Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


205 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Laura Machado 05/07/2018

Bem melhor que os anteriores
Na minha opinião, esse foi o melhor livro da série até agora. Talvez por causa disso, ou porque a história não se altera muito entre livros, minha resenha será pequena. Eu não gostei muito dos dois primeiros livros, eles chegaram a me desanimar quase completamente para o resto da série, mas o terceiro foi okay, o quarto um pouco inútil mas rápido e esse quinto foi realmente bom. Ele, pela primeira vez desde que comecei a ler Cidade dos Ossos, me fez sentir um certo apego à história.

Eu realmente adoro a escrita da Cassandra Clare. Ela é incrível, de verdade, escreve extremamente bem. Adoro o jeito que explica as cenas, como muda o ponto de vista dos personagens. Meu problema com os livros anteriores era só com a história, com o quanto a Clary era inútil e muitos outros detalhes problemáticos aqui e ali. Além disso, apesar do mundo rico que ela criou, muito dele foi tão inspirado no Harry Potter, que os três primeiros livros deixaram de me impressionar.

Mas, nesse quinto livro, ela consegue se livrar da maioria dos defeitos dos anteriores. A Clary cresce muito nele, o relacionamento dela com o Jace também, o que fazia tempo demais que precisava acontecer, e eu finalmente posso dizer que gosto dos dois como um casal sim e que, apesar do começo ter sido incerto, agora estou convencida do amor deles. Sempre gostei do Jace, sempre, mesmo quando ele se fazia de coitado e mártir, mas agora também gosto da Clary. Só gosto, o que é bem melhor do que meu desprezo de antes.

Meu favorito continua imbatível. Simon Lewis é de longe a melhor coisa que já aconteceu com essa história e a verdadeira razão de eu não ter desistido da série depois do segundo livro. Ele merecia muito mais destaque, mas fico feliz já por ter mais nessa segunda parte da série. Aliás, suas cenas com a Izzy nesse livro foram minhas favoritas!

Outra favorita foi uma cena da Clary com o Jace, o que me surpreendeu! Foi bem perto do final, e eu adorei a resolução de tudo, apesar de não ter sido muito resolução e só uma ponte para o próximo livro, que vou começar a ler em seguida.

O Magnus Bane, infelizmente, não teve em nenhum momento até aqui toda a atenção que merece. Se foi uma sacada da autora para me fazer comprar o livro dele, ela acertou. Não vou aguentar saber tão pouco sobre ele. Me recuso. Quero mais Magnus. A história dele com o Alec teve afinal um pouco mais de destaque também, mas eu queria que tivesse tido lá no primeiro livro, quando teria sido mais emocionante. Não posso dizer que me importo muito com o que vai acontecer entre eles. Estou bem mais interessada em descobrir certos segredos do Magnus!

De resto, o livro é muito bom, tem pontos de vista de vários personagens e o desenvolvimento é bem bacana, apesar da autora continuar tratando os personagens adultos como inúteis e atrasados o tempo todo. É sintoma de livro YA, mas é desnecessário também.

Esse livro, além de ser o melhor da série até agora, conseguiu logo no começo me animar para o próximo e até arriscar assistir de novo a série de TV (cuja primeira temporada eu já tinha visto e achado absolutamente péssima!). Isso é realmente impressionante, ainda mais vindo de um livro da série Instrumentos Mortais!
Andréa Araújo 05/07/2018minha estante
Passada com a sua mudança em relação a Clare!


Gabi 06/07/2018minha estante
Eu amo a série mas morro de medo de reler porque li bem novinha!Só queria falar pra não ter muita expectativa sobre o Magnus,sei que ele anima muito nos livros de instrumentos mortais mas o livro do Bane me decepcionou super então leia sem expectativas rs


Laura Machado 06/07/2018minha estante
Ai Deus! Te decepcionou porque? Estou com medo agora


Gabi 06/07/2018minha estante
Não sei explicar.Eu acabei abandonando o livro e vendendo logo depois.Olha que amo instrumentos mortais(inclusive tenho os de colecionador) mas o do Bane não me desceu.Talvez porque tinha grandes expectativas,achei que iria ser engraçado e lembro que na época não gostei.Espero que você goste e que talvez seja apenas uma lembrança ruim da minha pessoa kk mas é o que tenho em minha mente,tanto é que vendi o livro.


Laura Machado 06/07/2018minha estante
É bom já eu ir diminuindo minhas expectativas mesmo! Eu só queria era saber mais sobre quem o Magnus é! Acho que Instrumentos Mortais é muito vago em relação a ele!


Gabi 06/07/2018minha estante
Acho que o grande problema pra mim foi aquela velha frase ?criei muita expectativa? rs


Gabi 06/07/2018minha estante
Sim,é muito vago mesmo e ele é maravilhoso haha


Nietzsche 09/07/2018minha estante
Meu favorito da série, achei a pegada desse livro muito boa!


Nietzsche 09/07/2018minha estante
Sobre o livro de CONTOS do Bane, eu amei, é bem divertido e um pouco triste.




Paraíso dos Livros 29/06/2016

Resenha | Cidade das Almas Perdidas - Cassandra Clare - Livro 5
Diferente do quarto livro onde o foco era Simon, o quinto volta a ser Clary. Arriscaria dizer que este é o livro mais romântico da série dos Instrumentos Mortais. Já sei o que vão dizer: "Nota-se pela capa Karina" (rs). Isso porque diferente dos outros, agora o grande desafio de Clary Fray é recuperar o antigo Jace para sua própria vida.

No final do quarto livro descobrimos que Lilitih conseguiu completar sua magia ligando as vidas de Jace e Sebastian, logo ambos se tornam um ser dependente do outro, se um morrer o outro morre e o pior Sebastian controla Jace. Com a Clave ainda mais em evidência neste livro, Clary mais uma vez impulsiva vai atrás do que lhe convém indo contra todos para salvar seu amor. Logicamente ela não é a única desesperada para salvá-lo e os irmãos Lightwood entram na jogada. Suas histórias amorosas paralelas aos conflitos, também ocuparam as páginas de Cidade das almas perdidas.

Apesar de este ter sido o livro da série que demorei mais para ler, percebi que mesmo entre tantas idas e vindas conseguia manter o foco da leitura pois os acontecimentos eram dinâmicos, sempre tendo algo que prendia a atenção, causando curiosidade. Pegava-me dizendo várias vezes: "Não acredito que isso está acontecendo! Preciso terminar."

Mesmo o foco sendo o casal protagonista e a cópia infiel de Valentim, Alec também tem atitudes contraditórias por conta dos seus sentimentos e sua confusão interior acaba lhe custando caro ( Fãs Malec sei que vão odiar Camille ao final do livro). Magnus tem diversos momentos de tirar o fôlego do leitor. (Ficará com o coração acelerado por ele. Ahh Magnus Bane!) Neste livro também descobrimos suas origem, então fiquem ligados! Por outro lado Sizzy finalmente estará mais forte. Izzy finalmente deixa seu lado durão e mostra sua insegurança com o amor e fragilidade. Ela mostra como pode ser doce e apaixonante por dentro. Estou amando ainda mais Izzy depois disso. E Simon você tem minha admiração, você é simplesmente o melhor!

Concluindo "Cidade das Almas Perdidas" termina com muitos "porque" em aberto. Não quero dar ainda mais spoilers, mas nossos queridos personagem terão diversos problemas para resolver e situações para lidar no sexto e último livro da série. Alguns deles tem seus corações partidos, outros precisam revelar o que realmente sentem e tem aqueles que precisam encontrar uma maneira de conviver com as novas condições inesperadas.

O recado foi dado por Jonathan Christopher Morgenstern: Estou Chegando.
Cassandra Clare por que, faz isso conosco, em? Preciso avançar para o próximo livro, já!
#Recomendo

site: http://paraisodoslivros1.blogspot.com.br/2016/06/resenha-cidade-das-almas-perdidas.html
Natasha 29/06/2016minha estante
Você já leu o sexto? Uma facada esse último livro :/
Mas MARAVILHOSO kkkk


Natasha 29/06/2016minha estante
Você vai ler o último? Prepare-se, pois é uma facada no coração!
Mas MARAVILHOSO kkkk


Paraíso dos Livros 29/06/2016minha estante
Ainda não rs. Espero começar o mais rápido possível!


Cintia 31/08/2016minha estante
Gostei de sua resenha, praticamente lembrei do livro todo. Amei essa série e gostei muito desse livro.


Renata 31/08/2016minha estante
Resenha excelente! Concordo com tudo e o Jace sendo mal ainda é tão irresistível quanto quando ele está "normal". O livro é muito bom, mas como eu não suporto a Clary, e esse livro tem muuuuuuuuuito dela, esse não é meu favorito.


Liandra 11/10/2016minha estante
Resenha muito boa! Sem spoiler! Adorei!


Paraíso dos Livros 11/10/2016minha estante
Obrigada ;)




Cris Paiva 07/07/2015

O encosto está de volta!!
Depois dos acontecimentos terríveis no final do livro 4 (não vou contar, vai lá ler), o encosto retorna e volta a incomodar todo mundo, mas agora ele está ligado à vida do Jace, e se tentar destruir um, o outro vai pro inferno por tabela.
Clary fica de mimimi de novo: “Meu namorado se tornou um servo do mal, mimimimi”, mas seus amigos são mais práticos e vão se virar para tentar salvar o mala do Jace para que possam voltar dormir sossegados. E, se não há nada nesse mundo que possa separar o Jace do Encosto, sem matar os dois no processo, eles vão tentar se arrumar no outro mundo, conjurando demônios (com direito a aula prática) e até o Anjão faz uma participação especial e matadora. Gente, adoro esse ser divino, uau!!!
Já li varias resenhas que o povo diz que adora o Encosto, que ele é a melhor coisa do livro, mas não concordo. Pra mim, ele consegue ser mais chato que o Jace e a Clary juntos. O casalzinho maravilha eu ainda consigo aguentar, mas esse ser encostado não.
A Clary resolve correr atras do namorado que sumiu no final do livro anterior, e meio que se une ao Batman e ao Robin, para provocar maldades, tacar o terror no mundo e dominá-lo com demônios. Mas ela tem um plano!! Ou acha que tem... na verdade ela não tem, ela só quer ficar perto do namorado mesmo. Quem tem um plano na verdade é o Simon. Na verdade, quem tem um plano é o Magnus, mas como o plano não combina com a cor das calças dele, ele passou para o Simon, assim, se alguém se ferrar ele não desmancha o cabelo.
De novo, a autora deu espaço para o resto dos personagens, e um bom espaço por sinal, o que eu acho ótimo, por que movimentou muito a história.
Bom, até agora a série está boa, e me fazendo querer continuar a ler mais um livrinho para saber o que acontece. Desconfio que vou ficar triste quando a série terminar.
Hanna 07/07/2015minha estante
Essa série nunca vai acabar, porque ela sempre vai dar jeito de emendar alguma coisa com Fulano ou Ciclano aqui ou ali =T


Cris Paiva 07/07/2015minha estante
Então, eu fui fuçar e descobri que ela ja esta preparando mais uma com personagens novos. Realmente, enquanto estiver dando dinheiro, nunca vai acabar.


Hanna 07/07/2015minha estante
Da última vez que li a respeito, já tinha mais duas outras séries planejadas nesse universo, vê se pode! hahaha
E isso sem contar As Peças Infernais, que, pelo menos pra mim, tem protagonistas bem melhores que esse casalzinho aí...


Cris Paiva 07/07/2015minha estante
Deus te ouça! As Peças são os próximos da lista de leitura.


Anita 30/07/2015minha estante
de fato está na moda os autores quando veem que estão lucrando...não querem nunca acabar a série. Instrumentos mortais por ex...poderia ter acabado tranquilamente no livro 4....se ela mudasse um pouco o final...ñ precisaria ter outros livros. mas não reclamo, apesar de que pdoeria acabar sem problemas no 4, eu gostei muito do 5...o comecei achei com pouca ação, pouca movimentação... mas gostei mutio e eu gosto muito dos personagens...por vezes quero matar eles...mas é isso q faz a diferença vc se importa tanto com os personagens que quer bater, amar, socar eles ao mesmo tempo rsrsrs




Bookstagram @carneiro.leitor 05/09/2017

Pior livro da vida? Talvez.
Esse livro é uma prova. Se você conseguir ler até o final, você será presenteado com leituras maravilhosas até o final do ano. Que livro ruim.
Fica naquela mesma ladainha da Clary querer “salvar” o Jace. O Jace passa o livro inteiro tentando transar com a Clary.
O romance do Simon com a Izzy é pouco explorado. O do Magnus com Alec foi um pouquinho mais explorado, mas nada foi jogado de qualquer jeito.
Espero que o último seja bom igual os três primeiros.
Rafa Ferrante 05/09/2017minha estante
esse livro e o anterior são terríveis, o último é melhor.


Bookstagram @carneiro.leitor 05/09/2017minha estante
Os três primeiros são ótimos. O 4° e 5° terríveis KKKKKKKK


Junior 06/09/2017minha estante
Pior livro da série


Nany 14/09/2017minha estante
Disse tudo!




Mateus G. Silva 27/04/2014

A Decadência da Senhorita Clare
Sempre amei os livros da Cassandra Clare, claro que às vezes uns mereciam 3 estrelas, mas ainda eram classificados como... Bons. Mas ela sempre me fazia querer ler e ler mais as histórias dos Shadowhunters, esse mundo incrível que ela criou - que por acaso foi destruído ao meio por Cidade das Almas Perdidas.
Em Cidade das Almas Perdidas, Clare não soube onde dizer "PARA" para o romance de Clary e Jace. Estava em uma base de romance exagerado e insuportável, sem sentido até para um casal meloso como Jace + Clary.
O livro teria sido perfeito, teria sido cinco estrelas, se Clare não tivesse posto tudo a perder com seu romance sem sentido e exagerado.
Se continuarei a série? Claro. Minhas esperanças não acabam em City of Heavenly Fire.
Rene 02/05/2014minha estante
Assino embaixo. rss


Nietzsche 20/05/2014minha estante
Vc fala como se TMI fosse só sobre jace e clary, sua resenha foi desnecessária


Marcel 10/02/2015minha estante
Concordo! O romance de Clary e Jace me lembrou Crepúsculo! Sem contar as inúmeras vezes em que a autora descreve os olhos e cabelos dourados do rapaz, muito enjoativo...
As cenas do Simon foram as melhores, salvaram um pouco a narrativa.




Nay Botelho 09/10/2019

Acho que não tô com paciência pra tanto drama adolescente ksksksksksk
Paula.Soares 09/10/2019minha estante
Vixe tô atécom medo de começar


Nay Botelho 09/10/2019minha estante
Menina é muito drama, muita coisa que era pra ter sido resolvido a muitos anos se a merda dos personagens simplesmente abricem a boca kkkkk


Paula.Soares 09/10/2019minha estante
Adoro drama mas mimi de adolescentes não kkkkkk




Bia 06/12/2012

MUITO, MUITO, MAS MUITO AGUARDADO MESMO!
eu simplismente TENHO que ler esse livro! Mas para infelicidade de todos só vai lanca no Brasil em 2014 ... Cassandra, pense em nós e lance esse livro logo!
Helo 17/12/2012minha estante
Na verdade vai lançar em maio do ano que vem.


Duda 09/05/2013minha estante
Foi pra junho desse ano o lançamento do livro.




Lola 19/08/2018

DIFICIL
Complicado avaliar, eu amo a historia, porem acho que a autora enrola demais, com detalhes e trechos desnecessarios, a historia enrola ate a pagina 394 e quando realmente fica emocionante, te prende, acaba o livro.

E aposto que o proximo sera assim.

O livro resume em Jace e Sebastian desaparecidos, ate descobrirem uma ligaçao entre os dois, onde vao atras de uma arma onde possam separar os dois sem que Jace morra. Alem dos planos de Sebastian serem revelados.

Juro que por varios momentos eu achei que Sebastian era do bem.
Marí Amo 23/08/2018minha estante
Achei que só eu pensasse que Cassandra enrola demais. Tá difícil terminar essa série


Lola 25/08/2018minha estante
Eu to com medo de começar o outro livro, é enorme e imagino que vai ser o que mais vai ter enrolação




Cris 19/08/2017

Pelo Anjo, que livro bom!!!
Em 'Cidade das Almas Perdidas' Cassandra Clare tira o foco do casal principal, Jace e Clary, e dá atenção para outros apaixonantes casais e vários acontecimentos, claro que o enlace dos protagonistas é a cereja do bolo na saga, mas, devo dizer que esse manejo contribuiu e muito para uma leitura proveitosa e inovadora.

A história se dá com Jace e Sebastian desaparecidos e uma Clave desesperada por resoluções rápidas e, embora Jace seja sim um Caçador de Sombras importante para todos, a busca pelo jovem entra em segundo plano com Sebastian solto por aí só maquinando um iminente ataque contra todos. E não podendo esperar sentada, Clary chama Alec, Magnus, Isabelle e Simon para ajudar a encontrar seu namorado e irmão, no entanto, tudo que eles não imaginavam era descobrir que Lilith, um poderoso demônio, havia lançado sobre os dois um feitiço que os unia drasticamente. Eles não mais podiam matar Sebastian sem ferir Jace. Com isso, o jeito é usar de artifícios que não envolvem a Clave, afinal, se Sebastian for capturado e morto, Jace, naturalmente terá o mesmo fim.

"... Muito bem, Caçadores de Sombras. E um aviso, apesar de nada terem feito para merecê-lo. Seria bom considerarem a validade desta busca por seu amigo. Pois frequentemente, quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo."

O que dizer de Cassandra Clare? Bem, essa autora simplesmente roubou meu coração de um jeito avassalador. Hoje, com a reta final de Os Instrumentos Mortais e Peças Infernais, só posso dizer que terminaria muitíssimo bem este ano de 2017, afinal, desde fevereiro venho lendo seus livros e me apaixonando cada vez mais. É nítido a melhora e habilidade em narrar uma história e propor ao leitor momentos fantásticos e ao mesmo tempo realísticos. Novamente houve aquela dosagem de ingredientes fundamentais que compõem um bom livro de fantasia. Há muito mistério, drama, romance, reviravoltas e um final que, praticamente, obriga o leitor a ler o próximo exemplar que no caso é o último livro da saga, 'Cidade do Fogo Celestial'.

Como mencionado lá em cima, o que mais me chamou a atenção durante a leitura foi a interação de todos os envolvidos, aqueles que eram simples coadjuvantes passaram a ser co-protagonistas de suas próprias histórias. Vamos conhecer mais a fundo os dramas do casal Alec e Magnus; vamos ter bastante de Maia e Jordan; e Izzy e o Diurno mais amado do mundo, Simon ... me diz aí, qual fã da saga não torce pelos dois rs? Além de ficarmos por dentro de cada passo dos seres do submundo, conseguimos perceber o amadurecimento de todos, aos poucos, cada um desponta e se mostra essencial para o enredo como um todo. Ainda com foco na elaboração dos personagens, não poderia encerrar esta resenha e não mencionar a desenvoltura de Cassandra ao demonstrar a confusão de sentimentos de Jace, sentimos que existe algo muito ruim dominando o personagem e, embora haja sim uma certa desconfiança e medo, não conseguimos deixar de sofrer junto com Clary e seus amigos.
Ah, e o que falar do vilão da vez? Valentim foi muito temido por todos, mas "Sebastian Verlac" a meu ver é muito mais estratégico, visionário e por que não maligno. E Lilith? Que feitiço de ligação foi esse? Bem, não falarei mais nada sobre isso rs!

Quanto à narrativa nem preciso mencionar nada, não é mesmo? Mesmo em terceira pessoa a autora dá um banho de competência e fluidez. A leitura é sim de fácil entendimento, mas acho melhor não alimentar aquela ansiedade por terminar logo. Lembre-se, o que é bom dura pouco, portanto, atrase o definitivo desfecho o máximo que puder... não estou levando com afinco meu conselho, sendo assim, logo logo serei a mais nova órfã da tia Cassie.
Se recomendo? Pelo Anjo Raziel, leia logo!
Gabrielly.Bezerra 19/08/2017minha estante
Minha próxima leitura


Cris 19/08/2017minha estante
Vai amar rs... mas isso é certo, né?




zoni 05/06/2018

Foi um grande choque essa releitura.
Então eu resolvi reler tmi pra conseguir me situar melhor nos acontecimentos de tda, que é a próxima série da Cassandra que vou começar a ler. E galerinha, meu choque foi perceber que na época em que eu li, eu dei cinco estrelas pra esse livro, vocês tem noção do quanto estou tomado no momento? Logo eu que falo mal de tmi aos montes, tombado, porque em 2013 dei cinco estrelas para esse livro... Provavelmente foi só pelo Simon, que é o melhor personagem desse mundinho todo da Cassandra. É isso, espero curtir a releitura de Cidade do Fogo Celestial que pelo que lembro foi o livro que mais odiei em 2013. É isso mandem energias pra mim que vou precisar.

Dessa vez 4,5... Eu estou mesmo louco, me deem um tiro na cara.

site: instagram.com/nomeiodatravessia
Marcelo.Antonio 05/06/2018minha estante
Oi ??
Você vai começar a ler DAMA DA MEIA-NOITE?


zoni 06/06/2018minha estante
Ei, eu vou sim. Acabo princesa mecânica essa semana, e quero começar dama da meia noite logo em seguida. E como se passa algum tempo depois dos acontecimentos de tmi, resolvi reler os dois últimos livros da série.




Bereu 21/01/2014

Ps: aos fãs da saga, me desculpem.

Jace e o corpo de J. C. desaparecem, deixando todos apreensivos pois nem suas localizações são possíveis. Clary decide ir em busca de Jace após descobrir sua aliança com seu irmão, J.C.

Da saga, lerei até esse livro (suponho), pois ele me cansou. Duas coisas me fizeram continuar lendo, uma foi minha péssima disposição em deixar livros/sagas pela metade.
Outra foi Simon, Iz, Magnus... Enfim, todos os personagens exceto Jace e Clary.

Durante toda a saga, Clary só se lamenta e choraminga! E quando Jace some, parece que ela não pode dar mais passo algum ou respirar sem ele. Ficou tão dependente dele que cansou. Só os outros casais para prenderem minha atenção mesmo, se eu ler o próximo livro, não será para ler mais páginas de lamúrias da Clary.
Rene 02/05/2014minha estante
Concordo. Eu, dificilmente pulo trechos ou páginas, mas esse "Cidade das Almas Perdidas" tem conseguido essa proeza. Normalmente quando chega na parte de Clary e/ou Jace, começo a ler, mas se percebo aquele papinho chato, e tal, pulo sem dó.


Manzani 16/02/2016minha estante
Também concordo, na verdade pra mim a série poderia ter acabado no terceiro livro, onde todas as perguntas são respondidas e o final me agradou. Porém parece que a tia clare quis esticar a história tomando um rumo diferente, mas no meu ver, não deu muito certo. Esse livro está chato e difícil de terminar, clary e jace nem se fale, só vou terminar a série mesmo pelos outros personagens e poque não consigo deixar uma história inacabada. Titia Clare me decepcionou




Luan 05/03/2014

Série quase superada: penúltimo livro não foi frustração total
Já começo a resenha com spoiler pra quem não leu o livro anterior, Cidade dos Anjos Caídos. Depois que Lilith tentou reviver Sebastian usando Simon e cia, pareceu que o demônio não havia conseguido atingir o objetivo. No entanto, o sumiço de Jace estava diretamente ligado ao irmão de Clary. Um feitiço fez de Jace um servo de Sebastian e a treta tava feita.

Nem preciso dizer que Clary vai fazer terra arrasada com a situação. Ela segue imatura, exagerada e sem carisma. Definitivamente, desisti de ter esperança tanto com ela, quando com Jace, mas enfim... vamos lá.

Depois que todos descobrem esse tal feitiço, o foco é um só: salvar Jace. Tá todo mundo atrás dele e de Sebastian. No entanto, se antes essa caça aos dois era prioridade para a Clave, agora, em função de outros acontecimentos, deixou de ser. E, de novo, nem preciso dizer que Clary se desesperou, afinal, só Jace é que merece atenção da Clave, obvio... O resto do mundo que se dane.

Até Magnus vai entrar de cabeça nessa aventura... Bem, com ações impensadas, principalmente Clary vai fazer algumas burradas e agir como a garota mimada que sempre foi. Sério, achei que com tudo que ela passou, ela mudaria. Mas não aconteceu. Que decepção, de novo.

A história é basicamente essa durante todo o livro, com alguns acontecimentos paralelos, sem grande importância, mas com certeza mais interessantes que alguns momentos Clary/Jace. Além de Simon seguir sendo o melhor personagem da história, Jordan e Maia crescem bastante e se tornam dois personagens ainda mais bacanas.

Este é o quinto livro da série Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare. E pra quem já leu minhas resenhas anteriores, sabem que acho a série uma das mais fracas que li, embora os livros vão melhorando um pouco. Dos cinco lidos, portanto, o terceiro foi o melhor nem parecia a mesma autora. Já este, o quinto, começou parecendo que seria pelo menos no mesmo nível do anterior. Me enganei. Ele me surpreendeu, um pouco, positivamente.

Ele é um livro legal, o segundo melhor da série. Não chega ao nível do terceiro (Cidade de vidro), mas é o melhor depois dele. Mesmo sendo uma história focada no caso de amor de Clary e Jace, a história tem bastante ação e movimento. Prende mais que o anterior, por exemplo. É aquele momento singular de boa inspiração da autora.

Em determinado momento e isso pode ser um spoiler -, quando Clary deveria estar preocupada em salvar Jace, ela estava, na verdade, curtindo uma lua de mel com ele. Não parecia que ela presenciava todo aquele sofrimento descrito. Aliás, esse é um dos problemas recorrentes na série. Cassandra escreve uma coisa, mas os personagens demonstram outra. Não todos, mas a maioria.


Enfim. O livro é bom, fiquei feliz em saber que dos cinco que comprei, pelo menos dois valeram a pena. Caso contrário, ficaria decepcionado. Neste ano, sai o último livro da série. Cidade do Fogo Celestial, o sexto e último, deve ser lançado em 27 de maio nos Estados Unidos e em junho por aqui. Mas confesso, não estou com pressa nem ansioso nem nada com ele. Vou ler quando der. E espero que Cassandra feche a série com tudo, em nome do Anjo.

Ahhh, a nota: 4. Melhor que os outros que ganharam quatro também, mas não chega a ser 5. Fui!
Lore 01/11/2014minha estante
Quase achei que eu que estava resenhando essa saga... haha. Definiu meus sentimentos em relação aos livros da Cassandra. Se não fosse pelo Simon e minha preocupação pelo único personagem realmente interessante e legal dessa história, nem teria concluído a leitura do segundo livro. Adorando suas resenhas.


Luan 04/04/2015minha estante
Lore, só vi agora o comentário. Desculpe. Sim, a série é fraca e superestimada. Não entendo o motivo. Simon um dos poucos destaques de toda a saga.




Lily 07/02/2013

Cidade das Almas Perdidas - Cassandra Clare
O livro começa exatamente onde o outro termina: com Jace desaparecido, ninguém aparentemente sabe o que aconteceu com ele, e pior, eles não têm certeza se Jace ainda está vivo. Os únicos que matem a esperança, claro, são seus amigos, que farão de tudo para encontrá-lo.

Mas, a pergunta é será que Jace quer ser resgatado? E por que não quereria?

Eu tenho a sensação de que tudo parece ter evoluído na história, desde a escrita da autora até os personagens. E cara, para alguns isso pode ser ruim, afinal, eles não são mais apresentados da mesma forma que foram no primeiro livro, mas eles continuam lá. Crescendo, aprendendo e, sempre, sempre, lutando para um mundo melhor.

O livro é cheio de mistérios, e o ritmo de lutas continuam; Clary está mais forte e muito mais ousada, até mesmo lutando corpo a corpo. Crescendo, definitivamente crescendo.

Personagens como o Magnus, e uns ou outros que aparecem para ajudar (ou não ) simplesmente brilham, ganhando um destaque maior e mais importância na série, assim Clare faz com que todos personagens ganhem seus devidos destaques ( merecidamente ).

"Só Magnus, Simon pensou resignadamente, teria acesso a uma armadura de lantejoulas"

E eu não posso esquecer-me da sensação de ao ter terminado o livro, sentir aquela ansiedade para ler o próximo, ter mais um pouquinho dos meus adolescentes que permanecem constantemente em perigo. Sensação que aparentemente todos leitores da Cassandra Clare sente ao terminar mais um livro seu.

Há também milhares referencias a série “As Peças Infernais” (Will Will Will *-* ), que me faz querer cada vez mais qualquer livros que a Clare escreva sobre esse mágico mundo.

Apesar de todo o desenvolvimento dos personagens e da história, o final, mas uma vez acaba assim... puff.

“Mas Jace. Jace não fez nenhum som. Apesar de tudo, o seu rosto estava calmo e tranquilo, o rosto de uma estátua . Ele olhou para Clary e seus olhos brilharam, como se ele estivesse se enchendo de luz.
E, então, ele começou a queimar.”

Ps: Há vida depois que um livro que você gosta acaba, e junto com ele não tá a continuação?
May 27/06/2013minha estante
Ah querida, spoiler não vale =/


Lily 27/06/2013minha estante
Spoiler? onde?




Aster Verbatim 11/12/2016

resenha
Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia de Lilith, um demônio muito poderoso, ligou Jace ao perverso Sebastian, transformando o Caçador de Sombras em um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de mata-lo sem destruir Jace. Clary e seus amigos, no entanto, irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar o namorado, mas ainda pode confiar nele? Ou ele está realmente perdido?

Neste quinto volume, o universo da história está totalmente diferente. Está mais denso do que os outros livros, com seu enredo mais evoluído e diferente.
Em Cidade das Almas Perdidas temos duas histórias acontecendo ao decorrer do livro, a de Clary, Jace (controlado pelo Sebastian) e Sebastiam (Jonathan), e a de Simon e Izzy, Jordan e Maya, Magnus e Alec e Jocelyn e Luke,
Logo nos primeiros capitulos descobrimos o motivo de Jace estar desaparecido e se o feitiço lançado por Lilith teve cumprida a sua função. Conhecemos melhor Sebastiam e os planos e seus sentimentos (quem imagine, né). Mas a evolução maior acontece com Izzy e Simom, o amadurecimeto dos personagens é visivel ao longo da história, com todas as provações e decisões a ser tomadas.
Não posso falar muito do enredo, pois a emoção de descobrir cada passo dos personagens é algo que não tem preço. O final desse livro é totalmente chocante, e o mais triste é com relação a Magnus e Alec. E com relação a Jonathan (Sebastiam) é de ficar de queixo caído.
Vamos esperar para ver o que acontece com o próximo e último livro.

site: asterverbatim2015@blogspot.com.br
Ingrid 29/04/2017minha estante
undefined




Paula Juliana 16/03/2013

Resenha: ‘’Cidade das Almas Perdidas’’ de Cassandra Clare
Saga ‘’Os Instrumentos Mortais’’

Resenha: ‘’Cidade das Almas Perdidas’’ de Cassandra Clare.

Quem acompanhou minha última resenha do livro ''A cidade dos Anjos caídos'' sabe que eu estava ansiosa para ler a continuação, pois simplesmente terminou com a história entre aberta e eu quase surtei.

Então como uma boa fã eu achei uma tradução do livro ''A cidade das Almas Perdidas' e não resistir esperar até o livro ser lançado no Brasil, Eu Li! E eu amei, A história foi eletrizante, cheio de ação, emoção e muitas reviravoltas.

Como já esperava o romance segue a linha do anterior e é narrado pelo ponto de vista de diversos personagens.

Simon, O Diurno, ainda tem um papel fundamental na nossa história e para falar a verdade até já estava com saudades dele (sim, ele caiu nas minha graças!!), ainda para completar o conturbado romance do vampirinho e da caçadora das sombras Izabelle ainda vai dar muita história e eu quero acompanhar bem de perto. Simon ainda divide o seu tempo entre seus problemas com sua família e consolar/ajudar Clary.

Alec, Jordan e Maya também ganham uns capítulos para narrar. Alec com seus problemas conjugais com Magnus e seus encontros candlestinos com Camille. Jordan e Maya que finalmente se perdoam e se entregam ao amor.

Mas o grande foco centram esta em Clary, Sebastian (nosso novo Valentin) e é claro Jace (meu mocinho preferido!!), mas Jace não é bem Jace nesse volume, Como já sabianos no último livro Jace e Sebastian ficam ligados através de uma magia que Lillite realizou com seus sangues. O que acontece com Sebastian acontece com Jace, mate Sebastian e Jace morre. É um destino meio irronico quando o mocinho e o vilão estam ligados dessa maneira, mas o pior é que a ''ligação'' fez com que Jace apoia-se e segui-se Sebastian em tudo. O cara estava vivendo em um grande transe e assistindo ele realizando ações que em pelo juízo nunca faria.

Gente... Vocês lembram bem de Sebastian ou Jonhatan?

Sebastian é o antagonista. Filho de Valentin, irmão de Clary, foi resultado de um experimento de Valentin que deu sangue de demônio para o filho recém nascido e criou a criança sem ninguém saber o escondendo de tudo e todos...Falando assim parece que ele é a vitima, mas não...Sebastian resolveu seguir o caminho do pai e fez coisas terríveis no passado como matar o verdade Sebastian e roubar sua identidade, matar Max e beijar Clary mesmo sabendo que ela era sua irmã de sangue.
Então a pergunta é: O sangue de Jace pode ter mudado Sebastian, da mesma forma que o sangue de Sebastian mudou Jace?

Bem... lá pelo meio do livro eu me peguei em dúvidas. Meu lado fraternal falando mais alto e eu torci por uma relação de amor(fraternal) de irmã e irmão. Queria que Clary desse uma chance para conhecer um outro lado de Sebastian e até fiquei emocionada em algumas cenas. A gente se pega sempre se perguntando se aquilo é verdade ou fingimento, pois Sebastian já fingiu ser bom antes, mas mesmo assim tem aquele sentimento de compaixão no ar, quando ele conversa com Clary e pede para ela confiar nele, queremos e torcemos para que ela confie e também para que ele tenha realmente mudado.

Enfim... não vou revelar se era verdade ou fingimento. Vocês teram que ler mesmo! hahah
Mas só posso parabenizar a Autora Cassandra Clare pela sua escrita e pela sua história. As Cenas que Jace volta por alguns momentos a ser ele mesmo e conversa com a Clary são de tirar o folego. É extremamente palpável a mudando nos diálogos do Jace verdadeiro com os do Jace controlado. E assim que ELE (o verdadeiro) aparece os leitores vibram de emoção.

Quotes:

''- Por que você o fez?
-Porque fiz o que?
-Salvou minha vida.
Você é minha irmã.'' pg.337

''Infeliz?'' Ele balançou a cabeça. ''Eu tinha sorte. Muita, muita sorte. E eu não conseguia enxergar.'' Os olhos dele encontraram os dela. ''Eu amo vc'', disse ele. ''E você me faz mais feliz do que eu jamais pensei que poderia ser.E agora que eu sei o que é ser outra pessoa...me perder... eu quero minha vida de volta. Minha família. Você. Tudo isso.'' Seus olhos Escureceram. ''Eu quero de volta.'' Pg.394.

Paula Juliana.
Lu 23/10/2013minha estante
amei a Resenha!




205 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |