Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


203 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Max Cerqueira 25/09/2017

Qualidade da série infelizmente despencou muito.
Primeiro de tudo: Clary é uma desgraça. Nunca senti tanto ódio de um personagem assim na vida. Horrível.
O livro anterior Cidade dos Anjos Caídos não é bom, é o menor livro da série e não tem conteúdo relevante, nada acontece. Eu já tava com raiva da Clary, mas nesse aqui ela conseguiu se superar. Cidade das Almas Perdidas é melhor que o anterior, mas não é bom. Não consigo pensar como Cassandra Clare conseguiu escrever Infernal Devices que são ótimos, e estragar com essa extensão de instrumentos mortais. Péssimo mesmo, me dá uma dor porque eu gostava tanto :/
Meu conselho é que se você leu até cidade de vidro, PARE LÁ, e esquece esse outros livros. Ainda não li O Fogo Celestial, mas se continuar do jeito que tá, vai ser só outra decepção. Espero que Clary morra queimada nesse fogo ¯\_(ツ)_/¯
comentários(0)comente



Emanuel 10/08/2017

Cidade das Almas Perdidas é um penúltimo livro perfeito e que me deixa mais e mais ansioso para o grande e esperado desfecho desta incrível saga. Vários personagens secundários foram mais explorados neste livro, o que nos permite conhece-los melhor e como este livro é narrado em terceira pessoa, conseguimos ver o ponto de vista de todos os personagens. E esse que é o diferente, não fica só naquele mesmo personagem narrando, é algo por cima, terceira pessoa, mostra o ponto de vista de todos os personagens, conseguimos ver o que cada um pensa e isso é maravilhoso para conhecermos melhor esses personagens. Um exemplo deles são Maia e Jordan.
Vários personagens que amadurecem e entendem o correto e seus verdadeiros sentimentos, como por exemplo Isabelle Lightwood. Com Clary vemos o que podemos e o que não podemos fazer para salvar quem amamos. Com Alec e Magnus vemos que em uma relação precisamos ter confiança e etc. E é isso que Cassie nos mostra neste livro, que mesmo quando achamos que tudo está perdido, vale a pena nos arriscar e enfrentar nossos maiores medos, para salvar quem nós realmente amamos.
comentários(0)comente



Aster Verbatim 11/12/2016

resenha
Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia de Lilith, um demônio muito poderoso, ligou Jace ao perverso Sebastian, transformando o Caçador de Sombras em um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de mata-lo sem destruir Jace. Clary e seus amigos, no entanto, irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar o namorado, mas ainda pode confiar nele? Ou ele está realmente perdido?

Neste quinto volume, o universo da história está totalmente diferente. Está mais denso do que os outros livros, com seu enredo mais evoluído e diferente.
Em Cidade das Almas Perdidas temos duas histórias acontecendo ao decorrer do livro, a de Clary, Jace (controlado pelo Sebastian) e Sebastiam (Jonathan), e a de Simon e Izzy, Jordan e Maya, Magnus e Alec e Jocelyn e Luke,
Logo nos primeiros capitulos descobrimos o motivo de Jace estar desaparecido e se o feitiço lançado por Lilith teve cumprida a sua função. Conhecemos melhor Sebastiam e os planos e seus sentimentos (quem imagine, né). Mas a evolução maior acontece com Izzy e Simom, o amadurecimeto dos personagens é visivel ao longo da história, com todas as provações e decisões a ser tomadas.
Não posso falar muito do enredo, pois a emoção de descobrir cada passo dos personagens é algo que não tem preço. O final desse livro é totalmente chocante, e o mais triste é com relação a Magnus e Alec. E com relação a Jonathan (Sebastiam) é de ficar de queixo caído.
Vamos esperar para ver o que acontece com o próximo e último livro.

site: asterverbatim2015@blogspot.com.br
Ingrid 29/04/2017minha estante
undefined




spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Inlectus 21/08/2016

Bom.
Fantasia, poder, paixão.
comentários(0)comente



Kah 26/12/2014

Te prende
Esse livro é um daqueles que te prende e não só esse livro mais a série inteira.Algumas coisas eu tive que ler duas vezes para acreditar kkk.Mais resumindo se vc já leu os 4 primeiros e gostou.Tenho certeza que esse vai te prender.E tomara que Cassanda Clare não coloque uma adaga nos corações de vocês...
comentários(0)comente



Juh Sutti 21/12/2013

Intenso!
Amo essa série, vocês sabem. O mundo criado por Cassandra Clare é incrível, sempre consigo me ambientar facilmente. A narrativa direta e sombria também me agrada bastante, ainda que nesse livro eu tenha demorado um pouco para me conectar, achei o início um tanto quanto parado (por cinco as quatro estrelas e meia).

O final do quarto livro me deixou roendo as unhas de ansiedade, quando eu acho que Cassandra Clare não vai ter nada melhor para criar, ela vem e mostra que é realmente boa no que faz.

Os personagens são um show a parte, adoro a forma como eles se encaixam perfeitamente. Clary continua fazendo as coisas praticamente sozinha, tomando decisões sem consultar os demais, mas ainda assim eu adoro a personagem. Sua coragem e amor são fortes demais, até mesmo ela não consegue controlar de forma sensata esses sentimentos. Jace me irritou profundamente, nesse livro eu queria socá-lo! Sim, eu sei que ele não estava sendo ele mesmo, mas vê-lo dessa forma de me deixou maluca. A intenção da autora era essa, não tenho dúvidas, tanto é que uma determinada cena (que não digo qual, pois seria spoiler) me deixou com o coração na mão.

“Pois frequentemente, quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo.”

Simon cresce a cada livro, se no início eu não gostava do personagem, agora sou completamente fã. Alec, Isabelle e Magnus (amor por Magnus *.*) também brilham, gosto de ver que apesar dos problemas intensos, dos momentos difíceis Cassandra Clare ainda consegue explorar o romance, acredito que no próximo livro teremos uma boa dose de Alec e Magnus.

Não posso deixar citar Sebastian, ele é um vilão ainda melhor do que Valentim foi, ele é realmente mal. Mas, ao mesmo tempo ele tem um resquício de humanidade e sentimento, principalmente em relação à Clary, ele é obcecado pela irmã.

“Deus sabe que somos todos atraídos pelo que é lindo e quebrado; eu já fui, mas algumas pessoas não têm conserto. Ou, se têm, é somente através de amor e sacrifício tão grande que destrói aquele que dá.”

O foco da trama, para mim, foi o amor, seja aos amigos, à família, entre casais ou ao poder. Tudo é baseado nisso, na forma como cada um utiliza esse amor. O clima é sombrio e intenso, e apesar de as cenas efetivas de ação só acontecerem quase no final do livro, foi uma leitura bem eletrizante (tirando o começo que achei um pouco sonolento). Tudo caminha para um final bombástico, cheio de perdas e lamentações. Estou mais do que ansiosa para ter o último livro (*chora*) em mãos. City of Heavenly Fire será lançado no ano que vem!

Se você ainda não começou a ler essa série, não perca tempo! LEIA AGORA!

site: http://www.livroseblablabla.com/
comentários(0)comente



Amanda | @oparaisodaleitura 22/01/2019

Cidade das Almas Perdidas
Assim como no livro anterior, este quinto volume continua com o enfoque em outros personagens. No anterior apareceu quase que um Spin-off de Simon, aqui foi também um quase Spin-off de personagens secundários acoplado a história principal. Clary se mostrou bem apavorada, já que Jace e Sebastian estavam de certa forma ligados, o que deu motivação ao livro. Nesse volume o Sebastian, o novo vilão, acabou sendo mais explorado e Clary se mostrou extremamente dependente de Jace e do seu sentimento por ele.

Muitas coisas são feitas para separar Jace de Sebastian, nessa trama juvenil. Jace, que sempre se envolve em enrascada, acaba sendo alvo de coisas ruins novamente. Acabou ficando uma história um tanto quanto “bate e volta” diante da busca por uma solução, tentando a todo momento resolver as complicações instauradas, o que também causou certa ansiedade e euforia. Um livro que, em alguns momentos, fica meio lento e em outros deixa o seu leitor com o coração bem disparado! Tendo uma mescla entre momentos em que eu gostei e outros que nem tanto.

Contando com poucas cenas de ação se comparado aos antecessores da série, sendo mais montado nas estratégias do que ainda está por vir no sexto livro. Foi uma leitura mais rápida devido a curiosidade, mas, por a história se intercalar entre os outros personagens, me causou certa agonia. Acabou saindo um pouco do foco principal em que a série começou, deixando o contexto parecer estar sendo enrolado pela autora.

@oparaisodaleitura

site: https://oparaisodaleitura.com/
comentários(0)comente



Cacau 24/03/2015

Lindo e lindo
Cidade das Almas Perdidas é o último livro da série Instrumentos Mortais escrito por Cassandra Clare. E o que falar dessa série linda e maravilhosa?
O ultimo livro da série encerra com chave de ouro a história de Jace e Clare, só não gostei muito do final do Simon, mas fazer o que, nem tudo é flores. Mas é uma série super recomendada, e esse ultimo livro é maravilhoso e envolvente.
comentários(0)comente



tati.oliveira28 30/12/2015

.
Não esperava muito desse livro, já que o anterior da série foi razoavelmente chato.

A narrativa é longa, no começo parece que vai ser cansativo, mas no decorrer da história acabamos nos envolvendo novamente com os personagens e a leitura flui com mais facilidade.

Para quem gosta de um pouco de aventura com romance vale a pena ler.
comentários(0)comente



Cris Paiva 07/07/2015

O encosto está de volta!!
Depois dos acontecimentos terríveis no final do livro 4 (não vou contar, vai lá ler), o encosto retorna e volta a incomodar todo mundo, mas agora ele está ligado à vida do Jace, e se tentar destruir um, o outro vai pro inferno por tabela.
Clary fica de mimimi de novo: “Meu namorado se tornou um servo do mal, mimimimi”, mas seus amigos são mais práticos e vão se virar para tentar salvar o mala do Jace para que possam voltar dormir sossegados. E, se não há nada nesse mundo que possa separar o Jace do Encosto, sem matar os dois no processo, eles vão tentar se arrumar no outro mundo, conjurando demônios (com direito a aula prática) e até o Anjão faz uma participação especial e matadora. Gente, adoro esse ser divino, uau!!!
Já li varias resenhas que o povo diz que adora o Encosto, que ele é a melhor coisa do livro, mas não concordo. Pra mim, ele consegue ser mais chato que o Jace e a Clary juntos. O casalzinho maravilha eu ainda consigo aguentar, mas esse ser encostado não.
A Clary resolve correr atras do namorado que sumiu no final do livro anterior, e meio que se une ao Batman e ao Robin, para provocar maldades, tacar o terror no mundo e dominá-lo com demônios. Mas ela tem um plano!! Ou acha que tem... na verdade ela não tem, ela só quer ficar perto do namorado mesmo. Quem tem um plano na verdade é o Simon. Na verdade, quem tem um plano é o Magnus, mas como o plano não combina com a cor das calças dele, ele passou para o Simon, assim, se alguém se ferrar ele não desmancha o cabelo.
De novo, a autora deu espaço para o resto dos personagens, e um bom espaço por sinal, o que eu acho ótimo, por que movimentou muito a história.
Bom, até agora a série está boa, e me fazendo querer continuar a ler mais um livrinho para saber o que acontece. Desconfio que vou ficar triste quando a série terminar.
Hanna 07/07/2015minha estante
Essa série nunca vai acabar, porque ela sempre vai dar jeito de emendar alguma coisa com Fulano ou Ciclano aqui ou ali =T


Cris Paiva 07/07/2015minha estante
Então, eu fui fuçar e descobri que ela ja esta preparando mais uma com personagens novos. Realmente, enquanto estiver dando dinheiro, nunca vai acabar.


Hanna 07/07/2015minha estante
Da última vez que li a respeito, já tinha mais duas outras séries planejadas nesse universo, vê se pode! hahaha
E isso sem contar As Peças Infernais, que, pelo menos pra mim, tem protagonistas bem melhores que esse casalzinho aí...


Cris Paiva 07/07/2015minha estante
Deus te ouça! As Peças são os próximos da lista de leitura.


Anita 30/07/2015minha estante
de fato está na moda os autores quando veem que estão lucrando...não querem nunca acabar a série. Instrumentos mortais por ex...poderia ter acabado tranquilamente no livro 4....se ela mudasse um pouco o final...ñ precisaria ter outros livros. mas não reclamo, apesar de que pdoeria acabar sem problemas no 4, eu gostei muito do 5...o comecei achei com pouca ação, pouca movimentação... mas gostei mutio e eu gosto muito dos personagens...por vezes quero matar eles...mas é isso q faz a diferença vc se importa tanto com os personagens que quer bater, amar, socar eles ao mesmo tempo rsrsrs




Suellen 04/04/2017

Sebastian e Jace estão unidos. Não é possível matar um sem matar o outro. A clave não está ligando muito para isso, ela quer é destruir o inimigo, mas Clary não vai deixar isso acontecer de forma alguma.
Clary, imprudente como sempre, em nome do amor por Jace, toma uma decisão completamente questionável, e sua eficácia não é garantida, para tentar salvar Jace e separar ele do irmão, que por sinal tem sentimentos, mas muitos deles são bem estranhos.
Esse livro é cansativo. Você fica cansado da Clary e suas atitudes. Ela age como se não houvesse amanhã. Mas a melhor parte é a história dos outros personagens. Não tem como não ficar feliz por Izzy e Simon finalmente levar a sério seus sentimentos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



203 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |