Branca de Neve

Branca de Neve Irmãos Grimm




Resenhas - Branca de Neve


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Marcos 23/07/2014

Uma diagramação de tirar o fôlego
Durante uma visita à Biblioteca Parque do Rio de Janeiro, nós encontramos um tesouro literário e resolvemos desbravá-lo por lá mesmo. Na realidade, estávamos ansiosos para lê-lo já há algum tempo e, quando encontramos, não resistimos.

Branca de Neve é retratada como uma criança belíssima. Ao atingir a idade de sete anos, a beleza da Branca de Neve começa a incomodar a rainha. Sua madrasta, ao consultar seu espelho mágico, descobre que já não é mais a mulher dotada de maior beleza da terra. Sua ira se torna maior que sua razão e ela manda que um caçador dê fim a vida de Branca.

“Não demorou muito e ela deu à luz uma menininha com a pele tão branca como a neve, os lábios tão vermelhos quanto o sangue e os cabelos negros de ébano, que foi chamada de Branca de Neve. A rainha morreu de parto, pouco depois que a criança nasceu”.

O caçador, quando foi tirar a vida de Branca de Neve, maravilhou-se com a beleza da criança e decide libertá-la. Perdida pela floresta, ela acaba encontrando a casa dos Sete Anões. Lá ela recebe abrigo e carinho. Porém, mesmo distante, a rainha má ainda tentará por fim à vida da garota.

Quanto ao enredo em si, não temos muitas novidades em relação à premissa original. Porém, adiantamos que você se surpreenderá com o fim vingativo e inusitado da obra. Se você está cansado de rever a mesma história diversas vezes, o final fará sua leitura valer a pena.

“A rainha contemplou com um olhar selvagem e explodiu em gargalhadas: – Branca como a neve, vermelha como o sangue, negra como ébano! Desta vez os anões não conseguirão trazê-la de volta à vida”.

O quesito que mais chama a atenção na obra é a diagramação. Em cada página, as ilustrações são bem feitas e a indignação da rainha é retratada de forma evidente em sua face irritadiça. É possível observar as emoções de cada personagem através das gravuras ricamente adornadas.

As ilustrações faz-nos lembrar dos desenhos de Tim Burton pelos detalhes mais voltados para o estilo dark. Certamente, esse é mais um dos diferenciais da obra. Quem curte ilustrações do estilo, irá se encantar.

“Quando a rainha escutou essas palavras, começou a tremer e seu rosto ficou verde de inveja. A partir desse momento, passou a odiar Branca de Neve e sempre que seu olhar recaía sobre a menina, seu coração se tornava frio como pedra. A inveja e o orgulho cresceram tão rápido quanto ervas daninhas em seu coração”.

Branca de Neve nos proporciona uma leitura rápida, fluída, encantadora e inesquecível. Já colocamos o livro em nossa lista de desejados; esperamos, em breve, colocá-lo em nossa estante!

site: http://desbravadoresdelivros.blogspot.com.br/2014/07/resenha-branca-de-neve.html
Lê Golz 04/08/2014minha estante
A diagramação deste livro é linda mesmo.
Não tenho dúvidas que a leitura é encantadora. Quero ler.


Bianca 06/08/2014minha estante
Adorei a capa desse livro!


territsen 12/08/2014minha estante
Vi as fotos desse livro e achei a coisa mais linda. Agora com o lançamento do MAlefica, fico meio perdida em relação as versoes da Branca de neve. Gostei muito da obra,, uma pena ela ser pequena.


Georgia 16/08/2014minha estante
Que preciosidade de livro! Ainda mais por eu adorar o universo dos contos de fadas! Adorei conhecer um pouco mais sobre este livro.


Juu 23/08/2014minha estante
Siiiim, concordo, a diagramação é de tirar o fôlego! Sério que os desenhos fazem lembrar os do Tim? Gente :o Que tudo, amo os desenhos dele! ? E olha, vou te dizer: a história desse livro é bem fiel ao desenho! *0* Amei, sem mais!




Naty 24/07/2014

Fascinante!
Branca de Neve é retratada como uma criança belíssima. Ao atingir a idade de sete anos, a beleza da Branca de Neve começa a incomodar a rainha. Sua madrasta, ao consultar seu espelho mágico, descobre que já não é mais a mulher dotada de maior beleza da terra. Sua ira se torna maior que sua razão e ela manda que um caçador dê fim a vida de Branca.

“Não demorou muito e ela deu à luz uma menininha com a pele tão branca como a neve, os lábios tão vermelhos quanto o sangue e os cabelos negros de ébano, que foi chamada de Branca de Neve. A rainha morreu de parto, pouco depois que a criança nasceu”.

O caçador, quando foi tirar a vida de Branca de Neve, maravilhou-se com a beleza da criança e decide libertá-la. Perdida pela floresta, ela acaba encontrando a casa dos Sete Anões. Lá ela recebe abrigo e carinho. Porém, mesmo distante, a rainha má ainda tentará por fim à vida da garota.

Quanto ao enredo em si, não há muitas novidades em relação à premissa original. Porém, adianto que você se surpreenderá com o fim vingativo e inusitado da obra. Se você está cansado de rever a mesma história diversas vezes, o final fará sua leitura valer a pena.

“A rainha contemplou com um olhar selvagem e explodiu em gargalhadas: – Branca como a neve, vermelha como o sangue, negra como ébano! Desta vez os anões não conseguirão trazê-la de volta à vida”.

O quesito que mais chama a atenção na obra é a diagramação. Em cada página, as ilustrações são bem feitas e a indignação da rainha é retratada de forma evidente em sua face irritadiça. É possível observar as emoções de cada personagem através das gravuras ricamente adornadas.

As ilustrações faz-me lembrar dos desenhos de Tim Burton pelos detalhes mais voltados para o estilo dark. Certamente, esse é mais um dos diferenciais da obra. Quem curte ilustrações do estilo, irá se encantar.

“Quando a rainha escutou essas palavras, começou a tremer e seu rosto ficou verde de inveja. A partir desse momento, passou a odiar Branca de Neve e sempre que seu olhar recaía sobre a menina, seu coração se tornava frio como pedra. A inveja e o orgulho cresceram tão rápido quanto ervas daninhas em seu coração”.

Branca de Neve proporciona uma leitura rápida, fluída, encantadora e inesquecível.
Sabrina Piano 29/07/2014minha estante
Eu adoro contos de fadas, tudo que retrata essas obras incríveis eu amo, desde livros, filmes, séries... e adoro quando as o enredo muda, eu sempre fico na expectativa pra ver algo diferente, pra saber se a história retratada será igual a original, e já que essa tem um final diferente eu fiquei muito curiosa!


Georgia 02/08/2017minha estante
Gosto de conhecer diferentes versões do meu clássico infantil preferido e saber que o final é um tanto quanto surpreendente, me deixa mais animada e ansiosa para fazer a leitura deste livro.




Diego Yue 01/09/2012

Opinião.
É um livro com imagens góticas.
Pega a verdadeira história da Branca de Neve,as ilustrações são maravilhosas!
Rápido de se ler,de fácil acesso.
Vale a pena para as pessoas tem um amor por conto de fadas!
comentários(0)comente



Rhaisa 01/04/2013

http://www.livronasferias.blogspot.com.br/2013/04/camille-rose-garcia-e-seus-desenhos.html
comentários(0)comente



Matheus Braga 30/12/2012

Branca de Neve - Irmãos Grimm - Camille Rose Garcia
Hey pessoal, tudo bem?

Confira o post no blog para visualizar as fotos com as ilustrações da obra: http://vidadeleitor.blogspot.com.br/2012/08/branca-de-neve-irmaos-grimm-camille.html

Durante toda minha vida ouvi histórias e mais histórias, cada uma diferente da outra, sobre os contos de fadas clássicos como Cinderela, Pinóquio, Chapeuzinho Vermelho e a tão famosa Branca de Neve. Contudo, nunca li, por pura falta de oportunidade, a versão "original" dos Irmãos Grimm. Eis que a Geração Editorial publica tal versão sob as ilustrações da talentosíssima Camille Rose Garcia, me proporcionando assim minha tão sonhada oportunidade.

Não há muito o que falar sobre a história que a maioria de vocês já não saiba sobre tal conto de fadas. Contudo tenho algumas ressalvas a fazer, já que as versões mais conhecidas omitem alguns fatos. Em primeiro lugar gostaria de ressaltar que a Branca de Neve da versão "original" é a mulher mais burra existente na face da terra, o que me leva a pensar que esse foi o motivo de escalarem a kirstem Stewart para tal papel na adaptação cinematografia. Sério... se alguém de avançada idade e com um sorriso maléfico, vulgo velhinha de sorriso psicótico, bate na minha porta e faz alguma coisa para tentar me matar, eu NUNCA mais na minha vida deixaria mais ninguém do tipo entrar na minha casa. E o que a Branca de Neve faz? Ela deixa a pessoa entrar na casa mais DUAS vezes. Fala sério, estava pedindo para morrer só pode!

Outra grande diferença é com relação ao final do conto. Em várias versões a Madrasta é expulsa do reino para viver na pobreza e sem magia ou é decapitada por algum guerreiro. Contudo, esta versão é finalizada com requintes de crueldade, pala delírio geral da nação, já que Branca de Neve faz com que ela dance usando sapatos de ferro aquecidos na brasa até cair morta no chão.

Isso é o que tenho a dizer sobre a história, já que o livro não possui muitas páginas e as mesmas sempre são ilustradas, como pode ser observado abaixo e, como podem perceber, o trabalho realizado por Camille Garcia é excepcional, fazendo com que o gótico e o romântico se entelassem em uma harmonia de cores. Cabe ressaltar que a versão do livro é capa dura e possui um acabamento muito bonito.

Abraços,
Matheus Braga - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/
@MatheusBragaM
comentários(0)comente



"Ana Paula" 26/10/2014

"Era uma vez..."

Há muito tempo eu queria este exemplar de Branca de Neve. Consegui, finalmente, comprá-lo na Bienal e claro, passei logo na frente para conferir este conto antigo e muito adorado por muitos!

Esqueça a versão da Disney ok? Apesar de ser parecida, neste volume o romance meloso entre Branca de Neve e o Príncipe, ficará somente na nossa imaginação. A história é curta e bem resumida. Como é o verdadeiro conto escrito pelos irmãos Grimm, naquela época romancear as coisas não era de fato, necessário. Mesmo assim, a história ainda pode ser lida e contada para as crianças. Ainda trás um final feliz e uma boa lição na Rainha Malvada! rsrsrsrrs

Este exemplar está belíssimo! A editora caprichou demais na edição: Capa dura, toda fosca com verniz localizado no título. As folhas são parecidas com de revistas, mas mais resistentes, e o que falar das ilustrações? Bem, são lindas, perfeitas, maravilhosas! Camille Garcia arrasou, deixando o livro tenebrosamente romântico e gótico!

Um exemplar lindo para as crianças de todas as idades! Nada muito diferente do que já assistimos ou lemos por aí, mas se você está cansado do mesmo final bobinho, este exemplar valerá cada minuto da leitura, pois o final é vingativo e inusitado! Preciso dizer mais? Acho que não neh? Estou apaixonada por este livro a tanto tempo que seria impossível não recomendá-lo! rsrsrsrrs

site: http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/2014/10/resenha-branca-de-neve-irmaos-grimm.html#.VEzUyvnF9Ih
comentários(0)comente



Saga Literária 13/01/2016

Branca de Neve por irmãos Grimm
Resenha #21

Era uma vez uma rainha, que em dado momento estava costurando perto da janela do seu palácio, quando fura o dedo e seu sangue cai na branca neve. Após isso ela desejou ter uma filha tão branca como a neve.

Após algum tempo a rainha deu a luz a uma menina, que veio com as características que tinha desejado, todavia a rainha falece após o parto. Um ano após perder sua esposa e rainha, o rei resolve casar novamente e assim o fez. A nova rainha era muito bonita, porém orgulhosa e invejosa, não suportava a ideia de ter alguém no mundo mais bela do que ela.

"A rainha contemplou com um olhar selvagem e explodiu em gargalhadas: - Branca como a neve, vermelha como o sangue, negra como ébano" Desta vez os anões não conseguirão trazê-la de volta à vida."

Esta rainha possuía um espelho e diante do mesmo, perguntava "Espelho, espelho meu, existe no mundo mulher mais bela do que eu?" e o espelho respondia, "Vós, minha rainha, sois a mais bela de todas". Alguns anos após, já com 7 anos, Branca de Neve demonstrava beleza e quando a rainha foi fazer sua famosa pergunta para o espelho, este responde que Branca de Neve era mais bonita. Diante disso, a rainha contratou o caçador para aniquilar e extinguir a vida da Branca de Neve. O resto da história conhecemos e caso você não conheça aproveita para ler.

Alguns detalhes no livro que me chamaram atenção, foi o fato de não ter o nome dos sete anões, o rei e pai da Branca de Neve parar de ser citado na obra, outro detalhe é que não existe o beijo do príncipe e as ilustrações maravilhosas que tem no livro.

"Por fora era linda, metade branca e metade vermelha, e quem a visse, a cobiçava."

www.facebook.com/asagaliteraria

site: www.sagaliteraria.com.br
comentários(0)comente



Ma 05/12/2017

A estetica e ilustrações do livro são incríveis, a história é um pouquinho diferente, porém tão boa quanto a original.
comentários(0)comente



patricia.costah.9 18/11/2015

Versão inovadora e surpreendente!
Eu sou muito apaixonada pela Branca de Neve, é minha princesa favorita do mundo ''disney'', apesar de saber que a disney meio que distorceu certas partes da história nunca tinha ido atrás das versões originais. Sempre estou olhando as novidades nas livrarias, nas lojas online que vendem livros e esse estava a algum tempo na minha listinha de ''Ou compro ou compro''. Bom, agora vamos para o livro: Simplesmente lindo, as ilustrações são de uma riqueza ímpar, a história te envolve a cada página, porque é muito diferente em relação a ''apenas'' a maçã envenenada, o príncipe nem a conhecia. O final realmente foi o melhor, com certeza. Acredito que seja bem forte para crianças de até 12 anos, mas, todo fã da Branca deve ter essa edição, é show!
comentários(0)comente



Fernanda 25/09/2015

Olá Leitores!

Era uma vez...

Branca de Neve, uma história folclórica francesa e há muitos anos é um dos memoráveis contos infantis mais repetidos por pais aos seus filhos e a Geração Editorial trouxe para nós uma versão completa do conto dos Irmãos Grimm e as ilustrações de Camille Rosa, que deu a obra um ar contemporâneo destinado às crianças do século 21.

A Camille nos apresenta uma obra recheadas de ilustrações tenebrosas e ao mesmo tempo românticas. São de arrepiar. Essa versão gótica de Branca de Neve não é melosa como a versão da Disney, portanto, a esqueçam para que possam ler, e claro o castigo destinado à rainha má é um tanto inusitado, porém, merecido.

Esse texto tem algumas diferenças da história que originalmente é contada, as roupas escuras, as maquiagens nada doces e “perfeitas” dá a trama uma dramaticidade ainda maior. Sem contar, que o príncipe e a Branca de Neve traz no coração um pouco de vingança contra aquela que sempre lhe fez mal apenas por inveja.

A lição do livro não poderia deixar de ser outra, visto que, a inveja esmigalha e destrói qualquer sonho, uma vez que a pessoa invejosa passa a viver em função de odiar alguém que muitas vezes nem liga para sua existência.

Em suma, parabenizo a editora pela edição incrível e pela oportunidade de ler a obra.

site: http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br
comentários(0)comente



J R Corrêa 03/02/2018

Branca de Neve
Esta versão, feita para os pré-adolescentes do século XXI, traz uma heroína que parece uma gótica. A rainha perversa, a segunda mulher mais bela depois de Branca de Neve, surge aqui como um monstro de quatro olhos. Até os animais da floresta são assustadores, e o Príncipe Encantado não parece particularmente viril.
comentários(0)comente



Raíssa 12/02/2018

Bom!
Por ser o conto real dos irmãos grimm, você pode ter certeza que ele foi muito bem escrito. Claro, um pouco mais sombrio do que aqueles contos que costumamos ver, principalmente pelos olhos do Tio Disney. As imagens e desenhos da Camille são incríveis e trouxeram exatamente o ponto grotesco que os irmãos queriam passar. A montagem do livro como um todo ficou uma bela obra de arte e o acabamento com capa dura só serviu para confirmar isso! Adorei =]
comentários(0)comente



Marcos 30/03/2014

Confira a resenha em vídeo que eu fiz para esse livro:

site: http://capaetitulo.blogspot.com.br/2014/03/resenha-falada-branca-de-neve-de-irmaos.html
comentários(0)comente



Universo de utopia 21/12/2016

Maravilhoso!
Não aguentei de tanta ansiedade e mergulhei nas memórias da minha infância do incansável assistir ao filme, da versão da Disney, e principalmente de ouvir as cantigas e histórias que minha Tia São fazia para mim, dez vezes se fossem necessárias e nunca se tornava enjoado. Emergi neste mundo mágico, me fez sentir saudade da pureza e inocência dos tempos de criança, do aconchego de um colo, da sombra de uma árvore...

Conheci esse exemplar no blog de uma amiga e há tempos venho sentindo a necessidade de adquiri-lo. Quando, num certo dia, finalmente o encontrei em promoção no Amazon no Book Friday. Edição capa dura, folhas consistentes parecidas com revistas, carrega as ilustrações primorosas, românticas e góticas de Camille Rose Garcia, que traz a versão dos Irmãos Grimm sobre este conto infantil, diferente da versão conhecida por muitos, sem os floreios nem enfeites.

Esqueça aquela história de beijo de amor verdadeiro, isso tudo ficou para trás quando Walt Disney tentou inovar. Mas, no esta obra entanto não perdeu seu encanto, e ainda guardarei esse livro para minhas futuras gerações. Cada minuto dedicado a essa leitura, valerá muito a pena e ainda carrega fundo eminentemente moral e crítico se pudermos ler nas entrelinhas.

Falamos da menininha com a pele branca como a neve, os lábios tão vermelhos quanto o sangue e os cabelos negros como ébano, que perdeu sua mãe no parto e um ano mais tarde ganhou uma madrasta orgulhosa e dominadora, obcecada pela beleza. Com o decorrer dos anos Branca de Neve passa a ser dona de uma beleza extraordinária, o que desperta a fúria e inveja da rainha, que quer ser única.

Diante disso passa a vida tentando se livrar de Branca, cada tentativa mais macabra que outra, e nesse interim ela conhece os Sete Anões que a acolhem no intuito dela lhe prestar favores domésticos, meio como empregada.

A vida era feliz e ela se sentia segura, no entanto muito inocente e sempre caia nas armadilhas da Rainha. Agora diferente do que todos pensam, a maçã não foi o segundo ataque, o beijo do príncipe não acontece e o final da Madrasta é mais assustador do que cair do penhasco.

Basicamente a moral da história, centra-se na vaidade, inveja, de não aceitar coisas de estranhos (ainda que seja maçã e não engorde) e da amizade e união, através da personificação do companheirismo dos anões.

E para quem acredita que em toda história existe um pouco de verdade, teorias conspiram que este conto que nasceu do folclore alemão é baseado na história de uma princesa do século XVI, Margarete von Waldeck, muito conhecida por sua beleza que possuía uma madrasta e morreu envenenada. Quem foi? Ninguém sabe ao certo, mas algumas teorias relatam que foram os espanhóis. Ah, e no tocante aos anões? No povoado que Margarete morava explorava bastante das minas. E quem fazia o trabalho? Crianças, por conseguirem passar pelos túneis estreitos e por causa de alguns gases tóxicos e das reações químicas presente nos materiais trabalhados com o tempo começaram a ficar feias, tortas e esquisitas, parecendo anões. Macabro né?

Gostei muito do livro, para quem é fã deste conto maravilhoso, assim como eu, não pode deixar de ter em sua coleção um exemplar deste!
comentários(0)comente



Gabs 13/10/2013

Branca de Neve
Meu Deus, como a Disney realmente estraga os contos originais. Não, acho que estragar seria uma palavra muito forte, mas eles fazem a história parecer uma coisa banal, que sempre tudo acaba bem. O verdadeiro conto da Branca de Neve, é uma coisa bem diferente. Branca de Neve é filha de um rei com sua rainha. Branca de Neve tem esse nome porque sua mãe decidiu chama-la assim depois de ver seu sangue na neve branca. Muitos dos contos dos irmãos Grimm foram modificados, e hoje são conhecidos por versões diferentes ou até nomes diferentes e Branca de Neve foi um deles. Um belo conto que envolve inveja, ganancia e compaixão.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2