Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


225 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Dracio 22/02/2020

Cidade das Almas Perdidas
Olá pessoal, para vocês quê iram ler sobre está resenha já lhes adianto, o livro em si é muito bom, entretanto algumas partes do mesmo se tornam monótonas. A princípio o livro - Cidade das Almas Perdidas -, se torna algo mais interessante ao decorrer da trama.
Os pontos positivos são quê ; O enredo dos personagens estão cada vez mais desenvolvidos, a forma como os mesmo se relacionam com o ambiente, o conhecimento sobre novas palavras ( Para quem nunca as leu é claro :D).

Pontos Negativos ; Em alguns momentos da história algo mais emocionante poderia ser feito, como exemplo - Alerta de um pequeno espoiler - quando Clarissa têm informações e não comunica Simon, mesmo com um instrumento fantástico.

Esses foram os meus pontos de vista sobre este livro, espero quê tenham gostado e boa leitura a todos. Recomendo muito esta leitura, pois irá te fazer viajar entre o mundo da magia. Beijooos
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luh 17/07/2013

É de arrepiar a espinha! rs
Não é novidade nenhuma para quem me acompanha no blog, que amo de paixão essa série e fiquei contando os os dias para o lançamento de "Cidade das Almas Perdidas".

Assim que recebi o livro em mãos fiquei ainda mais deslumbrada com a capa, que na minha opinião é a mais bonita, podia ser esse modelo da capa o Jace no filme, né?

Nas séries os personagens tornam-se nossos amigos e a história fica interessante de qualquer maneira não é mesmo?

Também acontece que ao terminar de ler sinto saudade dos personagens e quando é lançado um novo livro, é como reecontrar velhos amigos, e já estou ansiosa para o lançamento do 6º livro.

Gostei bastante da leitura, fiquei muito entretida e até passei a ler mais lentamente e digerir com mais atenção cada trechinho.

Em Cidade das Almas Perdidas, Jace novamente passa a ser manipulado, só que desta vez pelo diabólico Sebastian que ostenta ser poderoso ainda mais que Valentin. Sebastian por sua vez tornou-se um verdadeiro vilão, aquele duas caras, que parece bom mas é o pior dos piores, porém eu confesso que desenvolvi até uma certa simpatia por ele, ao saber que passou péssimos momentos em sua infância e de que é irmão de Clary e também não deixa de ser irmão de Jace, pois os dois foram criados por Valentin.

Clary, está ainda mais ousada e corajosa, fiquei de boca aberta com muitas das decisões que ela tomou, e também por ter um amor tão lindo e arrebatador por Jace, eu acho que agora só falta eles casarem, e confesso que até esse livro não havia desenvolvido muita afeição pelo casal.

Simon meu personagem preferido está cada vez mais lindo, acho ele perfeito, não é atoa que a Izzi está super apaixonada por ele. Simon torna-se um pivô na questão principal do livro, o que me deixou bastante emocionada, teve muita coragem e também me deixou boquiaberta e com o coração apertado do risco que ele teve que correr.

O Magnus ganhou minha atenção, está com uma participação maravilhosa e passei a gostar mais dele. O Alec está pisando muito na bola por que desde o livro passado, continua com muita crise em relação a imortalidade do seu namorado feiticeiro.

A história está cheia de ação e com um tom aguçado de suspense, todos os personagens estão bastante envolvidos em busca de Jace, que logo de início desaparece do mapa juntamente com Sebastian. A Clave fica em alerta totalmente atrás de encontrá-los e eliminar o mal que se aproxima. Os amigos de Jace descobrem que ao matar Sebastian acarretará a morte de Jace, porque eles estão ligados através de magia negra, com essa descoberta decidem trabalhar sem a ajuda da Clave.

Diria que o cenário está um tanto como sombrio recheado de rituais, magia e invocação de anjos e demônios. Ui dá até um frio na espinha.

Acho muito legal que foi unânime em todos os livros, que quando começa a parte das batalhas, eu fico vibrando demais, e nesse não foi diferente.

Bom! Acho que já deu para perceber que adorei mesmo. O livro está mais que demais e eu super recomendo, tá bom demais da conta, gente!

site: bisbiblogando.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Patrícia 19/07/2013

Decepcionante
Quando comecei a ler a série de Cassandra Clare, estava farta de histórias juvenis sem sal e com um romance insuportável. A grande surpresa que o livro Cidade dos Ossos me trouxe foi incomparável: O que é melhor do que ter suas baixas expectativas frustadas? Gostei muito do livro e devorei os seguintes.
Neste livro em especial, com suas 434 páginas, tenho a infelicidade de dizer que minhas expectativas eram altas, e foram frustadas. Para pior. Não gostei realmente de lê-lo e achei muito maçante e chato. Não senti engatar num ritmo e nem as cenas mais "violentas" me prenderam atenção. Começou aquele horrível sentimento que a série está se perdendo, algo que não senti em Cidade dos Anjos Caídos (além disso, por favor, me digam: Os nomes de Cidade dos Anjos Caídos e Cidade das Almas Perdidas são metafóricos? Porque não vi nenhuma cidade com esse nome, hein). O último livro foi muito bom de se ler e eu gostei dele 150% mais do que este.
Bem, em suma, Cidade das Almas Perdidas para mim foi uma perda de tempo tenebrosa. Não digo que foi totalmente horrível, patético, desolador, porque não foi. Teve suas cenas memoráveis SIM e vou me pegar lendo as preferidas com certeza. Mas fora disso, no geral, observando tudo que suas páginas trazem, eu infelizmente não senti jurar a série.
Decepcionante.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Quatro Amigas 25/08/2013

Cidade das Almas Perdidas - Os Instrumentos Mortais - Vol. 5 -Cassandra Clare
Cidade das Almas Perdidas é o quinto e penúltimo livro da aclamada série Os Instrumentos Mortais da americana Cassandra Clare. Nesse volume acompanhamos o desenrolar dos acontecimentos ocorridos após Cidade dos Anjos Caídos, e depois daquele final absurdo de tão desesperador, a pergunta que fica é "Meu Deus e agora?".

Duas semanas após o desaparecimento de Jace e do supostamente morto Sebastian, a Clave está em polvorosa, Clary é obrigada a prestar depoimentos sobre a invocação do Anjo e as buscas pelo criminoso Sebastian continuam. Mas os Lightwood não contavam com o feitiço de ligação de Lilith, que diz que não há como ferir um sem que esse sofrimento seja espelhado no outro.

Em Cidade das Almas Perdidas, Cassandra mais um vez surpreende com sua capacidade de envolver o leitor. Todas as personagens, sejam dos protagonistas aos mais secundários são levados a outro nível. Infelizmente uma das coisas mais decepcionantes nesse volume é o Jace, por estar ligado ao Sebastian, ele não apenas obedece e aceita tudo que ele decide e/ou acredita, é como se nosso querido e sarcástico loiro se tornasse outra pessoa. Maleável e manipulável além de toda a imaginação.

Sei que nem todas as pessoas são fãs da Clary, mas uma das características mais admiráveis nela é sua coragem sem precedentes. A garota é maluca, age primeiro e pensa depois e o tudo que ela faz em prol de salvar o amor de sua vida é tipo "UAU". Sebastian como um vilão consegue ser competente, mas sinceramente mesmo não sendo tão "mal" quanto seu filhote, acho Valentim um antagonista bem mais carismático. E sim, confesso em vários momentos fiquei com pena do capirotinho, mas logo ele aprontava alguma e fazia essa empatia cair por terra. Outro ponto que me incomodou profundamente, embora não ateste contra a qualidade narrativa do texto, foi a sugestão de incesto durante todo o livro. Não curti mesmo.

Mas não só do Team Evil Cidade das Almas Perdidas é feito (graças a Deus, porque se eu tivesse que aguentar um livro inteiro onde a presença solar do Jace é substituída pelo Sebastian, iria acabar arrancando os cabelos). Sem dúvida nenhuma as melhores passagens são preenchidas por Simon e seu crescente romance com a problemática Isabelle (Sizzy é vida #justsaying), o papel do nosso Diurno na crescente e futura guerra vem se delineando de forma mais clara, e como tendo a esperar o pior da Cassie, morro de medo do que ela vai aprontar com ele em City of Heavenly Fire.

E não tem como terminar essa resenha sem falar de Malec, certo? Alec e Magnus ganham com folga o posto de casal favorito dos fãs da série. E como nada nunca são flores para esses pobres personagens, aqui vemos o relacionamento dos dois se degastando. Alec está cada vez mais inseguro do amor de Magnus - devido a natureza perene do parceiro - ele se flagela continuamente e se recente da própria mortalidade e acaba cometendo alguns erros terríveis, todos eles centrados na influência da vampira mais bitch de todos os tempos, Camille Belcourt. Quem já leu saberá ao que estou me referindo, mas durante as últimas páginas, certa passagem envolvendo a loira me deixou parada olhando para o nada me perguntando "Como assim sociedade?"

Outro ponto que mostra a genialidade de Clare são as referências a sua outra série, As Peças Infernais, não foram apenas nem uma nem duas vezes que percebi citações subliminares que apontavam diretamente para Tessa, heróina de sua trilogia do século XIX.

Equilibrando romance, ação e muita tensão Cassandra Clare - embora tenha pesado na dinâmica entre Jace/Clary/Sebastian - acerta em cheio nesse prelúdio a um final que promete arrasar com muitos corações. Só nos resta esperar para maio de 2014 e ver o que nos aguarda e no sexto e último volume, City of Heavenly Fire. Torcendo para que a Galera Record faça um lançamento simultâneo #reza.

E vocês queridos leitores, quais suas impressões sobre Cidade das Almas Perdidas? Contem-me tudo nos comentários.

Resenhado por: Luana Gomes

site: http://quatroamigaseumlivroviajante.blogspot.com.br/2013/08/resenha-cidade-das-almas-perdidas.html
comentários(0)comente



CooltureNews 19/09/2013

Coolture News
Finalmente o penúltimo capitulo desta saga chega as nossas mãos e por mais que o volume anterior não tenha me agradado tanto quanto gostaria esse chegou para tirar todas minhas duvidas e mais uma vez ficar vidrado nas novidades sobre o derradeiro final da série Os Instrumentos Mortais e sentir um pouco de nostalgia por estar tão próximo ao final.

Tudo aquilo que não gostei no primeiro livro foi deixado de lado. Em Cidade das Almas Perdidas temos uma história envolvente e cativante e com rumo muito bem definido, o que infelizmente não houve com o livro anterior, nele parecia que simplesmente a autora estava testando vários caminhos sem realmente se decidir sobre qual seria o melhor para a série. E o melhor foi justamente a sua escolha.

Fazer com que mocinhos se comportem como vilões, fazer com que caçadores que sempre apoiaram as decisões da Clave passam a questioná-las e ir contra tudo o que defenderam por seu modo frio de agir, ter a audácia de nos fazer entender os pensamentos e atitudes de personagens odiados. Cassandra Clare simplesmente foi perfeita na concepção deste livro e reacendeu a minha febre por essa série, sinceramente espero que ela consiga tratar As Peças Infernais da mesma forma.

Outro aspecto favorável à obra é o maior destaque que os demais personagens tiveram, devido a natureza da situação envolvendo Clare e Jace nesta etapa da história, as cenas eletrizantes ficaram a cargo dos demais personagens com grande participação de Simon, meu personagem favorito desde o primeiro volume, explicando o motivo por ter achado esse o melhor livro da série.

Com um tom sombrio e envolvente a autora consegue superar o que esperava ser somente um livro de ligação para um final emocionante e nos faz aguardar ansiosamente a continuação, vale a muito a pena a leitura dessa série, recomendo fortemente.

site: www.coolturenews.com.br
comentários(0)comente



Anasazi 30/09/2013

UM DOS MELHORES
Definitivamente um dos melhores livros da Saga. A história se engrandeceu nesse livro. Os personagens cresceram, estão mais profundos. Hà mais questionamentos. Muito mais lugares cinzentos, entre o preto e o branco.
O vilão, Sebastian é muito mais interessante do que foi Valentine.
Confesso que adoro vê-lo em ação.
O "gancho" para o livro seguinte é o melhor até agora. Justamente qdo ainda não temos o 6o livro.
Vai ser uma longa espera até Maio/2014.
Mas Cidade das Almas Perdidas merece as 4 estrelinhas que eu dei !!!
comentários(0)comente



Michelly 02/10/2013

"Nenhum homem escolhe o mal porque é o mal. Ele apenas o confunde com felicidade, o bem que procura"
Cidade das Almas Perdidas começa com um Simon rejeitado, um Jace desaparecido e uma Clary angustiada.
Mas o que é pior: não saber nada sobre o paradeiro de seu namorado, ou descobrir que ele agora é um tipo de adorador de Sebastian?
É exatamente esse o novo drama de Clary.
Jace está ligado ao irmão adotivo/cunhado, graças a magia de Lilith, a mãe dos demônios. Isso significa que o que acontecer com um, atinge o outro. Sendo assim, caso a Clave consiga capturar e matar Sebastian, Jace também morre.
Temendo o pior, Clary vai atrás de uma forma de quebrar o feitiço e, para isso, a Caçadora de Sombras conta com a ajuda de Simon, Isabelle, Maia, Jordan, Magnus e Alec.
Mas será que existe, mesmo, uma maneira de libertar Jace dessa possessão ou ele está condenado a viver como a sombra de Sebastian para sempre?

Nesse livro Cassandra retoma, aos poucos, o ritmo que tanto me agradou no começo da série. Porém, a história ainda não parece sólida o suficiente pra mim...

O estado atual de Jace foi o que mais me incomodou. Eu entendo que ele está ligado a Sebastian através de magia negra e que, consequentemente, algumas de suas características seriam reprimidas. Entretanto, o Nephilim tornou-se apático e sem charme, o oposto do personagem forte e encantador de antes.
Clary, por sua vez, toma algumas decisões tão estúpidas que cheguei a pensar que ela estava sendo aconselhada pela Bella Swan (Crepúsculo). Apesar disso, a Caçadora de Sombras mostrou que é corajosa e disposta a lutar por seu amor, o que reverteu a imagem de enjoadinha que eu andava nutrindo dela.
Magnus foi meu preferido nesse livro. Ele é a medida ideal entre o comprometimento e a leveza. Põe banca de mau, mas sente um prazer genuíno em ajudar. E o que eu mais gosto: ama tanto Alec que está disposto a qualquer coisa pelo bem do namorado. Inclusive abdicar desse amor.

Cidade das Almas Perdidas, assim como seu sucessor, não ficou nem próximo do ótimo desenvolvimento que tiveram os três primeiros volumes de Os Instrumentos Mortais.
Gostei. Gostei até mais do que do 4º livro. Porém, começo a me perguntar se Cassandra não deveria ter parado em Cidade de Vidro...

Para compensar as críticas, o final foi excelente!
Eu já tinha a intenção de ler o próximo, mas agora estou muito curiosa para saber como a autora vai, enfim, terminar sua série (dessa vez ela vai terminar mesmo, né?!).

"Erchomai, dizia". Então chegue logo!
PS: entendedores, entenderão!

http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
Mais Uma Página
comentários(0)comente



Isabele Canha 21/12/2013

Resenha: Cidade das almas perdidas - Cassandra Clare
Eu amo essa serie, e isso não é segredo pra ninguém. Eu sou simplesmente apaixonada pelo mundo que a Cassie criou, ela consegue nos envolver nesse universo de uma tal maneira que nos faz criar perguntas e pensar em respostas, que aparentemente, já estão resolvidas.

Com certeza esse livro é uma injeção de adrenalina, durante o desenrolar da historia os riscos não param e os perigos são cada vez piores. A narrativa é simplesmente perfeita! Ela é rápida, sombria, detalhada mais não ao ponto de cansar, transmite muito bem oque o personagem esta sentindo, simplesmente a narrativa não podia ser melhor!

Nesse livro os personagens são um show a parte, eu sinto que eles cresceram bastante,cada um deles formou uma personalidade muito forte e visível,principalmente o Simon, se no inicio da serie eu não gostava dele agora eu sou simplesmente fã! Outro personagem que se destacou muito foi o Sebastian, ele está demais nesse livro! Eu assumo eu prefiro muito mais o Sebastian como vilão do que o Valentim, acho que ele é um vilão muito mais "a altura" da serie do que o Valentim foi... Nesse livro o Sebastian mostra sua parte sentimental, e em determinadas cenas ele quase amoleceu meu coração, quase! Mais mesmo assim, ele não deixa de ser psicótico e assustador.
Em relação a Clary, Sebastian e Jace, Pelo anjo! Que trio é aquele?! Maravilhoso! Eu amo as partes que eles estão juntos nesse livro!

O final desse livro me deixou roendo as unhas! Eu mal posso esperar para essa agonia acabar, esse é o ruim de amar tanto uma serie, uma hora ela tem que acabar e só nos resta chorar, eu simplesmente não sei oque vou fazer quando essa serie acabar, eu não consigo ficar longe do Jace!! Onde é que vou achar outra série tão perfeita??
comentários(0)comente



Pedro 23/12/2013

Acheronta movebo.
O prólogo do livro começa seguindo o enredo do livro anterior, Cidade dos Anjos Caídos.
Jace, por magia de Lilith, foi ligado mortalmente a Sebastian. Se um se machuca o outro também, se um morre o outro também. Seria como uma ligação parabatai demoníaca, como foi implícito no livro. E como se isso não bastasse para Cassandra Clare, Jace e Sebastian desaparecem.

Cassandra Clare evoluiu bastante desde Cidade dos Ossos, embora tenha decaído em Cidade dos Anjos Caídos, mas enfim, percebo uma evolução ao logo de suas obras. A facilidade com que a Cassandra fez decorrer os fatos deve ser levada em consideração. Os capítulos não focam em um só personagem, ou em um só espaço. Os fatos são distribuídos ao longo do livro de modo em que a leitura não se torna cansativa e ainda, desperta uma certa curiosidade sobre qual será a continuidade de tal fato. Cassandra Clare narrou a perspectiva de vários personagens dando uma maior visibilidade ao enredo desenvolvido.

Apesar de os fatos serem distribuídos de uma forma intuitiva, estes ficaram um pouco repetitivos. Vivi uma relação de amor e ódio com este livro, principalmente com o casal protagonista, Clary e Jace que se tornaram um pouco enjoativos, assim como Maia e Jordan. Simon e Isabelle foram o melhor casal do livro, adorei lê-los.

Li esse livro em 2 dias, é uma narrativa muito fácil e bem dinâmica, às vezes tediosa (desculpe Cassandra) mas nada que deixasse o livro ruim nem que prejudicasse o enredo.

P.S. para quem leu: Se você chegou a imaginar (e desejar) uma possível relação entre Clary e Sebastian, corre para a igreja mais próxima e liberte este Abbadon de seu corpo.
comentários(0)comente



Aninha 20/01/2014

Chato
Achei chato, sem a emoção e adrenalina dos outros...e ainda não acabou aff!!


spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



225 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |