pessoas assim extraordinárias são colocadas no mundo para lutar contra a tristeza. Há pouquíssimas delas.”

“Algumas coisas que a priori não são possíveis se tornam possíveis a posteriori. E frequentemente não são as piores opções que se tornam possíveis.”
comentários(0)comente



188 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |