Refúgio

Refúgio Harlan Coben




Resenhas - Refúgio


110 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Desi Gusson 09/09/2012

'Supermistério' x 'Superego'
Pra começo de conversa, eu não sabia que Refugio poderia ser tomado como continuação da série do Myron Bolitar. O que eu sabia é que o protagonista, Mickey, já havia aparecido em Alta Tensão, mas acreditei que essa seria uma nova série e que portanto não teria problemas em começar a ler por esse.

De qualquer forma há sim pequenos spoilers dos livros anteriores, porém não encontrei nenhum buraco nas informações nem dificuldade em captar a estória. Acho que vai de cada leitor escolher se topa ler Refúgio antes da série do Myron.

Tudo nesse livro se traduz em mistério.
Seja ele grande ou pequeno, com respostas boas, ruins ou nenhuma, cada canto de Refúgio tem um enigma a ser desvendado e o moleq digo, Mickey, está mais que disposto a isso!

Ok, Mickey foi um ponto baixo da estória para mim. Como qualquer adolescente ele tem uma mente inquieta, mas como estamos dentro da cabeça dele a narrativa inteira, as divagações ficam cansativas. Sério, entendo que o garoto é um investigador nato, mas a lenga lenga sarcástica me fez desejar uma narrativa em 3ª pessoa.

Ainda falando do Mickey e de como ele poderia ser um mocinho melhor: o menino é grande, alto pra caramba e tem um ego duas vezes maior que ele. Sempre que tem uma chance, começa a discorrer sobre suas qualidades, habilidades e companhia com uma falta modéstia. Tipo: não que eu esteja me gabando, mas sou phoda, sabe? Só estou dizendo
Se isso já é irritante no nosso cotidiano, imagine no nosso protagonista!

MAS, pelo menos, os personagens coadjuvantes são um verdadeiro backup team! Não só no enredo, Ema e Colherada salvam o livro do Mickey e deixam tudo mais leve e divertido com suas tiradas sarcásticas ou muito inocentes. Sua vontade de solucionar os mistérios, principalmente a coragem de se envolver neles, me fez admirar essa dupla. Sério, as coisas que Mickey tem de enfrentar são no mínimo muito perigosas e até meio sinistras.

Enfim, é difícil achar amigos que topem invadir a casa de uma velha medonha no meio da noite. Ema e Colherada merecem todo o crédito por na verdade se candidatarem a fazer isso!

Tive certa dificuldade em engrenar a leitura de Refúgio por ser um gênero a que não me dedico muito. Acho válido sairmos da nossa zona de conforto, seja ela qual for, sempre que possível. Essa zona pode dizer muito sobre a personalidade de uma pessoa, mas viver só nela nos deixa preguiçosos e meio inúteis, intelectualmente falando.

Bem, essa é a opinião de alguém que acredita na expansão da mente como forma de evolução, se você não concorda, tudo bem. Só se lembre disso quando estiver entediado de fazer as mesmas coisas de novo e de novo e de novo

Refúgio é um livro gostoso de ler, bom para passar o tempo e pensar um pouco. É impossível não ficar nem um pouco curioso com o final e com o que vem depois, em Seconds Away. Muitos ganchos e perguntas sem respostas ficam esperando o próximo livro, mas, ao contrário de muita gente, não achei isso frustrante. Pelo contrário, só serviu para me deixar ainda mais curiosa!

Recomendo Refúgio para fãs do Harlan que gostam de uma pegada mais Young Adult e para fãs de Young Adult que estejam atrás de uma coisa diferente e de qualidade!

Para essa e outras resenhas na íntegra, acesse:
www.desigusson.com
Valéria 18/09/2012minha estante
Vou ser sincera, eu sou fã do Harlan Coben, e digo que se eu não tivesse lido o livro Alta tensão não seria a mesma coisa. Na verdade o bom é ler totos os livros da série Bolitar primeiro e depois ler o Refugio, pois assim fica mais fácil conhecer o autor e os personagens, fiquei frustrada por Win não aparecer na história (nem pra dar uma pincelada assim como em Cilada), mas eu gostei mesmo assim. Isso não signifique que não der pra ler o livro sem conhecer Harlan Coben, mas é que pra mim que já acompanho foi mais fácil. Não vejo a hora de sair o livro novo.


Araggorn 03/10/2012minha estante
Tem vários livros com este personagem. Refúgio é o livro mais novo.

Blog: www.siriguelasaltitante.com.br


Araggorn 03/10/2012minha estante
Tem vários livros com este personagem. Refúgio é o livro mais novo.
Harlan é um ótimo autor!!

Blog: www.siriguelasaltitante.com.br


Bruna Rafaela 10/10/2012minha estante
Quando você fala da série do Myron,é falando de quais outros livros?


Be 28/02/2013minha estante
Isso que você interpretou como superego é na verdade a ironia/ sarcasmo do Mickey(do Harlan na verdade) se você tivesse lido alguns livros da série do Myron teria entendido com certeza depois de ter lido 3 livros do Myron, e outros 3 do Harlan, Refúgio foi o meu favorito


Samantha 22/11/2013minha estante
Refúgio é livro unico ? Ou vai ter continuação ?


Marcos Ogre 30/03/2014minha estante
Uau! Suas conclusões são extremamente parecidas com algumas minhas! Adorei sua resenha!

http://pensadoremserie.blogspot.com.br/2014/03/resenha-livro8-refugiobrincando-de.html


Ingrid Faria 24/04/2015minha estante
Que boa resenha!! Eu também não sabia que Refúgio era de uma série, comprei pela internet e estou esperando chegar. Ainda bem que como você disse dá para acompanhar.


Camila.Souza 20/02/2016minha estante
O Mickey não tem um superego, na verdade ele é sarcástico com ele mesmo, eu acho isso até engraçado. Acho que ele representa muitos jovens, apesar dele ser alto, forte, etc... ele age com um garoto de 15 anos de idade, com suas inseguranças de adolescente. Em momento algum o considerei chato ou muito menos tapado. ( não estou falando que você disse isso rsrsrs) Amei o Mickey, a Ema e o Colherada. É o primeiro livro que leio do Harlan Coben, e já estou pronta para viajar em outras histórias "misteriosas" dele. A cada fio solto esse autor dá um nó bem feito e entrelaça cada fiozinho solto que existe no enredo. :)




Dana Silva 13/07/2012

Refúgio
Refúgio é o primeiro livro da série protagonizada por Mickey Bolitar, sobrinho do nosso bom e querido Myron Bolitar. Mickey tem apenas quinze anos e acabou de perder o pai em um acidente automobilístico, a mãe ficou tão desnorteada a ponto de cruzar a fronteira da sanidade e se viciar em heroína. Kitty (quem aí se lembra dela fugindo, em Alta Tensão?) está numa clínica de reabilitação tentando se livrar das drogas e seu filho Mickey agora está morando com o tio Myron.

Tudo começa quando Ashley, namorada de Mickey desaparece misteriosamente da escola e não volta mais, e para completar Mickey passa em frente a uma velha casa abandonada na cidade e uma enigmática idosa fala pra ele que seu pai não está morto, e desaparece entrando na casa. As coisas não parecem ter ligação, certo? ERRADO. Tudo nos livros do Coben tem ligação entre si, até as coisas que podem nos parecer irrelevantes terão um significado quando o autor for explicar a trama e resolver o mistério. E isso é o que eu mais gosto nos livros do Harlan Coben.

Em Refúgio reencontramos personagens que já nos foram apresentados em outras histórias, da série Myron Bolitar, como a mãe de Mickey, Kitty, o seu pai, Brad, Esperanza, etc. Myron Bolitar aparece durante quase todo o livro mas é apenas coadjuvante pois a história é narrada em primeira pessoa por Mickey, mas posso garantir que ele é tão apaixonante quanto o tio. Inteligente, porte atlético, alto e com aquela ironia já conhecida da família Bolitar.

Para resolver esse misterioso caso, nosso querido protagonista vai contar com uma ajuda pra lá de especial e excêntrica, seus novos – e únicos – amigos: Ema e Colherada! Apesar de ser um mistério e a questão abordada nele ser bem pesada e tensa, o clima do livro é bem ameno e carregado de bom humor e tiradas inteligentíssimas por parte de Ema e Mickey. Colherada é fonte de risadas garantidas com suas sentenças aleatórias.

Claro que eu não vou estragar a surpresa contando o que é o enredo e o tema não é? Isso vocês terão que descobrir quando lerem. Mas posso adiantar que o livro é muito bom mas tem um final frustrante, simplesmente pelo fato de que o final não é o final!!! O livro tem continuação e ele acaba numa cena crucial! Então, fica a dica, se você não gosta desse tipo de final, sugiro que aguarde os próximos lançamentos para ler em sequência.
Alle 14/01/2013minha estante
Ansioso para o próximo livro, aff que final perfeito.




Gans 24/07/2013

A maestria de Harlan Coben
Acho que todos que leram Refúgio após terem lido outro ou outros livros do Harlan Coben devem ter tido a mesma reação que tive: esse cara é o cara!
Impressionante a desenvoltura da escrita e o quanto ele consegue inovar a cada livro que escreve. E a ideia de fazer um spin-off a partir da tão aclamada série Myron Bolitar, que com certeza gera uma responsabilidade e tanto, foi genial. Isso mostra que Harlan Coben entra na lista de um dos melhores escritores de ficção/romance policial/suspense dessa nova geração.

Achei Refúgio de fácil leitura e sem muitos rodeios. A narração em primeira pessoa torna mais interessante entrar no universo do Mickey. E a junção com temas (Nazismo, 2ª guerra, crianças refugiadas e etecétara) da História Mundial só o tornou bem mais legal de acompanhar.

Pontos mais que positivos pro universo juvenil que Harlan conseguiu captar sem dificuldades nenhuma, seja com o grupo de excluídos, a gostosa e popular da escola, os valentões, enfim. Apesar de eu estar envelhecendo muito rápido (bobagem) e esses temas pouco a pouco deixarem de me interessar muito, não teve como não sentir a nostalgia de eu aqui, moleque, engolindo Coleção Vagalume porque era "muito legal". Não desmerecendo e muito menos comparando, é claro, mas isso que é mágico nos livros. A sensação de lembrar, vivenciar, torcer, enfim, sentir. E com certeza nosso chapão Harlan Coben consegue trazer muito disso, seja em Refúgio ou em outros livros seus.

E como toda boa resenha tem seu lado negativo, só acho que essa fórmula trio parada dura já tá meio clichê (Harry Potter, Percy Jackson), embora tudo seja clichê hoje em dia. Só que daqui a pouco todos os livros que falam sobre adolescentes passando por "apuros", sejam eles mitológicos, mágicos, ou policias como é o caso, sempre terão 2 garotos e 1 garota como principais.

De qualquer forma, somos surpreendidos mais um vez por uma trama que é difícil não querer acompanhar. E que venha o segundo livro.
comentários(0)comente



WallanS 07/08/2013

Sem graça, sem sal, sem Coben.
Um livro completamente descartável. Nunca achei que uma história protagonizada por um adolescente fosse ser tão sem graça. Uma trama que não anda, não atrai, não estimula a pensar e a desenvolver teorias, a entender e completar lacunas na história, a tentar solucionar quebra-cabeças, etc. Coisas tão presentes em outros livros do Coben, tais como: Cilada, Não Conte a Ninguém, Desparecidos para Sempre, Quando ela se foi.

Enfim, um livro que não está a altura do autor. Esperava mais, muito mais.
Ninha Machado 22/08/2013minha estante
Então nem te recomendo a ler o segundo, Uma questão de segundos. Apesar de concordar que os livros que você citou são melhores, eu gostei de Refúgio, achei a história interessante e, como sempre foi uma história que não imaginei. O segundo livro realmente deixou a desejar, por ser Harlan Coben, espera uma trama bem mais envolvente. Agora aguardo o terceiro, para ver se apaga essa leve decepção com o segundo. Boas leituras!


WallanS 22/08/2013minha estante
haha Nao em recomende, por favor! srsrs Ninha, eu até pensei em comprar o segundo, mas depois que li Refúgio tirei completamente de idéia.

Vi que voce deu 5 estrelas e favoritou... Bem, eu nao gostei mesmo e jamais daria 5 estrelas num livro que eu estava implorando pro final chegar logo.




Thaís 25/07/2013

De arrepiar
Harlan Coben é um Gênio ♥

Não sei nem como descrever o que achei desse livro, no fim juro por Deus me arrepiei toda.

A história é magnifica, é de uma genialidade só.
Ansiosa para ler o livro 2 Mickey Bolitar.

O detalhe da história, as pessoas, o cenário em que se passa, me senti como se fizesse parte da história, até os sentimento de Mickey eu senti; Simplesmente PERFEITO ♥
Dani 25/07/2013minha estante
Perfeito! Foi exatamente isso que senti lendo esse livro. No começo fiquei um pouco preocupada por ser um livro voltado para adolescente (eu sou adolescente kk). É que o Coben nunca tinha escrito um YA. Mas é ótimo.




Pandora 23/01/2015

Muito fraco. Infantil demais! Parecia que eu estava lendo um daqueles livros de aventuras para adolescentes. A história começa bem, há uma trama cheia de mistério e simbologia e de repente... puf! Tudo se perde. A partir da página 182 o livro se torna ridículo. O que acontece na boate é simplesmente impossível. Nem quero saber da continuação.
Renata 20/10/2015minha estante
Não consegui nem chegar a página 182... :/


Pandora 09/04/2016minha estante
Eu te entendo, Renata!


Nina 12/08/2016minha estante
Hahahahahaha você escreveu exatamente o que pensei. Péssimo mesmo! Aquela da boate foi a gota final pra mim.




Rose 21/05/2015

Mickey Bolitar vivia uma vida de nômade junto de seus pais, Brad e Kitty. Eles viajavam o mundo por conta de trabalhos humanitários.
Quando Mickey entrou na adolescência, seus pais acharam que era hora de para de correr o mundo e dar ao Mickey uma vida normal, uma chance de criar raízes.
Mas é então que tudo vira de cabeça para baixo, Brad morre em um acidente de carro e Kitty acaba ficando viciada em drogas. Mickey vai morar então com seu tio Myron e passa a frequentar a escola que seu pai e seu tio estudaram.
Sentindo-se triste e sozinho, ele não consegue fazer amigos, mas acaba namorando Ashley, uma linda aluna que também é nova na escola.
Acontece que Ashley some misteriosamente e Mickey é comunicado por Dona Morcega, uma espécie de entidade folclórica do bairro, mas que não passa de uma senhora que vive em uma casa abandonada, que seu pai está vivo.
Revoltado com sua atual situação e sem querer perder mais ninguém, Mickey resolve investigar o sumiço de Ashley e tentar obter mais informações de Dona Morcega a respeito de seu pai. Contando com a ajuda de seus recentes amigos, Colherada e Ema, duas pessoas que sofrem constantes bullying na escola, eles começam a juntar as peças deste complicado quebra-cabeças.
Ele se vê envolvido em uma grande rede de mistério e intrigas, onde sua própria vida e a de seus amigos correm perigo.
"Mas eu não ia ficar esperando de braços cruzados."
Com uma reviravolta surpreendente, onde os mocinhos viram os bandidos, Mickey tem a chance de por fim em uma grande rede de prostituição. Para isso, tem que tomar muito cuidado, pois a vida de todos está por um fio.
Onde Ashley está? Seu pai está vivo? Quem realmente é Dona Morcega? O que seu pai e Ashley tem em comum? O que significa o símbolo da borboleta? Quem é o careca misterioso? Quem é o tatuado que está atrás de Ashley? Muitas perguntas e vocês só saberão as respostas se lerem.
Gostei muito do livro e do Mickey, um rapaz inteligente e espirituoso, que se importa com as pessoas e quer proteger a todos. Não foi explicado no livro o motivo da briga entre seu pai Brad e seu tio Myron, e não sei se será explicado nos próximos volumes. Me surpreendi que ele não tenha pedido ajuda de seu tio, e também fiquei surpresa por Myron não desconfiar do que o sobrinho fazia, mas isso em nada tira a dinâmica da leitura. E o final, ah o final, me deixou super curiosa pela continuação...
E vocês, alguém já leu este livro? Conhecem a série do Mickey Bolitar? O que acharam?

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
Clarice.Castanhola 22/05/2015minha estante
fiquei bastante curiosa para ler esse livro. Já tive a oportunidade de ler outros e gostei muito da escrita do Harlan Coben. e gostei de saber que no final desse volume terá continuação, super curiosa pa ler Refúgio ;)




Lu 14/06/2015

Boa surpresa!
Em fevereiro deste ano, saí para lanchar com uma velha amiga. Ela é uma das poucas amigas que eu tenho que realmente gosta de ler. Entre elogios rasgados a Stieg Larsson e George R.R. Martin, a certa altura, ela me perguntou "Você já leu Harlan Coben?". Tive que admitir que ainda não, mas que, diante da animação dela, ia colocá-lo na listinha.

Reencontreia-a, novamente, agora em junho. E eu tive que admitir, meio sem graça, que não tinha lido nada dele. Sei lá, olhava aquela pilhinha de livros do autor e o pensamento que me vinha era "Nicholas Sparks do suspense". Ela então se ofereceu para me emprestar um dos delas e eu, ainda hesitante, aceitei.

E estou contente por ter aceitado.

Ah, não me olhe assim. Eu me dou ao desfrute de ser um pouco excêntrica e implicante de vez em quando, certo? E, francamente, eu gosto muito quando estou errada. Descobrir um novo autor é um dos grandes prazeres da leitura.

E há muitas qualidades no livro de Coben: sua narrativa fluida e ágil, uma trama interessante e bem arquitetada e personagens secundários extremamente carismáticos. Devorei o livro de Coben como quem devora um saco de batatas fritas.

O livro é ótimo, mas há dois poréns: Mickey e uma queda de empolgação no finalzinho. Não me leve a mal. Eu gosto muito do Mickey. Ele me faz lembrar de Percy Jackson. E aí é que está o problema: ele tem quinze anos e é cheio de recusros: gatinho, ótimo atleta, viajado, dirige, luta artes marciais....Mas, sei lá, senti que ficou um pouco over, e Mickey ficou parecendo o príncipe da cocada preta. Lá pelo final, tudo já estava me parecendo inverossível demais. Claro que semideuses adolescentes derrotando Cronos também é. Mas a fantasia permite um nível de absurdo. Uma trama de mistério, em minha opinião, tem alguns limites. É por isso que a nota é de quatro estrelas e não cinco.

Mas, fiquei bastante curiosa para ler a segunda parte e pretendo terminar de ler a trilogia.

Recomendo!
comentários(0)comente



Rita Nunes 02/02/2013

Adorei! Mais um livro excelente, narrativa extremamente fluída, e um enredo interessante. Eu fiquei estupefata com as ramificações do foi sendo descoberto. E as últimas palavras, na última linha, nossa, é quase obrigatório ler o próximo livro!
Recomendo!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Mari 26/08/2016minha estante
Eu li esse livro. Gostei muito. O Harlan é incrível.




Christian 06/09/2012

Tudo certo na família Bolitar
Myron e Win. Que dupla.

Mickey, Ema e Colherada. Bom trio. Não dá pra comparar, mas sem dúvida não deixa muita coisa a desejar.

"Reviravolta" deveria ser o nome artístico do Sr. Coben. Porque em todas as suas histórias, esse é o sentimento que mais aflora.
Sem dúvida as gargalhadas são maiores com a dupla Myron e Win, mas o jovem Mickey também tem seu quê de cativante, no final que não é final, você com certeza vai achar Mickey tão bom quando Myron, na sua própria maneira.

Quanto ao teor de suspense, bom, aí é Harlan Coben. Nada precisa ser dito para aqueles que já o conhecem. Suspense do início ao fim. E não poderia ser esperar nada menos do "Mestre das Noites em Claro".
comentários(0)comente



Lelê 07/08/2012

Resenha: Refúgio
Mais um livro de Harlan Coben. Porém esse é sobre Mickey Bolitar, sobrinho de Myron.
É escrito em primeira pessoa. E quem leu Alta Tensão sabe que o irmão de Myron sofreu um acidente de carro quando resolveu sair do Abrigo Abeona junto com sua mulher Kitty. Ele quis deixar seu filho longe do trabalho do Abrigo, mas não adiantou.
Mickey vai morar com seu tio Myron pra tentar levar uma vida "normal". A vida que seu pai queria para ele. Mas foi difícil. Com sua mãe internada em uma clínica de reabilitação e sofrendo muito pela morte do pai, Mickey se fecha completamente. A relação dele com o tio é complicada, sem diálogos. Mas Myron tenta respeitar o tempo e o espaço do sobrinho.
Mickei volta para a escola no segundo ano. Com seu 1,93m, claro, se torna o jogador de basquete.
Ele faz amizade com Ashley, que também é aluna nova, e cheia de mistérios. Os dois começam a namorar, mas Ashley desaparece do nada, sem deixar vestígios.
Mickey, desesperado com o sumiço da garota, decide descobrir seu paradeiro e começa a investigar por conta própria.
Mas não sózinho.


" 'Dever de casa' é uma expressão muito útil
para mantes adultos indesejáveis longe. É
só dizê-las que seus pais deixam você em paz."
Pag. 113


Ele conta com a ajuda de Ema, uma garota gótica, gordinha e cheia de tatuagens, o tipo de garota que não tem amigos; e também Colherada, um garoto nerd, muito engraçado, baixinho de óculos, completamente sem noção, mas que consegue arrancar risadas espontâneas com as coisas absurdas que diz.

Nessa investigação maluca, Mickey consegue chegar ao ponto de partida de tudo: o Abrigo Abeona.

Junto com dona Morcega, uma senhora misteriosa e também carregada de segredos, e Rachel, a chefe de torcida da escola. Mickey vai além dos seus limítes. Literalmente vai à luta para salvar Ashley e descobrir tudo sobre a morte do seu pai.

O livro é excelente, rápido e nas últimas páginas chega a dar frio na barriga.

Adorei conhecer melhor Mickey, e saber mais sobre seu pai e sua mãe.

Parece que o autor já tinha tudo na cabeça antes de escrever Alta Tensão, e onde tudo isso ia levar.

Amei!!


"O mal continua a existir. Sempre. Você deve
se contentar com pequenas vitórias. Se tentar
ir longe demais, pode perder tudo."
Pag. 217
comentários(0)comente



Pâm 29/07/2016

Adolescente?
Amo Harlan Coben, é um dos meu escritores favoritos, mas admito que fiquei meio decepcionada com esse livro. Se ele é ruim? Não. Não é que ele seja ruim, mas se você relacionar com outras obras deles vai perceber que tem uma decaída. Acredito que isso se deve porque o protagonista é um adolescente (primeiro livro de adolescente do harlan), diferente dos outros livros, onde os protagonistas são adultos e experientes. E isso me incomodou bastante, mas fora isso, o livro continua com a mesma pegada do Harlan e aquele toque mágico no final. Indico os livros para os fãs e para um público mais jovem. Tenho certeza que vão gostar.
comentários(0)comente



Ana Carolina 09/09/2012

Pra variar mais um livro surpreendente do Harlan Coben, não vou negar que queria que o Win aparecesse neste tbm,mas, enfim.
Adorei o livro é um dos que te faz ficar acordado a noite toda, ou ler em pé no ônibus ou aproveitar a sua hora de almoço para come-lo.

Fiquei mais contente em saber que haverá continuação do que saber quem é a Dona Morcega rs

Vale muito a pena é um dinheiro muito bem gasto e como sempre é as histórias de Coben nada é o que parece ser sempre tem reviravoltas e surpreendentes rs
comentários(0)comente



Ruth 11/09/2012

Maravilhoso "Com uma pontinha de saudades de Myron"
Refúgio primeiro livro de Mickey Bolitar sobrinho de Myron Bolitar. Antes de mais nada devo ressaltar que “Estou com muitas saudades do Myron e que só quis muito ler esse livro por causa dele. Esperei ter uma participaçãozinha dele e ainda bem que teve então começo a dar meu primeiro pontinho para Mickey. “
Agora voltando a falar de Mickey ele será um Myrozinho quando estiver maior (digo na idade pq no tamanho ele é imenso ). Engraçado que nem o Tio. Inteligente, astuto e sensível. Os amigos dele nem posso falar nada pq senti muita falta de Win muita falta mesmo. Queria fazer de Colherada (WIN) e de Ema (Esperanza) Mais sei que não são por serem muito diferentes apesar de eu ter gostado muito de colherada. Ema é do tipo que ainda não deu para formar uma opinião. Ela é cheia de segredos mais é uma amiga e tanto isso não posso negar. Tem partes em que dei tanta risada q minha barriga ficou doendo tipo quando Myron fala “Vc chorou quando foi preso Mickey- ai ele balança a cabeça que não._ Então Myron volta a dizer – Pq o chef Taylor chorou como uma criança de três anos. “ Nossa nessa parte eu quase q não paro de rir quando vcs lerem essa parte vão entender o pq. Myron quantas saudades de vc. Para um começo de uma nova empreitada Harlan como sempre me surpreendeu no final e deixou perguntas sem resposta o que deve ser respondidas no próximo livro. Eu adorei a narrativa como falei ele é Genial e esse livro acabou depressa demais. Estou louca pelo próximo o que espero que venha logo.

Uma dica vc só deve ler refúgio depois que ler Alta tensão e só pode ler Alta tensão depois que ler Quando ela se foi pq se ler sem está na ordem vai ver muitos Spoilers e isso fica meio sem graça. Então recomendo os livros da série Myron Bolitar (O meu personagem preferido tirando o Win.) E recomendo Refúgio. Harlan seu lindo vc não cansa de ser sempre brilhante heim?!
comentários(0)comente



110 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |