Cidade das Almas Perdidas

Cidade das Almas Perdidas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Almas Perdidas


223 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


kai! 27/03/2020

Mostra lado incrível de Izzy que precisava conhecer para me apaixonar de vez por ela
comentários(0)comente



Lare 26/03/2020

Tirado de um blog
Nenhum homem escolhe o mal porque é o mal. Ele apenas o confunde com felicidade,o bem que procura."

Como eu disse na resenha passada, o final de Cidade dos Anjos Caídos é simplesmente torturante, você fica desesperado para saber o que vai acontecer em seguida, mas o mistério em Cidade das Almas perdidas não dura muito tempo. Logo nos primeiros capítulos já descobrimos o paradeiro de Jace e o que realmente aconteceu com ele, mas é ai que o desespero do leitor começa novamente. O feitiço de Lilith ligou Jace a Sebastian, não se pode ferir um sem machucar o outro, ou seja, matar Sebastian significa matar Jace também.
Mas ninguém esta disposto a abrir mão de Jace tão facilmente. Bom, ninguém é muita gente, a Clave esta disposta a tudo para parar a ameaça iminente que o filho de Valentim se tornou, e se para isso Jace precisa morrer, é um preço que eles estão dispostos a pagar. Mas Clary, Isabelle,Alec, Magnus e Simon não vão desistiu facilmente, principalmente Clary, que não abandonará o seu amor, não antes ir até as ultimas consequências para tentar resgatá-lo de sua prisão sem grades.
Enquanto o nosso "time do bem" luta para encontrar alguma solução para separar Jace e Sebastian, os dois estão em um apartamento, isolado do mundo, na verdade, localizado em uma outra dimensão, e é por esse meio, que viajam o mundo, tramando qual será o próximo passo para a extinção da raça Nephilin.
Depois que o sangue de Jace foi usado para trazer Sebastian de volta a vida, ambos estão ligados, mas o problema não é apenas a ligação que existe entre eles que não permite ferir um sem machucar o outro. O real problema é que esta ligação esta distorcendo os pensamentos e o discernimento de Jace, e o transformando em uma marionete controlada por Sebastian, que o usa para ajudar em seus planos malignos. Este "novo" Jace é alguém totalmente diferente, que acredita fielmente em tudo que Valentim e Sebastian acreditam, mas nos sabemos que o amor de Clary é incondicional, e ela vai ir até as ultimas consequências, e se agarrar até a ultima esperança para tentar trazer o antigo Jace de volta, nem que para isso, ela mesma precise se juntar a Sebastian.

?Ao lado de Clary, Jace respirou fundo. Ela girou para olhar. Havia uma mancha vermelha se espalhando na frente da camisa dele. Jace tocou a mancha com a mão; os dedos voltaram sangrentos. Somos ligados. Se cortá-lo, eu sangro.?

O incrível neste livro é que conhecemos Sebastian (ou Jonathan,seu verdadeiro nome), e o que surpreende o leitor é o fato de que ele é um personagem tão complexo, que mesmo sendo o vilão, é impossível não gostar dele. Logo no começo da leitura você pensa: "Poxa, ele é apenas incompreendido, alguém muito sofrido." Mas aos poucos o leitor acaba percebendo que ele é ainda mais perverso do que todos imaginavam, e mesmo assim, é impossível odiá-lo completamente, ele faz parte do grupo de vilões que você é obrigado a respeitar e até mesmo admirar, mas Valentim era um vilão melhor, pois ele tinha o poder de trazer a tona a raiva e o ódio, coisa que Sebastian não faz tão bem, já que em vários momentos você se pega com pena dele.
Jace também esta muito melhor "possuído", do que com aquela personalidade deprimida que ele nos mostrou em Cidade dos Anjos caídos. Jace controlado por Sebastian trás de volta o super ego, as falas engraçadas,a ironia e o bom humor do velho Jace,que são exatamente as características que nos fizeram ama-lo logo no primeiro livro, e que,infelizmente, se perder quase que totalmente durante o decorrer da historia.tirsdo
(Juro, chegou um momento em que eu estava torcendo que ele continuasse possuído.)

Também temos um novo casal, que enfim, esta se tornando um casal realmente. Siiim, estou falando de Sizzy (Simon+Izzy). Bem, isso não é realmente um spoiler né? acho que a maioria já imaginava que isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde, mas é muito bonitinho o relacionamento dos dois. Também temos um casal em crise. Pois é, Malec esta em crise do inicio ao fim do livro,já que Alec esta inseguro com a imortalidade de Magnus e o seu inevitável envelhecimento, mas mesmo assim, quando estão juntos, não tem para qualquer outro casal.
Cassandra Clare continua tentando introduzir os lobisomens na historia também. Digo tentando, pois até agora eu não entendi muito bem qual é a finalidade de Maia e Jordan e do tal Praetos Lupos.
O ponto alto deste livro é crescimento de alguns personagens, como Simon e Clary,que mostram para que realmente vieram. Principalmente a Clary, que abandonou totalmente a pose de donzela em perigo para se tornar uma guerreira destemida, que vai até as ultimas consequências para salvar quem ama. E verdade seja dita, todas as decisões que ela toma para salvar Jace é de deixar o leitor de boca aberta e torcer ainda mais pelo casal.
O relacionamento Sebastian e Clary é algo que foi desenvolvido, eles passam algum tempo junto, e mesmo que ela esteja convivendo com ele contra gosto,um certo intendimento entre eles acontece. O ruim é que novamente a questão do incesto é trazida a tona. Cassie Clare trouxe esse drama nos primeiros livros, mas foi aceitável, já que o leitor ainda tinha aquela duvida sobre a veracidade dos fatos, mas isso foi  novamente introduzido neste livro, mas agora de forma verdadeira,dando a entender que Sebastian deseja Clary como mulher, e não apenas como irmã. Não foi legal, definitivamente.
Sim, acho que posso afirmar que neste livro o protagonista é sim o Sebastian, e eu senti muita falta do meu Jace, apesar de ele estar presente, mas nunca como o personagem central da trama.
No quesito escrita, desenvolvimento e trama, eu não tenho nada a reclamar, Cassandra Clare é um gênio, ponto final, apesar de alguns pontos não me agradarem tanto, mas ela sempre "amara" muito bem a trama, com certeza explicações para todos esses porquês ainda estão por vir.
O que realmente me deixa indignada é a revisão dos livros desta serie, que é pessima, chega ao ponto de trocarem os nomes dos personagens, é bem chato isso, e quase um pecado, pois essa serie é simplesmente fantástica. No mais, este livro segue o padrão dos anteriores, uma diagramação simples, folhas amareladas e uma fonte bem agradável para a leitura, a capa é maravilhosa, a mais bonita de toda a serie.
comentários(0)comente



Ursula 25/03/2020

Intenso, mas irritou em alguns momentos
Muitas coisas acontecendo. Novamente Jace possuído, não é mais o mesmo e Clare descarta qualquer vida ou missão ao redor para salvar Jace. Muitos casais se formando, os personagens amadurecem, mas tanto romance atrapalhou em alguns momentos. Vou iniciar o último livro dessa série, espero que o desfecho me surpreenda positivamente.
comentários(0)comente



Rebekah 25/03/2020

Os primeiros livros são bons, mas depois tudo parece um ciclo vicioso, a mesma história sempre, um se sacrifica pelo outro agindo sozinho e no final "ah juntos somos mais forte, pq nosso amor foi escrito nas estrelas"
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Maria 13/03/2020

Cidade das almas perdidas
Maravilhoso
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thamih 25/02/2020

Melhor que o anterior
Com menos lenga-lenga que o anterior, tem mais ação e eventos interessantes
comentários(0)comente



Dracio 22/02/2020

Cidade das Almas Perdidas
Olá pessoal, para vocês quê iram ler sobre está resenha já lhes adianto, o livro em si é muito bom, entretanto algumas partes do mesmo se tornam monótonas. A princípio o livro - Cidade das Almas Perdidas -, se torna algo mais interessante ao decorrer da trama.
Os pontos positivos são quê ; O enredo dos personagens estão cada vez mais desenvolvidos, a forma como os mesmo se relacionam com o ambiente, o conhecimento sobre novas palavras ( Para quem nunca as leu é claro :D).

Pontos Negativos ; Em alguns momentos da história algo mais emocionante poderia ser feito, como exemplo - Alerta de um pequeno espoiler - quando Clarissa têm informações e não comunica Simon, mesmo com um instrumento fantástico.

Esses foram os meus pontos de vista sobre este livro, espero quê tenham gostado e boa leitura a todos. Recomendo muito esta leitura, pois irá te fazer viajar entre o mundo da magia. Beijooos
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Henrique 16/02/2020

Depois da mancada que a Cassandra Clare bolou em Cidade dos Anjos Caídos, com um enredo sem pé nem cabeça, dramas dignos de Riverdale e tramas que no final mostraram que o livro simplesmente não desenvolve NADA desde Cidade de Vidro, a Cassandra Clare fez o que os fãs gostam de ler: fantasia.
Acho que nada nesse mundo vai ser melhor que o terceiro livro dessa saga, mas ela conseguiu nos fazer sentir um gostinho do que a primeira trilogia da saga foi, cheia de reviravoltas, criaturas mágicas e romances que de fato ajudam a desenvolver os personagens e o enredo. Eu sou daqueles que não gostaram da ideia de criar uma segunda trilogia pra TMI e, para mim, tudo poderia ter sido resolvido em Cidade de Vidro, mas esse quinto livro conseguiu mostrar o que ela realmente quer nos entregar nessa reta final, além de mostrar o potencial do novo vilão, que consegue demonstrar muito mais destreza, sangue frio e habilidades do que Valentim, começando pelo fato de trazer para seu lado justamente Jace, um elo forte dos bonzinhos.
Esse livro funciona muito bem em desenvolver os personagens secundários e os casais (Simon e Isabelle, Maia e Jordan, Magnus e Alec) e consegue ficar horrível quando foca na Clary e no Jace, o casal mais sem sal das sagas juvenis. Mas o livro entrega boas cenas de batalhas pra quem gosta e com todos os personagens na ação, diferentes de certos livros de fantasia que tentam resolver as coisas na base da conversa e não usar magia (cof cof A Arma Escarlate). Esse livro me deu uma vontadezinha de terminar a saga, bora!
comentários(0)comente



Maiara W 12/02/2020

Adoro esse mundo
Cassandra Clare é fantástica, criou um mundo onde dá vontade de fazer parte.
comentários(0)comente



Luana 06/02/2020

"Nunca houve volta", disse ela. "Não com você". - Clary

”Sebastian nunca faz nada somente por diversão.” Jace tomou as mãos de Clary e a puxou em sua direção. “Mas eu faço.” - Jace

“Não é como uma facada da qual você pode me proteger. São milhões de pequenos cortes todos os dias.” - Alec

“Você tem crueldade em seus ossos e gelo em seu coração, Clarissa. Não me diga algo diferente.” — Sebastian Morgenstern

“Um livro não lido é sempre mais emocionante do que um livro memorizado.” - Camille

“Esse é o problema de conhecer alguém tão bem, ela pensou. É muito difícil fingir ou ignorar quando eles estavam fingindo, mesmo quando isso era mais fácil.” - Maia

O que ela queria era beijá-lo até perder a noção de tempo e espaço e localização, como ela tinha feito no barco - queria beijá-lo até esquecer quem ela era e porque estava ali. Ela queria usá-lo como uma droga.
Mas isso era uma idéia muito ruim. - Clary

"Eu faria quase qualque coisa por você." Simon disse calmamente. "Eu morreria por você. Você sabe disso."Mas eu poderia matar alguém, alguém inocente? Que tal um monte de vidas inocentes? Que tal o mundo inteiro? É realmente amor pedir para alguém escolher entre toda a vida no planeta ou a sua? Isso é... eu não sei, isso é uma forma moral de amor afinal?"
"O amor não é moral ou imoral", disse Clary. "Ele simplismente é."

"Sanque não é amor", disse Magnus, com a voz amargurada. "Pergunte a Clary." — Magnus Bane

“Eu não me importo,” Clary disse. “Ele o faria por mim. Diga que ele não o faria. Se eu estivesse desaparecida-”
“Ele colocaria o mundo todo a baixo até que ele pudesse arrancar você das cinzas, eu sei." Alec disse.”

"Eu sempre confiei em poucas pessoas na minha vida. Confiança real. Minha mãe, Alec, Jace, e Max. Eu já perdi um deles. E Clary é a única razão para eu não ter perdido outro." — Isabelle

“Ah”, disse Magnus. “O amor Nerd. É uma coisa bonita, além de ser um objeto de zombaria e alegria para aqueles de nós que são mais sofisticados ”

“Eu não quero ser Nefilim”, disse Jace. “Eu quero ser alguma outra coisa. Mais forte, mais rápido, melhor do que humano. Mas diferente. Não subserviente às Leis de um anjo que não poderia se importar menos sobre nós. Livre”, ele passou a mão através de um cacho do cabelo dela. “Estou feliz agora, Clary. Isso faz diferença?”
“Eu achava que nós éramos felizes juntos”, Clary disse.
“Eu sempre fui feliz com você”, ele disse. “Mas, eu nunca achei que merecia.”
“E agora o que você acha?”
“E agora aquele sentimento foi embora”, ele disse. “Tudo que eu sei é que eu te amo. E pela primeira vez, isso é bom o suficiente.”

“Preto para a caça durante a noite.
Branco é a cor para tristeza e morte.
Ouro para uma noiva em seu vestido de casamento.
E vermelho para produzir encantamento."

“Ela se lembrou da voz de Jace: Eu não quero ninguém mais além de você.” - Clary

“ Há algo interessante sobre a idéia,“ ele disse. “De perder todo o seu controle. Você não acha?” — Jace

“Ela olhou em volta. Eles tinham se afastado da margem do canal.
“ Estamos roubando esse barco?”
“ 'Roubando' é uma expressão muito feia,“ ele refletiu.
“ Então, como você prefere?”
Ele a levantou e a girou em volta antes de colocá-la no chão.
“ Um caso extremo de empréstimo.” — Clary e Jace

“Eu pensei que você estivesse morto”, ela continuou. “Eu vi você cair, e … pensei que você estivesse morto.”
Simon a deixou segurá-lo, apoiando-se com as mãos. Ele percebeu que estava torto, como um navio com um furo na lateral, e tentou não se mexer. Estava com medo de que se o fizesse, cairia.
“Eu estou morto.”
“Eu sei”, Izzy estalou. “Eu quis dizer, mais morto do que de costume.”

“Como você pode ter o coração partido e ser feliz ao mesmo tempo?”
- Clary

“eu estarei de volta, cinco minutos’
Tinha sido a ultima coisa que ela tinha dito ao garoto que amava mais do que qualquer outra coisa no mundo. Agora, ela pensava que essa poderia ser a ultima coisa que teria dito a ele.” - Clary

"Ela o sentiu virar a cabeça e beijar levemente seu cabelo.
"Eu realmente não queria que você não estivesse usando esse suéter", ele murmurou em seu ouvido.
"É uma boa prática pra você", ela respondeu, movendo os lábios contra a sua pele. "Amanhã, meias arrastão."
Encostado ao seu lado, acolhedor e familiar, ela o sentiu rir.
comentários(0)comente



Samara 04/02/2020

Adorei
Amei, mas sempre fico triste por Sebastian.
comentários(0)comente



Matheus 29/01/2020

Péssimo
Se não fosse pelo final, esse livro não teria salvação; e se eu já não tivesse comprado o último livro eu teria desistido aqui de Instrumentos Mortais.
A Clary tava mais insuportável nesse livro do que nos outros, a todo momento era aquilo de querer salvar o Jace e viver o romance deles e ficar chorando pelos cantos por causa de MACHO. Ela arriscou a vida dela muitas vezes por causa dele, descordei literalmente de todas as atitudes que ela tomou nesse livro, é muita falta de noção.
Quanto mais eu penso, menos consigo exergar a utilidade desse livro. Foi quase 75% cena de casal, e sinceramente, estamos no quinto livro, esse tipo de cena poderia ter sido reduzida pra poder dinamizar a trama. Inclusive pulei muitas delas e não fez diferença alguma, extremamente supérfluas.
O que me fez dar 2 estrelas foi: Sebastian. Acredito que a própria Cassandra escreveu esse livro pra desenvolvê-lo. Ele é a personificação do mal, e ver até onde ele pode chegar com a sua crueldade é incrivelmente bom, realmente me impressionou.
Porém muito do livro é descartável de verdade, e só ficou interessante e frenético no final da segunda parte. Poderia ter tido mais elementos que deixassem a trama mais recheada, elementos INTERESSANTES, e não um núcleo chato como aquele da Maia e Jordan, que não adicionou em nada. Não sei como a série vai terminar e até que to curioso, mas esse livro me brochou muito.
comentários(0)comente



223 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |