Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


223 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |


Tiago Henrique 23/09/2013

Clary vai ser feliz?
O segundo melhor volume da série(sendo o terceiro "Cidade de Vidro" o melhor na minha opinião).Cassandra conseguiu criar uma estrutura forte com esse livro,apesar de em algumas passagens a história se arrastar mais do que o necessário.O final do livro,compensa essas partes.Poxa Cassandra,bora deixar a Clary ser feliz né?Amor,suspense,e uma boa dose de humor fazem de 'Cidade das Almas Pedidas' um livro imperdível.Espero de verdade que em 'City of Heaven Fire' tudo termine de fato bem,porque,as perguntas e apostas estão altas,agora mais do que nunca !
comentários(0)comente



Ju Zanotti 24/09/2013

Spoiler de Cidades dos Anjos Caídos
Depois de terem que enfrentar Lilith no final de Cidade dos Anjos Caídos tudo indica que as coisas irão voltar ao normal. Pelo menos é o que Clary e seus amigos acreditam, o que eles não imaginam é que Sebastian fugiu e levou consigo Jace, agora eles precisam correr contra o tempo para encontrar os dois e impedir o plano de Sebastian, seja ele qual for. Mas nada é tão fácil assim, a Clave acredita que há assuntos mais importantes do que encontrar Jace e se encontrá-lo o mais fácil talvez seria matá-lo, já que ele e Sebastian compartilham uma estranha ligação em que se um for ferido ou morto o outro também passará pelo mesmo. E mais uma vez Clary e seus amigos terão que agir por conta própria. Será que Jace está bem? E porque Sebastian o teria levado? A nossa protagonista está disposta a responder estas perguntas e não irá desistir nem que para isso ela precise ficar cara a cara com o inimigo.

Talvez isso possa parecer até um pouco estranho, mas a verdade é que este livro apesar de ter um final surpreendente não é de maneira alguma o meu preferido da série. De alguma forma senti que Cassandra Clare não soube ser exatamente original. Identifiquei muitas referências a Harry Potter, coisa que antes eram apenas uma semelhança aqui e ali tornou-se mais visível e me aborreceu um pouco. No entanto, o livro tem um ritmo legal e não se mostra tão lento quanto o anterior. Como já disse milhões de vezes gosto muito da forma como Cassandra escreve, ela te faz mergulhar na história e ansiar por coisas boas, e apesar de você saber que tudo vai dar certo você passa a maioria do seu tempo de leitura prevendo que ela vai fazer algo que provavelmente irá cortar seu coração e deixá-lo em pedaços. Sim, isso acontece em Cidade das Almas Perdidas também.

“Ao lado de Clary, Jace respirou fundo. Ela girou para olhar. Havia uma mancha vermelha se espalhando na frente da camisa dele. Jace tocou a mancha com a mão; os dedos voltaram sangrentos. Somos ligados. Se cortá-lo, eu sangro.”
Algo que eu diria que não gostei de verdade nesta história é a forma como os personagens parecem ser fantoches. É claro que já era esperado que isso acontecesse com Jace, mas eu senti que a autora modificou mesmo que sutilmente a personalidade de Isabelle e Alec. Este segundo por sinal teve um final bem merecido na minha opinião, já que durante boa parte da narrativa eu tive uma imensa vontade de socá-lo, e apesar disso ele ainda é um dos meus personagens preferidos. Não sei se vocês se lembram, mas desde a primeira resenha da série eu digo que não sou muito fã do Simon, e acreditem ou não isso mudou nesse livro. Apesar disso, ainda acho que ele continua muito retraído. Ele precisa assumir sua força e condição de vez, espero sinceramente que isso aconteça no próximo livro.

Reservo aqui um parágrafo especial para falar de Clary e Sebastian. Ela na minha opinião continua sendo chata e impulsiva, não sei muito bem porque mas nunca me simpatizei com a Clary. Já Sebastian (Jonathan Morgenstern) é um personagem muito forte, sinistro e misterioso. Senti uma certa sensibilidade no personagem. Sim, vocês conseguem acreditar nisso? Isso me fez desejar que talvez ele tivesse algum tipo de salvação, mas nem tudo são flores e ele com certeza não é. Eu não sei, mas posso dizer que me simpatizei com ele e até o achei mais bem construído que Jace, enfim estou In Love Sebastian, mas não se esqueçam ele ainda é insano.

O que chamou bastante atenção e é um grande ponto positivo do livro é a forma como Cassandra Clare consegue usar e abusar de todos os personagens mesmo eles não estando todos realmente ligados. Ela pula de uma situação para outra sem nos deixar confusos. O enredo é muito bem construído e não preciso dizer que a autora sabe escrever coisas impactantes. Ela me deixa de cara no chão a cada novo livro, ou seja ela é má muito má! Para vocês terem uma noção eu não consegui desgrudar do livro nem enquanto andava pela rua, resultado ela quase me matou varias vezes. Eu não posso sinceramente dizer que este livro não é bom, ele com certeza me surpreendeu no fim e compensou toda a irritação que passei. Aconselho a leitura com certeza, mas lembrem-se é uma série e você com certeza vai levar vários sustos com ela.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lara 13/10/2013

Resenha no meu blog, acesse o link!

site: http://www.whoisllara.com/2013/10/cidade-das-almas-perdidas-os.html
comentários(0)comente



S. Entre Amigas 14/10/2013

Cidade das Almas Perdidas
Cidade das Almas Perdidas começa exatamente onde o seu antecessor acabou. Todos estão a procura de Jace e Sebastian (JONATHAN MORGENSTERN), que estão desaparecidos desde os acontecimentos com Lilith. Depois de semanas de busca incessante, a CLAVE decide que o melhor a se fazer é diminuir a prioridade do caso, porém Calry, Alec, Isabelle e Magnus não estão dispostos a acatar tudo o que a Clave diz.

Para complicar ainda mais, eles descobrem que a magia de Lilith ligou os dois, e que é impossível machucar um sem afetar o outro. Enquanto o grupo tenta negociar com Demônios super poderosos, a Rainha Seelie e com as Irmãs de Ferro, Clary que não acha que as negociações são suficiente, decide que irá tentar resolver tudo da sua maneira, colocando sua própria vida em risco.

Depois de muito tempo de espera, finalmente coloquei as mãos no meu exemplar que a editora Galera Record me mandou, e tudo o que eu tenho a dizer é: A ESPERA VALEU A PENA.

Tia Cassie não deixou nada a desejar nesse livro. Ainda é possível encontrar aquela leitura aconchegante e direta, seus toques de humor, uma história muito bem construída e no final, aquele gostinho de quero mais.

A obra nos faz (pelo menos me fez) rever nossos pensamentos sobre seu antecessor, e perceber que todas os acontecimentos de Cidade dos Anjos Caídos, todos os parenteses abertos foram muito bem pensados e contam com uma continuação impecável nesse livro.

Como era de se esperar, também temos um banho de informações: novos personagens, segredos, mistérios, novos acontecimentos a cada página virada.

Obviamente o livro se foca principalmente no trio Jace, Sebastian E Clary. Mas mesmo assim ainda há espaço para o crescimento de alguns personagens, como Jocelin, Maia e Jordan, que estão finalmente superando aquelas barreiras construídas no passado, e também damos uma viajada para o lado mais romântico de Magnus e Alec, entendo um pouco mais sobre a relação dos dois.

Cassandra faz questão de deixar o clima de fim de saga bem evidente, nos deixando apreensivos do começo ao fim dessa aventura.

O livro ainda trás algo que todos os fãs da série estavam esperando há algum tempo: a carta escrita por Jace para Clary após a noite juntos em Ídris.

O único ponto negativo que eu preciso citar não é nenhuma novidade. O descaso da editora com o livro. Mesmo errando em todos os anteriores, a editora continua deixando muitos erros passarem despercebidos pela revisão e em diversas páginas contamos com falhas na impressão.

O livro definitivamente leva cinco corações, o título de 2º melhor livro da saga, ficando atrás somente de Cidade de Vidro e a minha recomendação.
comentários(0)comente



Patrícia 17/10/2013

Mix Literário
Lembram quando eu disse que “Cidade dos Anjos Caídos” tinha sido o melhor livro da série? Que dentre todos já lançados ele superava os demais, isso simplesmente por que em todos os livros nossa querida Cassandra consegue superar sua escrita e os deixar cada vez melhor? Ela sabe dosar mistério, romance e ação como ninguém.

Depois do final arrebatador de “Cidade dos Anjos Caídos”, fiquei me perguntado se conseguiria segurar a ansiedade e aguardar o lançamento do próximo ou se correria atrás para ler logo, mas o receio falou mais alto, acalmei meu pobre coração (coração de leitor sofre, minha gente, e muito!) e aguardei o lançamento. Aí veio a grande questão: O que esperar de “Cidade das Almas Perdidas”? Lá vem o pobre coração sofredor de novo, o que esta “maldosa” escritora fará com ele?

Mas uma vez ela se superou. Quando Jace e Clary se encontram ela fica assombrada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian e que Jace já não é tão Jace assim; dessa forma a Clave decide destruir Sebastian, só que não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary entra em desespero e a única maneira de tentar salvar seu grande amor é contando com a ajuda de seus amigos. A grande dúvida é: Ele ainda pode ser salvo? Ou tudo está perdido?

Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas, era tudo o que enxergava nesse livro, a cada virada de página eu não sabia em quem acreditar - Jace do mal? Sebastian, um irmão amoroso e dedicado? Cassandra me torturou praticamente até as ultimas páginas e não pense que tudo termina lindo e perfeito; muita água rola de baixo da ponte e uma grande guerra se aproxima.

Simon é novamente o grande elo e peça fundamental para o desenrolar dos acontecimentos. Alec, Magnus e Isabelle, como também os lobisomens Maia e Jordan também são peças indispensáveis.

Não tem como negar: Cassandra consegue evolui tão bem em sua escrita de um livro para outro que novamente fiquei presa ao seu mundo. Escrita mágica e personagens envolventes, uma receita perfeita para um livro ma-ra-vi-lho-so!!!

Sem mais palavras para descrever o prazer que foi essa leitura.

Boa Leitura a todos!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



AndyinhA 20/10/2013

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Voltemos para mais um livro da série. Ainda quero entender o porquê da autora arrastar tanto o drama Clary e Jace. Quando a série tinha três livros, eu até entendia o motivo, afinal o drama só foi revelado no meio do terceiro e como aquele era o final, a gente ia imaginar o 'e viveram felizes para sempre...', mas agora com mais três livros, ficamos no mesmo chove não molha de antes e isso me deixa bem chateada. Pois as cenas e os dilemas andam se repetindo e muito sobre o casal.

A vantagem disso é que eu consegui focar nos outros personagens. Não que antes eu os odiasse ou qualquer coisa assim, mas o casal sempre me chamava mais atenção. Mas nesse livro eu me esqueci deles e me foquei no quarteto - Simon, Izzy, Maya e Jordan. Claro que tem outros personagens interessantes, mas temos spoilers, aí não posso fofocar muito sobre.

Simon com certeza é o grande personagem dessa segunda parte da trilogia, ele cresceu e a história em volta dele também está bem mais interessante e amarrando muitas coisas, acho que ele deixou de ser aquele menino bobo apaixonado pela Clary que foi arrastado para esse mundo no início e começa assumir um posto de liderança, muitas coisas estão focadas nele agora e por mais que ainda dê umas bobeadas (algumas), entendo que ele está no processo, no próximo livro imagino que teremos um bom final para ele.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2013/09/poison-books-cidade-das-almas-perdidas.html
comentários(0)comente



Mandy 24/10/2013

Cidade das Almas Perdidas
Para quem já leu “Cidade das Almas Perdidas” acho que “OMG” é descrição suficiente para uma resenha!!! Haha

Nesse quinto livro da nossa amada série, Cassandra Clare continua nos abarrotando com suas teorias e nos deixando cada vez mais perdidos. Sério. A trama criada pela autora é tão perfeita que você pensa que conseguiu solucionar os mistérios e desvendar os segredos do livro anterior e de repente ela mostra que você estava enganado e ainda coloca novos segredos e dúvidas na sua cabeça!

O final de “Cidade dos Anjos Caídos” foi espetacular, mas surtei até poder ler a continuação. Em “Cidade das Almas Perdidas” tudo muda! Após encontrarem Jace e descobrir que ele está terrivelmente ligado a Sebastian, a Clave precisa procurar outros meios para destruir o filho de Valentin se não Jace também morrerá. Mas será que a Clave se importa com a vida de Jace?

Clary, Simon, Alec, Isabelle e Magnus precisam encontrar uma forma de salvar Jace e deter Sebastian. Além disso, Clary está preocupada com Jace, ele está diferente, quebrado. E esse novo Jace pode acabar afastando-a cada vez mais. Será que ela está disposta a fazer qualquer coisa por Jace, mesmo quando o preço é demasiado alto a pagar?

Que Sebastian é mau todo mundo sabe. Mas confesso que ele é um personagem tão interessante que não consigo desgostar dele totalmente. Simon continua se destacando cada vez mais. Ele sempre nos mantem rindo com seu humor sarcástico e a inteligência voraz. Além dele, outro que sempre nos mantem rindo — seja porque ele é engraçado ou porque simplesmente somos apaixonadas por ele — é Magnus. Ele e Alec têm um bom destaque nesse livro, mesmo que Alec esteja sendo um idiota.

Definitivamente esse livro é uma injeção de adrenalina. Os perigos não param e os riscos são cada vez mais altos. A destruição parece ser inexorável e a força do amor cada vez mais intensa. Com uma das narrações mais sombrias da série, Cidade das Almas Perdidas entrou para a listinha dos favoritos. E se você ainda não comprou o seu, corra até a livraria mais próxima!!!


site: http://the-sook.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lari 15/12/2013

Claire, Jace, Simon, Valentin
demais
comentários(0)comente



Juh Sutti 21/12/2013

Intenso!
Amo essa série, vocês sabem. O mundo criado por Cassandra Clare é incrível, sempre consigo me ambientar facilmente. A narrativa direta e sombria também me agrada bastante, ainda que nesse livro eu tenha demorado um pouco para me conectar, achei o início um tanto quanto parado (por cinco as quatro estrelas e meia).

O final do quarto livro me deixou roendo as unhas de ansiedade, quando eu acho que Cassandra Clare não vai ter nada melhor para criar, ela vem e mostra que é realmente boa no que faz.

Os personagens são um show a parte, adoro a forma como eles se encaixam perfeitamente. Clary continua fazendo as coisas praticamente sozinha, tomando decisões sem consultar os demais, mas ainda assim eu adoro a personagem. Sua coragem e amor são fortes demais, até mesmo ela não consegue controlar de forma sensata esses sentimentos. Jace me irritou profundamente, nesse livro eu queria socá-lo! Sim, eu sei que ele não estava sendo ele mesmo, mas vê-lo dessa forma de me deixou maluca. A intenção da autora era essa, não tenho dúvidas, tanto é que uma determinada cena (que não digo qual, pois seria spoiler) me deixou com o coração na mão.

“Pois frequentemente, quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo.”

Simon cresce a cada livro, se no início eu não gostava do personagem, agora sou completamente fã. Alec, Isabelle e Magnus (amor por Magnus *.*) também brilham, gosto de ver que apesar dos problemas intensos, dos momentos difíceis Cassandra Clare ainda consegue explorar o romance, acredito que no próximo livro teremos uma boa dose de Alec e Magnus.

Não posso deixar citar Sebastian, ele é um vilão ainda melhor do que Valentim foi, ele é realmente mal. Mas, ao mesmo tempo ele tem um resquício de humanidade e sentimento, principalmente em relação à Clary, ele é obcecado pela irmã.

“Deus sabe que somos todos atraídos pelo que é lindo e quebrado; eu já fui, mas algumas pessoas não têm conserto. Ou, se têm, é somente através de amor e sacrifício tão grande que destrói aquele que dá.”

O foco da trama, para mim, foi o amor, seja aos amigos, à família, entre casais ou ao poder. Tudo é baseado nisso, na forma como cada um utiliza esse amor. O clima é sombrio e intenso, e apesar de as cenas efetivas de ação só acontecerem quase no final do livro, foi uma leitura bem eletrizante (tirando o começo que achei um pouco sonolento). Tudo caminha para um final bombástico, cheio de perdas e lamentações. Estou mais do que ansiosa para ter o último livro (*chora*) em mãos. City of Heavenly Fire será lançado no ano que vem!

Se você ainda não começou a ler essa série, não perca tempo! LEIA AGORA!

site: http://www.livroseblablabla.com/
comentários(0)comente



223 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |