Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


205 encontrados | exibindo 61 a 76
5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jana 20/11/2016

Os Instrumentos Mortais- Cidade das Almas Perdidas.
Esse foi um livro cheio de suspense e com batalhas que valeram a pena. Emocionante e surpreendente. Confesso que tive vontade de estrangular Clary em mais várias páginas.Mas no fim ela fez a coisa certa. E não podemos esquecer de certas cenas levemente picantes, mas de parar a respiração por alguns segundos.
comentários(0)comente



Rodrigojean 04/12/2017

ing e ang
lado bom e lado ruim,bom e mau.a historia e a continuacao do 4 livro mas precisamento do final,quem leu o 4 livro sabe do que estou falando,apesar da historia ter seus altos e baixos eu gostei e como um filme de 2 horas e 30 minutos de final mais ou menos nada acontece entao nos ultimos 30 minutos de filme tem toda a resolucao do problema,ou os acontecimentos que levaram ao final,a historia deste 5 volume e meio arrastada e o final nao e rapido demais,entao ficou na medida.
comentários(0)comente



Jenny 04/05/2015

Resenha: Cidade das Almas Perdidas (Cassandra Clare)
Essa resenha vai ser bem rapinha, pois, Cidade das Almas Perdidas é o quinto livro das saga dos Instrumentos Mortais, por isso, não tem muito o que falar sem ser spoilers.
Pra mim é segundo melhor livro da saga, atras apenas Cidade de Vidro.
O começo desse livro é bem chatinho, mas depois que começou a ficar bom eu não queria mais largar. Nesse livro em alguns momentos não acreditava que pudesse ter um "final feliz", mas depois a Cassandra dava essa esperança e nos arrancava novamente, tudo por conta do Sebastian.
Sebastian está muito macabro nesse livro, você nunca sabe quando ele está falando a verdade ou não, isso faz com que a gente meio que se "apaixone" ou tenha uma "quedinha" por ele, e devo confessar que ele é o me vilão favorito.
Assim como os anteriores o livro tem foco alternado entre os personagens, mas nesse livro é bem mais dividido que os outros, o que é muito bom, porque assim podemos acompanhar mais personagens, conhecer mais histórias.
Nesse livro foi explorados bastantes os casais Clary e Jace, Izzy e Simon, Maia e Jordan, Alec e Magnus.
Até agora, "essa segunda trilogia" ficou melhor que a primeira. Ela deixou algumas pontas soltas que espero que nas 532 páginas de Cidade do Fogo Celestial, ela consiga resolver tudo sem deixar a qualidade cair.
Estou com um certo medo e ansiedade de ler o próximo e último livro, pois tenho medo que acabe tudo sendo estragado, e ansiedade porque quero muito saber o final.

site: http://apenaseugarotadoblog.blogspot.com.br/2014/12/resenha-cidade-das-almas-perdidas.html
comentários(0)comente



Julio 23/08/2014

Clary está de mãos atadas, ferir Sebatian significa ferir Jace, e ela está disposta a desafiar o céu e o inferno para achar uma solução.

" Quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontra-lo, pode não ser mais o mesmo. "

A magia de Lilith, a mãe dos demônios, uniu Jace a Sebastian, sendo assim, tudo que ocorre a Sebastian também ocorre a Jace. A Clave está caçando os dois, e está disposta a qualquer coisa para impedir que Sebastian ameace a segurança do mundo, até mesmo matar Jace. Clary não vê solução a não ser burlar a lei. Com a ajuda de Simon, Izzy, Alec e Magnus ela vai a procura de uma arma que consiga quebrar o feitiço que uniu Jace a Sebastian, recorrendo até ao inimaginável.

" Era estranho como o mundo podia alterar seu eixo, tudo em que você sempre confiou podia se inverter de uma hora para outra. "

Sem saída, Clary se une a Sebastiam e um Jace transformado em fantoche, como se os planos de Sebastian fossem pelo bem de todos, para descobrir o plano deles e alertar aos outros. Sozinha ela passa a conviver com Sebastian, e vai adquirindo sua confiança, ou pelo menos achava que sim, conhece um pouco sobre os sentimentos de Sebastian sobre as coisas, e até sobre ela mesma.

" Lembrou-se de ter dito a Clary que não havia sentimento pior do que não confiar em quem amava; enganara-se. Ver as pessoas que amava com medo de você era bem pior. "

A história volta a ser mais centrada em Clary do que nos outros, sem deixar de lado as relações de Simon e Izzy, Magnus e Alec e a de Maia e Jordan, que encaram fases decisivas. Com um final surpreendente e até de cortar o coração, o livro te deixa com aquela sensação de estar perto de uma grande conclusão, e eu to com muito medo que acabe.

" — Eu me apaixonei por você — disse ele —, porque você é uma das pessoas mais corajosas que eu já conheci. Então, como poderia pedir que você deixasse de ser corajosa só porque a amo? "
comentários(0)comente



Rafael 25/06/2018

...
...
comentários(0)comente



Anna Maia @livrosdashesha 08/09/2019

Maravilhoso
Achei a narrativa desse livro um pouco mais lenta, mas, isso não significa que achei a história monótona ou chata, a leitura pra mim foi tão fluída quanto a dos outros livros.

Gostei da história seguir com um pouco mais de calma e até normalidade em certos pontos, assim temos a oportunidade de acompanhar os dramas pessoas de alguns personagens "secundários".

Adorei o crescimento dos personagens, muitos deles tiveram picos de coragem e se ofereceram para fazer grandes sacrifícios por amor.

É claro que nesse livro também tem uma batalha épica, confesso que foi a batalha que mais me deixou chocada até o momento.

Pra ser bem sincera tem muita coisa chocante nesse livro.

@livrosdashesha
comentários(0)comente



Kawan 27/02/2016

Uma alma a ser salva
Duas semanas depois dos acontecimentos de Cidade dos Anjos Caídos, Jace e Clary voltam a se encontrar, mas a magia do demônio Lilith liga Jace a Sebastian, fazendo com que ele esteja submisso aos planos malignos do irmão de Clary. Além disso, um não pode ser destruído sem que o outro também morra. Disposta a tudo para salvar o namorado, Clary se junta aos dois para encontrar uma maneira de separa-los e impedir Sebastian.
Com a derrota de Valentin, Sebastian toma a posição de vilão com planos ainda mais obscuros que o pai. Nesse volume nota-se que assim como o pai, ele tem sentimentos confusos e perversos em relação à Clary e Jace, uma mistura de amor, ódio e obsessão.
Simon, Isabelle, Alec, Magnus, Jordan e Maia formam a “equipe do bem”, enquanto Clary passa informações dos passos de Sebastian. Eles se articulam para desfazer a magia de Lilith.
Até esse volume a história tem sido ótima com suas reviravoltas, mitologias, citações bíblica. Mas incomoda o fato de no desfecho de cada livro algumas coisas se repetirem.
Cassandra Clare impressiona com sua capacidade de criar um universo paralelo ao da realidade e misturar os dois, alem de detalhar com precisão as personalidades dos personagens e seus envolvimentos. Para quem gosta de romance a saga também é um prato cheio, pois além de todos os conflitos envolvendo as batalhas, os planos de Sebastian e as conspirações demoníacas, os casais que se formaram nessa história têm muitas conflitos internos a serem superados para ficarem juntos.

Kawan Oliveira


site: https://www.facebook.com/kawanolivera/
comentários(0)comente



Ranor Victor 05/03/2019

Muito bom sofro
Achei o livro muito interessante, todos os acontecimentos e fatos ligados fazem sentido apesar dele ter partes que me intediaram outras compensaram bastante...
comentários(0)comente



Mateus Araújo 17/11/2015

Muita encheção de linguiça para chegar no que realmente interessa
Assim como o livro anterior, “Cidade dos Anjos Caídos”, a narrativa demorou muito para me instigar o que acabou prejudicando o rendimento da leitura e provocando várias pausas ao decorrer do processo por não mais me sentir conectado na saga. Até porque estamos no quinto livro da saga e é complicado manter o nível, né?

Eu vejo assim, a Cassandra Clare já nos mostrou muito do seu mundo não só nos livros anteriores dessa saga como também no spin-off “Peças Infernais” e também já nos apresentou (e muito bem) os personagens da saga, sendo assim fica realmente difícil nos entreter com alguma dessas duas coisas, né? Mas todo livro da saga começas com várias situações para dramatizar ainda mais os laços entre os personagens e isso me dá uma gastura...

Mas o livro não é tão ruim, tá? Com a Lilith “destruída” depois de uma intervenção corajosa do nosso maravilhoso Simon naquele ritual macabro para ressuscitar o Sebastian já estava meio esperançoso que finalmente tudo ia voltar a ser o que era antes, quase normal. Mas de alguma forma a mordida do Simon despertou parcialmente o cadáver do Sebastian e que por um deslize de todos, que evacuaram da cobertura e o deixaram apenas com Jace vigiando o corpo, acabou que o Sebastian fez uma macumba louca e uniu/possuiu o Jace e agora os dois são carne e unha, alma gêmeas, bate um coração...

E o foco desse livro é todo em tentar achar uma forma de saber onde está o Jace e de como (quando eles descobrirem o que aconteceu) tirar esse vínculo absurdo dele com o Sebastian. E é aí que entra toda aquela dramatização dos laços que eu falei, para enrolar a narrativa e não desenrolar a solução logo, porque tudo só vai se resolvendo nas últimas páginas, como sempre. Nós vemos a retomada de relacionamento da Maia com o Jordan, a busca do Alec de ter um relacionamento duradouro e efetivo com o Magnus (inclusive meu shipp, ninguém toca), a Clary arriscando Deus e o mundo para descobrir/resolver coisas que ela não tem todo conhecimento, Simon e Izzy... Já entenderam, né?

Mas enfim, o livro não é o melhor da saga, porque esse lugar está reservado para Cidade das Cinzas, mas não é um livro ruim. Você que ama os personagens com certeza vai acabar se perdendo no começo e gostando de todos os “draminhas” que ela meteu ali no começo para deixar a cereja do bolo por último, só eu que não tive muita paciência para isso no penúltimo livro da saga, mas a vida segue. Agora é correr para ler o último da saga e esperar um grande desfecho e rezar para todos os anjos que nenhum personagem favorito morra, né? E que tenha menos dramas, por favor!!
comentários(0)comente



Milinha 30/06/2016

Quando tudo parece ter voltado ao normal, Clary descobre que Jace desapareceu e que o demônio Lilith ligou Jace a Sebastian. Mas como vão poder machucar Sebastian sem causar danos em Jace? Será que Clary vai poder confiar nele? Essas e outras perguntas vão ser esclarecidas no quinto volume da série Os Instrumentos Mortais, onde Cassandra Clare une fantasia e românce sem fugir do foco principal do livro deixando as coisas obscuras e mistériosas pro mundo dos Caçadores de Sombras.
comentários(0)comente



Frede RV 27/08/2013

Profundo
Intenso, profundo e muitas reviravoltas nesse livro. Jace e Clary não conseguem sequer passar um tempo juntos pra algo abalar ambos e Jace voltar a se machucar, achar que ele não merece nada daquilo e muitas dúvidas em relação a ele mesmo, ele não enxergar como Clary e todos que amam ele o enxergam. Sebastian por um instante acreditei que ele pudesse mudar, mais ainda acho que ele é alguém muito solitário e faz oque faz por achar que poder vai mudar isso. Acreditaria que a Clary pudesse não desistir de tentar salvar o irmão apesar de tudo que ele está fazendo, acho que ele poderia merecer uma redenção. Tudo caminha pelo mesmo destino que o pai teve pelo visto. Não vejo a hora de sair o "Cidade do Fogo Celeste" próximo livro que da continuidade a essa saga, mais infelizmente só em 2014 :/
comentários(0)comente



"Ana Paula" 20/06/2014

"Não se pode trapacear a morte. No final ela reclama os seus."

Ha! Finalmente o quinto livro!
Quando terminei Cidade dos Anjos Caídos, fiquei muito curiosa, porque o final foi aquele tipo de final que faz vc se coçar de curiosidade, a autora deixou uma frase de efeito que me fez sonhar com que aconteceria neste livro! Ai, sem mais delongas - mesmo se que quisesse, não conseguiria deixar de lê-lo - eu fui correndo pegar meu quinto exemplar e sanar essa curiosidade.

Como a sinopse diz, Jace e Sebastian estão ligados... se um se cortar, o outro sangra. Fugiram juntos e Clary está desesperada atrás de Jace, o que ela não poderia prever era que, ao reencontrá-lo, encontrasse um Jace submisso e amigo de Sebastian. Claro que Clary e os demais Caçadores de Sombras, juntamente com Simon, não deixariam de lutar pelo amigo certo? Mas será que Jace ainda continua o mesmo? E se tudo o que ele mais temeu finalmente o tivesse vencido e está realmente seja sua versão melhorada?

Gente, sério, esse livro é um dos melhores da série, ação do início ao fim, dúvidas, mentiras, devoção e amor... muito amor! Neste volume conhecemos muito sobre Sebastian, a autora nos mostrou o verdadeiro Sebastian, o que ele é, o que pensa e o que quer. Eu adorei conhecê-lo tão profundamente, confesso que senti até uma pequena simpatia por ele, mas passou rápido, juro! rsrsrsrrsrs

Cassandra continua nos surpreendendo com sua narrativa em terceira pessoa, focando em todos os personagens. Temos muito de Simon, de Alec e Magnus, de Maia e Jordan de Izzy... claro que Clary e Jace também, os momentos que passam juntos, logo depois de Clary o encontrar, são momentos maravilhosos, tendo em vista que Jace não é o Jace, mas mesmo assim.... deu aquela dúvida de pensar: se eles não fossem Caçadores, eles seriam assim neh? rsrsrsrsrrsrsrs

Clary cresceu muito, deixou de ser aquela menininha coitadinha para realmente encarar os inimigos de frente. Adorei isso, estava me cansando da Clary com muita facilidade, e esse crescimento so me fez ficar mais encantada pela personagem. Simon tbm cresceu muito. Sua relação com Clary está mais firme, eles sabem o que são e o que sentem, o amor da amizade dos dois é incomparável!

Esta edição esta infinitamente melhor que a do quarto livro. Sim, encontrei alguns erros de revisão, mas não foram tantos e as letras não estavam apagadas. A capa segue o mesmo padrão dos demais livros, mas esta tbm não possui aqueles brilhos lindos. Os capítulos são um tanto longos, com títulos, seguindo a edição dos livros anteriores, as letras são de um tamanho confortável para a leitura.

Agora é só esperar o último livro neh? Como sempre, Cassandra terminou este livro com outra frase de impacto que me deixou desesperada pelo próximo volume! rsrsrsrrsrs
Super recomendo a leitura, vale muito a pena se apaixonar pelo mundo criado pela autora.

"Te amo como se amam certas coisas sombrias. - Pablo Neruda, "Soneto XVII"

site: http://www.lendoeesmaltando.com/2014/06/resenha-cidade-das-almas-perdidas-os.html
comentários(0)comente



Karina 29/06/2016

Resenha | Cidade das Almas Perdidas - Cassandra Clare - Livro 5
Diferente do quarto livro onde o foco era Simon, o quinto volta a ser Clary. Arriscaria dizer que este é o livro mais romântico da série dos Instrumentos Mortais. Já sei o que vão dizer: "Nota-se pela capa Karina" (rs). Isso porque diferente dos outros, agora o grande desafio de Clary Fray é recuperar o antigo Jace para sua própria vida.

No final do quarto livro descobrimos que Lilitih conseguiu completar sua magia ligando as vidas de Jace e Sebastian, logo ambos se tornam um ser dependente do outro, se um morrer o outro morre e o pior Sebastian controla Jace. Com a Clave ainda mais em evidência neste livro, Clary mais uma vez impulsiva vai atrás do que lhe convém indo contra todos para salvar seu amor. Logicamente ela não é a única desesperada para salvá-lo e os irmãos Lightwood entram na jogada. Suas histórias amorosas paralelas aos conflitos, também ocuparam as páginas de Cidade das almas perdidas.

Apesar de este ter sido o livro da série que demorei mais para ler, percebi que mesmo entre tantas idas e vindas conseguia manter o foco da leitura pois os acontecimentos eram dinâmicos, sempre tendo algo que prendia a atenção, causando curiosidade. Pegava-me dizendo várias vezes: "Não acredito que isso está acontecendo! Preciso terminar."

Mesmo o foco sendo o casal protagonista e a cópia infiel de Valentim, Alec também tem atitudes contraditórias por conta dos seus sentimentos e sua confusão interior acaba lhe custando caro ( Fãs Malec sei que vão odiar Camille ao final do livro). Magnus tem diversos momentos de tirar o fôlego do leitor. (Ficará com o coração acelerado por ele. Ahh Magnus Bane!) Neste livro também descobrimos suas origem, então fiquem ligados! Por outro lado Sizzy finalmente estará mais forte. Izzy finalmente deixa seu lado durão e mostra sua insegurança com o amor e fragilidade. Ela mostra como pode ser doce e apaixonante por dentro. Estou amando ainda mais Izzy depois disso. E Simon você tem minha admiração, você é simplesmente o melhor!

Concluindo "Cidade das Almas Perdidas" termina com muitos "porque" em aberto. Não quero dar ainda mais spoilers, mas nossos queridos personagem terão diversos problemas para resolver e situações para lidar no sexto e último livro da série. Alguns deles tem seus corações partidos, outros precisam revelar o que realmente sentem e tem aqueles que precisam encontrar uma maneira de conviver com as novas condições inesperadas.

O recado foi dado por Jonathan Christopher Morgenstern: Estou Chegando.
Cassandra Clare por faz isso conosco, em? Preciso avançar para o próximo livro, já!
#Recomendo
comentários(0)comente



I Love It Group 01/03/2016

Resenha de Raquel Muniz
O final do quarto livro nos deixou surpresos com o que aconteceu. Podem Jace e Sebastian serem aliados, agora? Tenho certeza que você se perguntou isso.

“Cidade das Almas Perdidas” retrata a aflição de Clary e a indecisão dela de não saber o que fazer com Jace. Após o que aconteceu no último livro com Lilith, ela descobriu que Jace e Sebastian estão ligados de uma maneira que é impossível de se desfazer, transformando Jace num servo do mal. Com isso, a Clave decide que deve destruir Sebastian e acabar com todos os problemas que ele está causando. Porém, isso apavora Clary e ela faz de tudo para eles não recorrerem a isso antes de achar uma maneira de separar Jace de Sebastian, pois, agora, matando um, o outro também morrerá.

Clary, Alec, Magnus, Isabelle e Simon vão atrás da solução para acabar com essa conexão perversa. Eles pedem ajuda às Irmãs de Ferro, à Rainha Celie e, até mesmo, à demônios. Clary fará de tudo para que consiga seu Jace de volta.

Será que eles vão descobrir alguma maneira de separar Jace e Sebastian? A Clave conseguirá esperar para matar Sebastian? Jace está virando mau ou é tudo influência do “irmão”?

Muitas coisas ainda estão por vir nessa história. Magias, traições, brigas, verdades, perigos e amor acontecerão nesse quinto e penúltimo livro da série. Prepare-se para o desenrolar da história e ver muita paixão nesse livro, você vai perceber como alguém realmente apaixonado faz de tudo pela pessoa amada.

“Ao lado de Clary, Jace respirou fundo. Ela girou para olhar. Havia uma mancha vermelha se espalhando na frente da camisa dele. Jace tocou a mancha com a mão; os dedos voltaram sangrentos. Somos ligados. Se cortá-lo, eu sangro. ”

site: https://www.iloveitgroup.com/resenhas/cidade-das-almas-perdidas-cassandra-clare
comentários(0)comente



205 encontrados | exibindo 61 a 76
5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 |