Entre Dois Mundos

Entre Dois Mundos Ligia Gama Miraglia




Resenhas - Entre Dois Mundos


47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Ju 18/08/2020

Uma decepção com uma história até interessante
Antes de tudo queria dizer que a história principal do livro é sim bem interessante, me chamou atenção o desenrolar dos acontecimentos e como as coisas acontecem. Mas esse é basicamente o único motivo de ter chegado "até o final"

Muitos erros de português, esccrita bastante ruim, personagens mal trabalhados E PROBLEMÁTICOS e, na minha opinião, se não tivesse tanta coisa zuada circundando a história, dava pra contar tudo nesse único livro.

Me incomodou bastante os fortes clichês do livro o tempo todo acontecendo, parece que a ideia da autora era que a personagem tivesse a vida perfeita de filme americano se não fosse a problemática central.

Além de tudo isso, o livro explora muito algumas cenas e acontecimentos que poderiam ser mais passageiros e chega um momento que parece só querer terminar correndo enfiando diversas coisas pra acontecer rapidamente, eu juro que fiquei perdido onde os personagens estavam, pra onde iam, qual era o plano e etc.

Eu acho que parecem mais de uma história misturadas em um só livro. Uma delas é legal.
comentários(0)comente



Silvia França 01/09/2016

Alicia, uma jovem bela, sofre acidente de carro com sua família. Seu irmão mais novo morre e ela fica 40 dias em coma. Ao acordar do coma, ela passa a ver homens de preto, que aparentemente, só ela enxerga, o que a assusta muito. Ainda mais quando um desses homens, Noah, o anjo da morte, fala com ela. Abalada com a morte do irmão e com o que está acontecendo consigo, Alícia encontra apoio no amigo de infância Raul. Ambos logo revelam sentimentos há tempos guardados e iniciam um romance.

A ideia de pós coma, anjos da morte e o porque Noah está atrás de Alícia (descobrimos durante a leitura, claro!) é super interessante e teria tudo para ser um livro incrível, porém, não foi para mim.

Há muito foco no casal Alícia e Raul. Tanto, que chega a ser irritante! Algumas coisas que eles fazem só preenchem espaço do livro e cansa ler. Durante uma viagem de uma semana que eles fazem, sentia como se fosse já um mês e nada de interessante acontecia.
Quando Noah aparece, fica duas páginas e "já é retirado de cena" novamente.
O livro é mais sobre o romance e vida sexual de Alícia e Raul do que realmente algo sobrenatural.

Os personagens são rasos. Algumas cenas desnecessárias e alguns diálogos bem bobos.
E os erros! De revisão, digitação. Tornando a leitura desconfortável.

A última aparição de Noah é interessante e faz com que eu queira saber o que ele irá aprontar no próximo livro, mas desanima pensar que pode ser igual a esse primeiro: ler muitas páginas para o momento mais legal ser lá no fim... então, não sei se quero continuar.

Em suma, não é um livro ruim, se não, não existiriam tanta gente que adorou. Eu gostei bastante da ideia e a fantasia, mas alguns fatores (já citados), que ao se acumularem, foram tornando o livro um pouco chato.

"A loucura, às vezes, nos deixa ver o que ninguém mais pode ver". p.174

Essa é uma opinião pessoal sobre uma obra de ficção, mas não deixo de reconhecer a criatividade da autora.
comentários(0)comente



Khrys Anjos 08/12/2015

As possibilidades para ser feliz
Alicia sofre uma acidente de carro e entra em coma. Durante o tempo que passou "dormindo" manteve contato com seu irmão Leo que faleceu no acidente.

Quando ela retorna ao mundo dos vivos descobre que seu irmãozinho agora é seu anjo da guarda e que ao driblar a morte acabou abrindo um portal para o mundo do além.

Ela agora tem o dom de ver os anjos da morte circulando no meio dos humanos. Mas este dom se transforma em pesadelo pois ela passa a ser perseguida por Noah, um dos anjos da morte.

Também acaba percebendo que o seu sentimento pelo seu melhor amigo Raul não é somente amizade. E que ele corresponde a este amor. Na verdade a paixão os atingiu quando ainda eram crianças mas nenhum dos dois estava preparado para vivenciar este amor.

Eles seguiram suas vidas tendo outros relacionamentos mas no momento que a Alicia passa por este teste do destino o amor deles fala mais alto e finalmente os dois estão aptos a vivenciá-lo.

A prova pela qual têm que passar fica dolorosa, principalmente para a Alicia pois Noah não deixa de persegui-la para lhe cobrar a "dívida".

Este é um tema bem complexo pois muitas pessoas não querem tocar no assunto. Porém já foi bastante pesquisado e comprovado que várias pessoas ao retornar de um coma passam a ter esta visão dos seres do além: anjos e/ou espíritos.

Mas nunca tinha imaginado esta possibilidade de acabar virando uma dívida. Uma questão a ser estudada e analisada.

Quando peguei no livro para iniciar a leitura senti uma energia forte vindo do personagem Noah. Acredito que ele tem uma enorme chance se tornar o catalizador da maior mudança de personalidade já escrita em um livro (espero que minha intuição esteja certa).

O amor da Alicia e do Raul os torna fortes por ter brotado na infância. Ficou ali só esperando o tempo certo para crescer e se expandir.

O mundo paralelo na qual vive o Noah é ao mesmo tempo fascinante e aterrorizante. São os dois lados da mesma moeda. Amor/Ódio. Yin/Yang. Luz/Trevas. E abre uma infinidade de possibilidades.

Agora é aguardar os próximos acontecimentos e ver se minha intuição levou a minha imaginação para o caminho certo.


site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2013/11/resenha-entre-dois-mundos-livro-1-ligia.html
comentários(0)comente



Camila 25/07/2015

Romance Envolvente e Adorei
A leitura do romance fluiu bem, conclui o livro em dois dias e nem senti o tempo passar. A narrativa me prendeu, fiquei bem envolvida com a trajetória de recuperação da Alicia, gostei muito da personagem, da sua personalidade e a forma como ela encarar os problemas. A parte que eu mais gostei foi sem dúvida o romance que acontece na história, neste ponto me considero uma romântica, fico envolvida e torcendo pelo casal. Infelizmente, como ponto negativo, apesar de ter adorado o romance do livro, acredito que ele sobrepôs a parte de fantasia do romance. O anjo estava presente, mas foi pouco, tinha expectativa de ter mais emoções e dificuldades do que ocorreram ao longo do livro. Fiquei um pouco decepcionada quando acabou, mas acredito que na continuação deverá satisfazer as minhas expectativas.

site: http://www.millcoisas.com.br/post/120441111291/pl04-entre-dois-mundos
comentários(0)comente



Brendinha 29/12/2014

Foi um livro que me prendeu bastante, por ser fácil de ser compreendido e ter uma história que me fez cada vez querer saber mais. Li em dois dias, e agora preciso muito saber o que vai acontecer...


Conta à linda e triste história de Alicia, uma jovem que está na faculdade, e sofre um terrível acidente de carro em uma viajem com sua família. E com isso ela caba perdendo seu irmão de apenas oito anos.

Após passar quarenta e um dias em coma, ela acorda, mas continua sentindo a presença de seu irmão em sua vida. Essa foi uma parte do livro que me deu muita vontade de chorar, pois além de ficar tanto tempo no hospital em coma, quando acorda fica sabendo que seu irmãozinho morreu e ainda virou seu anjo da guarda... Muito lindo.

Uma coisa foi muito boa na vida de Alicia, o seu novo relacionamento com seu amigo de infância Raul, que transformou sua vida, que a fez sentir mulher e desejada, que era tudo que ela precisava depois de tanta dor. Como tudo que é bom, dura pouco, ela não imaginava que sua vida viraria de cabeça para baixo, pois desde que voltou do coma, ela via pessoas estranha vestidas de preto na rua, e que ninguém mais via, ela não imaginava o quanto isso afetaria sua vida.

Foi ai que aparece Noah, um anjo da morte... E eu paro de contar agora, pois vai perder a graça, para saber o que acontece leia, o livro é muito bom, uma mistura de romance e mistério, uma história que vai te fazer chorar, rir e até sentir medo. Amei simplesmente perfeito, SUPER-RECOMENDO! Tenho certeza que vocês vão gostar tanto quanto eu comecei a ler e não consegui mais parar!

site: http://livroaestantedavida.blogspot.com.br/2013/04/resenha-7.html
comentários(0)comente



Platina23 15/12/2014

Não era nada do que eu imaginava -.-"
O livro já estava na minha lista de leituras há um bom tempo, porém só agora tive vergonha na cara de finalmente comprar ele e o segundo livro( na época ainda não tinha o 3º para comprar). E agora, como último livro do Escolha Um #3 recebe a minha resenha.

O livro conta uma história já batida de uma menina, Alicia Martelli, que sofreu um acidente e depois da coma, onde ela vê seu irmão que morreu no além, começa a ver seres sobrenaturais e acontecimentos estranhos. Os seres são uma espécie de Homens de Preto que estão sempre em todos os lugares e nunca falam nada com ninguém, ficam apenas observando e rondando o lugar.

Devido a toda essa reviravolta e a dor da perda do irmão ainda presente, Alicia vai buscar conforto com seu melhor amigo de infância, Raul, mais velho e super lindo. Ele estudou sempre junto a Alicia e agora está para se formar na faculdade e trabalha como modelo. Em meio a muitos abraços de consolo, Alícia acaba descobrindo que gosta de Raul mais do que um amigo. E nessa parte já começam os problemas de como lidar com esse novo relacionamento.

A história é basicamente sobre o relacionamento de Alicia e Raul e todo o drama que vai envolver eles daí pra frente. A parte sobrenatural da história se restringe ao começo quando ela começa a ver os tais "Homens de Preto", mas depois de ela fazer contato com um deles, que bem mais pra frente sabemos que se chama Noah, ele começa a provocar Alicia e a praticamente deixá-la louca. Ainda assim, Noah não aparece muito nesse primeiro volume e quando aparece é muito misterioso e só fala em tentar engravidar Alicia! Ainda que não se saiba pra que fim.

O livro é bem monótono, cheio de cenas do casalzinho central na cama ou dando mil e uma juras de amor, e tem uma história bastante batida. Em certa altura estava de lembrando a série "Os Imortais" da Alyson Noël, e dando pra fazer várias comparações em relação a todas as semelhanças. Uma coisa que eu achei bastante interessante e diferente de tudo que eu já tivesse lido, foi o fato do livro não se dividir, ele é constituído de um capítulo único, de cerca de 390 páginas. O que tornou as coisas até engraçadas, porque eu sempre tento parar a leitura num começo de capítulo, nesse livro isso não aconteceu.

Enfim, o final foi a parte mais sombria e misteriosa do livro todo e o que me deixou um pequeno desejo de quero mais, então eu logo comecei o segundo volume e em breve farei a resenha dele aqui no blog.

site: http://livrosenipon.blogspot.com/2014/12/resenha-entre-dois-mundos-regresso.html
comentários(0)comente



Jéssica R. 11/07/2014

Alicia é a protagonista da história, depois de um acidente de carro que a deixou 40 dias em coma, ela acorda e descobre que seu irmãozinho Léo, de 8 anos, faleceu. Como se isso não fosse o suficiente ela começa ver homens de preto por onde quer que vá. Intrigada com tudo isso ela começa uma busca para descobrir quem são esses homens que só ela consegue ver, pois nem eles a viam. Em um passeio pelo shopping Alicia esbarra em Noah, o anjo do mal, que possui olhos de um azul penetrante e assustador, ele vai querer Alicia a todo custo. Noah só não contava com, Raul, amigo de infância de Alicia, o bonitão, pegador, super educado e apaixonado por ela. Ele se torna o porto seguro de Alicia, aquele que é capaz de proporcionar momentos felizes a ela.

Bom... Não estou feliz em fazer essa resenha, comecei ler Entre dois mundos com a certeza que amaria o livro, mas isso não aconteceu :(. Tinha tudo para ser uma mega história sobrenatural com anjos do bem x anjos do mal, Alicia lutando para ter sua vida de volta...Mas o que encontrei foi uma personagem sem autoconfiança, que muitas vezes beirava a infantilidade. Sem falar no romance entre ela e Raul, que acabou ficando cansativo, e nunca vi tanto “Eu te amo” em um livro, nem nos livros do Nicholas Sparks, achei um pouco de exagero e melação demais. Infelizmente o romance deles não me convenceu, sei lá, não consegui sentir um amor de verdade entre os personagens, era como se um dos dois estivesse mentindo, acredito que pelo menos pra mim a autora não conseguiu transmitir muito bem o sentimento deles, os diálogos não foram tão aprofundados e às vezes eram muito superficiais e rápidos.

O que mais senti falta foi do Bad Angel, Noah, esse sim teve ótimas tiradas no livro, suas aparições sempre cheias de charme, sedução e maldade. Seus diálogos com Alicia sempre tinha aquela apontada de sarcasmo e me deixava querendo mais e pensando: “Como assim? Já acabou? Você já vai embora?” queria que autora tivesse investido mais no sobrenatural e em Noah, ele foi o personagem que mais gostei :D No final do livro ele faz uma proposta para Alicia não contarei para não dá spoiler que me deixou com muita curiosidade, acredito e espero que no próximo volume ele seja mais explorado.

A história em si achei muito boa mas também cansativa em algumas partes, não senti aquela vontade desesperada de morar dentro do livro a autora conseguiu criar um enredo que nos deixa intrigados e curiosos. Espero uma continuação mais aprofundada e elaborada capaz de explicar alguns pontos que ficou vago, pois ficou devendo. Gente, lembrando que essa e a minha opinião, eu sou muito cismada com romances uma vez que não é um dos meus gêneros literários favoritos, e fui esperando algo mais pesado, mais focado no sobrenatural, mesmo assim pretendo ler a continuação. Um detalhe pequeno que me deixou “encucada” foi à falta de capítulos... Nossa como a Jéssica é chata!!! Na verdade não é chatice sou muito apegada a capítulos e tenho a triste mania de parar a leitura sempre no final de um capitulo para o outro, e como não tinha eu ficava lendo ate encontrar uma brecha para parar. Entretanto o que realmente me chateou foi à revisão do livro, encontrei algumas palavras repetidas e alguns probleminhas de concordância, mas nada que atrapalhasse a leitura.

site: http://lilianejessica.blogspot.com.br/2014/07/resenha-desafio-euleionacionais-310.html#more
comentários(0)comente



Yasmim 07/04/2014

Entre Dois Mundos -
O livro nos trás Alicia, uma jovem de 20 anos que acabou de sair de um coma que entrou após sofrer um acidente de carro em que estava com a família. Após acordar e descobrir que ficara mais de um mês em coma, Alicia, descobre também que seu irmão Léo, de 9 anos, havia morrido no acidente. Porém, tudo isso soa muito estranho, a morte de seu irmão, seu coma, pois enquanto esteve “dormindo” Léo sempre esteve ao seu lado, sorrindo e brincando. Com o passar de alguns dias Alicia tenta voltar com a sua rotina, mas todas as noites ela sonha com o seu pequeno irmão, mas ao contar a família sobre os sonhos eles temem que ela esteja ficando louca, por isso ela resolve então guardar para si seus sonhos.

Com a perda de Léo, Alicia tenta seguir a vida com a ajuda de seus melhores amigos Raul, Karen e Nicole, mas é com Raul, seu amigo desde a infância, que Alicia vê a oportunidade de seguir em frente firme e forte. Tudo ia bem até Alicia começar a enxergar
“homens de preto”, homens que se vestiam de preto que somente ela consegue enxergar, porém, a um em especial, Noah.

Alicia ultrapassou todas as fronteiras da vida, ela esteve entra a vida e a morte e sobreviveu e por isso anda tendo as visões que tem. Mas ao voltar ela ganhou um propósito na terra e terá que cumpri nem que isso custe a sua vida. Noah deseja Alicia, a maltrata, a tortura e isso ira piorar cada vez mais que ela recusar satisfazê-lo. Em suas buscas incessantes para encontrar uma saída, ela descobre a verdadeira história que há por trás de Noah. E com a ajuda de Raul fará de tudo para mante-lô afastado de sua vida.
A loucura, às vezes, nos deixa ver o que ninguém mais pode ver.
Confesso que estava super empolgada para ler esse livro, porém, ele me decepcionou. Tinha tudo para ser uma super estória de sobrenatural, mas ficou entre o romance mais que clichê de Raul e Alicia e isso acabou ficando cansativo. E para falar a verdade estava torcendo pelo Noah, ele conseguiu me prender de uma tal maneira. O cara é super do mal, é o demônio em forma de pessoa (anjo), mas estava torcendo sim por ele. Fiquei tão curiosa para saber sobre sua estória e não obtive nenhuma resposta que acabei me apaixonando pelo personagem.

Alicia, nossa protagonista, é uma garota comum. Após a perca de seu irmão no acidente, ela acabou procurando refugio em seus melhores amigos. Mas como a maioria, não sabe o poder que tem. Não tem auto-confiança, se sente fraca com relação a muitas coisas, e isso acabou me magoado. CADE A MULHER BRASILEIRA ? Sem falar no romance entre ela e Raul, que acabou ficando muito repetitivo. A estória por trás do Noah é envolvente e intrigante, cheguei a suspirar quando Alicia chegava muito perto da verdade. Mas muitas coisas acabaram sendo deixadas de lado e o romance e a auto-confiança acabaram virando o foco da estória.

Como disse, tinha tudo para ser uma baita de um sobrenatural só que não rolou, talvez a escritora traga mais no próximo livro, mas ela deveria ter intensificado bem mais as coisas neste. Entretanto o que me deixou chateada de verdade foi a revisão do livro, á Novos Talentos selo da Novo Século errou totalmente na edição do livro, encontrei não só uma, mais vários erros ortográficos, sem falar na diagramação e formatação do texto, e não entendi o porque da falta de capitulo no livro, mas isso são coisas relevantes porém não imperceptíveis e que se juntados a bastante coisas acaba virando uma leitura sem prazer. Mas não o considero a minha pior leitura, esperava bem mais do que foi apresentado, mas acredito que o segundo irá preencher as enormes lacunas deixadas.

Resenha em :

site: http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/2014/03/resenha-entre-dois-mundos-ligia-gama.html
comentários(0)comente



AmantesporLivro 23/03/2014


Alícia é uma garota normal que tem sua vida mudada por um acidente que acabou levando o seu irmão Léo. Ao ficar em coma, Alícia abre sem saber, uma porta entre o mundo real e o sobrenatural. Quando sai do coma, Alícia se reencontra com seu amigo de infância, Raul, e ao verem uma fita do primeiro beijo dela com ele, o que desperta um amor maior do que a amizade.
Raul manteve durante todos esses anos um amor com Alícia, mas só quando ela volta do coma que os dois percebem o temo que perderam. Primeiramente, com medo de perdê-la, Raul propõe que os dois tenham um relacionamento baseado no sexo sem compromisso. É claro que isto não dá certo e os dois começam uma relação quente e apaixonante.
Durante uma saída, Alícia se bateu com um homem que estava vestido todo de preto. Quando olha ao redor, ela percebe que não é só ele que está vestido da mesma forma, mas vários outros. Mas este em especial, percebe que ela consegue enxergá-lo e começa a persegui-la em todos os cantos, inicialmente de forma sutil, mas aumenta a intensidade de seus encontros, não em sexo mas em ameaças.
O relacionamento entre Alícia e Raul começa a crescer, principalmente, durante uma viagem que eles fazem com os amigos deles. Nesta viagem além de intensificar o amor entre eles, Alícia também sofre com as investidas do homem vestido de preto, o qual ela descobre se chamar Noah e que ele é um Anjo da Morte.

Vamos lá para a opinião sobre o livro. Ele é totalmente escrito em primeira pessoa, o que nos dá aquela sensação de estar participando da história, não de ser um simples espectador. Esse tipo de escrita é muito complicado, pois, o autor tende a perder o controle dos diálogos, tornando algo extenso e cansativo. Senti isso em algumas partes da leitura, sendo que em muitos dos diálogos eu buscava ler mais rápido para ver o que ia acontecer logo em seguida.
Não vou mentir que em alguns momentos achei diálogos desnecessários e repetitivos. O livro poderia ser menor e ter a mesma intensidade, mantendo história para as continuações.
Quando comecei a ler, não sabia que teriam continuações, por isso que senti falta dos elementos sobrenaturais que o livro propõe. Os encontros com Noah são poucos, eu vi mais encontros com o irmão Léo em sonhos.
Depois de pesquisar sobre o livro, percebi que teria continuações então acredito que esse foi um jeito de mostrar o crescimento do relacionamento dela com Raul, a ligação com o irmão Léo e as consequências que a presença do Noah causa nela, para depois mostrar mais desenvolvimento das características sobrenaturais.

A minha visão sobre os personagens principais foram as seguintes: Alícia é uma garota que ainda sofre com a perda do irmão, mas percebe a necessidade de viver mais. Ela é meio travada em relação a muitas coisas, principalmente, relacionamentos. Ela é uma mulher muito bonita mas que não se vê como tal, mostrando uma grande insegurança e imaturidade dela. Já Raul é tido como o homem perfeito. Além de ser modelo, ele é muito inteligente e já está próximo de se formar. Além de ser muito seguro, sempre escondeu o amor que sentia por Alícia, por medo de perder a amizade dela. Faz muito sucesso onde trabalha. No caso de Noah, ele é um Anjo da Morte que passa a perseguir Alícia, mas no decorrer do livro o interesse sobre ela demonstra que existe muitas coisas por trás dessa perseguição.



Outro ponto que merece destaque é a revisão da obra. Novamente o Selo Novo Talentos da Literatura Brasileira peca no quesito revisão da obra, o que me faz crer que antes, este ponto era negligenciado para os novos autores. Como o livro é de 2012, eu percebi uma evolução em relação a isto nos atuais livros do Selo. Infelizmente, neste livro os erros são grotescos. Faltam letras, artigos, ligações para criar uma coesão textual, frases que terminam sem sentido, entre outros. Já fizemos resenhas aqui sobre o Selo, expondo os mesmos problemas, sendo que nos últimos já vimos uma melhoria significativa.
Sobre a parte técnica, gostei da capa e da diagramação. A impressão é muito boa em páginas amareladas não causando cansaço durante a leitura. O material possui boa qualidade e é leve, apesar da quantidade de páginas.

O livro é bom. Eu o peguei na estante sem pretensões nenhuma, era o mais fácil que estava para pegar na hora. Quando comecei a ler, não consegui parar. Parece que me prendeu, porque eu queria saber o que viria em seguida e lia avidamente. Para mim livro bom é esse, não precisa de uma intensa propaganda, a história que está dentro é o seu melhor vendedor. Apesar dos defeitos encontrados na narrativa e revisão, o livro é fantástico. Tem muito sexo, só que não de forma explícita, o amor entre os dois é algo de cinema, lindo e perfeito . Raul é o cara inteligente, modelo, é carinhoso (visão do livro). Já a Alícia é meio travada, mais nova que ele e vai amadurecendo no decorrer da história.


site: http://www.amantesporlivrosefilmes.blogspot.com.br/2014/03/resenha-entre-dois-mundos-da-autora.html#more
comentários(0)comente



TamiresCipriano 15/12/2013

Entre dois mundos
Primeiramente tenho que parabenizar a autora pelo livro, não consegui para de ler.

Alícia tem uma vida "aparentemente" normal e é uma garota "aparentemente" normal.Infelizmente sua vida muda por causa de acidente terrível. Voltando de viagem com carro, seus pais e seu irmão, sofrem um acidente e Alícia fica em coma.
Durante este coma, Alícia consegue ver homens de preto, consegue ver eles na TV, perto de pessoas que sofrem acidente e mesmo depois de sair do coma, ela ainda os vê.

Alícia perdeu seu irmãozinho o Léo, de apenas oito anos neste terrível acidente.
Mesmo a personagem sofrendo tudo isto e vendo estes homens de preto ela tenta viver sua vida normalmente, mas a incomoda.

Um dia sem querer no shopping ela avista um homem de preto que a bloqueava para passar e pede licença, ele a encara diferentemente e depois disto ela é seguida por Noah.

"Dei sinal e desci, estava bem perto da casa de Raul. Quando vi aqueles homens de preto no meio da rua, fiquei apavorada, não sabia o que fazer! Só consegui pensar em não deixar que ele me percebesse que eu os via..." Pág 51.

Noah, apesar de ser um cara da "pesada" posso assim dizer, foi um dos melhores personagens do livro e a cada página que passava e ele não estava, sentia falta rs.

Claro que todo livro que possui um maldoso na historia, tem que haver um bonzinho, certo?
O amigo de infância de Alícia o Raul, lindo, perfeito, sedutor, carinhoso, fiel, companheiro e diversos outros aspectos que o faz tornar mais que perfeito, acaba virando namorado, que namorado...

"Onde vou achar uma mulher como você? Eu a esperei em silêncio por anos e não me arrependo por nada que fiz. Se tivesse que fazer tudo de novo eu faria." Pág 112.

Raul consegue colocar Alícia em autoestima, ajuda em tudo e sempre fica de seu lado.
Noah só atormenta Alícia quando ela está triste, magoada ou algo do tipo, ou seja, ele se "alimenta" disso.

Tenho que lembrar o fofo Léo que citei acima, sim, o caminho do irmão de Alícia parece que já foi traçado, adorei ele por ser o mais maduro de todos os outros personagens. Léo virou um anjo lindo que sempre ajuda sua irmã em horas difíceis, vive salvando-a.

"Apaguei e estava em um lindo jardim com muitas flores. Havia anjos com lindas asas brancas por todos os lugares. Eu os olhava e tentava tocar suas penas, mas não conseguia. Mudei a direção e vi o meu irmão Léo. Ele estava com um par de lindas asas brancas, corria de um lado para o outro, como se tivesse acabado de ganhá-las e as estivesse testando..." Pág 52.

Alícia descobre com uma mulher que não poderia ter falado com eles, o que já era tarde, está mulher que passou e passa o mesmo que ela, a ajuda.
Alícia não pode ficar triste e tem que acender velas brancas perto dela para afastar Noah, também não pode ficar perto de faróis.

Noah propõe a Alícia um acordo, se ela conseguir mostrar para ele o que é um ser humano, ele a deixa em paz.

“... Escute, você me mostra por que eu a deixaria viver, me mostre o que é ser humano! Se me convencer, eu a deixarei livre." Pág 392.



O livro é magnifico! Surpreendeu-me e adorei a leitura.
Tenho que ressaltar que há erros de revisão, frases sem pontuação e palavras erradas. Fiquei meio confusa também em algumas vezes que tinha muitos personagens e não mostrava de quem era a fala e tinha que deduzir.
A Alícia ao início para mim era madura, mas depois foi ficando chatinha, o Raul tem ela como namorada mesmo?... Senti inveja.
Já o Raul para mim no início era imaturo e mulherengo, depois mostrou o mais que perfeito homem e cavalheiro.
No mais, Lígia, meus enormes parabéns e agora quero ler o próximo, afinal, fiquei curiosa e intrigada com o final do livro.

Saiba mais no blog:

site: http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/2013/12/resenha-entre-dois-mundos.html
comentários(0)comente



Priscila Yume 05/12/2013

Minhas impressões...
Oi Galera,

Terminei a leitura, há alguns dias de Entre Dois Mundos da autora parceria Lígia Miraglia. Gostei muito do livro e vou apresentá-lo um pouco para vocês.
Alícia é uma garota normal que tem sua vida drasticamente mudada quando voltando de viagem, com sua família, sofrem um acidente de carro. Nos seus quarenta dias em coma ela vê homens vestidos de preto e só tem ao seu lado o irmãozinho Léo, que após acordar descobre ter falecido no acidente.
Uma sobrevivente, mas com marcas que não poderão ser apagadas, pois seu encontro com a morte fez com que começasse a ver os mesmos homens de preto do coma, no seu dia a dia. Mas, apesar da tristeza e da dor da perda, e de não entender quem são aqueles homens, Alícia tenta seguir sua vida normalmente. Até, que sem querer, ela conversa com um no shopping, a partir de então, ela passa a ser seguida por Noah.

- Com licença!
Esperei que ele saísse da minha frente para que eu pudesse passar. Quando ele se virou e olhou para mim, vi seus lindos olhos azuis. Eram como o céu em um dia de verão: um azul tão azul que até doía de olhar. Ele em olhou com curiosidade e levantou uma das sobrancelhas, surpreso. Senti os pelos do meu corpo arrepiarem. Eu o encarei e repeti:
- Você pode me dar licença? (p. 15)

Pobre Alícia, não sabia que esse simples ato mudaria sua vida drasticamente.
Ela começa um relacionamento com Raul, seu amigo de infância perfeito (lindo, modelo, estuda engenharia e faz tudo por ela, me apaixonei). Só que, enquanto ela tenta levar uma vida normal, basta ela ficar triste para que Noah, com seu jeito frio e indiferente, aparece e comece a atormentá-la.
Apesar de ela descobrir o que ele realmente deseja dela e como mante-lo à distância (ela conhece uma outra mulher que passou pelo mesmo, e para manter afastado o mensageiro da morte, basta usar sempre um tipo específico de vela aromática).
Usando essas velas Alícia passa a ter uma vida normal, sem a presença de Noah, mas sempre que ela baixa a guarda (ou principalmente está sozinha) ele aparece, e foi assim que ele surgiu na semana que ela e seus amigos passaram na praia e em sua tentativa de se livrar para sempre dele, ela se jogou no mar, precisando ter sido curada por Léo (seu anjo da guarda).
O que Noah deseja de Alícia? porque ela vê os homens de preto? Será que há esperança para ela?
O livro é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Alícia, quando comecei a ler, cheguei a pensar "é o diário da Alícia". O livro não é subdividido em capítulos, os fatos vão acontecendo um atrás do outro sem interrupção. O livro não apresenta uma boa revisão ortográfica (algumas frases na ordem inversa, problema de pontuação...) e senti falta, nos diálogos maiores e, sobretudo, em que haviam várias pessoas na cena, dizer quem falava o que, isso me deixava confusa às vezes.
No entanto adorei o livro, certo, a Alícia encheu um pouco o meu saco (não é inveja porque ela tem o Raul, rsrsrsrs), mas ela me chateava um pouco, então eu me lembrava tudo o que ela estava passando (a coitada sofre e muito) e então pensava: "Eu já teria surtado há muito".
O livro é leve, instigante e prende o leitor, e já estou vendo o triângulo amoroso Raul-Alícia-Noah!!!
No final do livro Noah propõe deixá-la em paz se ela puder mostrar para ele o que é ser um humano!
Agora estou curiosa para saber se a Alícia vai ganhar a aposta com Noah!!!
Será?

Beijos e boa leitura!

site: http://yumeeoslivros.blogspot.com.br/2013/11/resenha-entre-dois-mundos-ligia-miraglia.html
comentários(0)comente



Elis 08/11/2013

Resenha Completa: http://amagiareal.blogspot.com.br/2012/09/entre-dois-mundos-ligia-g-miraglia.html

Aqui conhecemos a história de Alícia, uma jovem que sofreu um acidente onde perdeu o irmão e a deixou em coma por quarenta dias. Após acordar ela começa a ver coisas que ninguém vê. E com isso sua vida poderá estar em perigo.

Lígia soube perfeitamente como conduzir a história, pois mesmo não separando por capítulos sua obra, ela nos entusiasma de uma maneira que nem sentimos vontade de parar, realmente devorei o livro. E nos intervalos que fiz para realizar coisas da casa, eu ficava somente pensando na história, e doida para sentar e continuar a ler. Pensei em deixar um pouco para ler hoje, mas não consegui dormir, tamanha era a vontade de saber o final, e adivinhe deixei de dormir para ler até a última palavra.

Conforme vamos lendo suas páginas entramos na história por ser em clima de faculdade, onde tem romance, tem brigas, tem ciúme, tem momentos de fazer as pazes e claro seres sobrenaturais. Eu me apaixonei por Raul, ele é tudo de bom, chega a ser tão perfeito, que não sei se existe alguém assim. Bem deve existir sim, afinal ele também tem alguns defeitos.
Karen e Nicole são as amigas que todas queríamos ter, tamanho seu carinho e afeto. Caco primo da Karen é um Don Juan que também nos deixa caidinhas, por ser super protetor. Mia é a garota que vocês vão querer esganar...hsuahsua...mas ganhou pontos comigo. Verônica é uma mulher de negócios que até agora parece ser uma pessoa boa, mas ainda tenho minhas dúvidas. Os pais de Raul e Alícia aparecem na história e são pais protetores, que por mais que sejam bacanas sempre deixam constrangidos seus filhos. Léo e Noah tem um mistério que somente vocês podem descobrir.

Esse romance cheio de amor e dificuldades, foi perfeito para mim nesse momento. Não haveria hora melhor para tê-lo em mãos. E minha vontade é rele-lo novamente agora, me surpreendi com a autora e admito com todas as letras que estou SUPER ANSIOSA pela continuação, vou ficar imaginando tudo que pode acontecer até tê-lo em mãos. Quem ainda não leu, não tem ideia do que está perdendo.

Apesar de haver umas três palavras faltando e alguns erros, eles não prejudicaram em nada minha leitura, pois realmente viciei na obra. E elas não prejudicam o entendimento da história.

Superhiper recomendo....Beijokas Elis!!!
Gabi 22/09/2012minha estante
Amei a sua resenha! Parabéns...




Kari 24/08/2013

Ao iniciar a leitura de Entre dois mundos eu não sabia o que esperar. Não li resenhas em lugar algum para não influenciar minha vontade de ler ou não o livro. Li a sinopse e fiquei bastante curiosa com o tema proposto e para minha total alegria a história é dessas que você senta e não consegue largar o livro enquanto não termina.

Eu sou uma pessoa que não curte muito livros cheios de “mimi mimi”, sabe aqueles romances chatos de se ler? Não sou dessas! E mesmo nessa história tendo um casal fofo, Raul e Alicia, não pude deixar de apreciar cada cena narrada entre os envolvidos na trama! Apesar de ter aquela "melação" existente entre casais, existe uma adrenalina criada por conta do mistério que cerca a vida de Alicia. Vou contar um pouco da história para que possam entender do que estou falando. Após um acidente de carro onde o irmão mais novo de Alicia morre e ela fica em coma, a vida de Alicia além de estar marcada pela dor da perda de um ente querido é marcada por um novo “Dom” ou seria maldição? Ela acorda e percebe que pode ver homens de preto que ninguém mais vê e acha que está pirando. Sem contar que pode conversar com seu irmão falecido (Leo).
Sua vida antes desse acidente era comum. Bons pais, irmãos, amigos fieis, um melhor amigo de infância (Raul) e todos os aparatos existentes na vida de um jovem, como festas, baladas, faculdade e etc. Porém tudo mudou após o acidente e principalmente após ela falar com um desses homens de preto (Noah - "Anjo Endiabrado").

Esse Anjo passa a segui-la e observá-la, assustando-a sempre que pode e deixando claro que ela não passa de uma "humana medíocre". Ele é realmente assustador e detestável e mesmo assim Alicia o enfrenta a todo instante testando todos os limites que alguém poderia testar com um ser como ele! Ele quer algo dela e ela não sabe o que é; ou porque ele a persegue onde quer que vá! O "Anjo Endiabrado" é D+! Fiquei com ódio dele, senti repulsa por ele e ao mesmo tempo amei todas as suas aparições que serviram para transformar a obra em algo peculiar, onde o Anjo, que deveria ser visto como um ser bondoso e angelical é ruim do inicio ao fim, ele é um Anjo da Morte e em momento algum vi compaixão em suas tiradas. Ele é asqueroso, grotesco, odioso, perverso e literalmente maligno! ADOREI! rs
A cena onde ele quase estupra Alicia me deixou com o coração acelerado onde me vi dando gritinhos de ansiedade. Não me chamem de maluca! Mas é que acredito que esse seja o caminho para um livro não ser um tédio, quando se tem romance meloso.
Mesmo Noah tendo todas as características citadas acima, percebo que mesmo sendo assim por natureza, se sente revoltado por não ter tido escolha, livre arbítrio, por não ter tido compaixão do Criador (Deus). E a proposta que ele faz a Alicia no final do livro me deixou louca de curiosidade e intrigada!

O amor que Raul sente por Alicia é lindo e palpável, mesmo ele tendo sido um mulherengo no passado, a partir do momento que os dois acordaram ser namorados, ele é só dela e só tem olhos para ela! Lindo!
Por outro lado, algumas atitudes infantis, tomadas pela insegurança de Alicia, bem como a "mania" de Alicia omitir alguns fatos de Raul me deixaram irritada ao extremo, pois o cara está ali com ela, apoiando e tentando ajudar com toda essa história maluca de ela ver homens de preto que aparentemente ninguém mais vê, e ela mesmo assim dá "chilique" me deu vontade de sacudi-la e dar umas boas tapas em sua cara! rs A história, apesar de ter seus momentos irritantes por algumas atitudes de Alicia, me agradou muito.

Pude apreciar cada linha e me senti realmente envolvida na trama. Até mesmo o “mimi mimi” entre o casal me fez derreter, pois é impossível não pensar em Raul e Alicia como um casal fofo. Afinal ambos foram o primeiro beijo um do outro quando ainda eram criança e ele reprimiu sua paixonite até a fase jovem adulto, então era imaginável que quando esse romance acontecesse seria bem intenso e no auge da idade! Como dizem.. A flor da pele! Ok. Ela sente que está prejudicando Raul com toda sua carga "pós coma" e que pode por ele em perigo e por isso começa a ter seus surtos de "vou deixá-lo" toma um porre e fala um monte de merda. Mas tenho que concordar com o Raul. A escolha de permanecer no meio dessa situação louca é dele! Se ele quer estar ao lado dela que fique então! Quem em sua sã consciência negaria a ajuda do amor de sua vida, lindo, gostoso e #tudodebom?
A cena mais marcante para mim foi quando Alicia se soltou de Noah em um voo que ele a obrigou e caiu de uma altura absurda direto no mar quase se afogando, sendo encontrada por seu ex “peguete” e todos ao seu redor cuidando dela.. Cada um com uma opinião do que possa ter acontecido, mas todos desconfiados de que as marcas roxas por todo corpo dela foi de uma surra dada por Raul e ele em pânico sem saber o que aconteceu de fato com ela, sentindo dor na consciência por isso ter acontecido após uma briga entre eles onde ela saiu porta afora sem rumo!

Nem tudo no livro são flores, pois a revisão pecou muito! Tanto que me senti confusa algumas vezes com a falta de palavras, o que acaba diminuindo um pouco o ritmo de leitura. Mas não desisti do livro, pois seria impossível, tendo um texto tão bem construído e envolto em mistério.
Em contato com a autora fui informada que uma nova revisão já está sendo feita para sanar esse problema! Eu preciso da continuação que tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2013!

PS:A resenha original que está no Mix foi realizada por três pessoas.
Confiram!

site: http://www.mixliterario.com/2012/10/resenha-tripla-entre-dois-mundos-ligia.html
comentários(0)comente



Juh 02/08/2013

Entre Dois Mundos
O livro conta a estória de Alicia, uma jovem que após um acidente grave de carro fica algum tempo em coma, ela acorda e tenta voltar a sua vida normal depois dessa grande tragédia na sua família.
Alicia tem um grande amigo, Raul, rapaz inteligente, estudioso, trabalhador, lindo de viver, mas apesar de ser essa maravilha que Deus não me manda, nunca chamou atenção da moça para algo além de amizade, pois ela melhor do que ninguém conhecia a fama de mulherengo de Raul. Aff nem nos livros eles são totalmente perfeitos não é mesmo pessoal?! Bem, diversas coisas acontecem, que não vou contar que perde a graça e nosso Raul faz uma proposta indecente (coisa que amamos) para a Alicia, e ela que não ia ser burra de não aceitar cai nos braços da delícia. Aiai...
Há... mas você acha que agora que esta tudo ótimo, tudo bem? NÃO!
O que eu ainda não contei para vocês é que após voltar do coma, Alicia passa a ver em todos os lugares homens de preto. Não, não é o MIB, são anjos da morte. O.o
Surge então Noah (AnjoDelíciaVemEmMim), que vive e se alimenta de todos os nossos sentimentos mais obscuros. Vou ser sincera, o Noah se mostrou uma delícia em sua aparições foram bem estimulantes... (ALOKA)
Alicia faz de tudo no decorrer da leitura para afastar Noah (Boba), evitando ficar sozinha em certos lugares, acendendo velas, enfim, evitando tudo que possa trazer Noah para perto dela, mas como o nosso anjo é macaco velho na parada, esta sempre arrumando brechas, o que não deixa Alicia muito feliz, principalmente por sempre demonstrar seu medo para ele, o que segundo nosso anjo o cheiro do medo dela é uma delícia. Nesse momento do livro fiquei completamente arrepiada, não sei se de medo ou de... Ok bora voltar ao livro. Bom embora Noah apareça sempre atormentando a pobre da Alicia, ele não diz o que realmente quer da menina o que me deixou bem curiosa e me fez devorar o livro.
Em todos os momentos que Noah aparece para Alicia, Raul esta ciente, pois ela conta tudo o que esta acontecendo e em que momento esta acontecendo. Então ele evita deixá-la sozinha e passa a buscar uma solução para ajudar sua amada a se livrar desse fantasma do mal. Só que ao mesmo tempo em que Alicia se sente feliz e realizada ao lado de Raul, ela sente que esta sendo injusta com seu amado por jogar sobre ele esse fardo.
O livro é perfeito demais, em vários momentos somos envolvidos por diversos sentimentos em relação ao livro que não tem como explicar, tristeza, alegria, medo, amor...
O amor descrito por Lígia no livro de Alicia e Raul é algo que realmente gostaria de ter, embora eu tenha uma quedinha pelo Anjo delícia do mal. Super recomendo pessoal, tinha separado algumas frases do livro, mas se mostraram muito reveladoras e ai achei essa imagem que tinha feito de um quote disponibilizado pela Lígia antes da minha leitura do livro.
Então corram e leiam, é lindo demais!
Lígiaaaaaaaaa preciso do Próximo!!!! #SOSLeitora
Espero que tenham gostado e comentem... No blog. =)

site: http://surtosdajuleka.blogspot.com.br/2013/07/resenha-entre-dois-mundos.html
comentários(0)comente



47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4