A Pianista

A Pianista Machado de Assis




Resenhas - A Pianista


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Valério 24/05/2019

Simples, mas de grife
A Pianista é uma história curta, sobre uma professora de piano (daí o título) e a velha e batida história de amor entre ricos e plebeus, com pais proibindo a união.
Contudo, aqui temos a assinatura de grife de Machado de Assis.
Suficiente para tornar "A Pianista" uma obra-prima da literatura?
Não. Até porque é uma historieta de 30 páginas. Mas o estilo de Machado está ali e, só por isso, já vale a leitura.
comentários(0)comente



Luz 25/11/2018

"Isto prova que a natureza pode comover a natureza, e que uma boa ação tem a faculdade muitas vezes de destruir o preconceito e restabelecer a verdade do dever."
comentários(0)comente



Mariana Cunha 08/08/2018

Encantada
A Pianista foi meu primeiro contato com as obras de Machado de Assis, e confesso que me apaixonei pela escrita do autor. Assim que comecei a leitura fui abocanhada pela simplicidade e pelo valor histórico que a obra traz, com personagens bem construídos e interessantes, que é impossível não se envolver. Para quem procura uma boa leitura, recomendo esse conto de leitura rápida e fluida.
comentários(0)comente



Jeff 11/02/2018

A pianista
A pianista foi meu primeiro conto do Machado. Eu gosto dele por dois motivos.
1 - É uma história sobre a natureza humana. Uma história sobre o comportamento humano de diversas situações diferentes. Trata do preconceito de classes, das diferenças sociais entre classes diferentes, mas trata também da persistência e do que, de fato, significa amor.
2 - Muito embora machado nos leve a acreditar que Marina e Tomás são os protagonistas desse conto, somos surpreendidos ao percebermos que é de Tibério esse papel.
comentários(0)comente



Abimael.Costa 23/01/2018

Meloso, porém bom!
Sempre muito interessante ver retratado nestes contos parte do estilo de vida no Brasil no passado. Este conto se passa em 1850.

O conto narra partes das dificuldades existentes num romance proibido por justificativas de diferença financeira: um pai rico quer impedir o namoro do filho com uma pianista pobre por achar que se trata de uma golpista.

É narrado então o drama amoroso - meloso por vezes - e as artimanhas paternais utilizadas contra a união dos dois enquanto eles tentam convencê-lo a aceitar a união.

"No fundo do enfermo agradecido havia o homem calculista, o pai interesseiro, que olhava tudo pelo prisma estreito e falso do interesse e do cálculo, e a quem parecia que não se podia fazer uma boa ação sem laivos de intenções menos confessáveis".

Conto rápido e de leitura leve, concluível em um dia, de final esperado mas de construção primorosa.
comentários(0)comente



Daniela 09/03/2017

É Machado de Assis, mas não é o melhor dos seus contos
Por ser Machado de Assis, o conto é muito bem escrito, o que nos mantém na leitura. Mas, é um romance romântico, de época, adocicado demais para o meu gosto.

É claro, tem valor histórico retratando aa relações familiares da época, o peso do nome e do dinheiro para determinar o valor das pessoas e como isso pode cair por terra quando se enxerga o que realmente importa.

Bom, mas não é o melhor dos seus contos.
comentários(0)comente



Erika Daniela 07/01/2017

Um conto tão lindo e fofo. Machado retrata bem a época, as diferenças das classes sociais e o preconceito.
comentários(0)comente



GIZALYANNE 04/03/2016

Romance bem tradicional
Uma jovem pobre e um jovem rico se apaixonam, mas o pai dele desaprova .
Será que esse romance irá em frente?
comentários(0)comente



Leonardo.Neves 01/10/2015

Emocionante.
É impressionante como esse cidadão - Machado de Assis - consegui retratar bem à época em que o conto desenrola-se como nos emociona. Fantástico.
comentários(0)comente



LAPLACE 05/05/2015

A Pianista - Machado de Assis
Conto curto e de leitura fluida, A Pianista possui personagens bem construídos e interessantes, e uma intrigante trama. A história gira em torno do preconceito de Tibério - membro da alta sociedade - em aceitar Malvina, a pretendente de seu filho Tomás, que pertence a uma classe mais simples. Um tema atemporal, tendo em vista que ainda hoje casos assim acontecem.

A forma como Machado de Assis estabeleceu a personalidade e caráter de seus personagens me encantou. É incrível ver como eles possuem seus ideais solidificados, os comportamentos de Tomás e Malvina - o primeiro não desistindo do amor do pai, embora ele o rejeite; e a segunda respeitando o sogro, embora seja rechaçada pelo mesmo - são surpreendentes.

Ótimo conto para quem procura uma boa leitura clássica rápida e com um final marcante.
comentários(0)comente



Cris 17/04/2015

Bom
Este é um conto bem curtinho que fala sobre família, amor, ganância e dinheiro. Gostei bastante.
comentários(0)comente



Mr. Underhill 28/04/2012

Tibério Gonçalves de Valença
*
" Eu não me atrevo a dizer o que penso destas preocupações de um homem
que a natureza fizera pai. Indico-as simplesmente. "
*
" Afogou a dor em lágrimas e partiu. "
*
" Uma coisa nos iguala: é a nobreza moral. "
*
" (...) se não era desesperado, era ao menos gravíssimo. "
*
" Em tais circunstâncias os preconceitos só dominam os espíritos inteiramente
pervertidos. "
*
" (...) a natureza pode comover a natureza. "
*
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12