Quero Ser Beth Levitt

Quero Ser Beth Levitt Samanta Holtz




Resenhas - Quero ser Beth Levitt


53 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4


Tais Cortez 26/05/2015

Um novo conto de fadas!
Conheci a fofa da Samanta Holtz em um evento literário em Campinas. Achei linda e delicada a capa de seu livro. Depois de algum tempo, participamos juntas de outro evento literário em SP, e eu aproveitei para garantir o meu exemplar autografado.

A Sam escreve muito bem e a história não poderia ser descrita a não ser como "um conto de fadas moderno".
A Amelie me lembrou muito a própria Sam, com seu jeito doce e bondoso de ser.

Gostei principalmente das mensagens e valores que a história transmite. Acho que todos os livros deveriam passar coisas boas, que levam o leitor a refletir sobre suas próprias ações, e eu, como autora, tbm procuro fazer isso.

Enfim, super recomendo esse livro a todos que procuram um romance leve, encantador e muito bonito!

Parabéns, Sam!
Lilica 26/05/2015minha estante
Gosto de livros assim, agradeço a recomendação!


Tais Cortez 26/05/2015minha estante
:) Magina...super recomendo e acredito q gostará bastante!


Samanta 12/06/2015minha estante
Querida Tais,

Obrigada pelas lindas palavras sobre "Quero Ser Beth Levitt"!
Fico muito feliz em saber que a leitura tocou seu coração e transmitiu boas mensagens :D

Obrigada por dividir sua opinião aqui no Skoob!

Beijos no coração,
Sam




Flavia.Fariaa 04/10/2020

Meu livro favorito da vida!
Então, vamos começar falando sobre o livro que me faz querer ser uma pessoa melhor a cada releitura (e eu nunca me canso de lê-lo).
Bem, eu particularmente, acho que existe um livro para cada pessoa que ama ler. Um livro que te preenche em todos os sentidos, que te faz sentir uma mistura de emoções contraditórias a cada página lida, e que quando chega no fim, você se sente deslocado, e pensando: meu Deus, como alguém é capaz de criar algo tão lindo assim? E eu posso afirmar com todas as letras, que esse livro foi escrito para mim, mesmo que a Samanta nem soubesse da minha existência. (Hoje ela sabe, hihi)
Pode ser brega dizer que um livro foi escrito para você assim e essas coisas, mas eu me sinto muito conectada com ele, de verdade! É uma história tão simples, tão pura e tão maravilhosa, cheia dos sentimentos, que simplesmente não consigo encontrar um defeito sequer nela. Eu tinha apenas 13 anos quando encontrei esse livro na biblioteca da minha escola, e li ele 3 vezes, depois ganhei outro de presente, e ainda hoje aos 15, continua sendo meu livro preferido.
A Samanta é a minha escritora preferida, e conheci ela por meio desse livro. Sabe quando a história, o enredo, os personagens -e principalmente as ironias do destino, que foram uma das coisas que fizeram esse livro ser tão perfeito- é tão bem escrito, que você tem que fechar o livro e raciocinar sobre? Pois é. A escrita da Samanta é uma benção divina, é simplesmente perfeita! Ela consegue escrever as emoções dos personagens, brincando com as palavras e fazendo as frases ecoarem na sua mente por minutos, te fazendo pensar o quão ela é talentosa. Vou colocar uma das minhas frases preferidas aqui:
''Não era mais Amie. Tambouco era Beth. Ela era as cores e as formas que davam vida ao som...'' (Sentiu o impacto da perfeição te atingir?)
Falei tanto sobre o que é essa maravilha, que nem expliquei como é a história. Estou com preguiça de escrever kkkkkk
Só vou dizer que é uma mistura de sonhos, destinos, fé, a dor da saudade, e mais um pouquinho. Amelie é uma menina órfã, que perdeu os pais aos 6 e 12 anos respectivamente, mas que tem deles ótimas lembranças cheias de amor. Quando completa a maioridade, ela precisa sair do orfanato e iniciar uma nova vida, e acaba indo parar em um lugar bem diferente do habitual. É tão linda a ideia de que em um dia ela está procurando um trabalho, e no outro já está indo rumo à realização de seu maior sonho... Mais pra frente, ela encontra o Chris Martin, e meu Deus, esse homem é a definição de tudo o que é bom nessa vida. Junta a Amelie que tem o coração mais puro do mundo literário, e pronto, o que não dava para ficar melhor, fica.
Se vocês gostam muito de romance, a melhor coisa que terão feito vai ter sido ler esse livro.
E se lerem, espero que amem tanto quanto eu♥
comentários(0)comente



Fer - Mato Por Livros 13/07/2014

Um livro que te emociona do começo ao fim e te faz sonhar...
Uma palavra para descrever o que senti lendo esse livro?

Bem ainda não inventaram uma que pudesse descrever tamanha emoção que senti com essa leitura, ou melhor, que senti ao abrir esse maravilhoso presente. Mas se eu tenho que escolher uma que possa descrever como me senti, foi:

VIVA!



A doce Amelie tem um grande sonho e no dia de seu 18º aniversário ao soprar as velinhas Amie deseja: - Quero Ser Beth Levitt.

O que ela não esperava era que esse sonho poderia vir a se tornar realidade...



Amie viveu em um orfanato desde o falecimento de sua amada mãe, alguns poderiam pensar que isso a tornou uma pessoa, revoltada, amarga e triste, ao contrário, Amie é a pessoa mais doce, de coração puro e forte que eu já vi na minha vida.




Amie está assustada, pois agora ao completar seu 18º aniversário, deverá deixar o abrigo e todas as pessoas que ama, e ir enfrentar o mundo desconhecido da realidade e vida adulta.

Amie vai se deparar com algumas dificuldades ao encarar a realidade de viver fora do abrigo. Mas com a ajuda de seu bom coração e da força transmitida através de suas melhores lembranças, ela vai lutar por seus objetivos.



Algo surpreendente acontece a ela, e parece que o destino está á seu favor. Sem querer Amie é encaminhada a um teste para um comercial, mas um imprevisto a leva a um teste para a gravação de um filme, e quando ela descobre está concorrendo a um papel para a gravação de Doce Acaso, o livro que sempre foi o companheiro de Amie, que foi seu amigo e esteve com ela em todas as dificuldades e mais que tudo, o livro que a fez desejar ser Beth Levitt.



Após alguns obstáculos Amie é aprovada e está dentro do elenco. O que ela não sabia é que esse sonho iria levá-la por um caminho sem volta, cheio de alegrias, tristezas, obstáculos, pessoas sem caráter, ciúmes, inveja, superação, provações, descobertas, mas principalmente no caminho do amor.

Ela irá enfrentar coisas que poderiam fazer com que perdesse a docilidade, a ingenuidade, o bom coração que sempre teve, mas Amie se mostra uma pessoa muito forte, ela irá amadurecer, aprender novas coisas, mas acima de tudo, vai entender que manter o sonho e o bom coração são as únicas coisas que podem levá-la a verdadeira e única felicidade.






Destino? Erros ou acertos? O que será que rege nosso caminho em busca da felicidade? Ao encontro de ver nossos sonhos realizados? Ou muitas vezes ao encontro de algo que nós nem sonhávamos que fosse acontecer em nossa vida? Será que já está tudo “programado”? E que vivemos um verdadeiro espetáculo? Mas que muda de roteiro todos os dias, naquilo que chamamos de Projeto Vida?



Sabe aquele livro que você lê o tempo todo com aquela sensação de frio na barriga? Pois assim fui eu lendo Quero Ser Beth Levitt. Eu me senti vivendo a personagem, sofrendo com Amie, sorrindo com ela, passando pelas mesmas angústias, com as mesmas expectativas, vitórias...

Parecia que eu estava dentro de um romance de Shakespeare, alguém aqui já leu algo dele? Eu amo as histórias dele, e já no começo do livro, parecia que eu estava vivendo um de seus dramas, a Samanta é perfeita com sua escrita. Longe de mim querer comparar os dois, claro que não.

O bom dos livros é isso cada história, cada autor, nos faz conhecer um mundo diferente, você pode viajar por vários tempos, vários lugares diferentes, não ficamos limitados a uma coisa só, é um sem fim de sonhos que podemos conhecer. Mas é impossível ás vezes não nos sentirmos próximos de dois mundos ao mesmo tempo, e assim me senti com essa leitura, Sam me fez ir tão longe que parecia que eu estava em outra época de sonhos, de dramas, de amores, de incertezas...



Eu estava contagiada, e ainda estou com a história. Enquanto eu lia, tinha a sensação de que alguém estava me contando um segredo, e ai você responde com cuidado, respira com cuidado, você não quer virar a próxima pagina porque tem medo que aquilo acabe, e você não quer que isso aconteça.




Os sonhos de todos os fãs do livro? Um filme! Seria perfeito e mágico ver nossos personagens ganhando vida além de nossa imaginação. Ver nossas cenas preferidas e especiais, tendo cores, vozes, cenários...

Mas me assusta pensar nisso, eu tenho medo de que ser virar filme perca um pouco do encanto. Quero ser Beth Levitt, é um livro completo, com sonhos, com magia, com sentimentos... E se ao virar filme um diretor talvez não consiga transmitir toda a essência dele em poucas horas? Sei que Sam iria cuidar de tudo bem pertinho, mas mesmo assim gente é muita emoção, muito sentimento, para no máximo duas horas de filme.

Ai eu fiquei pensando que na verdade poderia se tornar uma série né? Será que sou maluca demais? Mas ao se tornar uma série poderia ser mais completa, com vários capítulos de algumas horas, porque ai não perderíamos nada.

Poxa não gostaria de perder nada do livro, e infelizmente nos filmes isso sempre acontece.

Eu quero tudo, rs.

Quero as cenas das gravações de Doce Acaso.

As cenas da viagem de Amie, do passeio de cavalo, do momento em que ela acorda no sofá da sala na casa da fazenda, da visita ao orfanato, da cena do balanço, no Música, no jardim...

Como não desejar ter todos os detalhes? Cada mínima coisa que acontece na vida de Amie nós queremos acompanhar. Mas vamos esperar e torcer para que logo logo, Quero Ser Beth Levitt esteja nas telas.

O outro sonho? Queremos Doce Acaso, isso mesmo, tenho certeza de que todo mundo que leu a história de Beth através de Amie, também quer que a própria Beth tenha sua história em um único livro. Ou será que sou só eu? Certeza que não.


"...A vida só recompensa aqueles que se fazem merecedores."


"Sim, eu tive tristezas. Mas elas não apagam os momentos maravilhosos que tive, nem os que ainda terei."


"Não era mais Amie. Tampouco era Beth. Ela era as cores e as formas que davam vida ao som..."



"Se fossem fáceis, não seriam sonhos. Nem valeriam a pena."



"Quando você tem um sonho, nenhum medo ou obstáculo pode ser maior que ele. Vencer depende apenas de você, e de mais ninguém. Então, levante a cabeça e lute, em vez de se esconder do mundo!"




Gente acho melhor parar por aqui né? Senão sou capaz de escrever mais páginas e páginas sobre essa história, linda, encantadora e apaixonante.

E sabem quem também é tudo isso? A própria Samanta Holtz, sim a escritora que deu vida a essa maravilhosa história. Gente a Sam (sim ela nos deixa chama-la assim, rs) é uma fofa, ela trata seus fãs com muito mas MUITO carinho mesmo, vocês não tem noção de como é especial poder conversar com ela, ver sua simpatia e seu carisma. E sinceramente? Acho que Amie tem muito da Sam nela, a Samanta é aquela pessoa que como diria minha mãe: - Basta você olhar para ver que tem um bom coração, então não sei não, se qualquer semelhança entre as duas e mera coincidência.


Então pro favor, leiam, leiam e leiam Quero Ser Beth Levitt, com certeza vocês não vão se arrepender, ao contrário vão se sentir presenteados.


site: http://www.matoporlivros.com.br/
Samanta 19/07/2014minha estante
Querida Fer,

Já tive a alegria de ler essa belíssima resenha em seu blog e venho aqui, novamente, agradecer por compartilhar sua opinião a respeito do meu livro!!!

É sempre maravilhoso saber que a leitura proporcionou em meus leitores sentimentos tão lindos e sensações tão boas, além de semear bons sentimentos em vocês... faz-me sentir que estou cumprindo minha missão através desse Dom que recebi de Deus!!

Beijos no coração!!! E obrigada mais uma vez :)




Mariane 30/11/2014

Lindo Lindo Lindo....Lindo
Um romance romântico fofo e extremamente apaixonante, impossível não cativar a quem ler. Para mim foi uma das histórias mais lindas, cada detalhezinho do livro o fez diferente e muito mais maravilhoso na frente de outros romances românticos. O livro serve de exemplo e referencia a um livro romance romântico que conseguiu não ser clichê. Se desejam aprender a escrever uma história original e bem escrita, tenham aula com Samanta Holtz.

A história é sobre uma menina chamada Amelie, os pais logo de início morrem e ela vai morar em um abrigo com outras meninas da idade dela. Quando essas meninas chegam aos 18 anos tem que sair daquele abrigo e viver a vida de forma independente.

O livro inicia no aniversário dela de 18 anos, ela tem um livro dado pela mãe chamado Doce acaso que é o livro de cabeceira. O livro Doce Acaso conta a história de uma menina chamada Beth Levitt que é bailarina e encontra o príncipe encantado dela...E Amelie sonha em ter uma história parecida com a história de Beth. Quando ela sai do abrigo ela se torna perdida, sem trabalho, e aí o destino, inúmeras situações faz com que ela caia em Actown, que é uma cidade estilo Hollywood onde ela vai gravar um filme com nada mais nada menos com o ator que ela desde pequena sonhava em conhecer junto com as amigas do abrigo e elas tanto suspiravam...Chris (ain, Chris)...Na história temos ainda um grande mistério que ronda até o fim para descobrirmos, nos deixa bem curiosos para descobrir, ocorrem inúmeros imprevistos para que a Amelie seja felizi. Foi o livro que fiquei mais apaixonada pela Samanta, acho que até a Sam assume que foi o livro que mais ampliou o sucesso dela de hoje como escritora. Os personagens desse livro são tão apaixonantes, até mesmo os vilões nos apaixonamos de tão bem construídos.

Nenhum escritor conseguia fazer com que eu me sinta com tanta saudade de ler um livro até conhecer o livro de Samanta Holtz , a maneira como ela escreve, cada detalhe que vem das palavras dela, além dela colocar tantas emoções em palavras, você ver uma forma de escrever muito inteligente e poética.

Quero Ser Beth Levitt definitivamente foi o livro que definiu que eu tinha encontrado meu livro favorito e que obviamente Samanta Holtz era dona do livro e das palavras mais doces e belas. Esse livro me surpreendeu mais ainda por dar espaço e nos fazer apaixonar pelos personagens secundários, por fazer com que um casal tão fofo não fosse meloso e enjoativo, por conseguir fazer com que uma história de contos de fadas fosse original e nada clichê. Um livro que só ao olhar pra ele já me faz sorrir, ter boas lembranças quando o lia e aquele vontade de abraçá;lo e agradecer por ele existir, esse é Quero Ser Beth Levitt.
Samanta 11/12/2014minha estante
Olá, Mari!

Uauuuuu, quantas palavras lindas sobre Beth..... fico muito feliz em saber que ele é tão importante para você, Mari, e que você já sorri apenas em olhar para ele :) Faz-me lembrar de como Amie se sente em relação a "Doce Acaso"!!!

Muito obrigada pelas palavras :)

Beijos!
Sam




Vanessa 27/03/2015

Perfeito conto de Fadas moderno!
O Romance "Quero ser Beth Levitt" é o que podemos chamar de "conto de fadas moderno", no qual nossa "princesa" é Amelie Wood, uma garota que ficou órfã aos 12 anos e foi morar em um orfanato até completar 18 anos. Em seu décimo oitavo aniversário ganha uma festa, comemorando com suas "irmãzinhas" do orfanato e ao assopras as velas faz o pedido que parecia impossível: "Quero ser Beth Levitt", essa a protagonista do seu livro favorito, Doce Engano.
Depois de sair do abrigo, é orientada pela advogada de sua família a voltar para a casa de sua família, onde viveu na infância. Agora seu próximo obstáculo seria arrumar um emprego para se sustentar.
Entre confusões e reviravoltas, Amie acaba em um teste para ser a protagonista do filme baseado no seu livro favorito. E como se não acabassem os "acasos", além de ser Beth Levitt, o tão sonhado Príncipe Edward, não é nada mais, nada menos que Chris Martin. Um ator famoso que fazia parte de seus sonhos adolescentes.
Amie enfrenta vários obstáculos e com ela nós aprendemos, choramos, rimos, suspiramos e levamos a linda lição de sempre manter seu coração puro.
"Quero ser Beth Levitt" é uma graciosa lição de vida, que Samanta Holtz nos dá de presente. Nos lança em uma viagem ao mundo da dança, do cinema. É o livro perfeito para sonhar, se apaixonar de todas as maneiras possíveis. Obrigada, Samanta! Simplesmente queremos ser Amelie Wood!

"Amie percebeu que tudo em que sempre acreditara era mais que pura verdade, apesar do mundo ter tentado tantas vezes convencê-la do contrário. Que o amor ainda era a força mais poderosa que existia no universo. Que a justiça sempre acabava vencendo. E que os sonhos existiam para para serem concretizados. Mesmo que, na prática, eles viessem um pouco diferentes. Na prática, eles eram sempre muito melhores"
(Quero ser Beth Levitt - Samanta Holtz)
Samanta 02/04/2015minha estante
Querida Van,

Muito obrigada pelas lindas palavras sobre Quero Ser Beth Levitt!! Fico muito feliz em saber que a história cativou seu coração de uma forma tão doce e que deixou essas lições tão lindas ^^

Beijos no coração, querida!!!! E mantenha-o sempre puro :)

Sam




Rafaela 16/07/2020

O livro que roubou o meu coração
Tinha expectativas altas nesse livro, mas elas não chegaram aos pés do que eu realmente senti lendo esse livro. Ele tem todo o meu coração, já estou com saudade dessa história. Só posso dizer uma coisa: Quero ser Amelie Wood.
comentários(0)comente



Delírios e Livros 07/12/2015

Amelie Wood não teve uma infância muito boa. Ainda criança foi morar em um abrigo para meninas, após o falecimento de seus pais. Já tão pequena, Amie via-se sozinha no mundo, sem nenhuma recordação material daqueles que mais amou na vida, exceto um livro. Doce Acaso foi a melhor lembrança que Julia poderia ter deixado para sua filha. Ela só não imaginava que a história de Beth seria tão importante na vida da pequena Amie.

Doce Acaso era um antigo romance que contava a história de Beth Levitt, uma jovem bailarina com muitos sonhos e poucos recursos, que vê a vida mudar por completo na noite em que, sentada nos degraus em frente à sua casa, atira no chão o anel que ganhara de um sedutor mentiroso com quem iria ao baile, naquela noite.

Um rapaz que passa pela calçada devolve-lhe a joia caída e, notando tanta tristeza, pergunta o que houve. […] Encantada, Beth aceita a gentileza, sem imaginar que aquele com quem dançaria a noite toda – e por quem se apaixonaria perdidamente – era ninguém menos que o príncipe Edward.

Quando atinge a maioridade, Amie precisa deixar o abrigo que foi seu lar por tanto tempo, e suas irmãzinhas de alma não abrem mão de uma festa de despedida. Na hora de soprar as velas, a moça precisa fazer um pedido. Como uma tarefa nada difícil, Amie nem precisa pensar muito antes de disparar mentalmente para si mesma: Quero ser Beth Levitt!

Uma história surpreendente e cheia de emoções, com novidades e especulações diferentes sobre o final a cada página. Se eu pudesse dar uma nota, eu não daria. É um livro que não merece avaliações, apenas ser vivido. E isso não é muito difícil!

Samanta Holtz faz toda sua delicadeza e dedicação transparecerem na sua escrita, e digo isso porque tive o privilégio de conhecê-la. Fui capaz de ver em seus olhos que escreveu cada palavra com atenção e coração, preocupada com a leitura do público.

Resenha de Natália Nunes

site: www.delirioselivros.com.br
Samanta 11/01/2016minha estante
Querida Natália,

Muito obrigada por compartilhar sua linda resenha aqui no Skoob! :) Fico muito feliz em saber que a leitura de Quero Ser Beth Levitt foi tão especial para você!

Beijos no coração,
Sam :*




Camilla 15/02/2014

Resenha postada no blog Segredos e Sussurros entre Livros
Passeando pela Bienal do Rio, no ano passado, me deparei com o estande lindo da Novo Século, recheado de livros e autores nacionais. Eu não ia comprar nada, sabe... os preços não estavam os melhores e eu já estava ficando chateada. Felizmente, acabei me encantando pela quantidade enorme de possibilidades e decidi que levaria algum. Não sei se vocês sabem, mas eu meio que amo ballet e fiz alguns anos da dança. Logo que vi a pilha de Quero ser Beth Levitt, aquela bailarininha se alongando me chamou e, para minha surpresa, a Samanta Holtz também. Ela veio conversar, toda fofa, e eu não pude evitar, claro. Levei o livro e um brinde lindo: um chaveirinho muito fofo de sapatilha. Pena que a foto não tenha saído boa :(
Bom, fofurices à parte, vamos ao que interessa!

O livro é narrado em terceira pessoa e conta a história da doce Amelie, também chamada de Amie. Órfã após perder a mãe, a garota viveu em um orfanato até completar seus 18 anos. Apesar de sozinha no mundo, foi feliz, inclusive ao lado de suas irmãs do orfanato. Infelizmente, com a maioridade, ela precisou deixar o lugar e começar sua vida adulta. E só então sua grande história começa.

“Mantenha o seu coração puro, era o que sempre dizia, antes de depositar um beijo de boa-noite na testa da filha.”

“...decidiu reproduzir sua parte favorita do livro (…) Animada, ela deixou cair na calçada seu anel de pedrinhas cor-de-rosa. O garoto olhou para joia, depois para a menina, cujo coração martelava de expectativa.”


Amie não sabe muito do mundo lá fora. Com a ajuda de uma antiga advogada de sua mãe, ela descobre que a casa onde viveu com a família está intacta esperando sua volta. Tentando encontrar seu lugar no mundo, ela sai em busca de emprego, mas percebe que não está habilitada para a maioria das coisas, o que dificulta seu objetivo. Por sorte, algo muito estranho lhe acontece, conduzindo-a a um caminho inacreditável. Em seu novo emprego, digno dos sonhos da maioria das garotas no mundo, Amie percebe o quanto as pessoas escondem verdades e tratam umas às outras como lixo. Apesar disso, ela também encontra conforto na amizade de algumas pessoas muito especiais. Desde uma velha amiga até um dos rostos mais desejados do cinema, algumas pessoas podem até não ser tão ruins. Mesmo assim, Amelie precisa crescer, encontrar seu próprio espaço e lutar pelos seus sonhos, sem perder o que mais preza: o próprio coração.

“Ela suspirou mais uma vez, com os olhos fechados. Lembrou-se das apresentações de balé. Dos elogios da professora de dança. Da plateia aplaudindo de pé...”

“Por tanto tempo, aquele fora exatamente o seu desejo! Agora, ali estava, vendo-o concretizar-se diante dos seus olhos. Virar realidade, no sentido mais literal possível...”



Em meio a tantas coisas novas, o mais difícil é ter força para se manter firme no lugar. Doce, sensível e inocente, Amie é a típica personagem de poucas atitudes. Ela não é chata, mas é diferente da maioria das garotas da idade e situação dela, o que a torna um pouco inconvincente. Chris, outro personagem fora do comum, apesar de encantador também me deixou sérias dúvidas durante a leitura. Apesar das atitudes um tanto irreais dos personagens, acho que a ideia da história é justamente mostrar as possibilidades quando uma pessoa decide agir sem influência alheia, ou seja, de acordo com seu coração. Ótima metáfora para os sonhos e o amor, pois transformar-se em Beth Levitt é exatamente o que torna Amie ela mesma.

Mas onde se encaixa o ballet nisso tudo? Bom, assim como Beth, sua heroína literária, Amie estudou ballet e tem um talento acima da média para a dança e a demonstração de emoções. Pensei que veria um pouco mais da dança no livro, mas não é bem assim. Fala-se pouco do ballet em si, já que a história não está focada nisso e sim, no romance. Ainda assim, ter uma personagem com uma conexão tão forte com uma paixão como a dança não é tão comum nos livros. Achei a ideia linda!

Outro ponto que me agradou muito foi a diagramação do livro. Os capítulos são ornados com lindas sapatilhas de ponta, assim como as subdivisões dos capítulos, que possuem pequenos desenhos de sapatilhas espalhados ao longo de todo o livro. Definitivamente, delicadeza é a palavra que resume o conjunto da obra.

Por fim, o livro é mais romântico e, embora eu não curta tramas muito açucaradas, a leitura em si é muito boa. Não tem muita ação, mas mostra o lado cruel de alguns tipos de pessoas. É um livro extenso e não deixa brechas. A conclusão é previsível, mas o foco é o caminho percorrido pela personagem, não o seu destino. Na verdade, bem no finalzinho, há uma surpresa muito fofa. Talvez esse detalhe seja a verdadeira razão de ter gostado tanto do livro. Uma dica:

“Digamos que eu não era exatamente um cavalheiro, quando era mais novo.”


Leitura recomendada para leitoras românticas e sonhadoras, ou leitores que apreciem uma história leve e doce.


site: http://ssentrelivros.blogspot.com.br/
Samanta 17/02/2014minha estante
Querida Camilla, que lindo saber que gostou da história que escrevi para vocês!!




Marcela 04/02/2014

Um conto de fadas moderno.
Encantador, doce e extremamente capaz de fazer renascer aquela menina sonhadora dentro de nós.

No início da leitura, quando vi como as coisas começaram a encaminhar para que Amie realizasse um grande sonho, me senti um tanto revoltada e cética. Se tem algo que a vida faz questão de esfregar na nossa cara quando começamos a crescer é que contos de fadas não existem!, como as coisas poderiam começar a dar tão certo assim de uma hora para outra? Mas não demorou muito para eu me pegar totalmente envolvida com a história, realizando uma leitura frenética e torcendo por Amie como quem torcer pelas próprias realizações — e, claro, percebendo que mesmo para ela, as coisas não estavam tão fáceis como pareciam.

Foi aí que percebi uma das reflexões levantadas pelo romance: por que acabamos deixando que o mundo endureça nosso coração? Por que me sinto mais confortável lendo livros de terror, suspense policial ou os novos romances dramáticos onde o casal principal nem acaba junto?

Com esses questionamentos pude me reconhecer em Amie. Apesar de todos os conselhos que ouço e de todas as evidências que o mundo me dá sobre "não valer a pena", eu sempre carrego aquela menina romântica e sonhadora dentro de mim. Ela se machuca por vezes e mais vezes, buscando com todas as forças manter uma armadura aparentemente impenetrável. Mas, no fundo, acredita que um dia sua vitória chegará e poderá, finalmente, ser a protagonista de sua própria história.
Amie me ensinou que vale a pena acreditar e apostar nisso.

Samanta Holtz tem uma escrita incrivelmente envolvente. É uma escrita doce e romântica, lembrando bastante os contos de fadas clássicos, mas sem perder a informalidade atual — o que ajuda em sua fluidez. Li 544 páginas em poucos dias, mesmo em meio à rotina corrida. E se a história tivesse mais 300, continuaria a leitura com o maior prazer!

Esse livro entrou para minha lista de favoritos e, em especial, para a minha lista de opções para presentear alguém querido. Acredito que dar esse romance de presente seria bem mais do que uma lembrancinha qualquer; seria um elogio ao coração e à sensibilidade daquela pessoa.

site: http://vivendo1001vidas.blogspot.com.br/2014/02/resenha-12-quero-ser-beth-levitt.html
Samanta 04/02/2014minha estante
Olá, Marcela!

Acabei de passar em seu blog e queria reforçar aqui o quanto fiquei feliz em encontrar sua resenha e ver que captou tão bem a essência da história, inclusive desejando retransmiti-la às pessoas queridas!

Obrigada pelas palavras e fico muito feliz que tenha gostado da história :)

Beijos carinhosos,
Samanta




Clara 03/01/2014

Uma linda história
Eu simplesmente amei o livro, foi a minha primeira leitura de 2014 e fico feliz de ter começado o ano com um livro tão bom! É perfeito!
Gostaria de parabenizar a Samanta que com esse seu dom incrível que é a escrita, compartilhou conosco uma história linda, pura e encantadora que encontramos em Quero Ser Beth Levitt.
Obrigada Samanta!
Samanta 14/01/2014minha estante
Querida Clara... muito obrigada pelas lindas palavras sobre Quero Ser Beth Levitt! Fico feliz em saber que meu livro foi uma boa abertura para suas leituras de 2014 :D Beijos!! E obrigada pelo carinho!




Selina Jania 28/12/2013

Quero ser Beth Levitt! "Uma história emocionante e cheias de lições!"
Conta a história de uma garota que perdeu os pais quando criança e decorrente dessa situação foi morar em um orfanato, onde fez grandes amigas. Ela tem uma paixão linda pelo balé herdada da mãe. Um fato que é marcante durante todo livro é a relação que ela tem com um livro, que pertencera a sua mãe, que lia para ela quando pequena. O livro tem como título Doce Acaso, e a personagem central é Beth Levitt que por coincidência também era bailarina. Por forças do destino ela acaba por engano em um seleção para concorrer pela vaga de atriz, de um filme da renomada produtora X-Ray. E por outra coincidência o filme é nada mais do que um produção do livro "Doce Acaso".
A protagonista é doce e possui as características ideais para ser a heroína e mocinha da historia, e como toda mocinha essa também tem o direito de ter seu 'Príncipe'. Quem gosta de histórias mais românticas, com características nada sobrenaturais esse é um livro ideal.
O que é mais legal é o fato da escritora ser brasileira, e está fazendo muito sucessos com seus livros. É muito bom ver sucessos nacionais em meio a essa onda de best sellers norte-americanos que passa pelo Brasil!


site: https://www.facebook.com/deliriosdeumleitor?ref=hl
Samanta 14/01/2014minha estante
Querida Selina, muito obrigada pela linda resenha sobre Quero Ser Beth Levitt!!

Fiquei lisonjeada em saber que sou uma boa referência nacional meio aos best-sellers internacionais :D Obrigada pelas palavras!

Beijos,
Samanta




Kenia 02/12/2013

Amie é uma moça doce, sonhadora. No dia em que completa dezoito anos, ela é acordada por suas irmãzinhas do abrigo com um delicioso bolo de raspas de chocolate, vibrando por ela chegar a maioridade e poder fazer uma porção de coisas que antes não lhe era permitido. Ao passo que na cabeça de Amie, aquele momento não era somente bastante esperado, como também bastante temido. A moça não sabia o que ia encarar no mundo lá fora.

"Era chegada a hora de cuidar de si mesma, assumindo as rédeas da própria vida. Desceu o primeiro degrau em direção à rua, sentindo que, naquele instante, sua vida se rachava dolorosamente em um terceiro pedaço." pg. 16

Por sorte, sua mãe, antes de falecer, deixou tudo organizado. Iria morar na mesma casa em que passou a infância, e sua mãe deixou algum dinheiro para que ela pudesse se manter por um tempo. A jovem teve a ajuda da advogada de seus pais, Anita Lewiss para orientá-la durante um tempo.
Amie porém entendeu que o dinheiro não ia durar para sempre e decidiu procurar por emprego. É nessa jornada que ela dá de cara com a sorte: um caça-talentos a considerou perfeita pra fazer um comercial de shampoo e quando a moça vai a agência fazer o teste, em meio a uma confusão ou seria destino, Amelie vai parar em uma seleção de atriz coadjuvante para o filme "Doce Acaso", a adaptação para o cinema de seu livro preferido, presente de sua mãe.
E para completar a sorte da moça, o ator protagonista da história é Chris Martin, o ídolo das meninas do abrigo, incluindo Amelie. E agora ela vai ter a chance de contracenar com ele!

"Ela abriu a boca, mas a voz não saiu. Ainda estava perdida naquele rosto confiante, mais encantador que em todas as fotos pelas quais ela e suas amigas costumavam suspirar. Chris era absolutamente lindo! Os cabelos pretos eram fartos e comportados, os olhos tinham um curioso tom castanho-claro e o sorriso... Ah, o sorriso! Simplesmente, o mais incrível que ela já havia visto na vida." pg. 59

Amie enfim vê seu pedido de aniversário sendo atendido, porém a jovem tem muito o que aprender, já que sua única experiência é com o balé, a jovem é uma bailarina nata, assim como sua mãe que foi uma bailarina profissional. Quando chega a Actown, ela passa por várias aulas de expressão corporal, técnicas de interpretação e muito mais. Em meio à aulas e gravações, a jovem começa a passar mais tempo com Chris Martin, e eles acabam se apaixonando!

"Chris se aproximou e ergueu as mãos até os braços dela, afagando-os de leve. Seus olhares se reencontraram, intensos, e os corações começaram a bater mais forte. Pouco a pouco, as sensações que viveram na valsa tornaram a surgir, como se eles retomassem do ponto de onde haviam parado." pg. 392

Além do casal principal, vários personagens são apresentados e eles serão responsáveis por momentos de amizade verdadeira, como também uma pitada de mistério nessa trama.
Amie possui um coração puro e vai passar por várias situações em que se vê ao ponto de desistir de seu sonho. A gente sofre junto, torce junto e se emociona bastante nessa história doce, pura e com uma mensagem belíssima do quanto laços familiares são importantes, como é necessário não guardar mágoas e principalmente buscar sempre correr atrás de nossos sonhos, não importa o que aconteça!

Recomendo esse livro a todos, de escrita leve, as 543 páginas são fáceis de serem devoradas, tamanha é a beleza dessa história. ♥
Samanta 02/12/2013minha estante
Kênia, querida!

Acabei de comentar em seu blog, mas não deixarei de dizer aqui também que fiquei muito feliz em saber que a leitura do meu livro foi tão agradável para você :)

Obrigada por sua resenha!

Beijo enorme,
Sam




Eve Barcelos 26/11/2013

Quero ser Beth Levitt - Por Evelyn Barcelos
"E se o seu maior desejo, de repente, se realizasse de um jeito que você jamais sonhou?"

Amelie Wood acaba de completar 18 anos e precisa sair do abrigo onde viveu desde a morte de seus pais. Diferente do que muitos esperariam, Amie é doce, sorridente e tem um ótimo coração. Ela não se permitiu endurecer ou ficou "de mal" com a vida mesmo depois de tudo que aconteceu.

"Lá dentro, ela sabia que tinha o coração despedaçado. Mas uma das lições que a vida a fizera aprender desde cedo era driblar as emoções e superar as perdas. A dor não passaria despercebida. Mas passaria." P. 70

Chris Martin é ator e, também, o príncipe encantado dos sonhos de várias garotas, inclusive de Amie. Suas "irmãzinhas" e ela passavam horas suspirando por ele antes de dormir, até ouvirem os passos da diretora do abrigo, Rosana, no corredor e correrem para a cama.
No início, Rosana aparenta ser muito rígida e até fria com as meninas, mas com o tempo conhecemos um lado carinhoso e compreensivo.
Quando Amie sai do abrigo recebe a ajuda e orientação da advogada de sua família, que também se mostra uma ótima pessoa e que ainda vai ajudar muito Amie.
Após vários acasos e coincidências, ou o que alguns chamariam de destino, Amie acaba num processo de seleção para participar da adaptação cinematográfica do seu livro preferido, Doce Acaso. Mesmo conhecendo profundamente a história, suas falas e se dando bem nos testes, ela não consegue o papel. Porém, mais uma vez o destino intervém e ela é chamada para participar.
Eu contei que quem faz o papel do príncipe é o Chris? Pois é, além viver sua história preferida, ela ainda vai contracenar com seu ator preferido.
Durante as gravações, Amie e Chris passam bastante tempo juntos e, não poderia ser diferente, acabam se apaixonando.

"Mas, quando chegou à sala e o encontrou ali, esparramado despreocupadamente na poltrona, recebendo-a com aquele sorriso lindo, conclui que não. Definitivamente, ele não era apenas um garoto comum. Não era qualquer um que fazia seu coração saltar daquele jeito." P. 205

Ainda há vários outros personagens que fazem grande diferença na história (claro!) e que nos são tão bem apresentados que é como se os conhecêssemos. Só não vou falar de cada um, pois ficaria um texto enoorme.

A história é completamente apaixonante!
Samanta consegue passar esse sentimento sem cenas melosas ou chatinhas, pelo contrário, o livro ainda conta com suspense e mistério, o que te prende ainda mais ao enredo.
A maior e melhor mensagem que tirei do livro é que SEMPRE devemos correr atrás dos nossos sonhos, não importa o que aconteça e, apesar do que aconteça, sempre manter o coração puro!
Como ela mesma diz:

"Quando você tem um sonho, nenhum medo ou obstáculo pode ser maior que ele. Vencer depende apenas de você, e de mais ninguém. Então, levante a cabeça e lute, em vez de se esconder do mundo!" P. 458

E um dos meus preferidos:

"Se fossem fáceis, não seriam sonhos. Nem valeriam a pena." P. 304

É o primeiro livro que leio da Samanta, mas ela já me conquistou!
Recomendo muito a leitura deste que, com certeza, se tornou um favorito!

site: http://www.pensamentoseminstantes.com.br/
Samanta 30/11/2013minha estante
Querida Evelyn, que linda resenha!!!

Muito obrigada pelas palavras, fico feliz que o livro tenha tocado seu coração e se tornado um dos favoritos :D

Um beijo enorme!
Samanta




Danielle 22/09/2013

Resenha – Quero ser Beth Levitt – Samanta Holtz
Quero ser Beth Levitt é um lindo romance e segundo livro da autora Samanta Holtz.
O livro nos conta a história de Amelie Wood, uma menina que ficou órfã aos doze anos de idade e sem ter nenhum parente teve de ir para um abrigo e ao completar seus dezoito anos quando teve que deixar o abrigo recebeu a visita inesperada de uma advogada dizendo que sua mãe já sabendo que iria falecer deixou um dinheiro guardado para filha e a casa onde moravam.
Amie é uma bailarina nata, seguindo os passos da mãe que foi bailarina profissional. Seu livro predileto Doce Acaso era de sua falecida mãe, onde a personagem principal Beth Levitt também bailarina vive uma romance impossível com um príncipe.
Amie se vê completamente desnorteada ao ir procurar um emprego, pois ela não sabe nem o que é um currículo e acaba sendo abordada por uma caça talentos que a envia para um comercial de shampoo, mas por uma confusão ou destino Amie vai parar na seleção de uma atriz coadjuvante para o filme Doce Acaso, que é a adaptação do seu livro preferido e adivinhem quem é o protagonista do filme? O autor que Amie é super fã e apaixonada e que toda mulher que ler esse livro também irá se apaixonar pelo Cris Martin.
No seu aniversário Amie desejou ser Beth Levitt ao soprar a vela do bolo, seria então seu desejo preste a ser atendido? Leia essa história linda e navegue nesse conto de fadas moderno junto com Amie.
Um livro grande com 446 páginas de pura emoção e que em nenhum momento se tornou cansativo, muito pelo contrário em apenas quatro dias eu fui completamente sugada pelo livro do início ao fim em uma historia que nos deixa aflorar todo tipo de emoção, me peguei por várias vezes rindo, chorando, tensa, vibrando, torcendo.
Não tenho mais palavras para descrever o quão perfeito é esse livro, conseguia visualizar as cenas na minha mente perfeitamente como em um filme, seus personagens são marcantes demais, uma trama bem amarrada e com um final perfeito.
O livro nos envia uma linda mensagem, que nunca devemos desistir de nossos sonhos, mesmo que eles pareçam impossíveis, afinal se fossem fáceis não seriam sonhos. (frase de Cris Martin para Amie)
Recomendo esse livro para todos, tenho certeza que não irão se arrepender.


site: http://minhasresenhasdp.blogspot.com.br/
Samanta 23/09/2013minha estante
Querida Danielle

Muito obrigada por dividir sua linda opinião aqui no Skoob!! :)

Que bom que gostou do livro!!!

Um beijão!!
Sam




53 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4